AS PRIMEIRAS CRIANÇAS ÍNDIGO JÁ SÃO ADULTAS HÁ UM BOM TEMPO…

indigo-children

VOCÊ SE ACHA UM ET? ACREDITE, ISSO PODE SER VERDADE!

Por: Carla Pinheiro

Se você se sente diferente das outras pessoas, se não se encaixa no sistema, sente saudades de um lugar que não sabe onde é! Você pode ser um adulto índigo!

Os adultos índigo sentem e leem o campo energético das pessoas, eles são naturalmente leitores de manifestações energéticas. Estes adultos querem mais do que tudo aprender a equilibrar sua energia, assumir sua missão e dons, aprender a como se desenvolver e evoluir, ajudando os que seguem nascendo, as crianças e jovens. A frequência índigo está disponível a todos os seres humanos e pode ser acessada na medida em que nossa consciência vai se expandindo mais e mais. Quanto mais conscientes, mais aptos nós nos tornamos a perceber e acessar outros diferentes tipos de realidades, que antes nem imaginávamos existir.

Na medida em que mais e mais seres humanos índigos existam e convivam entre si, mais rápido se dará nossa evolução, nosso processo de ampliação da consciência. Com esta convivência estaremos nos aproximando cada vez mais da quarta e quinta dimensões, já que a Terra é originalmente um planeta da terceira dimensão, devido às consciências predominantes.

Abaixo, cito algumas características de adultos índigos para uma melhor compreensão da temática:

São muito inteligentes, apesar de não terem tido as melhores notas na escola

Tinham aversão ou detestavam grande parte dos trabalhos repetitivos e obrigatórios da escola.

Muitos experimentaram depressão existencial bem cedo e sentimentos de impotência ao decorrer de sua infância e adolescência.

Tem dificuldade com empregos supervisionados, os adultos índigos resistem à autoridade e ao sistema hierárquico de trabalho.

Tem problemas com sistemas que consideram falidos ou ineficazes, exemplo: sistema financeiro, político, médico, educacional.

Frustração ou rejeição do tradicional “sonho” de carreira, casamento, filhos.

Um ardente desejo de fazer algo para mudar ou melhorar o mundo, porém demorar até reconhecer qual é a sua vocação para realizar este desejo.

Desde muito novos tem interesses por assuntos espirituais e esotéricos.

Possuem forte intuição.

Tiveram experiências com psíquicas, tais como premonições, ouvir e ver pessoas desencarnadas, experiências fora do corpo, etc..

Os índigos que hoje são adultos, especialmente aqueles que têm idade acima dos trinta anos, chegaram ao planeta em uma época em que ainda havia poucos índigos por aqui e, portanto, a energia era mais densa; os paradigmas eram outros e a consciência era ainda mais limitada. Os padrões eram mais rígidos e as mentes dos pais, professores e governantes era muito mais limitadas que hoje em dia.

Estes adultos índigo encarnaram na Terra em uma época em que a vida e a realidade eram totalmente enquadradas em alguns padrões socialmente aceitos e tudo o que não fosse enquadrado nestes padrões era tido como inexistente.

Quando crianças eram extremamente sensíveis, sensibilidade que lhes causaram enormes dificuldades para adaptação. Eram crianças cuja essência apontava na direção de uma vida espiritual, uma vida guiada por valores mais elevados. Imagine o quão difícil é encarnar em uma época e em um contexto tão contrário à manifestação de seus dons.

A missão destes seres na Terra está voltada para a produção de mudança, para a revisão de valores e paradigmas por onde passarem. Para sua missão se concretizar é preciso deixar velhos hábitos e pensamentos para que novos paradigmas possam ser estabelecidos, assim a unidade e o amor encontrarão espaço para se manifestar.

No processo de desenvolvimento os adultos índigo presenciaram um choque significativo entre as energias mais sutis e as mais densas, oriundas principalmente de seu universo familiar e do seu entorno. Poucas famílias estavam espiritualizadas suficientemente para recebê-los e compreendê-los. Estas atitudes causaram-lhes grandes dificuldades de adaptação por onde quer que fossem. Seus dons não eram aceitos em suas famílias e muitos se desviaram do caminho espiritual por não ter tido a devida aceitação por seus pais e amigos à sua volta.

Eles foram chamados de hiperativos, loucos, bipolares, esquizofrênicos e muitos foram excessivamente medicados esquecendo-se de sua verdadeira essência.

Os índigos que compreendem sua missão sabem da importância de sua vinda a Terra, eles mantém a possibilidade de que a Terra continuará a evoluir. Tudo o que não serve à humanidade se desvanecerá com sua presença. Eles encarnaram para ajudar na transformação social, educacional, familiar e espiritual de todo o planeta, independente das fronteiras e de classes sociais. São como catalisadores para desencadear as reações necessárias para as transformações.

Os índigos não começaram a chegar a Terra somente nas últimas gerações; o que acontece é que o seu número está aumentando cada vez mais para auxiliar no aumento vibracional da Terra, eles já são tantos que, finalmente, não podemos ignorá-los.

Carla Pinheiro

Fonte: ASCENSÃO E TRANSIÇÃO: VOCÊ SE ACHA UM ET? ACREDITE, ISSO PODE SER VERDADE!

Veja também: VAMOS PRESTAR MAIS ATENÇÃO ÀS NOSSAS CRIANÇAS E JOVENS…

Anúncios

161 comentários em “AS PRIMEIRAS CRIANÇAS ÍNDIGO JÁ SÃO ADULTAS HÁ UM BOM TEMPO…

  1. Pingback: VAMOS PRESTAR MAIS ATENÇÃO ÀS NOSSAS CRIANÇAS E JOVENS… | AFINIDADES ESPIRITUAIS.Cida Pereira's Blog

      • Olá Cida! Sinto-me cada vez mais forte e jovem em todos os sentidos! Até os 18 anos não me enxergava, pois venho de uma época muito complicada apesar de meus pais serem tão modernos, digo até atemporais! Pois fui muito amada por eles! Mas eles nunca souberam dos meus sofrimentos, pois nunca deixei de demonstrar muita alegria pra eles, pois não queria preocupá-los ! Sofri muito na escola, desde pequenina, mas apenar de muito pequena eu tinha uma energia, ainda tenho, que me consola e me impulsiona para superação! Fui muito agredida verbalmente pela minha professora, mas nunca sequer senti raiva ou qualquer sentimento negativo por ela! Eu apenas buscava solucionar os problemas que ela dizia que eu tinha! Eu meio que acreditava nela e vazia de tudo pra melhorar! Mas nada adiantava! Eu chorava muito em meu quarto! Mas graças à Deus eu venci essas dificuldades, sem ninguém saber! Encontrei e conheci adolescentes e jovens que me ajudaram muito, me ensinaram matemática e eu passei para a melhor escola técnica federal do Brasil e fiz o curso técnico de Química! Eu me senti em casa! Transbordo até hoje de tanta felicidade até hoje com quase 50 anos! Eu sou professora e meus alunos grudam em mim como um ímã! Amo todos eles e ajudo a eles se encontrar profissionalmente! Infelizmente o professor não é valorizado no Brasil! Passo dificuldades financeiras por causa disto, mas não consigo deixar meus amores! Sabe aquela professora? Um dia desses encontrei com ela! Ela me perguntou o que estava fazendo da minha vida, eu respondi que sou professora de Química, Física e Matemática! E de tudo que precisar! kkkkkkkk

        Curtir

      • Obrigada pelo comentário, Maria Cândida!
        Você está certa. Mesmo quando nos sentimos completamente sós, eles sempre estão presentes nos irradiando luz e energia. Nossos mentores e guias espirituais nunca nos abandonam…
        Seja bem vinda!
        Um abraço.

        Curtir

      • Sim Cida precisamos mudar!!! Como uma índigo autêntica catalisadora de mudanças com trabalhos feitos com Índigos e Cristais , um vídeo entrevistando duas gêmeas índigos ( sou jornalista e escritora ) e um livro sobre o assunto a caminho só posso parabenizá-la pela iniciativa e oferecer-me para ajudar no que for preciso. Deixo meus contatos. Abs

        Curtido por 1 pessoa

      • Eu sei que sou índigo, e sei que é a pior coisa do mundo! Eu não sabia lidar com as pessoas e nem elas comigo, então aprendi a ser igual a elas desde dos meus 12 anos de idade. Irei fazer 20 anos e todos, inclusive eu, esquecemos quem eu era.

