VIVENDO CONSCIENTEMENTE O MOMENTO PRESENTE…

Enlightenment_Vrindavan Das

A luz da consciência.

Por: Diogo Beltrame

 

Existe uma fórmula para curar a mente que ainda não foi compreendida nem pelo ocidente e nem pelo oriente. Aqui, no ocidente, as técnicas terapêuticas pregam a analise de todo o passado. A pessoa é estimulada a passar toda a sua vida numa peneira. Ela precisa analisar todo o seu passado, de cabo a rabo, até eliminar toda memória causadora do sofrimento, e esse não é o caminho. Analisar e compreender as causas tem lá a sua valia, mas não basta, até porque o passado é um buraco sem fundo e a pessoa precisaria de muitas vidas para resolver todos os problemas de uma única só vida; e enquanto fizesse isto outros novos problemas surgiriam e precisariam ser resolvidos em outras vidas adiantes. Isso é impossível de ser feito. Fazer isso é o mesmo que tentar secar uma geleira.

Não dá para mudar o passado. O passado não é mais algo em potencial e nem relativo, ele é um fato. O que aconteceu não pode ser mudado e, na melhor das hipóteses, só poderá ser entendido, mudando a sua percepção sobre ele e fazendo com que você consiga substituir a palavra sofrimento por aprendizado, não sendo isto ainda suficiente, pois em seu subconsciente ainda ficaria a mensagem de que aprendizados são difíceis, logo, sofríveis. E se algo é sofrível você tende a não querer fazer, ocasionando o bloqueio de qualquer outra oportunidade de aprender, seja lá o que for. Analisar significa entrar no problema, e para entrar nele você está dando energia para essa tal coisa, ou seja, alimentando aquilo que você não quer mais que viva. Portanto, você mesmo estará dando comida para o lobo mal do qual sente tanto medo. Entenda bem, compreender as causas dos seus problemas é importante. É impossível transcender algo que você não sabe o que é. Mas, tentar mudar o passado, ou fazer de conta que ele não foi tão ruim quanto você pensa é ilusão, é mentira. E na mentira nada se resolve.

É bem provável que a sua raiva atual esteja relacionada com algo que aconteceu em seu passado. A raiva tem que nascer em algum momento, e isso representa algo que já passou. Mas e daí? O que importa onde ela nasceu? E se essa raiva veio de outra vida? E se essa raiva veio de uma vida bem distante? Quantas regressões terão que ser feitas para se chegar até a causa principal dela?

Percebe o tamanho do buraco que você estará entrando?

Mais importante do que saber o “onde” algo surgiu, é aprender “como” lidar com ele. Isto é, estar consciente do que acontece com você e praticar o testemunho disto. Quando você é uma testemunha das energias que estão dentro de você, automaticamente estará consciente de cada uma delas, e não existe espaço para a consciência e para a raiva ocuparem simultaneamente. Só existe espaço para uma delas. Se você está consciente a raiva não pode estar presente. Se a raiva está presente você não está consciente. Onde tem consciência só existe consciencia. Consciência é luz, e na luz não existe escuridão. Nenhuma escuridão pode existir onde a luz está presente. A luz ilumina tudo, e o que está claro não pode ser ameaçador.

Torne-se consciente da sua raiva e ela irá embora. Torne-se consciente do seu medo e ele irá embora. Onde a consciência está presente nada pode existir que não seja ela mesma. Você só tropeça no escuro. No claro você não tropeça. A raiva, o ciúme, a insegurança e a avareza são peças jogadas num quarto. Se o quarto está no escuro você tropeça nelas, mas, se a luz está acesa, não.

Portanto, o caminho para a cura mental é a compreensão do que aconteceu e dos impactos disto em sua vida, mas, principalmente, da observação sem julgamento de tudo o que você sente. Ou seja, sendo uma testemunha de si mesmo, sendo aquele que está no alto de uma montanha observando tudo o que acontece nela, mas sem interferir na natureza que as acompanha.

E como estar consciente a partir da observação?

O passado é um peso morto. Ele é um fardo que você carrega junto de si, para cima e para baixo, como se fosse uma sombra.

É necessário que se encerre os ciclos vividos. Se você terminou um relacionamento, não traga mais ele para o seu momento presente. Se você brigou com alguém, ou se foi injustiçado, não traga essa briga ou a sensação de ser uma vítima para o seu agora. Toda vez que você se lembra da agressão que possa ter sofrido no passado, ao acessar essa memória, é você mesmo que está se agredindo, e não mais aquele que o agrediu. Não importa o que tenha acontecido ontem, ano passado, ou há dez anos atrás. Isso não é mais real e deve ficar lá trás, e não aqui. Não importa se o passado é bom ou ruim. Você teve ótimas e péssimas experiências, mas nenhuma delas existem mais, elas são mortas e devem ser liberadas. Você deve se desapegar de toda essa bagagem velha, pesada e inútil.

Trazer o passado para a sua vida é assassinar o momento presente, pois o passado é morto e nada que esteja morto pode tocar a vida. A vida existe, ela está acontecendo agora, mas ao trazer as suas memórias passadas para ela, você a transformou nesse mesmo passado. Você a matou. Você tirou a vida dela e perdeu mais uma oportunidade de experimentar essa vida.

Você fez muitas viagens deste que chegou aqui, neste planeta, nessa vida. A sua roupa está cheia de pó. Ela está suja, muito suja. Não é mais possível distinguir a roupa da sujeira, aparentemente elas são uma coisa só. A roupa é a mente. A poeira são as memórias. E não adianta mais tentar lavar essa roupa. Quando alguma coisa está encardida não adianta lavá-la, não adianta colocar uma série de produtos químicos para limpá-la, pois pode até ser que as manchas saiam, mas outras serão deixadas por causa dos produtos que foram usados para limpá-la e, por isso, continuarão sujas. Portanto não as lave, arranque essas roupas e jogue-as fora, simplesmente. Saiba que por trás dessas roupas existe algo. Talvez você tenha esquecido porque está muito acostumado a usar roupas. Você está identificado com essas roupas sujas e acha que elas são parte do seu ser, mas não são. Por trás das roupas existe você, e, mesmo que você se confunda com elas, elas nunca poderão ser você. O que você é não pode ser mudado por nada que o encubra.

Saiba que, para se abrir ao novo, é necessário que antes você abandone o velho. É necessário soltar as memórias, todas elas. Você vive julgando e rotulando tudo o que vê porque traz as memórias do passado, isto é, aquilo que você viveu e classificou naquela ocasião para o seu momento presente. Ou seja, traz as suas percepções para tudo aquilo que se apresenta em sua vida e, por isso, acaba deixando de ver o real para que, a partir da limitação criada pela sua crença, projete todas as suas memórias naquilo que presencia ou vive no momento atual, reproduzindo todas as mesmas situações desgastantes do passado e, muitas vezes, sem se dar conta disto. Se você teve um relacionamento difícil, tende a projetar esse mesmo relacionamento frustrante do passado em seu presente. Se você teve um chefe ordinário, tende a reproduzir essa mesma realidade em seu novo emprego. Não adianta mudar o cenário nem os personagens, você sempre vai atrair para a sua vida o que acredita ser real. A vida não acontece de acordo com o que você quer, ela acontece de acordo com aquilo que você é. A sua vida é o que você acredita ser. Você atrai para a sua realidade tudo que ressoa com seu campo vibratório. Portanto, não adianta querer fugir das experiências passadas negando-as e chamando-as de ruins, pois, enquanto a memórias estiverem ativas e com uma crença equivocada sobre determinado assunto, tudo se repetirá, até que você resolva curar e liberar.

A mente só identifica o que ela conhece, e o que ela conhece é aquilo que você viveu, seja essa experiência positiva ou negativa, portanto, a sua mente sempre irá buscar novas experiências que sejam similares às do passado. Esse é o papel da mente, e isso só muda quando você libera tais memórias entendendo que elas são apenas “memórias” e que, portanto, devem ser neutras.

O ser humano se tornou uma máquina de reproduzir o passado para o presente. Você se tornou incapaz de enxergar a realidade que simplesmente é. E, enquanto isso acontecer, a vida e o encanto virgem que caminha com ela não se mostrará a você.

Viver o momento presente é mais do que se fixar no agora e tentar não pensar. Ele é, antes de qualquer outra coisa, a alteração da sua percepção sobre o tempo.

Viver o agora é permitir que novas experiências entrem em sua vida sem distorcê-las de acordo com a sua percepção; é estar aberto para conhecer o novo, assim como uma criança o faz, tendo a oportunidade de voltar a se encantar com a simples, porém, bela e graciosa vida que se apresenta a cada instante diante de você.


Postado por Diogo Beltrame

Via: Diogo Beltrame | A luz da consciência.

OS DOZE PASSOS RUMO À ASCENSÃO…

 

corpo-de-luz

OS DOZE ESTÁGIOS DA ASCENSÃO DO CORPO DE LUZ

Por: Jasmuheen

Todos nós estamos conscientes de que o planeta está fazendo uma mudança para uma frequência mais elevada, como GAIA é um sistema de energia que está em movimento, todos os que residem dentro de seus campos de energia também vão experimentar este realinhamento.

Por conseguinte, gostaria de abordar neste artigo duas questões.

Em primeiro lugar, o que muitos estão experimentando naturalmente conforme o planeta passa por sua transformação é chamado de “Criação do Corpo de Luz”.

Assim, neste artigo estarão delineadas as diferentes fases que podem ocorrer, como podem ocorrer e como estão se manifestando em nossos próprios campos de energia, por exemplo surtos de gripe, dores de cabeça etc.

Em segundo lugar, como muitos estão entusiasmados e felizes com estas mudanças, eu gostaria de cobrir coisas práticas que podemos conscientemente fazer para construir e aumentar o quociente de luz em nossos próprios corpos.

Sintonizar-nos com as oitavas superiores de luz e mudar a nossa frequência vibratória tem sido explorado extensivamente em diversos artigos, então vou resumir brevemente e, em seguida, adicionar algumas técnicas adicionais para acelerar este processo.

O processo de transição para a luz é gradual. Nós não somos matéria em um dia e pura luz no dia seguinte. Nossos campos de energia são infundidos e realinhados com a luz gradualmente, senão experimentaríamos uma “queima” elétrica do nosso corpo físico.

No texto “Revelações de um Arcanjo – Ascensão para a 12ª Dimensão”, o Arcanjo Ariel afirma que toda a estrutura cristalina da matéria foi ativada no nível 3 do Corpo de Luz para todos os habitantes do planeta, em Abril de 1989.

A criação do Corpo de Luz é devido ao processo em curso da transição do planeta e não é uma experiência ou uma escolha opcional se você optou por fazer parte da ascensão.

Quem escolheu não fazer parte deste processo neste momento, vai sair do planeta através da morte natural ou por acidente, deterioração física ou doença.

Como mencionado anteriormente, está previsto que eles vão continuar seu ciclo de evolução em outro planeta de frequência compatível com a sua, não há julgamento, é apenas a natureza mutável da energia.

De acordo com Ariel, o Corpo de Luz é gradualmente criado através da transmutação de nosso corpo físico atual à medida que ele sofre mutações e absorve mais luz.

Novamente, isto está interligado pelo realinhamento dos nossos campos de energia com as frequências mais elevadas e as oitavas superiores de luz, as informações a seguir descrevem o processo físico real e sintomas comuns que ocorrem nesta mudança.

Estamos todos evoluindo e absorvendo luz em nosso próprio ritmo. Alguns estão trabalhando conscientemente com essas mudanças e assim sua transmutação é mais rápida, alguns estão inconscientes e estão absorvendo esta luz e mudanças em ligação direta com a mudança planetária.

No entanto, pode-se classificar estas mudanças em níveis:

1) Primeiro nível: Quando o corpo baixa a densidade ele normalmente exibe sintomas de mutação da gripe, dores de cabeça, diarreia, erupções cutâneas, dores musculares e articulares.

A maioria das epidemias de gripe são atualmente epidemias de luz!

Mudanças químicas cerebrais, mistura das funções cerebrais dos hemisférios direito e esquerdo, a hipófise e a pineal começam a aumentar de tamanho.

A estrutura do ADN e componentes químicos começam a mudar e pegar átomos de hidrogênio extra que as células precisam para absorver a luz superior, dividindo em codificações de luz utilizáveis pelo ADN.

2) Segundo nível: Com as inundações do Projeto Etérico com luz e a liberação cármica das experiências, as pessoas podem se sentir desorientadas, bem como experiência de “crises de gripe”. Muitos começam a questionar “por que estou aqui”.

A luz no Projeto Etérico libera as estruturas dimensionais da 4ª dimensão e causam um giro nas geometrias dos corpos emocional, mental e espiritual. A mudança é rápida e muitos se sentem cansados.

3) Terceiro nível: Os sentidos físicos tornam-se muito mais fortes. Seus corpos não só absorvem a luz para sua própria mudança, mas também atuam como um transdutor/decodificador de energias superiores de luz para o planeta como um todo.

O processo da inspiração é agora irreversível, como um elástico que foi esticado à capacidade máxima, e agora vai voltar ao seu estado natural.

4) Quarto nível: As principais mudanças são no cérebro e sua química e energias eletromagnéticas, os sintomas muitas vezes são dores de cabeça, visão embaçada, perda de audição e por vezes, dores no peito.

Cristais reguladores no corpo etérico mantêm as linhas de luz dentro do projeto da 5ª dimensão ligando novamente até que esteja pronto.

Dores no peito são devido a expansão das energias do coração que se abre para níveis mais profundos.

A visão e a audição estão sendo realinhadas para funcionar de forma diferente. O corpo mental começa a se perguntar se ele realmente está no comando e as pessoas sentem fortes impulsos inexplicáveis e inegáveis para seguir o EU superior sem hesitação.

Os indivíduos podem sentir flashes de telepatia, clarividência e outras habilidades psíquicas, quase todos começam a sentir empatia. Esta é uma época de sentir, honrar, aceitar e validar o corpo emocional aprendendo a controlá-lo.

5) Quinto nível: O corpo mental decide se sintonizar com o EU superior, acontece uma mudança nos sonhos tornando-os mais “lúcidos”, você começa a ter sensação de déjà vu. Processos de pensamento se tornam não lineares. A pessoa oscila entre o saber e a dúvida.

Nós liberamos a natureza habitual de pensar e de comportamento, olhamos para a desprogramação e reprogramação para criar o “Eu” que desejamos ser, não o “Eu” que pensávamos ser através da interação com nossos pais, colegas, sociedade, etc.

A mudança parece ser uma constante e conscientemente começamos a discernir a partir do nosso coração, em vez de julgar a partir de “respostas condicionadas”.

6) Sexto nível: Atraímos outros com a mesma frequência que a nossa para nos apoiarmos e estimularmos mutuamente o crescimento. Questionamos o que é o nosso processo mental real, como nos identificamos com os outros e como nós mesmos mudamos rapidamente.

A reavaliação pode ser desconfortável, mas nós sentimos que deve ser feita, olhamos para as nossas relações, trabalhos, ambiente familiar, estilos de vida, é um momento de desapego, de seguir em frente.

Mudamos nossos amigos, tudo parece estar em um estado de fluxo, mas nós nos sentimos mais leves, mais vastos, mais livres de alguma forma. Nesta fase o quociente de luz em nosso ser é de 33%, nos sentimos como se estivéssemos abrindo os nossos sentidos interiores, clarividência, Clariaudiência, telepatia, etc, parece normal e natural para nós.

7) Sétimo nível: O chacra do coração se abre mais, nos tornamos mais “real” com as emoções, só temos de ser nós mesmos! Nós liberamos blocos de velhos padrões, é um momento de grande limpeza emocional e de grande intensidade em que nós procuramos nos livrar da bagagem emocional.

Sentimo-nos mais em sintonia a cada momento, nos sentindo muito presente e fluindo com a vida. Muitas vezes relacionamentos antigos acabam ou mudam rapidamente conforme escavamos profundamente nosso ser e honramos nossos sentimentos, simplesmente não há espaço para a negação em qualquer nível. Começamos a perder a ligação emocional com os outros.

Dores no peito (angina) são mais comuns porque o coração continua a abrir os seus campos de energia.

(Fazer a meditação Unificada do chacra ajudará na abertura do coração, veja vídeo abaixo).

O medo neste momento é liberado, à medida que os campos de energia de todos os corpos são realinhados através do coração e quando alinhados, o medo desaparece.

Uma pressão na testa ou nas costas ou na cabeça é devido à abertura da hipófise e da pineal porque elas estão absorvendo mais luz, quando estas glândulas estão totalmente abertas, ativadas e funcionando no mais alto nível, o envelhecimento e a morte não acontecem.

Quando a glândula pineal está totalmente aberta experimentamos a multidimensionalidade, ainda que a dualidade parece aumentar à medida que deixamos ela para trás.

Alguns dias nós nos sentimos conectados e felizes, em outros estamos com medo e apanhados em questões de sobrevivência.

Muitos desejam “ascender” e deixar o planeta porque sentem a possibilidade muito real de ascensão através da nossa conexão profunda com o EU superior.

À medida que aprendemos a seguir a nossa alegria, podemos então querer “salvar o planeta” e cada um vai então seguir sua alegria.

Todos estão em alguma etapa nesta progressão que refletem a nossa mudança de percepção. Mais sábio você se percebe comendo menos, absorvendo mais luz através de alimentos vivos (vegetais, frutas), muitos nesta fase deixam de comer carne, açúcar e beber álcool porque “sentem” os efeitos destas substâncias nos campos vibratórios do corpo.

8) Oitavo nível: Enxergamos o Criador em tudo e puramente desejamos estar a serviço de todos, nós deixamos o modo “guardar e resgatar” para trás em favor do desejo de servir a vontade Divina.

As glândulas pineal e pituitária mudam de forma, se persistirem as dores de cabeça peça ao seu EU superior para não sentir dor, ou peça-lhe para liberar endorfina, o opiáceo natural do cérebro.

O cérebro está sendo ativado, em especial o cerebelo, o “gigante adormecido”. A expansão craniana é comum, “sementes de cristais” triangulares na testa e cristais de registros no lado direito do cérebro são ativados, juntamente com o oitavo, nono e décimo chacra.

Começamos a ser conectados com as linguagens da luz.

A hipófise e a pineal são abertas plenamente e trabalham juntas para criar a “Arca da Aliança”, uma luz de arco-íris que se propaga ao longo do topo da cabeça para o terceiro olho que é um mecanismo de decodificação para a linguagem das dimensões superiores.

Você pode achar que é difícil encontrar palavras para se expressar se você pensar em geometrias e tons.

Se ficar confuso, faça a meditação do chacra unificado e peça para as mensagens serem decodificadas e traduzidas.

Novamente você se tornar muito mais conscientes da vastidão e multidimensionalidade de sua natureza, você pode ser qualquer coisa que quiser ser, você deixará de operar a partir da obrigação e as relações se tornam transpessoais. Você compartilha palavras do seu coração e alma, os outros podem se sentir desorientados quando interagirem com você, porque eles não têm mais os “ganchos” de ligação com você.

Você opera a partir de um nível profundo de serenidade com elevada sensibilidade e consciência e ainda se sente aterrado e transformado. Nesta fase, é possível ser sustentado puramente pela luz e prana, sem absorver nenhum alimento dos reinos atmosféricos e ser saudavelmente sustentado pelo etérico.

9) Nono nível: Decodificações geométricas e tonificação é ainda mais fácil, o EU superior está usando a linguagem da luz que muda o projeto da 6ª dimensão para um novo modelo do seu Corpo de Luz da 5ª dimensão.

Seu corpo pode mudar de forma porque os campos de energia mudam. Você se sente interligado a todos por estar em toda parte e menos ligado às opiniões dos outros.

Você libera o desejo e a energia que sustenta o “jogo da separação e limitação” e se sente verdadeiramente livre.

O nono nível vê uma descida em massa do Corpo de Luz para a forma física.

Tal como acontece com o 3º e o 6º, neste nível fazemos uma forte reavaliação à medida que começamos a rendição final ao “EU superior” e nós realmente nos tornamos um instrumento Divino.

