O LIVRE ARBÍTRIO É POSSÍVEL PORQUE O DESTINO É VARIÁVEL E NÃO FIXO…

Livre arbitrio

DESTINO E LIVRE ARBÍTRIO

Por: Owen K. Waters

 

Na Velha Realidade, as coisas eram vistas como opostas – quente ou frio, preto ou branco, bem ou mal, desta ou daquela maneira. Na visão expandida da consciência da Nova Realidade, a vida é vista de uma maneira unificada. Lados opostos da moeda são vistos, não como opostos, mas sim, como apenas sendo aspectos diferentes de uma moeda.

Na visão do mundo na Nova Realidade, os extremos opostos de quente e frio se tornam graus variáveis do calor. Preto e branco se tornam, em vez disto, tons infinitos de cinza. Bem e mal se tornam nuanças diferentes da natureza humana e estes podem ser vistos sem o julgamento e o medo que vem com a Velha Realidade, com o pensamento polarizado.

Na Velha Realidade, destino e livre arbítrio eram vistos como mutuamente exclusivos. O raciocínio era que, se o destino existe, então ele a tudo controla e, portanto, o livre arbítrio não existe. Por outro lado, você pode provar que o livre arbítrio existe ao fazer uma escolha. Assim, como segue o pensamento, se o livre arbítrio existe, então não pode haver destino.

Mas, espere. Talvez esta escolha do “livre arbítrio” fosse realmente uma escolha predestinada. Talvez a pessoa estivesse destinada a fazer esta escolha o tempo todo, de modo que a experiência da escolha fosse apenas uma ilusão. Neste ponto, as pessoas costumam desistir de toda a questão, porque isto se transformou em um destes quebra-cabeças, como perguntar o que veio primeiro – o ovo ou a galinha.

Quebra-cabeças mantém a sua mente em um circuito interminável até que você recue da situação e a veja a partir de uma perspectiva mais ampla. A nova e mais ampla perspectiva permite a inclusão de fatores não materialistas. Ao decidir se o ovo ou a galinha veio primeiro, por exemplo, você tem apenas que recuar e ver que o Criador projetou a galinha para se perpetuar.

Quando você recua e vê o destino e o livre arbítrio a partir de uma perspectiva mais ampla, compreende que nada tem que ser absoluto. Se cada evento em sua vida fosse pré-ordenado, não haveria tal coisa como o livre arbítrio ou a autodeterminação. Quando temos o livre arbítrio, o destino não pode ser fixado.

O destino é, portanto, variável, não fixo. Destino e livre arbítrio existirão, ambos, como facetas entrelaçadas em sua vida. Como fios em uma tapeçaria, eles se interagem e se fundem para formar os resultados que são os eventos em sua vida.

Seu destino é criado por planos que você fez a um nível de alma. Antes que você nascesse, você fez o seu plano principal para esta vida. Então, no minuto em que você nasceu, as regras do jogo exigiram que você também tivesse um caso de amnésia sobre todo o arranjo. Este é o reino da vida no reino físico.

No entanto, quando você dorme, tem a oportunidade de visitar os níveis mais profundos da consciência humana e rever como o plano original está se revelando e fazer mudanças em seu plano, se assim o desejar. Quando você retorna ao seu corpo físico e desperta pela manhã, a amnésia o atinge novamente. Em segundos, a sua mente consciente retorna ao seu cérebro físico e você se esquece tanto dos sonhos superficiais, quanto das profundas experiências da noite.

A amnésia pode ser uma parte do jogo que estamos participando nesta vida, mas a orientação interior está sempre disponível para todos que prestam atenção a ela. Sua intuição é a sua ligação com a sua alma, ou com o seu ser interior, que está também ligado ao resto do Universo e com todos os níveis da Criação.

Você nunca está sozinho para se atrapalhar na escuridão de uma vida puramente física. Seu ser interior está sempre aí com você, expressando-se através dos suaves sussurros da informação intuitiva. Graças a este compasso interior de sabedoria, você pode sempre sentir que escolha parece adequada. Você pode dizer sempre quando a sua vida está sendo executada conforme o plano, ou pode dizer igualmente bem se você ficou temporariamente distraído do seu plano. Você tem sempre os meios para estar bem no curso, ou recuar no curso, e explorar os fascinantes temas que compõem o seu plano de vida.

O uso mais produtivo do livre arbítrio é explorar o seu verdadeiro potencial nos temas de sua vida, adquirindo assim a maior experiência possível do seu plano de vida.

O destino é uma influência que vem do seu plano interior. Não há nada de absoluto sobre o seu destino. É uma pressão que busca constantemente a melhor rota para se revelar na manifestação.

O livre arbítrio proporciona os meios para manifestar este destino de uma maneira que proporcione o aprendizado que você veio aqui adquirir nesta vida.

O destino é variável. Ele se adapta a novas circunstâncias em sua vida, todos os dias. À medida que o destino se revela, você o sente como uma sensação de ser uma parte do fluxo da vida, de manifestação do seu potencial, da maneira que você planejou para este dia e que planejou para esta vida.

O destino é o plano. O livre arbítrio é a ação. A experiência é o resultado.

É isto que é o ser humano.

………………………………………………………………………………………………………………………………………

Fonte: http://www.spiritualdynamics.nethttp://www.infinitebeing.com/

Texto em Inglês: CREATIONS MAGAZINE | Destiny is Variable by Owen K Waters

Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

Via: Sementes das Estrelas: OWEN K. WATERS – “DESTINO E LIVRE ARBÍTRIO” – MARÇO / 2018

 


Ouça também este artigo através deste áudio:

OWEN K. WATERS – “DESTINO E LIVRE ARBÍTRIO” – MARÇO / 2018

Publicado por Sementes das Estrelas – Áudio em 26 de março de 2018.

Via: OWEN K. WATERS – “DESTINO E LIVRE ARBÍTRIO” – MARÇO / 2018 – YouTube

 


Anúncios

O QUE É E COMO OCORRERÁ O GRANDE EVENTO QUE ESTÁ PARA ACONTECER…

o grande evento

O Grande Evento Está Chegando

Sananda_Cláudio GianfardoniSananda

Canalizado por: Adele Arini
em 12 de Março de 2018

 

Meus queridos amigos.

É com grande prazer, alegria e imenso amor que lhes trago uma importante atualização da Ascensão. O tempo é AGORA PARA TODOS (que estão prontos) para retornar ao AMOR.

Vocês, meus amados trabalhadores da luz, esperaram pacientemente por isso por um longo tempo. Pois um evento magnífico e milagroso, como este, só pode ocorrer no Tempo Divino perfeito. Nós, a companhia do Céu, devemos esperar até que a frequência de Luz no Planeta Terra seja alta o suficiente para catalisar/desencadear o Evento e até que todos (que, em um Nível Superior, tenham decidido Ascender), estejam suficientemente preparados.

Todos nós trabalhamos duro para este projeto maciço por milhares de anos da Terra; pelo que pareceu éons em seu conceito linear de tempo. A quantidade de seres de luz altamente evoluídos participando dessa grande aventura numeram trilhões; localizados em ambos os lados dos reinos (físico e não físico). E você está entre eles! Sua dedicação, trabalho árduo, coragem, perseverança, vitórias imensas sobre os desafios “aparentemente impossíveis de superar” e todas as experiências que você passou em vidas atuais e passadas, o trouxeram exatamente para este ponto. Eles o deixaram pronto.

E o tempo é AGORA para todos vocês receberem as recompensas!

Esta mensagem foi concebida para lhes dar uma compreensão clara, fácil de entender e completa do próximo “Grande Evento”.

Comecemos pela seguinte pergunta: “O que é esse Grande Evento?” Você pode ter ouvido falar do Evento mencionado de passagem, em outras mensagens, blogs ou livros. E para alguns de vocês, esta pode ser a primeira vez que encontraram essa informação.

Simplificando, o Evento é uma “explosão” de Luz Divina e Amor na Terra singular, cósmica, completamente visível. Essas ondas poderosas de Luz Divina e Amor virão diretamente de Deus/Fonte; canalizadas através do Grande Sol Central. Elas passarão por sua galáxia e sistemas planetários, para chegar e abranger toda a Terra em UM único momento – alcançando todos os que vivem no planeta ao mesmo tempo. Gaia e todos os Seus habitantes poderão ver e sentir o Evento, e nenhuma pessoa se manterá inalterada depois.

O que é provável que aconteça durante o Evento? Durante o Evento, todas as almas encarnadas sentirão uma onda poderosa e inegável dos seguintes sentimentos, todos misturados em conjunto: Amor Incondicional, Felicidade Divina, Aceitação Completa de quem você é, Graça Divina/Bênçãos e fortes sentimentos de finalmente estar novamente EM CASA . Durante este poderoso aumento de energia, alguns de vocês poderão testemunhar o aparecimento de um Mestre Ascensionado: líderes/fundadores das religiões/crenças em que vocês acreditam ou com quem têm uma conexão espiritual íntima.

Por exemplo, se você é cristão, você pode ver uma visão do Senhor Jesus e poderá falar com Ele pessoalmente. Se você é um budista, pode ver uma visão de Siddharta Gautama (o Buda) e poder conversar com Ele. Vocês instantaneamente poderão reconhecer quem são eles, pelas poderosas vibrações de Luz e Amor que eles emanam e por sua própria conexão eterna com as almas desses Seres de Luz poderosos e altamente evoluídos.

Mesmo depois de ler o que está escrito acima, será um desafio para a maioria de vocês até imaginar com o que o evento irá parecer, porque você ainda não possui uma experiência de vida anterior como um ponto de partida para compará-lo (a partir dessa vida). No entanto, alguns de vocês que leem isso experimentaram algo semelhante ao Evento, durante sua meditação/despertar espiritual, mas em uma escala muito menor. Se você pertence a este último grupo, tenha em mente que, não importa o que você tenha sentido anteriormente, sentirá todos os sentimentos acima, mas aumentados em mais de mil vezes durante o próximo Evento.

O que acontecerá a todos após o Evento, no entanto, é onde fica um pouco complicado explicar. Cada um de vocês perceberá e processará o Evento de forma diferente: dependendo do tipo de grupo de alma a que você pertence entre os 4 grupos de alma diferentes abaixo.

O grupo 1 consiste de almas despertas, nossos Trabalhadores da Luz; todos vocês que estão lendo isso. Vocês saberão e entenderão o Evento para o que realmente é. É o ótimo catalisador que simultaneamente: marcará o início da Nova Gaia ~ Utopia Earth e marcará o Fim dos Tempos (o Fim da Vida, como a conheceram antes, na Terra de terceira dimensão). Vocês foram despertados antes da maioria da Humanidade por uma razão muito importante: vocês a foi confiado serem os guias, os mostradores de caminhos e os líderes da vida em quinta dimensão.

Todos vocês estão treinando e se preparando para este momento há muito tempo, e agora estão completamente prontos para assumir o manto da liderança e serem os professores/mentores/treinadores que vocês vieram aqui para ser. O plano de sua vida; os próximos passos que você precisa tomar; O papel que você assumirá após este Grande Evento será revelado a você em maior profundidade e clareza pelo seu Eu Superior e sua equipe espiritual. A maioria de vocês respondeu seu Chamado e começou/já se instalou nesses papéis de Trabalhador da Luz até agora, de alguma maneira, formato ou forma.

Como líderes do modo de vida quinto dimensional, vocês receberão orientação constante e assistência direta de seus Irmãos e Irmãs Galácticas de muitas civilizações altamente evoluídas e avançadas. Vocês apreciarão as lições que esses Galácticos fornecerão para ajudar com a cura planetária de Gaia, bem como a formação da Nova Terra.

Muitas novas estruturas de quinta dimensão estão agora prontas para serem colocadas e seus poderes espirituais serão completamente despertos e começarão a se desenvolver a um ritmo mais rápido. Você aprenderá a dominar seus pensamentos, uma vez que a humanidade em breve será uma raça de seres que, predominantemente, se comunicam via telepatia. Dominar seus pensamentos é o primeiro passo para Dominar a Arte da Criação e Manifestação. E seus Irmãos e Irmãs Galácticos irão ajudá-lo muito sobre isso também. E quando suas lições com eles estiverem completas, você vai sair ao mundo para compartilhar esse conhecimento com os outros para que TODOS OS HUMANOS no Planeta Terra sejam, um dia, a Concretização de Vida de seus Seres mais Elevados. Todos se tornarão Criadores e Manifestadores poderosos. A Terra se tornará um planeta que só consiste em Seres Amáveis que realmente incorporam Unicidade e Unidade; de Seres Magistrados que ascenderam à quinta dimensão.

O Grupo 2 consiste em almas não despertas (que, em um Nível Superior, decidiram Ascender nesta vida). Para este grupo, o Evento: desencadeará tremendo choque, confusão e levará a iniciar pesquisas em uma maior compreensão sobre o que exatamente aconteceu com eles. O evento pode ser comparado à chamada de despertar mais alta que eles já ouviram em toda a vida; uma que não pode mais ser ignorada. Eles vão começar (com uma sensação de urgência profunda que só eles podem sentir) a buscar e atrair para suas vidas, orientação de vocês, meus amados amigos do Trabalhadores da Luz. Eles encontrarão intuitivamente o mentor “perfeito” para eles, que possui o maior conhecimento necessário para ajudá-los a avançar em seu próprio Grande Caminho da Luz. O desenvolvimento espiritual se tornará o foco principal na vida. E com o tempo à medida que se tornarem mais espiritualmente maduras, essas almas também entrarão em uma lembrança total de seus verdadeiros Seres Superiores e se esforçarão para incorporar o Amor Divino em suas vidas cotidianas.

O Grupo 3 consiste em almas não despertas (que, em um Nível Superior, decidiu não Ascender nesta vida). Eles ainda sentirão a intensidade do Grande Evento e também experimentarão todos os sentimentos que ocorrerão durante o evento. No entanto, depois que acabar, eles voltarão lentamente à vida dentro do paradigma de terceira dimensão. Mesmo que eles tivessem que encontrar “verdadeiras e autênticas” notícias sobre o evento e o que isso significa, sua reação interior será forte: duvidas, descrenças e negações.

O Evento é o maior despertador para todas as almas encarnadas no Planeta Terra, que ainda estão dormindo. Este grupo de almas, no entanto, está dormindo muito profundamente e (a um Nível Superior) decidiu não despertar nesta vida. Assim, o Evento não desencadeará qualquer interesse em todas as coisas espirituais; já que eles não estão na fase em que o desenvolvimento espiritual se torna uma prioridade. Em outras palavras, eles não estão mentalmente, fisicamente, emocionalmente e espiritualmente prontos para Ascender agora mesmo, nesta vida atual.

O Grupo 4 consiste em almas não despertas (que, em um Nível Superior, decidiram desempenhar os papéis dos Escuros nesta vida). Se você ainda não o fez, leia a mensagem da semana passada deste canal intitulada ‘Abraçando o Escuro’ para obter mais informações sobre esse grupo particular de almas. Existem dois tipos de Escuros neste grupo particular de almas. Um que é “no saber” do que está acontecendo na Terra agora, e outro que está “completamente no escuro” e não tem ideia/preocupação com o Evento e o que isso significa.

Aqueles que estão “no saber” – que até agora tentaram ativamente e deliberadamente prevenir e parar o despertar espiritual da Humanidade – percebem de repente que seu tempo chegou a um fim completo. Eles saberão que tudo está perdido para o seu propósito/causa obscura, uma vez que a humanidade não terá mais interesse em viver no tipo de consciência de menor dimensão vibratória e de três dimensões, em que esses Escuros prosperam.

Todas as almas do grupo 4 enfrentarão apenas dois caminhos possíveis a serem realizados após o Grande Evento.

O caminho A é o caminho de um possível retorno à luz e ao amor de seus seres mais elevados. Este é o caminho que oferece uma final, última chance para que essas almas abracem a Luz e retornem às suas origens Divinas nesta vida atual. Para as almas que estão escolhendo isso, é preciso uma grande coragem para seguir o caminho. Todos eles têm que “ficar limpos” com todos os erros que eles cometeram em sua vida atual (ou seja, todas as coisas prejudiciais ao planeta e/ou prejudiciais para as pessoas, grupos/sociedade/cidadãos de seus próprios países).

Todos serão divulgados de qualquer maneira, de uma forma ou de outra. Nada pode permanecer escondido na Nova Gaia. Todo ser humano no planeta descobrirá um dia todos os males que lhes foram feitos por este grupo de almas, cujo propósito anterior era ter “Poder sobre os Outros” e satisfazer sua ganância. Todas as ações prejudiciais em que alguma vez fizeram parte (direta ou indiretamente) serão examinadas intensamente.

Os líderes espirituais, do grupo de almas 1, de todo o mundo, serão selecionados para se apresentar e representar a Humanidade ~ para decidir o que fazer com todas as almas do grupo 4 que decidiram seguir pelo caminho A. Se você for selecionado para ser um desses líderes espirituais (e muitos de vocês lendo este artigo serão), lembre-se do que eu havia dito no final da mensagem da semana passada por este canal. Aqui está novamente:

“Vocês são chamados para serem a voz da razão, a voz do AMOR. Vocês serão chamados para serem as âncoras de uma forma de ser em quinta dimensão: o caminho do AMOR Incondicional. Vocês serão a voz de Calma. a voz da Paz. Vocês vão falar e se levantar diante de muitos cidadãos da Terra e persuadi-los a escolher o caminho do Amor Incondicional, o caminho do Perdão e o caminho da Liberação do Passado.”

Esses líderes primeiro devem avaliar a verdadeira intenção de todos os que pertencem ao grupo 4. Deve haver arrependimento VERDADEIRO; uma genuína intenção de reforma e uma vontade de se render às decisões, não apenas dos líderes espirituais selecionados, mas também do grupo de pessoas que prejudicaram no passado.

Os líderes terão a capacidade de detectar todos as enganações e mentiras que possam ser articuladas por algumas dessas almas. Uma tentativa deliberada de enganar e mentir definitivamente falhará; no caso em que alguma das verdadeiras intenções dessas almas seja, de uma maneira ou de outra, escapar das consequências que estão sendo forçadas a enfrentar.

Somente aqueles com a intenção mais genuína de corrigir, reconciliar e pagar seus erros e adotar a maneira quinto dimensional de viver no espírito de Amor, Unidade, Paz e Abundância para todos, acabarão por ser perdoados, abraçados e continuamente orientados para que eles, mais uma vez, sigam pelo caminho de Uma Vida na Luz.

Depois de passar pela avaliação acima, se/quando se descobriu que algumas almas estão tão perdidas no Escuro que nada mais pode ser feito para retornar ao caminho da Luz (ou seja, isso provavelmente serão almas do grupo 4 que estão “no saber”), então o caminho B é a única opção que essas almas podem realizar. Nenhum outro caminho será permitido.

O caminho B é onde essas almas terão que ser “retornadas”, “transicionadas” ou “fundidas” de volta à Luz da Fonte, de volta ao abraço amoroso de Deus no domínio do espírito, para então serem recomendados/reencarnados para um diferente planeta de terceira dimensão, que ainda apoia a consciência de dualidade, medo, falta e separação. O seu “retorno à Luz da Fonte” acontecerá de maneira amorosa e respeitosa. Essas almas terão permissão para continuar a envolver o seu próprio Grande Caminho da Luz, vivendo em outro planeta de baixa vibração e “desempenhar” os papéis dos “Escuros” até estarem prontos para se reunir à Luz e o Amor de seus Seres Superiores.

Há um ponto importante para lembrar aqui: Deus deu a cada alma o livre arbítrio para fazer o que quiser com a vida que Ele/Ela lhe deu. Não há julgamento. Nenhuma condenação.

Toda alma, que atualmente pertence ao grupo 4 (pré-nascimento, em um Nível de Ser Superior) decidiu seguir o Caminho A e ascender Agora nesta vida, ou Caminho B e ascender mais tarde em suas vidas futuras em outros lugares, uma vez que eles se preparem.

Seu trabalho, todos os meus amados Trabalhadores da Luz que estão lendo atualmente, é liderar e viver pelo exemplo. Você deve ser um dos primeiros a intensificar e mostrar sua vontade de abraçar, perdoar e liberae todos os erros que essas almas, no Caminho A do grupo 4, cometeram antes do Grande Despertar, antes do Grande Evento.

Agora, aqui vem a GRANDE questão de que tenho certeza de que todos que leem isso estão se perguntando. “Quando é que este grande evento deve acontecer?” Houve muitas respostas diferentes. Alguns canais relataram recentemente que isso acontecerá em breve neste mesmo mês, no final de março de 2018. Alguns escreveram que isso acontecerá antes do final deste ano. Outros previram que isso ocorrerá muito mais tarde, talvez entre 3 a 10 anos a partir de agora. Qual dessas respostas é a correta?

Prever o futuro é um negócio arriscado. É por isso que, quando você vai visitar dois psíquicos diferentes em duas épocas diferentes (digamos, uma visita no início dos anos vinte e outra no início dos anos trinta), existe uma grande possibilidade de que esses psíquicos lhe deem duas respostas muito diferentes à mesma questão que você havia lhes perguntado. A partir do número INFINITO de potencialidades futuras que estão à sua frente, ou seja, suas prováveis linhas de tempo, esses psíquicos só podem fornecer previsões com base nas suas vibrações e intenções que você mantinha, no momento da sua visita. Toda pessoa que conheceu na vida, que desempenhou um papel na sua vida na época, ou, quem (na próxima linha do tempo) fará parte da sua vida, terá o poder de mudar seu futuro provável. É realmente um Caminho Bifurcado diante de  todos que desempenham um papel potencialmente significativo em sua vida.

No caso do momento deste Grande Evento, no entanto, os riscos de um erro são ampliados um milhão de vezes. Existem muitos micro e macro fatores, provenientes do coletivo humano, que podem influenciar o tempo e o espaço para produzir uma linha de tempo diferente da que foi originalmente predita/estimada/prevista.

Dito isto, aqui vem a nossa resposta final à sua GRANDE pergunta. Com s presunção de que todas as coisas/todas as matérias continuam a se desenvolver à sua atual velocidade de mudança, existe uma possibilidade de 56% de que o Grande Evento provavelmente ocorrerá nos próximos 3 a 6 meses a partir de hoje. Esta resposta é baseada em Dados de Luz atuais e nível de vibração planetária da Terra. Por favor, não fique desapontado se vier um pouco mais tarde do que a previsão acima. Existe mesmo uma chance de 30% que ocorrerá antes do intervalo de tempo acima.

A coisa mais importante a se ter em conta, independentemente de quando o Grande Evento realmente acontecer, é que este Evento Espiritual cósmico. magnífico e milagroso é inevitável. Isso definitivamente acontecerá. A Luz já é vitoriosa!  Absolutamente nada pode impedir que a Nova Terra de se manifestar em sua realidade física aqui mesmo, agora mesmo.

Em breve será tempo para você se juntar às celebrações extremamente animadas que já estão acontecendo no Céu, nos reinos da dimensão superior. Aplausos e grande alegria estão ressoando em todas as galáxias neste Universo. Toda a comunidade Galáctica, todos os seus Irmãos e Irmãs da Luz (de suas vidas passadas/futuras nas dimensões superiores, em diferentes raças/civilizações), estão prontos para abraçar e acolher toda a Humanidade em seu caminho. No espírito da Unicidade e Unidade com Tudo o Que É.

Estes são verdadeiramente ótimos momentos em que você está vivendo. Por favor, reconheça profundamente a honra que lhe foi dada por estar fisicamente incorporado no planeta Terra enquanto esta Grande Mudança está acontecendo. Deixe-nos dar o nosso profundo e sincero agradecimento, em amorosa gratidão ao Pai/Mãe Deus, Fonte/Criador Principal por este Grande Dom de Amor e para a Mãe Terra, Gaia, por o Seu amor profundo e os sacrifícios que Ela ofereceu por toda a Humanidade ao longo de éons de tempo.

