O MITO E A SIMBOLOGIA DE UM AMOR TRANSCENDENTAL…

Krishna e Radha

Krishna e Radha, amor transcendental

500 (editado)

Publicado por: CompraZen blog

 

Krishna é a oitava manifestação de Vishnu (o deus da preservação da suprema trindade hindu, ao lado de Shiva e Brahma). Seu nome significa “escuro”, graças à sua pele de tom azulado. É representado por um jovem formoso, de corpo forte e cabelos anelados. É a divindade que conta com o maior número de adeptos na Índia e em todo o mundo, ao lado de Jesus e Buda.

Conforme as lendas, o objetivo desse avatar era triplo: destruir as personificações da ignorância que estavam ameaçando o equilíbrio do cosmo (Asuras); tornar-se o centro de desenvolvimento de determinadas escolas devocionais (Bhakti); assumir papel de liderança na grande guerra ocorrida entre os clãs Aryas dos Pandavas e dos Kauravas (o épico descrito no grande livro “Mahabharata”), em que ele também entregaria sua mensagem filosófica por meio do texto conhecido como “Bhagavad Gita” (Sublime Canção).

No mito de Krishna, encontramos elementos que caracterizam as qualidades de três das principais divisões sociais da tradição hindu (sistema de castas): Krishna é um homem dos campos, que guarda os rebanhos (casta Vaishya); é também um nobre guerreiro e dá morte a inúmeros demônios (casta Kshatrya); e adota o papel de um sábio, quando transmite os ensinamentos filosóficos (“Bhagavad Gita”) para o primo Arjuna (casta Brahmane).

krishna-e-radha-amor-transcendental-vishnu-lakishmi-deus-hindu-india-mantra-govinda-nosso-blog (editado)

O MITO DE KRISHNA

Krishna nasceu na cidade de Mathura. Sua mãe, Devaki, era irmã do rei Kamsa, que condenou à morte todos os filhos que Devaki desse à luz, pois existia uma predição segundo a qual um deles haveria de assassiná-lo. Krishna continuou vivendo graças à estratégia de seus pais que, para tirá-lo da fúria do rei, trocaram-no pela filha de um modesto pastor. Ele passou seus primeiros anos junto com o irmão, Balarama, entre pastores.

Poucos anos depois de nascer, dando mostras de seu extremo vigor e malícia, Krishna começou suas proezas, como a de tombar carruagens, arrancar, de molecagem, duas árvores de um só vez, lutar vitoriosamente contra uma enorme serpente e ajudar a seu irmão Balarama a aniquilar um terrível demônio.

Krishna ia crescendo pouco a pouco e transformando-se em adolescente. Num dia, em que as pastoras foram banhar-se no rio Yamuna, acercou-se cautelosamente do lugar e roubou todos os vestidos, colocando-os em uma árvore próxima ao lago. Quando as pastoras saíram da água e buscaram suas roupas em vão, empenharam-se a lamentar, sem saber que decisão tomar. Mas quando viram Krishna na copa de uma árvore contemplando-as e rindo, arrojaram-se novamente no rio e, dali, pediram que ele se apiedasse delas. Krishna não aceitou levar-lhes a roupa, e sim que fossem buscar, uma a uma, com as mãos juntas, em atitude de súplica.

Esse episódio é somente uma introdução a muitos outros parecidos. As esposas e filhas dos pastores, livrando-se de sua reserva e modéstia habituais, abandonavam seus lares e ocupações para seguir Krishna ao bosque tão logo ouvissem os sons de sua flauta. Nessas ocasiões, ele dirigia-lhes amáveis reprovações, mescladas com advertências de que só por meio da meditação nele obteriam a salvação. Eram tantas as pastoras que se enamoravam de Krishna que ele não podia dar-lhes as mãos quando dançava com elas. Então, o deus multiplicava-se em cópias precisas e cada bailarina sentia a ilusão de ter, entre suas mãos, o deus Krishna. Quaisquer que fossem as formas que adorassem, Krishna as faria livres. Algumas o conheceram e o buscaram como filho ou como amigo, outras, como amante e alguns, como inimigos, mas não se sabe de ninguém que deixou de alcançar suas bênçãos e o benefício da libertação.

krishna-e-radha-amor-transcendental-vishnu-lakishmi-deus-hindu-india-mantra-rasa-lila-nosso-blog (editado)

Ao chegar à idade adulta, Krishna morreu acidentalmente. Estava entregue à meditação, sentado em um bosque com as pernas cruzadas, que deixavam as plantas dos pés descobertas (sabido era, tempos atrás, que o sábio Durvasa tinha o amaldiçoado em um acesso de cólera, profetizando que morreria de uma ferida no pé), quando um caçador, tomando-o por um gamo, disparou uma flecha, que se cravou em um único ponto vulnerável: o calcanhar do pé esquerdo. Muito apavorado ficou o caçador ao dar-se conta do erro cometido, mas Krishna acalmou-o dizendo que não temesse nada e que não se deixasse levar por sua dor. Essas foram as últimas palavras de consolo que pronunciou sobre a Terra. Logo, no esplendor de sua glória, subiu aos céus, onde os deuses o acolheram; contudo, as trevas caíram sobre a Terra.

Nas façanhas de sua vida, Krishna transgrediu inúmeras convenções e regras morais estabelecidas pela sociedade Brahmane: apaixonou-se pela bela Rukmini, que já estava prometida em casamento para um príncipe de uma importante família. Krishna não admitiu esse contrato e, no dia do casamento, sequestrou a jovem, matando o noivo e o irmão dela. Krishna casou-se com Rukmini e, ao longo da vida, eles tiveram onze filhos.

As transgressões desse episódio da vida de Krishna (o rapto da noiva, a grave ofensa feita a uma família, a morte do noivo e do irmão da noiva, que tentavam salvar sua honra e fazer cumprir a lei) encarnam um período em que as contestações sociais estavam sendo incentivadas pela filosofia especulativa e comportamental do Tantra (século XII).

Outra atitude pouco comum de Krishna é o fato de ter oficialmente elegido, entre as pastoras (Gopis), uma amante. Esta, esposa de um humilde camponês, chamava-se Radha. Krishna e sua amante viveram juntos momentos de intensa paixão, carregados de erotismo. Descrevendo esse romance, surgiu um livro conhecido como “Gita Govinda”, de autoria do sábio Jayadeva.

krishna-e-radha-amor-transcendental-vishnu-lakishmi-deus-hindu-india-mantra-imagem-nosso-blog (editado)

A SIMBOLOGIA DE RADHA

Radha é representada principalmente como uma subordinação pessoal voluntária ao seu amado Krishna: sua personalidade dissolvendo-se nele. Com os olhos fechados, a deusa segue-o para onde ele a leva, confiando completamente e abrindo mão do seu ego. Esta é a metáfora divina de um devoto que se funde com seu deus. Por extensão, também simboliza um ser amado que se funde com o seu amor.

Em algumas representações, a relação de Radha e Krishna é recíproca e expressa um amor totalmente maduro, no qual a confiança e o respeito um pelo outro profundos que o desrespeito é inimaginável. Essas imagens sugerem que, quando duas pessoas se amam, ocorre uma mistura de mentes e corpos, os egos são abandonados, e aquele que ama e o ser amado ocupam posições iguais, o que não somente sublima as emoções sexuais como também fornece um apoio divino para as paixões internas.

A natureza divina de Radha está na exaltação e transfiguração de algumas das emoções humanas mais básicas e arquetípicas. Duas de suas características: mahabhava (grande sentimento) e premabhakti (devoção do amor desinteressado) apontam para a intensidade e a pureza do seu amor, emprestando-lhe uma qualidade metafísica. Os devotos de Radha, tipicamente, não se relacionam com ela pedindo-lhes favores terrenos, mas absorvendo-se no desdobramento da história minuciosamente detalhada do seu amor por Krishna.

krishna-e-radha-amor-transcendental-vishnu-lakishmi-deus-hindu-india-mantras-nosso-blog.jpg

MANTRAS RELACIONADOS À ENERGIA DIVINA DE KRISHNA

Om Hrisi Keshaya Namah

Mantra de Krishna para a felicidade e que pode ser entoado, também, para despertar todos os nossos potenciais.

Om Govindaya Namah

Govinda é o chefe dos pastores e este mantra é uma alusão ao mestre Krishna, o pastor dos espíritos, entoado por aqueles que buscam orientação mística interior.

Om Madhusudanaya Namah

O mantra que homenageia Krishna, o matador de demônios, deve ser entoado para proteger-nos de inimigos.

Om Namo Bhagawate Vasudevaya

Este é o mantra de proteção que invoca Vasudeva, o pai de Krishna.

Om Sri Krishnaya Govindaya Vallabrava Swaha

A repetição deste mantra sagrado aumente sensivelmente nosso poder de cura energética.

MANTRAS PARA RADHA RELACIONADOS AO AMOR

Om Radha Krishnaya Namaha

Mantra para construir um amor conjugal elevado no plano terrestre, onde o cuidado e a intimidade podem ser grandemente intensificados. Esse mantra também funciona poderosamente em relacionamentos onde há um compromisso genuíno entre as duas pessoas, mas também pode ser utilizado por qualquer dos cônjuges de um casamento para o melhoramento gradual, mas seguro, do relacionamento como um todo.

Om Parama Prema Rupaya Namaha

Mantra para trazer à sua vida a mais elevada expressão possível do amor. Se esse amor possuir alguma implicação de caráter sexual, a importância, no caso, desse incidente, é o amor que proveio dele, um amor que durou um longo tempo mesmo depois que o aspecto sexual já tenha terminado. Nós também podemos ingressar num relacionamento em que a parte sexual, por alguma razão ou outra, chega ao fim. Mas isso não precisa ser o fim do nosso amor. Esse mantra também pode trazer uma visão do êxtase divino através do bem-amado.

Aham Prema

Mantra para se tornar a forma mais elevada de amor que você pode ser. Com esse mantra simples, você afirma a sua própria natureza essencial como uma natureza de amor divino. A vibração desse mantra começa o processo de transformação de todo o seu corpo, ser, natureza e espírito numa emanação, a sua própria emanação particular, do amor divino.

 

Fonte: Mitologia Hindu, Aghorananda Saraswati, Madras / Deuses e Deusas Hindus, Sunita Pant Bansai, Nova Era / O Livro de Ouro dos Mantras, Otávio Leal, Ícone Editora / Shakti – Os Mantras da Energia Feminina, Thomas Ashley-Farrand, Pensamento

 


Veja mais em: CompraZen | blog | Krishna e Radha, amor transcendental

5 TIPOS DE CONEXÕES CÓSMICAS QUE VOCÊ PODE ENCONTRAR EM SUA VIDA…

Event Details

CADA PESSOA QUE VOCÊ CONHECEU EM SUA VIDA FOI PELO MOTIVO DE 5 RAZÕES CÓSMICAS

ESPELHO 1

Por: Dejan Davcevski
Autor convidado, inspirado por Educate Inspire Change

O Universo em que vivemos funciona de maneira misteriosa. Há um caos nas complexidades do seu funcionamento e, no entanto, tudo está equilibrado.

Pode-se dizer com razão que nada neste Universo acontece por acaso.

Mesmo os incidentes mais insignificantes acontecem conforme planejado e servem para um propósito maior. Tudo o que acontece é uma manifestação do cosmos.

Nossa jornada na vida não é um passeio suave. Há altos e baixos. Algumas estradas são difíceis e outras não são.

A vida é um mistério onde todas as experiências possuem igual importância e valor. Temos a sorte de que o Universo acompanhe nossa jornada.

Ao longo desta jornada, conhecemos pessoas diferentes que desempenham diferentes papéis e servem para diferentes fins.

Alguns nos ensinam certas lições de vida, enquanto outras não nos deixam um impacto duradouro.

Algumas pessoas devem permanecer conosco para sempre, enquanto outras pessoas não. Mas mesmo as pessoas que conhecemos não é por acaso!

Estes são os 5 tipos de conexões cósmicas que provavelmente encontraremos em nossa jornada:

1. Aqueles destinados a nos despertar.

Há momentos em nossas vidas em que encontramos pessoas que são agentes de mudança. Elas caminham por nossas vidas para iniciar direta ou indiretamente algumas mudanças.

Apenas a presença dessas pessoas nos faz conscientes de que não podemos avançar na vida, a menos que efetuemos certas mudanças. O universo tem suas maneiras de resolver essas coisas.

Essas pessoas vão despertar seu potencial inativo interno que teria ficado adormecido se você permanecesse preso.