        Curtido por 1 pessoa

  2. Eu me identifiquei muito como índiGO.
    Como posso ter certeza disso?
    Tenho uma intuição fortíssima desde criança. Sempre me comunico por telepatia.
    Há mais ou menos 15 anos atrás, acordei e vi meu corpo sobre mim e hj sei que se tratava de projecao astral.
    Tive várias projeções astrais inconscientes. Algumas delas, com extraterrestres. Um deles tive contato telepático há mais ou menos 1 mes.
    Vejo pessoas desencarnadas e escuto vozes ao meu ouvido. Sinto as energias das pessoas.
    Fecho os olhos e vejo rostos.
    Sinto que sou indiGO.
    Tenho 41 anos.
    Queria saber se sou mesmo índiGO.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Eu sou muito sensitiva, nao vejo desencarnados mas sinto-os, th promoniçoes .Sempre fui uma rebelde em aceitrar imposiçoes e sempre protegi os mais frageis. Nasci em 1948 tenho uma personalidafe muito forte,o meu contacto com a religiao catolica nao foi facil mais tarde procurei o espiritismo identifiquei-me muito mais c/ Allan Kardec..Tudo o que seja esoterico me fascina. Tambem fiz o 1° e 2° nivel de Reiki de Micao Usui. Outra caracteristica que tenho em relaçao a pessoas que gosto sinto quando nao estao bem ou mesmo quando desencarnam!

    Grata e ao Universo!!

    Curtido por 1 pessoa

  4. Eu sempre me senti diferente e nunca percebi porquê. Sempre pensei ter algum problema do foro psicológico, mas após testes os resultados concluiram que não tenho qualquer problema, embora sofra de depressão, dificuldade de adaptação e ser muito sensível. Obrigada pela ajuda.

    Curtido por 1 pessoa

  5. Nesta vida estou como humano no planeta terra e Eu sou um indigo de alma muitooo antiga. Tenho desde dos 6 anos a consciencia disto. Trabalhei com professora durante 20 anos educando e ajudando na formacao da personalidade e valores destes individuos. Atualmente, continuo no auxilio a evolucao dos humanos atraves dos atendimento de coaching e conducao de programas de treinamento para o desenvolvimento profissional das pessoas. Passei e ainda passo por todas as descricoes de inaceitacao ao sistema e as mas liderancas. Desenvolvi ansiedade cronica por querer mudar o externo e ser impotente por varias vezes. Beijos aos meus irmaos das estrelas.

    Curtido por 1 pessoa

  6. Embora, me identifique a 100% com as características indigo não sou muito a favor deste tipo de rótulos, uns mais, outros menos mas somos TODOS
    Lembro-me de com cerca de 6 Anos, sentado num muro numa quente tarde de verão, de repente olhando para o céu azul, assolar-me uma forte sensação de tristeza e solidão… e pensar… “Sinto-me sozinho… não estou entre os meus…”

    Curtido por 2 pessoas

    • Também não considero o rótulo importante. Mas são as características descritas que me chamaram a atenção.
      Passamos tanto tempo nos considerando sós e de repente percebemos que milhares de pessoas se sentem exatamente como nós…
      A sugestão aqui é que você se atente aos seus sentimentos mais íntimos. Nada acontece por acaso.
      Um abraço.

      Curtir

    • Olá Jonathan,
      Gostei do que a Carla Pinheiro, autora do artigo, escreveu. Percebi que essas características relatadas por ela coincidem com o que eu sinto e outras pessoas também sentem e decidi compartilhar com todos os interessados. Para mim a verdade está dentro de cada um. Você tem o direito de concordar ou não. A opção é sua. No post há um link para ser acessado por quem estiver mais interessado no trabalho dela. Acredito que, talvez, ela possa responder à sua pergunta.
      Um abraço.

      Curtir

    • Olá Maurício,

      Todos os mestres espirituais são unânimes em ensinar que, para mudar o mundo precisamos, primeiramente, mudar a nós mesmos. Se você já está fazendo isso, preste mais a atenção às coisas boas à sua volta e logo perceberá o resultado.
      Um abraço.

      Curtido por 1 pessoa

  7. Seria uma honra, um privilégio se eu fosse uma pessoa indigo. Me encanta o fato de ter uma missão espiritual onde eu possa ajudar o próximo mas até agora só
    me encaixei em defesa dos animais, q gosto muito desde pequena.

    Curtido por 2 pessoas

    • Olá Ana,
      O trabalho de defesa dos animais é o mais puro exercício de amor incondicional. Quem ama os animais está mais próximo de amar a todos indistintamente, pois isso já é um sinal de grande evolução espiritual. Nos trabalhos espirituais, cada um tem um propósito. Se você meditar e buscar dentro de você, com certeza descobrirá o seu.
      Um abraço.

      Curtir

  8. Quando tive contato pela primeira vez com todas essas informações foi um choque…me identifiquei automaticamente e me senti “menos diferente”.Estou sempre tentando me alinhar um pouco mais com o propósito de ajudar a tornar esse mundo um lugar mais fraterno e equilibrado.Abraço a todos.

    Curtido por 2 pessoas

  9. Só li verdades! A terra está mesmo cheia de Índigos!! A terra precisa ser preparada para a Nova Era que brevemente e muito lentamente dará seu primeiro passo! É indiscutivelmente necessário que venham mais e mais Índigos, apesar da grande quantidade que já se tem (Felizmente). Me encaixei nos requezitos listados acima e peço ajuda aos meus mestres espirituais para poder ajudar, por singela que seja, na transição. Paz e Luz!

    Curtido por 2 pessoas

  10. Olá nasci em 1954, lembra-me das palavras que foram ditas por minha avó após eu sair do ventre de minha Mãe, igualmente me lembra de como era uma camisinha que me vestiram, após me terem lavado.
    Aos 3 anos de idade ajudava à missa em latim, que lia correctamente aos três e meio, lia todos os jornais daquela época, em publico! Na aldeia onde nasci, “de salientar que sou Português” sabia numeração Romana, bem como a nossa numeração até mil, desde sempre me senti e continuo a sentir deslocado, sempre tive muita dificuldade em aceitar liderança de terceiros, contudo rapidamente me tornava líder, os colegas de trabalho, (Comecei a trabalhar aos 12 anos) assim faziam questão, bem como as entidades patronais, o que já acontecia desde criança com os grupos de amigos, tudo isto também acontecia com alguns adultos no trabalho, no seio familiar era tido por vezes como desequilibrado, e foi vitima por isso de muitas sevícias, infligidas por meu Pai, o que perdoei em absoluto, pois ele também teve uma meninice muito difícil, e não compreendia o que estava em mim, soube Já depois de minha Mãe ter desencarnado, dito por ela através de um médium, que a mesma tinha muito medo de mim desde bé bé, pelas coisas que eu fazia e dizia.
    Na escola eu era líder, mas humilde! A professora uma senhora espetacular que ainda hoje amo muito, depositava total confiança em mim, só que aquilo já não me dizia nada, os deveres, isto é os trabalhos de casa! Eu ou os fazia só às 6 da manhã, ou só os fazia já à porta da escola, e muito rápido, contas de multiplicar, e dividir, estas ultimas só as fixei bem depois de abandonar a primária, contudo fazia-as sem fazer qualquer exercício mental, e o que é verdade é que as mesmas tanto de multiplicar, como dividir, ou mesmo subtrair, estavam sempre certas.
    Sempre tive uma grande vontade de mudar as coisas à minha volta, mas senti, e sinto que o meu tempo não é igual ao tempo na Terra, “Chan” e logo por isso acalmo e remeto-me para o meu interior, e aguardo! Mas acontece que passa algum tempo e o que eu queria, ou dizia, acontece, e eu digo aos que por vezes me criticam, quando eu digo isto está mal, deve ou deveria ser assim, estás ou estão a ver! Era ou não verdade? mas esta humanidade na sua maioria ainda não quer acordar, ou não é chegado o tempo, por isso mesmo com os factos ali à vista ainda dizem isso aconteceu por acaso, hoje já não acontece, mas acontecia eu ficar muito revoltado.
    Sou Mestre de Reiki, mas aqui acontece algo que eu ainda não decifrei, que é o seguinte ministro um 1º Nível as pessoas ficam encantadas, e grandes discípulos depois fragmentam-se, claro que eu respeito, e não pressiono, mas fico triste por vezes!
    Agora amada amiga, gostava de um pequeno comentário, seu a este longo texto, qual a sua intuição a respeito de tudo isto e o que ente que eu seja? Sinceramente sinto-me um Indígo vindo de algum lugar e aqui colocado, contudo já estive cá diversas vezes, e também sinto que foi a meu próprio pedido.
    Com o meu respeitoso abraço de luz para si, e igualmente para os meus queridos irmãos das Estrelas, e Para aqueles seres muito Especiais dos quais eu tenho noção de depender directamente, “bem como todos nós” Namastê.