Realmente não há nada extra para vocês fazerem a partir deste momento, meus amados Trabalhadores da Luz. Continuem a irradiar a sua luz e a viver todos os dias, totalmente comprometidos com: o seu Grande Caminho da Luz e um modo de vida de alta vibração.

Por favor, continue também a caminhar todos os dias, agindo como se você fosse a encarnação de seu Eu Superior e como se a Nova Terra já estivesse aqui. Ambos os fatos, no momento do grande  AGORA, são definitivamente verdadeiros e não uma falsa crença.

Todos nós aqui na dimensão superior, reverenciamos a todos com grande respeito, amor, gratidão
e muita admiração por sua contínua participação, coragem, bravura e trabalho duro na criação e na manifestação física da Nova Terra. Continuaremos sendo seus parceiros de trabalho amorosos e solidários neste projeto de grande ascensão. Por todo o caminho até a sua conclusão, até o fim.

Estou caminhando com você, a cada passo do caminho. Solicite ajuda sempre que precisar. Todos estamos prontos para ajudar. Você nunca está Sozinho.

Enviando muito amor e luz em seu caminho.

Seu irmão na Luz,
Sananda.


Ouça também a mensagem através do vídeo:

 


Fonte: Haphael Healing Space | The Great Event is Coming ~ Sananda, 12 March 2018
Tradução: MXVENUS .

Via: MXVENUS | [O Grande Evento Está Chegando] – Sananda / 12 de Março de 2018


Nota: A transcrição do áudio teve o texto adaptado para um melhor fluxo de leitura, tomando-se como base o texto original em inglês.


COMO TRABALHADORES DA LUZ, ESTAMOS TODOS ONDE PRECISAMOS ESTAR…

Man and Universe

DESAFIOS DOS TRABALHADORES DA LUZ DA PRIMEIRA ONDA

 Por: Vidya Frazier

 

Se você se considera um Trabalhador da Luz da Ascensão – alguém que sabe que é seu propósito espiritual ajudar a humanidade e a Terra através do processo da Ascensão durante esses tempos – você pode estar se sentindo especialmente desafiado ultimamente.

Com certeza, você provavelmente testemunhou as mudanças e perdas que têm ocorrido em sua vida, especialmente desde dezembro de 2012. Mas talvez nos últimos meses, você se sentiu empurrado contra a parede, às vezes, com tudo o que está acontecendo.

As novas frequências que agora estão fluindo para a Terra estão mais rapidamente do que nunca desvendando muitas estruturas, sistemas e padrões em todo o mundo. Mas talvez você olhe ao redor e veja que outras pessoas que você conhece parecem estar bem com tudo – e em alguns casos, estão realmente decolando em suas vidas. Enquanto você ainda está lutando com padrões antigos que simplesmente não parecem soltar, apesar de todos os seus esforços para se curar e permanecer em uma alta vibração.

TRABALHADORES DA PRIMEIRA ONDA

Eu descobri que pode haver várias razões para este fenômeno estar acontecendo com aqueles que estão experimentando isso. Primeiramente, muitos Trabalhadores da Luz da Ascensão são pessoas que tendem a saltar com ambos os pés em qualquer direção nova que eles sabem que desejam entrar.

Eles sabem que estão aqui para ajudar o processo de Ascensão; e pelo sagrado, eles vão fazer isso agora, e com tudo o que eles têm para dar.

Alguns se referiram a este grupo específico de Trabalhadores da Luz como Almas da “Primeira Onda” que estão aqui para se moverem para a “frente do pelotão”, e para atuarem como pioneiros, balizadores e líderes durante esses tempos.

Eles estão aqui para percorrer o processo de Ascensão muito rapidamente, a fim de ser capaz de ajudar os outros que chegam atrás deles.

Isso faz sentido.

Nem todos os Trabalhadores da Luz se encaixam nesta categoria. Alguns tendem a ficar para trás por um tempo, para ver onde as coisas estão indo e testemunhar aqueles à frente deles primeiro antes de saltar com o que eles têm para oferecer.

Ninguém é melhor ou necessariamente mais “avançado” de qualquer jeito – é apenas uma característica de personalidade.

Mas se você sabe que é uma pessoa que salta adiante com entusiasmo e às vezes sem medo em novos panoramas que se abrem, e você está sendo envolvido por mais desafios do que outras pessoas que você conhece, esta pode ser uma das razões.

TRABALHADORES DA LUZ SEMENTES DAS ESTRELAS

Outra razão pode ser que você originalmente veio de outro sistema de estrelas muitos milhares de anos atrás, em resposta ao chamado da Terra para ajudar enquanto a Queda da Consciência estava ocorrendo. Muitos Trabalhadores da Luz vêm dessas civilizações mais antigas e mais avançadas.

No entanto, nem todas as Sementes das Estrelas chegaram à Terra durante esse período de tempo atrás (Algumas estão aqui pela primeira vez) – e nem todas que vieram para a Terra há muito tempo vieram com o mesmo contrato ou acordo sobre o que elas estavam vindo fazer.

Algumas chegaram a concordar em experimentar tudo o que poderia ser experimentado aqui na Terra na Terceira Dimensão, incluindo todos os recantos e fendas mais escuros que essa dimensão tinha para oferecer. E que fariam isso, primeiro, a fim de ajudar outros que estavam presos nesses lugares – e então também eventualmente trazer as distorções escuras e anomalias que tinham experimentado aqui, de volta para a Luz.

Isto implicava eventualmente ficar enredado com as energias mais negativas sobre e perto da Terra e, assim, ser pego na Roda do Karma. E isso significava viver vida após a vida, tentando equilibrar o karma que tinham acumulado.

E, embora diligentes e conscienciosos em seu trabalho para concluir o karma em vidas passadas, eles ainda trouxeram um pacote nesta vida para terminar de trabalhar. Então isso pode ser verdade para você também.

FAMÍLIA E KARMA COLETIVO

No entanto, uma terceira razão pela qual alguns Trabalhadores da Luz da Ascensão podem estar enfrentando desafios especialmente difíceis neste momento é que muitos não estão apenas trabalhando por seu próprio karma individual. Eles também estão trabalhando pelo karma coletivo que assumiram por sua linhagem familiar – ou aspectos do karma da maioria da humanidade.

Às vezes é difícil distinguir entre o que é “seu” karma ou padrões a serem trabalhados, e aqueles que podem ser devido a acordos que você fez para ajudar a humanidade para resolver questões coletivas.

Mas se algumas das questões com as quais você está lidando são aquelas com as quais a maioria da humanidade lidou há milênios, é provável que você esteja carregando mais do que sua própria carga individual para trabalhar nesse tempo.

COMPARAÇÃO JUSTA ENTRE TRABALHADORES DA LUZ

A boa notícia na compreensão de tudo isso é que se você está julgando-se por ser tão “lento” no trabalho pelas suas coisas, em comparação com outros ao seu redor, você pode parar de fazê-lo. Ou talvez você esteja julgando-se por ser tão “miserável” em manifestar o que você quer que aconteça em sua vida.

Você pode se dar algum descanso e alguma compreensão compassiva para tudo o que você está percorrendo.

Mesmo que nenhuma das razões acima se apliquem a você, se você está tendo um momento especialmente áspero neste momento – realmente pode não ser uma comparação justa entre as pessoas, mesmo entre pessoas que são Trabalhadores da Luz da Ascensão.

Todos nós temos diferentes histórias evolutivas, diferentes contratos de alma e diferentes experiências e caminhos de despertar que ESCOLHEMOS.

ESTAMOS TODOS ONDE PRECISAMOS ESTAR.

E estamos todos sendo preparados da melhor maneira possível para servir aqui das formas que estamos aqui para servir.

Então, se você percorre períodos de desespero, sentindo-se sem poder e oprimido/esmagado com as mudanças que você está lidando, saiba em primeiro lugar que você está sendo preparado para o seu papel da melhor maneira possível.

Segure-se aí, seja paciente, e saiba que tudo está na ordem divina.
Num determinado momento você será conduzido por ela.

E em segundo lugar, compreenda que uma vez que você está no pior disso, e está totalmente descobrindo o poder do seu recém despertar do Eu na 5aD, você será capaz de voltar-se para aqueles que estão apenas começando a passar por todas as mudanças que você já passou, e ser capaz de realmente ajudá-los.

Acima de tudo, seja gentil consigo mesmo.
O processo de Ascensão pode ser muito desafiador às vezes.

Lembre-se – você está dando nascimento a um novo EU.
Isso leva tempo e cuidado especial.

 .


Por favor, respeite os créditos ao compartilhar

DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – http://www.decoracaoacoracao.blog.br
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – https://lecocq.wordpress.com

Fonte: Challenges of First-Wave Ascension Lightworkers
Tradução Vilma Capuano – vilmacapuano@yahoo.com.br

Via: ♥ De Coração a Coração ♥: DESAFIOS DOS TRABALHADORES DA LUZ DA PRIMEIRA ONDA

 

SE EM SEU PLANO DE ALMA FAZ PARTE SE TORNAR UM MISSIONÁRIO DA LUZ…

energia

ANCORANDO E VIVENDO SEU PLANO DE ALMA E A RESPONSABILIDADE DO MISSIONÁRIO CONSCIENTE

Palestra - Plano de Alma (editado)

Palestra de Gabriel RL
inspirada por Mestre El Morya

 

INTRODUÇÃO:

As pessoas nascem, crescem, algumas delas, às vezes, nem cresceram tanto assim, e já conseguem observar a vida como ela está. E desde que tomam consciência de si mesmas e do mundo que as rodeia, elas começam a questionar. Elas têm muitas perguntas. Perguntam primeiro a si mesmas, depois aos pais, professores e demais pessoas ao seu redor. E, na medida em que vão crescendo, frequentando escolas, igrejas e demais instituições, as perguntas vão ficando cada vez mais complexas, e as dúvidas mais intensas e perturbadoras. As respostas, geralmente, não são satisfatórias.

Não satisfeita, o vazio interior da pessoa cresce e cresce. Na adolescência, a insatisfação toma proporções imensas e explode – o que leva muitos jovens a se perderem no mundo das futilidades, do alcoolismo e até mesmo das drogas mais pesadas.

Tem aqueles que acabam por, aparentemente, se satisfazer com as respostas dadas pelas igrejas que frequentam. Ora! Isso tudo é decorrência do que no íntimo, todos sabem. Todos sentem, no nível interno, que têm uma missão para cumprir na vida. E se embrenham por todos os caminhos possíveis em busca de esclarecimento para satisfazer esse desejo: descobrir e cumprir sua missão. Alguns vão passar toda sua vida nessa posição de “buscador” e nada vão encontrar. Outros, de uma forma ou de outra, vão descobrir que o que lhes preenche esse vazio interior, nada tem nada a ver com vida material. Felizes estes, que encontram a sua missão de alma – única coisa que vai lhes preencher o vazio existencial. – E ela se descobre “um missionário”.

A palavra missionário pressupõe algumas mudanças e/ou adequações para que a pessoa cumpra sua missão – única forma de encontrar a paz interior. Essas mudanças, muitas vezes, não são muito confortáveis à vida material, pois vão exigir disciplina e abnegação. Essa parte é muito difícil. É para os fortes e determinados. Quem não se sente forte e determinado o bastante para assumir isso, saiba que acima de qualquer sacrifício, está o bem estar e a paz interior alcançada por quem encontra e cumpre sua missão. É muito gratificante! Um verdadeiro prêmio dos Céus!

Saibam todos os buscadores que há muitas ferramentas disponíveis àquele que descobre sua missão de alma. Os missionários recebem da espiritualidade toda ajuda de que necessitam para seguir adiante com suas missões, basta que se abram para isso.

Gabriel RL é um desses abnegados missionários e tem experiência o bastante para tratar desse assunto, com maestria. Vamos ouvi-lo, então, nessa palestra em que, inspirado por El Morya, ele oferece uma indispensável ajuda aos buscadores e missionários.

Gratidão, Gabriel RL! Gratidão!

Solange Yabushita

—————————————————————————————————————————–

Apresentação: Solange Yabushita
Produção de vídeo: Davi Aguiar / https://www.daviaguiartes.com/

 


Via: Sementes das Estrelas: GABRIEL RL (PALESTRA) – “ANCORANDO E VIVENDO SEU PLANO DE ALMA E A RESPONSABILIDADE DO MISSIONÁRIO CONSCIENTE”

 

AO REJEITAR ALGO, VOCÊ DESPREZA O ASPECTO MAIS SAGRADO DO UNIVERSO…

rejeitando o amor

SENTADOS NO BANCO DE JARDIM DA EVOLUÇÃO

Uma mensagem dos Pleiadianos

Canalizada por Gillian MacBeth-Louthan

 

Bem-vindos! Nós somos os Pleiadianos. A cada dia, à medida que vocês acolhem e entendem mais a sua energia, nós também nos alinhamos com partes de nós mesmos que ainda não tínhamos acolhido. Pois estamos a apenas poucos degraus acima na escada de luz, que está além do que podem ver no reflexo do espelho de seus banheiros. Nós também estamos nos esforçando para progredir. Assim como vocês, nós nos esforçamos para abraçar todos os aspectos de nós mesmos, os quais nós ainda não evoluímos a ponto de entender totalmente.

Estamos sentados ao lado de vocês no banco da evolução – cada um falando uma língua diferente, cada um representando uma oitava diferente de luz – mas sabendo, interiormente, que estamos caminhando como um só ser. É esta unidade que desejamos apresentar a vocês. É esta unidade, que muitas vezes vocês desprezam e afastam. Ela é a face de Deus, que vocês pensam que é muito feia, muito grande, muito velha, muito pequena, muito gorda, muito magra, muito alguma coisa ou pouco outra.

Entendam isto, queridos – as partes de vocês que VOCÊS NEGAM, REJEITAM, censuram, desvalorizam e subestimam – são 100% Deus. Todas as partes de seus seres que os compõem neste momento são partes de um criador que vocês rejeitam. Falamos de Deus como uma unidade de vida todo-abrangente, uma unidade de luz todo-abrangente, e uma unidade de amor todo-abrangente.

Você não pode acolher um aspecto da sua Deidade e desprezar os outros 143. Você não pode fugir do seu núcleo interior quando vira as costas, sua linda cabeça e seu coração justamente para a Divindade que precisa ser abraçada. Você nega a sua Divindade quando nega a sua beleza, quando nega seus talentos, quando nega suas capacidades. Você nega o Criador quando rejeita a si mesmo. Você nega o Criador quando rejeita a oportunidade de um milagre em sua vida, a oportunidade de um amor verdadeiro que bate à sua porta. Você nega ao Criador a oportunidade de ajudar outra pessoa através de você. Você não nega sua Divindade apenas 3 vezes ao cantar do galo, mas nega-a centenas de vezes por dia, recusando cumprimentos, recusando amizades, recusando as dádivas dos outros.

Observe quantas coisas você afasta de si todos os dias, e repare quantas vezes você afasta o que é bom. Sempre que rejeita algo, você despreza e afasta o aspecto mais Sagrado do Universo. Diariamente você decreta e declara verbalmente que é um com o criador, pedindo mais sabedoria e verdades espirituais. Você busca esses entendimentos e, no entanto, minuto após minuto, respiração após respiração, você nega o universo, a Fonte que vive dentro de você e em cada uma das suas experiências.

Todas as coisas que chegam a você são presentes do Criador que você escolhe não desembrulhar nem reconhecer. A bondade é fácil de se ver e se encontrar nas longas horas do seu dia, mas o que dizer de todas as suas experiências que não são tão fáceis, nem tão bonitas, nem tão divertidas? Todas as partes do universo estão entrando no seu mundo porque você as convocou, você fez o chamado e você emitiu um decreto – “Venham para a minha vida! Ensinem-me. Mostrem-me. E que o aprendizado venha através do prazer, da dor, da bondade, da maldade, das trevas ou da luz. Não importa.” Você invocou tudo o que lhe acontece neste dia, no dia de ontem e no de amanhã, desde o segundo do seu nascimento até o segundo da sua morte. Você chamou tudo isso à existência. Chamou os mocinhos, os bandidos, chamou sua carência e sua prosperidade. Chamou tudo através dos seus pensamentos, das suas palavras e da sua energia.

Repetimos várias e várias vezes: seu mundo é um gigantesco esboço cósmico. Cada um de vocês está desenhando o projeto da sua própria existência. Ele se desenvolve a partir dos seus gostos, seus desgostos, suas raivas, seus amores, seus ódios, seus desejos, suas necessidades. Não rejeitem nada que venha a vocês. Está tudo na proporção Divina.

Olhem para o seu mundo para encontrar a divindade que procuram. Seu mundo reflete a divindade que vocês procuram. Querem anjos? Eles virão. Querem coelhinho da Páscoa? Ele virá também. O que quer que peçam lhes será dado – vocês são os filhos prediletos do Criador. Vocês são o povo escolhido, no entanto não o percebem.

A aceleração está sobre vocês, para vocês, ao lado de vocês, em vocês, atrás e acima de vocês. Nós todos somos membros de uma família, no reino celeste, mas vocês são os caçulas e os favoritos do Pai. Tudo lhes foi dado, mas como uma criança mimada, vocês não apreciam os presentes. Vocês mesmos, que são os filhos prediletos, é que precisam lembrar e escolher. Por que pensam que vivem num planeta de livre arbítrio, de livre escolha? Tudo gira em torno de escolha, escolher, escolhido – O que escolherão? Como escolherão? Quem escolherão? Energeticamente vocês esperam que os outros escolham por vocês, que Deus escolha por vocês, quando a escolha tem sido de vocês mesmos, o tempo todo. Vocês escolhem, vocês criam, vocês manifestam, de dentro para fora!

Tornem-se os Eleitos, aqueles que escolhem a Luz superior. Parem de negar sua divindade. Cada minuto de seus dias, cada atitude com cada pessoa e cada situação são divinamente instruídos e orquestrados. Que músicas vocês estão tocando para os outros? Vocês dividem o pão com o Criador a cada minuto de cada dia, a cada respiração, a cada escolha, a cada situação – vocês estão sempre dividindo o pão com o Divino. Sentem-se à mesa da Luz e saboreiem o que lhes foi dado.

Vocês foram cortados do mais fino tecido do Criador. Vocês são o melhor do melhor que foi colocado sobre a Terra, um lugar onde vocês se esqueceram quem são. Vocês se esqueceram das suas capacidades. Esqueceram-se totalmente. E por agirem a partir do esquecimento, sentem-se esquecidos. Vocês nunca podem ser esquecidos por nenhum aspecto de Deus. Sempre que se encontram com outra pessoa, vocês estão encontrando com a divindade encarnada – e isto deve ser uma dádiva.

Neste momento, nós partimos. Somos o Conselho de Luz Pleiadiano. Nós nos sentamos ao lado de vocês neste banco de jardim do cosmos e compartilhamos nossa refeição de Luz.


Direitos autorais:

Gillian MacBeth-Louthan – PO box 217 – Dandridge, Tennessee 37725-0217 –www.thequantumawakening.com  –   thequantumawakening@hughes.net

Fonte: Sprit Library | Gillian MacBeth-Louthan | Sitting On The Park Bench Of Evolution
Tradução de Vera Corrêa veracorrea46@ig.com.br

Via: SENTADOS NO BANCO DE JARDIM DA EVOLUÇÃO – O Meu Melhor Modo de Ser


AS SETE DIFERENTES FORMAS DE VOCÊ VIVER DE ACORDO COM SEU DHARMA…

Dharma

Os 7 Dharmas

os 7 dharmas

Por: Giridhari Das
Da obra O Caminho 3T

.

Desde nossas necessidades fisiológicas até nossa relação com Deus, muitos detalhes formam nossa natureza, e darmos a devida atenção a tudo que nos constitui é uma condição fundamental para podermos nos realizar plenamente.

.Dharma é um conceito muito rico, e a palavra tem muitos significados, mas meu foco será no dharma como aquilo que precisa ser feito – essência e dever. O dever pode ser algo imposto. A essência não pode ser imposta. Dharma, portanto, é aquele dever que nasce de quem você realmente é, que nasce de sua natureza. Não é uma imposição externa ou social. É o que você precisa fazer, em qualquer dado momento, para ser a melhor pessoa que você pode ser. É fazer a coisa certa na hora certa. Ser dhármico é mais do que simplesmente fazer o que é bom ou evitar uma conduta danosa ou violenta, embora isso certamente esteja incluído no conceito, e pode-se reduzir isso a uma lista do que se deve evitar. O dharma é fluídico, vivo e sensível aos diferentes aspectos de sua vida. Grandes mudanças no seu dharma podem ocorrer, literalmente, de um segundo para o outro. Uma maneira de entender o dharma é refrasear os clássicos dizeres: “Não pergunte o que o mundo pode fazer por você, mas pergunte o que você pode fazer pelo mundo”.

Dharma é o princípio orientador da vida, a cada momento lhe demonstrando o que você deve fazer, respondendo suas dúvidas em relação a que curso seguir e simplificando as ações da vida. Dharma é sua integridade na ação e a verdadeira expressão do seu ser. Você encontrará seu lugar no mundo uma vez que você se afine com seu dharma.

dharma é fluídico

O dharma é fluídico, vivo e sensível aos diferentes aspectos de sua vida.

O dharma é uma parte integral da natureza. Não é uma construção psicológica ou um conceito religioso. O nível de fidelidade que você tem ao seu dharma afetará diretamente como você se sente diariamente. Ser fiel a si mesmo significa agir de acordo com seu dharma. Assim, quanto mais você pode se afinar com seu dharma, mais você pode agir com base no seu dharma e mais você se sentirá satisfeito, completo, real e feliz. Quanto mais dhármico for o seu comportamento, mais você se sentirá satisfeito com quem você é agora. Por fim, quanto mais dhármica for a sua vida, mais você poderá recapitulá-la com alegria e com um sentimento de realização.

Estar na Zona

Mindfulness e dharma andam lado a lado. Dharma é algo tão natural que o que você precisa para estar cada vez mais afinado com ele é remover o que não é natural, em especial egoísmo, medo e cobiça. Outra maneira de dizer o mesmo é que, se você for vítima de sua lista de felicidades condicionais, ou simplesmente carecer de consciência suficiente de suas ações, você não conseguirá ver o seu dharma. O foco perfeito no aqui e agora é centrar-se no seu dharma e colocar toda a sua atenção em realizar seu dharma no máximo de sua capacidade. Isso, por si só, trará uma felicidade imediata e sustentável. Você já experimentou isso muitas e muitas vezes. Você talvez se lembre de muitos momentos em que você se focou totalmente em fazer algo que era seu dever, sem qualquer consideração em relação a si mesmo ou a recompensas futuras ou mesmo a perigos. Pais, em especial mães com bebês, experimentam isso com frequência. Essa experiência é chamada de “estar na zona”. A psicologia positiva (o ramo da psicologia que estuda o que torna as pessoas felizes) aponta “estar na zona” como um dos pilares primários de uma vida feliz. Estar focado na ação implica, necessariamente, não estar focado nos sacrifícios ou benefícios materiais que a ação possa suscitar no futuro. Estes dois são diretamente opostos: focar-se no seu dharma aqui e agora, e ansiar por resultados futuros. Este ponto é tão importante que Krishna não o menciona menos do que dez vezes na Bhagavad-gita. Esta mudança de paradigma é a chave para um grande salto de bem-estar.

