AS SETE LEIS UNIVERSAIS…

427180_614743625207194_1673400897_n

Conheça as 7 Leis que governam o Universo (A compreensão delas pode mudar a sua vida!)

Por: Amir

 Lei – regra, prescrição escrita que emana da autoridade soberana de uma dada sociedade e impõe a todos os indivíduos a obrigação de submeter-se a ela sob pena de sanções.

Todos sabemos o que são leis. Temos as leis feitas pelo homem e as leis da natureza. As leis feitas pelo homem são imperfeitas e estão constantemente em revisão, geralmente temos certas punições se as infringimos, mas todos sabemos que as justiça do homem é falha.

Podemos infringir as leis dos homens por discordarmos delas por exemplo, ficando assim à mercê das medidas que possam ser tomadas de acordo com cada sociedade. No entanto, não podemos infringir uma lei natural porque não “concordamos” com ela. A Lei da Gravidade por exemplo nos puxa para o chão, podemos sim “infringi-la” com a ajuda da tecnologia, mas um homem por si só não pode sair voando por aí, pois esta Lei o prende no chão.

Um pouco mais sutis, são as Leis do Universo. Estas leis são regras de como o Universo funciona, e são implacáveis. Quer gostemos ou não, estamos submetidos à elas. O grande Mago é aquele que conhece as Leis Superiores, e pode assim fazê-las trabalhar à seu favor, e não contra.

Estas Leis foram registradas em um livro chamado O Caibalion, e traz os ensinamentos de Hermes Trismegisto, o mensageiro dos deuses, que viveu no antigo Egito quando a atual raça humana estava em sua infância. Contemporâneo de Abraão e se for verdadeira a lenda, instrutor deste venerável sábio, Hermes foi e é o Grande Sol Central do Ocultismo, cujos raios têm iluminado todos os ensinamentos que foram publicados desde o seu tempo.

Quando os ouvidos do discípulo estão preparados para ouvir, então vêm os lábios para enchê-los com sabedoria. – O Caibalion

Temos sete Princípios Herméticos (ou Leis do Universo), quem estuda os mistérios da humanidade sabe que sete é um número especial, por isso temos os 7 Raios da Criação, 7 Cores do Arco Íris, 7 Chakras, 7 Notas Musicais, 7 Planetas Pessoais e etc…

Os Princípios da Verdade são Sete; aquele que os conhece perfeitamente, possui a Chave Mágica  com a qual todas as Portas do Templo podem ser abertas completamente. – O Caibalion

Vamos conhecer estas Leis?

O Principio do Mentalismo

O Todo é Mente; o Universo é Mental. – O Caibalion

Este Princípio nos diz que o Universo é uma criação da mente. Podemos dizer que o Universo infinito é criação da Mente Infinita do Grande Arquiteto do Universo, enquanto que o nosso Universo pessoal é criado pela nossa própria mente.

Várias grandes filosofias, religiões e escolas de pensamento trazem este ensinamento. A própria Programação Neurolinguística, uma das minhas “ferramentas de trabalho”, diz que “O mapa não é o território”, pois cada pessoa possui o seu “mapa” pessoal, ou seja, o seu Universo pessoal. Universo este que é criado com a força do pensamento.

Com base neste princípio Buda insistia na meditação, no domínio da mente, pois ele sabia que a mente cria e descria, e se tivermos mais domínio sobre este nosso grande instrumento, podemos transformar  o mundo. Viu como é importante conhecer a sua mente e treinar ela corretamente? =)

O Princípio da Correspondência

O que está em cima é como o que está embaixo, e o que está embaixo é como o que está em cima. – O Caibalion

Este Princípio  contém a Verdade de que existe uma correspondência entre as leis e os fenômenos dos diversos  planos da Existência e da Vida. Esta Lei é a base do funcionamento da Astrologia por exemplo. Leia mais aqui , aqui , e aqui.