    Curtido por 3 pessoas

    • Linda a sua história, António! Eu sou de 1960 e sei bem como eram as coisas espirituais naquele tempo. Uma criança prodígio, numa pequena aldeia foi, sem dúvida, um grande desafio para os seus pais. Uma vez me definiram numa frase: “Você é um espírito vanguardeiro.” Acho que esta definição é perfeita para todos os “desequilibrados” como nós. Estamos à frente da maioria das pessoas, não para sermos melhores, mas para ajudá-los a alcançar a luz da verdadeira realidade, que eles não lembram mais qual é.
      Acho que não há tempo perdido. Temos muito o que fazer ainda. Os jovens estão aí, precisamos ajudá-los com nossas experiências de vida, sem deixar de nos aperfeiçoarmos cada dia mais, através de muito estudo e muita meditação.
      Muita luz para você também, meu amigo!
      Seja bem vindo!
      Namastê.

      Curtir

  11. Tenho 36 anos. Me identifiquei muito com a reportagem. Não sabia que os índigo já estavam por aqui há mais tempo. Tenho praticamente todas as características descritas. Não casei, não tenho filhos, não me vejo tendo família. Sempre tirei notas superiores às dos colegas na escola e faculdade. Sofri bullyng por ser diferente. Gosto de espiritualidade, esoterismo, aprendi a lidar com oráculos sozinha desde a infância. E seguidamente me sinto deprimida, sem rumo, achando que nada nesse mundo faz sentido… O que faço para lidar com isso?

    Curtido por 1 pessoa

    • Temos uma história bem parecida, Cintia!
      Acho que o problema não é ser diferente. São as pessoas comuns, que não sabem lidar com as diferenças. O que nos faz sentir sozinhos é justamente isso. Mas, não estamos aqui para sofrer. Tudo que passamos é para aprendermos a superar os desafios, que aceitamos voluntariamente, aprendermos a sermos felizes, para depois ensinar outros a serem felizes também. Os dons que temos não são privilégios. São responsabilidades. Já disse antes em outro comentário e repito a você: muito estudo e muita meditação a ajudarão e ter o equilíbrio necessário para encontrar alegria de viver, mesmo sendo diferente da maioria das pessoas que a cercam.
      Seja bem vinda!
      Um abraço.

      Curtido por 1 pessoa

  12. Cresci com essa sensação! Sinto que estou sempre a um passo a frente dos demais, as vezes prefiro me guardar de certos assuntos, pois existem pessoas que não compreendem. Sinto uma necessidade vital de contribuir com o mundo.

    Curtido por 1 pessoa

  13. Eu e minha esposa temos certeza que somos diferentes da maioria. Somos espiritas e desenvolvemos um trabalho mediúnico voltado para a saúde, onde aplicamos passes usando a corrente fluido magnética e cromoterapia em sintonia com uma equipe médica do plano espiritual. Nosso trabalho se baseia na doutrina de Allan Kardec, e nosso objetivo é ajudar as pessoas a encontrar solução para as doenças espirituais e físicas. Roberto Pires.

    Curtido por 1 pessoa

  14. Interessante o artigo. Respeitando a postura e a interpretação dos demais leitores em seus comentários, tenho por princípio não adotar como verdadeiro ou falso aquilo que pressupõe fundamentalmente CRER. Notem que não aprovo e nem desaprovo. Fico à espera de uma confirmação científica. Não sem antes perguntar se a Ciência é capaz de dar uma resposta. Fosse crédulo, eu me consideraria um índigo, por causa de algumas situações vivenciadas. Mas… vamos devagar. Por ora, considero a utilidade do artigo, na medida em que nos apresenta uma face nova para as pessoas que se comportam fora dos padrões criados pela e para a sociedade. Sim, os chamados loucos, sonhadores, inovadores, agitados ou não, os criativos, os contestadores, os que desejam questionar o “status quo” podem ser seres especiais querendo mudar o mundo para melhor. Lançar sobre essas pessoas um olhar de respeito e atenção ajudará a diminuir o elevado grau preconceito que mancha a sociedade.

    Curtido por 1 pessoa

    • Obrigada pelo comentário, Gerson!
      Concordo com o que você escreveu e complemento afirmando que a utilidade deste artigo também é de aliviar as angústias de muitos que sofrem ao serem rejeitados por não se encaixarem nesses padrões que a sociedade criou.
      Um abraço.

      Curtir

    • Meu caro irmão, sou Físico/Eletrotécnico (65), não doutrinado por nenhuma Fé ou Filosofia.
      Apesar de intuições involuntárias desde muito criança, sempre as relevei de forma consciente por não vislumbrar definições que não fossem ligadas à Fé e, como disse não fui doutrinado.
      Após o conhecimento científico das propriedades do Eletromagnetismo, aliando a fatos não Físicos e à enorme pressão consciencial das banalidades comportamentais, comecei a introspectar-me para mudar a mim mesmo, já que não podia mudar as coisas e muito menos as pessoas, até mesmo as mais próximas.
      Com a facilidade do conhecimento em tempo real, minha busca pelas Verdades fluiu de forma dimensional em sintonia com as Leis Universais da interação cósmica.
      Mesmo nessa Solitude, os conflitos são intensamente ambíguos, pois os lixos existenciais estão muito arraigados e preservados pelo meio. ” A tradição é a personalidade dos imbecis”.
      A transição das Eras Dimensionais requer uma ruptura na escala de valores e costumes perenizada numa cultura de baixa energia vibracional. Só com a evolução da Consciência poderemos nos auto-alimentar com essa intensificação energética, como parte do Universo.
      À luz do conhecimento e das lembranças dos fatos do passado, sinto que vários caminhos podem levar à Verdade, pois ela está dentro de cada um e é Universal. A consciência iluminará o caminho de cada um.

      Curtido por 1 pessoa

  15. Concordo, plenamente. Estudo a Doutrina dos Espíritos desde 1989. A reencarnação é um fato. Muitos espíritos, vindos de Capela, um outro sistema bem mais evoluído, estão encarnados aqui. Os que não conseguem evoluir, irão para
    outro sistema. Ser Extra Terrestre só é absurdo para quem desconhece essa realidade.

    Curtido por 1 pessoa

  16. Se existisse algum tipo de lugar tipo um templo pra as pessoas que se acham indigos pudessem frequentar seria muito melhor me acho muito diferente mas não posso me abre para as pessoas elas já me acha meio estranho imagina se eu falar o que sinto e penso queria que vcs me ajudasse desde já obrigado

    Curtido por 1 pessoa

    • Concordo com você, Uanderson!
      Mas, acredito que não é por acaso que estamos espalhados pelo mundo. Não estou me referindo aos índigos, exclusivamente, mas a todos que como nós, estamos mais despertos e dispostos a ajudar outros a despertarem também.
      Foi por isso que criei este blog. Para que possamos nos conhecer e compartilhar idéias e informações. Já é um começo, não é? Quem sabe um dia não consigamos nos reunir em um grande evento?
      Seja bem vindo!
      Um abraço.

      Curtir

  17. Me vi nessa escrita exatamente tudo o que esta ai me identifica como pessoa, ha cinco anos fui diagnosticada bipolar mas até mesmo os médicos tem dúvidas a respeito. Mas ultimamente viver vem se tornando um fardo muito difícil de carregar para mim, eu realmente não me encaixo nesse mundo. Emeu padrinho me chamava de extra terrestre quando eu era pequena, dizia que eu não era deste mundo, acho que ele tinha razão.