O nosso EU superior é o objetivo do nosso trabalho. Isto é a dissolução do ego-personalidade e ao mesmo tempo a êxtase, pode ser um pouco doloroso. Podemos ficar temerosos em fazer o salto, embora tenhamos evoluído através de eras do tempo para chegar a este ponto.

Podemos ir e voltar, agarrando-nos a zonas de conforto antigas antes de deixar seguir completamente, mas não há como voltar atrás, tudo deve ser liberado.

O 9º nível é a rendição e, em seguida, o êxtase, o desapego do “eu/ego”, percebemos que enquanto o livre-arbítrio é real também é uma ilusão, pois ele existe somente para nos guiar e nos fortalecer para sermos UM com o EU superior.

Saindo dos medos de sobrevivência e focando no AGORA, na UNIDADE. Embora os medos possam vir à tona, eles vão parecer irreais e são facilmente postos de lado.

Temos a tendência de nos desconectar da realidade consensual, nossas escolhas e realidade vão parecer irreais aos outros. A partir do 7º, 8º e 9º a luz interior irradia visivelmente para fora e você se sente incrivelmente aterrado, ligado, centrado, cheio de propósito e desejando apenas servir.

Por algum tempo você pode deslizar entre o 8º e 9º, do sentimento completo na UNIDADE e voltar a ser “um humano limitado” novamente, isto se estabiliza no final do 9º nível.

Você então, continuamente se sente ligado, operando a partir do seu nível Crístico e sua intenção e motivação é sempre a mais alta, embora os outros, devido a seus próprios gatilhos internos e questões, podem optar por não ver isto.

O 9º é o lugar onde nós começamos a ligar para o nosso EU SOU.

Os últimos três níveis unificam todos os campos de energia, todos os chacras são unificados e você se torna totalmente ligado ao seu EU SOU.

10) Décimo nível: Você é UM com a consciência da Fonte e sabe que tudo é possível. O ADN não é mais só de 2 filamentos mas sim de 12 filamentos, teletransporte, telepatia e manifestações são instantâneas.

O Merkabah (outro nome para o nosso Corpo de Luz) foi criado e permite que você viaje através do espaço, do tempo e das dimensões completamente.

A sua própria consciência está sendo dirigida por você mesmo.

11) Décimo primeiro nível: Todos os níveis do corpo de luz foram construídos e ativados e estão conectados ao seu corpo físico através dos “pontos de rotação”.

Estas linhas de luz ao longo dos meridianos de acupuntura física são linhas de interseção de luz em belas geometrias, um novo sistema circulatório da luz da 5ª dimensão.

A regeneração celular foi realizada.

O tempo não é mais linear, mas simultâneo, coexistindo passado, presente e futuro, todos existem em paralelo.

Não há separação e você irá manifestar plenamente a sua visão do Céu na Terra, expressando o êxtase do EU superior.

Neste “quadro” da percepção consciente, muitos agora acessam e criam novos tipos de tecnologias baseadas na luz, nova vida em comunidade, novos sistemas de governo e distribuição de alimentos e de recursos equitativos.

Todos receberam treinamento especializado e habilidades para ajudar a criar e manifestar a Nova Terra, a “Era Dourada”.

12) Décimo Segundo nível: A continuação da criação e implementação de sistemas da Nova Terra, ligado com os outros 12 níveis que se iniciam trazem à existência novos governos, novos sistemas financeiros e educacionais, melhor sistema de distribuição de alimentos e de recursos, etc, com toda a vontade sendo redefinida na fase final da ascensão da Terra para que todos possam existir em alegria, igualdade e harmonia.

Nesta altura o planeta e seus habitantes terão sido “renovados” na luz para brilhar em toda a sua glória à medida que os estágios finais deste plano Divino acontecem.

O planeta segue para a luz, se deslocando para fora desta dimensão sendo conduzido para um sistema multi estelar, onde todo mundo tem um Corpo de Luz e segue a maestria total do EU superior.

Do livro  “Em Sintonia” (“In Resonance”) de Jasmuheen

…………………………………………………………………………………………………………….

Origem: In5d | 12 Stages Of Light Body Ascension
Tradução e Divulgação: A Luz é Invencível

Via: Os 12 Estágios da Ascensão do Corpo de Luz | A Luz é Invencível


Invocação da Unificação dos Chakras

Por: Arlete Funaro – Terapeuta Holística – Numeróloga

 

Via: Invocação da Unificação dos Chakras – por Arlete Funaro – YouTube


A NOSSA REALIDADE É APENAS UMA PROJEÇÃO HOLOGRÁFICA…

Nuestro-universo-holografico

O Universo como um Holograma

Por Michael Talbot

Existe uma Realidade Objetiva ou o Universo é um Fantasma?

Em 1982 um evento notável aconteceu. Na Universidade de Paris uma equipe de pesquisa liderada pelo físico Alain Aspect realizou o que pode vir a ser um dos mais importantes experimentos do século XX. Você não ouviu sobre isto nos noticiários. De fato, a menos que você tenha o hábito de ler revistas científicas, você provavelmente nem mesmo tenha ouvido o nome de Aspect, embora haja alguns que acreditem que a descoberta dele pode mudar a face da ciência.

Aspect e sua equipe descobriram que sob certas circunstâncias as partículas sub-atômicas como os elétrons são capazes de se comunicarem instantaneamente umas com a outras a despeito da distância que as separam. Não importa se elas estão a 10 pés ou a 10 bilhões de milhas separadas.

De alguma forma uma partícula sempre parece saber o que a outra está fazendo. O problema com este feito é que ele viola o princípio de longo prazo de Einstein que nenhuma comunicação possa viajar mais rápido do que a velocidade da luz. Já que viajar mais rápido do que a velocidade da luz é equivalente a quebrar a barreira do tempo, esta perspectiva assombrosa tem feito com que alguns físicos tentem vir com meios elaborados de descartar as descobertas de Aspect. Mas isto tem inspirado outros a oferecerem até mesmo explicações mais radicais.

O físico da Universidade de Londres, David Bohm, por exemplo, acredita que as descobertas de Aspect implicam que a realidade objetiva não existe; a despeito de sua aparente solidez, o universo está no coração de um fantasma, um gigantesco e esplendidamente detalhado holograma.

Para entender porque Bohm faz esta surpreendente avaliação, devemos primeiro entender um pouco sobre hologramas. Um holograma é uma fotografia tridimensional feita com a ajuda de um laser. Para fazer um holograma, o objeto a ser fotografado é primeiro banhado na luz de um raio laser. Então um segundo raio laser é ricocheteado da luz refletida do primeiro e ao resultante padrão de interferência [a área onde os dois raios laser se encontram] é capturado em um filme. Quando o filme é revelado, ele parece um rodamoinho sem significado de luz e linhas escuras. Mas logo que o filme revelado é iluminado por um outro raio laser, uma imagem tridimensional do objeto original aparece.

A tridensionalidade de tais imagens não é a única caraterística notável dos hologramas. Se um holograma de uma rosa é cortado na metade ele ainda contém a imagem inteira da rosa. De fato, cada metade conterá a imagem inteira da rosa. Se as metades são divididas novamente, cada fragmento do filme  sempre será descoberto conter uma versão menor mas intacta da imagem original. Diferente das fotografias normais, cada parte de um holograma contém a informação completa possuida pelo todo.

A natureza “do todo em cada parte” do holograma nos fornece um modo inteiramente novo de entender a organização e a ordem. Pela maior parte de sua história, a ciência ocidental tem trabalhado sob a tendência que o melhor meio para entender um fenômeno físico, seja um sapo ou um atómo, é dissecar isto e estudar suas partes respectivas. Um holograma nos ensina que algumas coisas no universo podem não se render a estas abordagens. Se tentarmos separar algo construido holograficamente, não obteremos os pedaços do que isto é feito, apenas obteremos inteiros menores.

Este insight sugeriu a Bohm um outro meio de entender a descoberta de Aspect. Bohm acredita que a razão porque as partículas sub-atômicas são capazes de permanecerem em contato uma com a outra a despeito da distância que as separam não é porque estejam enviando um algum tipo de sinal misterioso, mas porque a sua separação é uma ilusão. Ele argumenta que em algum nível mais profundo da realidade tais partículas não são entidades individuais, mas realmente sejam extensões do mesmo algo fundamental.

Para capacitar as pessoas a melhor visualizarem o que ele quer dizer, Bohm oferece a seguinte ilustração. Imagine um aquário contendo um peixe. Imagine também que você seja incapaz de ver o aquário diretamente e seu conhecimento sobre ele e o que ele contém venha de duas câmeras de televisão, uma dirigida a frente do aquário e a outra a seu lado. Quando você olha fixamente os dois monitores de televisão, você pode assumir que o peixe em cada uma das telas é uma entidade em separado. Afinal, porque as câmeras estão colocadas em ângulos diferentes, cada um a das imagens será ligeiramente diferente. Mas quando você continua a observar os dois peixes, você eventualmente se tornará ciente que há um certo relacionamento entre eles. Quando um se volta, o outro também faz uma volta ligeiramente diferente, mas correspondente. Quando um fica de frente, o outro está de lado. Se você continua inconsciente do escopo completo da situação você pode até mesmo concluir que o peixo deve estar instantaneamente se comunicando com o outro, mas este claramente não é o caso.

Isto, diz Bohm, é precisamente o que está acontecendo entre as partículas sub-atômicas no experimento de Aspect. Segundo Bohm, esta ligação aparentemente mais rápida do que a luz entre as partículas sub-atômicas realmente está nos dizendo que há um nível mais profundo da realidade a qual não temos acesso, uma dimensão mais complexa além da nossa que é análoga ao aquário. E, ele acrescenta, vimos os objetos tais como as partículas sub-atômicas como separadas uma da outra porque estamos vendo apenas uma porção de sua realidade. Tais partículas não são partes separadas, mas facetas de uma unidade mais profunda e subjacente que é ultimamente tão holográfica e indivisível como a rosa anteriormente mencionada. E já que tudo na realidade física está compreendido destes “eidolons”, o próprio universo é uma projeção, um holograma.

Além de sua natureza fantasmagórica, um tal universo possuiria outras características surpreendentes. Se a aparente separação das partículas sub-atômicas é ilusória, isto significa que em um nível mais profundo da realidade todas as coisas no universo estão infinitamente conectadas. Os elétrons em um átomo de carbono no cérebro humano  estão conectados às partículas sub-atômicas que compreendem cada salmão que nada, cada coração que bate, e cada estrela que brilha no céu. Tudo interpenetra tudo, e embora a natureza humana possa buscar categorizar e arquivar e subdividir, os vários fenômenos no universo, todas as partilhas são de necessidade artificial e toda a natureza é ultimamente uma teia sem costuras.

Embora Bohm admita que não tenhamos meio de saber o que mais está oculto no super-holograma, ele se aventura a dizer que não temos razão para assumir que isto não contenha mais. Ou como ele coloca isso, talvez o nível super-holográfico da realidade seja um ‘mero estágio’ além do qual jaz “uma infinidade de desenvolvimento posterior”.

Bohm não é o único pesquisador a encontrar evidência de que o Universo seja um holograma. Trabalhando independentemente no campo da pesquisa cerebral, o neurofisiologista de Stanford, Karl Pribram também tem se tornado persuadido da natureza holográfica da realidade. Pribram estava desenhando o modelo holográfico do cérebro para o enigma de como e onde as memórias são armazenadas no cérebro. Por décadas, os estudos tem mostrado que muito mais do que estarem confinadas a uma localização específica, as memórias estão dispersas pelo cérebro.

Em uma série de experimentos principais na década de 1920, o cientista cerebral Karl Lashley descobriu que não importava qual porção do cérebro de um rato ele removia; ele era incapaz de erradicar sua memória de como realizar tarefas complexas que ele havia aprendido antes da cirurgia. O único problema  era que ninguém foi capaz de vir com um mecanismo que pudesse explicar esta curiosa natureza do “todo em cada parte” do armazenamento da memória.

Então na década de 1960 Pribram encontrou o conceito da holografia e entendeu que ele havia descoberto a explicação que os cientistas cerebrais haviam estado procurando. Pribram acredita que as memórias estão codificadas não nos neurônios, ou pequenos agrupamentos de neurônios, mas nos padrões dos impulsos nervosos que se entrecruzam no inteiro cérebro do mesmo modo que os padrões da interferência da luz do laser se entrecruza na área inteira de um pedaço de filme contendo uma imagem holográfica. Em outras palavras, Pribram acredita que o  próprio cérebro seja um holograma.

A teoria de Pribram também explica como o cérebro humano pode armazenar tantas memórias em tão pouco espaço. Tem sido estimado que o cérebro humano tenha a capacidade de memorizar algo da ordem de 10 bilhões de bits de informação durante um período de vida médio [ou a grosso modo a mesma quantidade de informação contida em cinco conjuntos da Encyclopaedia Britannica].

Similarmente, tem sido descoberto que em adição a suas outras capacidades os hologramas possuem uma capacidade estonteante de armazenar informação – simplesmente ao mudar o ângulo no qual os dois raios laser atingem um pedaço de filme fotográfico, é possível registrar muitas imagens diferentes na mesma superfície. Tem sido demonstrado que um centimetro cúbico de filme pode manter tanto quanto 10 bilhões de bits de informação.

Nossa desconcertante capacidade de rapidamente recuperar seja qual for a informação que precisamos do imenso armazenamento de nossas memórias se torna mais compreensível se o cérebro funcionar sob os princípios holográficos. Se um amigo lhe pedir para dizer a ele o que vem a mente quando ele diz a palavra “zebra” você não tem que escolher desjeitadamente de volta a um gigantesco arquivo cerebral alfabético para encontrar a resposta. Ao invés, asociações como “semelhante a um cavalo”, “listrada”, “animal nativo da África” todos pulam imediatamente na sua cabeça. De fato, uma das coisas mais surpreendente sobre o processo do pensamento humano é que cada pedaço de informação parece imediatamente se inter-relacionar com cada outro pedaço de informação – uma outra característica intrínsica ao holograma. Porque cada porção de um holograma está infinitamente interconectada com todas as outras porções, talvez este seja o supremo exemplo da natureza de um sistema interelacionado.

O armazenamento da memória não é o único enigma neurofisiológico que se torna mais tratável à luz do modelo holográfico do cérebro de Pilbram. Um outro é como o cérebro é capaz de traduzir a avalanche de frequências que ele recebe via os sentidos [frequências de luz, frequências de som etc] para o mundo concreto de nossas percepções.

Codificar e descodificar frequências é precisamente o que um holograma faz melhor. Exatamente como um holograma funciona com um tipo de lente, uma aparelho de tradução capaz de converter um borrão aparentemente sem sentido de frequências em uma imagem coerente, Pribram acredita que o cérebro também inclui uma lente e usa os princípios holográficos para converter matematicamente as frequências que ele recebe pelos sentidos para o mundo interno de nossas percepções.

Um corpo impressivo de evidência sugere que o cérebro usa os princípios holográficos para realizar suas operações. A teoria de Pribram, de fato, tem recebido um apoio crescente entre os neurofisiologistas.

O pesquisador argentino-italiano Hugo Zucarelli recentemente estendeu o modelo holográfico ao mundo do fenômeno acústico. Intrigado pelo fato de que os humanos possam localizar a fonte dos sons sem mover suas cabeças, até mesmo quando possuem a audição em um só ouvido, Zucarelli descobriu que os princípios holográficos podem explicar esta habilidade.

Zucarelli tem também desenvolvido a tecnologia do som holofônico, uma técnica de gravação capaz de reproduzir situações acústicas com um realismo quase desconcertante.

A crença de Pribram que nossos cérebros constróem matematicamente a “dura” realidade ao contar com o input de um domínio de frequência também tem recebido uma boa quantidade de apoio experimental.

Tem sido desoberto que cada um dos nossos sentidos é sensível a um alcance muito mais amplo de frequências do que previamente suspeitado.

Os pesquisadores tem descoberto, por exemplo, que nossos sistemas visuais são sensíveis a frequências de som, que nosso sentido de olfato é em parte dependente do que agora é chamado “frequências cósmicas” e que até mesmo as células em nossos corpos são sensíveis a um amplo alcance de frequências. Tais achados sugerem que é somente no domínio holográfico da consciência que tais frequências sejam escolhidas e divididas nas percepções convencionais.

Mas o aspecto mais fascinante do modelo holográfico do cérebro de Pribram é o que acontece quando ele é colocado junto da teoria de Bohm. Porque se a concretividade do mundo nada mais é do que uma realidade secundária e o que está “lá” é realmente uma mancha holográfica de frequências, e se o cérebro também é um holograma e somente seleciona algumas das frequências desta mancha e as transforma matematicamente em percepções sensoriais, o que vem a ser a realidade objetiva?

Falando muito simplesmente, isto cessa de existir. Como as religiões do oriente há muito têm mantido, o mundo material é Maya, uma ilusão, e embora nós possamos pensar que somos seres físicos nos movendo em um mundo físico, isto também é uma ilusão.

Realmente somos “receptores” flutuando em um mar caledoscópico de frequências, e o que extrairmos deste mar e transmodificamos em realidade física nada mais é do que um canal dos muitos extraídos do super-holograma.

Esta impressionante nova imagem da realidade, a síntese das opiniões de Bohm e Pribram, tem vindo a ser chamado o paradigma holográfico, e embora muitos cientistas tenham recebido isto com ceticimo, isto tem galvanizado outros. Um grupo pequeno mas crescente de pesquisadores acredita que este possa ser o modelo mais acurado da realidade a que a ciência já tenha conseguido chegar. Mais do que isto, alguns acreditam que possam resolver alguns mistérios que nunca antes tenham sido explicáveis pela ciência e até mesmo estabelecer o paranormal como parte da natureza.

Numerosos pesquisadores, incluindo Bohm e Pribram, tem notado que muitos fenômenos parapsicológicos se tornam muito mais compreensíveis em termos do paradigma holográfico.

Em um universo no qual os cérebros individuais são realmente porções indivisíveis de um holograma maior e tudo está infinitamente interconectado, a telepatia pode meramente ser o acesso do nível holográfico.

É obviamente muito mais fácil entender como a informação pode viajar da mente do indivíduo ‘A’ para aquela do indivíduo ‘B’ a um ponto a longa distância e ajuda a entender um número de enigmas não resolvidos em psicologia. Em particular, Stanislav Grof, um fundador do campo de psicologia transpessoal, sente que o paradigma holográfico ofereça um modelo para o entendimento de muitos fenômenos embaraçosos vivenciados pelos indíviduos durante estados alterados da consciência.

Criação – Universo Holográfico

Na década de 1950, enquanto realizava pesquisa nas crenças do LSD como um instrumento psicoterapêutico, Grof tinha uma paciente que subitamente se tornou convencida que ela havia assumido a identidade de uma fêmea de uma espécie de réptil pré histórico. Durante o curso da alucinação dela, ela não apenas deu uma descrição rica e detalhada do que ela sentia como estar encapsulada em uma tal forma, mas notou uma porção da anatomia masculina da espécie, o que era de um parte de escamas coloridas no lado de sua cabeça. O que foi surpreendente para Grof foi que embora a mulher não tivesse conhecimento anterior sobre tais coisas, uma conversa com um zoologista mais tarde confirmou que em certas espécies de répteis as áreas coloridas na cabeça de fato desempenham um papel importante como gatilhos do arrebatamento sexual.

A experiência da mulher não foi única. Durante o curso de sua pesquisa, Grof encontrou exemplos de pacientes regredindo e identificando-se com virtualmente todas as espécies da árvore revolucionária [achados de pesquisa que ajudaram a influenciar o cenário “homem a partir do macaco” no filme “Estados Alterados”]. Sobretudo, ele descobriu que tais experiências frequentemente continham obscuros detalhes zoológicos que acabavam por se mostrar acurados.

As regressões ao reino animal não eram o único fenômeno intrigante que Grof encontrou. Ele também teve pacientes que pareciam “grampear” algum tipo de inconsciente coletivo ou racial. Os indivíduos com pouca ou nenhuma educação subitamente davam descrições detalhadas de práticas funerárias do Zoroastrismo e cenas da mitologia hundu. Em outras categorias de experiência, os indivíduos davam narrativas persuasivas de experiências fora do corpo, de visualizações pré-cognitivas do futuro, de regressões a aparentes encarnações de vidas passadas.