A Mudança de Paradigma: Vida vs. Fantasia

A mente destreinada frequentemente se esforça por encontrar soluções externas para a vida. Em um processo interminável, a pessoa constantemente busca ajustar a realidade externa para adequá-la a seus desejos. Listas de felicidades condicionais são sempre atualizadas. A mente destreinada, portanto, passa muito tempo no futuro, no que chamo de “mundo de fantasia”, sonhando acordada com o que parece um futuro melhor. Basicamente, esses desejos envolvem mudar o futuro de três maneiras: 1) obtendo coisas (novo carro, telefone, casa, etc.), 2) fazendo pessoas cooperarem com seus planos (como encontrando um esposo ou esposa, ou esperando que o patrão trate você melhor), e 3) tendo a esperança de que situações favoráveis surgirão (como obter um emprego, ficar em forma ou fechar um contrato). É frequente que nada significativo aconteça quando alguém atinge uma dessas metas. Desejos, uma vez realizados, frequentemente satisfazem muito pouco, e logo outros desejos começam a exercer pressão e assumirem o centro do palco da mente. Viver assim é um dos principais componentes para se ter uma vida muito ruim. Quando a mente está no futuro, desejando resultados futuros, ansiedades em relação a consequências futuras são inevitáveis. Nessa situação, igualmente inevitável é a frustração com a vida como ela é hoje, a ira quando surgem obstáculos que aparentemente adiam a realização desses desejos, e o medo de que tudo termine muito mal. Sejamos honestos: todos nós já tentamos viver assim, e simplesmente não funciona. Nunca funcionou. Esse não é um caminho para se obter paz, satisfação e felicidade.

quando-a-mente (editado)

Quando a mente deseja resultados futuros, a ansiedade é algo inevitável.

Então, a mudança de paradigma é necessária. Em vez de focar no futuro, na crença ilusória de que alguma combinação de realidade externa (estas coisas, com aquelas pessoas, naquela situação) será a chave para a sua felicidade, o foco está em simplesmente viver bem a vida, aqui e agora, centrado no seu dharma. Vida vs. fantasia. A vida está acontecendo a todo momento. É um fluxo, uma constante corrente de eventos. O desafio é estar completamente presente conforme acontece. A felicidade surge de cumprir o seu dharma bem, aqui e agora, indo de um dharma a outro, ao longo do seu dia – sendo a melhor pessoa que você pode ser hoje, neste exato momento, sincero consigo. É simples assim. Não há necessidade (e, francamente, pouquíssima utilidade) em ficar sonhando acordado com um futuro. A realidade é mais bela do que qualquer sonho, se você simplesmente aprender a acessar isso por completo. Eventos futuros se descortinarão sob a força todo-poderosa do tempo. A vida, em sua maior parte, acontece de maneira muito diferente do que qualquer coisa que você imaginou anteriormente. E isso não é algo ruim, nem algo bom. Apenas é. Trata-se da realidade. Quanto mais conseguimos nos sintonizar com a realidade, mais felizes ficamos. Em vez de imaginar que certa combinação de coisas, pessoas e situações trará paz e felicidade para você no futuro, você deve buscar paz e felicidade na vida como ela é, na bênção maravilhosa de estar ativo em seu dharma, de estar vivo, agora mesmo.

Os 7 Dharmas

Listarei, agora, sete categorias básicas de dharma para ajudar em um melhor entendimento do que é o dharma e como é fácil identificá-lo. É claro que há sutilezas, mas estas sete categorias maiores servem como forte diretriz.

1. Dharma Vocacional

O primeiro dharma, eu costumo dizer, é o mais difícil de todos, pelo menos para a maior parte das pessoas. O primeiro dharma é o chamado de sua vida, sua vocação. Nasce de sua natureza psicofísica. Algumas pessoas têm a bênção de conhecer sua vocação ainda com pouca idade. Já vi isso pessoalmente no caso de alguns dançarinos, artistas plásticos e atores com que me encontrei. São comuns histórias de atletas que se destacaram tanto que seus parentes e professores naturalmente os orientaram para se tornarem profissionais do esporte. Há outros que têm um QI tão aguçado que naturalmente gravitam em torno de trabalhos acadêmicos e científicos. Para a maioria, isso pode ser uma batalha.

sofrem-por-se-formarem-e-atuarem-em-areas (editado)

Muitos sofrem por se formarem e atuarem em áreas que não correspondem à sua natureza psicofísica.

A razão para isso ser uma batalha é que a sociedade ensina às pessoas desde tenra idade que o que elas realmente precisam é dinheiro, com metas secundárias de estabilidade e respeito. Em outras palavras, quase todos aprendem, desde o nascimento, a escolher o paradigma fantasia. Em vez de ensinarem as pessoas a fazerem aquilo em que são boas e ajudarem-nas a desenvolverem suas inclinações e talentos únicos, o mais frequente é que os pais, a cultura e o sistema escolar tratem as pessoas como folhas em branco, dando-lhes uma educação que supostamente serve para todos e os encorajando a fazer tanto dinheiro quanto possível.

Então, aqui estão algumas dicas para ajudar você a encontrar sua vocação. Lembre-se de que nunca é tarde demais.

  • Quando estiver meditando sobre o que você gostaria de fazer, remova de sua equação qualquer fator externo. A questão é quem você é, e não preocupações práticas.
  • Esqueça o dinheiro. Não pense: “Ah! Não posso trabalhar com arte porque isso não pagará minhas contas”, “Não posso cursar Filosofia porque que tipo de emprego eu conseguiria?” Remova tais considerações da mente. Uma maneira de fazer isso é pensar: “Se eu ganhasse na loteria, eu gostaria de trabalhar com…”
  • Esqueça a pressão social e o orgulho. Não se trata do que seus pais querem que você faça. Se você não se atrai pela vida militar, não faz diferença se existem cinco gerações contínuas de militares na sua família. Não se trata de status social também. Talvez a sociedade não aprecie um porteiro ou garçom, mas são profissões perfeitamente nobres. Quem possui a natureza psicofísica para o ofício de porteiro e está fazendo isso está muito melhor situado do que alguém exercendo a profissão de advogado apesar de ter a natureza psicofísica, na verdade, para a ocupação de musicista. O porteiro pode facilmente encontrar paz e felicidade em seu trabalho, enquanto o advogado sempre se sentirá frustrado e não realizado.
  • Não pense apenas no que você gostaria de fazer. Você talvez goste de fazer muitas coisas. Em vez disso, pense no que é aquela atividade específica que você não consegue ficar sem. Tente pensar qual é o tipo dominante de atividade para a qual você é naturalmente atraído.
  • Uma nota para professores: professores têm uma vocação dupla. Primeiramente, têm de aceitar que nasceram para ensinar e, em seguida, têm que encontrar a temática de ensino para a qual têm maior inclinação.

Encontrar sua vocação envolve quem você é agora e é algo que está ali para ser descoberto, de modo que há ferramentas e processos que você pode usar para ajudá-lo quanto a isso, incluindo: testes vocacionais, conversar com pessoas que são próximas a você e até mesmo astrologia védica. O melhor a fazer é apenas olhar seriamente para dentro do próprio coração e sentir sua natureza. Passe algum tempo sozinho, em silêncio, e reflita demoradamente. Seja corajoso e esteja disposto a aceitar sua verdadeira natureza. Não se traia. Não deixe o medo do futuro parar você.

Encontrar sua natureza é essencial. Passar suas horas de trabalho fazendo algo não adequado à sua natureza psicofísica desgastará suas chances de felicidade. É uma ofensa à sua pessoa. É como manter seu verdadeiro eu trancado em algum lugar distante.

2. Dharma Natural

Krishna explica na Bhagavad-gita que, entre outras coisas, um yogi tem que satisfazer três necessidades naturais: 1) dormir, 2) comer e 3) recrear. Chamo isso de nosso “dharma natural”, porque se tratam de necessidades naturais centrais do corpo e da mente. Krishna enfatiza que não se deve comer ou dormir em excesso nem comer ou dormir menos do que o necessário. Quanto é “em excesso”? Bem, o que seja em excesso para você. Somos todos diferentes. E, em diferentes momentos de sua vida, o que é demais ou insuficiente para você irá variar. Portanto, você tem que encontrar o seu equilíbrio. Viver o seu dharma é, precisamente, ter equilíbrio, sabendo quando mudar de um dharma para outro, em seu limitado dia de 24 horas. O dharma natural significa que você tem que levar a sério, como um dever, como parte de sua essência, os atos simples de comer, dormir e recrear.

Você tem que reservar um tempo para comer, para valorizar esse momento. Comer não deve ser empurrar comida para dentro da boca enquanto se faz um milhão de outras coisas. Não deve ser algo corrido. É algo que deve ser tratado como um dever sagrado. Um tempo para pensar sobre suas escolhas alimentares, sobre o que você está colocando em sua boca. É o momento crucial do dia em que você está reabastecendo o seu corpo. “Esta refeição é compatível com quem eu sou? É realmente boa para mim? É boa para o planeta?” São escolhas sérias, com consequências sérias. Em um mundo onde as pessoas estão se matando e destruindo o planeta com más escolhas alimentares, é fácil ver como tomarmos o ato de comer como um dos dharmas fundamentais pode ser muito importante.

Dormir não é uma perda de tempo. É um componente essencial para sua saúde mental e física. Falta de sono pode ter um impacto negativo tremendo em sua saúde, e até mesmo matar, no caso de dormir ao volante ou em outra situação similar. É seu dever fazer todos os arranjos necessários para dormir bem e dormir o bastante. Dormir não deve ser algo que você faz quando não é mais capaz de ficar de pé e algo que você interrompe porque é forçado a se levantar para trabalhar. Como dormir o bastante é seu dharma, é seu dever, você tem que organizar sua vida de forma que essa necessidade mental e corpórea crucial seja acomodada. Ver o sono como seu dharma significa também que, quando você vai para a cama, não deve estar pensando em outros dharmas, como o trabalho. Você deve simplesmente dormir. Limpe sua mente e esteja no aqui e agora de simplesmente dormir.

dormir-naoc3a9-uma-perda-de-tempo (editado)

Dormir não é uma perda de tempo. É um componente essencial para sua saúde mental e física.

Ver a recreação como um dos seus dharmas significa que você pode dispersar todo sentimento de culpa quando você consegue tempo para se divertir ou sair de férias. Isso também significa que você deve reservar um tempo para se divertir e sair de férias. Alguém que trabalha demais e não se diverte nada acaba se tornando alguém muito carrancudo… e pouco dhármico também. Eu, pessoalmente, acho fascinante e confortador que um texto clássico como a Bhagavad-gita, descrevendo o que é preciso para se iluminar, mencione a importância da recreação.

3. Dharma Ocupacional

Independente de se você encontrou sua verdadeira natureza, quando você aceita um emprego, gerencia seu próprio negócio ou se matricula em um programa de estudo de horário integral, você aceitou um grande dharma. Chamo isso de “dharma ocupacional”. É, em geral, o que mais exige horas do seu dia, em virtude do que é muito importante que você veja seu trabalho ou estudo como um dharma, e não como um fardo ou imposição externa.

Porque é um dharma, você não deve aceitar um trabalho que cause dor e destruição desumana. A expressão de sua vida, por exemplo, não pode ser ajudar a causar câncer e vícios em milhões de pessoas, roubar ou utilizar indevidamente recursos públicos, destruir a economia, tirar o dinheiro de outras pessoas através de mentiras, matar animais inocentes ou contribuir para a destruição do planeta. Não pode haver felicidade nisso, e nenhum argumento deve conseguir convencer você da necessidade de aceitar uma ocupação tão degradante como essas exemplificadas.

nenhumargumento (editado)

Nenhum argumento deve convencê-lo a aceitar uma ocupação degradante, como promover vício e doenças entre a população.

Ver seu trabalho como dharma significa aplicar o mesmo princípio de mindfulness para as muitas ações que o circundam. Isso quer dizer que você jamais deve ver seu trabalho ou estudo como um meio para um fim. O trabalho jamais deve se destinar a ganhar dinheiro, e seus estudos jamais devem ter por finalidade conseguir um diploma para conseguir um emprego. Esse tipo de pensamento torturará você e tornará seus dias longos e sofridos. Em vez disso, cada atividade para a qual você é convocado deve ser feita tão bem quanto você seja capaz, com tanto de sua atenção dedicada a isso quanto possível. O foco deve ser a ação em si, não o dia como um todo, nem a carreira, nem o salário ou outra meta no futuro.

Se você está se sentindo estressado no seu trabalho, é um sinal bem claro de que sua mente está fora de controle. Estresse é um indicador de que você ou está ansiando por algum futuro positivo ou está temendo algum acontecimento negativo. Em outras palavras, sua mente o está arrastando para o futuro e o enlouquecendo. Então, traga seu foco de volta para uma ação por vez. Se é hora de se sentar em uma reunião ou sala de aula, esteja ali, presente, sendo a melhor pessoa que você pode ser naquele momento. Se é hora de preparar uma apresentação, para vender papel ou qualquer outra coisa, então faça isso somente, faça o melhor que pode fazer e não fique se desgastando com pensamentos do que virá depois, não fique percorrendo as postagens de redes sociais ou respondendo a e-mails. Mantenha sua completa atenção em uma coisa de cada vez.

4. Dharma Pessoal

Toda relação pessoal cria uma demanda dhármica. A qualidade e o tipo de relação determina “o peso” das demandas dhármicas ou, em outras palavras, quanto do seu tempo você tem que investir na relação e o quanto de responsabilidade existe no seu papel nesse relacionamento. Mães e pais têm a maior demanda de todas. O dharma de criar os filhos é seríssimo. Donos de animais de estimação também assumem um dharma similar ao de maternidade e paternidade em relação aos seus companheiros animais. O dharma de ser filho ou filha é o segundo mais importante, mas não se compara ao de ser mãe e pai. Amigos muito próximos também criam laços dhármicos. Existem variados níveis de responsabilidade com outros membros familiares, irmãos, vizinhos, colegas de trabalho, etc.

vocetemquepercerber (editado)

Você tem que perceber o que cada relacionamento exige de você e estar pronto para cumprir sua responsabilidade.

Ver toda relação pessoal como dharma, como parte de uma definição de quem somos, como um dever sagrado, significa que você tem que ir além do egoísmo e da preguiça. Você tem que estar ciente dessa relação e sentir o que é preciso para honrá-la, para apreciá-la. Também significa que você quer estar completamente presente quando lida com a pessoa. Se é o momento de dar um telefonema para exercitar seu dharma pessoal com sua esposa, esteja completamente presente, exercendo tanta conexão e tanto amor quanto você seja capaz. Se é hora de passar algum tempo brincando e educando seus filhos, esteja ali por completo. Se entregue a isso. Não deixe sua mente arrastar você para pensamentos referentes ao trabalho. Não dê atenção para sua mente lhe dizendo que, em vez de brincar com um carrinho barulhento, ela preferiria estar malhando na academia ou lendo um livro em um ambiente tranquilo.

O dharma pessoal possui uma importância enorme. Se você não der tempo e energia suficientes para seus relacionamentos pessoais, você está fadado a sofrer, independente do que mais você acredite estar obtendo. Você tem que ter a sensibilidade de perceber o que cada relacionamento exige de você e estar pronto para cumprir essa responsabilidade com plena atenção, dando o seu melhor.

5. Dharma Comunitário

Você é parte de uma comunidade, residente de uma cidade e estado, e cidadão de um país. Isso significa que você tem benefícios e responsabilidades compartilhados. Espera-se que o governo providencie estradas, iluminação pública, eletricidade, água, proteção contra criminosos e invasores estrangeiros, etc., e, em troca, pelo menos, você tem que pagar seus impostos e obedecer às leis. Ainda melhor, você deve ver seu dharma comunitário como um chamado para tornar melhor a vida daqueles que vivem em seu entorno. Você pode ajudar com ideias ou com serviço voluntário? Você pode se engajar na exigência de melhores direitos civis, melhores serviços públicos? Você pode ajudar aprimorando a escola dos seus filhos? Não podemos, todos nós, pensar que isso é problema dos outros. Onde há um crescimento dessa tendência de pensar que outra pessoa deveria se preocupar com o bem público, ali encontraremos políticos corruptos e péssimos serviços governamentais. Assim, de um lado, devemos ser ao menos membros conscientes de nossa comunidade, pagando nossos tributos e seguindo as leis, e, por outro lado, devemos participar ativamente no aprimoramento da sociedade.

6. Dharma Universal

O dharma comunitário possui um foco mais imediato na comunidade e no país em que você vive. Contudo, estamos todos interconectados. Não apenas compartilhamos de uma conexão natural com aqueles da nossa espécie, mas também uma conexão com todos os habitantes do planeta Terra. Essa conexão nos define, é parte de quem somos, diante do que é parte do nosso dharma como um todo. Chamo isso de nosso “dharma universal”. Conforme você evolui, naturalmente você se torna mais e mais afinado com o mundo ao seu redor, sensível ao que está acontecendo. Uma pessoa espiritualmente madura não é indiferente à destruição do planeta e ao sofrimento de outros, e assume a parte que lhe cabe para tornar o mundo um lugar melhor. Isso se chama compaixão.

serecologico (editado)

Ser ecológico é uma das manifestações do dharma universal.

 

7. Dharma Espiritual

Por último, mas certamente não menos importante, está a categoria do dharma espiritual. Seu eu espiritual é a definição última de quem você é, sua essência no sentido último da palavra. Mesmo se, neste ponto, você não “assina embaixo” da ideia de ser mais do que este corpo, você ainda pode compreender o dharma espiritual como seu dever de ser a melhor pessoa possível, de ser completamente justo consigo mesmo.

a conexão

A conexão com Deus, quando experimentada de forma madura, é a parte mais profunda do dharma.

Com o tempo, uma vez que você entenda que você só pode se definir perfeitamente quando entenda sua relação com Deus, então, como parte de sua essência mais íntima, como a definição central de si mesmo, você gozará alegremente dessa conexão, chamada devoção, como a parte mais profunda do seu dharma espiritual. Exercitar seu dharma espiritual é assumir seriamente a responsabilidade de aprimorar-se e de conhecer-se.

Mudança de Dharma e Mindfulness

Foco no dharma é uma ótima maneira de checar se você está praticando o mindfulness; em outras palavras, se você está realmente focado no aqui e agora. Por exemplo, você está se divertindo com um passeio de bicicleta e um pneu estoura, ou você está trabalhando e recebe uma ligação e toma conhecimento de uma emergência familiar com a qual você tem que lidar. A tendência natural é você se perturbar. Quando isso acontece, simplesmente pare. Respire fundo algumas vezes. O que acabou de acontecer foi uma mudança de dharma. Você estava contente no seu dharma de recreação, andando de bicicleta, então, de repente, isso mudou para o dharma de arrumar a bicicleta. Você estava absorto no seu dharma ocupacional, trabalhando no computador, mas, então, você foi forçado a interromper isso para lidar com um dharma pessoal. Não se perturbe. Apenas entenda que aconteceu uma mudança de dharma. Se fixe no novo dharma, fixe sua mente nele, aqui e agora. Viva bem o novo momento. Não resista ao fluxo da vida e às demandas dhármicas sempre em mutação, que podem vir em momentos muito inesperados.

Antes de fazer qualquer coisa, certifique-se, primeiramente, que é seu dharma fazer isso. Algumas vezes, surgem em nossa mente ideias sem sentido que é melhor não executarmos. Outras vezes, alguém talvez queira pressioná-lo a fazer algo que é contra o seu dharma. Então, primeiro cheque e, então, seja firme o bastante para dizer não a você mesmo ou a outros caso a ação em questão não seja o seu dharma. Se é, entretanto, se fixe nisso, apesar de algum apego por fazer outra coisa, preguiça ou mesmo medo. Se é o seu dever, seu dharma, simplesmente faça, com sua mente inteiramente centrada nisso. Não permita que sua mente torture você. Não faça uma coisa desejando fazer outra. Se você tem que fazer algo, se é parte do seu dharma, realmente se entregue a isso, mesmo caso não estivesse nos seus planos ou mesmo caso não se sinta apto para isso. O resultado será que você mais uma vez se sentirá harmônico e em paz.

Dharma como um Guia e um Caminho para Simplificar a Vida

Conforme você desenvolva sua sensibilidade às demandas dhármicas do momento, saber o que fazer de um momento a outro se torna tão claro e fácil quanto trafegar por uma rodovia. À medida que você desenvolve essa habilidade, você terá a clareza de conhecer qual é a melhor coisa para se fazer agora, e terá, portanto, a determinação natural, nascida de estar livre de dúvidas, para se fixar completamente nisso. Isso permite que você aproveite ao máximo cada dia, aproveite ao máximo cada ato, absorto em mindfulness, sendo o melhor que você pode ser.

O dharma também ajudará você a se aliviar do estresse de múltiplas demandas, seja no trabalho, seja em casa ou, ainda pior, por múltiplos desejos. Dharma é sinônimo de uma ação principal por vez. Desejos são ilimitados, e, se você permitir isso, clientes, membros familiares, colegas e seu patrão irão colocar em cima de você uma lista infindável de demandas. Todavia, uma vez que você fique confiante no exercício de identificar seu dharma, de priorizar suas ações de acordo com seu dharma, você terá a paz de fazer uma coisa de cada vez, com sua mente focada nessa única ação. Nunca é seu dharma fazer mais do que você consegue – somente fazer o melhor que você pode.

Focar-se no seu dharma conduz ao desenvolvimento de simplicidade, que é uma qualidade maravilhosa. Quanto mais você foca naquilo que você tem que fazer, na expressão de si mesmo, você naturalmente se interessa menos em criar demandas desnecessárias em sua vida ou em comprar coisas que você não precisa. Você desejará comprar apenas coisas que ajudem na realização do seu dharma e nada mais. Viver essa mudança de paradigma de se centrar no seu dharma significa que você dedica cada vez menos atenção aos desejos caprichosos e planos ilusórios e extravagantes para a felicidade. Simplesmente viver seu dharma em mindfulness é algo tão completo e recompensador que você não sente mais a necessidade de buscar felicidade em comprar coisas que você não precisa. Conforme você desenvolva uma crescente sensibilidade em relação ao seu dharma, você não precisará buscar coisas para ocupar seu tempo. Você saberá o que fazer de um momento ao outro, e você valorizará ter tanta liberdade quanto possível para exercer os seus dharmas com toda a sua atenção. Você entenderá que tempo é a posse mais valiosa. Quanto mais demandas você conseguir remover do seu cronograma, mais paz você experimentará em relação a ser capaz de focar em seus dharmas centrais. Casas menores significam menos manutenção e menos tempo gasto com limpeza. Menos roupas significam guarda-roupas menores. Andar de bicicleta ou usar o transporte público, em vez de dirigir, significa menos tempo cuidando do carro. Viver perto do trabalho significa menos tempo no trânsito. Qualquer coisa que você possa fazer para simplificar sua vida resultará em mais paz e, então, mais felicidade. Essa simplicidade é priorizar o seu verdadeiro eu.

Visite o site: www.3T.org.br

Adquira a obra:

capa 3T

 


Via: Os 7 Dharmas | Volta ao Supremo Pagina Oficial

EVOLUÇÃO ESPIRITUAL É A CADA VEZ MAIS CLARA PERCEPÇÃO DO AMOR…

HeartLight_Daniel B. Holeman

O AMOR É A REALIZAÇÃO DA UNIDADE EM TODOS OS NÍVEIS

O Grupo ArcturianoGrupo Arcturiano

Canalizado por: Marilyn Rafaelle
em 24 de Setembro de 2017

 

Queridos, a mensagem para esses tempos de mudança é uma garantia de que tudo está nos trilhos e de que o mundo não perdeu seu rumo. Pelo contrário, é o obsoleto sistema de crenças que o está perdendo, mesmo que muitos lutem para mantê-lo no lugar. Falsos conceitos e crenças podem somente se dissipar na presença das energias sempre crescentes da Verdade, onde não há nada que garanta sua sustentação.

A mudança para muitos tem sido desagradável e não alinhada com seu senso de segurança e conforto material. No entanto, o que está ocorrendo é necessário para Gaia, assim como para todos sobre ela, a fim de limpar as múltiplas camadas da densa energia formada pela dualidade e separação que Gaia vem armazenando e transportando através dos séculos.