    Curtido por 1 pessoa

    • Bianca,
      Se você estiver lendo os comentários deste post, vai perceber que não é a única a se sentir assim. O artigo fala sobre Índigos, mas essas coisas acontecem com qualquer um que seja mais desperto e, consequentemente, mais “diferente”. Mas seus dons mediúnicos, ou paranormais, chame-os como quiser, não deixarão de ser um fardo se você estudar mais a respeito do assunto e buscar as respostas que você procura dentro de si mesma através de meditação. Esse é o “Caminho do meio” mencionado por Buda. É a única forma de você conseguir o equilíbrio necessário para, não só conseguir viver com alegria, mas para ajudar a outros também.
      Seja bem vinda!
      Um abraço.

      Curtir

  18. olá, comigo esta acontecendo assim vejo algo antes de acontecer mas nao é bem ver.
    é sim saber oque estar por vir ja previ e soube de coisas q não poderia falar e sim apenas observar pois ja tentei mudar algumas coisas e sempre acaba indo no mesmo sentido, a vida é como uma flecha q vai sempre para frente. hoje em dia observo muito. tbm tem uma voz q me fala algumas coisas verdades, oq a pessoa esta fazendo aonde ela ou ele esta eo q devo fazer para evitar algo de ruim. tenho sonhos estranhos cada detalhe é importante pois sempre tem algo q ocorre ao redor com semelhanca e acontecimentos. tem muito mais coisas mas nao entrarei em detalhes. pois pensava estou ficando maluco! mas depois dos acontecimento vi q não é isso! sinto oq as pessoas ao meu redor sentem e vejo alguma borda ao redor das pessoas. ja vi pessoas com essas bordas negras! energia ruins. não entendo nada disso apenas recebo essas vibraçoes! ajudem!!

    Curtido por 1 pessoa

    • Júnior,
      Tudo o que você sente são coisas amplamente explicadas atualmente. Trata-se de Premonição, Clarividência, Clariaudiência, Empatia e as bordas ao redor das pessoas, são Auras.
      Na internet, mesmo, você poderá encontrar muitas informações a repeito. Sugiro que você também procure um lugar sério (sua intuição irá ajudá-lo a escolher) onde você tenha contato com filosofias orientais que ensinem práticas espirituais, como Yoga e Meditação.
      Seja bem vindo, sempre!
      Um abraço.

      Curtir

  19. Tenho 25 anos, me identifiquei muito com tudo postado. Meus pais sempre falaram que eu não era desse mundo, mas eu nunca acreditei. Desde de pequena sempre vi coisas / pessoas, escutava. tenho uma mediunidade muito forte.
    Não consigo me adaptar em nada, não consigo saber qual carrera escolher, muitas coisas complicadas.

    Curtido por 1 pessoa

    • Não sei se é este mesmo o seu nome, Mabilzza, mas vou chamá-la assim, está bem?
      Em um mundo tão materialista como o nosso, qualquer um que tenha dons espirituais mais desenvolvidos, não faz parte dele mesmo, não é?
      Tudo o que você precisa é se informar mais para aprender a lidar com eles e aprender a meditar para buscar o seu equilíbrio interior.
      Como você tem a sensibilidade aflorada, qualquer trabalho em que você possa atuar com cura ou com qualquer outra forma de ajudar às pessoas pode ser bom para você.
      Seja bem vinda, sempre!
      Um abraço.

      Curtir

    • Cada um tem um propósito aqui na Terra, Viv.
      Seus dons, como já disse antes aqui neste post, não implicam em privilégios, mas em responsabilidade.
      É para isso que os índigos vieram: para descobrir o seu propósito e executá-lo da melhor maneira possível, a fim de ajudar as pessoas desse mundo a alcançar a ascensão.

      Curtir

  20. Acho interessante e sempre me identifico quando leio sobre os índigos. Sinto-me diferente das pessoas e os meus amigos vivem dizendo que eu “tenho um jeito Tamar de ser”. HeheHehe..gostei muito do texto! 🙂

    Curtido por 1 pessoa

  21. Lendo este texto concluí que sou índigo. Eu nunca havia entrado neste site. Apenas cliquei no link da página DESPROGRAMADO do facebook. Até então eu achava que era só uma pessoa especial escolhida por Deus. Eu já descobri minha missão há algum tempo graças a uma outra pessoa especial que já tinha descoberto seus dons há muito mais tempo que eu. Mas ainda me sinto sozinho e destacado neste mundo. Eu queria voltar pra casa, mas sei que tenho um trabalho muito importante aqui. Gostaria de saber mais sobre minha origem, e como encontrar outras pessoas como eu. Meu e-mail é adriano-h@bol.com.br

    Curtido por 1 pessoa

    • Como você viu, Adriano, existem muitas pessoas como você, que se sentindo deslocadas, desejam muito voltar para casa.
      Foi por isso que criei este blog. Inclusive compartilhei um post com uma mensagem canalizada dirigida especialmente aos que anseiam por esse retorno. Se tiver interesse, é uma publicação recente, será fácil encontrá-la.
      Seja sempre bem vindo.
      Um abraço.

      Curtir

  22. Olá, Cida! Tenho 41 anos e sou Indigo. Quando era pequena, me sentia estranha e isso persiste até hoje. Às vezes, fico meio deprimida de ver tanta coisa errada no mundo e também em pessoas ao meu redor. Sou taxada de “mística” e de que não tenho Deus no coração. Fico muito triste quando ouço isso, pois medito e sempre elevo meus pensamentos à Luz. Se respeito a opinião e crenças dos outros, porque não posso ser respeitada também? Não imponho nada a ninguém. Mas, vamos em frente!
    É um bálsamo pra minha alma ler artigos como o seu! Grande beijo!

    Vanessa Landeira.

    Curtido por 1 pessoa

    • Olá, Vanessa!
      Muitas pessoas acham que ter Deus no coração é viver dentro de uma igreja o tempo todo. Não ligue para as bobagens que estas pessoas dizem. Elas ainda têm um horizonte estreito demais para compreenderem as pessoas que são diferentes delas.
      Obrigada pelo elogio!
      Seja sempre bem vinda!
      Um abraço.

      Curtir

  23. Pingback: AS PRIMEIRAS CRIANÇAS ÍNDIGO JÁ SÃO ADULTAS HÁ UM BOM TEMPO… | tukcl

  24. Eu sou indigo.. Desde criança tenho contatos estranhos, auto campo extra sensorial, auta sensibilidade, premonições, visões, e tudo que se pode imaginar.
    Sino que não sou deste lugar.. não encontro um lugar que eu sinto que pertenço…
    mas tambem sinto que tenho o poder de transfomar este lugar que vivemos num lugar melhor, se eu tiver a chance.

    me senti muito perdido na minha adolecencia e sempre buscando conselhos e guias.. peregrinei em diversas religiões e todos sempre me disseram a mesma coisa
    “voce tem uma luz enorme… e será perseguido por isso”.

    preciso de ajuda…… não tem sido facil

    Curtido por 1 pessoa

    • Vitor,
      As pessoas, na maioria, estão perdidas nas trevas da ignorância de quem realmente são. Somos todos luz. Mas, limitados pelos sentidos físicos não percebemos isso.
      Uma pessoa iluminada traz às claras as coisas erradas ou incômodas escondidas pela ausência de luz.
      Sem a devida cautela, você será sempre perseguido, mesmo.
      Mas, acredito que você não precisa apenas se focar nos problemas, mas sim, nas soluções.
      É para isso que os índigos estão aqui. Para ajudar com ideias novas, criativas, arrojadas, para tornar esse mundo, um lugar melhor para se viver.
      Sugiro a prática de meditação. Através dela você pode encontrar o equilíbrio necessário para descobrir o seu propósito aqui na Terra e pô-lo em prática.
      Seja bem vindo.
      Um abraço.

      Curtir

  25. Boa tarde, eu tenho um filho de 30 anos que se encaixa totalmente neste quadro.
    Mesmo com algum conhecimento espírita, eu tinha bastante dificuldade de entender…
    Ele argumenta que nasceu no ano da passagem do cometa Hailey… Por isso ter um comportamento diferente dos irmãos, mas, este histórico e todo o perfil dele.
    Obrigada.