Na última pesquisa, Grof descobriu este mesmo alcance de fenômenos manifestados nas sessões de terapia que não envolveram o uso de drogas. Por causa que o elemento comum em tais experiências parecia ser a transcendência da consciência do indivíduo além das fronteiras usuais do ego e/ou limitações de espaço e tempo, Grof chamou a tais experiências de “experiências transcendentais” e no final da década de 1960 ele ajudou a formar um ramo da psicologia chamado “psicologia transpessoal” devotado inteiramente ao estudo delas.

Embora a recém fundada Associação de Psicologia Transpessoal de Grof reunisse um número rapidamente crescente de profissionais de mente similar e tenha se tornado um ramo respeitado da psicologia, por anos nem Grof nem seus colegas foram capazes de oferecer um mecanismo para explicar o bizarro fenômeno psicológico que eles estavam testemunhando. Mas isto tem mudado com o advento do paradigma holográfico.

Como Grof recentemente notou, se a mente é realmente uma parte de um continuum, um labirinto que está conectado não apenas a todas as outras mentes que existem ou tem existido, mas a todos os átomos, organismos, e regiões na vastidão do próprio espaço e tempo, o fato que ela seja capaz de ocasionalmente fazer investidas no labirinto e ter experiências transpessoais não mais parece tão estranho.

O paradigma holográfico também tem implicações para as chamadas ciências duras como a biologia. Keith Floyd, um psicólogo da Universidade Virginia Intermont, tem ressaltado que se a concretividade da realidade nada mais é que uma ilusão holográfica, não mais seria verdade que o cérebro produza a consciência. Muito mais, é a consciência que cria o aparecimento do cérebro – bem como do corpo e de tudo mais ao redor de nós que interpretamos como físico.

Uma tal reviravolta no modo em que vemos as estruturas biológicas tem feito com que os pesquisadores ressaltem que a medicina e o nosso entendimento do processo de cura pode também ser transformado pelo paradigma holográfico. Se a aparente estrutura física do corpo nada mais é que a projeção holográfica da consciência, torna-se claro que cada um de nós é mais responsável por nossa saúde que a atual sabedoria médica permite. O que agora vemos como remissões miraculosas de doenças podem realmente ser devido a mudanças na consciência que por sua vez afetam mudanças no holograma do corpo.

Similarmente, novas técnicas controvertidas de cura tais como a visualização podem funcionar tão bem porque no domínio holográfico do pensamento as imagens são ultimamente tão reais quanto a “realidade”.

Até mesmo visões e experiências envolvendo uma realidade “não ordinária” se tornam explicáveis sob o paradigma holográfico. Em seu livro, “Gifts of Unknown Things,” o biólogo Lyall Watson descreve seu encontro com uma mulher shamã na Indonésia que, ao realizar uma dança ritual, foi capaz de fazer um inteiro grupo de árvores instantaneamente desaparecer no fino ar. Watson relata que ele e um outro espectador atônito continuaram a observar a mulher, e ela fez as árvores reaparecem, então desaparecerem novamente e assim novamente por várias vezes em sucessão.

Embora o atual entendimento científico seja incapaz de explicar tais eventos, experiências como estas se tornam mais defensáveis se a “dura” realidade é apenas uma projeção holográfica.

Talvez concordemos sobre o que seja “lá” ou “não lá” porque o que chamamos consenso da realidade é formulado e ratificado a nível do inconsciente humano ao qual todas as mentes estão infinitamente interconectadas.

Se isto é verdade, é a mais profunda implicação do paradigma holográfico de todas, porque isto significa que as experiências tais como as de Watson não são lugar comum apenas porque não temos programado a nossa mente com as crenças que as fazem assim. Em um universo holográfico não há limites na extensão em que podemos alterar o tecido da realidade.

O que percebemos como realidade é apenas uma tela que nos espera para desenhar nela qualquer imagem que quisermos. Tudo é possível, desde curvar colheres com o poder da mente até os eventos fantasmagóricos vivenciados por Castaneda durante seus encontros com o bruxo Yaqui Don Juan, porque o mágico é nosso direito inato, nem mais nem menos miraculoso do que a nossa habilidade de computar a realidade que queremos quando estamos em nossos sonhos.

De fato, até mesmo nossas noções mais fundamentais sobre a realidade se tornam suspeitas, porque em um universo holográfico, como tem ressaltado Pribram, até mesmo eventos aleatórios tem sido vistos como baseados nos principios holográficos e portanto determinados. As sincronicidades ou coincidências significativas subitamente fazem sentido, e tudo na realidade teria que ser visto como uma metáfora, porque até mesmo os eventos mais casuais expressariam alguma realidade subjacente.

Se o paradigma holográfico de Bohm e Pribram se torna aceito pela ciência ou morre uma morte ignóbil, permanece a ser visto, mas é seguro dizer que ele já tenha uma influência no pensamento de muitos cientistas. E até mesmo se é descoberto que o modelo holográfico não fornece a melhor explicação para as comunicações instantâneas que vemos estar ocorrendo para diante e para trás entre as partículas sub-atômicas, ao menos, como notado por Basil Hiley, um físico da Universidade Birbeck em Londres,  as descobertas de Aspect “indicam que devemos estar preparados para considerar radicalmente novas visões da realidade”.

……………………………………………………………………………….

Fonte: Être Soi| Dennis’ Pages | The Universe as a Holagram

Publicado em português por Branca SnowCONSPIRE ASSIM

 


Via: O Universo como um Holograma | Conspire Assim

UMA VISÃO ESPIRITUALISTA SOBRE O VEGETARIANISMO…

A Vegetariana_Magda Francot

PORQUE DEVEMOS SER VEGETARIANOS?

Elaborado por A. Cavalcanti

 

Devemos diminuir gradativamente a volúpia de comer carne dos animais. O cemitério na barriga é um tormento, após deixarmos a vida material.

Os animais são nossos irmãos, eles também como nós, vêm de longe, através de lutas incessantes e redentoras, e são como nós, candidatos a uma posição brilhante na espiritualidade.

À medida que a alma progride, é necessário, também, que o vestuário de carne se lhe harmoniza ao progresso espiritual já alcançado. Percebam que, a nutrição varia conforme a delicadeza e sensibilidade das espécies. Enquanto a poética figura do beija-flor sustenta-se com o néctar das flores, o abutre delicia-se a saborear o cadáver em decomposição do animal.

Mediante os esclarecimentos espirituais ditados por mentores credenciados no labor mediúnico espírita, evidencia-se que muito grave é a responsabilidade daqueles que possuem conhecimentos, quanto os malefícios da alimentação carnívora, não havendo desculpas que lhe suavize a culpa de terem devorado seus irmãos.

O vegetarianismo deve ser a alimentação dos homens civilizados, principalmente daqueles que já são conscientes da realidade reencarnatória e da marcha ascensional que também os animais estão obrigados. A culpa começa exatamente onde começa a consciência quando já se pode distinguir o justo do injusto e o certo do errado.

Quando o bruto devora o seu irmão, para matar a fome, trata-se de um espírito sem culpa e sem malícia perante a suprema Lei do Alto. Sua consciência não é capaz de extrair lições morais ou verificar qual o caráter superior ou inferior da alimentação vegetal ou carnívora.

Mas o homem, que sabe implorar piedade e clamar por Deus, em suas dores; que distingue a desgraça da ventura; que distingue o criminoso do santo; o ignorante do sábio; e o bem do mal, esse homem também deve saber o erro que comete diante da pratica da alimentação zoofágica diária.

Esse homem também há de compreender o equívoco da matança dos pássaros e da mutilação incessante nos matadouros, e será um delinqüente perante a Lei de Deus se, depois dessa consciência desperta, ainda persistir no erro que já é condenado no subjetivismo da alma e que desmente a Lei superior.

O direito de destruição acha-se regulado pela necessidade que o homem tem de prover ao seu sustento e a sua segurança. O abuso jamais estará contido em seu direito. O homem é culpado de matar animais, portanto não lhe assiste esse direito, uma vez que, não lhe falta a fruta ou o legume para seu sustento; nem carece da morte do irmão para a sua segurança biológica.

No âmbito da fisiologia humana podemos constatar que: A produção da toxidade causa a superação renal e do fígado, que se vêem obrigados a atender a necessidade extra da filtragem super dosada. O pâncreas esgota-se produzindo o fornecimento excessivo de fermento. As ilhas de Lanson atrofiam-se, reduzindo-se a produção de insulina, ocasionando a diabete. O movimento peristáltico do intestino é perturbado, pela ação das toxinas produzidas pelas vísceras animais, ingeridas, causando o aumento da viscosidade sangüínea causando a apoplexia. O ácido úrico se dissemina pelo sangue, causando o artritismo.

No aspecto esotérico, os homens são fornecedores da substância vital através do trucidamento de bois, carneiros, suínos, vitelas, cabritos, coelhos, galinhas e gansos.

Seus sangues inocentes são vertidos nos pisos de matadouros e frigoríficos. E depois sucumbem aos processos de obsessões, vampirismo e vingança dos magos das sombras, alimentados por essa energia vital.

“Enquanto o homem assassinar animais e comer sua carne, vamos continuar tendo guerras”

“Não há injustiça na Lei Divina, portanto, a lei cármica não permitirá que os homens sejam felizes, enquanto massacrarem seus irmãos menores, indefesos e serviçais, que também têm almas e sentem dores!”

“Quantas tragédias, angústias e sofrimentos que há séculos afligem a humanidade, são resgates cármicos provenientes da culpa espiritual de verter o sangue do irmão menor, a serviço do Vampirismo da terra e do espaço.”

Os líderes da Sombra, fortalecidos pelo derramamento diário dos rios de sangue animal, promovem então, com sucesso, as guerras, para o fornecimento de sangue humano, de melhor vitalismo para eles.

“Sob a justiça implacável da Lei do Carma, a quantidade de sangue vertida pelos animais e aves resulta em quantidade igual de sangue humano jorrado nos morticínios das guerras e guerrilhas!”

Infeliz humanidade terrena, escrava de um circulo vicioso, em que os vivos dotados de razão trucidam os vivos irracionais para devorar-lhes as carnes, e depois enfrentam o sofrimento de verem os filhos ou parentes irem para o massacre dos campos de batalhas!

É de conhecimento de muitos, que há pessoas extremamente bondosas, preocupadas com a caridade e que normalmente alimentam-se de carne.

Por outro lado, ocorre o oposto, alguns egoístas, maldosos e que somente agem dentro do padrão extremista do egocentrismo, são vegetarianos.

Devemos observar que, nem sempre o homem vegetariano é evoluído, mas, todo homem evoluído fatalmente será vegetariano.

Temos provas irrecusáveis de que podemos viver e gozar de boa saúde sem recorrermos a alimentação carnívora. Basta considerar a existência de animais corpulentos e de um vigor extraordinário em nosso mundo, tais como o cavalo, o elefante, o boi, o camelo e outros que são rigorosamente vegetarianos.

Quanto ao condicionamento pelo hábito da alimentação carnívora, devemos compreender que nosso orgulho, a vaidade ou a crueldade assim como outros tantos defeitos, são estigmas que se forjaram através de séculos, mas que teremos que eliminá-los definitivamente do nosso psiquismo.

Assim como os vícios de fumar e o uso imoderado do álcool também se estratificam na nossa memória etérica; no entanto, nem por isso nos os justificamos como necessidades imprescindíveis das nossas almas invigilantes.

O Comando Sideral está empregando todos os esforços a fim de que o terrícola se afaste, pouco a pouco, da repugnante preferência zoofágica.

A humanidade atual deve reconhecer que já ultrapassa os prazos espirituais demarcados para a continuidade suportável dessa alimentação mórbida e cruel. Na técnica evolutiva sideral, o estado psicológico do homem atual exige urgente aprimoramento no gênero de alimentação; ela deve corresponder, também às próprias transformações progressistas que já se sucederam na esfera da ciência, da filosofia, da arte, da moral e da religião.

Chegará o dia em que a Terra será promovida a um mundo regenerado. Situação onde o Planeta Terra, somente abrigará espíritos portadores dos bons hábitos.

Quando isso ocorrer, não haverá mais espaços para os matadouros. Essa futura humanidade terá a consciente despertada e saberá dar o devido valor ao sentido real da vida material, não somente para seu semelhante humano, mas também a vida do seu irmão, os animais.

Nessa ocasião, todos os terráqueos serão vegetarianos. Os espíritos que não se ajustarem á nova forma de vida, mais saudável e amorosa, deverão seguir para outro mundo mais inferior condizente com sua condição primitiva no tocante a alimentação carnívora e demais vícios danosos à evolução espiritual.

…………………………………………………………………………………………………………………..

Obras Consultadas:
[1]Fisiologia da Alma – Ramatís – Capítulo A Alimentação Carnívora e a Vegetariana – Páginas 15 á 78.
[2]Paz e Amor Bicho! (A Alimentação á Luz do Cosmo) – Grupo de Estudos Ramatís de Porto Alegre – Mariléa de Castro
[3]Elaborado por A. Cavalcanti – GRUPO RAMATÍS – GRAE-CA


Via: Despertar de Gaia: PORQUE DEVEMOS SER VEGETARIANOS?

QUANDO AS CIRCUNSTÂNCIAS PARECEM ESTAR FORA DO CONTROLE…

Unnamed_Pedro Cabral

NÃO DEIXE AS CIRCUNSTÂNCIAS NEGATIVAS DITAREM SUAS RESPOSTAS

Mensagem dos Guias Angélicos canalizada por Taryn Crimi

 

Hoje nós gostaríamos de concentrar sua atenção sobre o forte controle que cada um de vocês tem em relação a maneira que você escolhe responder às circunstâncias negativas em sua vida. Você está vivendo em um mundo de polos opostos, há experiências contrastantes em cada aspecto de sua realidade. Isto pode naturalmente ser visto como uma bênção ou uma maldição dependendo de sua perspectiva. Permita-nos explicar melhor.

Veja, cada um de vocês vai, sem dúvida, entrar em contato com experiências negativas, há momentos em que as coisas parecem estar caindo aos pedaços, você pode se tornar frustrado e até mesmo sentir como se você não tivesse controle. Entretanto, nós dizemos frequentemente: Você é o criador de sua realidade. Não é mesmo? E podemos assegurar-lhe que você realmente é um criador poderoso e eterno tendo uma experiência física temporária.

Quando você entender que tudo na sua realidade é o resultado de sua vibração mais dominante e, portanto, você só pode experimentar o que ressoar com você, começará a entender realmente o tamanho do seu desejo de ter controle, mesmo sobre as circunstâncias que parecem estar “fora do seu controle”. Quando as circunstâncias negativas surgirem, você tem que escolher uma de duas opções, optar por permanecer na vibração que atraiu o início do problema, ou optar por mudar o seu foco e perspectiva para outro lugar, preferencialmente para algo que faz você se sentir muito melhor. Você pergunta: Por que isso é tão importante?

Veja, o que você se concentrar sempre irá expandir independentemente do motivo pelo qual você está escolhendo se concentrar nisso. Isso pode parecer contraditório com o que muitos de vocês foram ensinados, mas você simplesmente não pode resolver um problema da mesma perspectiva que o atraiu primeiramente. Muitos dos desafios que você enfrenta, ainda não se manifestaram, em vez disso, são imaginações em sua mente do que pode acontecer e, muitas vezes, são do pior cenário que você poderia conjurar.

Como dissemos antes, sua imaginação pode ser a maior ferramenta que você tem à sua disposição, ou o maior inimigo que você pode criar. Você sempre tem uma escolha quanto ao que você está escolhendo se concentrar. Agora, não estamos de nenhuma maneira declarando que mudar seus pensamentos para algo positivo quando tudo parece estar “caindo aos pedaços” é fácil, mas é necessário se você desejar criar algo diferente para a frente. Caso contrário, a atenção que você dá aos problemas só ganham mais velocidade, mais ímpeto e criam problemas maiores a partir do poder que você lhes deu.

Podemos sugerir que, quando você estiver se sentindo particularmente em paz ou em um estado de otimismo, que faça uma lista de todos os pensamentos que você considere como sendo pacíficos, agradáveis e inspiradores. Como por exemplo, diferentes sons, sua canção favorita, uma caminhada na natureza, uma corrida. A atividade ou pensamento não faz diferença, desde que seja algo que faça você se sentir melhor. O motivo de sugerimos esta atividade quando você está se sentindo em paz é para que você acesse aos pensamentos que ressoam com o “canal” vibracional que você está escolhendo concentrar-se. Isso “convida” mais pensamentos para você que também perpetuam o sentimento atual que você tenha a qualquer momento. Você literalmente está mudando o canal de sua vida e, portanto, você se torna uma nova faixa vibracional para circunstâncias completamente diferentes. Muitos de vocês sabem que isto é a lei da atração e está sempre atuando a cada momento de sua vida.

Nossa intenção com esta mensagem é oferecer àqueles de vocês que estão se sentindo particularmente desanimados, frustrados e em um estado de preocupação para relaxarem no processo de permitir que o Universo faça a única coisa que pode fazer, refletir de volta para você o que você está em ressonância. Uma mudança para um novo estado de espírito fará toda a diferença no mundo para você. Como sempre, estamos ansiosos para ajudá-lo de todas as maneiras que pudermos, tudo que você deve fazer é pedir e permitir.

Nós esperamos ter servido a você de alguma forma.

Em Amor e Luz,

Nós somos seus Guias Angélicos.

……………………………………………………………………………………………………………….

Direitos Autorais:
Todos os direitos reservados. É permitido copiar, compartilhar e distribuir este material, mantendo o conteúdo inteiro e inalterado, tendo sua distribuição gratuita e mantendo o link do autor incluído. www.Angelic-Guides.com

Fonte: Angelic Guides via Taryn Crimi, May 25th, 2017
Tradução de Milena Morvillo email: millamorvis@yahoo.com.br

 


Via: Luz de Gaia | Não Deixe as Circunstâncias Negativas Ditarem Suas Respostas – Guias Angélicos – Taryn Crimi 24.05.17

OS SINTOMAS DA ASCENSÃO PROVOCADOS PELA NOVA ONDA ENERGÉTICA…

swirls-18530_960_720

ONDA ENERGÉTICA ATINGINDO E TRANSFORMANDO CADA UM DE NÓS

Por: Jenny Shiltz
em 26 de maio de 2017

 

Uau! Vocês podem sentir esta onda energética que está realmente nos atingindo? Como de costume, parece estar em todo o lugar pela forma como estão nos fazendo sentir – tanto física quanto emocionalmente. Essa energia está nos transformando, não apenas de modo físico como emocional, nos preparando para o que está por vir. Nosso trabalho é simplesmente permitir que o processo ocorra e fazer o melhor para encontrar paz e alegria internamente.

A grande questão para mim tem sido as dores nas articulações. Começaram alguns dias antes de a energia nos atingir, o que para alguns de nós parece uma “pré-onda”. Meu pescoço, ombros e cotovelos realmente doíam, e no dia seguinte eram os meus quadris, joelhos e tornozelos. Felizmente, as dores articulares passaram, mas o que não passou foi essa sensação de ser um tigre enjaulado. Sinto essa agitação passando por meu corpo, mas com um tom de ansiedade. Estou descobrindo que apenas quero estar lá fora e sob o sol.  Movimentar-se é de fato importante também, e embora seja difícil pensar em se mexer quando o seu corpo dói, pode realmente ajudar a movimentar a energia POR SEU INTERMÉDIO.

Outras pessoas estão enfrentando exaustão, inchaço (que é simplesmente muito divertido), dores de cabeça, dores nas costas, aparecimento repentino de problemas crônicos e muitos zumbidos nos ouvidos. Ansiedade e depressão são comuns a cada vez que a energia sofre aceleração, assim como sonhos ruins. Vocês estão tão-somente removendo de maneira profunda a programação. Alguns estão até mesmo removendo linhas de tempo apocalípticas. Não se apeguem ao que quer que surja, simplesmente observem e em seguida liberem-no. Quando nos apegamos, não permitimos que isso aconteça e de fato criamos laços com tudo, o que faz com que se mantenha firmemente conosco.