2. Aqueles que nos lembram

Às vezes, na vida, encontramos pessoas que passam somente para nos lembrar dos nossos objetivos.

O único propósito de tais interações é nos ajudar a permanecer focados em nosso caminho na vida.

Essas pessoas nos lembram quem somos e o que realmente queríamos desde o início.

3. Aqueles que nos ajudam a crescer

Algumas pessoas nos ajudam a crescer como pessoa. Elas estão ao nosso lado como um guia em nossa jornada pela vida. Eles podem nos prejudicar ou nos convidar para uma aventura para enfrentar algum desafio.

Elas nos mostram o nosso caminho quando parecemos não saber o caminho certo. Elas nos ensinam coisas que somos incapazes de aprender por nós mesmos.

Essas pessoas nos forçam a crescer.

4. Aqueles que nos reservam espaço.

Algumas pessoas desempenham papéis tão insignificantes em nossas vidas que nem nos lembramos de seus nomes. Estas são, principalmente, pessoas que encontramos no metrô ou nas estradas ou em uma casa de café.

Elas são simplesmente destinadas a manter um espaço para nós. Geralmente, são pessoas com as quais conversamos e não temos conexão nenhuma além disso.

Essas pessoas são seus companheiros que o cumprimentam na sua jornada, ou mesmo são fãs da alma pessoal que, inconscientemente, torcem pelo seu bem!

5. Aqueles que ficam.

Apenas algumas pessoas  ficarão conosco para sempre. Essas pessoas são raras de encontrar, mas certamente são as mais preciosas.

Eles são nossos amigos íntimos e a nossa família imediata. A maioria deles é membro do nosso grupo de almas, alguns deles podem até ser nossas almas gêmeas.

Essas pessoas são seus parceiros que compartilham a mesma missão ou uma missão realmente similar.

Mas quando for a hora certa, o Universo nos enviará aquela pessoa que deve estar conosco para sempre. Esta pessoa é de outro grupo de alma e vem por conta própria.

A presença dessa pessoa na nossa vida faz com que tudo fique melhor. Nós apenas precisamos ser pacientes em nossas tentativas de encontrá-las. Mas, uma vez que os encontramos, elas devem permanecer.

Eles são sua Chama Gêmea e a força magnética dentro de suas almas irá guiar um ao outro. Tudo o que você precisa fazer é ouvir a bússola do seu coração!

 


Fonte : Humans Are Free | Every Single Person You’ve Met In Your Life Is There For One Of These 5 Cosmic Reasons
Tradução : Sônia L Pereira
Publicação : Mostradores da Luz – Somos do Futuro

Via: MOSTRADORES DA LUZ – SOMOS DO FUTURO: CADA PESSOA QUE VOCÊ CONHECEU EM SUA VIDA FOI PELO MOTIVO DE 5 RAZÕES CÓSMICAS

A UNIÃO FÍSICA E ESPIRITUAL DAS ALMAS GÊMEAS NA NOVA TERRA…

 

almas gemeas

Uniões de Almas-Gêmeas: Corpo, Alma e Espírito, na Nova Terra da Quinta Dimensão

Arcanjo Miguel através de Celia Fenn

 

Meus caros, uma das maiores dádivas da Quinta Dimensão serão os alegres e amorosos relacionamentos que vocês criarão e usufruirão como seres despertos. Quando vocês despertarem para o vosso poder e abrirem os vossos corações, então criarão os mais belos e amorosos relacionamentos de almas-gêmeas. Vocês não se fixarão em nada que não seja uma união de almas-gêmeas.

Muitos de vocês perguntam “Quem é a minha Alma-Gêmea?”, especialmente aqueles que ainda estão sós neste momento. E muitos encontram-se sós ou esperando para deixar um relacionamento que não mais funciona para eles. Este desconforto é porque estão sendo solicitados a deixar ir os relacionamentos de terceira dimensão e a mudarem-se completamente para as uniões de quinta dimensão.

Nós dizemos-vos que vossa alma-gêmea não é nenhuma pessoa em particular. Frequentemente existem muitas pessoas que poderiam oferecer padrões de alma compatíveis com vocês. Neste momento de transformação e “atualização”, pode ser oferecida a vocês mais de uma oportunidade de formarem uma ligação de alma-gêmea.

A chave é a compatibilidade de alma. Isto é uma compatibilidade energética nas Dimensões Superiores. As pessoas que formam uma ligação de alma-gêmea terão almas cujas harmônicas de luz e som combinam o suficiente para haver o potencial para que as duas almas se fundam completamente e formem uma União de Chama Gêmea.

Esta compatibilidade harmônica é sentida como uma profunda atração magnética e harmonia. Vocês saberão quando encontrarem um potencial parceiro de alma-gêmea. Vossa alma saberá, e o reconhecimento da alma e do Eu Superior vos será repassado imediatamente. No estado desperto de Quinta-Dimensão, a experiência das vossas almas e as suas escolhas serão sentidas por vocês como vossas próprias escolhas e experiências pois, de fato, todo o objetivo da transformação para a Quinta Dimensão foi para que alinhassem vossos aspectos físicos com os vossos aspectos superiores.

Mas o que vos diremos é que as vossas almas escolhem um par por uma razão, e esta razão é servir um bem maior. Uniões de almas não são definidas pelo ego. Elas não são para a felicidade pessoal do ego, mas sobre como a energia das duas almas podem ser combinadas para servirem ao bem maior. E neste aspecto de serviço é encontrada a felicidade e a alegria que une os dois no plano material e forma a fundação para a felicidade no mundo físico.

No passado, uma união de alma-gêmea podia ser formada para fazer intenso trabalho interno. Nem todas as uniões de almas-gêmeas eram felizes, pois o trabalho das duas almas pode ter envolvido o esclarecimento de profundos padrões disfuncionais que fossem comuns a ambos. Mas esse processo foi concluído e completado. Deste ponto em diante, uniões de almas-gêmeas são sobre a criação de alegria e felicidade através do serviço. As uniões da Nova Terra serão para servir o planeta num estado de harmonia jubilosa onde os dois tornam-se um em seu comprometimento com seu trabalho como seres de luz no planeta. Isto não significa que precisarão trabalhar juntos fisicamente, mas que suas almas e energias darão apoio uma a outra nos níveis superiores para o bem comum.

Trazendo para o Físico um Relacionamento de Almas-Gêmeas : O Papel do Sexo Sagrado

Quando um relacionamento é estabelecido pelos princípios da alma, a ideia do serviço e da espiritualidade é conduzida através do reino físico ou reino de manifestação. A união física do casal é vista como um ato sagrado no qual as energias do masculino e feminino, ou yin e yang, são trazidas para uma harmonia amorosa e de êxtase.

Isto significa que numa união de alma-gêmea, deverá haver uma decisão sobre que tipo de energia será ativada por cada parceiro na relação. Idealmente, o homem ativará a energia Yang do Divino Masculino, ou Deus, e a mulher ativará a energia do Divino Feminino ou Deusa. Sua união será então uma harmônica equilibrada do Yin e do Yang.

Contudo, poderão haver também relacionamentos onde a mulher escolherá ser a energia yang, e o homem solicitará a energia feminina ou Yin. Em uniões homossexuais ou lésbicas, os parceiros deverão decidir quem ativará uma energia em particular a fim de criarem a união das energias Yin e Yang que criarão o caminho para as Dimensões Superiores.

A dificuldade que muitos de vocês estão tendo é a de ajustarem-se a estes novos papéis. O parceiro que escolher a energia Feminina precisará render-se à liderança ativa do parceiro que assumir a energia masculina. Isto não é dominação ou controle, mas um ajuste necessário para permitir o fluxo da energia harmônica equilibrada dos Níveis Superiores que cria milagres entre as duas pessoas. Quando o Feminino rende-se à liderança ativa do Masculino, a Ordem Divina é estabelecida. A Graça Divina pode então fluir. Mas, este é um ato de rendição mútua, pois o parceiro masculino precisa render-se ao amor do parceiro feminino, e em troca ambos os parceiros rendem sua vontade à orientação superior.

No presente, muitos de vocês estão resistindo a estes ajustes, porque a vossa experiência tridimensional os levou a resistirem ao que entendem como dominação ou controle, ou manipulação e coerção. Mas, além da disfunção das mentiras tridimensionais encontra-se o reino de equilíbrio e harmonia da quinta-dimensão, onde o masculino e feminino existem em perfeita harmonia e como iguais perfeitos, não há medo ou raiva neste lugar de equilíbrio, apenas aceitação e amor.

Este equilíbrio perfeito vai-se refletir nas uniões sexuais do casal. Na Nova Terra, o sexo e a sexualidade serão baseadas no espírito e serão prazerosas e alegres. Os velhos padrões de abuso e domínio desaparecerão. Os casais aprenderão sobre a energia ou chi em relação aos seus corpos e à sua sexualidade. Aprenderão como usar o sexo não apenas como ferramenta de procriação ou expressão de amor, mas também como uma forma de permanecerem jovens e saudáveis. Os antigos segredos da alquimia sexual tornar-se-ão novamente de conhecimento comum e serão praticados como Sexo Sagrado, o que se tornará parte das uniões de almas-gêmeas.

Abrindo o Caminho para o Espírito e Uniões de Chamas-Gêmeas

Quando um casal de almas-gêmeas unirem-se nesta ligação de corpo e alma, começarão a misturar as suas energias da alma. A prática do sexo sagrado lhes permitirá vivenciarem a alegria extática do retorno à Unidade como uma experiência física.

Esta união e mistura de energias do corpo e da alma criarão um vórtex espiral ou caminho para o reino do Espírito e da Fonte. Esta energia será então drenada dos Planos Superiores para ativar e energizar as almas e corpos dos dois parceiros. No mundo antigo, os rituais do casamento sagrado e sexo sagrado eram praticados por sacerdotes e sacerdotisas para assegurar o fluxo de Graça Divina para a comunidade mantendo o equilíbrio do microcosmo em perfeita ordem. Na Nova Terra, todos os casais unidos pela alma terão a oportunidade de entrarem em “casamentos sagrados” onde aprenderão a unirem as suas energias e trazerem o fluxo da Graça Divina ao Planeta.

Quando a Graça fluir através de um casal de almas-gêmeas desta forma, eles terão acesso às mais altas expressões de Divino Amor Incondicional e poderão tornar-se Chamas-Gêmeas. Tornar-se-ão um na energia da Fonte ou Espírito. Seu amor um pelo outro inclui e é refletido pelo Amor Incondicional da Essência Divina. Eles serão então, verdadeiramente, o Deus e Deusa unidos no serviço da Chama do Divino Amor Incondicional e as suas manifestações no Planeta Terra. E, repetimos, isto está disponível para todos que formarem uniões de almas-gêmeas na Nova Terra de Quinta-Dimensão. Esta é uma dádiva de grande alegria para a qual vocês todos trabalharam por muitas vidas de dualidade. É a dádiva de Consciência da Unidade em prática.

Amor Incondicional, Sexo e Espírito: Uma Antiga História Egípcia

Meus caros, ao retornar ao Planeta a sabedoria dos antigos, vocês apreciarão novamente as histórias de sabedoria dos Deuses e Deusas. Trazemos à vossa atenção uma bela história de sabedoria do antigo Egito. Para demonstrar o seu entendimento da importância do sexo sagrado ao serviço da harmônica sagrada do equilíbrio, eles contaram a história de Geb e Nut.

Nut era a mãe do céu, a Cósmica ou Galáctica Deusa Mãe. Geb era o Pai da Terra, e representava o Planeta Terra, que era visto como um homem (uma identificação que novamente começará a se tornar evidente na Nova Terra quando os homens reassumirem o seu papel shamânico ativo). Nesta história, Nut e Geb, ou Terra e Céu, juntavam-se diariamente em união sexual. Desta união, Nut dava a luz ao sol a cada dia, o que trouxe luz a tudo. Portanto, entendia-se que o sexo sagrado trazia luz ao Planeta. Isto cria o equilíbrio sagrado que permite a Graça Divina fluir. E quando a Graça Divina flui, os milagres são criados!

Portanto, meus caros, ao assumirem os papéis do Deus e da Deusa que é o vosso direito como anjos humanos, vocês também serão conduzidos, pelo espírito, a parceiros de alma-gêmea potenciais. Se assim o escolherem, poderão então entrarem num casamento sagrado que será parte de vosso serviço de trazerem luz para o planeta. É a dádiva de alegria que é oferecida a todos Anjos Humanos de Quinta-Dimensão!

