CONFÚCIO E SEUS ENSINAMENTOS…

Confcio_thumb.jpg

Foto de uma estátua de Confúcio à beira do Lago Dongting situado na província de Hutan, China.

 

Por: Cida Pereira

Confúcio nasceu no ano de  551 A.C. em Tsou, cidade no antigo reino  de Lu, hoje província de Shantung, na China.

Seu verdadeiro nome era Ch’iu K’ung. Confúcio é uma adaptação latina, utilizada no ocidente, da forma pela qual ficou conhecido na China, Kung Fu Tzu, que significa “venerável mestre Kung”.

Por ter perdido o pai quando ainda muito criança, cresceu vivendo com sua mãe em condições bem humildes. Apesar de ser de origem nobre não foi reconhecido pela família de seu pai, pois era fruto de uma união não oficializada quando este já se encontrava em idade avançada.

Mesmo assim, por seu próprio esforço, se tornou erudito nos cerimoniais, na arqueologia, história,  e música, sendo exímio tocador de alaúde, além de notável na prática dos esportes da época, como o arco e flecha, as cavalgadas,  a caça e a pesca.

Conhecido por sua educação, cortesia e justiça, viajou muito e estudou durante vários anos na capital imperial de Zhou.  Graças à  grande proeminência alcançada, ingressou na vida política por volta dos 50 anos, quando foi nomeado prefeito da cidade de Zhongdu.

Conta-se que em uma viagem por solicitação do soberano do Reino de Lu, teve oportunidade de conhecer Lao Tsé, o fundador do Taoismo. Esse encontro o marcou profundamente, levando-o a profundas reflexões e a desenvolver grande reverência  às palavras  inspiradoras do sábio mestre.

kongzi

Por se tornar amado e respeitado como prefeito e por seu sucesso em estratégias políticas, aos 52 anos foi nomeado Ministro da Justiça e, em seguida, Ministro do Interior, acumulando os dois cargos em pouco mais de um ano. Mas, infelizmente, por não concordar com as injustiças impostas ao povo pelos poderosos da época, em 497 A.C. foi forçado ao exílio.

Foram 13 anos de longas peregrinações pela China, sempre acompanhado de seus leais discípulos, na tentativa frustrada de encontrar um reino onde seus ensinamentos pudessem ser bem aceitos e praticados. 

Regressou ao reino de Lu, aos 67 anos, não tendo mais como retomar a política,  passando o resto de sua vida a ensinar e escrever.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 A essência do pensamento de Confúcio é o REN, que pode ser traduzido como “benevolência” ou “humanismo”. Aos discípulos respondia: “A principal virtude está em amar aos homens”.

A partir de seus ensinamentos surgiu a Doutrina que, embora considerada como religião por muitos, é na verdade uma filosofia de vida e auto desenvolvimento a ser seguida em âmbito, não somente individual, mas principalmente, social.

Segundo a doutrina de Confúcio, o ser humano é composto por quatro dimensões: O Eu, a Comunidade, a Natureza e o Céu, sendo este último fonte de auto realização e iluminação.

O Confucionismo se resume em seis princípios básicos, que podem ser indicados pelas palavras:

JEN, que corresponde ao humanitarismo, cortesia, bondade e benevolência; CHUN-TZU, em que a virtude perfeita está na humildade, magnanimidade, sinceridade, diligência e amabilidade; CHENG-MING, que estabelece a cada ser humano a função designada de acordo com seu papel na sociedade; TE, ligada ao poder e à austeridade; LI onde é primordial o padrão de conduta exemplar, a propriedade e a reverência; e por fim, porém não menos importante, WEN, englobando as artes nobres, que inclui música, poesia e a arte em geral.

Dizia que  “Um governo é feito de homens e não de leis.” Um bom governante deveria “governar pela virtude interior” para ganhar o respeito de seus súditos e dar um exemplo a ser seguido por eles. O sábio chinês não aprovava a escravidão e a tirania e, acreditava que o Estado existia para benefício do povo, e não o contrário.

Máxima 4

Segundo ele, para o governo deveriam ser nomeados homens honrados e confiáveis, que se preocupassem com o bem estar do povo. Este, como resultado, seria formado por homens educados e bem tratados, que obedeceriam às leis por serem civilizados, honestos íntegros e dignos e não por medo de punições.

Máxima 5

Confúcio dedicou-se apaixonadamente ao estudo do Chou I, dando-lhe destaque entre seus Cinco Clássicos, que revisou e copilou nos últimos anos de sua vida.  Chegou a afirmar, aos setenta anos de idade que, “se lhe fossem dados mais anos de vida, dedicaria 50 ao estudo dessa obra e assim não incorreria em graves erros”.

Confúcio  incluiu as imagens, que ilustram o significado de cada Hexagrama, e  muitos dos comentários sobre os textos das linhas. À revisão dos textos antigos do Chou I já com os descrições e observações de Confúcio que, mais tarde, foram em parte complementadas por seus discípulos, deu-se o nome de I Ching (Clássico das Mutações).  É dessa forma que a obra se tornou conhecida no Ocidente, embora ainda hoje, na China,  seja mais conhecida como Chou I.

Máxima 6

Após sua  morte seus discípulos coletaram pequenos provérbios do mestre, além de diálogos com ele, e os reuniram em um texto intitulado Lun Yu (Os Analectos).

Confúcio intencionava popularizar a educação fora dos círculos nobres e aristocráticos, que até então mantinham monopólio da cultura e da arte. Para ele, um povo civilizado era um povo bem educado e seguidor das virtudes e dos bons costumes, e por isso dava destaque à formação do caráter e não apenas ao  livre acesso ao conhecimento, sendo este destinado a todos,  independentemente da classe social.

Máxima 7

Faleceu em 479 A.C.  aos 73 anos  de idade, deixando como legado uma filosofia que ainda exerce grande influência no pensamento e a mentalidade de boa parte dos chineses até os dias atuais.

Confúcio ainda hoje é considerado o mais influente filósofo chinês, com adeptos espalhados por todo o extremo oriente, sendo conhecido e respeitado também na maioria dos países ocidentais. 


 

Fontes:
Confúcio – Wikipédia, a enciclopédia livre
SÓ HISTÓRIA|Biografias – Confúcio 
kd frases|Frases e Pensamentos de Confúcio

 

 

 

Anúncios

Um comentário em “CONFÚCIO E SEUS ENSINAMENTOS…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s