As almas entrantes geralmente escolhem experimentar algum tipo de dificuldade ou evento de mudança de vida durante sua permanência na Terra. Esta é uma vontade de livre arbítrio, escolha pré-nascimento, feita com o propósito de aprender algo necessário para o crescimento da alma, que talvez tenham estado prontas por longo tempo, mas não tenham sido aprendidas em vidas mais simples.

Da mesma forma grupos de almas frequentemente escolherão experimentar algo em conjunto de modo a eliminar e resolver um karma coletivo. Você está testemunhando isto agora, enquanto certos grupos ao redor do mundo experimentam grandes perdas e dor. As próprias coisas que parecem tão erradas de acordo com o pensamento tridimensional, muitas vezes são necessárias e perfeitas, a fim de reestabelecer o equilíbrio para uma alma ou grupo de almas.

Isso não significa que você se afaste e diga; “Oh, bem, eles escolheram isso.”. Mas, significa que você tem uma melhor compreensão das situações do mundo, e deste ambiente de maior conscientização você é capaz de enviar luz e ajuda sem adicionar energia negativa à situação.

O velho já não possui o poder que uma vez teve porque a consciência coletiva está se tornando cada vez mais evoluída. Os indivíduos estão despertando e começando a reconhecer e recuperar seu poder inato. Aqueles ignorantes de sua verdadeira identidade como seres espirituais continuam permitindo que outros tomem seu poder — governos, igrejas, especialistas, corporações e indivíduos que vivem de um justo sentido de empoderamento disfarçado de saber o que é melhor para eles.

Apesar das aparências, o Amor está cada vez mais prevalente na terra à medida que os indivíduos despertam para um novo senso de conexão e vão além dos conceitos da separação. Este é o presente (dádiva) escondido em “desastres”. O Amor está sendo sentido e expressado por muitos que não entendem que seu desejo de ajudar os outros é, na verdade, o Amor. O Amor flui de formas relevantes para um estado de consciência alcançado de um indivíduo que pode simplesmente ver suas ações como respostas práticas a alguma situação.

Há aqueles que sempre intervêm onde enxergam uma necessidade, pessoas “comuns” que fornecem roupas, alimentos e bens materiais, nunca considerando que suas ações sejam Amor. Outros ajudam nos níveis emocional e mental, fornecendo orientação e suporte. Isso é Amor (atividades de união), independentemente do que se chame. A intensa necessidade de tantos neste momento está servindo para conduzir o mundo mais profundamente para o Amor através do serviço, razão pela qual muitos escolhem pré-nascer, para experimentar ou fazer parte de algum evento dramático.

Como você já sabe, quanto mais iluminado é o estado de consciência alcançado, mais profunda e clara é a percepção do Amor pela pessoa como sendo a energia de conexão entre os muitos dentro do UM. A evolução espiritual é simplesmente uma jornada em que toda alma se move rápida ou lentamente para níveis cada vez mais altos dessa consciência. Todos os que de alguma forma desinteressada servem Gaia e suas formas de vida são amorosos, mesmo que só possam vê-lo como; “Fazendo seu trabalho” ou “Sendo prático” etc.

Há algumas pessoas (geralmente bem conhecidas, desejosas de publicidade) cujo estado atual de consciência só lhes permite realizar ações de serviço principalmente para fins de louvor e atenção dos outros, sem uma preocupação real para com os destinatários, sejam pessoas, plantas ou animais. No entanto, mesmo este baixo nível de serviço pode ser o ponto inicial a partir do qual irá desenvolver-se um senso mais profundo de serviço em Amor.

É importante compreender a diferença entre amor e habilitação. Muitos ainda acreditam que o amor significa fazer o que for preciso para tornar a outra pessoa feliz, muitas vezes à custa de seu próprio poder e crescimento pessoal. As situações de outro indivíduo podem muito bem fazer parte do contrato de pré-nascimento escolhido para aprender, limpar ou mover-se além das energias ativas de alguma antiga memória celular.

O Amor está com a mão pronta para agarrar a mão de outro que está buscando ajuda adicional para seus próprios esforços, mas o Amor não é descer no poço para levantar alguém que não está fazendo nenhum esforço pessoal ou que até mesmo não vê qualquer necessidade de estar em outro lugar. Os indivíduos devem escolher (conscientemente ou inconscientemente) por deixar uma “consciência de poço” que eles próprios criaram. Se em uma avaliação de perspectiva pessoal, uma pessoa tenta forçar outro a um estado de consciência que ainda não esteja preparado, o outro remove sua própria lição e a pessoa se torna apenas um “facilitador” para que ele prolongue este estado.

Muitos alunos da verdade permanecem confusos sobre este ponto porque, no seu sincero esforço para se tornar amoroso, eles tentam consertar, curar ou mudar todos os que lutam e não estão vendo o mundo como eles. Isso é feito através de palavras (proselitismo) ou ações (pisar e mudar as coisas), ou simplesmente através de alinhamento simpático – tudo isso irá adicionar energia à situação.

O Amor muitas vezes exige que uma pessoa se afaste e permita que outra se depare consigo mesma, o que pode ser muito difícil quando o outro é um ente querido. Nunca se esqueça de que a verdadeira natureza da pessoa é Divina, não importa quais sejam as aparências. Este é o trabalho mais difícil e se a outra pessoa está receptiva ou pronta para a mudança, sua realização amorosa de sua verdadeira natureza pode mudar sua consciência, permitindo que ela veja e seja mais receptiva à imagem maior. Sempre confie na sua intuição nesses tipos de situações – “Essa pessoa realmente quer ajuda, ou ela simplesmente está procurando por alguém para facilitar seu caminho de volta ao estilo de vida escolhido?”. Existem certos indivíduos que prosperam em ser “vítimas” porque trazem a atenção que desejam com nenhum esforço além de continuar repetindo e elaborando os detalhes de seu estado de vítima para quem escutar, o que serve perfeitamente para produzir mais situações de vítimas. Vocês são criadores.

Quando o outro tenta sinceramente crescer e mudar sua vida para melhor e se expandir, é quando você aperta firmemente a mão deles e os ajuda de qualquer maneira que seja capaz (física, mentalmente emocional e espiritualmente) até onde eles próprios estão escolhendo estar. Pode simplesmente orientá-los para onde eles podem obter a ajuda que eles procuram.

É difícil determinar essas coisas estritamente da observação e é onde seus dons intuitivos devem entrar em jogo. Vocês são Trabalhadores da Luz, o que significa que você adquiriu consciência o suficiente para se envolver com o mundo a partir de níveis de Luz e conscientização, não de acordo com conceitos tridimensionais de “amor” e serviço que muitas vezes incluem uma rendição de poder pessoal.

O Amor nunca significa ser um tapete de porta. O Amor nunca é tentar se moldar na imagem do cartão sagrado de um “santo” com os olhos levantados para o céu e as mãos dobradas mansamente. O Amor muitas vezes significa tomar uma posição e dizer “Não” quando é apropriado. O Amor permite aos outros experimentar e aprender com seus erros. O Amor é observador e conhece a diferença entre um “querer” e uma necessidade.

O Amor é um reconhecimento da verdadeira natureza Divina de cada indivíduo, independentemente de quão longe pode parecer. O Amor está sendo disposto a intervir com orientação quando solicitado, mas também é a capacidade de dar um passo atrás quando não é perguntado. O Amor é ser firme se seu filho em sua imaturidade estiver fazendo escolhas “inadequadas”, mas o Amor também permite que ele experimente as consequências de uma má escolha. O Amor é a realização da unidade em todos os níveis – física, emocional, mental e espiritual. O Amor sabe que todas as formas de vida expressam a vida Única.

Você é e só pode ser Amor, porque o Amor é a energia que flui dentro, como e através de todas as coisas. O Amor não é uma emoção, embora muitas vezes se expresse através das emoções. O Amor é o mecanismo Divino que é Deus com todas as suas partes funcionando perfeitamente na ordem infinitamente pela lei – manifestando-se no coração físico como humano.

Nós somos o Grupo Arcturiano.

 


Fonte: Oneness of All | ARCHIVES | SEPTEMBER 24, 2017
Tradução: Sementes das Estrelas / Paulo Stockler e Valéria Albuquerque

Via: Sementes das Estrelas: GRUPO ARCTURIANO – “O AMOR É A REALIZAÇÃO DA UNIDADE EM TODOS OS NÍVEIS” – 24.09.2017

A RELAÇÃO ENTRE O MAPA ASTRONÔMICO DE 23 DE SETEMBRO E O APOCALIPSE…

alinhamento planetario

23 DE SETEMBRO: ALINHAMENTO PLANETÁRIO | FIM DA ESCURIDÃO

ALINHAMENTO

Por: Cristian Danbrós

 

Saudações, Consciências!

Vejo que muitos estão falando do dia 23 de Setembro de 2017 como o fim do mundo (mais uma vez? hehehe), como o apocalipse ou como a volta de Jesus. Nesse texto, vamos tratar de todos esses assuntos que se referem a data 23.09.2017 sem rodeios, direto ao ponto.

Primeiramente, vamos entender o que vai, realmente, acontecer nessa data tão esperada desse mês de Setembro. Acontecerá um alinhamento entre 4 planetas, a Lua, o Sol, e mais 6 estrelas na constelação de Leão, incluindo a estrela Regulus. Estarão, portanto, alinhados em nosso sistema solar: Vênus, Marte, Mercúrio, o Sol, Júpiter e a Lua. Veja a imagem abaixo:

Em Apocalipse 12, na Bíblia, nós temos a seguinte profecia dada por João:

“E viu-se um grande sinal no céu: uma mulher vestida de sol, tendo a lua debaixo dos pés e uma coroa de doze estrelas sobre a cabeça. E estava grávida e com dores de parto e gritava com ânsias de dar à luz. E viu-se outro sinal no céu, e eis que era um grande dragão vermelho, que tinha sete cabeças e dez chifres e, sobre as cabeças sete diademas. E a sua calda levou após si a terça parte das estrelas do céu e lançou sobre a terra; e o dragão parou diante da mulher que havia de dar à luz, para que, dando ela à luz, lhe tragasse o filho. E deu à luz um filho, um vara, que há de reger todas as nações com vara de ferro; e seu filho foi arrebatado para Deus e para o seu trono.”

Com ar de profecia, vamos interpretar o que essa passagem de Apocalipse quis dizer.

1 – Uma mulher vestida de sol, tendo a lua debaixo dos pés: A mulher é a representação da constelação de Virgem (uma moça). O sentido de “mulher vestida de Sol” é porque o Sol encontra-se praticamente encima da constelação de Virgem. Abaixo da constelação de Virgem (nos seus pés), na visão astronômica no dia 23 de Setembro, encontra-se a Lua.

2 – … E uma coroa de Doze Estrelas sobre a cabeça: A coroa de 12 estrelas é o alinhamento entre Vênus, Marte, Mercúrio, Sol, Júpiter, Lua, Regalus e outras 5 estrelas da constelação de Leão (12 estrelas na cabeça).

3 – E estava grávida e com dores de parto e gritava por ânsias de dar à luz: Essa é a parte mais intrigante. Há 9 meses atrás (tempo comum de gestação humana) por volta de 15 de Dezembro de 2016, Júpiter entrou no “ventre” da constelação de Virgem. Nove meses após, (dia 09 de Setembro de 2017) ele sai do ventre. Virgem, portanto, nesse processo de gestação, dá à Luz a Júpiter que, nesse momento, sai do seu ventre e participa do grande alinhamento do dia 23.

4 – E viu-se outro sinal no céu, e eis que era um grande dragão vermelho, que tinha sete cabeças e dez chifres e, sobre as cabeças, sete diademas: A interpretação dessa passagem de Apocalipse 12 é realmente complexa. Seria o dragão vermelho, o tão chamado Nibiru? O planeta higienizador que, a cada 3.600 anos passa pelo nosso sistema solar para realizar um processo de purificação solar e planetária (em questões de energia)? As sete cabeças com dez chifres e mais sete diademas, lembra-nos do calendário Hebraico, aonde o ano de 2017 é o ano 5777. O 7, nos fundamentos da Cabala, é o número espiritual do progresso, da elevação, da Luz. Também, coincidência ou não, temos os 7 chacras, as 7 cores do arco-íris, os 7 raios e, por fim, 7 principais alinhamentos que são Vênus, Marte, Mercúrio, Júpiter, Sol, Lua e Regalus. Seriam, portanto, essas as sete cabeças e sete diademas? A pergunta que fica é: E os dez chifres?

O alinhamento que acontecerá no dia 23 de Setembro será um alinhamento muito poderoso que servirá como um mega portal de um grande influxo de energia para nosso sistema solar inteiro. Esse alinhamento promoverá a entrada de grandes quantidades de energia que, certamente, darão um grande impulso à transformação global do nosso orbe terrestre. Esse é o verdadeiro significado do Apocalipse: Não o fim do mundo, mas sim o fim de uma era de trevas e o fim da ignorância, para o nascimento de um Novo Mundo. As grandes quantidades de energia e a chegada de altas cargas de fótons ao nosso sistema solar estão impulsionando a humanidade inteira a despertar, a buscar uma nova Consciência. É como se raios de Luz começassem a surgir em meio a uma grande escuridão que durou por éons. É o raiar de uma Nova Aurora no Planeta Terra. É a bênção dos Céus, do Alto, para o nosso orbe: a entrada em uma Era de Luz. Aqui, em nosso planeta somente permanecerão as Almas que buscarem suas melhoras, que se sintonizarem com o progresso e a elevação. Almas que enraízam-se no egoísmo, nos sentidos inferiores, na materialização exacerbada, na prática do mal, não terão mais vez na reencarnação na Terra que, agora, começa a sair do estágio de um planeta de provas e expiações e passa, finalmente, a entrar em um estágio de REGENERAÇÃO!

O alinhamento será mais um dos grandes portais energéticos que promoverão intensas mudanças na consciência das pessoas encarnadas e desencarnadas na Terra. Mas, eu sinto que esse alinhamento não somente é uma entrada de energias de alta frequência, mas, também, um marco de início de um novo ponto na história planetária e solar. Não consigo definir que marco, que ponto ou que fato pode ser esse, mas meu sentimento expressa que é algo grandioso, que talvez seja a volta do Cristo, porém, de uma forma totalmente diferente da qual tem sido falada.

Muitas pessoas têm acreditado que Jesus voltará. Muitos tem acreditado que Cristo voltará. E sim, Ele voltará! Mas não nascerá entre nós. Ele voltará através de nós, através da Consciência Crística que começa a brotar, a desabrochar e a florescer nas pessoas. Cristo retorna, agora, na forma da Consciência Crística em cada um de nós. Esse é o retorno do Cristo: Uma nova Consciência que se instala no Planeta Terra e em toda a Humanidade. Acreditem em mim, queridos, tem sido profetizado há muito tempo uma entrada em uma Era de Luz. Os grandes mestres, os guias da espiritualidade, os movimentos esotéricos, místicos, a astrologia, todos têm falado sobre a saída de uma Era de trevas e a entrada em uma Era Dourada, conhecida no Hinduísmo como Satya Yuga ou Era da Verdade Estamos no ponto de entrada dessa Era Dourada. O alinhamento que ocorre no dia 23 de Setembro talvez seja a entrada definitiva nessa Era, nessa nova energia. Talvez seja, portanto, a entrada das novas energias cósmicas e a entrada de fótons em nosso Sistema Solar que garantirá esse fato.

Não podemos esquecer, inclusive, que entramos na Era de Aquário em 12.12.12, segundo o Avatar Sathya Sai Baba. Na Era de Aquário, astrologicamente e esotericamente falando, temos a regência da energia espiritual. A partir de agora somente a espiritualização terá força e progresso em nosso planeta. Demos graças! Quão maravilhoso é o tempo de estarmos aqui e agora! Quantas dádivas! Vamos parar de reclamar e vamos agir, vamos buscar nossas melhoras e vamos buscar fazer do mundo um lugar melhor para se viver. É hora, acima de tudo, de botarmos as mãos na massa, porque os portais, as energias e toda a espiritualidade estão aí, nos impulsionando, nos ajudando, nos orientado mas, porém, somos nós os manifestadores de um Novo Planeta.

O fato é que as Energias estão nos ajudando na mudança de nossa Consciência, porém precisamos fazer nossa parte. É natural que nesses tempos (chamados de Apocalipse – fim da escuridão) as pessoas sintam-se perdidas, sem sentido para viver, confusas, estressadas. São processos naturais de liberação de padrões que foram cultivados há éons, há muitas encarnações dentro e fora desse orbe. É o movimento do nascimento de um Novo Eu e da morte do velho eu, baseado nas energias do medo e da dualidade. Nunca antes na história da Terra uma humanidade tem sido tão impulsionada à espiritualização e à nova consciência, assim como à sua melhora íntima. É como se as Energias que chegam fossem um Coaching pessoal que está nos ajudando em nossa melhora e nossa elevação. Mas nossa parte é necessária de se realizar!

E eu lhe convido: Vamos nos transformar e adentrar uma Nova Terra! Vamos nos unir em prol do bem!

Agora, vamos entender outro ponto-chave de toda essa história. Se você utilizar o Google Sky para olhar a constelação de Virgem com a opção infravermelho ativada, você se deparará com uma tarja preta logo em cima da constelação:

A pergunta é: O que há ali que o Google está escondendo? Por que há uma tarja preta que, ao que parece, está encobrindo um suposto brilho diferente, mais intenso do que os outros? Mas, temos uma resolução para isso. Ao acessar o Sky View Virtual Observatory, site criado pela própria NASA e configurar o padrão de cores para infravermelho e procurar pela mesma localização da tarja preta, para nossa surpresa ela não está ali, revelando essa imagem abaixo:

coordenadas

O que seria isso? Nibiru? O estranho é que parecem ser duas grandes estrelas de um brilho extremamente intenso. Talvez o brilho seja intenso porque seja algo que está próximo de nosso sistema solar ou, então, se aproximando. Perceba que há uma diferença entre os 2 pontos na imagem: Um tem a coloração azulada, enquanto o outro tem uma coloração avermelhada. O interessante, também, é que abaixo desse(s) objeto(s) há um rastro, lembrando uma nebulosa ou, pelo menos, a presença de algo que emite algum brilho. De qualquer modo isso não te lembra o grande dragão, citado no Apocalipse 12?

Nibiru já começou sua entrada em nosso Sistema Solar, garantindo ainda mais uma limpeza intensa da “sujeira planetária”, porém SEM A NECESSIDADE DE GRANDES CATÁSTROFES! Essa limpeza planetária é uma limpeza psico-emocional e espiritual. A Terra que já atingiu grande mudança de Consciência não necessitará de desastres para entrar em uma Nova Era. Entendam, amados, que a Luz não fere, não machuca, ela é leve, sutil, meiga, amorosa. A entrada em uma Era de Luz é feita pelo Amor e não pela dor! Eles, os “escuros” têm lhes falado que acontecerão grandes desastres; eles têm manipulado as interpretações bíblicas para que vocês entendessem que o fim do mundo está próximo; eles têm colocado MEDO nas pessoas para que elas cocriassem isso! Quando você vibra medo é isso que você cria na sua realidade! E os “escuros” têm implantado medo nas pessoas para que elas cocriassem realidades negativas para si mesmas. É um método de tentar parar a entrada da Luz, porém, não há como retroceder. O Alto garantiu que a Terra entrará em uma Nova Consciência e todos aqueles que permanecerem na escuridão da ignorância e do egoísmo terão de serem transmigrados a outros orbes planetários para continuarem suas evoluções. Tudo isso, meus queridos, feito com Amor e com Misericórdia porque Deus assim o É. Todos são Filhos de Deus e todos possuem o livre arbítrio de permanecer na Luz benigna ou de optar pela experiência daquilo a que chamam de “mal”. Mas todos os que optarem pelo “mal” terão de irem para outros recantos universais aonde essa escolha é recíproca. Aqui, na Terra, a escolha foi feita: O MOMENTO É DE LUZ! O MOMENTO É DO BEM!

Encerro esse post dizendo que, muitos desastres que têm acontecido não são naturais, mas produzidos pelo próprio homem. Alguns, é claro, são como expurgações da Mãe Gaia que está eliminando de seu organismo grandes quantidades de cargas negativas absorvidas pelas criações inferiores do homem e seu egoísmo. É a questão do karma: tudo o que vai, volta. O homem tem machucado a natureza e, sendo assim, o machucado voltará a ele mesmo. Porém, tudo dentro dos limites do Alto e da possibilidade de regeneração consciencial. Afirmo, mais uma vez: NÃO HAVERÁ CATRÁSTROFES! NÃO HAVERÁ ARREBATAMENTOS! NÃO HAVERÁ DESASTRES E, NEM MESMO, MORTES EM MASSA! PORQUE O ALTO DECRETOU QUE ISSO NÃO É NECESSÁRIO! PORQUE A TRANSIÇÃO PLANETÁRIA É FEITA PELA LUZ, PELO AMOR, PELA MUDANÇA QUE VEM DE DENTRO PARA FORA E NÃO DE FORA PARA DENTRO!

Meus amados, a Terra os abraça e os convida para entrarem com ela em um Novo Tempo Planetário. Vocês é quem decidem. É momento de amar! É momento do bem reinar!

Muitas bênçãos, muita Luz.

Gratidão!

stellarium5(1)


Via: Portal da Consciência: 23 DE SETEMBRO: ALINHAMENTO PLANETÁRIO | FIM DA ESCURIDÃO

EMPODERE-SE! LIBERTE SUA MENTE E SEU CORPO SEGUIRÁ SEU EXEMPLO…

The Matrix

IMERSOS NA MATRIX

Por: Maiana Lena

 

A matrix(1) é uma realidade virtual de natureza holográfica que por séculos nos mantêm em eterno retorno e atormentados por anomalias. Toda tridimensionalidade é regida pela matrix tendo em vista que a matéria não é a nossa verdadeira identidade. Somos consciências vivas vivendo uma experiência tridimensional.

Você é o mestre de sua própria manifestação e suas escolhas têm o poder de libertar ou escravizar, conforme você escolher.

O mundo é um labirinto de mentiras. Encontrar a verdade é um excelente trabalho e não é tão fácil de discernir. O Universo é totalmente justo e não pode dar-lhe algo que não tem relevância para sua evolução. Se a Matrix for um problema, use-a como um espelho para procurar o que esteja criando a experiência repetida de aprisionamento, escravidão e impotência. A Matriz é uma entidade em si, criada pelo material dentro do subconsciente coletivo que se reproduziu com medo, dúvida e insegurança. Odiar o sistema é simplesmente dar o seu próprio poder para alimentar ainda mais a matrix e que usa dessa energia para controlá-lo, aprofundando ainda mais o estado de aprisionamento percebido.

Quando você entende que esses chamados prosperam com seus próprios medos e inseguranças, você pode libertar sua mente e libertar-se do drama de controle associado à escravidão da Matrix. Liberte sua mente, e seu corpo seguirá seu exemplo! Você não pode escapar do sistema se sua mente não estiver pronta para ser livre. Sua mente cria sua realidade em cada momento. Mude sua mente e seu corpo seguirá seu exemplo.

Lembre-se, você não pode controlar o Matrix. Ela é muito maior do que você e você vai se destruir no processo. A matriz é o que rege a tridimensionalidade. Para vivenciar esta experiência tridimensional você precisa entrar na matriz holográfica que faz parte dos planos tridimensionais. O seu corpo físico é o veículo para entrar na tridimensionalidade. E através dele você  pode prosperar ou ser manipulado por um longo período nestas regiões inóspitas alimentando os manipuladores da matriz tridimensional. Quanto mais você resistir e ficar chateado com o sistema, mais você vai se conectar a ele. A realidade é maleável e responde aos seus pensamentos, sentimentos e crenças. Você não pode lutar contra sua resistência externa, mas você pode reprogramar sua mente para que sua consciência desenvolva a capacidade de se elevar acima da submissão do sistema.  Desenvolva uma aceitação do que é e opere a partir daí. Isso irá poupar-lhe muita frustração, desperdício de energia, perda de oportunidade e, finalmente, sua sanidade!