Observação da Celia: Se desejar ler mais sobre este tópico, por favor, visitem os seguintes sites:
http://www.circleoflight.net/
http://www.unitingtwinflames.com/

 


Fonte: Starchild | Soulmate Unions: Uniting Body, Soul and Spirit in the Fifth-Dimensional New Earth
Tradução e Divulgação: Solange Christtine Ventura – CURA E ASCENSÃO

Via: CURA E ASCENSÃO | Uniões de Almas-Gêmeas: Corpo, Alma e Espírito, na Nova Terra da Quinta Dimensão

A GRANDE FRATERNIDADE BRANCA E A CHAMA VIOLETA…

grande-fraternidade-branca_mestres-dos-sete-raios

GRANDE FRATERNIDADE BRANCA

 Summit Lighthouse do Brasil

A Grande Fraternidade Branca é uma ordem espiritual de santos do Ocidente e de adeptos do Oriente, que se reuniram ao Espírito de Deus. Eles transcenderam os ciclos de carma e renascimento e ascenderam para essa realidade superior, que é a eterna morada da alma.

Os Mestres Ascensos da Grande Fraternidade Branca, unidos para as metas mais elevadas, têm se dedicado em todas as eras e em todas as culturas e religiões, para inspirar as realizações criativas na educação, nas artes e nas ciências.

É importante destacar que a palavra “branca” não se refere à raça, mas à aura de luz branca que circunda esses seres.

Os Sete Raios

Os raios referem-se à vibrações e qualidades divinas compreendidas a partir de sete princípios espirituais. Nesse sentido, a palavra raio deve ser assimilada com o mesmo significado da palavra luz. A luz branca, que representa a emanação de Deus, se divide em sete raios coloridos. Cada feixe de luz, isto é, cada raio, com sua cor específica, revela determinado aspecto do Criador. Quando o ser humano consegue alcançar a mestria em todos os raios, é dado um passo grandioso em direção ao processo de ascensão.

Obra Recomendada: Senhores dos Sete Raios

Primeiro Raio

Vibrações: Azul e branca
Qualidades: Poder, boa vontade e fé
Dons: Fé na Vontade de Deus e Palavra de Sabedoria

Segundo Raio

Vibrações: Amarelo e ouro
Qualidades: Sabedoria, compreensão e julgamento
Dons: Palavra de Sabedoria e Palavra de Conhecimento

Terceiro Raio

Vibração: Cor-de-rosa
Qualidades: Amor, criatividade e beleza
Dom: Discernimento de Espíritos

Quarto Raio

Vibrações: Branco e cristal
Qualidades: Pureza, disciplina e alegria
Dom: Realização de Milagres

Quinto Raio

Vibrações: Verde e Dourado
Qualidades: Verdade, ciência e visão
Dom: Cura

Sexto Raio

Vibrações: Púrpura, dourado metálico e rubi
Qualidades: Paz, serviço e fraternidade
Dons: Variedades de Línguas e Interpretação de Línguas

Sétimo Raio

Vibrações: Violeta, púrpura, cor-de-rosa, verde-água e azul-piscina
Qualidades: Liberdade, alquimia e justiça
Dons: Profecia e Realização de Milagres

“Os sete centros existentes no vosso ser destinam-se à liberação da energia de Deus. A percepção que Deus tem de Si próprio como amor está ancorada no seu Chakra do coração. A percepção que Deus tem de Si como poder está ancorada no seu Chakra da garganta, na autoridade da palavra. A percepção que Deus tem de Si como visão está ancorada no seu Chakra do terceiro olho. A percepção de Deus como sabedoria está ancorada no seu Chakra da coroa. A percepção que Deus tem de Si como paz está ancorada no plexo solar. A percepção que Deus tem de Si como liberdade está no Chakra da alma. E a percepção que Deus tem de Si como pureza esta no Chakra da base.”, trecho extraído do livro O Fortalecimento da Aura.

A Hierarquia

Os Três Reinos

Os sete Poderosos Elohim, mais os quatro seres da natureza, suas consortes e os elementais construtores da forma representam o poder do Pai, como o criador (o raio azul).

Os sete Arcanjos e seus complementos divinos, os grandes serafins, querubins e todas as hostes angélicas representam o amor de Deus na intensidade ígnea do Espírito Santo (o raio rosa).

Os sete Chohans dos Raios, com todos os Mestres Ascensos e os filhos e filhas de Deus não ascensos, representam a sabedoria da Lei do Logos sob a proteção do Filho (o raio amarelo).
Elohim, Arcanjos, os Sete Chohans e os Mestres Ascensos trabalham constantemente em equilíbrio, formando assim Os Três Reinos.

Elohim e Elementais

A palavra “Elohim” é plural do hebraico ‘Eloah’ que significa Deus. Pode ser traduzido também como ‘o Ser Poderoso’ ou ‘Ser Forte’.

Elohim é um substantivo que se refere às chamas gêmeas da Divindade, que por sua vez compõe o ‘Nós Divino’. Correspondem aos ‘sete Espíritos de Deus’ mencionados no Apocalipse, bem como as ‘estrelas da manhã’ que cantavam com Deus no começo, quando o SENHOR revelou sua existência a Jó.

Os sete Poderosos Elohim e suas chamas gêmeas são os construtores da forma de tudo o que vemos e têm sob a sua direção ‘as quatro Forças Cósmicas’, que detém o domínio sobre os elementais – gnomos, salamandras, sílfides e ondinas.

Os sete Elohim, suas chamas gêmeas e os raios a que pertencem são:

Hércules e Amazônia, primeiro raio
Apolo e Lúmina, segundo raio
Eros e Amora, terceiro raio
Astrea e Pureza, quarto raio
Cyclopea e Virginia, quinto raio
Paz e Aloha, sexto raio
Arcturus e Vitória, sétimo raio

Arcanjos e Anjos

O que ou quem são os anjos? Eles são uma extensão de Deus, criados para ser um elo de ligação entre nós e Ele, para nos servir e assistir. São o Amor em ação. Amplificam as energias e os sentimentos de Deus. São os nossos maiores amigos, pois são enviados para consolar, proteger, guiar, fortalecer, ensinar, aconselhar e alertar todos os filhos e filhas do Altíssimo. Existem tipos e ordens de anjos que realizam serviços específicos na Hierarquia Cósmica, tais como os Serafins, os Querubins e Anjos Deva, que servem com os espíritos da natureza e os elementais do fogo, do ar, da água e da terra.

Os Arcanjos são hierarcas das Hostes Angélicas, posto mais elevado nas ordens dos anjos. Anjo que passou com êxito em iniciações mais avançadas que o qualificam para comandar anjos menores e legiões angélicas. São em número de sete. Três deles são citados na Bíblia: Miguel, Rafael e Gabriel.
arcanjo
Os Serafins
são uma ordem de anjos que concentra a Chama da Pureza e a Consciência da Pureza diante do trono de Deus. São anjos de uma enorme majestade e poder. Seu trabalho é cuidar, purificar e corrigir os nossos quatro corpos inferiores para a aceleração da nossa consciência e Progresso Espiritual. São descritos como tendo 6 asas: 2 cobrem o rosto (perante a glória do Senhor), 2 cobrem os pés (em reverência perante o Senhor) e com 2 voam.

Os Querubins
são membros de uma ordem de seres angélicos dedicados à expansão e proteção da Chama do Amor, empunham a espada e o julgamento do Raio Rubi e do Espírito Santo. Ezequiel descreve-os como seres de 4 asas e 4 faces.

Os Arcanjos, além de serem os capitães da hostes angélicas, são os principais hierarcas do reino angélico. Veja abaixo a correlação dos arcanjos segundo os raios a que pertencem:

Arcanjo Miguel e Fé, primeiro raio
Arcanjo Jofiel e Cristina, segundo raio
Arcanjo Chamuel e Caridade, terceiro raio
Arcanjo Gabriel e Esperança, quarto raio
Arcanjo Rafael e Mãe Maria, a Nossa Senhora, quinto raio
Arcanjo Uriel e Aurora, sexto raio
Arcanjo Zadkiel e Santa Ametista, sétimo raio

Chohans

Chohan é um termo usado com o significado de “Senhor” ou “Mestre”. É um título a ser tratado com honra e respeito. Os sete Chohans dos raios são especialistas na aplicação das qualidades do raio que presidem, pois atingiram essa mestria após muitas encarnações na Terra. Essa é a razão pela qual precisamos dos seus ensinamentos para alcançar a mesma mestria e um dia nos tornarmos Mestres e Mestras Ascensas. Os sete Chohans e os seus raios são: El Morya no primeiro raio da Vontade Divina, Lanto no segundo raio da iluminação; Paulo Veneziano no terceiro raio do amor; Serapis Bey no quarto raio da pureza; Hilarion no quinto raio da cura e da abundância; Nada no sexto raio da paz, e Saint Germain no sétimo raio da liberdade. O Maha Chohan, ou “Grande Senhor”, é líder dos sete Chohans.

El Morya
Senhor Lanto
Paulo Veneziano
Serápis Bey
Hilarion
Mestra Nada
Saint Germain
Maha Chohan

Mestres Ascensos

Mestre ascenso é todo aquele que, por meio do Cristo e revestindo-se da Mente que estava em Cristo Jesus, dominou o tempo e o espaço e, nesse processo, adquiriu o controle da personalidade nos quatro corpos inferiores e nos quatro quadrantes da Matéria, nos chakras e na Chama Trina equilibrada. Um Mestre Ascenso também transmutou pelo menos 51% do seu carma, cumpriu o seu plano divino, e recebeu as iniciações do Raio Rubi para o ritual da ascensão – a aceleração pelo fogo sagrado até a Presença do EU SOU O QUE EU SOU. Habitando os planos do Espírito, o reino de Deus, pode ensinar almas que ainda não alcançaram a ascensão em um retiro etérico ou nas cidades do plano etérico.

Um Mestre Ascenso caminha e fala com Deus por meio de sua poderosa Presença do EU SOU, sendo um só com ela. Tornou-se a essência do amor divino e o concede a todas as criaturas.

Sendo verdadeiros instrutores da humanidade, dirigem a evolução espiritual de todos os devotos de Deus e guiam-nos de volta à origem. Os Mestres Ascensos e alguns dos seus discípulos não ascensos fazem parte da fraternidade espiritual conhecida como Grande Fraternidade Branca. Como individualização da chama divina, cada membro dessa Fraternidade manifesta um aspecto único da chama da vida, que é Deus.

Outros Mestres Ascensos

Apesar de termos naturalmente algumas preferências e de sentirmo-nos atraídos por um ou dois mestres, precisamos desenvolver um certo nível de mestria em cada um dos sete raios para fazermos a ascensão. Assim, é uma grande oportunidade estudarmos a vida de outros Mestres Ascensos, que também trabalham nos raios, para aprendermos dessa forma como eles alcançaram determinada mestria.

Afra
Clara Louise
Cinco Budas Dhyani
Kristine
Gautama
Igor
Jesus
Kuan Yin
Kuthumi
Maitreya
Manjushri
Pallas Athena


Chama Violeta

 Summit Lighthouse do Brasil

chama_violetaA Chama Violeta é uma energia espiritual capaz de consumir vibrações negativas, libertando a energia divina aprisionada em nossos registros cármicos, em matrizes que construímos com base no mundo material. Quando essas energias aprisionadas em matrizes imperfeitas são libertadas, retornam a sua fonte original, ao nosso corpo causal.

A Chama Violeta é o fogo do Espírito Santo que contém as qualidades do perdão, da misericórdia, da alquimia, da transmutação e da liberdade.

O ensinamento sobre a Chama Violeta não é algo novo, criado recentemente. Ela sempre existiu e foi utilizada pela Grande Fraternidade Branca por milhares e milhares de anos. As civilizações da Lemúria e da Atlântida já faziam uso dela, mas, devido aos abusos que fizeram das leis sagradas, esse conhecimento foi retirado do planeta por decisão do Conselho Cósmico.

Saint Germain dirigiu-se ao Conselho Cósmico, pedindo que esse conhecimento fosse novamente disponibilizado para a humanidade. Após ceder parte da luz que acumulou em seu corpo causal, Saint Germain foi autorizado pelo Conselho Cósmico a revelar e divulgar o conhecimento e a aplicação da Chama Violeta. Além de ser o hierarca da era de Aquário e o seu patrocinador, ele também é o Chohan (Senhor) do Sétimo Raio.