    Curtido por 1 pessoa

  26. Não sei se acredito nisso, mas se isso for mesmo verdade… Não tenho a menor dúvida que eu sou uma delas. Meu Filho de 12 anos também. Meu avó com certeza tb era. Ja faleceu a 26 anos. Ele era um ser humano surreal, perfeito pra mim!! Não pertencia a esse mundo e quando meu filho nasceu, minha Mae sonhou que esse meu avô, pai dela, se aproximou do meu filho. Tirou uma estrela dourada do bolso e a colocou sobre a cabeça do meu filho e falou… Essa é minha estrela e eu passo pra vc… E assim que colocou sobre meu filho, ela desapareceu como se tivesse penetrado na cabeça dele. E todos me dizem que meu filho é um Lord… onde ja se viu um menino de 12 anos ter uma cabeça e comportamento como o dele…

    Curtido por 1 pessoa

  27. Olá! Nasci em fevereiro de 1960. Me encontrei em todas as características descritas! Já me peguei estranhando a pele que cobre meu corpo…e por um momento, falo comigo mesma…Ei..pare com isso…tá ficando louca? rsrsrsrs Ótimo texto e vou estudar mais sobre índigos! bjs e obrigada!

    Curtido por 1 pessoa

  28. Quando li seu texto, me emocionei, me identifiquei muito com tudo, não sei se sou ou não, o fato é que desde cedo estudo e desenvolvo os aspectos espirituais. Tenho um filho de 6 anos e percebo que ele também é muito diferente das demais crianças, seu interesse pelo universo, por Deus, pela espiritualidade é enorme. E seu coração puro amor.
    Não acho que saber se somos ou não é importante, pra mim o que importa é compreender o sentido da vida e como podemos melhorarmos a nós mesmos e o nosso planeta.

    Curtido por 1 pessoa

  29. Minha primeira projeção astral foi ainda criança. Me olhei no espelho e não me reconhecia, era como se este corpo não fosse o meu. Fiquei muito assustada e quando comentei com familiares logo mudaram de assunto. Depois começaram as premonições, as projeções astrais em pleno dia. Já vi de seres angelicais a criaturas amorfas. Sou autodidata em muitas coisas. Na infância era a menina estranha, que falava sozinha…rsrs
    Não consigo seguir rotina, o que me rotulou como adolescente problemática, apesar do bom desempenho escolar.
    Ainda criança não conseguia mais frequentar a igreja católica, pois aqueles rituais me deixavam deprimida. Fui expulsa dos cursos deles. E por intermédio de uma tia conheci a doutrina espírita, e mesmo assim, ainda me sentia diferente. Até que uma vez li sobre os Índigos em um artigo e comecei a procurar literatura sobre o assunto. Foi como se o Universo se abrisse na minha frente e dissesse: “Eis a resposta para suas dúvidas!”
    Ainda não é fácil lidar com tudo isso, é um dia após o outro. Não sei ao certo qual minha missão nesta passagem pelo planeta, mas sei que ela existe e vamos seguindo.
    Tenho uma filha que antes de mesmo de nascer, eu já sabia que seria mais diferente ainda. Ela é cristal. Tem olhos grandes, ama os animais e a natureza como um todo, já foi taxada como hiperativa, autista, e por aí vai.

    Curtido por 1 pessoa

    • Olá Jeise,
      Pela sua história, você já deve ter percebido que não podemos esperar, simplesmente, sermos aceitos e pronto. Isso vale para todos, não apenas para os índigos. Mas para os que são considerados “diferentes”, principalmente.
      O segredo e buscar o equilíbrio interior através da meditação. Todos gostam de pessoas alegres, amáveis e cordiais, não é mesmo? Quando você está equilibrada, você se torna menos vulnerável a críticas e julgamentos, não se irrita com qualquer coisa e consegue se impor com a firmeza adequada, quando necessário.
      Você já tem bastante conhecimento, mas nunca é demais. Continue a estudar para aprender a lidar com seu dons. À medida que você for se tornando mais preparada, seus guias espirituais a ajudarão a descobrir a sua missão aqui na Terra.
      Quanto à sua filha, já ouviu falar no Infância Zen? É um site que nos orienta a lidar e desenvolver a espiritualidade das crianças, através de yoga e meditação. Segue o link: http://infanciazen.com.br/
      Um abraço.

      Curtir

    • Olá Lila,
      Acabei de responder ao comentário da Jeise Almeida. Acho que você poderia se interessar pelo que foi escrito ali.
      Você viu o outro artigo que publiquei neste mesmo blog há alguns dias, “VAMOS PRESTAR MAIS ATENÇÃO ÀS NOSSAS CRIANÇAS E JOVENS…”.
      Neste artigo se menciona o fato de algumas crianças cristal serem confundidas com autistas.
      Seja bem vinda ao blog destinados aos “esquisitos”, como nós!
      Um abraço.

      Curtir

  30. muito bom o resumo, porém tá foda viver nesse mundo viu… principalmente pra geração 30+… fizemos o que pudemos pra sobreviver e as gerações póstumas tem se rendido ao sistema corrompido e falido, deixando poucas esperanças…

    Curtido por 1 pessoa

    • O mundo está mudando, Vinícius.
      Com um pequeno esforço, você vai perceber que muitas falsas crenças já estão sendo dissolvidas.
      Mas só poderemos mudar o mundo, mudando primeiramente a nós mesmos. O que você espera do mundo, você deve desenvolver primeiro em si mesmo. Foi isso o que nos ensinaram os mestres. Não se esqueça disso, tá?
      Um abraço.

      Curtir

  31. Me identifiquei bastante com tudo que foi dito no texto. Tenho 32 anos e por mais que eu tente nunca me sinto contente na vida, sempre me falta algo, sempre uma solidão inexplicavel mesmo estando rodeada de pessoas. Me tornei mae recentemente e fiquei ainda mais sensitiva depois disso. Acredito em toda forma de amor e acredito na evolução constante. Acho que o melhor ainda esta por vir!!! Namastê!!!

    Curtido por 1 pessoa

  32. Ola Cida…
    maravilha de texto…tb achei que os indigos fossem mais recentes…sou de 66…sempre fui diferente..nao me enquadrava…tinha sensaçoes medos cheiros ..hj ja resolvi muita coisa mas ainda tenho muitas a resolver..sinto saudade de um lugar que nao sei qual..ja vislumbrei um planeta azul palido similar ao nossa e a sensaçao de saudade foi intensa..
    Obrigado pelo texto..

    Curtido por 1 pessoa

    • Olá Bruno,
      O importante, antes de mais nada, é você não se apegar ao rótulo. Muitos sensitivos têm essas características. Mas, é importante salientar que todos os índigos são sensitivos, mas nem todo sensitivo é índigo.
      Existe muita coisa na internet, mas você terá que fazer uso de sua intuição e de seu discernimento para filtrar e sentir o que lhe for aproveitável ou não.
      Você já teve acesso ao “Sementes das Estrelas”? Dos sites que conheço, acredito que este seja um dos mais abrangentes sobre assuntos espirituais.
      Inclusive, já publiquei alguns posts deles neste blog.
      Segue o link: http://www.sementesdasestrelas.com.br/
      Um abraço.