Cada vez que você tentar controlar o sistema, você vai perder energia e mais preso ficará no ciclo da reencarnação. A reencarnação acontece sempre que você entra nas manipulações da matriz e esquece a sua real natureza como consciência viva e unificada na luz. Sendo assim, desenvolva sua capacidade de permanecer elevado e abundante. Quando você trabalha com o sistema você usa o sistema  para melhorar sua energia vital (e, portanto, sua abundância) em vez de permitir que ele destrua você. A Matrix pode então se tornar seu amigo em vez de ser vista como uma entidade destruidora consumindo a humanidade.

Se você continuar teimando em ver a Matrix como seu inimigo, você estará vendo seus próprios demônios projetados para fora. Você tem o livre arbítrio para escolher seu próprio caminho. A liberdade é um trabalho interno! Isso pode significar a diferença entre uma vida carente e uma vida de abundância.  A carência é um reflexo da perda de energia e perda de poder para o sistema. A abundância é indicativa de auto-empoderamento, liberdade e autodeterminação (a capacidade de decidir sobre o próprio destino). Crie sua própria realidade para transformar o mundo da Matrix; A chave, para mudar o que se manifesta na Matrix é parar de consumir os produtos da criatividade dos outros. Tudo está contido em tudo e fazer coisas “insignificantes” pode produzir um efeito espetacular sobre o mundo ao seu redor. Co-crie sua própria realidade dentro do que está contido em você. Não use o sistema. Use sua consciência.

Entretanto, você não pode enganar o seu caminho para sair do sistema. Todas as suas programações ligadas as suas outras realidades funcionam como um balanço energético e portanto, a liberdade só pode acontecer através de um equilíbrio kármico. As dívidas kármicas alimentadas pela matriz criam uma predisposição que o tornará mais suscetível ao aprisionamento dentro do sistema. Sendo assim, trabalhe sua vida no aqui/agora da forma mais ética possível para que então esta nova frequência possa alcançar e trabalhar suas outras realidades que ainda não acordaram das ilusões tridimensionais. Não há liberdade sem integridade. Tudo o que você faz para outro voltará para você mais tarde. E um comportamento antiético o levará de volta ao Matrix em vez de libertá-lo. Também roubará qualquer riqueza que você acumular. Qualquer vantagem percebida manipulando outros não é real e pode ser removida de você sem aviso prévio. Somente com integridade suficiente, você tem a oportunidade de criar um santuário vibratório, e um estado de abundância na sua vida.

O único trabalho real a fazer é extrair sua própria energia da chamada “Matriz” para que você possa ter a liberdade de viver como um ser totalmente soberano que é sua real natureza e seu direito divino.

Co-crie na luz!

Eu Sou Maiana Lena, consciência unificada na missão de servir a luz!

Via: IMERSOS NA MATRIX – Maiana Lena


 (1) O que é A Matrix?

Escola ou prisão, dependendo da perspectiva escolhida.

Por um lado, é um sistema de ensino hiperdimensional acelerando sua taxa de evolução espiritual, fornecendo-lhe experiências catalíticas em resposta aos seus pensamentos, emoções e composição espiritual.

Por outro lado, muitas dessas experiências se manifestam como forças predatórias que adquirem domínio sobre suas fraquezas.

É claro que a única maneira de evitar ser manipulado por essas forças é descobrir, integrar e transformar suas fraquezas em força, desse modo realizando indiretamente o propósito mais elevado da Matrix, que é o de ajudá-lo a transcendê-la.

No entanto, essas forças predatórias hiperdimensionais possuem livre arbítrio e têm suas próprias intenções, que é de expandir sua base de poder e se sustentar alimentando-se das energias emocionais da humanidade, bem como impedir que alguém se torne consciente o suficiente para adicionar influências desestabilizadoras à prisão / fazenda espiritual estão mantendo aqui na Terra.

Todo o conjunto do seu sistema de manipulação hiperdimensional pode ser denominado “Sistema de Controle da Matrix” – uma escola de duros golpes que enfraquecem os espiritualmente fracos e fortalece os espiritualmente fortes, de acordo com sua escolha de serem vítimas ou guerreiros.

Por Montalk

Trecho extraído de: MONTALK.NET | Matrix Intro
Tradução: Cida PereiraAFINIDADES ESPIRITUAIS


CADA SER TERÁ TÃO SOMENTE O QUE CONQUISTAR…

The Prologue and The Promise_Robert McCall

MENSAGENS – ARCANJO MIGUEL

Através de: Mude Melhore
em 06/08/2012

 

Uma nova Era se aproxima, uma Era de prosperidade, não só material; novos conhecimentos, que permitirão a todos os habitantes desse lindo planeta uma convivência mais harmoniosa e mais pacífica.

As nações terão como lema a busca do desenvolvimento sustentável, em perfeita harmonia com a natureza. Os cientistas terão acesso a revolucionários conhecimentos, uma revolução nos conhecimentos atuais que permitirá uma vida mais saudável, uma convivência mais fraterna. O planeta experimentará uma nova fase, em que o ser humano conviverá com seus irmãos, buscando uma vida harmoniosa, com profundo respeito às suas diferenças, profundo respeito a todo ser vivo que habita esse lindo planeta. Com a mudança de comportamento, o ser humano experimentará uma existência mais feliz, mais pacífica; haverá, também, uma revolução, não de caráter bélico, mas de caráter moral, aonde o Amor será o sentimento âncora. O Planeta Terra será transformado, deixando de ser um planeta de expiação.

Outro planeta está se aproximando desse sistema solar; esse planeta receberá os espíritos mais rebeldes, que terão que passar por martírios, por sofrimentos maiores, porque se demonstraram insensíveis às oportunidades que o Criador os ofereceu e não souberam aproveitar as oportunidades que lhes foram apresentadas para que mudassem e saíssem de planos tão pequenos.

O planeta Terra será habitado por aqueles que ainda não estão totalmente desprendidos da energia que nele vigora, mas  que souberam aproveitar as oportunidades para se tornarem cada vez melhores. Esse é o ciclo do Universo, através da Mudança os seres galgam os infinitos planos existenciais, até que mereçam a proximidade, o convívio com o seu Criador, que tanto os ama.

Já lhes foi dito que o planeta azul terá o mesmo destino de todos os outros; o Universo se expande. O fator tempo também será alterado, o tempo será medido de maneira diferente; os Planetas têm sua própria medida do tempo.

Por isso esta conclamação de todos os Avatares que aqui têm transmitido suas mensagens, por isso estão mostrando a necessidade de uma Mudança de pensamentos, atitudes e de palavras,  visando o bem estar coletivo, visando mais o outro que a si mesmo. Mas, de ninguém será tirado o princípio básico de todo o Universo que é a Liberdade, todos os seres são livres para seguirem o caminho que desejarem, essa é a condição básica do Universo.

Já lhes foi dito da influência da conduta sobre o corpo, já lhes foi dito que o corpo sofre como elemento purificador das máculas do Espírito. Se quiserem curar seus corpos, aperfeiçoem, modelem seus Espíritos dentro dos princípios do Amor Universal.

Nós os Arcanjos somos portadores dos anseios, dos pedidos que  fazem a seus Criadores queridos. Mesmo vivendo sob a égide do Amor, nada poderemos fazer que contrarie a lei do mérito que é básica em todo o Universo, como é a lei da causa e efeito, quem as criou está num plano de conhecimento e de comportamento inatingível.

O Amor é o maior de todos os sentimentos, capaz de criar harmonia, um ambiente de felicidade.

Amem a si próprios, cuidem de seus corpos de suas mentes, treinem para serem cada vez melhores, amem o seu próximo sem distinção de credo, cor ou etnia, amem pensando mais no próximo do que a si mesmos, amem dedicando-se à caridade. Caridade também com os animais, tão maltratados,  às águas, tão poluídas, às matas e a tudo aquilo que existe nesse lindo planeta.

Dignifiquem suas passagens, sendo um discípulo de SÃO FRANCISCO DE ASSIS, sendo um seguidor do MESTRE BUDA, sendo um guerreiro do MESTRE KRISHNA, sendo um admirador do MESTRE JESUS, de tudo aquilo que Ele nos trouxe, tendo o coração grandioso da VIRGEM MARIA, da MADRE TERESA DE CALCUTÁ. Esses Espíritos que honram as suas existências, vivendo, exclusivamente, para o Amor, vivendo sob a égide do Amor Universal.

Pratiquem a bondade, compreendam as atitudes, mesmo aquelas que não os agradem, quem ama não guarda rancor, quem ama não tem ódio no coração, quem ama perdoa, quem ama se sente um igual, mesmo àqueles que seguem caminhos opostos, porque o bem e o mal, tudo aquilo que pelo que o ser passa, tudo é uma experiência.

Eu lhes dou o meu Amor e a esperança de uma vida melhor, Esperança de uma vida saudável, no entendimento que tudo depende de cada um e que o Criador nos guardará com seu imenso Amor.

Contudo, cada ser terá somente aquilo que conquistar, por seu próprio esforço, dentro da lei do mérito.

Que o Criador os abençoe – Amém


Via: Mude Melhore | MENSAGENS – ARCANJO MIGUEL – 06/08/2012

5 TIPOS DE CONEXÕES CÓSMICAS QUE VOCÊ PODE ENCONTRAR EM SUA VIDA…

Event Details

CADA PESSOA QUE VOCÊ CONHECEU EM SUA VIDA FOI PELO MOTIVO DE 5 RAZÕES CÓSMICAS

ESPELHO 1

Por: Dejan Davcevski
Autor convidado, inspirado por Educate Inspire Change

O Universo em que vivemos funciona de maneira misteriosa. Há um caos nas complexidades do seu funcionamento e, no entanto, tudo está equilibrado.

Pode-se dizer com razão que nada neste Universo acontece por acaso.

Mesmo os incidentes mais insignificantes acontecem conforme planejado e servem para um propósito maior. Tudo o que acontece é uma manifestação do cosmos.

Nossa jornada na vida não é um passeio suave. Há altos e baixos. Algumas estradas são difíceis e outras não são.

A vida é um mistério onde todas as experiências possuem igual importância e valor. Temos a sorte de que o Universo acompanhe nossa jornada.

Ao longo desta jornada, conhecemos pessoas diferentes que desempenham diferentes papéis e servem para diferentes fins.

Alguns nos ensinam certas lições de vida, enquanto outras não nos deixam um impacto duradouro.

Algumas pessoas devem permanecer conosco para sempre, enquanto outras pessoas não. Mas mesmo as pessoas que conhecemos não é por acaso!

Estes são os 5 tipos de conexões cósmicas que provavelmente encontraremos em nossa jornada:

1. Aqueles destinados a nos despertar.

Há momentos em nossas vidas em que encontramos pessoas que são agentes de mudança. Elas caminham por nossas vidas para iniciar direta ou indiretamente algumas mudanças.

Apenas a presença dessas pessoas nos faz conscientes de que não podemos avançar na vida, a menos que efetuemos certas mudanças. O universo tem suas maneiras de resolver essas coisas.

Essas pessoas vão despertar seu potencial inativo interno que teria ficado adormecido se você permanecesse preso.

2. Aqueles que nos lembram

Às vezes, na vida, encontramos pessoas que passam somente para nos lembrar dos nossos objetivos.

O único propósito de tais interações é nos ajudar a permanecer focados em nosso caminho na vida.

Essas pessoas nos lembram quem somos e o que realmente queríamos desde o início.

3. Aqueles que nos ajudam a crescer

Algumas pessoas nos ajudam a crescer como pessoa. Elas estão ao nosso lado como um guia em nossa jornada pela vida. Eles podem nos prejudicar ou nos convidar para uma aventura para enfrentar algum desafio.

Elas nos mostram o nosso caminho quando parecemos não saber o caminho certo. Elas nos ensinam coisas que somos incapazes de aprender por nós mesmos.

Essas pessoas nos forçam a crescer.

4. Aqueles que nos reservam espaço.

Algumas pessoas desempenham papéis tão insignificantes em nossas vidas que nem nos lembramos de seus nomes. Estas são, principalmente, pessoas que encontramos no metrô ou nas estradas ou em uma casa de café.

Elas são simplesmente destinadas a manter um espaço para nós. Geralmente, são pessoas com as quais conversamos e não temos conexão nenhuma além disso.

Essas pessoas são seus companheiros que o cumprimentam na sua jornada, ou mesmo são fãs da alma pessoal que, inconscientemente, torcem pelo seu bem!

5. Aqueles que ficam.

Apenas algumas pessoas  ficarão conosco para sempre. Essas pessoas são raras de encontrar, mas certamente são as mais preciosas.

Eles são nossos amigos íntimos e a nossa família imediata. A maioria deles é membro do nosso grupo de almas, alguns deles podem até ser nossas almas gêmeas.

Essas pessoas são seus parceiros que compartilham a mesma missão ou uma missão realmente similar.

Mas quando for a hora certa, o Universo nos enviará aquela pessoa que deve estar conosco para sempre. Esta pessoa é de outro grupo de alma e vem por conta própria.

A presença dessa pessoa na nossa vida faz com que tudo fique melhor. Nós apenas precisamos ser pacientes em nossas tentativas de encontrá-las. Mas, uma vez que os encontramos, elas devem permanecer.

Eles são sua Chama Gêmea e a força magnética dentro de suas almas irá guiar um ao outro. Tudo o que você precisa fazer é ouvir a bússola do seu coração!

 


Fonte : Humans Are Free | Every Single Person You’ve Met In Your Life Is There For One Of These 5 Cosmic Reasons
Tradução : Sônia L Pereira
Publicação : Mostradores da Luz – Somos do Futuro

Via: MOSTRADORES DA LUZ – SOMOS DO FUTURO: CADA PESSOA QUE VOCÊ CONHECEU EM SUA VIDA FOI PELO MOTIVO DE 5 RAZÕES CÓSMICAS

A PERSPECTIVA ESPIRITUAL DA ALEGORIA DA CAVERNA, DESCRITA POR PLATÃO…

Mito da Caverna

O Mito da Caverna

Por: Hugo Lapa

O MITO DA CAVERNA DO PONTO DE VISTA ESPIRITUAL

O filósofo grego Platão, no ano de 2500 A.C. descreveu, a partir dos diálogos com Sócrates, o chamado “Mito da Caverna”, ou “Alegoria da Caverna”. Para quem não conhece, o mito da caverna é uma estória que consta no volume VII da obra A República. Esse mito foi provavelmente inspirado a partir dos ensinamentos dos sábios orientais ou egípcios, os quais Platão e Sócrates tiveram contato. A alegoria da caverna descreve simbolicamente a condição humana e a jornada da alma neste mundo, um lugar de erros, de imperfeições e de escuridão. O mito nos conta a estória de homens que passam a vida inteira acorrentados com mãos, pés e cabeça dentro de uma caverna. Suas cabeças ficam presas de modo que eles só conseguiam olhar a uma parede. Atrás deles existe uma fogueira que ilumina a mesma parede. Entre os homens e o fogo há uma passarela usada por aqueles que os mantém acorrentados. Esses homens cruzam frequentemente essa passarela com estátuas de pessoas e vários outros objetos.

Desde o nascimento, esses homens se encontram nessa condição e o único contato que eles têm com o mundo é a visão dessas sombras na parede que vêm das estátuas e objetos que são conduzidos pelos homens de um lado para o outro. Eles nunca tiveram contato com a realidade fora da caverna, apenas com as sombras que são projetadas na parede e são apreciadas e encaradas como a única realidade existente. Nesse mito Platão estabelece a metáfora do mundo físico como sendo a caverna e a prisão a que todos os seres estão sujeitos. O simbolismo do mito deixa claro que os habitantes da caverna tem contato apenas com o que Platão chamou de “sombras da realidade” e não com a realidade em si mesma. O mundo material e objetivo seria constituído apenas de sombras, de aparências, mas não de uma realidade. Dessa forma, o mundo, tal como o conhecemos, é vazio.

Mas será que os prisioneiros da caverna ficam presos nela para sempre? Platão afirma que não. Em sua descrição do mito, os prisioneiros podem se libertar da caverna e andar por ela. Assim que os prisioneiros se libertam, eles têm sua visão ofuscada pela claridade do fogo. Passado algum tempo, o prisioneiro vai se acostumado com a claridade e passa a compreender a origem das sombras projetadas e como elas estavam criando ilusões e assim fabricando uma falsa realidade. Depois, o ex-prisioneiro percebe uma luz que vem do mundo fora da caverna e vai em sua direção. Assim que o prisioneiro é atraído por essa luz ele consegue finalmente sair do caverna e ver a realidade tal como ela é, e não apenas as aparências, as sombras do real projetadas na parede da caverna. Agora ele enxerga o real com o sol que ilumina todas as coisas. Tudo nesse momento tudo está claro.

O mito não se encerra nesse ponto. Platão afirma que o ex-prisioneiro, agora conhecedor da realidade, pode desejar retornar à caverna para mostrar a verdade aos seus antigos companheiros e retira-los da prisão. Assim que ele retorna à caverna, já não está mais acostumado com a escuridão e, por isso, ele parece desajeitado e até tropeça na escuridão. Por isso, seus antigos companheiros riem dele e o consideram um tolo. O homem liberto fala acerca da realidade fora da caverna e tenta mostrar aos prisioneiros que a caverna é um cativeiro e que nesse local ninguém poderá encontrar a verdade, o real, mas apenas aparências ou sombras que são vazias.

Nesse ponto, os homens que vivem na prisão não gostam das explicações do ex-companheiro, sentem-se mal com elas, ficam agressivo e podem até tentar mata-lo. Aqueles que tentam levar a luz da verdade aos que se encontram nas sombras sempre encontram a resistência dos que estão envolvidos pela escuridão e podem até sofrer represálias pela sua tentativa de libertar os prisioneiros. Esse é o exemplo de Sócrates, que por questionar as crenças admitidas em sua época, foi julgado, condenado e morto. Esse também foi o exemplo de Jesus, que pregou ao povo judeu uma sabedoria que estava além de sua época, desvelando a verdade, e por isso sua morte foi encomendada pelos judeus e aceita pelos romanos que o crucificaram. Vale ressaltar que o próprio povo pediu que Jesus fosse crucificado e que o ladrão Barrabás fosse libertado. Assim como Sócrates e Jesus, muitos outros revolucionários de determinada época foram desqualificados, agredidos, humilhados e até assassinados pelos mesmos motivos. Tempos depois a humanidade, volvendo seu olhar de volta ao passado, reconheceu a grandeza desses homens.

O homem que retorna à caverna, após ter contato com a realidade – a fim de mostrar aos prisioneiros a libertação da caverna – não é personagem único do mito da caverna. Essa mesma ideia do missionário que retorna para iluminar seus irmãos humanos é conhecido como bodhisattwa na filosofia budista. O ideal do bodhisattwa é a escolha que o iluminado faz de renunciar a sua própria iluminação a fim de regressar ao mundo mais uma vez e tentar transmitir um pouco de sua iluminação aos seres humanos. O bodhisattwa é movido por grande compaixão pela humanidade e pelo desejo de que todos os seres atinjam a mesma condição espiritual elevada que ele alcançou.

Aliás, essa parece ser uma constante na vida dos místicos. De certa forma, todos os grandes vultos espirituais da humanidade vivem no mundo por um tempo e sua experiência mundana os faz perceber o caráter efêmero e vazio do mundo. Por isso, resolvem renunciar ao mundo a fim de encontrar algo que está além do mundo. Nesse sentido, passam um tempo em reclusão, solitários, em estado contemplativo, buscando interiormente a verdade que o mundo já não pode oferecer. Posteriormente eles atravessam uma série experiências que os fazem atingir um cume de autorrealização. Depois esses indivíduos sentem que precisam retornar ao mundo, pois o mundo precisa deles e porque eles anseiam que outros se libertem do mundo, tal como eles fizeram. Esse período de desligamento do mundo, reclusão e retorno ao mundo para a transmissão de uma mensagem é comum a diversas formas de misticismo. Tanto Jesus quanto Buda viveram em recolhimento interior antes de iniciarem sua missão. No Xamanismo também há um tempo de renúncia ao mundo e ao contato com a tribo, onde o xamã deve passar por uma série de experiências, para só depois retornar ao mundo como um xamã formado.

A interpretação espiritual do mito da caverna diz respeito a ascensão da alma que segue da prisão mundana em direção à luz espiritual. A caverna é, como já dissemos, o campo do mundo, o existir na matéria. A escuridão da caverna representa a ausência do plano divino na Terra e a cegueira dos seres humanos sobre a verdade. As imagens projetadas na parede que formam as sombras seriam as formas e os fenômenos do mundo, assim como os acontecimentos humanos. As correntes que prendem as mãos e a cabeça dos homens obrigando-os a olhar apenas para frente simbolizam as limitações do nosso corpo físico e dos órgãos sensoriais. O julgamento, os conceitos, as imagens mentais, o pensamento, tudo isso fica prejudicado pelos limites de nossa visão que observa apenas a caverna. A chama dentro da caverna é o símbolo da alma aprisionada na escuridão e condicionada pelas sombras projetadas, focalizando apenas um pequeno fragmento da realidade. A soltura das correntes das mãos, pés e cabeça que nos obriga a olhar apenas para frente representa a primeira libertação da alma da força e do domínio do mundo.

Depois disso, a alma pode contemplar os outros lados, olhar em diversas direções e não apenas para frente e, assim, entender o mecanismo da caverna (do mundo), como ela funciona e porque estamos presos nela. Esse é o primeiro indício de desenvolvimento da consciência dentro do engrenagem ilusória do mundo. Depois o homem pode andar pela caverna e experimentar todas as sensações e percepções sobre a forma de funcionamento da caverna (do mundo) que antes o aprisionava. Depois ele contempla uma luz que vem do mundo fora da caverna. A luz que vem de fora representa o mundo espiritual visto do mundo físico, onde as pessoas vislumbram apenas uma pequena faceta da luz divina e, por isso, podem ter interpretações bem diferentes do plano do espírito, do real, da essência, etc. O caminho ascendente que leva em direção a essa luz é, no dizer de Platão, a ascensão da alma. Quanto mais o homem sobe essa ladeira que o conduz à luz e ao mundo fora da caverna, mais ele está próximo da verdade e do real. Isso representa os diversos estados de consciência, mais elevados ou menos elevados. Quanto mais próximo da luz fora da caverna, mais galgamos em consciência e na percepção da realidade.

No momento em que atingimos a luz e adentramos nela, esse é o momento que os orientais chamam de “iluminação espiritual”. Após a iluminação, passamos a viver no mundo externo à caverna, é o mundo onde tudo está maravilhosamente iluminado pelo sol e onde podemos ver as coisas como elas são. O sol aqui representa obviamente o divino em sua mais pura expressão. Antes de chegar ao mundo que existe fora da caverna, o ex-prisioneiro que se libertou vai aos poucos observando tudo e se acostumando com a nova realidade. Mas este encarar as coisas como são é algo quase sempre dolorido, sofrido, penoso. Se uma pessoa passa horas e horas no escuro, acostumar-se novamente com a luz acaba sendo algo bem difícil, que ofusca sua visão. Esse processo de enfrentar o real é o que se chama no espiritualismo das “provas do caminho espiritual”, as provações que todas as almas devem ser submetidas em sua ascensão. O desenlace das correntes, o início da caminhada na caverna, a visão do funcionamento da caverna tal como ela é, o início da subida para fora da caverna e o contato com a luz que vem de fora, tudo isso são momentos de grande provação para a alma que anseia a libertação.

Todos nós, seres humanos, estamos vivendo dentro dessa caverna, atados e olhando apenas as sombras do real. Só depende de você, de sua escolha consciência, realizar essa libertação.