Veja que o princípio diz “como”, então não é “exatamente igual”. Esta Lei nos mostra que podemos observar os diversos planos de consciência para aprendermos. No caso da Astrologia, observamos os céus para nos entendermos melhor. No caso do Tarô, utilizamos os mistérios dos Arcanos para mostrar como estamos no nosso inconsciente.

A Lei da Correspondência também nos mostra que ao melhorarmos por dentro, afetamos todo o mundo externo, pois se estamos bem por dentro, a tendência é o externo estar tão bem como. O contrário também é verdadeiro. Viu como é importante cuidar da sua energia pessoal e felicidade para ajudar o mundo?

O Princípio da Vibração

Nada está parado; tudo se move; tudo vibra. – O Caibalion

Este princípio nos mostra que a única diferença entre as diversas manifestações de Matéria, Energia, Mente, e Espírito são os níveis de vibração. A física moderna já diz que tudo é energia, e que matéria é energia condensada.

Um ponto interessante é que no nível de energia, semelhante atrai semelhante, então é por isso que você já deve ter ouvido várias pessoas falarem que você atrai o que transmite.

Cada emoção por exemplo tem uma vibração. Se vibramos no medo, atrairemos mais situações na nossa vida que são compatíveis com este sentimento. Em contrapartida, se vibramos na gratidão, adivinha o que acontece? (Se tiver algum Coachee lendo, vai lembrar o porque eu sempre falo para praticarem a gratidão =p)

Estes ensinamentos são hoje divulgados largamente pela Física Quântica, mas são tão antigos quanto a humanidade.

O Princípio da Polaridade

Tudo é Duplo; tudo tem pólos; tudo tem o seu oposto; o igual e o desigual são a mesma coisa; os opostos são idênticos em natureza, mas diferentes em grau; os extremos se tocam; todas as verdades são meias verdades; todos os paradoxos podem ser reconciliados. – O Caibalion

Neste nosso plano de consciência, a Lei da Polaridade domina. Por isso temos Dia e Noite, Quente e Frio, Seco e Molhado, Bonito e Feio e assim por diante. O Princípio da Polaridade nos ensina que dois pólos de energia são idênticos em natureza e diferentes em grau. Por exemplo, você combate o frio com o calor, que é o oposto do frio na mesma natureza. O ódio deve ser combatido com o amor, pois da mesma forma, é o outro pólo de uma mesma emoção.

Na Astrologia novamente utilizamos muito este princípio. O lado sombra de Áries por exemplo é combatido com o lado luz de Libra, pois os dois signos são pólos de um mesmo eixo.

O Princípio do Ritmo

Tudo tem fluxo e refluxo; tudo tem suas marés; tudo sobe e desce; tudo se manifesta por oscilações compensadas; a medida do movimento à direita é medida do movimento à esquerda; o ritmo é a compensação. – O Caibalion

Esta Lei nos fala dos ciclos da vida. Esta Lei está muito bem retratada neste conto Sufi que você pode ler aqui.

Tudo o que sobe desce, tudo o que desce sobe. Esta grande verdade está contida nos mistérios do Arcano 10 do Tarot, a Roda da Fortuna. O sábio entende estes ciclos, e entendendo eles, consegue amenizar os seus efeitos (de uma queda por exemplo).

O interessante é que o Universo busca o equilíbrio, então a força do ritmo costuma ser similar para os dois lados. Jung nos trouxe esta sabedoria para a psicologia com o conceito de enantiodromia:

Enantiodromia (do grego ἐνάντιος, enantios, oposto + δρόμος, dromos, pista de corrida) é um termo criado pelo filósofo Heráclito para o conceito de que uma grande força em uma direção gera uma força no sentido oposto. Foi reformulado pelo psicólogo Carl Jung para ser aplicado ao inconsciente quando em conflito com os desejos da mente consciente. [2] Platão, também defende o mesmo princípio em sua obra Phaedo ao escrever que: “Tudo surge desse modo, opostos criando opostos”.[3] – Wikipedia