      Curtir

  33. Não se encaixar sei bem como é isso”desde de pequeno sempre fui distante e reservado ,vivia em meu mundo e ainda vivo”mais reconheço a missão a ser cumprida e embora ela pareça individual essa missão é de muitos”os diferentes estão espalhados nesse mundo ainda inferior mais que esta em constante transformação e evolução “sei aonde estou ,este mundo escravizado a tanto tempo pelo mal e que ainda esta na velha consciência ,precisa de ajuda para mudar”muitos fazem isso do alto”seres de luz que nao são vistos ,outros estão aqui mesmos,momentaneamente na carne estão disfarçados mais também trazem sabedoria trazem luz paz e amor”são anjos humanos”cada um de nos sejam indigos, cristais ou nao podem trabalhar nisso nessa grande mudança a nova era de luz tão aguardada pelos fieis e verdadeiros”os humildes aqueles que nao veem aqui em nome deles mesmos”nem vem em busca de coisas materiais e passageiras, você já deve saber doque estou falando “imagine que o mestre vem vindo “e ele traz com ele grande força e poder é imensa e admirável a sua sabedoria e a sua luz”ele vira e reconhecera os escolhidos “pense que estamos ajudando a preparar o caminho para quando ele chegar “é preciso auxiliar sempre na iluminação desse mundo”ajudar a abrir as consciências e os corações “trazer de volta e fazer-los lembrar aquilo que muitos se esqueceram “lembrá-los que eles nao são pó “pó se torna apenas o corpo que também nao são “eles precisam entrar no coração no intimo da alma e do ser e se conhecerem e se encontrarem “e perceberem que dentro deles esta a verdade daquilo que são”dentro deles e de cada um de nos esta a essência divina “o amor “deus”dentro de cada um esta o ser espiritual o eu verdadeiro “aquele que se desprende e um dia deixa esse mundo essa vida para despertar para a verdadeira vida”muitos aqui prosperam e evoluem em muitos campos “se voltam para o exterior e se distraem com a propia vida “sobrevivem mais nao sabem oque é viver de verdade nem descobriram ainda aonde esta o verdadeiro sentido da vida”diplomas bem materiais “carros dinheiro”posições” tudo isso embora passageiro claro tem a sua utilidade importância e valor”mais no último suspiro e do outro lado “no além oque valerão todas essas coisas?o ser materialista mais tarde chora e se arrepende pois todo o seu orgulho e o seu tesouro foi deixado na terra nao esta mais em suas mãos “já o ser consciente e desperto também ira com as mãos vazias”esse nunca teve castelos de ouro nem palácios ou algo exterior que padece admirar “mais deus sempre o viu”pois esse fez a sua vontade através do bem da caridade e do amor “embora muitos deles nao sejam vistos e passem pela maioria despercebidos nao passarão despercebidos por deus”pois deus conhece suas almas e corações “e que vivem em busca da sua luz e do seu infinito amor “acima de todas as coisas “nao pense que atravessar a longa jornada é fácil “pois nao é “muitas vezes você se sentira triste ou só nao será compreendido “te acharão estranho “eu era assim quando menino na escola e ate hoje sou”mais nao desista por causa disso “um dia eles muitos deles que nao compreendem as coisas espirituais agora” eles ainda compreenderão “ai seus olhos se abrirão então já nao estarão mais cegos “eles poderão ver melhor “e entenderão quem são e porque nos éramos assim”um pouco diferentes”

    Curtido por 1 pessoa

  34. Me considero Indigo…a muito sei de algumas coisas que venho estudando…filosofando…analisando desde os 3 anos de idade. Sempre quis ser astronauta e cientista. kkkk. e isso me facinou…hoje sou artista de várias áreas…me aplico recentemente na música e na arte de tattoo e graffite. Fico feliz sobre essa massa de pensadores intelectos em prol do melhor. Digo a todos que tem pensamentos positivos somente intensifiquem…ampliem o conhecimento pros outros e sempre terão evolução. Hoje tenho 32 anos, projeção astral desde os 4 anos…antes era uma por ano e me divertia em só voar. Hoje quero algo mais consciente estou mais ligado ao espiritismo que já vem me chamando e estava mais mundano. Tudo mudou quando passei a ser metódico categorizando os elementos vividos pela ciência humana sobre confirmação da aurea a nossa volta…assim como dos alinhamentos de pirâmides…e outros fatores que agregam ao esoterismo e ufologia. Me vejo deslocado de muitos. gosto do silêncio e da adrenalina. Busco equilíbrio no esporte e mente meditando. Sou muito verdadeiro nas palavras e vejo que muitos nao falam nada por medo das nossas formas de pensar diferenciado…não podemos deixar de ser nós mesmos. Praticar o bem do próximo é o mínimo e já é um começo. Gostaria de falar muita coisas…parabéns pelo artigo…continue. Me identifiquei muito e se vc que leu e nao é Índigo o importante é que leu e daqui em diante 1% por dia no final fo ano é mais que 100%. Estou a ir em centro espirita….não me vejo preso as religiões acredito no universo e dimensões. Pra mim a sociedade foi moldada por influências e intervenções diretas e indiretamente por seres intraterrenos e extraterrenos, cabe a cada um de si olhar pro seu eu interior e ver o que fez de bom pra si mesmo? pra depois ajudar outros. Ajudar de coração e cobrar é bobeira…evoluir é seguir o fluxo sem forçar. A meditação é um ótimo centro de equilíbrio. tive a chance de conhecer o budismo aos meus 14anos ajudou muito na formação da ninha mente. Hoje me reenconto no espiritismo. Ano passado vi um artigo falando de ser de luz….ao acaso e de la em diante tudo mudou…se vc índigo ou nao….nao se rotule apenas faça o que sente e se expresse…expressar ajuda o mundo a se equilibrar e evoluir. Luz pra todos os irmãos estrelares.

    Curtido por 1 pessoa

  35. Olá, eu tenho 18 anos e acho que sou índiga, mas não tenho certeza. Como faço para ter certeza? E também tenho uma suspeita de qual é a minha missão na terra, mas quando entro em contato com espíritas eles me dizem que ainda não estou pronta para saber minha missão mas que ela é muito grande. Gostaria de uma orientação sobre o que fazer a respeito de tudo isso…

    Curtido por 1 pessoa

    • Olá Celina,
      Em primeiro lugar, livre-se de rótulos. O importante mesmo não é ser ou não ser índigo, mas simplesmente SER.
      O estudo, a informação e, principalmente, a meditação é de crucial importância para você conseguir se manter equilibrada e feliz.
      Daí, descobrir qual a sua missão aqui na Terra será uma consequência natural.
      É a isso que o grande Mestre Jesus se referia, quando disse: “Buscai primeiramente o Reino de Deus e tudo o mais vos será dado por acréscimo.”
      Ele não estava mandando as pessoas irem para a igreja, não. Mas as orientando para buscarem as respostas aos seus anseios, no Deus que estava dentro de cada uma delas.
      Pense nisto!
      Seja bem vinda!
      Um abraço.

      Curtir

    • Olá Carina,
      Gostaria de lhe dizer que tudo neste mundo tem dois lados. Por isso, para nos mantermos firmes e perseverantes no caminho espiritual é imprescindível nos atermos ao bem, ao lado bom das coisas.
      A Fé, a Gratidão, o Amor Incondicional são muito importantes para mantermos a alegria em nossos corações, mesmo nas mais difíceis jornadas.
      Um abraço.

      Curtir

  36. Boa tarde.Li atentamente o texto.Sei das crianças indigo.Não sabia que havia adultos.Tenho 68 anos e tenho grande parte das características.Tenho alguns conhecimentos sobre a Nova Era.Faço Reiki, mas nem sempre me sinto bem.Sofro muito, depressões, porque não entendo porque tudo dá errado na minha vida.Dizem-me que é Cármico.

    Curtir

  37. Acredito que sou indico .

    Tenho todas as características e passei pela infância, trabalho e relacionamentos conforme o artigo acima.

    Tenho uma intuição forte em que acredito, um exemplo sao sonhos.

    Quando estou dormindo, no meu sonho eu durmo e sonho um novo sonho em que estou dormindo e sonhando novamente. Recordo de todas as etapas

    Na maioria deles, estou em outra dimensão, com armadura ,enfrento batalhas acirradas que as vezes levam 3 dias, ou intercalam em alguns periodos,posso voar , visito outros países do tipo dejavu, etc

    Gostaria de uma opinião.

    Curtido por 1 pessoa

    • Olá Juliano,

      Como sempre digo, em primeiro lugar, não se atenha tanto ao rótulo. Você é, de fato, um sensitivo, mas ser índigo não é o mais importante.

      Todos temos um propósito enquanto encarnados e é nosso dever buscar descobri-lo. Por isso, estudo, informação e meditação nunca devem ser deixados de lado.

      Sugiro que você busque se informar mais sobre Projeção Astral. Mas, siga a sua intuição para que você encontre um orientador sério, que possa realmente ajudá-lo a utilizar esses dons de uma forma mais proveitosa para a sua própria evolução espiritual e para a planetária também.

      Seja bem vindo!
      Um abraço.

      Curtir

  38. Excelente materia a respeito.dos indigos,venho lendo sobre os indigos e cristais ha algum tempo,mas e importante que se traga mais informacoes.As dificuldades em.lidar com.os indicos principalmente na escola,pois a suspeita de que alguns professores sao indigos,educando outros indigos por vezes o choque e enevitavel.