(Hugo Lapa)
Tratamento Espiritual a distância com Captação Anímica
Terapia de Vidas Passadas
lapapsi@gmail.com


Via: O Mito da Caverna | Terapia de Vidas Passadas

A RESISTÊNCIA À MUDANÇA AGE COMO UM BLOQUEIO À EVOLUÇÃO ESPIRITUAL…

entre a terra e o ceu

PERMITAM O PROCESSO DE LIMPEZA DA MEMÓRIA CELULAR  A EVOLUÇÃO É MUDANÇA

O_Grupo_Arcturiano

O Grupo Arcturiano

Canalizado por: Marilyn Rafaelle

 

Caros leitores, mais uma vez viemos em amor e com as melhores intenções para o seu avanço espiritual.

Embora a evolução mundial pareça estar paralisada, imutável e até mesmo regredindo, saibam que as frequências intensas de Luz que fluem para Gaia neste momento estão servindo para expor as criações ocultas e longas daquela consciência coletiva não iluminada, baseada na dualidade e na separação que tem mantido e continua a manter a humanidade em cativeiro.

O caos mundial está servindo para despertar muitos que ainda vivem confortavelmente na crença de que tudo o que é contado por governos, igrejas e especialistas deve ser verdade. Eles estão começando a reclamar seu poder, perguntando: “É realmente assim que eu quero que meu mundo seja? Será que isso realmente é como as coisas são?”.

É um pequeno elemento que continua a manter a máquina escura funcionando, mas as energias da crença servem para alimentar com energia fresca suas maquinações e mantê-las vivas. Isso está mudando, esse é o processo de ascensão – à medida que mais e mais despertam e se recusam a jogar seus jogos, a consciência do mundo deve e refletirá expressões novas e mais elevadas.

Não existem leis que apoiem a pobreza, a escassez ou a limitação de qualquer forma que não seja a formação de uma crença nelas. A escassez é uma parte da consciência universal (dualidade – quem tem e quem não tem) até que não seja mais o estado de consciência de alguém. A lei divina é uma lei de abundância e multiplicação. Observem as lâminas de grama e as folhas em uma árvore, pois elas refletem a lei da abundância na manifestação.

Onde há uma consciência alcançada (não conhecimento intelectual) da unidade com plenitude Divina, há abundância, pois a porta foi aberta. Novas e melhores ideias começam a fluir sem esforço para todos os aspectos da vida, e essas coisas necessárias parecem estar lá de alguma forma, quando necessário. A maioria das pessoas ainda vive sob o jugo da dualidade que se manifesta como pares de opostos, e é considerada normal pelos padrões humanos.

Tendo vivido sob o domínio da dualidade e consciência de separação vida após vida, a ideia de completude e totalidade soa impraticável e inatingível para muitos. Tentem não resistir à verdade da abundância, declarando razões pelas quais não é possível. As energias de experiências tridimensionais (experiências de escassez e limitação) permanecem armazenadas e ativas na memória celular até serem limpas – o processo em que vocês estão agora.

A humanidade é continuamente bombardeada com energias de medo, escassez e limitação que podem tornar o despertar difícil, especialmente para aqueles que são novos para a verdade. É por isso que dizemos que é importante que vocês limitem sua indulgência nas notícias e coisas que continuam a mantê-lo na velha consciência. Em vez disso, quando vocês se tornarem conscientes de problemas, usem-nos para desencadear uma consciência da verdade: “Sim, eu vejo isso, eu não nego, mas a verdade é…”.

A intenção é sempre a chave em qualquer ação. Quando um indivíduo declara sua intenção de despertar, a jornada começa e se revelará pela Graça, quando o Eu Superior começar a desenhar quaisquer experiências que possam ser necessárias para a evolução espiritual. Algumas dessas experiências não são as “experiências de luz e amor” felizes que um estudante de verdade frequentemente espera, mas eventualmente toda alma “se forma” e supera o estágio de precisar de “alarmes” para aprender com a orientação interior.

Vocês estão prontos para abraçar e integrar completude e totalidade, porque agora vocês entendem que a Consciência Divina é tudo o que existe, e que, portanto, ELA deve ser a essência de quem e o que vocês são. A separação e a discórdia não podem existir dentro do UM. A jornada evolutiva espiritual é a realização gradual deste estado de consciência através da meditação, estudo, prática e experiências de vida.

Muitos ainda acreditam que, em certo nível de consciência, a jornada espiritual está completa. A ascensão é uma mudança para a energia dimensional mais alta, mas nunca há conclusão. A ascensão continua nas dimensões superiores porque a Fonte é Infinita, expressando-se eternamente em maneiras novas e infinitas. O homem, a expressão de Deus de Si mesmo, também busca sempre uma nova consciência do Eu Único.

A condição humana, com a sua adoração do intelecto, é, na realidade, a base torcida de uma escada dimensional muito alta.

No sistema de crenças humano, há sempre metas, a motivação para atingir algum objetivo físico, emocional, mental ou espiritual, a fim de então riscá-lo da lista e passar para outro objetivo. A jornada evolutiva espiritual é contínua, cada nova faceta de consciência construída sobre o que já foi alcançado. Não há nenhum ponto em que vocês não mais experimentarão maneiras novas e mais elevadas de compreender a verdade se vocês estiverem abertos a ela. A abundância / multiplicação é lei divina e manifesta-se assim em todos os níveis (físico, emocional, mental, espiritual), razão pela qual a resistência à mudança age para bloquear suas expressões, bem como a evolução espiritual.

Isso é frequentemente um problema para professores espirituais, líderes, especialistas e até indivíduos bem encaminhados no caminho espiritual. Quando alguém acredita que eles chegaram e que não há nada mais a aprender, eles bloqueiam qualquer coisa nova de entrar. Eles escrevem livros e ensinam aulas promovendo seu nível de consciência alcançado, mas porque eles se identificam tão fortemente com as ideias que ensinam, qualquer mudança representa uma perda do “eu” e, assim, eles resistem e temem mudar.

Os autoproclamados líderes espirituais e seus seguidores frequentemente mantêm a maior resistência à verdade. Eles mantêm rígidos os conceitos de verdade acreditando que eles são a totalidade. Eles tornam estes conceitos sua corda de segurança, e recusam receptividade a qualquer coisa que possa desviar-se de seu sistema de crenças.

Esse é o erro contínuo das muitas religiões organizadas que mantêm seguidores sob regras estritas (que, na realidade, são simplesmente alguns conceitos tridimensionais “condutores” da verdade). A desobediência dessas regras é muitas vezes punível neste mundo, assim como no próximo, onde a punição eterna os espera. Esses falsos ensinamentos servem para criar o bloqueio perfeito para o entendimento mais elevado.

Quando um indivíduo está realmente pronto para evoluir, velhas crenças há muito tempo mantidas como verdadeiras começam automaticamente a cair – a ressonância da pessoa mudou e não está mais alinhada com elas. Isso pode trazer um período de luta pessoal e medo, bem como lutas dentro da família, igreja e amigos, porque até este ponto seu sistema de crenças pode ter sido seu único vínculo.

A evolução é mudança. À medida que vocês evoluem espiritualmente, o fruto será sempre novas ideias a respeito do trabalho, estilo de vida, gostos e desgostos, crenças etc., independentemente do que seu trabalho pode ser. A evolução é a eterna revelação da Fonte em todas as suas expressões e estados de consciência. É a Fonte se reconhecendo e amando A SI MESMA.

Alguns de vocês estão descobrindo que suas práticas e ensinamentos espirituais favoritos já não ressoam com vocês nas formas poderosas como já ressoaram alguma vez. Isso nem sempre significa que essas coisas estão acabadas, mas muitas vezes indica que vocês estão prontos para ir além da maneira que vocês as compreenderam, em uma realização mais profunda da verdade que elas representam.

Nunca tenham medo de deixar para trás práticas que podem ter sido vitais para a sua jornada em algum ponto. Percebam que as práticas espirituais em si mesmas nunca tiveram o poder de fazer de vocês o que vocês já são. Elas são simplesmente ferramentas que servem para aumentar a energia e ajudar a ver e entender em um nível mais elevado. Como todas as ferramentas, mesmo as práticas espirituais tornam-se obsoletas, porque uma vez que vocês atingiram a consciência de quem e o que vocês realmente são, qual é a utilidade delas?

A Criatividade em todas as suas formas é o Divino Feminino se expressando – Mãe Divina dando à luz novas ideias em forma e variedade infinitas em todos os níveis e dimensões. A energia do Feminino Divino reside dentro do centro do coração e, conforme mais pessoas permitem que seus corações se abram, integrando e ativando a energia do Feminino Divino em equilíbrio com o Divino Masculino, ela se manifestará como ideias criativas, até então, nunca sonhadas.

Para que essa verdadeira criatividade flua e se manifeste, o Divino Masculino também deve ser integrado, pois são duas metades de um Todo Divino. Os homens estão sendo guiados para integrar e permitir que seu Divino Feminino flua, enquanto as mulheres estão sendo guiadas para integrar e permitir que seu Divino Masculino flua. As ideias criativas de uma sem a outra são inexistentes ou apenas capazes de se manifestarem em formas incompletas, tridimensionais e, muitas vezes, sem inspiração.

Permitam que o processo flua, queridos, permitam o processo. Não tenham medo de abraçar e implementar cada nova verdade em todas as facetas da vida diária. Confiem que seu Eu Superior está sempre guiando e levando vocês para onde vocês estão prontos para estar. Permitam o processo.

Nós Somos o Grupo Arcturiano.


Fonte: Oneness of All | May 07, 2017
Tradução: Sementes das Estrelas / Amanda Cordeiro (https://www.facebook.com/amandacordeiroterapeuta/)

Via: Sementes das Estrelas: O GRUPO ARCTURIANO – “PERMITAM O PROCESSO DE LIMPEZA DA MEMÓRIA CELULAR / A EVOLUÇÃO É MUDANÇA” – 07.05.2017

UMA VISÃO ESPIRITUALISTA SOBRE O VEGETARIANISMO…

A Vegetariana_Magda Francot

PORQUE DEVEMOS SER VEGETARIANOS?

Elaborado por A. Cavalcanti

 

Devemos diminuir gradativamente a volúpia de comer carne dos animais. O cemitério na barriga é um tormento, após deixarmos a vida material.

Os animais são nossos irmãos, eles também como nós, vêm de longe, através de lutas incessantes e redentoras, e são como nós, candidatos a uma posição brilhante na espiritualidade.

À medida que a alma progride, é necessário, também, que o vestuário de carne se lhe harmoniza ao progresso espiritual já alcançado. Percebam que, a nutrição varia conforme a delicadeza e sensibilidade das espécies. Enquanto a poética figura do beija-flor sustenta-se com o néctar das flores, o abutre delicia-se a saborear o cadáver em decomposição do animal.

Mediante os esclarecimentos espirituais ditados por mentores credenciados no labor mediúnico espírita, evidencia-se que muito grave é a responsabilidade daqueles que possuem conhecimentos, quanto os malefícios da alimentação carnívora, não havendo desculpas que lhe suavize a culpa de terem devorado seus irmãos.

O vegetarianismo deve ser a alimentação dos homens civilizados, principalmente daqueles que já são conscientes da realidade reencarnatória e da marcha ascensional que também os animais estão obrigados. A culpa começa exatamente onde começa a consciência quando já se pode distinguir o justo do injusto e o certo do errado.

Quando o bruto devora o seu irmão, para matar a fome, trata-se de um espírito sem culpa e sem malícia perante a suprema Lei do Alto. Sua consciência não é capaz de extrair lições morais ou verificar qual o caráter superior ou inferior da alimentação vegetal ou carnívora.

Mas o homem, que sabe implorar piedade e clamar por Deus, em suas dores; que distingue a desgraça da ventura; que distingue o criminoso do santo; o ignorante do sábio; e o bem do mal, esse homem também deve saber o erro que comete diante da pratica da alimentação zoofágica diária.

Esse homem também há de compreender o equívoco da matança dos pássaros e da mutilação incessante nos matadouros, e será um delinqüente perante a Lei de Deus se, depois dessa consciência desperta, ainda persistir no erro que já é condenado no subjetivismo da alma e que desmente a Lei superior.

O direito de destruição acha-se regulado pela necessidade que o homem tem de prover ao seu sustento e a sua segurança. O abuso jamais estará contido em seu direito. O homem é culpado de matar animais, portanto não lhe assiste esse direito, uma vez que, não lhe falta a fruta ou o legume para seu sustento; nem carece da morte do irmão para a sua segurança biológica.

No âmbito da fisiologia humana podemos constatar que: A produção da toxidade causa a superação renal e do fígado, que se vêem obrigados a atender a necessidade extra da filtragem super dosada. O pâncreas esgota-se produzindo o fornecimento excessivo de fermento. As ilhas de Lanson atrofiam-se, reduzindo-se a produção de insulina, ocasionando a diabete. O movimento peristáltico do intestino é perturbado, pela ação das toxinas produzidas pelas vísceras animais, ingeridas, causando o aumento da viscosidade sangüínea causando a apoplexia. O ácido úrico se dissemina pelo sangue, causando o artritismo.

No aspecto esotérico, os homens são fornecedores da substância vital através do trucidamento de bois, carneiros, suínos, vitelas, cabritos, coelhos, galinhas e gansos.

Seus sangues inocentes são vertidos nos pisos de matadouros e frigoríficos. E depois sucumbem aos processos de obsessões, vampirismo e vingança dos magos das sombras, alimentados por essa energia vital.

“Enquanto o homem assassinar animais e comer sua carne, vamos continuar tendo guerras”

“Não há injustiça na Lei Divina, portanto, a lei cármica não permitirá que os homens sejam felizes, enquanto massacrarem seus irmãos menores, indefesos e serviçais, que também têm almas e sentem dores!”

“Quantas tragédias, angústias e sofrimentos que há séculos afligem a humanidade, são resgates cármicos provenientes da culpa espiritual de verter o sangue do irmão menor, a serviço do Vampirismo da terra e do espaço.”

Os líderes da Sombra, fortalecidos pelo derramamento diário dos rios de sangue animal, promovem então, com sucesso, as guerras, para o fornecimento de sangue humano, de melhor vitalismo para eles.

“Sob a justiça implacável da Lei do Carma, a quantidade de sangue vertida pelos animais e aves resulta em quantidade igual de sangue humano jorrado nos morticínios das guerras e guerrilhas!”

Infeliz humanidade terrena, escrava de um circulo vicioso, em que os vivos dotados de razão trucidam os vivos irracionais para devorar-lhes as carnes, e depois enfrentam o sofrimento de verem os filhos ou parentes irem para o massacre dos campos de batalhas!

É de conhecimento de muitos, que há pessoas extremamente bondosas, preocupadas com a caridade e que normalmente alimentam-se de carne.

Por outro lado, ocorre o oposto, alguns egoístas, maldosos e que somente agem dentro do padrão extremista do egocentrismo, são vegetarianos.

Devemos observar que, nem sempre o homem vegetariano é evoluído, mas, todo homem evoluído fatalmente será vegetariano.

Temos provas irrecusáveis de que podemos viver e gozar de boa saúde sem recorrermos a alimentação carnívora. Basta considerar a existência de animais corpulentos e de um vigor extraordinário em nosso mundo, tais como o cavalo, o elefante, o boi, o camelo e outros que são rigorosamente vegetarianos.

Quanto ao condicionamento pelo hábito da alimentação carnívora, devemos compreender que nosso orgulho, a vaidade ou a crueldade assim como outros tantos defeitos, são estigmas que se forjaram através de séculos, mas que teremos que eliminá-los definitivamente do nosso psiquismo.

Assim como os vícios de fumar e o uso imoderado do álcool também se estratificam na nossa memória etérica; no entanto, nem por isso nos os justificamos como necessidades imprescindíveis das nossas almas invigilantes.

O Comando Sideral está empregando todos os esforços a fim de que o terrícola se afaste, pouco a pouco, da repugnante preferência zoofágica.

A humanidade atual deve reconhecer que já ultrapassa os prazos espirituais demarcados para a continuidade suportável dessa alimentação mórbida e cruel. Na técnica evolutiva sideral, o estado psicológico do homem atual exige urgente aprimoramento no gênero de alimentação; ela deve corresponder, também às próprias transformações progressistas que já se sucederam na esfera da ciência, da filosofia, da arte, da moral e da religião.

Chegará o dia em que a Terra será promovida a um mundo regenerado. Situação onde o Planeta Terra, somente abrigará espíritos portadores dos bons hábitos.

Quando isso ocorrer, não haverá mais espaços para os matadouros. Essa futura humanidade terá a consciente despertada e saberá dar o devido valor ao sentido real da vida material, não somente para seu semelhante humano, mas também a vida do seu irmão, os animais.

Nessa ocasião, todos os terráqueos serão vegetarianos. Os espíritos que não se ajustarem á nova forma de vida, mais saudável e amorosa, deverão seguir para outro mundo mais inferior condizente com sua condição primitiva no tocante a alimentação carnívora e demais vícios danosos à evolução espiritual.

…………………………………………………………………………………………………………………..

Obras Consultadas:
[1]Fisiologia da Alma – Ramatís – Capítulo A Alimentação Carnívora e a Vegetariana – Páginas 15 á 78.
[2]Paz e Amor Bicho! (A Alimentação á Luz do Cosmo) – Grupo de Estudos Ramatís de Porto Alegre – Mariléa de Castro
[3]Elaborado por A. Cavalcanti – GRUPO RAMATÍS – GRAE-CA


Via: Despertar de Gaia: PORQUE DEVEMOS SER VEGETARIANOS?

PARA OS OLHOS DA CRIAÇÃO É CRUCIAL SERMOS PARTE DE TUDO O QUE EXISTE…

parte do todo

BASHAR

Bashar – Imagem canalizada por Vashta Narada – http://www.vashta.com/

Por: Flávia Criss

Darryl Anka

De acordo com o site original (em Inglês), Bashar é um ser de origem extraterrestre (ou um amigo do futuro) que se comunica conosco há mais de 21 anos  através do “canal” Darryl Anka, trazendo uma onda de novas informações que nos explica – claramente e em detalhes – o funcionamento do Universo e como cada um de nós cria a realidade que vivencia.

Ao longo desses anos, milhares de pessoas tiveram a oportunidade de aplicar seus princípios e ver se são realmente eficazes para mudarem as suas vidas e criarem a realidade que realmente desejam.

E a maioria esmagadora de pessoas afirma que  sim.

Alguns dos resultados reportados pelos que aplicaram os princípios ensinados por Bashar são:

  • aumento da criatividade e abundância
  • maior clareza mental & emocional
  • melhoria na saúde
  • melhoria dos relacionamentos amorosos
  • aumento da habilidade psíquica
  • aumento do amor-próprio e auto-aceitação
  • melhor auto-capacitação

Bashar explica a importância dos sistemas de crenças e nos ensina como mudar o que acreditamos a respeito de nós mesmos e do mundo em que vivemos para dramaticamente mudarmos aquilo que experienciamos em nossa vida. As novas perspectivas que ele compartilha nos ajuda a mudarmos a forma como vemos a realidade e nos ajuda, também, a entrarmos em contato com as nossas crenças e idéias que estão, no momento, guiando as nossas vidas, para que as possamos mudar, se desejarmos.

As mensagens de Bashar enfatizam nossa autocapacitação e habilidade para usarmos nosso livre arbítrio conscientemente, para criarmos a vida e o mundo que quisermos.

Bashar — As 4 Leis da Criação

Vídeo  muitíssimo interessante, na platéia um jovem pergunta sobre a possibilidade de Bashar, sendo de outra dimensão, viajar para outras “realidades”, o que ele prontamente responde “Sim, fui agora, fui de novo, fui agora,agora, agora, agora, agora…”

Todas as viagens instantâneas que Bashar demonstra realizar em segundos dirigem-se às realidades paralelas em seu total, ou seja, ele explica que somos arrastados para qualquer realidade paralela que seja representativa da vibração que desprendemos — o que oferecemos é o que recebemos – é a terceira Lei da Criação.

Existem apenas quatro Leis da Criação, e essa, explica Bashar, é a terceira Lei.

As Leis da Criação, de acordo com Bashar, são as seguintes:

  • Número 1: você existe; não pode fazer nada para mudar isso: você existe, e em alguma forma, sempre existirá;
  • Número 2: o Todo é o Um, o Um é o Todo; não pode mudar isso.
  • Número 3: o que você oferecer, é o que terá de volta; não pode mudar isso.
  • Número 4: a mudança é a única coisa que é constante, com exceção das prévias 3 Leis.

E é só isso. Cada realidade, cada experiência em cada dimensão em qualquer lugar em qualquer tempo é alguma forma de configuração daquelas 4 Leis.

Bashar procura  lembrar a cada um que nós somos a nossa própria razão pela qual escolhemos estar na Terra.

É uma aventura em que podemos nos permitir engrandecer cada aspecto de nosso ser quando estivermos acostumados com  esse esclarecimento.

Devemos nos lembrar que quando as coisas nos parecerem as mais escuras, quando as coisas parecerem em baixa, quando as coisas parecerem lá fora como sendo as mais pesadas para nós, se realmente desejarmos uma “iluminação” nessa hora, por favor, vamos nos iluminar!

Iluminem-se! É o que nos diz Bashar, para que iluminemo-nos dentro de nós! Deixemos para trás os julgamentos. Não precisamos da bagagem de mais ninguém nessa vida. Viemos com tudo o que necessitamos levar conosco. Qualquer outra bagagem que alguém pensar que teremos que carregar em nossa vida, não precisamos dela. Vamos largá-la, sacudir as mãos físicas e espirituais e começar a andar mais aprumados, mais altos e mais leves na Terra. Assim, podemos acelerar bastante, quando não temos o peso (que nos puxe para baixo) das coisas que não têm nada a ver conosco.

Quando somos mais nós mesmos,  somos mais capazes de ajudar qualquer pessoa que também escolha ser ela mesma, pois elas verão, pelo nosso exemplo, aquilo que também poderão ser — não que DEVAM escolher isso — mas pelo menos oferecemos a elas uma escolha, por escolhermos o amor, a alegria e o excitamento para nossa vida. E isso funciona. Não há nada na Criação que contradiga as escolhas que fazemos e nas quais acreditamos fortemente como sendo nossa preferência, não há mesmo NADA na Criação que contradiga as escolhas que fazemos.

Não há interrupção alguma em nossa vida. Todas as coisas que acontecem estão lá pela razão que cada um escolheu, para as usarmos como desejarmos, da forma como preferirmos, de modo que possam ser vistas, sentidas e experienciadas de maneira mais enriquecedora. E as sentiremos, ouviremos, veremos, provaremos, cheiraremos, tocaremos, todas as coisas irão se entrançando nesse estado de ser .

Sejamos este “estado de ser” porque podemos, não porque precisamos de outras razões para abraçarmos isso.

Vamos nos tornar quem somos, porque É O QUE SOMOS – e essa é a razão suficiente aos olhos da Criação. Não temos que justificar nossa existência  pois se não merecêssemos existir, acredite, não existiríamos.

Mas nós existimos. Então aos olhos da Criação é necessário, é importante que sejamos parte de tudo o que existe.

Bashar enfatiza muito isso: Sem você – sem cada um de nós , sem cada um dos seres da Criação– sem NÓS TODOS tudo o que existe não seria TUDO o que existe.

Façamos a nossa parte no TUDO que existe de todas as maneiras que desejarmos ser: esse é o nosso DIREITO INATO; esse é o DIREITO DE NOSSA ALMA.

Bashar estende a nós sua apreciação mais profunda por permitirmos essa transmissão e por compartilhá-la conosco, agradece profundamente o “presente” que lhe demos ao permitirmos que ele presencie a manifestação incomparável da Criação que escolhemos ser e por abrir os olhos dele para esses vários modos pelos quais a Criação tem  se manifestado.