Disseram-me que essa explosão energética está nos tornando mais suscetíveis às influências da energia externa. Pode ser a televisão, a mídia social, todos os eletrônicos e até as pessoas. Todavia, funciona de ambas as formas, e estamos suscetíveis também às influências do vento, do sol, das plantas e, sem dúvida, principalmente do riso. Deixem que o modo como se sentem emocionalmente determine o que é certo para vocês. Para algumas pessoas, assistir a um filme é perfeito e para outras, fazer uma caminhada tranquiliza a alma.

Sei que muitos de vocês estão cansados e querem que isso acabe. Não vou adoçar a pílula e dizer que vai acabar em breve, porque não vai. No entanto, ficamos mais fortes, o corpo se atualiza, crescemos e aprendemos, e isso facilita as coisas. Os que estão começando agora esse processo estão sendo afetados por coisas que alguém que tem estado “nisso” por algum tempo nem sequer imaginou. O fundamental é dar um passo para trás e ver como vocês cresceram e mudaram. Permitam que esse conhecimento lhes dê forças para prosseguir.

O chacra cardíaco e o plexo solar estão sendo focalizados no momento e somos indagados: “Vocês podem acessar o seu poder e permanecer em seu coração? ”   Assim, nos mostram as áreas onde não fomos capazes de fazer isso, em que devemos corrigir e justar nossas vidas. Mostram-nos onde ainda mantemos o julgamento, a falta, a insegurança e a dúvida. Tornem-se observadores e tomem nota do que lhes está sendo mostrado como se vocês estivessem vendo a vida de outra pessoa – essa é a forma como vocês podem ver o que necessita mudar, acrescentar ou  afastar-se sem julgamento.

………………………………………………………………………………………………………………………

Direitos Autorais:
Site original: Channeling the Masters
Fonte: Channeling the Masters | Energy Wave hitting and Transforming each of us
Tradução de Ivete Brito – adavai@me.comwww.adavai.wordpress.com

Copyright 2017, Jenny Schiltz – Se repassar, por favor, mantenham a integridade desta informação exatamente como se encontra aqui e incluindo todos os links acima e os links da publicação original.


Via: ONDA ENERGÉTICA ATINGINDO E TRANSFORMANDO CADA UM DE NÓS – 26/05/17 | ADAVAI

AS DIFERENTES REALIDADES NAS DIFERENTES DIMENSÕES…

Vivendo diferentes dimensões

3ª, 4ª e 5ª – As Dimensões e Suas Diferenças

post-10-20-1

Por: Vera Ingeborg

 Ao passar pelo processo de despertar espiritual, mais cedo ou mais tarde somos confrontados com o fato de que parece haver mais dimensões do que a única realidade que estamos vivendo e que conhecemos tão bem. Começamos a questionar a nossa vida e o que costumava ser verdade parece de repente começar a se desintegrar. Nós não temos mais tanta certeza se estamos realmente vivendo em uma realidade ou se ela não é tão real depois de tudo. As energias dimensionais mais elevadas estão nos chamando. Começamos a entrar em ressonância com elas e seguimos em nossa busca para saber mais sobre quem realmente somos. Nós aprendemos sobre as energias universais, as diferentes frequências e o que a ascensão realmente significa. Uma mudança energética da 3ª para a 5ª dimensão, aumentando nossas frequências a um nível muito mais elevado transmutando as baixas frequências do medo para o amor incondicional até um ponto onde não restar nenhum medo. Nos deparamos com muitas informações e estamos aprendendo bastante sobre nós mesmos, o Universo e a humanidade. Uma pergunta que muitas vezes nos mantém ocupados é como saber diferenciar entre as dimensões.

Para entender as diferentes dimensões e como sentir elas melhor, vamos descrever suas características individualmente.

A 3ª Dimensão – O Mundo Material do Medo

“Porque nós estamos vivendo em um mundo material eu sou uma garota materialista…” ~Madonna

post-08-09-11

A imagem da 3ª dimensão está perfeitamente descrita em sua música. Ela fala que só vai sair com homens que têm dinheiro para comprar as coisas do seu interesse e como ela teme perder seu dinheiro já que entrou no estado de acumular posses. A 3ª dimensão é tudo sobre o material, acumular bens materiais e viver com medo de perdê-los. Temos medo de perder o controle. Temos medo de não estar seguros, de não ser bom o suficiente. Nós não confiamos nas pessoas porque elas podem levar a nossa riqueza para longe de nós. Por isto tentamos obter o poder sobre os outros para estar em uma posição de força.

Nós nos definimos neste plano por aquilo que possuímos e o que fazemos para ganhar a vida. Acreditamos que estamos separados do Criador, de tudo e de todos. Enquanto nós não formos UM com a Fonte, não podemos experimentar a unidade com O Tudo O Que É. Acreditamos que a morte é algo doloroso, escuro e finito. Acreditamos que vivemos uma vida e que quando morremos termina tudo. Acreditamos que este mundo é um lugar de escassez. Por isto acreditamos que temos que lutar muito para o nosso bem-estar, porque não existe o suficiente para todos. Nós pensamos que a vida é uma competição com ganhadores e perdedores. Nós pensamos que é bom mentir porque todo mundo faz isto nesta realidade/ilusão. Estamos convencidos de que temos que estar sempre certos sobre as coisas. Nós acreditamos que existem papéis para homens e mulheres. Homem sendo forte e lutador, mulher sendo sensível e fraca.

Isto vem mudando com a elevação do feminino nas últimas décadas, mas a verdadeira natureza do masculino e feminino ainda não foi compreendida com relação ao relacionamento, acreditamos que não podemos estar completos sem outra pessoa. Nós acreditamos que precisamos de alguém para nos fazer feliz e inteiro. Nós experimentamos a alegria em ocasiões muito raras. Em belas situações de tirar o fôlego, seja no contato com a natureza ou durante um estado de meditação profunda. Estes são os raros momentos que nos levam para o AGORA. O único lugar onde o ego não existe. Estamos tão acostumados com o ego que não questionamos se a forma como vivemos é normal, nós gastarmos todo o nosso tempo no passado ou no futuro. O ego interpreta o “deve ter, poderia ter, no jogo da posse” jogando o jogo de saltar para o passado e para o futuro “criando cenários”, nos preparando para todas as possibilidades. Nós não percebemos que o único lugar real que devemos estar é no AGORA.

Os seres humanos na 3ª dimensão buscam o sexo físico porque esta é a única oportunidade para experimentar a fusão das energias masculinas e femininas em perfeito equilíbrio. Essa é a causa raiz para este desejo. Na 3ª dimensão, não entendemos que este é o sentido da carência de um(a) parceiro/parceira. Nós não entendemos que podemos criar esta totalidade para nós mesmos. Nós não só podemos como devemos para podermos acessar as dimensões superiores. Não conseguimos pensar que os desejos sexuais podem mudar de uma necessidade para um compartilhamento. Na 3ª dimensão nunca aprendemos a amar a nós mesmos. Pelo contrário, somos ensinados a acreditar que isto é egoísmo. Mas o oposto é que é verdade. Não amar a si mesmo é um pensamento “ego-ai-está” e é o que o impede de sermos inteiros e mantermos o nosso interior vivo.

Energeticamente a 3ª dimensão é um lugar de baixa vibração que aumenta a ilusão de separação, dualidade e livre arbítrio. O nosso EU superior não está integrado no corpo físico porque não consegue lidar com a baixa densidade e frequência. Ele está conectado conosco através do nosso corpo espiritual, mas quando nossos chacras estão bloqueados, dificilmente ele consegue chegar até nós. Isto cria a ilusão de que estamos separados da Fonte. Na 3ª dimensão nós realmente achamos que a nossa vida é baseada em coincidências e que não existe destino, nem que planejamos as experiências que vamos viver nesta dimensão, pois não temos conhecimento da nossa verdadeira identidade, somos um ser espiritual em um corpo físico sofrendo de amnésia.

À medida que encarnamos na 3ª dimensão, esquecemos quem realmente somos e recebemos uma mente/ego que só tem conhecimento desta encarnação. Não nos lembramos de nenhuma de nossas vidas anteriores porque a memória não nos acompanhou. Apenas a nossa estrutura celular e DNA carregam as memórias da nossa linhagem da família, nosso EU superior também sabe sobre as nossas experiências de vidas passadas. Enquanto a mente/ego está na liderança e nosso coração está fechado, a conexão com o nosso EU superior na maioria das vezes está bloqueada. A comunicação com o nosso EU superior e os reinos mais elevados só pode ser sentida, não compreendida com a mente racional.

A mente/ego não é capaz de processar esta quantidade de energia. Enquanto nós estamos bloqueados não podemos sentir a verdade, acreditamos que nossa mente/ego deve estar na liderança, pois é “oh tão inteligente”. E sim, é, mas para nos manter longe do nosso verdadeiro EU e nos manter presos nas ilusões e crenças. Toda vez que a nossa intuição vem e expressa a verdade, a mente/ego grita: “Prove!” Então, nós ignoramos a intuição novamente porque somos incapazes de provar o que nós sentimos. Continuamos a correr em círculos de olhos vendados, tentando descobrir como a vida funciona e o que devemos realmente fazer. Acreditamos que vamos encontrar as respostas para a nossa busca pela felicidade no exterior, fora de nós. Nos adaptamos ao jogo e aceitamos as ilusões da 3ª dimensão como nossa realidade, porque é o que todo mundo faz. Nós suprimimos as dúvidas sobre o nosso propósito, a nossa verdadeira origem, nossos talentos e dons. Acreditamos que devemos esquecer estas perguntas, porque todo mundo está vivendo de acordo com as mesmas regras.

Se falarmos em voz alta nossas dúvidas e nossos verdadeiros desejos, nos consideram louco e sonhador irrealista. Então, nós apenas obedecemos o sistema, não percebemos que fomos escravizados pela nossa mente/ego que foi programado com todos os tipos de crenças falsas. Não percebemos que todo o sistema é uma matrix falsa baseada no medo. Enquanto as pessoas estão com medo, podem ser mantidas sob controle e os que detêm o poder ganham dinheiro com elas. Muito dinheiro. Seguros, produtos farmacêuticos, veículos, produtos eletrônicos e moda são apenas alguns exemplos de como uma quantidade enorme de dinheiro é gerada através dos nossos medos.

Ficamos obcecados em adquirir mais e mais dinheiro para sermos capazes de compensar estes medos e justificar a nossa falta de conexão com a Fontes adquirindo bens materiais inúteis. Achamos que temos de melhorar o nosso status para sermos bons e ganhar respeito. Nós nem sequer percebemos o quanto as nossas posses do mundo material estão nos controlando e nos mantêm dependentes em um círculo vicioso que só perpetua a insatisfação. Nós precisamos proteger o que conquistamos e estar preparados para tempos difíceis (medo). Na terceira dimensão, estamos sempre gerando pensamentos negativos e desconfiando de tudo e de todos.

A ilusão da dualidade na terceira dimensão nos permite experimentar a luz e a escuridão, o bem e o mal, a alegria e o desespero, o melhor e o pior. Temos a opção de agir como santos ou demônios. Mas realmente a única escolha que temos neste plano é: Amor ou medo. Luz ou escuridão. Isso é o que o livre-arbítrio nos permite. Enquanto seguirmos escolhendo o medo, estamos repetindo as nossas experiências e padrões até entendermos que devemos escolher o amor. Este é o segredo da terceira dimensão.

Quando aprendemos a escolher o amor de forma permanente, alcançamos a iluminação, o que aumenta a nossa frequência significativamente. Desta forma, podemos superar os limites do nosso ego/mente. Aprendemos a deixar o coração e a alma assumirem a liderança, transformando o ego em um auxiliar. Aprendemos como as energias universais funcionam e como podemos criar a nossa realidade. Entendemos que tivemos o controle à nossa disposição o tempo todo, apenas não o enxergamos. Aprendemos que não existem vítimas ou carrascos, existem apenas professores cujas lições nos ajudam a crescer. Não precisamos esperar morrer para ir para a luz. Podemos fazer isto estando em um corpo humano.

A 4ª Dimensão – O Mundo Mágico dos Sonhos

post-10-20-2
A 4ª dimensão é o mundo dos sonhos. É também chamado de plano astral. É uma dimensão que é menos densa e muito mais fluida do que a 3ª dimensão, mas ainda abriga a ilusão da dualidade e o ego é capaz de existir aqui também. É a dimensão do tempo. Imagine que ela seja um fluxo de energia que hospeda todos os eventos de um cronograma específico. Nós geralmente visitamos este plano naturalmente durante a noite. Nela em nossos estados de sonhos, tudo é possível. Um rato pode se transformar em um leão, que pode voar ou respirar debaixo de água, que pode estar em muitos lugares ao mesmo tempo e temos conversas com criaturas estranhas.

Os viajantes astrais experientes são capazes de acessar este plano também durante o dia. Isso pode se tornar tão real que eles estão realmente tendo aventuras fora do corpo ou intensas experiências. Este é o plano para o qual os xamãs de civilizações antigas viajavam para saber mais e se conectar aos reinos espirituais. Estas viagens davam-lhes o acesso ao submundo e partes do mundo superior. Muitos deles usaram drogas e cerimônias de transes especiais para conseguir seu intento. Dependendo da vibração energética da pessoa, viajar no plano astral pode ser muito amoroso e agradável ou pode ser uma experiência muito assustadora e terrível. Drogas nunca vão nos levar acima da quarta dimensão inferior.

No entanto, viajar no plano astral pode ser muito instigante para aprendermos mais sobre nós mesmos, sobre o nosso propósito e sobre os nossos medos, também podemos manter um estreito intercâmbio com o nosso EU superior. Não importa o quão longe viajamos nesta dimensão, nós sempre ficamos na mesma linha de tempo. Neste plano também é possível aproveitar a consciência coletiva e aprender mais através dela. O reino astral é um lugar onde a luz e a escuridão entram em conflito com facilidade. A magia negra está disseminada no seu plano inferior, os viajantes astrais, por exemplo, podem nos influenciar neste plano facilmente quando estamos cheios de medo e ainda não aprendemos a definir limites energéticos saudáveis, ou seja, sermos capazes de criar a nossa própria luz e sustentá-la de modo que ela simplesmente absorva a escuridão. A maioria das pessoas não se lembra de suas experiências astrais conscientemente neste plano, o que torna ainda mais difícil detectar manipulações energéticas ocasionadas.

A 4ª dimensão conecta a escuridão e a luz. Neste plano, podemos nos proteger apenas aplicando as leis universais energéticas, pois não existem leis ou regulamentos humanos de controle.

As pessoas de frequência superior não estão experimentando o plano astral conscientemente. É por isto que muitas vezes se sentem sozinhas ou pensam que está demorando o seu despertar e ascensão, porque elas não têm todas essas experiências loucas que as outras pessoas tem e ficam tão animadas. A frequência do corpo destas pessoas já é maior do que a frequência da 4ª dimensão desde o seu nascimento. Elas muitas vezes experimentam um cansaço inexplicável durante toda a sua existência na 3ª dimensão, porque a diferença entre as frequências densas da 3ª dimensão e as frequências mais leves da 5ª dimensão provocam um atrito permanente e o corpo tem dificuldades em lidar com isto. Elas passam pela programação da 3ª dimensão assim como todo mundo, embora muitas vezes elas tenham um sentimento muito forte de “não está certo o que está acontecendo aqui” e estão frequentemente questionando e sabotando o sistema. Algumas pessoas de frequências superiores se envolvem com álcool e/ou drogas porque elas não são capazes de lidar bem com a baixa densidade, pois pelas sentem que estão negando seus dons e talentos espirituais. Elas só querem ser normais e se encaixar na vida. O problema é que drogas e álcool são de frequência muito menor do que os seus corpos, o que pode causar ansiedade permanente e depressão.

As pessoas de frequências superior não experimentam pesadelos. Elas podem ter ataques de pânico e espirais de pensamentos antes de dormir ou quando elas estão meio cochilando meio acordada, mas seus sonhos quando elas se lembram, estão ocorrendo na 5ª dimensão e acima. Estes sonhos não contêm medo ou escuridão, pois eles acontecem nos planos do amor incondicional.

Elas estão experimentando sua ascensão de forma diferente, muito mais sutil, sincera. Uma vez que o seu despertar é iniciado e elas se abrem para a sua espiritualidade, o processo geralmente acontece mais rápido do que a média e elas limpam a programação da 3ª dimensão rapidamente já que o seu sistema quer voltar para a sua frequência natural o mais cedo possível. Elas são claramente conscientes, o que significa que de repente, elas sabem coisas sem saber por que. Isto acontece porque elas têm acesso a outras linhas de tempo e dimensões. Normalmente é de forma inconsciente. Elas simplesmente se desligam alguns minutos, sentem frio e ficam confusas depois de tal experiência. Não é melhor ou pior ser de frequência superior ou não, as experiências são simplesmente diferentes.

A 5ª Dimensão – O Plano de Luz

post-10-20-4De todas as dimensões superiores a 5ª dimensão é a última de pura luz e amor incondicional, ou seja, a energia da Fonte no caminho para baixo antes de entrar nos reinos de limitações e dualidade. Esta é a dimensão além do tempo linear, o que significa que muitas linhas de tempo diferentes estão disponíveis para acessar simultaneamente. A existência física ainda é possível neste plano, embora o corpo seja mais leve e de uma estrutura celular diferente. Quando o corpo físico está totalmente transformado para esta estrutura não existe nenhuma dor, não existe medo. É o plano da abundância e do amor incondicional manifestado no físico. O nosso EU superior está integrado no nosso corpo físico e assumiu a nossa orientação.

A sensação é muito diferente até por apenas canalizar seu EU superior. A primeira vez que seu EU superior se move totalmente para o seu corpo físico é uma sensação indescritível. É um fluxo energético intenso de amor incondicional e você sente tudo leve e fácil. Antes do seu EU superior estar totalmente ancorado no corpo físico, a cura do (mental, emocional e físico) deve estar concluída. Portanto, o seu EU superior vai entrar e sair por algum tempo até que ele possa ficar de forma permanente. Você saberá quando o seu EU superior está integrado, pois você não vai mais questionar o fluxo universal e simplesmente confiará em sua jornada. Você não sentirá mais necessidade de interferir ou controlar este fluxo.

Na 5ª dimensão, todas as nossas ações são baseadas no amor. É o plano da unidade, onde nos sentimos em conexão com tudo e todos ao nosso redor, incluindo a energia da Fonte. Na 5ª dimensão vivemos em unidade de consciência, mas ainda nos reconhecemos como um ser individual que faz parte do todo. Neste plano lembramos quem realmente somos e estamos conscientes da nossa alma eterna. A manifestação é fácil e a vida que imaginamos é a nossa realidade. Na 5ª dimensão tudo vem sem esforço porque redescobrimos o fluxo energético Universal que sempre nos orienta perfeitamente. Não existem limites. Vivemos em completa liberdade e autenticidade. Como não existe medo, não existe envelhecimento nem doenças. Nós vivemos no corpo enquanto nós queremos, até que decidimos deixar o corpo, o que acontece de forma suave e sem qualquer dor.

Quando alguém elevou a própria frequência para o nível da 5ª dimensão, o retorno às dimensões inferiores não é mais possível, a menos que a alma escolha conscientemente. Esta foi a escolha de muitas sementes estelares e seres angélicos que decidiram ajudar a humanidade e Gaia a ascender. Pessoas na 5ª dimensão são imunes as baixas frequências, já que não existe ressonância. Elas não atraem a escuridão e vivem exclusivamente na luz. Elas não podem ser vistas por pessoas da 3ª dimensão, caso estas pessoas não tenham começado o seu processo de ascensão e estiverem abertas para as frequências superiores.

Ou seja, quando a dualidade e o tempo linear se dissolverem, tudo o que existirá é uma vida no AGORA. Todas as experiências são abraçadas com gratidão, pois a alma sabe que tudo tem um propósito para o crescimento e expansão da consciência. O contato com os extraterrestres e os seres angélicos torna-se fácil e está integrado na experiência diária. Nós recebemos informações diretamente dos planos elevados, telepatia, teletransporte e telecinese se tornam possíveis. A 5ª dimensão é a dimensão da confiança profunda e um conhecimento interior de que tudo está acontecendo perfeitamente como deve. Neste plano, aprendemos a seguir com o fluxo e deixar a Fonte trabalhar através de nós criando milagres.