    Curtido por 1 pessoa

  39. Eu sou, e quem deu a primeira pista foi quando eu tinha 9 anos de idade, eu sou de 1964, minha mãe me levou pra “benzer”, isso era comum quem se lembra? Naquele dia minha mãe ficou assustada, o “preto velho” se aproximou e disse ” esse aqui não precisa não, ele é de um mundo muito lindo , uma terra linda e distante, ” leva ele mãe”……..

    Curtido por 1 pessoa

  40. Boa Noite
    Lendo essa reportagem, me vi praticamente em todas as situações descritas. Sabe quando eu era pequena me lembro de ficar sozinha tarde da noite do lado de fora, muitas vezes, olhando as estrelas e me dava uma melancolia tão grande que eu chorava, falava com Deus que eu não sabia porque estava tão triste, era como se sentisse saudades falta de alguém, algum lugar, alguma coisa que eu não sabia!. Me sentia uma estranha no ninho, e ainda hoje me sinto assim, como uma peça desencachada que não cabe naquele lugar, como se eu não fosse deste planeta.
    Ainda sinto as vezes essa tristeza profunda que não sei de onde vem, e sinto como se tivesse deixado do outro lado alguém ou alguma coisa muito importante.
    Quando criança e até adulta via, sentia, pessoas, espíritos e morria de medo, escuto barulhos estranhos pela casa, sempre tive uma sensibilidade muito grande de olhar para pessoas e perceber como elas são, dificilmente me engano a respeito delas. Já escutei por duas veze no meu ouvido a voz de alguém, talvez um anjo, não sei, me dizendo o que eu deveria fazer, e fiz e deu absolutamente certo. Sou muito perspicaz, e aprendo tudo só de olhar, muitas vezes não sei como eu sei, mas eu sei. Sinto que é assim. A impressão que sempre tenho é que caí aqui neste mundo de paraquedas, que ele não me pertence, como se assistisse a um filme e visse tudo de cima, e eu nunca estou inserida nas conversas nas festas nos eventos etc…, Apesar de participar ir e brincar, conversar etc…,mas isso demanda de um esforço para mim, para que as pessoas não percebam. Bem eu não sei se índigo ou não mas é bom saber que existem outras pessoas iguais a mim, que sente as mesmas sensações, as mesmas angustias.
    Meu nome é Juedy de Andrade Mosseri, nasci em 1959.

    Curtido por 1 pessoa

    • Obrigada pelo seu comentário, Juedy!
      Mas não se esqueça que o mais importante de tudo é descobrir o seu propósito.
      Cada um tem o seu. Nunca é tarde para iniciar a sua busca no entendimento de sua razão de estar aqui na Terra. Ninguém está aqui para sofrer, ou mesmo, ficar só. Pense nisso!
      Um abraço.

      Curtir

  41. Sou de 1983,procuro muito mesmo melhorar as coisas a minha volta,ja aço o que esta a meu alcance, mas queria muito poder fazer mais,quero ainda ter muito dinheiro para fazer coisas realmente significativas e maiores,tem algo que pula dentro de mim,acho que logo esse momento vai chegar,e a respeito de ler as pessoas, isso é impressionante e totalmente involuntário,tem gente que da arrepios chegar perto.

    Curtido por 1 pessoa

  42. Eu tenho várias das características citadas mas, tem mais coisas que não estão ali.
    Tenho um proposito na vida, que desde criança veio na minha cabeça, nunca tive educação dos meus pais nem nada, pois morava só com minha mãe e ela tinha 2 empregos, tudo que eu sei hoje sobre respeito, ética e tudo mais, é como se eu já soubesse a vida toda.

    Curtido por 1 pessoa

    • É isso mesmo, Guilherme.
      O conhecimento, a sabedoria e as virtudes que adquirimos em outras várias encarnações permanece conosco eternamente. É esse propósito a razão de você estar aqui na Terra neste momento de transição. Se já encontrou o seu caminho é só perseverar.
      Seja bem vindo.
      Um abraço.

      Curtir

  43. Me identifiquei com tudo. Tenho 47 anos, filha de pais conservadores e extremamente preocupados com oque as pessoas possam pensar ou falar, atitude, da qual jamais compartilhei. Se minha consciência não tem oque me cobrar… Pouco me importa oque pensem ou falem, que vão todos cuidarem de seus defeitos e erros e parem de tentar colá-los em mim. Aos 6 anos queriam me internar num sanatório por ver, ouvir e prever coisas…. Não me encaixo em lugar algum, porém me adapto a qualquer situação. Ainda hoje sou a louca da família, como também sou chamada quando todos falham em resolver problemas emblemáticos. Quase nunca estou só, faço amigos em segundos, e eles me contam segredos profundos em poucos minutos de conhecimento. Tenho facilidade em me colocar no lugar de cada um, e entender como se fosse eu a vivenciar o narrado. Sou de tudo um pouco. Meio bruxa, macumbeira, espirita, evangélica, católica, xamã, crente, testemunha de jeová, kardecista, wicca…. A única coisa que definitivamente não sou é ateia…. Acredito demais que ELE, O CARA DONO DO MUNDO… para mim é apenas, Meu Pai. Mas, não me vejo como um ser tão importante como entendi que os índigos são. Adorei a matéria. Gostaria de saber das novidades. Obrigada. Muita luz a todos!

    Curtir

    • Parabéns, Carlinda!
      Sua alegria, simplicidade e humildade demonstra claramente a força e a luz de sua alma.
      Todos somos importantes, nenhum mais, nenhum menos do que outro. Mas, pode ter certeza, que você, independentemente de qualquer rótulo que possa ter, está seguindo seu caminho direitinho. Sua alegria é contagiante, precisamos de muito mais pessoas cono você neste mundo! Você é um excelente exemplo!
      Seja muito bem vinda!
      Um abraço, muita luz para você também!

      Curtir

    • Pode ser, pode não ser… mas, o que importa mesmo, Maria Aparecida, é que qualquer um com essas características não está aqui a passeio, somente. Está aqui para realizar algo. Um propósito que deve se esforçar ao máximo para descobrir e por em prática.
      Seja bem vinda!
      Um abraço.

      Curtir

  44. Nasci em 1959, 1 mês antes de terminar o ano. Sempre me senti diferentes das outras crianças. Aos 16 anos comecei a me interessar por filosofia oriental. Lia tudo o que podia conseguir na época. Nesse tempo, a minha sensibilidade veio mais à tona e me interessei por ler as cartas ciganas, depois as palmas das mãos das pessoas para dar um pouco de esperança as pessoas que estavam sofrendo. Depois de algum tempo percebi que eu não precisava de algum objeto externo para “ler” as atribulações das pessoas, e passei a enxergar como um filme toda a vida das pessoas que me procuravam aleatoriamente na rua, em alguma reunião de amigos, etc. Já com 30 anos aproximadamente, conheci o Budismo de Nitiren Daishonin, pratica filosófica que me direcionou para enxergar com toda clareza a minha missão na Terra. Que é :”Ser Feliz e levar Felicidades a todas as pessoas que puder”. Dessa forma, colaborar para que nosso planeta não se destrua e os seres humanos sejam felizes.
    Não adianta ficar feliz por se descobrir que é Índigo e não saber o que fazer com essa virtude!

    Obrigado!
    Andres ricardo caballero
    http://www.bsgi.org.br

    Curtido por 1 pessoa

    • Eu é que agradeço pelo seu comentário, Andres!
      Já salientei antes e repito quantas vezes for necessário, o importante não é o rótulo. Ser índigo ou não é apenas um detalhe, diante da responsabilidade assumida ao se encarnar com essas capacidades que o destacam da maioria das pessoas. A descoberta do seu propósito é o que faz você viver feliz, apesar de toda e qualquer adversidade. Você é um ótimo exemplo a ser seguido!
      Seja bem vindo!
      Um abraço.