O Arcanjo Zadkiel e a Arqueia Santa Ametista, como hierarcas do reino angélico, e os Elohim Arcturus e Vitória, como hierarcas do reino elemental, e outros mestres compõem a hierarquia celeste que trabalha com a energia da Chama Violeta.

Nossa Senhora, em 11 de maio de 1987, disse o seguinte: “Se dezenas de milhares de pessoas fizessem a Chama Violeta diariamente, posso garantir que a mudança na Terra seria tão extraordinária que não apenas perguntaríeis para onde tinham ido os problemas, como até os esqueceríeis”.

FIAT DA CHAMA VIOLETA

EU SOU UM SER DE FOGO VIOLETA!
EU SOU A PUREZA QUE DEUS DESEJA!

Nove passos para pôr a Chama Violeta em ação na sua vida
Decretos com Visualização


Fonte: Summit Lighthouse do Brasil

Via: Summit Lighthouse do Brasil | GRANDE FRATERNIDADE BRANCA | Os Sete Raios
Via: Summit Lighthouse do Brasil | GRANDE FRATERNIDADE BRANCA | A Hierarquia
Via: Summit Lighthouse do Brasil | Chama Violeta

O MOMENTO DA REUNIFICAÇÃO DAS CHAMAS GÊMEAS…

twin-flame-love

A complementação das chamas gêmeas

 

pauloveneziano-e-rowenaMestre Paulo Veneziano e Mestra Rowena

Mensagem canalizada por: Thiago Strapasson e Michelinha OM

 

Amados filhos, sou Rowena e venho hoje lhes ensinar como se dá o complemento das chamas gêmeas, que vocês conhecem como Mestres Ascensos nos aspectos feminino e masculino.

As chamas gêmeas são energias que se encontravam unificadas juntos à Fonte Deus Pai-Mãe, e, como tudo no universo é fluido, elas entrarão novamente nesse fluxo divino de reencontro, em razão da própria lei da atração de semelhantes. São energias que se reencontram para um propósito unitário que sempre esteve presente em suas consciências.

A energia, queridos filhos, é única. Cada um dos complementos divinos tem uma energia com a qual trabalha, para promover a sua própria cura e desenvolvimento pessoal, como também contribuir para a elevação e complemento de tratamento naquele que é a sua chama gêmea.

Essa energia, embora única individualmente, se unifica em um propósito comum que é justamente a manifestação daquele impulso inicial, que as duas chamas juntas ancoram junto ao berço de Deus.

Mas, a partir da ruptura dessa energia única inicial, se ancoram dois aspectos: masculino e feminino. E cada um trabalha com uma chama diferente para a sua própria evolução.

Com o tempo, meus queridos filhos, as duas chamas se aproximam para formar uma só novamente.

Pois no princípio, fora da experiência dual, não há a polaridade masculino/feminino. Há uma energia que exerce um propósito na criação, pois ela é a própria Fonte, em unidade e perfeição divina. E, após a experiência e reequilíbrio de ambas, haverá novamente a fusão para elevação em perfeição divina.

A perfeição divina é algo que só existe a partir dessa unificação, pois as duas chamas em conjunto, propiciarão a completa diluição da consciência junto à Fonte Deus Pai-Mãe. É como se dessa união se formassem os elementos para o salto quântico da consciência em diluição e perfeição divina.

A comunhão em uma única chama que trará a elevação em ascensão se dará somente a partir dessa união. Por isso, queridos, aprenderam que alguns mestres tiveram as suas chamas elevadas sozinhas, para então retornarem e fazerem o complemento divino com a chama unida que se tornaria uma.

A elevação individual se dará de forma parcial, mas é a partir da fusão desses dois elementos que há a permissão de unificação ao todo.

Meus filhos, após a aparente separação, se cria o receio de perda da própria individualidade, contudo, a partir da chama gêmea, se encontrará uma similaridade tão forte, tão presente, que a fusão se dará quase que naturalmente, sem qualquer resistência de integração à unidade de Tudo O Que É.

As chamas separadas trabalham para a elevação própria e também para a daqueles em quem forem aplicadas. Mas a união das duas trará o novo. Trará algo nunca experimentado desde a separação do berço Deus Pai-Mãe. É algo único, não no plano material, mas sim como o reencontro em perfeição com a chama eletrônica de nossa consciência cósmica. É o reencontro e abertura para a verdadeira reintegração e diluição da consciência a Tudo O Que É.

Por exemplo, Aquilo que compreendem hoje como chama rosa do amor, é diferenciada quando trabalham as chamas gêmeas com as polaridades feminina e masculina juntas, e não isoladamente. É como se, dessa união, se formasse uma nova cor, mas sendo uma evolução da chama rosa.

Podem unir-se dessa forma, chamas de diferentes raios, assim como compreendem. Que formará uma nova cor, ou seja, uma nova energia. E assim a elevação do Ser vai se concretizando e materializando durante a experiência terrena. Esse é o propósito do reencontro de chamas gêmeas: realizar uma experiência que transcende a matéria. Nada tendo a ver com relacionamentos humanos, mas, sim, estando ligado ao propósito de ancoramento do amor fraternal e da diluição em perfeição a Tudo O Que É.

São 7 raios principais, mas a multiplicação desses trará 144 novas formas de energia de todas as combinações e que levarão vocês a trabalhar energias nunca antes trabalhadas.

Essa união conduz a formas diversas de tratamentos e curas, as quais são trazidas a muitos de vocês de forma inconsciente. Muitas chamas gêmeas já trabalham hoje sem ter a consciência da profundidade do trabalho realizado.

Mas saibam, meus amados filhos, que vocês todos estão aqui com o objetivo de elevação de consciência e união dos aspectos feminino e masculino em busca dessas novas formas de tratamento.

As chamas gêmeas são, sempre oriundas de energias diferentes que se complementam para formar o novo. E quando se encontram de forma a trazer a cura através do trabalho de caridade de luz e amor, podem operar verdadeiros milagres.

Pois milagres, filhos, são nada mais do que o novo materializado aqui no plano físico e que vocês antes não conheciam, mas que é real, e pode ser trazido através do encontro de chamas gêmeas, a operar os trabalhos de caridade nesse plano.

Estejam envolvidos no amor e na luz das chamas gêmeas do raio rosa meus amados.

Mestre Paulo Veneziano e Mestra Rowena.

Canais: Thiago Strapasson (http://coracaoavatar.blog.br/) e Michelinha OM (http://verdadetransmutadora.blogspot.com.br/) – 16 de janeiro de 2017.

Colaboração: Lila lmadhuridd

 


Via: A complementação das chamas gêmeas – Mestre Paulo Veneziano e Mestra Rowena »

A LINGUAGEM UTILIZADA POR MUITOS QUE BUSCAM CAMINHO DA ASCENSÃO…

livro

30  Termos  Espirituais  Importantes  Que  é  Bom  Você  Conhecer

Por: Michelle Walling

 

Conforme uma pessoa sobe a escada da progressão espiritual nesta vida, existem determinados termos que descrevem vários estágios do desenvolvimento. A fim de maximizar a oportunidade desta vida, existem pelo menos trinta termos espirituais importantes para você se familiarizar. Todos esses termos são parte da razão pela qual encarnamos na Terra, dominar o significado de cada um deles é comparado à iniciação. Quando você domina a iniciação você prova que está pronto para passar para a próxima experiência.

A seguir estão os 30 termos espirituais importantes para você conhecer:

1. Despertar: É a percepção de que você é mais do que apenas um corpo físico e que você está aqui para realizar mais do que apenas ser um escravo do sistema. A consciência surge quando seus códigos são ativados pela luz fotônica a fim de que você comece a perceber quem você é e o que você veio realizar nesta vida.

2. Vibração: Toda a matéria é energia. Átomos são elétrons que oscilam para frente e para trás em uma determinada frequência. A medida da velocidade desta frequência é conhecida como densidade vibracional. Estamos despertando para a necessidade de elevar a nossa vibração de uma frequência de 3ª dimensão para uma frequência de 5ª dimensão.

3. Alma: A substância etérea ou espírito particular a um único ser vivo. A alma é imortal e sua energia pode ser vista ao redor do corpo físico como a aura. A alma é um aspecto da consciência da energia a partir de uma essência maior de uma mônada e tem uma personalidade que continua a existir após a “morte” do corpo físico. O propósito da alma é a evolução através das orientações das Leis Universais.

4. EU superior: É o aspecto mental etéreo de alta vibração de sua alma que serve como ligação entre sua alma e sua Mônada. Descobrir como se comunicar com o seu EU superior que é seu guia é essencial no processo do despertar espiritual. Buscar o seu interior é o método para encontrar seu EU superior. A verdade e as respostas para qualquer pergunta podem ser respondidas por seu EU superior e é uma parte vital no desenvolvimento do seu discernimento.

5. Mônada: É a “Superalma” que criou o aspecto da consciência de sua alma. A mônada é composta por um aspecto masculino e um feminino, quando encarnados em uma densidade vibracional inferior esses dois aspectos se separam e continuam a se dividir ainda mais nas vidas que experimentam. Imagine uma roda de madeira de uma bicicleta em que o cubo é a parte masculina ou feminina da mônada e os raios são os aspectos da consciência da alma ou vidas. Todos os tempos de vida da Mônada ocorrem no “AGORA”, fora do espaço e do tempo e as experiências de todas as vidas paralelas podem ser acessadas por cada alma assim que a conexão é reconhecida e fortalecida.

6. Criador/Fonte: É um termo usado para descrever o “Tudo o Que é” dentro da nossa experiência. O Criador de tudo é uma fonte de energia que criou os anjos e dimensões e, em seguida, enviou aspectos de si mesmo (o Criador é tanto masculino quanto feminino) para as dimensões de baixa vibração, a fim de ter experiências e ter experiências. A Mônada envia então estes aspectos que são partes de si mesma como almas para as baixas densidades para obter experiências. A criação é infinita e não pode ser totalmente compreendida dentro de um pensamento/conhecimento tridimensional. Recuperar o conhecimento que você é um aspecto do Criador dentro de um corpo físico é a realização mais importante do despertar.

7. Dimensão/Multidimensionalidade: O Tudo o Que é criou dimensões a fim de experimentar vários níveis de vibração, porque é tão grande que não pode experimentar de outra maneira. A dimensão é uma frequência específica de vibração. Todas as dimensões estão conectadas e se sobrepõem umas as outras e todas as dimensões são interdependentes umas das outras, o que descreve o termo multidimensional. Existem muitos níveis dentro de cada dimensão.

8. Grupo de Alma/Almas gêmeas: Quando o Tudo o Que é criou as mônadas criou-as fora dos raios de sua luz branca. Quando esta luz é diferenciada fica nas cores do arco-íris. As mônadas foram divididas em grupos de cores conhecidos como raios. Por exemplo, uma mônada de raio azul terá uma finalidade ou características diferentes do que uma mônada de raio verde. Mônadas de raio azul têm mais em comum e vibram com a mesma taxa que outras mônadas de raio azul, assim, elas são naturalmente atraídas umas pelas outras. Além disso, as mônadas se dividem em almas e grupos vibracionais são formados dentro de cada alma. Estas almas encarnam em conjunto para ajudar umas as outras a avançar espiritualmente. Almas gêmeas de um grupo de alma em particular se reconhecem umas as outras quando se encontram em uma vida. A alma gêmea pode encarnar como sua mãe ou pai em uma vida e, em seguida, ela pode se alternar para ser a filha ou filho em outra vida. Ela pode ser marido ou esposa ou ela é uma pessoa influente em sua vida que ajuda a equilibrar a energia da vida passada ou aprender a lição necessária. Almas gêmeas de um grupo de alma se amam tanto que elas podem se oferecer para ser um aspecto difícil de sua vida, o que é uma bênção disfarçada, pois estas lições proporcionam um salto em seu caminho espiritual.

9. Noite escura da alma: É usada para descrever um processo de limpeza e de reequilíbrio que envolve enfrentar sua própria sombra. Sua própria sombra é o aspecto de sua alma que carrega as experiências vibracionais mais escuras ou mais baixas das diversas vidas. Nesta fase, parece que tudo dá errado e que você foi abandonado por seus guias e anjos. É o que leva a questionar tudo e a resolver seus problemas. Assim que você sair desta noite escura da alma você olha para trás de uma perspectiva superior, como uma bênção, sentindo-se mais iluminado e mais limpo do que nunca.