Ele agradece efusivamente e deseja-nos o maior divertimento e excitação hoje!

Tradução e comentários meus (Flávia Criss), Jan/2010.

………………………………………………………………………………………………………….

Bashar – Livre  Arbítrio

A tradução abaixo é referente a um diálogo ocorrido em uma das sessões (workshops) com Bashar em que ele abordou o conceito de Livre Arbítrio, a pedido de um dos participantes. A partir da sessão transcrita em Inglês, fiz a tradução e agora compartilho-a com vocês.

O diálogo apresenta-se em Itálico logo abaixo, sendo que “Q” se refere às perguntas do indivíduo da platéia e “B”  às respostas de Bashar.

Então voilá…

Q: Você fala que podemos escolher como queremos que seja a nossa realidade…

B: Sim.

Q: … e que podemos ter o controle sobre ela, nesse sentido. Qual é a diferença entre esse tipo de controle e aquele “outro controle” o qual tenho que aprender a renunciar ou dele desistir pois me faz querer que as coisas sejam de uma determinada forma?

B: Ah, muito obrigado pela sua pergunta. Na verdade se trata de reconhecer que aquilo a que você costuma se referir em sua sociedade como sendo uma “submissão” ou “rendição” se trata, na verdade, da assunção do controle, propriamente dita. “Controlar” significa deixar-se fluir junto e em harmonia com a sincronia do Self Universal, em harmonia e sincronia com o infinito universal. Escolher fluir sincronicamente com essa ideia é ter o controle, é saber que você está no controle.

Como já dissemos, existem dois tipos de Livre Arbítrio, aquele proveniente da consciência fisiológica e o Livre Arbítrio que provém da Consciência Superior. Tudo o que vocês chamam de Livre Arbítrio e que é proveniente da consciência Superior, muitas vezes, é relegado pela consciência física àquilo a que se chama comumente de “destino” ou de “predeterminação”, porém isso só acontece quando se generaliza o uso desses termos. As especificidades reais concernentes ao modo como se desdobram os eventos generalizados e determinados pela consciência não-física superior são, na verdade, especificadas  pela personalidade fisiológica, pelos desejos fisiológicos, pelos pensamentos fisiológicos, pelas crenças fisiológicas que você cria para a sua vida fisiológica.

Assim, ter o controle, mais uma vez, expressa-se pelo seu desejo, pela expressão de sua vontade, pela expressão da convicção do que você acredita ser real pra si. É partir de um lugar de convicção, é a partir de uma presunção que o colocará diretamente em contato com o fluxo da energia universal o que vai fazer com que pareça que, uma vez no controle,  não precisará adotar uma direção. Isso lhe ajuda?

Q: Pode dizer a última frase mais uma vez?

B: Quando está no controle,  o paradoxo que se revela é que você não sente realmente que tem que fazer o governo ou tem que dar a direção. Este é o paradoxo de realidade física … quando você sabe que está criando a sua realidade e tem totalmente o controle sobre ela uma vez que tudo o que experiencia é o que criou, então você se abre para a ideia de que a vulnerabilidade é a verdadeira força infinita, não é uma fraqueza. E se você estiver disposto a estar completamente aberto, o que de fato é a vulnerabilidade, então saberá que estará completamente ligado ao Tudo-O-Que-Existe. Estar completamente ligado ao Tudo-O-Que-Existe quer dizer que estará sempre totalmente, completamente fortalecido. Você tem a força infinita e, portanto, simplesmente pode fluir a favor das linhas de energia universais.

Você tem o controle totalmente ao fluir a favor das linhas de menor resistência. Dessa forma, não ficará parecendo que terá que direcionar as coisas. O único momento em que parecerá que terá que dirigir algo  é quando lutar contra o seu próprio êxtase. Submeter-se ao seu próprio êxtase, “entregar-se” ao fluxo universal das coisas fará com que saiba que está no controle direto delas, pois então ficará fácil criar a realidade que preferir, uma vez que estará desenhando tudo numa realidade  paralela e não indo contra o fluxo.

Q: Muito obrigado.

Tradução minha, Flávia Criss, em Abr/2010 / O Meu Melhor Modo de Ser

 


Via: Anjo de Luz | Bashar um ser de origem extraterrestre

O SEU FUTURO NÃO É UMA CAIXINHA DE SURPRESAS…

caixa de surpresas

Conselho de Andrômeda – o seu futuro e o futuro do coletivo

 

ser de andrômeda

Mensagem canalizada por Luciana Attorresi 

 

Nós do Conselho de Andrômeda vos saudamos com Luz e amor do Pai.

Nós viemos falar do vosso futuro de cada um de vocês e também o futuro do coletivo. Só que para nós, vemos futuro de uma maneira diferente de vocês, pois o futuro é hoje, é agora, porque ele é intrínseco.

Aconselho vivamente você ler esta canalização de Saint Germain

Não existe futuro sem o hoje, assim como não existe hoje sem passado .

Vocês tendem a fazer divisões muito precisas; o que aconteceu, o que acontece e o que acontecerá. Sem perceber que é exatamente tudo a mesma coisa, todos eles acontecendo no agora.

Vocês são sempre responsáveis pelas vossas experiências, então, se vocês se apegam hoje nas coisas que veem nos vossos exteriores que não gostem, o Universo começará a trabalhar com aquela energia disponível. Então vocês olham para o resultado materializado e não gostam do que veem, e sentem como se aquilo tivesse sido criado naquele instante, mas isso não é verdade, foi criado alguns “agora”  atrás, quando colocaram a vossa atenção em alguma coisa que não lhes agradavam.

O futuro é um espelho do seu agora e é por isso que ele não tem vida própria, ele jamais conseguirá existir sem esse vosso agora.

Então parem de desejar o futuro como se ele fosse uma caixinha de surpresas que um outro Ser preencheu pra vocês.

Essa caixinha, não tem nada de surpreendente e foi preenchida por vocês mesmos. Nós daqui, olhamos todos vocês com amor e estima, mas temos que dizer que a hora de descarregar a culpa nos outros ou no universo por suas tristezas, acabou.

Se vocês querem ter uma experiência tranquila e harmoniosa, busquem o equilíbrio com a Fonte , é o único caminho.

Quando vocês estiverem em equilíbrio com a Fonte, vão ver os vossos desconfortos, não como um obstáculo a serem superados, mas sim  como o melhor dos mestres, porque ele está vos ensinando que por aquele caminho vocês não gostam de caminhar, logo, vocês buscarão um outro que lhes preencha com a satisfação que desejam.

Os obstáculos, muitas vezes, são o caminho mais fácil para vocês dissolverem nós cármicos, então ao invés de ficar se debatendo no mesmo lugar, parem, respirem e agradeçam, porque agora já sabem que devem caminhar por outra estrada.

Vocês desceram a Gaia para se experienciarem e serem felizes sempre, não amanhã, quando a caixinha de surpresa abrir, e sim hoje, agora, pois quando vocês estão felizes, vocês estão em alinhamento e quando vocês estão em alinhamento, vocês não se apegam nos obstáculos, e tudo fluíra na vida de vocês.

Nós, do Conselho de Andrômeda, estamos sempre disponíveis para ajudá-los, basta um pensamento e nós já estaremos ao vosso lado. Nós, vos deixamos com bênçãos de Luz e Amor.

Conselho de Andrômeda


Canal: Luciana AttorresiTrabalhadores da Luz.com

Via: Trabalhadores da Luz | Conselho de Andrômeda – o seu futuro e o futuro do coletivo

TODA AÇÃO RETORNA COM MAIOR POTÊNCIA. VOCÊ VIVE O QUE VIBRA…

Frequency and Vibration

POR QUE VOCÊ PRECISA MUDAR SUA FREQUÊNCIA?

O_Grupo_Arcturiano
Mensagem dos Arcturianos

Canalizada por: Sandra M. Luz
em 17/03/2017

 

Geralmente os temas para canalizar vem à minha mente e eu já sei que é hora de parar para canalizar. Cada vez mais, nossos irmãos estelares estão trazendo a urgência de mudarmos nossas frequências, mas parece que as pessoas ainda não entenderam. Como não desistimos de servir a luz aqui estamos mais uma vez. Me conecto com os Arcturianos e deixo que eles tragam mais ensinamentos e espero, que todos vocês leiam esta mensagem conectados com o coração e a mente de Deus.

Saudações Arcturianas, saudamos a todos na frequência do Amor e da Luz.

Como nossa querida irmã estelar disse, servimos ao Todo e não desistimos nunca, porque sabemos da importância de estar numa frequência elevada.

Amados irmãos(as) estelares, sentimos que muitos de vocês ainda esperam que seus problemas humanos sejam resolvidos por outros, para que fiquem em perfeita harmonia.

Mas precisam se lembrar de algo muito importante, vocês pediram por esta oportunidade de evoluir, vocês decidiram estar aqui e Deus deu a vocês mais uma chance de aprender, compartilhar e evoluir.

Por medo de assumir suas responsabilidades por suas ações delegaram a outros seres suas vidas e estão esperando que eles resolvam e, também, estão cobrando deles que façam mais rápido a mágica de trazer felicidade às suas vidas.

Quando isto ocorrerá?

Não ocorrerá porque a sua vida é sua, é de responsabilidade sua e não de outra pessoa.

Vocês são 100% responsáveis pelo que vibram, fazem e sentem. Isto é uma lei divina.

Ainda que outros seres humanos possam fazer algo a vocês, que tragam instabilidade às suas vidas, vocês vibraram nesta frequência e por isto atraem isto.

Ficar no papel de “vítima” alimentando a informação que outros seres fizeram mal a vocês, que “não consigo”, que “é difícil”, é apenas uma forma de tentar não se responsabilizar por suas ações, pelo que estão alimentando em seu interior.

Não adianta ficar reclamando, culpando, criticando, julgando, alimentando o que aconteceu no passado, isto não trará o equilíbrio e a felicidade que desejam.

Se vocês se mantém numa frequência baixa ao se conectar com outros seres, transmitem esta mesma frequência para eles, também contaminam o local com a mesma energia e também irradiam esta energia para seu planeta.

Resultado disso é mais seres desequilibrados, infelizes, doentes, um país com mais problemas e um planeta mais doente.

Ao decidirem melhorar suas frequências, ter pensamentos, sentimentos e ações mais elevadas, respeitar a si, aos outros e também seu planeta, trarão o equilíbrio que desejam e farão seus processos de cura e também de seu planeta.

Vejam como é simples: é só sair da frequência que traz desequilíbrio a vocês e alimentar uma frequência que realmente restabeleça sua felicidade.

Seu planeta está cobrando de vocês suas responsabilidades em fazer suas curas e também em curar o planeta que vocês vivem.

Estamos auxiliando vocês a pedido do Todo, mas não podemos fazer sua parte.

Toda sua ação retornará a você potencializada, portanto estão vivendo o que estão vibrando.

Esperamos que pensem nisto com seriedade e parem de justificar suas ações e o porquê estão protelando trabalharem-se internamente.

Quanto mais tempo relutarem, mais desequilíbrio sentirão.

A decisão é de cada um de vocês.

Encerramos está conexão na frequência do Amor e da Luz.

Somos os Arcturianos

…………………………………………………………………..

Respeite os créditos
http://nososarcturianos.blogspot.com.br
sandramluz2011@gmail.com

 


Via: NÓS, OS ARCTURIANOS: POR QUE VOCÊ PRECISA MUDAR SUA FREQUÊNCIA?

SOBRE O MESTRE SAINT GERMAIN, CHOHAN DO RAIO VIOLETA…

 

Mestre Saint Germain

19 DE MARÇO — DIA DE SÃO JOSÉ

São José

Por: Carmen Balhestero

 

São José, O Carpinteiro, como era conhecido, era descendente de David e esposo de Maria, a mãe de Jesus. Ele passou toda a sua vida em Nazaré, e morreu quando Jesus tinha 14 anos de idade e Maria, 28. No ano 8 a. C. celebrou-se as bodas de José e Maria, que, na época tinha 13 anos de idade.

Quando o Arcanjo Gabriel, em uma visão, anunciou a Maria a concepção “não humana” de seu primogênito, José, durante muito tempo, não entendeu como uma criança nascida de uma família humana poderia ter um destino divino.

O que ele não sabia, ou melhor, não se lembrava, é que Jesus chegaria ao mundo com a mais alta Consciência Crística (essência da Consciência de Lorde Maitreya, o Cristo Cósmico) e, para nascer em corpo físico, necessitava de toda magnitude de mãe e pai.

Assim, o Plano Espiritual escolheu Maria como mãe, cuja divindade não era do reino hominal, mas sim do reino angélico, e, para pai, designou José, essênio por convicção e espírito de muita luz, que encarnou na Terra vindo de uma partícula da essência divina do Mestre Saint Germain. E foi assim que a família formada por Jesus, Maria e José, na realidade uma família cósmica, ficou conhecida como a “Família Sagrada”, e São José, como o “Padroeiro da Família”.

SOBRE O MESTRE SAINT GERMAIN

Sua origem verdadeira é desconhecida. Ele apareceu nos séculos XVIII e XIX em Milão, Gênova, Veneza, Paris, Londres, São Petesburgo, como também na Índia, China, África e Rússia.

Usava entre outros, o título de Príncipe Leopoldo Jorge Rakoczi, porém só o usou quando não mais existia ninguém da família. Filho do último soberano da Transilvânia, o Príncipe Franz Leopold, e da Princesa Carlota Amélia, apenas com 4 anos de idade é enviado a Florença, sob a tutela e proteção dos Médicis, devido à perseguição de Carlos XI. Já na França, amigo de Luiz XV, desfrutava da amizade e confiança do Rei, frequentando habitualmente a corte.

Talvez tenha sido um dos maiores filósofos que já tenha existido, sempre muito preocupado com o rumo da humanidade. Amigo dos animais, não comia carne e nem bebia vinho. Muito elegante, apesar de vestir-se com simplicidade, desejava apenas o dinheiro que pudesse distribuir aos pobres, porém a sua extravagância máxima eram os melhores brilhantes que carregava em sua caixa de tabaco, no relógio e nas fivelas.

Alquimista, místico, químico, físico, falava inglês, francês, alemão, espanhol e português sem sotaque, além de outros idiomas, inclusive línguas mortas. Além de tocar canções populares e concertos com vários instrumentos musicais com excelência, de preferência violino, compunha peças musicais (algumas peças de 1745 e 1760 estão no Museu Britânico) e pintava maravilhosamente bem, mas o que tornava suas pinturas a óleo notáveis eram as cores e os brilhos, cuja técnica ele mantinha segredo.

Com muita habilidade, podia repetir peças filosóficas inteiras, depois de as ter ouvido apenas uma vez, e também escrevia simultaneamente com as duas mãos em folhas separadas sem que se pudesse distinguir uma da outra.

Os grandes Mestres Ascensionados não chegam a reencarnar por completo. Emprestam parte de sua essência a várias emanações de vida, vivendo inclusive na mesma época. Veem com seu corpo de Luz, executando conscientemente suas obras. Mestre Saint Germain, antes de ascensionar encarnou não só como São José, mas por diversas vezes na Terra.

Ele foi:

Sacerdote das Chamas nos Templos da Atlântida — As Chamas eram conhecidas, invocadas e utilizadas apenas pelos Sacerdotes, e todas as curas eram realizadas pela Chama Violeta.

Profeta Samuel — Juiz das Doze Tribos de Israel.

Albano (século IV) — Considerado o primeiro mártir das Ilhas Britânicas; até hoje, na Inglaterra, comemora-se, em 17 de junho, o dia de Santo Albano.

Proclus (século V) — Filósofo grego neoplatonista, diz-se que Proclus recebeu ensinamentos diretos da Deusa Minerva para reforçar a ideia do Todo-Uno e que foi o primeiro a falar em ecumenismo.

Merlin (século VI) — Sacerdote, mago, vidente, amigo e conselheiro do Rei Arthur, da Távola Redonda. Conta a lenda que era filho de uma bela fada e do herdeiro do trono, cujo rosto nunca viu, em uma trama angélica para gerar um ser iluminado. Foi cúmplice de Morgana, a fada, para introduzir a energia feminina no império.

Roger Bacon (1222-1292) — Filósofo inglês e grande estudioso de ciências naturais, matemática e idiomas clássicos. Naquela época, dedicar-se às ciências era aproximar-se da alquimia, da magia, por isso seus escritos foram proibidos. Roger Bacon produziu uma enciclopédia com todos os conhecimentos contemporâneos e futuros, e o Papa Clemente VI, seu amigo, interessou-se pela obra e incentivou-o a criar outras ainda mais arrojadas. Porém, quando o Clemente VI faleceu, suas obras voltaram a ser proibidas e ele foi preso durante 14 anos pelos franciscanos, ordem da qual fazia parte. Roger Bacon anteviu a importância das lentes convexas para o microscópio e o telescópio, predisse as várias consequências do uso da pólvora, os navios de propulsão mecânica e a possibilidade de se por em voo engenhos mais pesados que o ar. Tratou também de problemas de uma viagem de circum-navegação.

Cristóvão Colombo (1451-1506) — Navegador genovês, que, quando descobriu a América, tinha apenas alguma prática com navios negreiros, mas muita intuição. Foi uma viagem difícil, com caravelas deficientes e 90 marujos de antecedentes duvidosos. Sabe-se que ele foi amplamente influenciado pelas obras de Roger Bacon.

Leonardo da Vinci (1452-1514) — Pintor, escultor, engenheiro, arquiteto, cientista e inventor italiano, foi considerado “O Mensageiro da Luz”, em razão de suas pinturas espelharem dimensão e profundidade próprias de uma mente superior dentro do rol Revista da PAX de gênios a que fazia parte. Tão dotado para a investigação científica quanto para as artes, tão apaixonado pela pesquisa intelectual quanto observador dos fenômenos naturais, seus inúmeros cadernos de desenhos são associados a textos que alternam precisão e força visionária (Larousse).

Francis Bacon (1561-1626) — Filósofo inglês, estadista e ensaísta, aos 23 anos já era membro do Parlamento. Suas obras são de cunho jurídico e filosófico-científico. Delas, a mais conhecida é Ensaios, considerada de grande sabedoria. Seu método de ensino de fenômenos era indutivo. Ele reativou as escolas iniciáticas e foi considerado pioneiro imortal no campo científico. Por todo o seu trabalho era em prol da humanidade, recebeu o título de Visconde de Santo Albano.

William Shakespeare (1564-1616) — O maior dramaturgo e poeta inglês, famoso por sua obra, mas de cuja vida pouco se sabe. Os escassos documentos de sua biografia não merecem muito crédito. Suas obras, porém, falam por si; nelas se transcende a ideia da salvação e da busca da perfeição, o que parece confirmar sua vinculação esotérica, tanto que elas são representadas constantemente, sendo motivo de glória para qualquer ator. Há uma corrente que atribui a autoria das obras de Shakespeare a Francis Bacon, mas nada se pode afirmar. Quem sabe? Na verdade, o que se percebe claramente é a cumplicidade e as “coincidências” entre todas as encarnações e a evolução de Saint Germain até alcançar a Ascensão.

A Ascensão do Mestre Saint Germain ocorreu no ano de 1684, e desde então ele se preparou para tornar-se Chohan (Autoridade Cósmica regente) do Sétimo Raio Cósmico até o ano de 1786, quando recebeu o cargo passado por Mãe Kwain-yin e a responsabilidade da transmissão da poderosa Chama Violeta. Sua dedicação e amor foram tão grandes, que em 1954 foi-lhe confiado o cargo de Diretor Cósmico a reger o Planeta nos próximos 2 mil anos, a Era de Aquarius O Sétimo Raio Cósmico é encarregado de trazer a Liberdade no presente ciclo para o homem, o anjo e o elemental.

É a libertação do espírito, das emoções, do corpo físico, da lei de causa e efeito, ou seja a purificação dos quatro corpos inferiores (físico, mental, emocional e espiritual), a transmutação de todos carmas negativos na preparação da Ascensão de todos os seres. Essa causa maior é representada pelo seu símbolo ou modelo eletrônico, que é a Cruz de Malta, que atrai as irradiações do Fogo Sagrado (Espírito Santo) e ancorado no Planeta Terra para a transmutação de todos carmas negativos da humanidade através da poderosa Chama Violeta, que é uma forte corrente de energia que dissolve as imperfeições, transformando-as em energias qualificadas e recarregadas de luz, amor, compaixão e misericórdia, afastando assim as causas negativas criadas pela mente e pela ação dos homens.

Exercícios rápidos com a Chama Violeta para transmutar qualquer situação:

• Visualize uma plataforma de Luz Violeta sob os seus pés. Respire profundamente várias vezes, sentindo que essa luz penetra lentamente pelas suas pernas, tronco, braços e cabeça e se expande além dos limites do seu corpo.

• Visualize uma espiral de Luz Violeta à sua frente. Essa espiral de luz gira, gira, gira cada vez mais forte em sentido anti-horário. Mentalmente, dê um passo e entre nessa espiral, que rapidamente transmutará suas energias mal qualificadas.

• Concentre-se em seu coração físico. Sinta seu pulsar. Imagine, agora, que o seu coração se transforma em um sol violeta que irradia raios para todos os lados. Permita que o seu sol violeta se expanda, se expanda, se expanda cada vez mais, tornando-se maior que seu corpo físico, e deixe que seus raios penetrem nas pessoas ou nos locais que necessitam de um maior equilíbrio.

• Inspire e expire profundamente várias vezes de olhos fechados. A cada inspiração, imagine que seus olhos vão se preenchendo de Luz Violeta. Então, abra os olhos e irradie essa luz para o local de seu corpo que estiver desarmonizado, para alguém que estiver precisando, para algum local específico ou, simplesmente, para o Planeta Terra.

• Feche os olhos. Inspire e expire com tranquilidade. Abra as suas mãos, com as palmas voltadas para cima, e capte as energias da Chama Violeta vindas da Sétima Esfera de Luz. Assim que sentir que suas mãos captaram as energias, permaneça com a mão esquerda na mesma posição, isto é, captando energia, e, com a mão direita, transmita-a ao local ou à pessoa que estiver precisando dela.

• Em exercícios de captação de energia, é importante lembrar que captamos energia com o lado esquerdo e a doamos com o lado direito.

• Visualize um aposento com a porta fechada. Inspire e expire com tranquilidade. Então, abra a porta e, com os olhos da mente, veja o interior do aposento repleto de Luz Violeta. Entre, caminhe pelo local e depois saia, fechando a porta.

• Ao tomar banho, feche os olhos e imagine que a água é Luz Violeta, e que esta, ao tocar seu corpo, purifica-o interna e externamente.


Fonte: Revista ERA DA LUZ 3Ed.Janeiro/Março/2015

Via: Fraternidade PAX Universal-Online | Sexta, 17 de março de 2017

AS CAUSAS ENERGÉTICAS E ESPIRITUAIS DA OBESIDADE…

obesita7

Saint Germain – fala sobre a obesidade

Mestre Saint Germain_Claudio Gianfardoni

Mensagem canalizada por: Luciana Attorresi
em 29 de agosto 2015

 

Saudações meus queridos.

Hoje eu quero tratar de um assunto que é muito importante para maioria da população deste planeta, a parte estética do corpo.

Quero começar dizendo que o corpo é uma “máquina” perfeita e que não precisa de nada para “funcionar melhor” pois a perfeição já está no DNA, mesmo que esse tenha sido manipulado a milhares de anos, mesmo assim, quem o manipulou, não conseguiu tirar dele a perfeição, pois ela é intrínseca no núcleo de cada célula.

Quando vocês olham para os vossos corpos, na verdade vocês não estão vendo pele, cabelo, gordura, etc., vocês estão vendo uma coletânea de acontecimentos em forma de vaso terreno.

Todo o vosso corpo reflete as vossas escolhas, ele não é resultado unicamente do que se come, ele é resultado de 10% do que se come e 90% das reações das vossas escolhas.