      Curtir

  45. Me descreveu eu nao tenho muita “fé” nessas coisas mas tudo que esta ai me descreveu.. eu tenho 16 anos (nascido 20 de maio de 2000) eu sou apaixonado por onibus entao eu vejo umas fotos de uns onibus antigos da minha cidade (aqueles da decada de 70/80 ou um pouco mais antigo) e eu tipo que lembro deles passando lembro que os dirigi uma vez lembro como eram por dentro e etc ou ate mesmo construçoes eu meio que lembro como as lojas, predios e etc foram construidas e se eu ver atualmente eu “descrevo” como foi na mente ou falado.. tenho um sonho desde pequeno de ser caminhoneiro ou motorista de onibus de uma empresa da minha cidade que opera em linhas municipais/intermunicipais.. e assim ali naquela parte que vc disse
    “São muito inteligentes, apesar de não terem tido as melhores notas na escola
    Tinham aversão ou detestavam grande parte dos trabalhos repetitivos e obrigatórios da escola.
    Muitos experimentaram depressão existencial bem cedo e sentimentos de impotência ao decorrer de sua infância e adolescência.
    Tem dificuldade com empregos supervisionados, os adultos índigos resistem à autoridade e ao sistema hierárquico de trabalho.
    Tem problemas com sistemas que consideram falidos ou ineficazes, exemplo: sistema financeiro, político, médico, educacional.
    Frustração ou rejeição do tradicional “sonho” de carreira, casamento, filhos.
    Um ardente desejo de fazer algo para mudar ou melhorar o mundo, porém demorar até reconhecer qual é a sua vocação para realizar este desejo.
    Desde muito novos tem interesses por assuntos espirituais e esotéricos.
    Possuem forte intuição.
    Tiveram experiências com psíquicas, tais como premonições, ouvir e ver pessoas desencarnadas, experiências fora do corpo, etc..”
    me descreveu muito porque tipo eu tiro muitas notas ruins mais entendo de tudo um pouco nao tive dificuldade para aprender as coisas como dirigir carro onibus e caminhao concertar compudadores (sem curso tecnico) e etc.. eu odeio fazer tarefas de casa e trabalhos repetitivos (porem nunca repeti estou no 2 ano do ensino medio porem irei repetir por causa da greve que teve por conta de salario de professor (o rio tava investindo nas olimpiadas e nao tava “nem ai” para os servidores publicos) e nisso tudo perdi quase 600 aulas).. nao consigo fazer as coisas com pessoas me olhando fico com muita vergonha porem se eu estiver sozinho “desenrolo” muito facil e rapido as coisas… tenho bastante problema com sistemas (financeiro amoroso educacional e etc..).. nao tenho sonho em casar ate porque nunca namorei nem beijei nenhuma garota e no meu ponto de vista ja que estou sozinho a 16 anos mais um pouco nao faz falta entao vamos morrer solteiro mesmo, rs.. tenho vontade de fazer coisas que nao poderao mudar o mundo mas sim ajudar a melhorar alguma coisa porem nao me sinto vocacionado para fazer.. nao tenho muuito interesse por assunto espiritual mais sou evangelico e dependendo do assunto gosto e quero aprender.. e eu ja sonhei que sai de casa vi alguem morrer e no outro dia deu no jornal que um homem morreu a tiros no meu bairro, na minha igreja senti o chao cair e uma pessoa vim me abraçar e em alguns sonhos eu me vi fazendo umas açoes que eu nao tenho se quer coragem como: chegar em uma garota me apresentar e puxar assunto, levar alguem pra sair, brigar com alguem, tirar fotos sorrindo (eu odeio tirar fotos sorrindo) e etc.. tem mais coisas tambem mas se eu digitar tudo irei faze-la ler por 2 meses meu comentario mas é isso me descreveu bem e me ajudou a tirar a duvida de “o porque de acontecer isso tudo comigo eu ver coisas que eu nao vivi/presenciei”…

    Curtido por 1 pessoa

    • Olá Evandro,
      Gostei muito da sinceridade de suas palavras e gostaria que você desse uma lida nos outros comentários escritos até agora. Você irá encontrar muitos casos parecidos com o seu e a resposta que dei a cada comentário.
      As características descritas nesse artigo são de muitos seres de consciência mais elevada que se encarnaram para ajudar na transição da Terra. Sabe aqueles mil anos de paz que virá após a separação do joio e do trigo, a que se refere o apóstolo João, no Apocalipse?
      Pois então, os índigos são apenas alguns deles, pois eles vieram e ainda estão vindo a partir de muitas outras origens, para ajudar os seres humanos a se conscientizarem de que só o amor e o bem são realmente relevantes em nossas vidas.
      Você ainda é muito jovem para dizer que, se algo não aconteceu até agora, não irá acontecer mais. Tudo tem seu tempo certo e, quando chegar o momento certo, cada caso, tudo fluirá de forma tão natural, que você vai até se surpreender.
      Tente ampliar seus horizontes, conhecer as filosofias orientais, aprender meditação, yoga, tai chi chuan. Tenho certeza que você encontrará pessoas parecidas com você, que poderão ajudá-lo a aproveitar melhor suas experiências nessa vida.
      Seja bem vindo.
      Um abraço.

      Curtir

    • Olá Rosimar,
      Sugiro que você busque a ajuda de um profissional que trabalhe com a psicologia mais voltada para a espiritualidade.
      De início, aprender e ensiná-lo a meditar ajudaria muito. Pode ser que ao vê-la praticando, seu filho se interesse também.
      Lembre-se que o amor, a busca de compreensão, o respeito e as demonstrações de afeto são de vital importância para o desenvolvimento de toda e qualquer criança.
      Muita luz para vocês!
      Um abraço.

      Curtir

  46. Me identifiquei com muitas coisas nesse texto,sempre me senti deslocada,diferente…desde sempre tenho a sensação de que não pertenço ao lugar que estou,a vontade de mudar as coisas,de mudar o mundo e muitas vezes a frustração pela impotência,pelo não entendimento das pessoas ao redor.
    Sempre tive uma intuição muito forte,ainda me sinto muito confusa sobre isso tudo…a algum tempo comecei a questionar se eu seria índigo,esse artigo foi muito esclarecedor e reconfortante ver que outras pessoas se sentem como eu,como alguém comentou aí acima tb já cheguei a questionar ser algum problema psicológico.

    Curtido por 1 pessoa

  47. Ólá… adorei a matéria de vocês aqui e acho que me encontrei… nasci com dons da arte, da premonição, da visão e da audição… tenho sonhos reais demais sobre lugares e planos que nunca fui nesta vida e, inclusive, encontro pessoas que já passaram pela transição…nossa! tenho muita, muita história para contar, até mesmo lembranças dos meus 8 ou 9 meses de nascida! Sou considerada louca, maluca, varrida da ideia, mas amais iria querer ser uma pessoa “etiquetada” de normal pelos padrões sociais. Já sofri vários preconceitos por parte daqueles que me acham “lelé da cuca”, dos hipócritas e cansativos. Gosto de criar sempre, de produzir, de trabalhar, não uso nenhum tipo de droga (nunca usei), sou jornalista, artista plástica e advogada e me encaixo muito bem nas três profissões. Amo a humanidade e os reinos inferiores. Amo a Lua cheia, o Sol brilhando e as estrelas… ah! as estrelas! elas me fazem ficar horas a fio observando-as, imaginando de onde eu vim e para onde vou… nasci em abril de 1951, já passei por um grande desamor, uma série de aborrecimentos, constrangimentos, dificuldades, mas nada disso diminuiu minha vontade de viver e seguir em frente. adoro pintar meus quadros e deixar neles um pouco da minha essência, que espero, num futuro, possam colaborar com o conhecimento e a cultura dos seres que habitam este planeta. Isto sou eu.

    Curtido por 1 pessoa

    • Boa tarde, Mauri!
      O planeta está como está pelo que os seres humanos, com omissões ou más intensões fizeram com ele. Mas, foram atitudes individuais que tomaram forma coletiva e depois, mundial. Então, se você quer fazer algo para melhorar o planeta, sugiro que comece por si mesmo.
      Aprendendo a meditar, ao se interiorizar, você irá de encontro à sua verdadeira essência e descobrirá a verdadeira razão de estar aqui na Terra e o que deverá fazer a partir daí.
      Medite, pesquise, estude, veja as experiências com os que estão à sua volta, sejam boas ou ruins, como um aprendizado para se tornar uma pessoa melhor a cada dia. Isso vai exigir esforço constante. O caminho da espiritualidade não é fácil, mas o resultado é animador e, simplesmente, fantástico.
      Seja bem vindo!
      Um grande abraço.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s