10. Espírito Guia: Além de revisar os nossos projetos antes de virmos para cá, fazemos contratos com entidades sagradas do “outro lado” para cuidar de nós, nos proteger, ajudar e nos aconselhar, nesta jornada terrena que optamos por realizar. Estes são os nossos guias espirituais. O trabalho do guia espiritual é estimular, encorajar, cutucar, dar suporte, aconselhar e nos guiar no nosso caminho na vida. Os guias espirituais enviam mensagens muitas vezes através da mente subconsciente. O que nós sempre entendemos como instinto ou nossa consciência ou sonhos extraordinariamente nítidos, são os guias espirituais transmitindo mensagens. Os guias espirituais e todos os outros espíritos são tanto do sexo masculino quanto do sexo feminino. Os guias espirituais também podem ter aspectos de vibração mais elevada de si mesmo, ou vidas paralelas. Os guias espirituais estão sempre prontos e esperando por você para contatá-los, mas não podem interferir em todos os assuntos por causa da Lei do livre arbítrio. Estes conselheiros ajudam a conceber e avaliar o nosso projeto conosco e estão ao nosso lado a cada passo do caminho desde a encarnação até a “morte”. Além deste guia dedicado, temos outros guias que podem auxiliar por um tempo e depois sair, dependendo da especialidade do seu campo consultivo. Cada um de nós tem um guia que é alguém que está sempre muito próximo e é de confiança da nossa alma. Todos os guias espirituais passaram pelo menos um tempo de vida na Terra. Devido a isso, eles são capazes de sentir empatia pelos erros, problemas, medos, tentações e todas as fragilidades que encontramos no mundo.

11. Anjo Guardião: O Tudo o Que é criou os anjos para refletir o amor de volta para si mesmo. Assim ele pode ser conhecido como o amor final. Estes anjos têm um grande desejo de servir o Criador de todas as formas, por causa do grande amor que eles têm pelo Criador. Às vezes estes anjos assumem tarefas específicas no serviço. Orientar a humanidade é uma maneira em que os anjos podem estar a serviço. Esses anjos atuam como guias e são da mais alta vibração de amor. Alguns anjos realmente estão encarnados, mas a maioria não. Para agir em uma dimensão inferior os anjos precisam enviar um aspecto de sua consciência, assim como uma mônada faz. Os aspectos da consciência do anjo estão sempre em torno de nós, mantendo o espaço para a criação do amor em nossos corações. Os anjos podem criar milagres, que é apenas uma maneira de mudar a realidade para experimentarmos um resultado favorável a nós. Assim como os guias espirituais, seu anjo da guarda está esperando você reconhecer que ele existe e pedir ajuda.

12. Chama Gêmea: A mônada é um aspecto da consciência da Fonte que tem uma polaridade feminina (yin) e uma polaridade masculina (yang). Após descer para a 3ª dimensão, estes aspectos se separam, embora eles permaneçam conectados no nível superior da mônada. Estamos sempre ansiando por encontrar nosso aspecto da outra polaridade para satisfazer uma necessidade gerada pela nossa separação, no entanto, a experiência de separação de nossa alma gêmea e do nosso Criador nos impulsiona para o crescimento espiritual e a compreensão de quem somos. Chamas Gêmeas raramente encarnam no mesmo tempo de vida por causa da necessidade de experiência diversificada, no entanto recentemente mais chamas gêmeas encarnaram juntas para ajudar umas as outras na ascensão.

13. Livre Arbítrio: Nós existimos em um Universo de livre arbítrio. As Leis Universais nos permitem o poder com a responsabilidade de escolher como definir e perceber a nossa realidade. O livre arbítrio é responsável pela existência das trevas no planeta e, portanto, em todo o Universo, pois o Criador deu a todas as almas a capacidade de criar o que quiserem. A maior ironia da escolha do livre arbítrio é ser diferente de luz/amor o que ameaça destruir a experiência de viver em uma existência de livre arbítrio. Universos que não são de livre arbítrio funcionam através de metas e acordos onde um grupo de consciência superior indica a direção para a experiência.

14. Lei Universal: Um conjunto de diretrizes acordadas em um Universo particular que orienta a alma ao longo do caminho para níveis superiores na evolução. É o que define a evolução e a existência e devem ser as próximas leis da Terra à medida que avançamos em direção a uma consciência mais elevada.

15. Contrato de Alma: Antes de encarnar nós planejamos certos acontecimentos que nos permitem realizar coisas que nós definimos no nosso contrato de alma. Algumas destas coisas incluem quem são os pais ou responsáveis, o tipo de situação socioeconômica em que vamos nascer, a assinatura de energia que teremos por ter nascido em um signo do Zodíaco. Há muitas pessoas nesta vida que fizeram contratos de alma com seus pais, com seu cônjuge, com os professores do ensino básico.

16. Encarnação: É o ato de uma alma quando envia um aspecto de sua consciência para um corpo físico. A alma entra no feto no útero da mãe antes do bebê entrar pelo canal do parto. Quando uma alma encarna desta forma, assume o risco de não se lembrar de que está ligada ao Criador. O objetivo da encarnação é proporcionar uma oportunidade para a evolução da alma, no entanto ao encarnar uma pessoa pode ficar presa na roda do carma.

17. Ascensão: É o termo usado para descrever quando nos movemos de uma consciência vibracional inferior para uma consciência mais elevada. Trata-se de reconhecer que temos conhecimento do poder de quem somos e que co-criamos a realidade em que vivemos, enquanto existentes em um alto estado vibracional de amor. Isto é realizado ao conscientemente nos conectarmos com as experiências do registro Akáshico liberadas do interior do ADN com a ajuda do EU superior. Isso é feito por meio da fusão e equilíbrio com a essência vibracional superior de quem você é na manifestação física. A ascensão é reconhecer quem você é e se conectar a esse aspecto de si mesmo, elevando a sua consciência através da vibração. Para algumas pessoas, o principal objetivo desta vida é ascender.

18. Propósito de Vida: É o principal objetivo de uma pessoa ou os objetivos que ela escolheu realizar antes de encarnar. O propósito de vida pode ser uma carreira, com o objetivo de ser um músico famoso trazendo a beleza da música para o planeta. Também pode ser um ato de equilíbrio, como reencarnar com a alma gêmea e cumprir um papel, a fim de limpar a lousa do carma entre as duas almas. Pode haver muitas tarefas envolvidas em um propósito de vida que conduzem a uma tarefa maior, se todas as outras tarefas são executadas. Por exemplo, pode haver várias tarefas de despertar e cura envolvidas e se todas elas forem concluídas com sucesso, o resultado final pode ser a ascensão. Se uma pessoa não concluir um propósito de vida normalmente vai reencarnar para tentar novamente. Compreenda que o propósito de vida é mais fácil do que a maioria das pessoas imagina ser, geralmente é o que eles mais gostam de fazer na vida.

19. Lei do Carma: Newton afirma que para cada ação existe uma reação igual ou oposta. Quando encarnamos em um corpo físico e vivemos uma vida sob o véu do esquecimento, podemos incorrer em carma se não tratarmos os outros com o mesmo cuidado e amor que devemos tratar a nós mesmos. Assim, acabamos encarnando repetidas vezes nesta escola da vida para finalmente, aprendermos esta regra de ouro. Isto foi denominado de roda do carma e porque estamos chegando ao final de um ciclo da reencarnação, transmutar o carma nesta vida é geralmente um dos principais propósitos de vida de muitas pessoas. Felizmente temos uma ferramenta chamada de Lei Universal da Sabedoria para nos ajudar a concluir esta tarefa, permitindo-nos o acesso a toda a sabedoria acumulada que reunimos em todas as nossas vidas. Uma das ferramentas mais importantes desta lei é o perdão, que encerra o padrão de repetição e, assim, neutraliza o carma.

20. Chacra: A palavra chacra é sânscrito para “vórtice” ou “roda”. Os chacras são centros de energia dentro do nosso corpo físico. Existem sete chacras principais entre a coroa ou parte superior da cabeça até a base da coluna. Existem também muitos chacras menores que regulam a energia dentro do corpo.

Cada um dos sete chacras corresponde a uma grande glândula endócrina no corpo e cada uma delas controla áreas e funções físicas específicas.

21. Atualização de ADN: O ADN é o código genético que possibilita a nossa existência multidimensional. Além do padrão de dimensão superior não física, o ADN contém as instruções necessárias para um organismo vivo físico crescer e funcionar. O ADN se encontra no núcleo de cada célula do nosso corpo, exceto nas células vermelhas do sangue e é totalmente repetido em cada célula. As fitas latentes do ADN vibracional mais elevado em nossas células foram chamadas de “ADN lixo” pelos cientistas. Um dos objetivos que a maioria de nós definiu nesta encarnação foi receber a atualização do ADN que está disponível para nós, à medida que nos movemos para a Era de ouro e fora da 3ª dimensão. Esta atualização do ADN vai abrir a porta para experimentarmos a vida multidimensional enquanto existimos em um corpo físico que é exclusivo para os seres físicos no nosso Universo.

22. Meditação: Uma das mais poderosas ferramentas espirituais. A meditação é um ritual que cria um estado em que o corpo fica relaxado conscientemente e a mente é capaz de se tornar calma e focada. A preparação para a meditação inclui aterramento, respirar profundamente, pedir orientação e proteção espiritual. O objetivo da meditação é acalmar os pensamentos do lado esquerdo do cérebro (mente de macaco), a fim de permitir que possa fluir a informação do lado cérebro do direito (inspiração, conexão com o EU superior). Os aspectos de vibração mais elevada de nós mesmos para trazer clareza na vida. Outro objetivo da meditação pode ser ter conversas através de telepatia com outros espíritos ou guias. A meditação também pode ser usada para limpar as energias negativas e para trazer mais luz para dentro do corpo.

23. Aura: É o campo energético que é único para cada ser vivo. Sua aura interior é um reflexo de sua saúde espiritual e sua aura exterior é o seu campo de energia luminosa. Ambas estas auras emanam de sua pele para fora. Sua aura interior vai se expandir entre 15 a 30 centímetros de seu corpo, enquanto a sua aura exterior vai se estender a vários metros de seu corpo. Dependendo de qual estado emocional você está experimentando atualmente, a sua aura vai se transformar em uma cor que combine com a emoção.

Com a prática, pode-se ver as cores da aura de outra pessoa, a fim de identificar a energia desequilibrada dentro do corpo. O campo áurico fraco pode fazer uma pessoa se sentir drenada, é uma boa prática espiritual manter sua aura protegida e forte.

24. Proteção/Limpeza Espiritual: Os nossos guias espirituais e anjos podem fornecer proteção espiritual das interferências em nosso campo energético à medida que avançamos em nosso caminho para um modo de vibração mais elevada de existência. Parte do processo de aprendizagem nesta vida envolve ser submetido à baixa vibração, a fim de aprender a identificar, transmutar e limpar as energias mais baixas que possam existir em nosso campo áurico. Estas energias podem ter sido parte de uma vida passada que levamos adiante nas próximas vidas, mas não pode ser levada adiante para a 5ª dimensão, ou podem ser entidades de carona que se infiltraram no nosso campo áurico através de fissuras. A compensação dessas energias é necessária a fim de passarmos para a vibração do amor da 5ª dimensão. Depois que elas são apagadas, ao pedirmos proteção contra outras energias e entidades de baixa vibração ajuda a continuar a elevarmos a nossa vibração. Uma meditação guiada para a limpeza é uma maneira de limpar e se proteger. A água é um excelente agente de limpeza quando infundida com amor e intenção, banhos de sal do mar com bicarbonato de sódio também podem ajudar com a limpeza. Os cristais também são uma excelente maneira de limpar e se proteger, à medida que eles absorvem e transmutam as energias.

25. Merkaba: “Mer” significa Luz, “Ka” significa Espírito, e “Ba” significa Corpo. Mer-Ka-Ba, ou “carruagem da ascensão”, significa o espírito/corpo rodeado por campos de contra rotação de luz. De acordo com Drunvalo Melchizedek, o campo merkaba é uma estrutura permanente e altamente ordenada merkábica de espirais interligados de energia eletromagnética de contra rotação (rodas dentro de rodas) que existem como parte integrante de toda a criação. A ativação do campo merkaba dentro do nosso corpo vai nos permitir o acesso às dimensões mais elevadas através da consciência. O campo merkaba ativado parece com uma esfera multicolorida girando.

26. Nova Terra: Este é o termo usado para descrever a Terra da 5ª dimensão que será acessada através da mudança em direção à ascensão. O requisito para experimentar uma Nova Terra será a combinação da vibração de acordo com a Lei da Realização Vibracional, como a Nova Terra estará vibrando em uma frequência de 5ª dimensão.

