A CIÊNCIA EXPLICA COMO NOSSA CONSCIÊNCIA PODE CRIAR A REALIDADE À NOSSA VOLTA…

a-consciencia-cria

A Evidência de Que a Consciência Cria a Realidade: Bem Vindo à Matrix

Por: Steven Bancarz,
colaborador do The Spirit Science

Será que a consciência cria o mundo material ? Antes de responder a esta pergunta, primeiro é importante saber do que o mundo material é realmente composto em um nível fundamental, a “realidade” não é simplesmente feita de minúsculos pedaços físicos, como um bando de bolinhas de gude ou minúsculas bolas de boliche, as moléculas são feitas de átomos e os átomos são feitos de partículas subatômicas, como os prótons e os elétrons que são 99,99999% espaço vazio e rotação elétrica, que são então feitos de quarks, que em seguida, fazem parte de um campo de supercordas, que consiste de cadeias de vibração que dão origem as partículas fundamentais com base na natureza de sua vibração.

Nós interagimos com um mundo de objetos físicos, mas isto é apenas devido à forma como o nosso cérebro traduz os dados sensoriais, nas menores e mais fundamentais escalas da natureza a ideia de “realidade física” é inexistente, do pai da mecânica quântica vencedor do prêmio Nobel Neils Bohr, “Tudo que chamamos de real é feito de coisas que não podem ser consideradas como real, na mecânica quântica se ainda não chocamos você profundamente, é porque você não entendeu bem o suficiente. “Quando você toca com suas mãos, está realmente tocando apenas um espaço vazio tocando mais espaço vazio, com o menor ingrediente de rotação energética destas partículas minúsculas, os constituintes da matéria não tem absolutamente nenhuma estrutura física.

Isso é importante entender, porque se pensarmos no mundo da física quântica como sendo um mundo de bolas de boliche e mármores, então a ideia de consciência criando a realidade não faz muito sentido, mas ao entender que a realidade é uma mistura cósmica de energia não localizada e espaço vazio, torna-se claro que os nossos pensamentos e os sinais registrados no cérebro também tem essas mesmas propriedades em seu menor nível, nossos pensamentos são também uma atividade do Universo e todas as atividades ocorrem dentro do mesmo domínio do quantum antes de se manifestar na realidade física.

A consciência é um dos problemas difíceis da ciência, não há nenhuma maneira de explicar como uma coisa tão material com processos químicos e físicos podem dar origem a algo tão imaterial como a experiência, não há nenhuma razão para que a experiência subjetiva exista, ou como a senciência evoluiu, a natureza funcionaria tão bem sem a subjetividade e quando nós realmente tentamos investigar cientificamente a origem e a física da consciência, temos indícios de que a consciência e a realidade não estão tão separadas como a ciência material quer nos fazer pensar.

Aqui estão alguns princípios da mecânica quântica, tiradas do livro “O Universo Auto Consciente”, escrito pelo ex-professor de física teórica por 30 anos da Universidade de Oregon, Dr. Amit Goswami:

1) Função de Onda
Um objeto quântico (por exemplo, um elétron) pode estar em mais do que um local ao mesmo tempo, ele pode ser medido como uma onda espalhada no espaço e pode estar localizado em diversos pontos diferentes em toda essa onda, isso é chamado de propriedade de onda.

2) Descontinuidade
Um objeto quântico deixa de existir aqui e simultaneamente aparece existindo lá sem ter viajado no espaço intermediário, isto é conhecido como salto quântico, é essencialmente tele transporte.

3) Ação à Distância
A manifestação de um objeto quântico por causa de nossas observações influencia simultaneamente seu objeto gêmeo correlato, não importa o quão longe eles estão, retire um elétron e um próton fora de um átomo, aconteça o que acontecer ao elétron, exatamente o mesmo ou exatamente o contrário vai acontecer com o próton, isto é chamado de ação quântica à distância, Einstein chamou isto de ação “assustadora” à distância.