Não existe necessidade de estar certo na 5ª dimensão, já que o ego não existe. Nosso ego transcendeu para um espírito livre e está trabalhando lado a lado com o corpo e a alma. Na 5ª dimensão não levamos nada mais para o lado pessoal daqueles que não tenham atingido esse plano ainda. Nós sabemos sobre a sua própria bagagem e viagem e não julgamos ou culpamos, mas amamos incondicionalmente porque sabemos que todos são parte do todo. Sabemos que não existe perigo, por isto sabemos que não existe necessidade de proteção. Sabemos que a nossa luz brilha tão forte que absorve automaticamente a escuridão ao nosso redor.

Na 5ª dimensão vivemos de acordo com as leis energéticas universais, sabendo que criamos o que nós pensamos. Não existem regras ou leis feitas pelo homem, porque as pessoas confiam plenamente no fluxo energético e somos orientados onde é preciso. Não existe necessidade de posses ou status, já que não existe competição e nada para comparar. Tudo se torna uma partilha. Nós apenas somos. Amamos a nós mesmos e apreciamos a nossa individualidade como parte do todo. Sabemos que nossas necessidades são sempre satisfeitas e somos sempre cuidados. A gratidão está sempre presente. Quando vivemos na 5ª dimensão permanentemente nos mantemos em um estado de iluminação. Não é à toa que ela é conhecida como o céu na Terra.

©Vera Ingeborg


Origem: THE WAKE UP EXPERIENCE | 3D, 4D and 5D – The Dimensions and their Differences
Tradução e Divulgação: A Luz é Invencível ☼

Via: 3ª, 4ª e 5ª – As Dimensões e Suas Diferenças | A Luz é Invencível

NÃO PEÇA, OFEREÇA. HÁ UMA GRANDE DIFERENÇA ENTRE PEDIR E OFERECER…

desejo-realizável

Há uma magia no mundo esperando você agir!

Por: Carlos Torres

 

Não espere que os outros tragam as soluções para você, posicione-se e tenha coragem de fazer suas escolhas e assumir quem você veio ser nesta vida. Se continuar procrastinando e postergando as decisões que precisam ser tomadas, o Universo nunca lhe trará os presentes que foram predestinados a serem seus. Levante-se e comece a agir. Não espere reconhecimento, confie em você e Deus também confiará.

Não espere que alguém lhe traga uma oportunidade, você é quem precisa criá-la. Não espere que alguém lhe ofereça um emprego, faça diferente, ofereça seu potencial e muitos desejarão seu trabalho. O processo deve ser sempre ao contrário. Não peça, ofereça, há uma grande diferença entre pedir e oferecer.

Há uma necessidade imensa de pessoas pensantes e criativas. A maioria das pessoas tem preguiça de pensar e criar, elas querem apenas receber ordens e obedecer normas, evitando assim o temível sacrifício de pensar, imaginar e criar novas realidades.

Esqueça as normas, a não ser que você deseje continuar sendo uma pessoa normal. Prefira ser uma pessoa natural e siga a sua própria natureza. O Universo adora quem busca seus sonhos e se sente motivado a enfrentar desafios. A vida é um grande desafio, e quem se dispõe a desafiar os obstáculos que ela impõe, inevitavelmente é recompensado.

Pare de correr atrás da felicidade, pois você nunca a encontrará no futuro. Definitivamente ela não está lá, mas sim dentro de você e do presente eterno, a felicidade para o plano espiritual se chama gratidão, e gratidão só se encontra no presente eterno. Conheça a fonte que lhe deixa grato todos os dias e se tornará uma pessoa feliz. Sim, é simples assim, não precisa complicar mais as coisas. Daqui em diante tudo tem que ser mais simples e eficiente. A inteligência da gratidão é assim, simples e eficiente.

Sim, basta conhecer os motivos que lhe elevam seu pensamento e lhe trazem bem estar, para destruir de uma vez por todas as mazelas que lançam sua vibração para baixo.

O comando está sempre na sua consciência e não na sua mente. Sua mente é uma criação do seu ego e esta geralmente mente para você. Obedeça a voz do seu espírito, aquele que conversa com você durante a madrugada quando está em sono profundo, ou quando está sozinho caminhando pela praia ou ao ar livre, meditando e querendo revelar suas verdades.

O espírito inspira você o tempo todo, mas poucos conseguem ouvir sua voz, porque o espírito não fala com palavras, mas sim com sentimentos e intuições puras. Há a necessidade de concentração e percepção para isso.

Faça a diferença, pare de trabalhar como um louco e sem uma direção clara. Entre no fluxo de abundância da quinta dimensão que está se formando e sinta as novas frequências de força e confiança atuando em sua vida, elas estão ai disponíveis para quem quiser e estiver pronto para se beneficiar.

Há leis universais que podem lhe auxiliar nos processos de elevação, conquistas e realização. A lei da atração é uma dessas grandes leis criadas pelas hierarquias superiores e arquitetos universais de Orion.

A Lei da Atração é uma força extraordinária que age o tempo todo. Ela só está esperando você reativar seus sinceros desejos, pois esses são os mais poderosos vibracionalmente. Ela é apenas um software que tem como função organizar esses puros e sinceros desejos, gerenciá-los e depois manifestá-los. Mas as coisas não caem do céu, elas sempre acontecem através de outras pessoas. As pessoas são os elos de manifestação dos milagres na Terra. A Lei da atração precisa das pessoas para realizar os desejos uns dos outros.

Portanto, você não está sozinho, todos nós necessitados de outras pessoas para realizar o que precisa ser realizado. Há um compartilhamento de sonhos no astral superior. Entretanto, essa imensa organização fica a cargo das extraordinárias leis superiores que tudo organizam, como a lei da atração, a lei da eternidade e a lei das causas e efeitos.

Você não tem controle, a única coisa que você pode fazer para ajudar é ser claro consigo mesmo e explicar com clareza tudo o que você deseja e veio fazer nesta vida enquanto interage com o universo natural.

Sim, diga o que você realmente deseja, o que sinceramente quer fazer da sua vida e deixe que o resto a natureza se encarrega de realizar. Renda-se e deixe a magia do mundo fazer a sua parte. Ela existe, eu sei e a conheço muito bem. Esta magia é linda e faz maravilhas. Porém, o tempo, o momento das coisas acontecerem, não está sob o nosso controle. O tempo do Universo é diferente do tempo dos homens.

Mas creia, quando você estiver preparado e pronto para fazer a troca com o Universo, ele lhe presenteará com seus presentes cósmicos.

Prepare-se e saiba o que está acontecendo ao redor. O mundo está grávido de outro mundo. Um novo mundo está nascendo e você faz parte disso. Você não está separado dele.

Nós somos o mundo, nós somos a Natureza. Temos um cosmos dentro de nós exatamente igual a esse que você vê quando olha para o firmamento celeste à noite. Estamos esquecendo de olhar para cima ao invés de continuarmos encurvado olhando para nossos celulares e computadores. Nos apaixonamos pelo mundo ordinário, o mundo das ordens mundanas e nos esquecemos de adorar o mundo extraordinário, o mundo dos céus e da vida eterna.

Há um mundo maravilhoso lhe esperando lá fora, apenas levante-se e comece a viver uma nova vida de plenitude e gratidão.

Não se engane, há uma magia no mundo pronta para agir ao seu favor.

Seus sonhos lhe escolheram desde que você nasceu. Estão apenas esperando a sua decisão para se manifestar em forma de milagres na Terra.

Outro dia tive um sonho lúcido e um amigo espiritual veio me explicar sobre a troca que cada um veio dar ao universo para que a engrenagem da vida continue funcionando perfeitamente. No entanto, ele me explicou através da singela cena de uma linda árvore frutífera.

Tanto para uma árvore frutífera quanto para um ser humano, a Natureza só deseja que ambos deem, em forma de troca por tudo aquilo que recebem, os mais lindos frutos que cada um foi predestinado a produzir.

A pergunta é: Qual o fruto que você foi predestinado a produzir? O que você veio fazer nesta vida? Qual a troca que você está disposto a fazer com o Universo? A troca é o princípio de todas as realizações. Você recebe e depois entrega o que foi proposto, e vice-versa.

Esta breve pergunta reativa seus registros akáshicos. Não é fácil responder, eu sei. Mas todos precisam descobrir que tipo de árvore é. Todos precisam retirar as cobertas e vendas que encobrem a verdade para descobrir o que realmente vieram fazer. Não precisa ser algo extraordinário como conquistar o mundo ou ser uma pessoa poderosa e rica, pode simplesmente descobrir que veio para este mundo para ser a melhor mãe para os seus filhos, ou, veio para este mundo para cuidar dos cachorros abandonados na rua, ou então ser o melhor ator, a melhor cabeleireira, a melhor irmã, a filha exemplar, talvez tenha vindo somente para acalmar as pessoas, alegrá-las, melhorá-las, mostrar caminho e oportunidades, ser uma pessoa gentil e conselheira, curar através das suas criações, iluminar mentes com novas idéias. Ou seja, há muitas espécies de árvores no Universo Natural, você não precisa ser igual as outras. Não há regras, o que o universo só deseja que você não seja fútil e passe a vida tentando imitar outras árvores e tentando produzir frutos que você não sabe produzir.

Infelizmente há muitas macieiras querendo ser mangueiras, há muitas mangueiras querendo ser pereiras, há muitas pereiras querendo ser cerejeiras. Não seja o que você não é, seja apenas aquilo que você escolheu ser. Se ainda não sabe, é porque há sombras encobrindo muitas verdades que precisam ser reveladas, e essas verdades as vezes estão encobertas por árvores maiores que evitam que a luz do Sol chegue. Sim, certamente há interferências, ventos fortes que trazem nuvens carregadas e atormentam a sua mente. Essas árvores geralmente são pessoas invejosas que ficam tristes com seus dons e seus potenciais, e lutam a todo custo para que você não consiga frutificar nada, pois no fundo elas querem chegar ao topo sozinhas e ter o Sol somente para elas, esmagando você como se fosse um simples arbusto sobre as folhas úmidas repletas de diversos insetos que passam o tempo todo corroendo seu tronco e sua força vital.

Ás vezes, mesmo fortes e bonitas, muitas árvores acabam descobrindo que nasceram no lugar errado. Elas querem se mexer, mas as raízes são profundas e elas não conseguem sair do lugar de onde estão. Mas a Natureza é perfeita e sempre encontra uma saída.

Estou dizendo que você pode ser uma dessas árvores frondosas e com potencial produtivo. Ou seja, mesmo parecendo uma árvore morta e já em decadência, mesmo assim você ainda é capaz de produzir pelo menos as sementes pelas extremidades dos galhos secos e finos da sua árvore, e essas podem ser jogadas ao chão e levadas por pássaros para outros lugares mais férteis, onde poderá brotar e frutificar outra vez num lugar correto e adequado, onde haja luz do sol abundante e solo fértil, um lugar novo onde você possa conviver ao lado de árvores semelhantes que desejam produzir os mesmos frutos num campo limpo e bem preparado.

Estou dizendo que suas sementes são levadas para outros lugares, mas neste analogia, logicamente não são os pássaros que levam, mas sim as pessoas, que são atraídas para perto de você,e não pelo aroma, mas sim pelas intenções e sonhos verdadeiros. Por isso é momento de começar a explicar seus sonhos para as pessoas, pois esses sonhos são as únicas sementes que você pode dar em troca para com o Universo.

Mostre para as pessoas que se aproximam de você, diga a eles tudo aquilo que deseja fazer, mostre para elas os frutos que você é capaz de produzir. Mas só diga isso para quem lhe quer bem, não abre seus segredos para estranhos e muito menos para pessoas que lhe queiram mal ou produzem inveja sobre você. Não jogue seus sementes em solo infértil, não entregue seus sonhos para pássaros desconhecidos que aparecem de repente e com más intenções ao seu redor. Entregue somente para aqueles que você conhece e sabe que poderão levar adiante o que você não consegue, justamente por ainda estar preso em solo antigo e deteriorado.

Creia, há uma magia comandando este mundo, mas poucas pessoas dirão isso para você. Sabe por que? Porque a maioria das pessoas está vivendo num mundo regido pela competição e querendo o Sol somente para elas. Mas todas elas estão erradas e continuam vivendo num velho mundo de acumulação e egoísmo. O mundo do egoismo e da acumulação, como também o mundo da competição está em decadência, o mundo real que está se formando é um mundo compartilhado, onde tudo se divide para ser multiplicado, onde tudo está atrelado a lei da abundância e da evolução.

Eu digo para você. Eu conheci esta energia magnífica que o Universo nos dá o tempo todo, e ela se chama gratidão.

Não se preocupe se você se sente no lugar errado, na cidade errada, no solo errado e não consegue frutificar nada por estar perto de árvores maiores e as vezes intrusas que evitam que o sol encontre as entranhas das folhagens para abastecer sua vida. Não se preocupe, os pássaros sempre vem, eles se aproximam e levam a mensagem adiante, para um dia você renascer através das suas própria sementes em outro lugar. E quando isso acontecer, quando você renascer em outro lugar melhor e mais adequado, a outra árvore velha que você era, aquela que ficou para trás, esta necessariamente deverá morrer e nunca mais voltar, mas agora uma nova árvore está pronta para crescer e ter a possibilidade de florescer. Porém não mais com aquela antiga necessidade terrível de apenas sobreviver, mas sim de viver e dar ao universo tudo aquilo que veio dar, os seus melhores frutos, seus melhores potenciais e sua intensa vontade de continuar vivendo em prol do todo.

A Natureza é mágica sim, ela tem propriedades que nenhum ser humano jamais terá. A natureza é obra de arquitetos universais que tem como meta manter o sonho de Deus em manifestação constante. No entanto, muitas pessoas continuam tentando mostrar o contrário, que tudo é racional e controlável pela mente do homem. Mas eu digo: não há controle, há sim confiança e redenção. Renda-se e deixe as inteligências e frequências naturais agirem em sua vida. Eu garanto, você verá maravilhas acontecendo.

Gratidão por ler este texto.

“Eu desejo que seu espírito seja eternamente jovem, sua consciência eternamente confiante e seu coração eternamente grato.”

Lema maior dos sacerdotes das escolas de mistérios do Olho de Hórus do Antigo Egito. Dinastia de Akhenaton e do seu filho Tutankamon.

Eu sou Carlos Torres  – escritor e mensageiro.


Via: Há uma magia no mundo esperando você agir! – Carlos Torres – Medium

A PERFEITA UNIDADE ESPIRITUAL DO ORIENTE E COM O OCIDENTE…

Ramatis

RAMATÍS – O MESTRE DA LUZ UNIVERSAL

Postado em Mythos Editora

Ramatís, ou Swami Rama-Tys, é uma presença polêmica no mundo espírita, com obras psicografadas que abrangem inúmeros aspectos das atividades espirituais. Os textos vão desde fatos da vida de Cristo à bomba atômica e se constituem em uma leitura que revela um caminho de luz acessível a todos.

– Alex Alprim –

Para conhecermos melhor a história de Ramatís, precisamos retroceder até o século 11, na região que viria a ser conhecida como Indochina, e que na época era dominada pelo império chinês. Do amor entre um hindu e uma chinesa, nasceu uma criança que iria se tornar um grande ser de luz. Tinha cabelos negros, pele cor de cobre e olhos castanho-escuros, iluminados.

Pouco se sabe de sua infância. Alguns parcos registros relatam que desde tenra idade ele possuía grande sabedoria, uma vez que já a carregava há várias encarnações. Ele iria estimular as almas a conhecer a “Verdade”.

A criança cresceu e se tornou um verdadeiro guru, ingressando em um dos muitos santuários iniciáticos da Índia. Entretanto, em encarnações anteriores, diz-se que ele já tinha sido o grande matemático e filósofo Pitágoras (cerca de 570 – 496 a.C.), bem como Filon de Alexandria (cerca de 30 a.C. – 40 d.C.), um filósofo judeu responsável pela famosa Biblioteca de Alexandria. Nesse mesmo período, ele desfrutou da companhia inesquecível do mestre Jesus Cristo. Encarnou igualmente como Koot-Humi, um dos mentores de Helena Petrovna Blavatsky (1831 – 1891), a fundadora da Sociedade Teosófica.

Em época ainda mais recuada, ele viveu na Atlântida, quando conheceu o espírito que seria conhecido como Alan Kardec, e com o qual se encontraria novamente em sua passagem pelo Egito, no templo do faraó Mernefta, filho de Ramsés; no Egito, Ramatís era então o sacerdote Amenófis.

Ao longo de suas encarnações, Ramatís sempre teve contato com os grandes sábios de cada era. Em sua vida na Grécia Antiga, no período em que ela estava em plena ebulição cultural, segundo informam algumas psicografias, ele já tinha conhecimento da imortalidade da alma, da purificação através de sucessivas reencarnações, e seus ensinamentos buscavam mostrar as nítidas vantagens de espiritualizar a vida. Ainda cultivava a música, a matemática e a astronomia. Nessa época, ele começou os estudos sobre o deslocamento dos astros e conclui que a Ordem Superior domina o Universo.

Em sua encarnação como Ramatís, ele se distinguiu como grande sábio, tendo feito parte da história da Índia no período da invasão dos arianos, por volta do século 4 a.C. Diz-se ainda que ele teria participado dos acontecimentos narrados no conto épico conhecido como Ramaiana.

Nessa ocasião, realizou seus estudos iniciáticos na China. Posteriormente, fundou um pequeno templo na Índia, sendo adepto da tradição de Rama. Desencarnou jovem, pois sua missão já havia sido cumprida.

Depois disso, no Plano Superior das Inteligências Espirituais, filiou-se definitivamente a um grupo de trabalhadores espirituais conhecido como Templários das Cadeias do Amor. Trata-se de um agrupamento nas colônias invisíveis do Além, que se dedica a trabalhos ligados à corrente oriental de pensamento.

O nome Ramatís (Rama – Tis), ou Swami Rama Tys, como era conhecido em sua época, é uma designação de sua hierarquia e dinastia espiritual. Rama é o nome que se dá à própria divindade, o Criador, cuja força criadora emana para as nossas vidas quando pronunciado corretamente; é um poderoso mantra que ativa os princípios masculino e feminino contidos no Universo. A saudação se torna plena, ativando a semente divina interior, quando se pronuncia Ramaatis.

Os Discípulos de Ramatís

O templo que ele fundou foi erguido por seus primeiros discípulos. Nesse local, ele ministrou e aplicou todos os conhecimentos adquiridos até aquela vida. Diz-se que as pedras usadas em sua construção receberam energias especiais, fruto da evolução de cada discípulo no caminho por ele delineado.

Muitos desses discípulos estão hoje encarnados em nosso mundo. Em sua última estada na esfera física, Ramatís teve setenta e dois discípulos, vindos das mais diversas linhas religiosas e espiritualistas do Egito, Índia, Grécia, China e até mesmo da Arábia; todos queriam ir além e unir-se à irmandade que Ramatís formara.

Após sua passagem, muitos deles não conseguiram se manter dentro do padrão iniciático original, e decaíram. Apenas dezessete conseguiram envergar a simbólica “Túnica Azul” (o domínio da Vontade) e atingir o último grau do ciclo iniciático em seus invólucros físicos.

Mas em seu trabalho espiritual, Ramatís teve contato com os outros discípulos e muitos, ao longo de suas vidas físicas, retornaram ao seio dos seus ensinamentos. Existem vinte e seis adeptos que estão no Espaço Espiritual (desencarnados), cooperando nos trabalhos da “Ordem da Cruz e do Triângulo”; outros se espalharam pela Terra. Sabe-se que dezoito reencarnaram no Brasil, seis nas Américas, e outros, na Europa e Ásia.