27. Perdão: É um ato de bondade que devemos estender a nós mesmos e aos outros no processo de cura. O perdão também é uma parte importante para transmutar carma entre outras almas. Ho’oponopono é um antigo código havaiano de perdão usado para corrigir as coisas que deram errado na vida de uma pessoa. O perdão pode ser alcançado face a face, por pensamento silencioso e pela intenção, ou escrevendo uma carta e queimando-a como uma maneira de simbolizar sua aceitação. Perdoar a si mesmo é uma maneira altamente vibracional de amar a si mesmo e é importante para subir a escada da ascensão espiritual.

28. Amor/Amar a si Mesmo: O amor é a maior conquista vibracional. O amor é tudo o que há literalmente já que é a vibração do Criador. Amar a si mesmo é uma parte importante para curar as energias presas à medida que avançamos para a existência na 5ª dimensão. Tal como definido pela lei da atração, quando você ama a si mesmo você se abre para ser capaz de receber amor. Ao receber amor, somos capazes de existir em uma vibração de amor em alinhamento com a Nova Terra.

29. Gratidão: No caminho espiritual, a gratidão anda de mãos dadas com a atração da abundância. Todos devem dar graças pela abundância e pelas oportunidades das lições que recebem na vida. O poder e a vibração da gratidão podem ser definidos na forma como ele pode afetar a água no artigo do Dr. Emoto Masuru “O Milagre da Água”. A gratidão é um dos maiores atos de vibração de amor que uma pessoa pode apresentar. Dar graças por ter conseguido através da intenção e da oração é mais verbalizado.

30. EQM/Revisão de Vida: A Experiência de Quase Morte (EQM) pode ocorrer quando o espírito de uma pessoa deixa o corpo e vai para outra dimensão (4ª) e, em seguida, retorna para o corpo para continuar a vida física. Histórias de EQM são úteis para perceber que nossa alma não morre com a morte do corpo físico e que somos espíritos tendo uma experiência em um corpo físico. Isto ajuda uma pessoa a transmutar o medo de morrer, que é um aspecto importante da progressão espiritual. As pessoas que relatam sobre EQM muitas vezes falam sobre ter uma revisão de vida como um filme de tudo o que aconteceu em sua vida. Isso traz a percepção de que tudo o que fazemos é importante e que a nossa vida é gravada nos registros akáshicos. Nós somos o juiz durante uma revisão de vida e parte da sabedoria espiritual inclui perceber que podemos expiar nossas ações agora, graças a experiências de EQM quando é explicado pela revisão de vida.

O processo de despertar é a realização da alma que eleva a vibração conforme é necessário, com a ajuda de seu EU superior no processo de ascensão. Isso permitirá que a vida em uma Nova Terra seja construída sobre as Leis Universais. Estamos todos conectados a Fonte que criou a nossa alma e nossa mônada ou conglomerado multidimensional de nossas vidas passadas. Nós encarnamos com nossos companheiros de alma e com a ajuda dos nossos guias espirituais e anjos da guarda vamos completar nossos contratos de alma e cumprir o nosso propósito de vida. A noite escura da alma traz oportunidades de transmutar o carma e limpar os nossos chacras. Isso permitirá atualizarmos o nosso ADN o que fará a nossa merkaba girar. Através do conhecimento aprendemos a importância do perdão, de amar a nós mesmos e ter gratidão nesta vida. Nós podemos curar nossa aura por meio da meditação, que irá nos proteger para subirmos a escada espiritual e avançarmos em direção à união com a nossa alma gêmea para desfrutarmos de um nível mais elevado de existência do amor e do livre arbítrio.

© Michelle Walling


Origem: In5d | Top 30 Spiritual Terms You Should Know
Tradução e Divulgação: A Luz é Invencível

Via: 30 Termos Espirituais Importantes Que é Bom Você Conhecer | A Luz é Invencível

QUANDO AS CHAMAS GÊMEAS SE REENCONTRAM NA TERRA…

radha-e-krishna

O VERDADEIRO ENCONTRO ENTRE ALMAS GÊMEAS

Por: Prof. Alexandre Campelo

(Quando ler no texto “alma” com “a” minúsculo, entenda como “jiva”, o ego e, quando ler “Alma” com “A” maiúsculo, entenda como o Atman ou Deus em nós.)

As almas gêmeas existem e o verdadeiro encontro entre elas é regado por doce e profundo romantismo, pois é um encontro entre almas. O romantismo entre almas é puro, inocente como o encontro doce entre crianças. Em essência, a Alma é perfeita em si mesma, pois é o Atman. Como tal, não necessita de uma contraparte, mas quando a Consciência desce aos reinos causal, astral e físico, surgem as chamadas almas gêmeas como polaridades de um mesmo Eu.

Visualize uma vela. Faça de conta de que a vela representa o Eu maior, o Atman. No reino do Absoluto não existe dualidade, portanto, só há uma vela que é a Consciência pura, imaculada. Essa mesma vela, o Atman, no reino da ilusão ou dualidade, é dividida em duas, o que acaba gerando as almas gêmeas.

Elas existem, mas somente no reino da dualidade, não no Absoluto.  No Absoluto ou Nirvana, o estado puro, somente Atman é real. O surgimento das almas gêmeas ocorre com a queda do estado Nirvânico para os reinos causal, astral e físico, a mesma queda narrada no Gênesis do Antigo Testamento, a Torá. Adão e Eva representam as consciências gêmeas de toda a humanidade. Ao descer do elevado estado de Consciência Edênica, a Alma, sempre pura e única, dividiu-se em duas polaridades complementares: Adão e Eva, ou seja, as forças da razão e da emoção tanto no homem quanto na mulher.

Aqui, no reino da dualidade, as almas gêmeas se encontram com o propósito de acelerar a própria evolução. O encontro entre elas é uma benção para a humanidade. Rama e Sita, Francisco e Clara de Assis, Krishna e Radha, Ramakrishna e Sarada Devi, são alguns exemplos desse sublime reencontro.

Claro que, entre almas tão excelsas como as que acabei de citar não há o contato físico ou sexual. Santos e avatares superaram as limitações carnais e esse encontro puro existe apenas para a elevação da consciência de milhões.

No panteão hindu vemos os deuses (as forças cósmicas que representam o Deus único) com as suas respectivas contrapartes. Brahma, o Pai, o manifestador cósmico com Sarasvati, a deusa da sabedoria, das artes e da música. Vishnu, o preservador cósmico, o Filho, com Lakshmi, a deusa da beleza, da fortuna e da generosidade e Shiva, o destruidor cósmico, o Espírito Santo, com Parvati, a deusa Shakti, a força suprema do universo.

Quando autênticas almas gêmeas se encontram, o amor é indescritível. Existe um poderoso laço de união. Esse tipo de encontro é raro e somente está predestinado ao sucesso quando ambos elevam suas consciências, buscando o reino de Deus e não os fugazes prazeres dos sentidos.

O verdadeiro encontro entre almas gêmeas é uma tremenda força espiritual capaz de levar o casal à realização divina. Não que não existam percalços, dificuldades, inclusive para estarem juntos, pois maya trabalha no sentido de impedir tal união, mas, seja como for, a verdadeira união entre almas gêmeas será, sempre, de grandes afinidades e o intenso desejo por crescimento espiritual. Sentir-se completo, realizado ou realizada na presença do ser amado é o requisito primeiro em tal relacionamento.

Quando não há crescimento espiritual, quando não há autêntica alegria na presença da pessoa amada, desconfie! Ali não há o verdadeiro encontro entre almas gêmeas. Mas, lembre-se, mais vale o encontro entre almas afins do que entre supostas almas gêmeas que não caminham em direção a Deus.

As verdadeiras almas gêmeas caminham para a felicidade interior e construção de um mundo melhor, pois a meta final desse encontro é o reencontro consigo mesmo, o Atman, a origem edênica. O real encontro entre almas gêmeas é uma bênção para o mundo.


Via: O VERDADEIRO ENCONTRO ENTRE ALMAS GÊMEAS – Yogabook

O AMOR ENTRE CHAMAS GÊMEAS…

Chamas-Gmeas_thumb.jpg

Chamas Gêmeas

Por: Instituto Aura Mater

Cada um de nós tem uma Chama Gêmea. As Chamas Gêmeas foram criadas juntas, por Deus, como um só ser. Desceram do plano espiritual e, no atual ciclo evolutivo da humanidade, deveriam ter-se mantido unidas, ainda que em corpos separados, feminino e masculino. No entanto, separaram-se por causa do carma e a necessidade de transmutá-los fez com que ficassem distantes uma da outra. Apesar disso, o grande amor que as une faz com que sempre se busquem. A Chama Gêmea de cada pessoa é única; é a sua outra metade, seu complemento, o seu outro eu. Encontrar a Chama Gêmea é importante para que possamos manifestar a unidade na qual fomos criados.
A HISTÓRIA DAS CHAMAS GÊMEAS

Quando fomos criados, éramos um só ser e, na unidade inicial, manifestávamos as características às quais chamamos atualmente femininas e masculinas. Éramos uma grande esfera de luz, um único corpo de fogo branco, portador da essência e da individualidade divina. No processo de descida aos planos da matéria, aconteceu a polarização da esfera de luz, que passou a apresentar separadamente os aspectos femininos e masculinos, como num tai-chi celestial, no qual os dois lados opostos se completam. Na polarização, ambas as partes mantiveram o mesmo padrão de identidade e cada uma tornou-se uma “Presença Eu Sou”.

Cada Presença Eu Sou emanou um raio de sua luz e formou corpos, que passaram a evoluir nos planos da matéria. O plano divino era que as Chamas Gêmeas descessem à matéria tomando a forma masculina e feminina e expressassem o amor que as une, relacionando-se com harmonia e vivendo o êxtase do amor, durante toda a sua evolução. O plano divino para elas era, embora em corpos separados, permanecessem juntas, manifestando em Ômega a mesma unidade na qual foram criadas em Alfa. No entanto, ao longo do tempo, isso não aconteceu. As Chamas Gêmeas afastaram-se do ideal de felicidade, harmonia e perfeição. Fizeram escolhas que as levaram para longe uma da outra, adquiriram carma uma com a outra, com outras pessoas e também com outras expressões de vida. Isso fez com que se separassem. Cada uma precisou transmutar as energias que corrompeu.

À medida que transmutam seus carmas, vão se preparando para o retorno ao estado inicial de união. Quando as Chamas Gêmeas se encontram no plano físico, nem sempre isso representa o retorno à unidade permanente, mas seu reencontro é sempre sentido por elas como plenitude, como se aquilo que faltasse a uma fosse encontrado na outra. A grande atração que existe entre as polaridades opostas das Chamas Gêmeas cria um ímpeto de busca de uma pela outra para se completarem. O grande amor que as une fará com que, de encarnação em encarnação, procurem sempre se reencontrar e viver juntas, embora nem sempre isso realmente se realize no plano físico. Quando todo o aprendizado na matéria se completa, as Chamas Gêmeas retornam à unidade inicial, agora como resultado da mestria adquirida durante as várias passagens pela matéria. E são felizes para sempre…

ONDE ESTÁ NOSSA CHAMA GÊMEA?
  • Encarnada? Nesse caso, estará perto ou longe de nós? Formamos um par ou não? Nós nos conhecemos ou não?
  • Desencarnada? Em qual situação encontra-se? Estará com sua identidade divina preservada ou estará como uma alma sem rumo?
  • Ascensa?
OS TIPOS DE CASAMENTO, SEGUNDO OS ENSINAMENTOS DA GRANDE FRATERNIDADE BRANCA
  • Casamento cármico: entre pessoas que têm carma negativo uma com a outra. Estão unidas pelo carma. O objetivo desse tipo de casamento é a transmutação do carma que elas tem uma para com a outra.
  • Casamento de almas companheiras: entre pessoas que não são Chamas Gêmeas.  Estão unidas pelos laços de amizade, de amor fraterno, pelas semelhanças e afinidades ou pelo serviço que desejam prestar aos filhos e à humanidade. Geralmente são uniões estáveis.
  • Casamento entre Chamas Gêmeas: a união, na matéria, das Chamas Gêmeas. Essa união, na maioria das vezes não tem a aparência de um conto de fadas, porque as Chamas Gêmeas têm carma uma com a outra e estão juntas para se resolverem. No entanto há uma grande atração entre elas e, embora vivam muitas vezes um casamento com muitos conflitos, há entre elas uma força muito grande que as impulsiona a permanecer juntas.
  • Casamento alquímico: é um elevado estado de consciência no qual a alma (os quatro corpos inferiores) une-se ao espírito (os três corpos superiores).
O IDEAL A SER VIVIDO NO CASAMENTO PODE SER EXPRESSO NESTE TEXTO

“O homem e a mulher, sacerdote e sacerdotisa diante de Deus, unidos em profundo amor, conferem um ao outro o complemento de suas individualidades. Olhos nos olhos contemplam, em adoração mútua, a face de Alfa e Ômega espelhada no seu par. Esse amor verdadeiro gerará esferas de luz, círculos santificados de vida e amor, que se alargarão para incluir  a progênie, em seguida a comunidade e depois o mundo inteiro.”