4) O Efeito do Observador
Um objeto quântico não pode ser dito que se manifesta na realidade espaço/tempo comum até que o observemos como uma partícula. O objeto quântico existe indefinidamente como uma onda não local até que ele seja observado diretamente. A consciência, literalmente colapsa a função de onda de uma partícula.

Este último ponto é interessante, pois implica que, sem um observador consciente presente para colapsar esta onda, ela permaneceria fisicamente não manifestada em um estado de potencialidade. A observação não só perturba o que tem de ser medido, como ela produz o efeito. Isto foi verificado no que é conhecido como a experiência da dupla fenda, em que a presença de um observador consciente altera o comportamento de um elétron a partir de um estado de onda para um estado de partícula. Isto é conhecido como “efeito do observador” e abala completamente o que supomos ser verdade sobre o mundo físico. Aqui está um vídeo fácil de entender sobre esta experiência:

Os resultados deste experimento foram publicados na revista ” Peer Reviewed Nature”, no qual os cientistas resumiram dizendo que “A introdução de um caminho que (Welcher Weg) detectou para determinar o real caminho tomado pela partícula inevitavelmente envolveu o acoplamento da partícula em um ambiente de medição, que por sua vez resultou em desfaseamento (supressão das interferências), “isso é bastante, mas basicamente significa que o sistema de medição usado para detectar a atividade da partícula afetou o comportamento dessa partícula.

Como cientista o Dr. Dean Radin disse no papel de replicar o experimento da dupla fenda, “Nós obrigamos o elétron a assumir uma posição definitiva. Nós mesmos produzimos os resultados da medição. “Agora, uma resposta comum a isso é” Não somos nós que medimos o elétron, é a máquina que está fazendo a observação. “Uma máquina é simplesmente uma extensão da nossa consciência. Isto é como dizer “Não sou eu quem está observando a forma do barco no lago, é o binóculo”. A máquina não observa qualquer coisa mais do que um computador que interpreta as ondas sonoras quando “ouve” uma música.

Isto levou alguns cientistas a especular que sem consciência o Universo existiria indeterminadamente como um mar de potencialidade quântica. Em outras palavras, a realidade física não pode existir primeiro sem a subjetividade. Sem a consciência, não há matéria física. Isto é conhecido como o Princípio Antrópico Participativo e foi proposto pela primeira vez pelo físico Dr. John Wheeler. Essencialmente, qualquer Universo possível que podemos imaginar que não tem observadores conscientes pode ser descartado imediatamente. A consciência é, portanto, o fundamento do ser e deve existir antes do Universo físico. A consciência literalmente cria o mundo físico.

Estes resultados trazem enormes implicações a respeito de como podemos entender nossa interconexão com o mundo externo. “Nós criamos a nossa realidade” é usado para se referir ao fato de que nossos pensamentos criam a perspectiva que temos do mundo, mas agora temos uma compreensão mais concreta e literal dessa frase. Nós realmente damos origem ao Universo físico com a nossa subjetividade.

Eu considero a consciência como fundamental. Eu considero a matéria como derivada da consciência. Não podemos ficar atrás da consciência. Tudo o que falamos tudo o que nós consideramos como existente, postula a consciência.” ~Max Planck, prêmio Nobel criador vencedor da teoria quântica, como citado em “O Observador” (25 de janeiro de 1931).

A física quântica e a consciência:

OBS: Para acionar a legenda em português, clique no ícone legendas, depois em detalhes clique em legendas CC e traduzir automaticamente, então escolha português (tradução + – do Google).

©Steven Bancarz


Origem: Waking Times | The Evidence That Consciousness Creates Reality: Welcome To The Matrix
Tradução e Divulgação: A Luz é Invencível

Via: A Evidência de Que a Consciência Cria a Realidade: Bem Vindo à Matrix | A Luz é Invencível

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s