O conceito original de Heráclito já deixa claro que esta é uma Lei do Universo:

Heráclito exemplifica com um arco e flecha, em que ao puxar a corda do arco em uma direção lançamos a flecha na direção oposta e com um objeto que quanto mais forte é atirado para cima, mais forte é o impacto que causa ao retornar. Assim, o retorno do oposto da força seria uma lei natural do mundo.[4] – Wikipedia

O Princípio de Causa e Efeito

Toda a Causa tem seu Efeito, todo Efeito tem sua Causa; tudo acontece de acordo com a Lei; o Acaso é simplesmente um nome dado  a uma Lei não reconhecida; há muitos planos de causalidade, porém nada escapa à Lei. – O Caibalion

Acredito que esta seja a Lei mais difundida entre as pessoas que estão despertando para novos níveis de consciência. É comum hoje as pessoas entenderem que nada é por acaso, tudo tem um porquê.

Segundo a Kabbalah, o que nos confunde com relação à Lei de Causa e Efeito é justamente o efeito do tempo, que predomina na nossa dimensão. Muitas vezes plantamos uma semente que só vamos colher um tempo depois, e acabamos não fazendo a relação entre a Causa e o Efeito.

Segundo os budistas (e kabbalistas também), podemos sofrer nesta vida alguns efeitos de causas vindas de outras vidas. Esta é chamada Lei do Karma. O espírito é eterno, nossa vida é somente um capítulo de uma vasta jornada, e o Principio de Causa e Efeito que é atemporal nos acompanha por toda existência.

Lembre-se, o plantio é opcional, mas a colheita é obrigatória. Tenha consciência das sementes que você está plantando nesta vida.

O Princípio do Gênero

O Gênero está em tudo;  tudo tem o seu princípio masculino e o seu princípio feminino; o gênero se manifesta em todos os planos. – O Caibalion

A sabedoria da Kabbalah ensina que tudo veio do Um, e este ensinamento é representado claramente na Árvore da Vida, onde temos a esfera de Kether como fonte de tudo, que se divide entre Chokmah e Binah, princípios masculino e feminino.

Nenhuma criação, quer física, quer mental ou espiritual, é possível sem este Princípio. Todas as coisas “machos” têm também o Elemento feminino;  todas as coisas “fêmeas” têm o Elemento masculino.

simbolo-variante-yin-yang_318-50138-300x300Esta grande verdade está muito bem expressa pelos taoistas no símbolo do Yin (Feminino) e Yang (Masculino). A grande área branca (Yang) possui um pontinho preto (Yin) e vive-versa.

Na Psicologia, estudo da nossa mente, temos novamente um grande contribuição de Jung (que foi um grande estudioso de todas estas filosofias). Ele nos fala sobre o conceito de Ânimus e Ânima:

Anima e Animus, na Psicologia Analítica de Carl Gustav Jung, são aspectos inconscientes de um indivíduo, opostos à persona, ou aspecto consciente da Personalidade. O inconsciente do homem encontra expressão como uma personalidade interior feminina: a Anima; No inconsciente da mulher, esse aspecto é expresso como uma personalidade interna masculina: o Animus. – Wikipedia

É interessante notar que os Hermetistas dizem que a compreensão desta Lei poderá esclarecer muitos assuntos que deixaram perplexas as mentes dos homens. Jung retratou isso muito bem com relação à nossa psique quando disse:

Se o confronto com a sombra é obra do aprendiz, o confronto com a anima é obra-prima. A relação com a anima é outro teste de coragem, uma prova de fogo para as forças espirituais e morais do homem. Jamais devemos esquecer que, em se tratando da anima, estamos lidando com realidades psíquicas, as quais até então nunca foram apropriadas pelo homem, uma vez que se mantinham fora de seu âmbito psíquico, sob a forma de projeções. – Jung

Fonte: Conheça as 7 Leis que governam o Universo (A compreensão delas pode mudar a sua vida!) – EvoluCoaching

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s