COMO NOS UNIR ESPIRITUALMENTE COM A NOSSA CHAMA GÊMEA
Fazendo o Círculo da Unidade:

De pé, visualize a imagem do seu Eu Divino e, em especial, a Presença Eu Sou. Visualize um raio de amor unindo o seu coração ao coração de sua Presença Eu Sou. Mergulhe a mão direita no fogo espiritual da câmara secreta do coração e trace com ele um círculo de união em torno de você e de sua Chama Gêmea. Visualize esse círculo de união com 4 metros de diâmetro, como um aro de fogo sagrado que repelirá tudo o que se oponha à união de vocês. Visualize você e sua Chama Gêmea como focos de energias espirituais com polaridade positiva e negativa, as duas metades da figura do tai-chi girando. Consagre o amor que os une a Deus.

Mantendo o contato interno

Na realidade, o contato entre as Chamas Gêmeas existe, mesmo quando elas não se conhecem na matéria. O que acontece com uma delas influencia a outra. Há um circuito constante ligando uma à outra. Mesmo quando estão em níveis evolutivos diferentes ou não se conhecem, podem manter o contato interno. Esse contato amplia a luz uma da outra, pois cada Chama Gêmea precisa daquela que a completa. O contato interno pode ser feito por meio da oração, da visualização, do sentimento, da invocação e da simples lembrança de que ela existe. Neste site há algumas orações que mencionam as Chamas Gêmeas. Veja aqui.

EXEMPLOS DE CHAMAS GÊMEAS NA LITERATURA E NA HISTÓRIA

Dante e Beatriz
Elza e Lohengrin
Romeu e Julieta
Tristão e Isolda
Jeannette MacDonald e Nelson Eddy
Hiawata e Minnehaha
Lancelot e Guinevere

EXEMPLOS DE CHAMAS GÊMEAS ASCENSAS

Jesus e Magda
Sanat Kumara e Vênus
Saint Germain e Pórcia
Paulo Veneziano e Ruth Hawkins
Maha Chohan e Pallas Athena
Mark e Elizabeth Prophet
Godfre e Lotus

CHAMAS GÊMEAS NOS OUTROS REINOS DA CRIAÇÃO

As Chamas Gêmeas têm a sua expressão também nos outros reinos da criação divina. Os Elohim apresentam a polaridade masculina e feminina, como Hércules e Amazônia, Arcthurus e Vitória, Apollo e Lumina. Entre os hierarcas dos elementos, temos Virgo e Pelleur, Áries e Thor, Netuno e Luara, Oromasis e Diana. No reino angélico, temos os Arcanjos e as Arqueias: Arcanjo Miguel e Arqueia Fé, Arcanjo Samuel e Arqueia Caridade, Arcanjo Gabriel e Arqueia Esperança.

Veja mais em: Instituto Aura Mater – Chamas Gêmeas

A HISTÓRIA NÃO CONTADA DA DISCÍPULA PREFERIDA DE JESUS…

The Last Supper Restored, Leonardo Da Vinic

MARIA MADALENA

Por: Paula De Paula Costa

(* Please use Google translator my International friends for this subject.)

Este ser de Luz, Madalena, fleuma de Arcanjo Mikael, criada com amor e desvelo por este “senhor de mundos”, que é a labareda mais espessa do Criador, é a alma gêmea de Jesus/Sananda, e fez sua evolução em mundos de luz, em outros sistemas planetários como próprio consorte….

Madalena não é da Terra, assim como Jesus, ao contrário dos outros doze apóstolos, que eram terráqueos em plena evolução em amor.

Quando Sananda recebeu a incumbência do Criador de cuidar e fazer evoluir esta embarcação de almas que aqui tinham sido criadas por este, almas ainda em infância espiritual, e por isso se encontravam escravizadas por seres equivocados em amor, que aproveitavam de sua inocência e falta de discernimento, esta alma feminina, se dispôs a ajudar seu consorte no que fosse possível. Trabalho conjunto, cumplicidade de almas afins.

Sananda enviava emissários antes de sua vinda ao planeta, com a intenção de ir começando a plantar as sementinhas de “entendimento” na raça humana. Sócrates é um destes seres especiais totalmente amparado por Sananda. Mas como todos os enviados que pregavam o amor e sementes de entendimento, acabavam mortos, sacrificados, por que os seres que aqui estavam no “comando”, não permitiam que se abrisse luz nas consciências e sabotavam todas as investidas da Luz.

Uma guerra invisível ao olhos humanos sempre se deu. O orbe estava tomado “pelos escuros” e Sananda tinha sido designado por seu Pai/Mãe como comandante do resgate da raça humana.

Quando Ele resolveu que era o momento de sua descida `a carne, e aqui recebeu o nome de Jesus, esta alma feminina que o ama, sua esposa e companheira, resolveu acompanhar seu consorte e aqui recebeu o nome de Maria Madalena, nascendo exatamente no mesmo ano em que Jesus nasceu, em uma cidade vizinha a do Mestre, sua alma gêmea.

Jesus, com sua visão espiritual e com a presciência dos grandes avatares, ja sabia de antemão por tudo que iria passar por conta da escuridão que os homens daqui se movimentavam. Sua companheira simplesmente decidiu que Ele, Sananda, não passaria por tudo aquilo sem que ela estivesse ao seu lado, dando força moral em sua caminhada difícil.

Sim, uma grande história de amor, como tudo que é sagrado.

Maria Madalena teve uma infância comum, apesar de ter sido criada por pais adotivos, por que seus verdadeiros pais foram mortos pela guarda real da época que já estavam sob influência dos escuros atrás de Jesus. Estes já sabiam que o Salvador tinha nascido… desconfiavam desta investida da luz e exercendo, como sempre, influência espiritual sob os homens de poder, intuíram o Rei Herodes(Rei da época) a um ato digno dos grandes assassinos da História deste planeta. Herodes mandou matar todas as crianças de sexo masculino,de até dois anos de idade, em toda a região e seus arredores, em um ato que ficou conhecido como “massacre dos inocentes”.

Os pais verdadeiros de Maria Madalena morreram neste ato absurdo, como muitos outros pais que se recusaram a dar aos guardas, seus bebês para serem mortos na sua frente. Então Madalena, órfã de Pai e único irmão, foi criada por vizinhos que igualmente ficaram órfãos de seus filhos.

Quando já quase na fase adulta, recebeu um “chamado espiritual” e mesmo mergulhada na ilusão da Matrix, algo a lembrou de seus compromissos antes do reencarne e intuitivamente começou a procurar por notícias daquele homem que ela sabia que conhecia e amava. Nesta época Jesus já estava no deserto, sendo preparado…se encontrava inacessível, mas ela acordou e a ansiava por encontrá-lo.O procurava.

Quando soube que o Mestre estava indo em direção a Jerusalém, cidade distante para época de Magdala, onde ela morava, ao lado de Tiberíades, mesmo com a distância e sem meios para isso, ela foi ao encontro de Jesus, que já estava a pregar e já possuía seguidores. Algo a chamou, seu Eu superior falou em sua consciência, Jesus lhe apareceu em sonhos…e ela se decidiu a abandonar sua cidade e ir, mesmo sem ter conhecidos nenhum em Jerusalém.

Quando chegou naquela cidade desconhecida para ela, para não dormir na rua, aceitou a acolhida de cortesãs que ofereceram “de coração” um teto em troca de serviços domésticos e por isso, a confusão dos homens da época, que viam Madalena entrando e saindo desta casa que era “mau vista”, durante algum tempo antes de reencontrar Jesus. E quando reencontrou seu amor…ah, que reencontro! Não mais se separaram, isso já sabemos.

Não, Maria Madalena nunca foi prostituta. (Alguns irmãos já escreveram isso). E muito menos atormentada por espíritos, como a bíblia descreveu. Um ser de luz como ela, não sofria este tipo de influência espiritual. Atraímos o que somos, já sabemos disso. Portanto, não estava ao lado de Jesus por gratidão por Ele te-la livrado de obsediadores e sim, por que ela se “lembrava” e claro, Ele também.

Este desgaste da imagem de Maria Madalena foi o ato mais vil praticado pelos répteis contra Jesus, depois de sua crucificação. Colocar sua amada na situação de prostituta, não só O atingia, mas tinha uma intenção ardilosa por trás, que foi plenamente cumprida: Lançar na consciência do coletivo feminino deste orbe este peso moral. As almas femininas deste planeta o sentiriam.

Depois de terem inventado a história de Eva e Adão e a tal maçã que quem comeu? Eva…culpa de quem? Eva.

Ah, amados… Energias, somos energias conscientes. Se achamos que tal coisa aconteceu e assim acreditamos, aquele fato passa a ser verdadeiro em nossa consciência e nos tornamos consequência daquilo, por que permitimos que assim seja. O que pensamos tem poder, não é isso que vocês todos tem aprendido?

Depois da história fraudulenta e inexistente de Eva, o alvo foi Madalena. Sim, aquela que não se separava de Jesus, causando até ciumeiras nos apóstolos, como todos já sabem, por que Jesus não a largava, ora, mas é claro que não! Era sua companheira dos mundos de luz.

Ah, amados…que estratégia contra o poder da Deusa! Diminuíram o poder feminino, o denegriram, o envergonharam, o calaram por um bom tempo.

Acho incrível não investigarem a predileção de Sananda (Jesus em sua passagem pelo planeta) por Maria Madalena. Era ela sentada ao lado Dele na grande ceia, foi o personagem que Jesus confiou o óleo e fez o pedido pessoal para ser ungido deste, não foi `a sua mãe e nem `aos apóstolos que Ele pediu, foi a ela. Ela que o acompanhou durante todo o calvário, anônima, com seu olhar de dor e fidelidade, esteve ao pé da cruz, e foi a quem Jesus deu a honra de vê-lo ressuscitado após os três dias. Ela foi a primeira a vê-lo e quem levou a notícia a todos.

Res Maria llora en la tumba Jn 20

Sananda só estava repetindo em sua passagem na Terra, seu matrimônio das estrelas. Nada mais.

Um escritor aqui na Terra, Dan Brown ja menciona em sua obra literária um possível casamento de Jesus e Maria Madalena. Obra que virou filme com todas as parafernalhas dignas de Hollywood que se tem direito e todos os apelos mundanos também, mas por mais que o objetivo tenha sido o de sempre, ganhar dinheiro, o escritor Dan com o apoio da industria de cinema estabelecida neste mundo, trouxe uma discussão a tona, que valia a pena começar a ser pensada: O matrimônio de Jesus.

É obvio que o escritor se perde, em detalhes, em símbolos… “a rosa”…esta não está enterrada em um local, não é uma “coisa”. Os milagres da criação não são coisas, e sim espíritos. Os homens precisam parar de tentar entender o que se tem de sólido ao seu redor… e prestar atenção nas ENERGIAS que certos seres trazem.

Este sim, o verdadeiro milagre. A rosa é Madalena.

Em livros apócrifos encontrados, ha menção do matrimônio de Jesus, imediatamente renegada pela Igreja que aí está, por enquanto. E Maria Madalena aparece ali, com bastante importância. Mulher letrada, inteligente, culta, visivelmente em uma situação intelectual diferente das mulheres na época. E aí chegamos a um ponto interessante:
Diante disso tudo, quem era Maria Madalena ANTES de vestir este personagem? Sim, por que se menciono aqui que ela vinha de um mundo de luz, que vivia onde Jesus vive e desceu para acompanhá-lo, quem era ela antes de se vestir com este personagem? O ser cósmico Sananda “se vestiu” de Jesus, por que assim foi chamado na Terra. Maria Madalena foi mais um personagem do ser de luz conhecido como Lady Nada.