Dos dezoito que reencarnaram no Brasil, um deles, Atanagildo, já desencarnou e encarnou novamente, no estado de São Paulo. Outro desencarnado, o professor Hercílio Maes, é considerado um dos que mais contribuiu para a obra de Ramatís no Brasil, tendo publicado vários livros psicografados com mensagens do seu mestre. Outros são: Demétrius, chefe espiritual do GEID (Grupo Espírita Irmão Demétrius); e o dr. Atmos (hindu, guia espiritual e diretor-geral de todos os grupos ligados à Fraternidade da Cruz e do Triângulo), chefe espiritual da Sociedade Espírita Ramatís.

Os discípulos de Ramatís usam os conhecimentos adquiridos para ultrapassar as experiências físicas e sensoriais limitadas pela matéria, respeitando todas as linhas espirituais e compreendendo a necessidade que os homens têm de buscar a Verdade. Essa busca, segundo explicam, ativa o exercício de vôos mais amplos, que acabam por desvendar a verdade crística do mundo.

Diz-se que a Europa se encontra no final de sua grande missão civilizadora e, devido a esse desenlace cármico e espiritual, muitos dos discípulos reencarnados naquelas terras emigrarão para o Brasil. Segundo Ramatís, aqui reencarnarão os que vão anteceder a generosa humanidade do terceiro milênio.
O médium Hercílio Maes, embora fosse reservado quanto a esse assunto, escreveu extensa obra psicografada de Ramatís e, segundo conversas íntimas com pessoas próximas a ele, relatou que teria sido “adotado” por Ramatís quando de sua primeira encarnação expiatória, no Egito, no reinado de Akenaton (Amenófis IV, cerca de 1370 – 1352 a.C.), na qual exercia a modesta profissão de aguadeiro.
Em determinada ocasião, respingou água nas sandálias de uma dama da corte e, num julgamento sumário, foi condenado à morte. Ramatís intercedeu e o faraó ofertou-o a Ramatís. Colaborando com esse relato, em 2002, durante a revisão do livro Akhenaton, obra histórica psicografada pelo médium Roger Bottini Paranhos, constatou-se que Ramatís aparece ali como o sumo sacerdote do faraó, com o nome de Meri-Rá.

A Fraternidade da Cruz e do Triângulo

Na dimensão espiritual, Ramatís exerce uma forte atuação junto à Fraternidade da Cruz e do Triângulo e se empenha em divulgar os ensinamentos de Jesus Cristo. Paralelamente, ensina a atuar segundo a antiga tradição espiritualista do Oriente, estabelecendo assim um intercâmbio entre as correntes espiritualistas do Ocidente e do Oriente.

Segundo relatos de vários espiritualistas, no final do século 19, no Oriente, houve uma fusão entre duas importantes fraternidades. Tratava-se da Fraternidade da Cruz, que divulga os ensinamentos de Jesus, e a Fraternidade do Triângulo, ligada à tradição espiritual oriental. Após essa união, as duas fraternidades – consideradas Fraternidades Brancas – consolidaram uma série de práticas e trabalhos espirituais que resultaram na formação da Fraternidade da Cruz e do Triângulo.

Seus membros usam vestes brancas com cintos e emblemas de tonalidade azul-clara esverdeada. Sobre o peito, trazem suspensa uma corrente com um triângulo lilás luminoso, no qual se encontra uma cruz em forma de lírio, símbolo que exalta a obra de Jesus e da mística oriental. O que os mentores informam é que todos os discípulos da Fraternidade que se encontram reencarnados na Terra são profundamente devotados às duas correntes espiritualistas.

Em seu trabalho no plano espiritual, Ramatís supervisiona as tarefas ligadas aos discípulos na Metrópole Astral do Grande Coração. Segundo informações de seus psicógrafos, atualmente ele participa de um colegiado no Astral de Marte. Os discípulos dessa ordem cultuam os ensinamentos de Jesus, que foi o elo definitivo entre todos os instrutores terráqueos, assim como a sabedoria e o trabalho espiritual de Antúlio, de Hermes, de Buda, de Confúcio e de Lao-Tsé.

Esse é um dos motivos pelos quais os seguidores de Ramatís na Terra – embora profundamente devotados ao pensamento cristão – também têm profundo respeito pela espiritualidade do Oriente.

Ensinamentos e Mensagens

A temática ensinada e discutida nas obras de Ramatís é sempre apresentada a partir de um enfoque universalista, e também encontra paralelo nos temas abordados por André Luiz e outros espíritos do bem. Em suas psicografias,

Descrição de RamatÍs

A aparência de Ramatís, conforme geralmente é apresentada em pinturas e desenhos, deve-se às visões de vários médiuns que entram em contato com ele, recebendo suas mensagens. Ele é apresentado como um espírito que surge envolto em uma luminosidade intensa, com uma aura amarelo-clara com nuanças douradas, circundada por traços finos em azul celeste e carmim.

Seu traje é composto por uma capa que se estende até seus pés, além de uma túnica com mangas muito longas, ajustada por um cinto largo, esverdeado e tão luminoso quanto o restante de suas vestimentas. As calças são fechadas nos tornozelos. A textura das vestes lembra a da seda, imaculada e brilhante, como se fosse feita da pétala de um maravilhoso lírio translúcido. Os sapatos são de cetim azul esverdeado, amarrados por cordões dourados que se enlaçam atrás, acima do calcanhar, à moda dos antigos gregos.

A cabeça é coberta por um turbante com muitas pregas, tendo no meio uma cintilante esmeralda, ornamentada por vários cordões finos de várias cores, que lhes caem sobre os ombros.

Sobre o peito, ele carrega uma corrente,formada de pequenos elos, da qual pende um triângulo de suave luminosidade, emoldurando uma delicada cruz. Sua indumentária sugere a sua posição iniciática, mas sem deixá-la clara; parece uma mistura de culturas, desde o traje até os seus acessórios, parecem banhar-se tanto na cultura oriental quanto ocidental. Embora possa parecer exótico, diz-se que esse tipo de vestimenta era comum aos altos sacerdotes da antiga Atlântida. Ramatís acrescenta temas e mensagens que, geralmente, são abordados pelos chamados ocultistas, esclarecendo pontos obscuros das práticas espirituais.

Outro aspecto interessante no trabalho de Ramatís é o quanto suas revelações e profecias encontram semelhança com as de outros videntes, mencionados no livro Mensagens do Astral.

O ponto central das mensagens e do trabalho de Ramatís – que é seguido por diversas casas espíritas que recebem suas indicações espirituais – é a postura universalista e não-sectária, que permite absorver os conhecimentos espirituais das mais diversas linhas, convergindo dessa forma para uma união semelhante à que se dá no plano etérico entre as fraternidades da Cruz e do Triângulo, refazendo a máxima hermética de que o macrocosmo e o microcosmo estão correlacionados e se influenciam. Segundo relatos, numa conferência pública realizada em 1969, no Instituto de Cultura Espírita do Brasil, o médium Hercílio Maes disse que recebeu informações dos espíritos superiores referentes tanto à atuação de Emmanuel e Chico Xavier, quanto à de Ramatís e do próprio Hercílio Maes, assim como de outros integrantes de futuras equipes de trabalhos espiritualistas. A idéia é que cada qual teria sua função e atuação específica, no sentido de constituir um amplo movimento de unificação que resultaria na implantação, no futuro, de um só rebanho para um só pastor: Jesus Cristo.

…………………………………………………………………………………………………

Para saber mais:

Sociedade Espírita Ramatis http://www.ramatisrio.com.br
Fone: (21) 2572-7926

Grupo Espírita Irmão Demétrius http://www.geid.hpg.ig.com.br
Fone: (21) 396-0374

Mensagens do Astral – Ramatís, psicografado por Hercílio Maes
Editora do Conhecimento
www.edconhecimento.com.br
Fone: (19) 3451-0143

Via: RAMATÍS – O MESTRE DA LUZ UNIVERSAL – Instituto de Pesquisas Projeciológicas e Bioenergéticas


Assista também ao vídeo:

A vida de Ramatis – A história de um grande Mestre Universalista

Publicado por: ISC Instituto de Sensibilização Consciencial  em 15 de abr de 2009

Via: A vida de Ramatis – A história de um grande Mestre Universalista – YouTube


 

O RENASCIMENTO PARA O NOVO…

O renascimento da alma para o novo

LEVANTE-SE, JÁ É HORA

  581592_227511807391062_2128075162_n

Seraphis Bey

Canalizado por Adriano Pereira

Saudações a todos na Terra, Eu Sou Seraphis Bey, e trago em minhas palavras uma mensagem de esperança e Amor. Há muita tensão sobre nosso planeta, e o sentimento geral é de insegurança e temor pelo futuro que se aproxima.

Entretanto, o ambiente geral visto do Céu e também por aqueles sobre a Terra já despertos ou quase lá, é bastante animador e traz grandes esperanças de que as necessárias mudanças ocorram o mais breve possível.

Você, todos vocês, têm visto o endurecimento da postura dos governantes, e junto com este comportamento vem a agressividade com que eles têm tratado as coisas relativas à liberdade e a fraternidade entre as pessoas e as nações.

O que ocorre é que as pessoas com baixa vibração espiritual estão temerosas pois a nível de espírito sabem que o Amor está não só envolvendo a tudo e a todos, mas também está se enraizando na alma das pessoas, e é contra esta amorosa elevação dos humanos que eles lutam há eons.

Durante milênios, o poder sobre a Terra tem sido mantido à força, e toda a riqueza se mantém concentrada em alguns poucos seres, que egoisticamente procuram concentrar esta riqueza desprezando aqueles mais necessitados.

A nível de poder, do controle dos governos sobre as pessoas, sempre esses espíritos se reuniram em grupos de controle apoiando-se mutuamente, para manter intacto seu poder sobre a imensa maioria de oprimidos e massacrados seres humanos.

Há um conceito entre esses espíritos de pouca Luz, de que a união faz a força, e assim eles tem se revezado e se perpetuado no controle e no poder ao longo dos milênios.

A grande maioria da humanidade tem sofrido e estado vivendo e trabalhando sem cessar em troca de migalhas para apenas subsistirem. Mas de todo esse sofrimento, lágrimas e suor de serem explorados fez surgir um novo homem, mais consciente, mais seguro do que deseja, mais amoroso e fraterno.

Esqueçam tudo o que passaram nestes duros milênios passados, concentrem-se em quem vocês são agora. Visto do Céu, hoje, vemos este novo homem brilhar naturalmente sua Luz, pois a Luz que brilha em seu coração é a Luz Divina de valorosos espíritos que aprenderam suas lições e estão prontos para voltarem a ser quem vocês sempre foram, Luz, Amor e Esperança para o Mundo. Estes são vocês, e todos nós que temos trabalhado à milênios apoiando e assistindo a vossa evolução, temos uma grande alegria de ver a magnificência da vossa Luz.

Por isso, aqueles que controlam o poder à força tem aumentado a pressão para dificultar a vida de todos sobre a Terra. Eles criam situações e conflitos para levarem medo aos vossos corações. Usam a guerra como ameaça. Prendem pessoas. Tiram seus empregos. Reduzem direitos e benefícios sociais. Tudo isto apenas para mantê-los enfraquecidos e concentrados em tentar sobreviver em meio ao caos.

Mas, felizmente vemos que mesmo que esses espíritos de pouca Luz joguem a humanidade na lama, eles estão fazendo o que sempre fizeram para manter seu poder e controle sobre todos, mas… jogados na lama, o novo homem vê sua Luz Interior brilhar, e começa a se levantar, e quando todos se levantarem, esse conjunto da Luz mais brilhante que o Céu já pode ver sobre a Terra brilhará, afastando a escuridão e trazendo novamente a esperança e a mudança que irá beneficiar a todos, até aqueles sem Luz.

Queridos, esqueçam o caos do mundo, ele é falso, uma mera ilusão criada para distraí-los e afastá-los de quem vocês são, a mais Pura e Bela Luz do Universo.

Hoje, comece a se levantar, erga seus olhos ao Criador em agradecimento por estar vivo sobre a Terra, neste momento, e permita que a brilhante Luz Amorosa de seu coração guie seus passos, suas palavras, seus pensamentos, suas ações.

Só há Amor.

Sejam felizes.

 


Via: Mestres Ascensionados: Seraphis Bey: LEVANTE-SE, JÁ É HORA

CURANDO-SE DO MEDO DE SE ENTREGAR ÀS NOVAS ENERGIAS…

onda de energia

SER A PONTE PARA A NOVA TERRA

Jesus

Jeshua   

Canalizado por Pamela Kribbe

 Queridos amigos, minha querida família.

Amo todos vocês profundamente. Estou aqui num clima de amizade. Não sou um mestre que esteja acima de vocês; sou seu igual. Quero estar com vocês de alma para alma e também de ser humano para ser humano. Sei o que é ser um humano na Terra e vivenciar emoções profundas de dúvida, medo e raiva. Quero que todos vocês tenham compaixão por si mesmos e por todas as emoções que sentem. Mas, acima de tudo, desejo que cada um de vocês esteja consciente da sua própria grandeza.

Nestes dias e nesta era, estamos nos movendo para uma nova realidade na Terra. Uma nova consciência está nascendo agora. É uma consciência baseada no coração e na unidade da qual todos nós compartilhamos. Todos vocês desejam que esta consciência se manifeste na Terra, e vivem para isto – este é o seu ideal mais elevado. Mas o que eu gostaria de enfatizar é que vocês são os portadores dessa consciência. Isto não é algo que esteja ocorrendo fora de vocês; não é algo pelo qual tenham que esperar, e não precisam depender de outros para obter mensagens e previsões do futuro. Vocês são o próprio centro desta transformação. Vocês é que são os canais desta nova energia e lhes peço que realmente se levantem e sejam tudo o que são, porque vejo muitos de vocês hesitando. Seus corações estão abertos e vocês se aproximam da nova consciência que está despertando; vocês desejam intensamente essa vibração de unidade, mas também estão com medo.

Existem dois tipos de vibração na Terra. Existe a antiga vibração de medo que os vem intimidando há bastante tempo, chegando, inclusive, às células dos seus corpos. Vocês reagem a partir do medo há muito tempo, pois foi assim que lhes ensinaram a fazer. Foi lhes dito que, para sobreviver, vocês precisam agir como uma pessoa pequena, não como uma pessoa grandiosa. Ser uma “boa” pessoa muitas vezes significa ouvir as vozes do medo.

A nova vibração é justamente o oposto disso. Gostaria que cada um sentisse isso por si mesmo – a nova vibração o encoraja a ser grandioso, a compartilhar seus talentos, a ser orgulhoso de si.

Como mover-se entre essas duas vibrações? Às vezes você se conecta com a vibração mais elevada da alegria e isso faz com que se sinta extasiado, como se estivesse meio bêbado até, porque ela o faz lembrar-se da energia do Lar, da energia da sua alma. Você é levado às lágrimas e sabe, no fundo do seu coração, que é isto que você quer! Você deseja isto no seu trabalho e também nos seus relacionamentos. Você deseja isto em todas as áreas da sua vida!

Quero lhe oferecer um pequeno exercício. Imagine que a nova vibração de alegria, de leveza e abundância está chegando para você agora. Eu estou aqui, em pé diante de você, e comigo estão numerosos guias e amigos que sorriem para você, desejando oferecer-lhe esta nova vibração que realmente é a vibração do Lar. Peço-lhe que a receba e fique atento a qualquer coisa dentro de você que resista a essa nova vibração. Observe isto no seu corpo. Você pode perceber uma tensão no corpo, causada pela resistência ou medo. O que estou lhe pedindo é que identifique as partes de você mesmo que não conseguem fundir-se com a nova vibração. E por favor, dê um rosto a essa energia de resistência ou medo, deixe que se pareça com uma criança.

Dentro de você existe uma criança que está com medo de se entregar a esta nova vibração. Ela não confia nessa vibração, porque essa criança não aprendeu a confiar. Peço-lhe que esteja muito consciente dessa criança, porque ela é a chave. O que vejo acontecer com você é que está vivendo em duas realidades ao mesmo tempo. Às vezes se sente muito inspirado e elevado, e outras vezes, cai de volta na antiga vibração e o medo o domina. Tudo que você sentiu antes no seu coração, toda a sua verdade, parece desvanecer-se e você fica deprimido ou bloqueado, impedido de seguir em frente. E, às vezes, até se sente desesperançado; sente que não pertence à Terra, e tem até vontade de ir embora. É por isto que é tão importante reconhecer o que há por trás da realidade do medo. É uma criança assustada, e você tem condições de ajudá-la; esta é a sua verdadeira grandiosidade.

Sua grandiosidade não está tanto no fato de você ser capaz de sentir a unidade, mas no fato de ser capaz de, a partir dessa unidade, entrar em contato com aquilo que está no escuro. Se você não respeitar e compreender essa criança amedrontada no seu interior, não conseguirá entrar totalmente na nova vibração. Portanto, convide essa criança para junto de você agora. Deixe que ela expresse sua dor para você e permita que ela faça isso com liberdade, exageradamente até. Qual é seu medo mais profundo? Será que ela está pronta para estar aqui na Terra?

Só quando você estiver plenamente familiarizado com essa criança, com essa presença interior, é que poderá colocar seus braços ao redor dela e salvá-la do medo que a tem dominado. O medo pode se expressar de várias formas. Pode se expressar através da depressão e também através da raiva e da falta de vontade de fazer parte desta realidade; da desconfiança em relação a outras pessoas, ou do desejo de fuga; e pode levar a todo tipo de comportamento destrutivo. Mas se observar bem, verá que atrás desse comportamento destrutivo se encontra a face de uma criança assustada, para quem você poderá estender a mão compassivamente.

Hoje podemos fazer isto juntos. Então imagine que sua própria criança está à sua frente. Ela está encostada em você, com o rosto voltado para o meio do círculo onde nos encontramos. Diga-lhe que ela está em segurança. Esteja consciente de que experimentar a Luz pode ser assustador para essa criança. Eu o convido a sentir a energia que nós – eu e os guias que estão presentes aqui – estamos enviando para essa criança. Nós nos aproximamos da sua criança com paciência e ternura. Nós a amamos exatamente pelo que ela é neste momento. Você consegue receber este amor de nós?

Curar verdadeiramente a si mesmo significa descer nessa escuridão. A capacidade de fazer isto é a sua grandiosidade. Esta é a essência da energia Crística. Ela não separa, ela não aceita a distinção entre Escuridão e Luz, porque sabe que a unidade está em todo lugar.

Minha mensagem para todos vocês hoje é que vocês são os portadores da energia Crística neste dia e nesta era. Primeiro de tudo, vocês a aplicam em suas próprias vidas; vocês não fogem da realidade, vocês não fogem do medo ou do escuro quando se deparam com eles. Em vez disso, se ajoelham diante deles e perguntam: “Onde está a criança interior?” Não tenham medo do escuro, porque é o seu medo do escuro que os impede de se moverem para a nova vibração.

Todos vocês carregam lembranças, não apenas desta vida, mas de vidas anteriores a esta. Vocês têm lembranças de momentos em que o medo os dominou e vocês se perderam. É por isto que às vezes ficam perdidos hoje e não acreditam em sua própria grandeza. Mas eu lhes digo que este é o momento de mudar. A hora de mudar é agora. E sua verdadeira missão não é apenas deixar para trás a vibração antiga e entrar na nova, mas levar a nova vibração de amor e alegria para a antiga, para curar a criança interior e curar a sociedade do seu estado atual. Porque este é o resultado; é isto que acontece quando as pessoas se curam individualmente – esta energia flui para toda a sociedade; ela entra nas instituições de educação, na política e na medicina. E a nova vibração entrará pacificamente, sem esforço.

Vocês são capazes de fazer isto, e eu lhes agradeço por estarem aqui.

-…..—==II==—-…..-

Direitos Autorais:
© Pamela Kribbe
www.jeshua.net

Fonte: Jeshua.net | Being the bridge to the New Earth
Tradução de Vera Corrêa veracorrea46@ig.com.br
Para ouvir o áudio da canalização, acesse:
http://www.jeshua.net/audio/Channeling10022013.WMA


Via: Luz de Gaia | Ser a Ponte para a Nova Terra – Mensagem de Jeshua canalizada por Pamela Kribbe em fevereiro/13

O SEGREDO POR TRÁS DA MATÉRIA…

percepcao_ou_realidade

Universo Holográfico, um novo paradigma

 

Publicado por: O Arquivo

Baseado no documentário “Universo Holográfico”

Parte 1

holo1

Aviso: o tema deste texto que você esta para ler, revela um segredo crucial em sua vida. Você deve ler atentamente pois refere-se a um tema que poderá provocar alterações fundamentais em sua visão do mundo material. O conteúdo desse texto não é apenas uma visão diferente ou um pensamento filosófico. Na realidade são fatos comprovados pela ciência hoje.