As doenças de nascença por exemplo, são o resultado da escolha de experienciar viver naquela condição e então, transcendê-la, e as vezes essa transcendência não é a cura, mas sim um convívio harmonioso com a situação em questão.

Qualquer antropólogo vai concordar comigo quando digo que, cada época da história humana tem um tipo de epidemia diferente, e isso acontece não porquê existe um vírus ou uma bactéria ” à Solta ” causando tudo isso, essa é uma mentira que foi contada tantas vezes que hoje vocês a enxergam como verdade.

O corpo humano é capaz de combater qualquer corpo estranho que entrar nele.

As epidemias acontecem primeiramente porque existe um grande número de pessoas que estão passando por situações parecidas e que estão tendo também escolhas parecidas, então elas ficam doente da mesma coisa, e logo que isso acontece, todos começam a ficar com medo de ficar doente, escolhem focar na doença em questão e em um período muito curto, existem milhares e milhares de pessoas contagiadas com a mesma doença.

A maioria das bactérias e vírus que a medicina diz que existe, realmente existe, mas eles sozinhos não poderiam adoecer uma pessoa, a não ser que essa pessoa desse a permissão energética, ou seja, estar em baixa frequência, para que a doença se instale, para que o corpo não seja capaz de neutralizar o vírus ou bactéria .

Por exemplo, em uma sala de espera cheia de pessoas, existem milhares de vírus e bactérias em circulação, por que algumas pessoas ficam doentes e outras não ?

Por causa da permissão energética!

Mas no momento, existe em curso uma epidemia que não é causada nem por vírus e nem por bactérias, é a obesidade.

A obesidade não é uma doença comum, ela é o reflexo de uma memória celular que começou a ser impressa na humanidade há muitas vidas atrás, e hoje, ela tem um ambiente propício para crescer e se propagar.

Há muitos e muitos séculos atrás, ou seja, há muitas vidas atrás, a maioria da população teve experiências muito duras, onde a comida era escassa e onde quem tinha dinheiro e explorava a população, tinham tanta comida em casa que podiam se dar ao luxo de jogar os restos para alimentar os animais.

Então por várias e várias vidas vocês tiveram um relacionamento muito difícil com alimento, ele era sinônimo de sofrimento.

Mesmo para aqueles que tinham alimento de sobra em casa, tinham problemas, pois essas “pessoas ricas” se sentiam em culpa por terem o que comer e os outros não, e por isso engordavam.

As “pessoas pobres” gravaram nas suas memórias celulares que, quem tinha dinheiro e poder eram gordos.

Essa memória foi sendo alimentada até causar a epidemia que se vê hoje.

Até o início do século passado, as pessoas eram magras, pois ainda se sentiam impotentes e sentiam que deveriam ficar caladas nas suas casas, enquanto quem tinha poder e dinheiro, poderia mandar e desmandar na cidade ou no país.

Mas com o avanço do plano Divino, de libertação para Gaia e para humanidade, as pessoas começaram a se rebelar contra a então “burguesia” – esse nome também foi dado pela memória celular – e foi quando a epidemia começou, as pessoas começaram a acreditar que poderiam pensar e agir diferente do que o governo ou a igreja queriam que eles pensassem, e em apenas algumas décadas, a obesidade estava instalada na sociedade, pois cada um consciente e inconscientemente , desejava expressar o seu poder em forma de consumo e alimentação.

Mas para você que está acima do peso neste momento, deve estar pensando, “então eu devo continuar assim, pois não tem nada que eu possa fazer para mudar esse quadro“.

A minha resposta é, a vida é vossa e vocês podem mudar aquilo que vocês quiserem, esse é o direito Divino chamado, livre arbítrio.

Então vem a pergunta, “como faço isso?“.

A resposta é simples, a obesidade em forma de memória celular começou na escassez, hoje mesmo que vocês tenham dinheiro para comprar os alimentos que necessitam, vocês ainda se sentem na escassez que hoje talvez tenha sido trocada por não ter uma casa própria, ou um carro bonito, ou um salário que dure até o final do mês, enfim, com certeza vocês tem algum aspecto na vossa vida que está exalando escassez, e isso está criando um ambiente propício para que o teu corpo resgate essa memória.

A solução está em não se sentir na escassez, na miséria. Quantas vezes no dia vocês escutam a palavra pobreza, seja em uma conversa com amigos, no jornal, em uma piada, etc., tudo isso deve ser trocado pelo sentimento de gratidão, somente isso pode mudar essa situação, porque a gratidão é um sentimento que ativa a memória celular  de quando vocês viviam no fluxo, então o vosso corpo não mais espelhará a escassez, pois ele estará em harmonia.

Esqueçam a estória de que a obesidade vem do alimento, quem vem da quantidade de calorias ingeridas, essa mentira deve começar a ser revelada.

Todos vocês conhecem pelo menos uma pessoa que come o quanto quer e não engordam.

Se libertem dessa mentira, sejam gratos por tudo e então o vosso corpo os mostrará o que é harmonia Divina.

Eu vos abençoo com as bênçãos sem fim.

Eu sou Saint Germain

 


Mensagem canalizada/artigo publicado por Trabalhadores da Luz em 22 agosto, 2016

Nota Trabalhadores da Luz: Esta mensagem nos foi deixada em 2015, mas sentimos que era importante repostá-la. Muitos são os recém-despertos que ainda buscam respostas para a obesidade, e aqui Saint Germain deixa uma maravilhoso resposta.

Fonte – Trabalhadores da Luz

Via: Trabalhadores da Luz | Saint Germain – fala sobre a obesidade

QUANDO VOCÊ SE ACEITA, VOCÊ É CAPAZ DE ACEITAR OS OUTROS…

natureza56

NÃO JULGAMENTO

Por:  Osho

Amado Osho,

Eu estou constantemente me criticando e julgando as outras pessoas. Isso me faz sentir-me dividido e tenso, e eu não posso estabelecer um contacto verdadeiro com as pessoas, ou a natureza. Eu quero abrir o meu coração e não sei como fazer isso.

Por favor, Você pode dizer algo sobre isso?

Toda a nossa educação é tão feia, todo o nosso desenvolvimento é tão errado, que ele joga fora toda a possibilidade do seu crescimento interior e lhe dá idéias estúpidas que não têm nenhuma relevância no que tange à sua alegria, à sua compreensão e à sua maturidade.

A toda criança se diz, de mil modos, para criticar a si mesma, assim, isso não é apenas um problema seu. Se diz sempre a ela que ela está errada em tudo. Devagar, devagarinho, ela pega a doença de criticar a si mesma. E uma pessoa que se critica não pode perdoar os outros.

Como você pode perdoar? – pelas mesmas razões, ela critica os outros. Toda a sua vida simplesmente se torna uma condenação – condenar-se, condenar os outros.

Então, o amor se torna impossível, a amizade se torna impossível, e ela simplesmente sofre. E o que ela está criticando é tão absurdo!

Uma criança entrou correndo apressada em casa, foi diretamente para a cozinha e disse para a mãe: “Meu Deus! Deve ser pela graça de Deus que eu estou salva. Um leão estava me seguindo da escola até aqui. Ele está parado lá fora.”

A mãe disse: “Quantos milhões de vezes eu já lhe disse para não exagerar?” – ela está dizendo “Quantos milhões de vezes eu lhe disse para não exagerar?” – “Onde você pode encontrar um leão na cidade?”.

O garoto disse: “Talvez, por medo, parecesse grande. Mas é certamente um cão muito perigoso.”

A mãe disse: “Agora você está voltando ao senso. Se ele fosse perigoso, você não estaria aqui.”

Ele disse: “É verdade. De fato, é um cachorrinho.”

Mas a criança fez o comentário: “Eu estava exagerando, e isso é errado. E você? Você disse: ‘Quantos milhões de vezes você me disse…’.”

Eu estava em Calcutá, na casa de um amigo, de onde eu estava indo para uma conferência. Eu estava sentado com ele em seu carro e nós esperávamos sua esposa. Ele estava tocando a buzina. Ela veio muito brava até a janela e disse: “Já lhe disse mil vezes que estou indo em um minuto!”.

Eu disse ao meu amigo: “Isto é algo… – um milagre! Ela já lhe disse mil vezes que está vindo em um minuto. Na verdade, em um minuto, não se pode dizer isso mil vezes. E ela tornou a desaparecer no banheiro.”

O homem disse: “Você não sabe o quanto ela exagera. E essa doença me pegou também. De vez em quando eu, de repente, vejo que estou exagerando; e é exatamente a minha esposa…”

Os pais vivem fazendo tudo aquilo que eles criticam no filho. E ele fica observando – e a observação dele é muito mais clara. Sua inteligência ainda está aumentado: ele pode ver que a mesma coisa pela qual ele está errado, os pais estão certos. Eles estão vendo televisão até tarde da noite – eles estão certos -, e ele deve ir dormir antes das nove horas. Pouco a pouco ele fica acostumado a essas coisas e começa a sentir: “Eu sou um errado. Tudo que eu faço é errado.”

Certa vez, eu perguntei ao meu pai: “Você me dirá uma vez, algum dia, só uma vez: ‘O que você está fazendo está certo.’? Será que você não pode ver que é impossível se fazer tudo errado durante vinte e quatro horas por dia, trezentos e sessenta e cinco dias por ano… tudo errado? Se isso é verdade, eu realmente estou realizando algo miraculoso. Faça uma exceção – só uma vez, diga-me: ‘O que você está fazendo está certo.’”

Ele ficou chocado, porque ele compreendeu o significado do que eu estava dizendo, que é impossível que eu pudesse fazer tudo errado.

Mas os pais gostam da ideia, porque ela é muito preenchedora: é a sede de poder.

Sempre que você diz “Não.” para alguém, sempre que você diz “Você está errado.” para alguém, você se sente poderoso. Alimenta o seu ego e alimenta o ego de todo mundo – dos professores, dos vizinhos. Onde quer que a criança vá, todo mundo usufrui da sede de poder, e a criança é esmagada. E quando tanta gente está dizendo que ela é errada, naturalmente, ela tem de acreditar.

Mas lembrem-se de que, como uma reação, ela começa a julgar os outros. Quando todos a estão julgando, não há nenhuma razão para que ela não julgue os outros. Você a está ensinando a julgar, a julgar a todos – e, tanto quanto possível, a julgar negativamente. Então, ela começa a julgar que os outros estão errados.

E este é o nosso mundo… onde todos estão se julgando errados e julgando aos demais como errados. Como você pode ser amoroso, amigável, confiante? Como você pode abrir o seu coração? Você ficará isolado, ficará completamente fechado, viverá em um mundo que você condena e o mundo o condenará.

Não é esta uma bela situação, mas você tem que compreender; perguntar-me “Como abrir o meu coração?” não é a pergunta verdadeira. A verdadeira pergunta é saber como você conseguiu fechá-lo.

Pare de julgar.

Seja o que for que esteja fazendo, se você gosta do que faz, faça-o. Não existe a questão do julgamento: nenhuma outra pessoa tem o direito de dizer que o que você está fazendo está errado. Se você gosta de fazê-lo, não está ferindo ninguém, não está perturbando ninguém… Mas este é um mundo esquisito…

Desde a minha infância, eu sempre gostei de sentar-me num canto, silenciosamente. Todo mundo que passasse ali, dizia: “O que você está fazendo?”

Eu dizia: “Nada.”

E todo mundo dizia: “Isso não é bom.”

Eu disse: “Isto é estranho: eu não estou fazendo nada, não estou fazendo mal a ninguém – estou sentado neste canto – e você diz ‘Isto não está certo.’. Parece que se tornou um puro hábito seu, condenar, criticar. Mas eu estou desfrutando sentar aqui sem fazer nada, e vou continuar, a despeito do seu julgamento. Não lhe pedi conselho, e dar conselho sem que seja pedido é insensato.”

Pouco a pouco a pessoa tem de se afirmar, deixar claro sua posição.

A menos que eu passe por cima do direito de outra pessoa… – se eu estou fazendo algo de que estou gostando e que não veja ser prejudicial de modo algum, então, eu não permitirei a ninguém julgar-me, porque não se trata apenas da questão deste ato, trata-se de uma questão de toda a minha vida. “Você está me ensinando uma muito sutil doença de julgamento.” E, quando eu condeno a mim mesmo, como posso deixar alguém sem condenação?

Dizem que Mulla Nasruddin chegava em casa e todo dia tinha confusão. Sua esposa suspeitava – e todas as esposas suspeitam… – de que ele estivesse tendo um caso com outra mulher, porque, ao sair de casa, ele parecia tão feliz e saía tão depressa… Ao voltar, ele parecia triste. Certamente, havia algo fora de casa que o atraía. Então, quando ela pendurava seu casaco no cabide, ela olhava no casaco, na camisa, para ver se descobria algum fio de cabelo ou qualquer coisa para provar que ele tinha estado com outra mulher.

Certo dia – durante sete dias ela esteve procurando e não pôde descobrir um único fio -, no sétimo dia, ela desatou a chorar e a berrar: “Isto é demais! Agora você deu para andar com carecas!”

Ora, é muito difícil descobrir uma mulher careca – quase impossível. Eu só vi uma única mulher que era meio careca, não careca. Mas… durante sete dias, nenhum cabelo…!? A conclusão era clara, que ele tinha caído tão baixo que agora estava saindo com carecas. “Não pode encontrar uma mulher com cabelo?”

Se um marido está sentado silenciosamente, então, a esposa fica com raiva. Se ele está lendo os jornais, a esposa fica com raiva – ela toma o jornal e diz: “Eu estou aqui e você está lendo o jornal como se eu não existisse.”

Todo mundo é tão infeliz que quer descobrir alguma razão em algum lugar para explicar a ele mesmo por que ele é infeliz, por que ela é infeliz. E a sociedade lhe deu uma boa estratégia: julgue.

Primeiro, naturalmente, você julga a si mesmo de todo modo. Nenhum homem é perfeito, e nenhum homem jamais pode ser perfeito – a perfeição não existe -, assim, o julgamento é muito fácil. Você é imperfeito, assim, há coisas que mostram sua imperfeição. E, depois, você fica com raiva, com raiva de si mesmo, com raiva do mundo todo: “Por que eu não sou perfeito?”

Depois, você olha apenas com uma só ideia: descobrir imperfeições em todo mundo. E depois, você quer abrir o seu coração… – naturalmente… porque, a menos que você abra o seu coração, não há nenhuma celebração em sua vida; sua vida é quase morta. Mas você não pode fazê-lo diretamente: você terá de destruir toda essa educação, desde suas verdadeiras raízes.

Assim, a primeira coisa é esta: pare de se julgar. Ao invés de julgar, comece a aceitar-se com todas as suas imperfeições, todas as suas debilidades, todos os seus erros, todos os seus fracassos. Não peça a si mesmo para ser perfeito – isso é, simplesmente, pedir pelo impossível e, depois, você se sentirá frustrado. Você é um ser humano, afinal de contas.

Olhe para os animais, para os pássaros; nenhum deles está preocupado, nenhum deles está triste, nenhum deles está frustrado. Você não vê um búfalo dando fricote. Ele está perfeitamente contente, mascando a mesma grama todos os dias. Ele é quase iluminado. Não há nenhuma tensão: há um tremenda harmonia com a natureza, com ele mesmo, com tudo como é. Os búfalos não criam partidos para revolucionar o mundo, para tornar os búfalos em superbúfalos, para tornar os búfalos religiosos, virtuosos. Nenhum animal está interessado nas idéias humanas.

E eles todos devem estar rindo: “O que aconteceu a vocês? Por que você não pode ser apenas você mesmo, como você é? Qual é a necessidade de ser uma outra pessoa?”

Assim, a primeira coisa é uma profunda aceitação de você mesmo.

Eu era constantemente questionado pelos meus professores: “Você nunca sente que você é nocivo?”

Eu dizia: “Eu estou perfeitamente contente. É desse modo que eu sou e eu não quero ser nenhuma outra pessoa.”

Eles diziam: “Isso é esquisito, porque as coisas que você faz deveriam fazê-lo sentir-se culpado.”

Eu perguntava: “Para quê?”

Um dos meus professores estava constantemente falando de intrepidez – que ele era um homem de intrepidez, que ele podia ir na noite escura, dentro da mais densa floresta. Ouvindo-o sempre repetindo isso, eu disse: “Eu desconfio… – porque o senhor está falando muito do seu destemor. E que destemor é esse de ir na noite escura, dentro da mais densa floresta? Isso não é grande bravura. Meu sentimento é que o senhor é um perfeito covarde.”

Ele ficou com muita raiva; ele disse: “Você terá de prová-lo.”

Eu disse: “Provarei. Quando eu digo isso, significa que eu o provarei”. E eu pude ver que ele começou a transpirar imediatamente.

Naquela mesma noite eu tirei a prova. Ele morava numa casinha com telhas de barro – eu sabia onde ele dormia -, assim, eu apenas fui ao telhado da casa, removi uma telha e deixei cair uma falsa cobra amarrada numa corda, devagarinho, até que ela tocasse seu rosto.

Uma ou duas vezes ele empurrou-a para longe, e novamente a cobra tornava a voltar. Então, ele abriu os olhos, meio dormindo no meio da noite… e uma cobra comprida e perto do rosto… e ele gritou. Eu jamais tinha ouvido tal grito! Aquilo era realmente um grito primal. Tive que puxar a minha cobra e sair correndo.

No dia seguinte, ele chegou à classe, mas suas pernas ainda estavam tremendo; o medo da cobra tocando seu rosto… Ele começou a ensinar e eu disse: “Antes, as primeiras coisas.”

Ele perguntou: “Que primeiras coisas?

Eu disse: “Que diz da noite passada? O senhor queria que algo fosse provado.”

Ele disse: “Então, você estava por trás daquilo?”

Eu disse: “Eu não estava por trás daquilo, eu apenas olhava o que a cobra estava fazendo ao senhor.”

Ele disse: “Você estava lá!?”

Eu disse: “Eu sei de toda a história; o senhor não pode escondê-la. Sei até sobre o seu grito que acordou toda a vizinhança; todo mundo sabe.”

“Mas” – ele disse – “você está dizendo isso tão definitivamente – porque eles devem ter ouvido um grito; mas quando eles todos entraram, a cobra tinha sumido. Nós vimos que uma telha tinha sido afastada, assim, a cobra devia ter fugido.”

Eu disse: “O senhor está certo: aquele foi o local por onde ela veio e por onde ela saiu. E, se o senhor realmente quer a prova…” – eu puxei a cobra da minha mala e mostrei a ele que aquela era a cobra. “O senhor é um homem tão destemido… e esta é uma cobra de borracha. E ela apenas tocou o seu rosto – duas, três vezes, não mais – e um tamanho grito veio do senhor. Eu não esperava que isso criasse tanto medo no senhor.”

Ele ficou tão envergonhado que naquele mesmo dia ele se demitiu e saiu da cidade, porque todos estavam perguntando a ele: “O que aconteceu com a cobra? Ela era de verdade? – porque alguém disse que era uma cobra de borracha e que um certo garoto da sua turma aceitou seu desafio.” A cidade inteira estava falando, e ficou tão difícil para ele, que ele foi embora.

Ele me encontrou dez anos mais tarde, numa estação ferroviária. Ele tentou não me reconhecer. Eu disse: “Não tente não me reconhecer, porque eu ainda tenho a cobra na minha mala. Tenho estado a sua cata durante dez anos. Guardei-a comigo. Onde o senhor esteve durante dez anos?”

Ele disse: “Fale baixo. Não fale tão alto, porque neste lugarejo eu tornei-me um professor e eu não quero que a mesma história se espalhe aqui. E por que você veio aqui?”

Eu disse: “Eu não vim aqui, estou apenas passando por aqui de trem, e o trem está esperando que um outro trem passe. Vendo o senhor, eu saí. Mas, e sobre o seu destemor?”

Ele disse: “Eu abandonei aquela idéia. Uma coisa boa que você fez foi me fazer abandonar uma falsa idéia, de que eu sou destemido. Você deixou isso claro para mim, que é o meu medo que eu estou reprimindo com a idéia de destemor. Eu fiquei com raiva de você, mas agora eu me sinto agradecido. Você fez bem.”

Eu disse: “Eu me diverti bastante. Não preciso de nenhuma gratidão, de nenhum agradecimento do senhor.”

Ele também perguntou: “Você não sente às vezes que está fazendo coisas que não são corretas?”

Eu disse: “Eu jamais senti isso. Eu simplesmente faço as coisas que gosto. Nesta vida curta, quem vai se incomodar e perder tempo imaginando se é certo ou não? Eu apenas não faço mal a ninguém. Eu não lhe fiz mal. Aquele grito que saiu de você, foi bom – ele deve ter limpado todo o seu ser. Ele deve ter tirado muita sujeira de dentro de você com ele.”

Eu jamais julguei, assim, eu não sei a experiência exatamente. Quando você diz que você se julga, isso é tomado emprestado. As pessoas julgaram-no, e você deve ter aceito suas idéias sem nenhuma investigação. Você está sofrendo de todas as espécies de julgamento das pessoas, e você está jogando esses julgamentos nas outras pessoas. E todo esse jogo desenvolveu-se além da proporção – a humanidade inteira está sofrendo disso.

Se você quiser livra-se disso, a primeira coisa é esta: não se julgue. Aceite humildemente sua imperfeição, seus fracassos, seus erros, suas faltas. Não há nenhuma necessidade de fingir outra coisa. Seja você mesmo: “É assim mesmo que eu sou, cheio de medo. Eu não posso andar na noite escura, não posso ir lá na densa floresta”.

O que há de errado nisso? – é humano.

Uma vez que você se aceite, você será capaz de aceitar os outros, porque você terá um clara visão interior de que eles estão sofrendo da mesma doença. E a sua aceitação deles, os ajudará a aceitarem-se.

Nós podemos reverter todo o processo: aceite-se. Isso o torna capaz de aceitar os outros. E porque alguém os aceita, eles aprendem a beleza da aceitação pela primeira vez – quanta tranquilidade se sente! – e eles começam a aceitar os outros.

Se a humanidade inteira chegar ao ponto onde todo mundo é aceito como é, quase noventa por cento da infelicidade simplesmente desaparecerá – ela não tem fundamentos – e os seus corações se abrirão por conta própria e o seu amor estará fluindo.

Neste exato momento, como você pode amar? Quando você vê tantos erros, tantas fraquezas… – como você pode amar? Você quer alguém perfeito. Ninguém é perfeito, assim, você tem de aceitar um estado de não-amor, ou aceitar que não importa se alguém não é perfeito. O amor pode ser compartilhado, compartilhado com todas as espécies de pessoas. Não faça exigências.

O julgamento é feio – ele fere as pessoas. Por um lado, você vai machucando, ferindo-as; e por outro lado, você quer o amor delas, seu respeito. Isso é impossível.

Ame-as, aceite-as e, talvez, seu amor e respeito possa ajudá-las a mudar muitas de suas fraquezas, muitas de suas falhas – porque o amor lhes dará uma nova energia, um novo significado, uma nova força. O amor lhes dará novas raízes para se erguerem contra os ventos fortes, um sol quente, a chuva forte.

Se apenas uma única pessoa o ama, isso o faz tão forte, que você nem pode imaginar. Mas, se ninguém o ama neste vasto mundo, você fica simplesmente isolado; então, você pensa que é livre, mas você está vivendo numa cela isolada em uma cadeia. É que a cela isolada é invisível; você a carrega consigo.

O coração abrirá por si mesmo.

Não se preocupe com o coração.

Faça o trabalho preparatório.

 
______________________________________
OSHO, The Transmission of the Lamp, # 1
FONTE: http://www.oshosukul.com/nao_julgamento.htm


VIDEO: JULGAMENTO…

LINK YOUTUBE


Via: ♥ De Coração a Coração ♥: OSHO – NÃO JULGAMENTO