Sim, Mestra Nada. Ela não é como afirmam alguns amados canais, Maria, a mãe de Jesus e sim, Maria a companheira de Jesus. A confusão é perfeitamente explicável por que os médiuns que receberam tais informações aqui estavam mergulhados na densidade e como Madalena foi “apagada” da história toda, quando se ouvia um espírito se identificar mentalmente como Maria, antes mesmo que se mencionasse o segundo nome, a mente do médium imediatamente “fazia conexão”, por assim dizer, com o outro ser tão conhecido e tão amado por todos.

Ashtar enquanto me preparava para fazer este texto, me intuiu procurar por um artigo de uma pessoa aqui encarnada que trabalha também com ele e que já havia escrito sobre isso, e tido a coragem de publicar contrariando todos os outros escritos que dizem ser Mãe Maria, a Mestra Nada.

Vou publicar aqui…por que é muito emocionante. Tudo que ele, Ashtar me relembrou em informações, durante este mês em sonhos e telepatia, ele próprio me deu meios de confirmar depois, aqui mesmo na Terra, em vigília, com um outro trabalhador da equipe que recebeu a visita de Madalena em sonhos e publicou sobre isso.

O artigo se chama: “Minha Vivencia do conselho Cármico” e quem escreveu foi Ernesto Shima. Ele descreve encontros astrais de que se lembra, em que esteve nas reuniões astrais que estão ocorrendo neste período da transição. Ja comentei aqui neste perfil algumas vezes sobre estas reuniões. Leiam:

“…Um deles foi com a presença da amada Maria Madalena e foi com ela que tive um encontro pessoal na semana passada e de quem recebi um amoroso abraço, cuja energia me inundou o rosto de lágrimas. Ela estava retribuindo, num gesto de gratidão, a minha intenção de publicar um artigo sobre ela e sobre a atuação que ela teve durante a jornada terrena do nosso querido Mestre Jesus. Quanto a Maria Madalena, ela não era uma prostituta como tem sido divulgado ao longo dos séculos. A Maria Madalena que andava junto com Maria, mãe de Jesus, é na verdade o Complemento Divino do querido Mestre e foi alguém que esteve sempre ao lado dele. A mulher que cometeu o adultério mencionado na Bíblia era outra pessoa e a confusão se estabeleceu justamente pelo fato de que, naquela época, a mulher não podia ter uma posição de destaque, principalmente dentro da religião e então pouco se falou sobre a verdadeira Maria Madalena. Espero um dia poder falar num artigo, sobre essa maravilhosa personagem, que foi quem ancorou a energia feminina enquanto o divino Mestre cumpria a sua jornada terrena. Os dois como Chamas Gêmeas, representaram o Deus Pai-Mãe – Alfa e Ômega- aqui na Terra.

Foi também nos primeiros dias de janeiro deste ano que recebi uma maravilhosa notícia. Haveria um encontro que me causaria uma alegria imensa e cheio de surpresas e estava marcado para acontecer durante os trabalhos junto ao Portal de Burundi. Um ser de grande Luz avisou para uma amiga do Rio, no Brasil, que enviasse a mensagem para mim, dizendo que ele se encontraria comigo e que, neste encontro, estaria acompanhado de um amigo muito especial.

Pois bem, quando cheguei lá no portal percebi logo que o amigo especial dele era o próprio Ashtar. O querido comandante, neste dia, de forma amorosa, virou-se para mim e sorrindo disse: “Vocês dois têm muito sobre o que conversar, por isso pode ir! Eu cuido de tudo aqui!”. E me dispensou dos trabalhos daquele dia para me dedicar a este encontro com Madalena.

Dias atrás, eu estava contemplando a imagem da Mestra Nada que fica pendurada na parede ao lado de Sananda. É uma rotina quando estou questionando algum ponto sobre determinado assunto relacionado à espiritualidade. É uma forma de divagar a minha linha de pensamentos enquanto vou pesquisando meus registros akáshicos. Depois de certo tempo após concluir uma análise, virei-me em direção ao computador para registrar os resultados e ao dar os primeiros passos ouvi mentalmente: “Seu cabeça dura!”…. (risos)

Fiquei paralisado. Apenas uma pessoa me chamava assim numa reencarnação passada: a própria Maria Madalena! Virei-me imediatamente para a imagem da Mestre Nada e ela estava sorrindo para mim.
– Caramba, como nunca percebi isto??!! – quase gritei de tanta emoção.
Ela simplesmente com um lindo sorriso, confirmou a revelação. Ela e a Maria Madalena eram os mesmos seres. E, lembrando-se dos meus encontros com as duas, simplesmente caiu a ficha. Havia semelhança em tudo entre as duas, apenas as vestimentas utilizadas por uma e outra, fazia a diferença.

Nestes últimos sete anos, eu tenho recebido tantas instruções e feito diversos treinamentos com a Mestra Nada justamente porque o raio da atuação da minha personalidade está ligado ao 6º Raio, cujos trabalhos desenvolvidos nestes últimos dois mil anos, sempre foram à serviço do Mestre Jesus, que foi o Chohan deste Raio, antes da Mestre Nada que recebeu Dele o encargo.

Lembrando sempre que o nosso querido Mestre Jesus, hoje já conhecido como Sananda, ocupa o cargo de Instrutor do Mundo no lugar do Buda que assumiu outra função cósmica. E, Sananda é o governador deste nosso Universo Local, onde há milhares de mundos habitados. E, a Mestre Nada é membro do Tribunal do Conselho Cármico.
Paz!
Shiwa ”
—————————————————–

Lindo não? Canal puro. Ele prestou atenção nas energias e não no que dizia sua mente lógica.

O que os mentores dizem ser canal puro? Sem idéias pré-concebidas. Não se inundou de informações, ou se o fez, não as assimilou, exercitando o poder sobre a mente de mantê-la aberta `as novas informações. Quando damos o que já sabemos como certo, o único certo que existe, estamos negando todas as outras possibilidades que aquilo possa ser e vir a se tornar. Nos fechamos. E é o que aconteceu com todos os médiuns que receberam a informação de que seria Mãe Maria e não Maria Madalena a Mestra Nada. Por que ao ouvir em sua mente a menção do nome Maria, imediatamente, com idéias fixadas, que já cultuavam talvez sem se dar conta, fizeram a ligação com o ser de luz errado. E isso amados, é muito normal ocorrer enquanto encarnados. Normalíssimo. O bonito disso tudo é a humildade de reconhecer o erro, e corrigi-lo. Sem teimar ou persistir nele, por simples orgulho. Tai o teste a todos.

Vocês sabem por que Mestra Nada é chamada assim? De todos os feitos desde sua criação por Arcanjo Mikael , seu trabalho com Uriel e sua evolução nas várias etapas desta, acumulou uma enormidade de talentos. Todos eram disponíveis a ela sempre que precisava em várias encarnações. Mas quando indagada por ter curado alguém, ou feito algo grandioso, ou pequenino, mas que fez enorme diferença na vida de muitos, ela sempre teve domínio da necessidade de ser reconhecida. Como se dissesse “Não foi nada…” Nada é energia pura de amor dos mundos de luz, o amor que cura e transcende…é Mestra por trabalhar com energias. Energias não são vistas, reconhecidas e sim sentidas. Mestra Nada. HUMILDADE. Nada nunca fez questão de reconhecimento.

Para mim é fácil verificar esta energia em Madalena…ver Maria Madalena sendo apontada como prostituta nas ruas de Jerusalém e passar “assobiando”, sem fazer questão nenhuma de explicação por orgulho próprio. Sem fazer questão de esclarecer…ora, ela estava com o Rabi dela…e isso é que importava. Um dia isso se esclareceria. A verdade sempre vem a tona.

Eu sempre escrevi aqui em artigos, para vocês acalmarem seu coração diante de um julgamento. E que o que as pessoas pensam de você, é um problema só delas. E isso, neste caso, não poderia ser mais verdadeiro. Foi um problema de um orbe inteiro este mau julgamento sobre a figura de Maria Madalena.

Mas este não foi o único personagem vivido por Mestra Nada cá neste cadinho do Universo. Além do já conhecido por todos, em uma família com várias talentosas irmãs, Nada desceu períodos após a crucificação com outro personagem para ajudar mais uma vez o plano de Sananda de restauração de seu evangelho de amor.

Ela esteve presente em uma época em que a França precisava de um pulso energético por que Jesus planejava trazer um amado amigo de Betelgeuse, estrela de seres benevolentes da constelação de Órion, para exercer um importante papel e ele nasceria na França… Sim, estou falando de Hippolyte Léon Denizard Rivail – o Alan Kardec, que teve igualmente outras encarnações na Terra, inclusive nos tempos de Jesus como o centurião Cornélius, mas que desta vez, viria a nascer na França, tempos depois, para trazer a terceira revelação, que seria como ele próprio denominou de Espiritismo. A doutrina que dava início ao entendimento dos homens sobre a verdadeira vida: a espiritual. Presente de Jesus `a humanidade.

Entendam amados, a doutrina dos espíritos não é o fim, e sim, o inicio do entendimento, dado por Jesus aos homens que aqui estavam cegos na matéria, sobre as leis universais e sobre o ser espiritual que todos somos. Sendo o início, este teria que ser complementado mais tarde. Por isso não devemos nos apegar a doutrinas e sim aos ensinos que estas nos passam…. elas devem ser sempre passageiras em nossas vidas, por que devemos galgar novos conhecimentos sempre! Ha sempre o que aprender.

Mestra Nada aparece então mais uma vez na história da Terra, como uma irmã Jesuíta anônima, na França, abrindo energeticamente o caminho para o amigo que iria encarnar ali. Foi muito difícil para Kardec trazer este novo conceito, esta nova visão a tona, com a França e o momento que vivia aquela região. Mestra Nada esteve ali em silencio, trabalhando energeticamente para que Kardec, que lutou contra tudo, inclusive contra o próprio ceticismo que adquiriu no mergulho, tivesse sucesso.

Ela mais uma vez se deixou ser somente um instrumento divino encarnado, para que a espiritualidade superior atuasse com sucesso, mesmo com as trevas no comando do orbe.

Sananda e Mestra Nada são almas gêmeas. Trabalham em conjunto por eras para que este planeta, esta embarcação de almas, evolua em amor… agora que a Terra saiu do período chamado “quarentena” Eles se revelariam como seres cósmicos que são. Como Eles, outros seres de luz se ocupam da evolução de outras constelações, outros planetas…a casa do Pai tem muitas moradas.

Mestra Nada, amada de Sananda sempre teve o apoio de Mãe Maria, que é tão adorada aqui na Terra. No início deste ano publiquei uma mensagem aqui em meu perfil, onde Mãe Maria prepara os corações quando diz assim:
“ Amados, tereis grandes revelações este ano, abram sua mente e seus corações e confiem que estão sendo guiado pela luz”.

Achei tão lindo isso! Postei. Mas nunca iria imaginar que na verdade, Mãe Maria estavas a falar principalmente de uma revelação sobre sua amada amiga e irmã que fora outrora tão erroneamente julgada e tão esquecida, sua companheira de trabalho na luz, Mestra Nada, a Maria Madalena.

Mãe Maria deu a luz ao ser de Luz, Jesus aqui na Terra, e recebeu esta honra por méritos próprios.
Mas Maria Madalena já é sua amada, O acompanha desde sempre, é sua consorte, é Mestra por méritos.

Sempre digo que o livre arbítrio no crer é assegurado pelas as inteligências angélicas a serviço de Deus Pai/ Mãe. As informações estão chegando e temos sempre a liberdade de acreditarmos nelas ou não.

Ah, amados, esta história de amor só deixa Jesus mais lindo ainda! Cercado de mulheres lindas e que traduzem o mais belo da energia feminina que é a pureza, a meiguice, o aconchego, o companheirismo e o AMOR… enfim, o mais belo de uma mulher.

A Mestra responsável por ancorar a energia feminina no orbe Terra, já tão sabotada desde ha muito, num contínuo e calculado processo de desgaste, sempre foi Madalena/Nada. E acreditem, Ela o fará. Ela já está presente.

Que a volta de Jesus nos traga o amor em sua pureza, a brandura em sua essência e a paz dos mundos de luz no âmago das almas.

Que seja revelado o sagrado feminino por sobre a Terra!

Ah, já está sendo… Como Jesus quer.
Sintam as energias…
Maria Madalena no silêncio trabalhou e vencedora saiu! Sorrindo…Namaste!

Amo vcs!

Paula De Paula Costa

*Mais sobre a Nova Terra em meu perfil…estão todos convidados. Ver mais

Fonte: MARIA MADALENA(GRATIDÃO AMIGA (Paula De Paula Costa) – Ignotus Rede Social