O Segredo por trás da Matéria – O homem é condicionado desde o seu nascimento, a pensar que o mundo em que vive é uma realidade absolutamente material. Assim ele cresce sob o efeito deste condicionamento e constrói toda a sua vida baseado neste ponto de vista.

As descobertas da ciência moderna, entretanto, revelaram a completa diferença entre a realidade significativa e o que é presumido. Toda a informação que recebemos de nosso mundo exterior nos é transmitida por nossos cinco sentidos. O mundo que conhecemos consiste do que nossos olhos veem, nossos ouvidos ouvem, nossos narizes cheiram, nossa língua saboreia e nossas mãos sentem. O homem depende, desde o nascimento, destes cinco sentidos. Assim ele conhece o mundo exterior apenas da forma com que é apresentado por estes cinco sentidos.

Atualmente, pesquisas científicas sobre os nossos sentidos revelaram fatos bem diferentes daquilo que denominamos de “mundo externo”. E estes fatos trouxeram a luz um importante segredo sobre a matéria de que é feito o “mundo externo”. um pensador contemporâneo, Frederick Vester, explica as declarações de alguns cientistas, afirmando que “o homem é uma imagem, toda experiência é temporária e ilusória, e este universo é uma sombra”, parecem estar sendo comprovadas pela ciência em nossos dias.

Para melhor captar este segredo por trás da matéria, devemos nos relembrar de como captamos a informação da realidade que nos prove com a mais extensa informação de nosso mundo exterior.

Como vemos?

A visão ativa ocorre progressivamente. No momento da visão, partículas luminosas, denominadas fótons viajam do objeto até o olho e passam pelo cristalino onde são refratados e focados na retina, no fundo do olho. Aqui, os raios luminosos são transformados em sinais elétricos e transmitidos por neurônios até o centro da visão no parte posterior do cérebro. A visão realmente ocorre no centro da visão no fundo do cérebro. Todas as imagens que vemos durante a vida e todos os eventos que experimentamos são na realidade experimentados neste pequeno e escuro lugar. Tanto o texto que você esta vendo agora, bem como as paisagens sem fronteiras que você vê quando mira o horizonte, na realidade comprimem-se neste espaço de poucos centímetros.

Agora, vamos reconsiderar alguns conceitos, cuidadosamente. Quando dizemos “nós vemos”, na realidade vemos o efeito dos raios atingindo os olhos convertidos em sinais elétricos e formados no cérebro. Quando dizemos “nós vemos”, na realidade observamos os sinais elétricos em nosso cérebro.

A propósito, há um outro aspecto a considerar.

O cérebro esta “selado” para a luz e esta sempre em completa escuridão. Assim, não é possível ao cérebro contatar a luz, por si mesmo. Podemos explicar este interessante fenômeno com um exemplo. Vamos supor que a nossa frente esta uma vela acesa e nós vemos sua luz. Durante o período em que vemos a luz da vela, o interior de nosso crânio e o cérebro estão em completa escuridão. A luz da vela jamais ilumina nosso cérebro e nosso centro de visão.

Entretanto, nós vemos um mundo luminoso e colorido dentro de nosso cérebro sem luz. O mesmo se aplica a todos os nossos outros sentidos, som, tato, sabor e olfato, que são percebidos no cérebro como sinais elétricos. Desta forma, o cérebro, durante nossa vida jamais se confronta com a fonte original da matéria existente fora de nós, mas apenas uma cópia elétrica da mesma, formada dentro do nosso cérebro. Neste ponto somos iludidos a pensar que estas cópias são instancias da realidade material fora de nós.

….

Parte 2

holo11aexteriorO mundo exterior em nosso cérebro – Estes fatos físicos nos fazem chegar a uma indiscutível conclusão. Tudo aquilo que vemos, ouvimos, tocamos e sentimos como matéria, o mundo e mesmo o universo são apenas sinais elétricos em nosso cérebro. Por exemplo, vemos um pássaro em nosso mundo exterior. Mas na realidade este pássaro não esta em nosso mundo exterior, porém em nosso cérebro. As partículas de luz refletidas pelo pássaro alcançam nosso olho e de lá convertidas em sinais eléticos. Esses sinais são transmitidos por neurônios para o centro de visão no cérebro. O pássaro que vemos é na realidade o resultado de sinais elétricos em nosso cérebro.

Se o nervo conduzindo a informação fosse desconectado o pássaro desapreceria subitamente. Da mesma forma os sons dos pássaros são também formados em nosso cérebro, não haveria qualquer som. Colocando de forma simples, o pássaro, a forma do pássaro que vemos e o seu som que ouvimos é apenas a interpretação, efetuada pelo cérebro, de sinais elétricos.

holo11bexterior    holo11cexterior

Outro ponto a ser considerado é a sensação de distância. Por exemplo a distância entre você e a tela do computador. É apenas uma sensação de espaço formada em seu cérerbro, também, objetos que parecem estar muito distantes na visão de um indivíduo, são na realidade imagens plasmadas em um ponto dentro do cérebro.

holo11fexterior    holo11gexterior

holo11hexterior    holo11iexterior

Por exemplo, alguém que observe as estrelas, assume que elas estão a milhóes de anos luz distantes dele. Na realidade as estrelas estão dentro dele. É a visão em seu cérebro. Enquanto voce vê um filme, você assume que você esta em um ambiente, mas na realidade o ambiente esta em você. Você vendo seu corpo o faz pensar que esta dentro dele, entretanto você deve observar que seu corpo também é uma imagem formada em seu cérebro.

holo11jexterior    holo11kexterior

holo11lexterior    holo11mexterior

Até agora falamos de um mundo exterior, de um mundo de percepções formadas em nosso cérebro do que vemos. Entretanto como nunca podemos alcançar o mundo externo, como podemos estar certos de que este mundo externo realmente existe? Definitivamente, não podemos. A única realidade com que lidamos é o mundo de sensações nas quais vivemos em nossa mente.

holo11nexterior    holo11oexterior

holo11pexterior    holo11qexterior

holo11rexterior

Nós acreditamos na existência de objetos somente porque os vemos e tocamos e eles são refletidos para nós por nossas percepções. Entretanto nossas percepções são somente ideias em nossa mente. Assim, objetos que captamos por percepções não são nada além de ideias e estas ideias existem apenas em nossa mente. E se tudo isto existe apenas em nossoa mente, isto significa que nos somos iludidos por enganos quando imaginamos um universo e objetos com existência fora de nossas mentes.

holo11sexterior   holo11uexterior

holo11vexterior   holo11xexterior

Imaginar a matéria como tendo uma exintência fora de nossa mente é na realidade um engano ou ilusão. As sensações que observamos podem estar vindo de uma fonte artificial. É possível ver isto com um exemplo. Primeiro vamos supor que podemos retirar o cérebro de nosso corpo em mantê-lo vivo em uma caixa de vidro. Vamos adicionar um computador com toda a sorte de informações e finalmente vamos enviar todos os sinais elétricos (dados) que temos de luz, som, sabor, tato, olfato para este computador. Vamos conectar esse computador aos sensores de sentidos de nosso cérebro com conectores, e vamos eviar-lhe os dados previamente gravados.

holo11x1exterior   holo11x2exterior

holo11x3exterior   holo11x4exterior

Quando nosso cérebro perceber estes sinais ele vai “ver”, “sentir” e “viver” as cenas que lhe apresentamos. Deste computador também podemos enviar sinais elétricos referentes a imagens e cenas criadas. Por exemplo, podemos mandar sinais referentes ao que percebemos e sentimos enquanto estamos sentados a nossa mesa de trabalho. Neste estágio o cérebro pensará que é um homem de negócios sentados em seu escritório. Este mundo imaginário continuará enquanto a estimulação vinda do computador persistir. Nós nunca nos daríamos conta de que apenas somos um cérebro.

holo11x5exterior   holo11x6exterior

É de fato muito simples para nós, sermos enganados acreditanto que percepções sem qualquer causa material sejam reais. Isso é o que ocorre em nossos sonhos.

…..

PARTE 3

holo12asonhosO Mundo em Sonhos – Para você realidade é tudo aquilo que pode ser tocado com as mãos e visto com os olhos. E nos sonhos também podemos tocar com as mãos e ver com os olhos. Mas na realidade você não tem mãos, olhos e nem existem algo que possa ser tocado ou visto. Tomando o que você percebe no sonho pela realidade material você esta preparado para ser enganado. Por exemplo, uma pessoa profundamente adormecida em sua cama pode ver a si mesma em um mundo totalmente diferente em seu sonho. Ela pode sonhar que é um piloto que comanda um grande jato. E mesmo pode despender muito esforço para comandar o avião.

De fato esta pessoa não se afastou um único passo de sua cama. Em seus sonhos ela pode viver em diferentes cenários e se encontrar com amigos, conversar com eles, come e beber com eles.

holo12bsonhos   holo12csonhos

holo12dsonhos   holo12esonhos

Somente quando a pessoa deperta de seu sonho que ela se dá conta que tudo foram apenas percepções. Se somos capazes de viver facilmente em um mundo irreal durante nossos sonhos o mesmo pode ser também verdadeiro para o mundo no qual vivemos. Quando despertamos de um sonho, não há razão lógica para não pensar que entramos em um sonho mais longo que denominamos de “vida real”.

A razão pela qual consideramos nossos sonhos como fantasia e o mundo como real nada mais é do que o produto de nossos hábitos e preconceitos. Isto sugere que podemos ser despertados de uma vida na terra que acreditamos estar vivendo neste momento. Da mesma maneira que somos depertados de um sonho.

Quem percebe?

Após todos estes fatos físicos, levanta-se a pergunta primordial. Se todos os eventos físicos que conhecemos são essencialmente percepções o que é nosso cérebro? Desde que nosso cérebro é matéria como nosso braço, perna ou qualquer outro objeto, ele também deve ser uma percepção como todos os outros objetos. Um exemplo vai clarear mais este assunto.

holo13apercebe   holo13bpercebe

holo13cpercebe   holo13dpercebe

Vamos imaginar que estendemos os nervos que atingem nosso cérebro e o colocamos fora de nossa cabeça, onde podemos ver com nossos olhos. Neste caso seríamos capazes de ver nosso cérebro e tocá-lo com os dedos. Neste caso podemos perceber que o cérebro nada mais é do que uma percepção formada pela sensação da visão e do tato.

Então qual é a vontade que vê, ouve, sente e percebe todos os outros sentidos, se não é o cérebro? Quem vê, ouve, toca e percebe o sabor e o aroma? Que é este ser que pensa, raciocina, tem sensações, e mais, diz EU e MIM?

holo13epercebe   holo13fpercebe

Um dos importantes pensadores de nossa época, Ken Wilber (Holographic Paradigm, p37), também coloca a mesma pergunta. Desde os gregos, os filósofos pensam sobre os “espíritos na máquina”, o pequeno homem dentro de um pequeno homem. Onde esta o EU, a pessoa que usa o cérebro? Quem é que se da conta da ação do conhecimento? São Francisco de Assis dizia: “Procuramlos aquele que vê.”

Na realidade o ser metafísico que usa o cérebro, que vê e sente, é o espírito. O que denominamos de mundo material é o agregado de percepções vistas e sentidas pelo espírito. Assim como os corpos que possuimos e o mundo material que vemos em nossos sonhos não possuem uma realidade física, o universo que ocupamos e os corpos que possuimos tampouco tem realidade material.

holo13gpercebe   holo13hpercebe

Sim, mesmo se inciamos com ferrenha oposição, afirmando que matéria é real, as leis da física, química e biologia, nos levam todas ao fato de que a matéria consiste em uma ilusão, e a inevitável atualidade de uma “matéria metafísica”.

Este é o segredo por trás da matéria. Este fato é tão definitivo que alarma alguns cientistas materialistas que pensam ser a matéria o absoluto ser. O escritor científico, Lincoln Barnett, diz no seu livro “O Universo e Einstein” que “Em conscordância com a afirmação dos filósofos da redução de toda a realidade objetiva a um mundo paralelo de percepções, os cientistas começaram a se conscientizar da alarmante limitação dos sentidos humanos.”

Todos estes fatos nos conduzem a uma importante e significativa pergunta: Se as coisas que aceitamos ser o mundo material são na realidade formadas por percepções, transmitidas ao nosso cérebro então qual a fonte destas percepções? Respondendo esta pergunta, devemos considerar o fato de que a matéria não tem apenas uma existência autônoma, mas é uma percepção. Assim, esta percepção deve ter sido causada por algum outro poder. O que significa que tem que ter sido criada.

Mais ainda, esta criação tem que ser contínua. Se não fosse uma criação contínua e consistente então o que nós denominamos “matéria” desapareceria e seria perdida. Isto pode ser parecido a uma televisão onde uma imagem é mostrada enquanto o sinal da antena é contínuo. Se a transmissão interrompe a imagem na tela também desaparece.

O ser real e absoluto

holo14aabsoluto

Então, quem faz nosso espírito ver o planeta Terra, corpos, plantas, nossos corpos, e tudo o mais que vemos? É muito evidente que existe um criador superior, que criou todo o universo material. Esta é a soma de todas as percepções e continua sua criação sem interrupção.

Desde que este criador mostra uma tal magnífica criação ele seguramente tem o poder e direitos eternos. Todas as percepções que ele cria são criadas por sua vontade e ele domina a tudo que criou em qualquer instante.

Este criador é DEUS, o Senhor dos céus e da terra. O único ser absoluto é Deus. Tudo fora Ele, são sombras de seres que Ele criou. Esta realidade é explicada da seguinte maneira pelo grande estudioso islâmico Imam Rabani: “Deus, a substância dos seres que Ele criou é o inexistente. Ele criou tudo no âmbito dos sentidos e ilusões. A existência do universo é no âmbito dos sentidos e ilusões, e não é material. Na realidae nada existe fora com a exceção do Glorioso Ser que é Deus.”

holo14babsoluto

Nos quatro cantos deste universo, formado por percepções, está Deus, o único ser real. Assim o ser mais próxomo ao homem é Deus. Isto é explicado no Alcorão com o verso: “Nós criamos o homem e nós estamos mais próximo a ele do que sua veia jugular”. Aonde quer que estivermos Deus estará conosco. Enquanto você lê este texto o ser mais próximo a você é Deus que cria tudo o que você vê em todos os instantes.

holo14cabsoluto

Enquanto Deus nos fizer ver imagens e nos provê com sensações relacionadas ao mundo, continuaremos a viver neste mundo. Quando ele cessa com as imagens e sensações pertencentes a este mundo, mostra-nos o anjo da morte e nos dá percepções de uma dimensão diferente, significa que morremos. O dia da ressureição, julgamento, céu, inferno e a vida eterna será criado por nós da mesma maneira. Criar todas estas coisas é simples para Deus, que nos mostra a evidência de seu eterno poder e infinita sabedoria. Sim, neste mundo.

………………………………………………………………………………………………………..

Fonte: Compilação de textos e imagens, Renato, Gestor de conteúdo do Arquivo. Baseado no documentário “Universo Holográfico


Via: O Arquivo | Universo Holográfico, um novo paradigma – Parte 1
Via: O Arquivo | Universo Holográfico, um novo paradigma – Parte 2
Via: O Arquivo | Universo Holográfico, um novo paradigma – Parte 3

O PLANO DE LUZ NÃO PERMITIRÁ QUE A TERRA SEJA DESTRUÍDA…

possível invasão alienígena

“O Humano de Magnetismo Cristalino – Relações Familiares – Jogos Holográficos”

SaLuSa

Canalizado por: Gabriel RL

Gabriel: Por favor, queridos, leiam na sintonia dessa música abaixo. Eu particularmente recomendo que coloquem a música em uma altura agradável e leiam em seguida a mensagem em voz alta. Poderão sentir maravilhosas vibrações de luz em seus corpos.

Boa noite para vocês deste lado físico.

De fato, há muita coisa acontecendo em seu mundo. Verdadeiramente, a intenção dos que pertencem às trevas de criar caos, através de jogos holográficos, é real. No entanto, como o Gabriel costuma falar: “Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa.” (Sorriso). Eles desejarem isso é uma coisa, porém, pôr em prática é outra. Há muita coisa em jogo e eles sabem que nós estamos passos à frente. Qualquer tentativa para desencadear caos generalizado será paralisada por nossas forças. Estas já estão em domínio de muitos pontos e em lugares estratégicos para tomar o que ainda não temos controle. Nenhum movimento que não esteja dentro do plano original será permitido. Monitoramos constantemente os seus céus e temos algumas vezes, nas últimas semanas, evitado meteoros de caírem em solo provocando destruições locais. De igual modo, temos assegurado que ogivas nucleares não sejam detonadas, graças à nossa tecnologia que localiza cada ogiva na Terra. Nossos cientistas, através dos nossos computadores, monitoram a todo instante os movimentos da Mãe Terra. Nossos guardiões da ordem monitoram os passos dos que pertencem às trevas. Acreditem, amados, nós sabemos onde está cada um deles. Não há motivos para pânico e, como fora dito, o Criador decretou que a amada Terra não seria novamente destruída e fomos instruídos a garantir isso.

A Luz está ganhando terreno e mesmo aqueles mais céticos, aos poucos, conseguem sentir algo diferente no ar. Sabem que, de alguma maneira, algo está acontecendo e isso os tem chamado para interiorização. Os das trevas estão percebendo o aumento da Luz, vendo que muitos que estiveram anteriormente do lado deles começaram agora a se erguer para a Luz, eles desesperam-se e articulam como poderiam retornar ao poder e trazer de volta os seus fantoches, os quais sustentavam seus planos por meio de baixas vibrações. Nós dizemos que isso não mais será possível.

Amados, não deem crédito a qualquer situação que lhes traga desconforto. Creiam que, com o aumento das suas vibrações, assim como, com a elevação da Mãe Terra, as altas frequências tornarão muito expostas as trevas. O que queremos dizer é que não foquem na ideia de que poderão ser enganados por jogos holográficos ou por naves não confederadas que poderiam invadir o planeta e provocar pânico generalizado. Quando vocês estão na Luz, nada fica oculto. Quanto mais altas as suas vibrações, mais facilmente perceberão alguém que tente enganá-los. Luz é Luz, amados! E tudo que não está na Luz será exposto de forma a não restar dúvida sobre quem é quem e o que é o que.  Assim, não há razões para medo, de nenhuma maneira, queridos.

O que pedimos é que mantenham o foco na Luz e se ergam rapidamente, tal como alguém deitado que vê algo importante e se levanta para ter mais atenção… Levantem-se e percebam o quanto são amados e o quanto de apoio vocês têm. (Sorriso…).  Vocês estão ficando mais perceptivos a cada dia, devido ao aumento de consciência e, como dissemos, não será tão fácil vocês serem enganados pelos que pertencem às trevas, como antes. Vocês estão percebendo facilmente os pontos que precisam ser trabalhados, assim como para onde as peças do tabuleiro estão se deslocando. O jogo de enganação e ocultação da verdade já não é mais eficiente. Eles sabem disso e temem isso.

A energia cristalina está ativando rapidamente o seu campo magnético e muitos de vocês estão se tornando vórtex de Luz em movimento. Os das trevas sabem disso e temem o seu autoempoderamento. Muitos de vocês já estão sendo levados para câmaras cristalinas. Quando retornam à Terra, chegam com radiações extremamente elevadas e isso tem magnetizado de forma positiva os que estão à sua volta.

Nós sabemos que, em muitos dos seus planos de alma, vocês foram colocados em famílias onde as vibrações são contrastantes e desempoderadoras. No entanto, se aí estão, é aí que devem agir. Agir com amor, irradiando todo amor dos seus corações e iluminando essas almas à sua volta. Saibam que muitos de vocês que acreditam que ficar nesses meios familiares é “o vosso carma” serão convidados para ir a outros espaços, quando ancorarem ali Luz suficiente. Não se preocupem quando sentirem o chamado, será claro de tal maneira que não restará dúvida que o vosso serviço à Luz, ali, acabou. Nenhuma alma nasceu para ficar agarrada à dor e ao sofrimento. Vocês foram à Terra para serem as âncoras de Luz e estão fazendo isso de forma maravilhosa. Estejam atentos aos sinais que suas almas lhes darão e, podemos dizer a muitos, que “aprontem as suas malas”.

Muitos que durante muito tempo estiveram adormecidos excessivamente, ao ponto de não perceberem o que estava acontecendo às suas voltas, agora se erguem rapidamente com o movimento das energias constantes e com o auxílio dos magnetizadores cristalinos. Um magnetizador cristalino consegue envolver seres na sua aura amorosa e, rapidamente, transformar o campo energético do outro ser. Muitos desses seres magnéticos estão em grande atividade neste momento. Essas forças magnéticas da Luz também poderão ser vistas em atuação direta através das ações positivas dos denunciantes que viriam a público, tal como falamos anteriormente. Esses denunciantes trazem seus dossiês com informações genuínas de tudo que foi tirado da humanidade, assim como crimes contra o povo. Tais seres corajosos atraem a atenção de muitos outros seres e, através desse magnetismo de Luz e verdade, criam um efeito bola de neve positivo que tem aumentado consideravelmente. Nós podemos dizer que esperem mais e mais seres magnéticos surgindo nos meios de comunicação com informações importantes. E, sem dúvida, pouco a pouco irão convencer a todos da verdade e mostrar os que estão por detrás dos crimes contra humanidade. Os responsáveis ficarão expostos e pedimos o amor de todos para eles, amor para que essas almas se ergam e retornem à Luz.

Nós sabemos que, para muitos de vocês, perdoar aqueles que foram a linha escura do vosso caminho pode não ser tão fácil. Todavia, garantimos que perdão, amor e paz são o que irá erguê-los rapidamente. Como também foi dito pelo nosso amado (*) Ashtar: “Não pensem que o perdão significa a isenção da responsabilidade de arcar com as consequências dos atos, mas o perdão é a energia poderosa que irá possibilitar que eles consigam se erguer e conquistar a sua redenção na Luz.” Por isso, mantenham sempre o seu foco na Luz, no perdão e no amor por tudo e por todos. Assim, ativam rapidamente o seu campo magnético cristalino e podem ajudar outras almas a alcançarem o mesmo padrão vibratório.

Eu sou SaLuSa, de Sirius, e as nossas mensagens, como podem ver, tendem a se alinhar cada vez mais devido à expansão de consciência, já que os canais transmissores se alinham em frequência e conseguem transmitir as nossas informações de forma que uma complete a outra. (**) A Grade Cristalina está se formando entre todos os seres humanos e essa interligação é, sem dúvida, o seu poder como coletivo. Não há nenhuma força obscura que possa detê-los quando estão alinhados como um coletivo. E não precisam fazer muito, amados, não precisam ser agressivos para se defenderem de seres hostis. Apenas o seu magnetismo positivado será o seu escudo de proteção. Lembrem-se sempre, amados, tudo é energia. A mais densa matéria é energia.

É uma grande alegria poder falar com vocês nesta noite.

Uma pausa para o nosso abraço… Sintam-no.

Estejam em paz.

Estejam na Luz.

Gabriel: Grato meu amado, SaLuSa!


(*) Ashtar – “O início da ruptura do plasma negativo / Calor Solar / Sentimentos Turbulentos / O Perdão”

(**) NOTA: Os Seres que habitam nas Esferas Ascensionadas atuam como um conjunto, como um corpo único. Um anjo da Legião de Miguel é o próprio Miguel aonde for, pois não há separação entre Miguel e o Anjo, eles estão conectados por uma intensa radiação de Luz. No planeta Terra, essa rede esteve quebrada, devido à separatividade, quando os homens se viram desconectados uns dos outros, o que causou o enfraquecimento da humanidade como povo e a deixou vulnerável a intromissões negativas. Agora, essa rede está voltando à sua antiga Glória e isto é algo que os que pertencem às trevas mais temem.


Revisão de Texto: Luis Fernando Rostworowski / Solange Yabushita

Via: Sementes das Estrelas: SaLuSa – “O Humano de Magnetismo Cristalino – Relações Familiares – Jogos Holográficos” – 18.10.2015

CONHECENDO MELHOR O SEU EGO…

o-que-e-o-ego

O que é o ego e como podemos transcendê-lo?

post-04-30

Por: Michelle Walling

O ego é uma ferramenta de 3ª dimensão que nosso corpo humano usa para sua identidade e proteção, à medida que avançamos em direção à 5ª dimensão alguns dizem que precisamos nos livrar dele, outros dizem que precisamos treiná-lo, outros dizem ainda que devemos amá-lo, o que realmente é o nosso ego e o que devemos fazer com ele?

Por que temos um ego ?

O trabalho do ego é nos proteger e nos impedir de saber quem somos na experiência velada da encarnação na 3ª dimensão, ele tem sido chamado de “eu inferior” em comparação com os aspectos da nossa alma superior que existem em dimensões de vibração mais elevada, como seres multidimensionais quando viemos a este corpo nós sabíamos que iriamos esquecer quem éramos como parte da experiência na existência dimensional inferior.

O ego não é quem você realmente é, ele é a sua autoimagem e nem sequer é a imagem que os outros podem ver.

post-04-30-1É uma máscara de aprovação, ele quer estar no controle, e é conduzido pelo medo, ele é parcialmente responsável por não permitir que você ame a si mesmo 100%, porque ele esconde quem você é.

Identificar porque nós temos esse eu inferior e seus aspectos é essencial no processo de despertar para a ascensão, remover este véu lança mais luz sobre áreas de nós mesmos que precisam de cura, a fim de chegar à essência do ser temos que começar a descascar as camadas de máscaras para revelar o que se encontra abaixo.

A auto sombra

A auto sombra é parte do “alter ego” e enfrentá-la é chamado de atravessar a noite escura da alma, uma das tarefas do ego é permitir que outras partes de sua alma sejam expostas para serem curadas nesta realidade, pois não podemos levar estas partes conosco para as dimensões mais elevadas devido à lei da realização vibracional, o objetivo é curar todas as nossas energias mais baixas e nos tornarmos inteiros novamente em uma existência de vibração mais elevada.

Enfrentar nossa própria sombra pode ser uma experiência assustadora e é provavelmente o medo número um de alguns indivíduos, quando estiver pronto através do espelho do terceiro olho é uma boa maneira de ver os diferentes aspectos multidimensionais de si mesmo, reconhecendo que eles são uma parte de você, mas com a intenção de que eles possam ser curados e integrado em seu espaço do coração a luz é lançada sobre as sombras e um novo modo de ser finalmente é alcançado.

Nossa mente subconsciente está conectada com a Fonte, nossa mente consciente (ego) às vezes sente o oposto, por exemplo, se uma pessoa tem uma doença fatal o ego pode estar com medo de morrer, ao passo que a mente subconsciente ou o EU superior sabe que não há morte real da energia que é a sua alma.

Despertar para quem realmente somos

post-04-30-2Como nós planejamos um ponto de disparo em nossa vida, começamos a despertar para o fato de que somos almas multidimensionais tendo uma experiência humana física, quando nos damos conta de que há um aspecto mais elevado de nós a que estamos amarrados o ego começa a temer a perda da sua identidade, parte da ascensão na escada espiritual é “perder” o ego e expandir sua consciência para se concentrar em um aspecto mais elevado de si mesmo.

Finalmente quando fortalecermos esta conexão com nosso EU superior e nossa alma superior, não precisaremos mais da identidade do ego ou da experiência na 3ª dimensão, no entanto, perder completamente a identidade iria contra o objetivo de viver no mundo físico agora, em vez disso podemos trabalhar com o ego ajudando-o a diminuir o seu domínio sobre o véu que nos esconde a verdade à medida que continuamos elevando nossa capacidade de lidar com a verdade.

Como trabalhar com o ego

Para “perder” o ego é importante primeiro reconhecer que ele foi um componente muito necessário do nosso processo de despertar espiritual, ter uma identidade diferente da que nós realmente somos provocou uma retirada profunda de algo necessário que precisávamos atender, isso nos levou a tentar buscar muitas coisas mais e mais, até que percebemos que não havia nada que nos satisfizesse, mas somente o amor por nós mesmos.

post-04-30-3Neste ponto devemos ao nosso ego uma grande salva de palmas por levar-nos ao ponto de ruptura na busca de respostas fora de nós mesmos, a gratidão é necessária a fim de liberar o ego do trabalho para o qual ele foi criado.

Trabalhe com o ego liberando-o do seu dever, agradeça o seu ego em voz alta pelo trabalho estelar que ele fez ao fornecer identidade durante o aspecto velado de sua consciência na expressão da 3ª dimensão, deixe-o saber que agora você deseja explorar os aspectos mais elevados de si mesmo e que vocês precisam trabalhar em conjunto para permitir que isso venha à tona em sua realidade, mesmo que isso signifique que ele tenha que finalmente se afastar a fim de deixar o seu EU superior assumir o volante.

Tornar-se consciente da programação

Parte do “treinamento” do ego envolve reverter à programação que recebemos como parte da vida social, se o aspecto inferior do ego é o computador, então a programação é o software, é hora de desinstalar o software que nos mantém na realidade vibracional inferior ilusória.

Aqui estão alguns “programas” que podem ser revertidos com consciência e pensamento intencional

  • Pare de se sentir ofendido, como Don Miguel Ruiz diz, não assuma nada como pessoal, o que os outros dizem ou fazem é uma projeção de sua realidade através de seu próprio falso eu, muitas vezes as pessoas conscientemente dizem o oposto do que o seu subconsciente está pensando, o nosso subconsciente segue a regra de ouro e à medida que nós seguirmos mais o nosso subconsciente ou EU superior em nossa realidade, começamos a abster-nos de dizer coisas para os outros que possam ofendê-los também.
  • Deixe de lado a necessidade de vencer, embora os jogos e desafios às vezes podem ter uma influência positiva sobre o nosso progresso, estamos no processo de deixar ir os jogos de 3ª dimensão, à medida que avançamos em direção a uma forma de vida mais elevada, onde não há concorrência.
  • Deixe de lado a necessidade de estar certo, o certo de uma pessoa não é necessariamente o certo de outra pessoa, todos nós vemos as coisas de forma diferente, quando você deixar ir a necessidade de provar que você está certo, você reduz a oportunidade para o atrito e o argumento, isto não significa tornar-se passivo ou parar em pé diante da sua verdade, pelo contrário, é melhor se afastar de situações de baixa vibração e se concentrar em manter a sua vibração elevada ficando na sua verdade, escolhendo suas batalhas com sabedoria, esta é a chave para o avanço.
  • Deixe de lado a necessidade de ser superior, somos todos post-04-30-4uma centelha do Criador tendo uma experiência individual, alguns estão em um caminho mais rápido para a iluminação do que os outros, mas não devemos julgar aqueles que tomam um caminho diferente, pois todos os caminhos convergem para o mesmo destino, nas dimensões mais elevadas ainda mantemos a nossa individualidade pois sabemos que todos nós estamos nadando no mar de amor que compõe o todo, a superioridade é muitas vezes confundida com ter conhecimento ou experiência e é um dos padrões que ocasionaram a queda das civilizações ao longo dos tempos.
  • Deixe de lado a necessidade de ter mais, o materialismo movido pelo ego é a queda da humanidade e é alimentado por aqueles que desejam manter-nos em dívida como escravos de um sistema econômico, quando você percebe que essas coisas não preenchem o interior do buraco negro, você deixa de ficar obcecado pela necessidade na qual eles tentam direcioná-lo, um equilíbrio é somente ter coisas que são necessárias para o conforto, perder a obsessão ou o apego emocional a elas é o caminho mais elevado, ao se livrar da desordem desnecessária na sua vida você abre espaço dentro de si mesmo para a expansão.
  • Deixe de se identificar com suas realizações, muitas pessoas temem olhar para dentro de si e descobrir quem realmente são além do seu título no trabalho ou da situação familiar, isto leva a crise na vida quando chega o tempo da aposentadoria ou quando as crianças vão para a faculdade, não há diploma universitário, cargo, status social, ou prêmio que irá ajudá-lo no processo de ascensão.
  • Deixe de lado a sua reputação, o que as outras pessoas pensam de você não é da sua conta, algumas pessoas ficam tão obcecadas com a forma como são vistas pelos outros que se perdem em identidades falsas, torna-se uma tarefa árdua tentar lembrar se eles são uma ou outra pessoa, sendo verdadeiro, autêntico, é a melhor maneira de mostrar amor por si mesmo, algumas pessoas têm muito o que compartilhar com os outros sobre o seu processo de despertar ou sobre contato extraterrestre, mas seu ego não permite que compartilhem com medo de arruinar sua reputação.

Algumas pessoas precisam de mais ego do que outras

Determinar quanto ego você deseja permitir que molde a sua identidade ainda é uma escolha pessoal, por exemplo, existem grandes mestres espirituais que falam na frente de milhares de pessoas que eles precisam de algum ego a fim de terem a autoconfiança necessária para estarem no olho do público, muitos músicos precisam de algum ego para serem capazes de se apresentar na frente das pessoas, por isso que é melhor trabalhar com o ego em vez de dizer para ele dar uma caminhada, e cada dia pode exigir mais ou menos ego do que o próximo.

post-04-30-5Conhecer-se, envolve conhecer todos os aspectos inferiores e superiores de si mesmo, para manter-se ancorado em um corpo físico um aspecto menor pode precisar ser retido até que nossos corpos assumam formas corporais leves, é bom a auto sombra surgir e estar presente, para que você possa transmutar qualquer energia que não vai passar pelo buraco da agulha conforme as nossas células mudam de base carbono para base cristalina.

O processo gradual de integração holística envolve conscientização e reconhecimento das ferramentas que nosso corpo nos presenteou com a finalidade de concluirmos o nosso trabalho de ascensão, nosso ego pode ser visto como uma ferramenta de despertar para o que estamos fazendo aqui, com ele nos apresentando a oportunidade de vermos o que não somos, em última análise perdoando a nós mesmos, amando a nós mesmos, e deixando de lado o julgamento de nós mesmos, o ego se curva naturalmente e os aspectos mais elevados de nós mesmos, brilham naturalmente.

 


Origem: In5d | What Is The Ego And How Can We Transcend It?
Tradução e Divulgação: A Luz é Invencível ☼

Via: O que é o ego e como podemos transcendê-lo ? | A Luz é Invencível

O SOL SEMPRE BRILHA ACIMA DAS NUVENS…

photo-1427348693976-99e4aca06bb9

Por: Cida Pereira

Muitas vezes nos sentimos sozinhos, perdidos, seguindo um caminho cheio de barreiras intransponíveis, que nos fazem parar desacorçoados, acreditando que não podemos prosseguir, ou mesmo, que chegamos a tomar o rumo errado em alguma parte do caminho.

Mas, na verdade, esses impedimentos são apenas parte do aprendizado espiritual. Assim como os atletas, em seus treinos, fazem com que o esforço físico tornem seus corpos mais ágeis, mais flexíveis e mais fortes, da mesma forma nosso espírito precisa de exercícios para se desenvolver. Se olharmos para trás, vamos perceber que, ao longo de nossa história, foram sempre as experiências mais difíceis e doídas que nos tornamos mais fortes.

Por isso, não precisamos nos afligir nos momentos mais complicados, quando nos encontramos em enredados por situações e problemas que parecem não ter solução. É apenas nossa alma se exercitando. Talvez estivéssemos muito sedentários, precisando de novos ares, novas realidades, que jamais surgiriam em nossas vidas se permanecêssemos acomodados em nossa zona de conforto.

E assim, após nos lançarmos na nova aventura, galgando altos montes, cobertos de pedras, sobressalências, que dificultam a subida, depois de transpor todos os obstáculos, passando por todas as dificuldades, poderemos, mesmo num dia nublado, finalmente, chegar ao topo do mais alto deles e nos supreendermos ao depararmos com o sol brilhando em um lindo céu azul.

É nessa hora que  percebemos que, da mesma forma que o sol sempre brilha acima das nuvens, por mais espessas que sejam, a alma aparentemente obscurecida, por ter sua luminosidade velada pelas adversidades, também pode superá-las e revelar sua a verdadeira luz, que nunca é perdida.

A luz da alma sempre brilha!

 

Amor e Luz,

Cida Pereira


COMPREENDENDO MELHOR A DUALIDADE…

ciclo do tao

A Dualidade

Por: Bernardo Sommer

Yin (Lado Preto): Vazio, Frio, Sombra, Abstrato, Subjetivo, “Caos”, Feminino
&
Yang (Lado Branco): Forma, Calor, Luz, Lógico, Objetivo, “Ordem”, Masculino.

A dualidade é uma das formas que a Fonte (Singularidade) manifesta-se, onde Yang tende a se expandir, se afastar do centro, se tornar mais complexo, gerando variações e Yin tende a contrair, ir em direção do centro, retornar a simplicidade da unidade.

tumblr_mcn95tApEP1qalxxzo1_500Alguns exemplos que dei acima estão relativos a interpretação, eu cito-os apenas para mostrar como é inerente desta existência a interação entre os “opostos”, mas que na realidade não são opostos, apenas diferentes processos dentro do mesmo campo de existência, que em suma, funciona como um grande processo só. Para demonstrar como estas forças não são opostas, mas complementares, cito o exemplo maravilhosamente oferecido pela Psicologia Gestalt, a ideia de Figura e Fundo, que postula que a mente não pode reconhecer objetos sem a presença de um fundo, da mesma maneira que não perceberíamos a existência de um fundo sem a presença de objetos, nem que seja em um aspecto bidimensional, como exemplificado nas imagens do Teste de Rorschach. Normalmente pensamos em preto e branco como algo que se anulam mutuamente, mas, imagine uma situação hipotética onde existisse apenas preto, isso seria o mesmo que ser cego, nada existiria, nada importaria. O mesmo se aplica caso houvesse apenas branco. É somente através do contraste que percebemos a existência de algo, como o exemplo de preto e branco, que são diferentes, mas implicitamente eles são um processo.

As polaridades ditas opostas não devem ser interpretadas como “bem” e “mal”, pois isso é uma criação da mente humana, é uma questão de opinião, de preferências, optamos pelo que nos é agradável e não pelo o que é desagradável, mas na realidade não existe tal coisa, a Singularidade não opina, ela é.
Uma visão mais apropriada seria falar em termos de “positivo” e “negativo”, mas novamente, um precisa do outro para existir, da mesma maneira como você não tem como saber se está certo a não ser que alguém esteja errado. Assim como o “nada”(“negativo”) e o “tudo”(“positivo”) precisam um do outro para existir, pois o nada não seria nada se não houvesse um conteúdo para compararmos o que cada um é, da mesma maneira o conteúdo não poderia existir se não houvesse um espaço no qual ele pudesse estar.

Temos o costume de ver as diferenças como uma dicotomia. Exemplo: a vida é diferente da morte, o bem é diferente do mal, a luz é diferente da escuridão, etc., embora isso seja verdade por um lado, de maneira oculta, ambas polaridades são diferentes partes de um processo só.
Uma dicotomia é uma divisão na qual o campo não é considerado como uma totalidade que possui suas características diferentes e interconectadas, mas como uma diversidade de forças não relacionadas e/ou competidoras entre si. O pensamento dicotomizado interfere na autogestão da consciência, pois gera tendências intolerantes em relação às diversidades que existem nas pessoas, nas situações e as várias faces da existência em si, que são muitas vezes paradoxais.

Existe grande importância em desenvolver o que Alan Watts chamava de “pensamento polar“, apesar de não ser exatamente um pensamento e sim uma forma de percepção, onde a sensação e sentimento também estão envolvidos. O “pensamento polar” é ver a interconexão entre todas as coisas que parecem anularem-se mutuamente por serem “opostas”. A importância nisso é enxergar a si mesmo de uma maneira completa, integrada, pois assim os conflitos podem ser usados de maneiras produtivas para gerar aprendizados e a criatividade necessária para transformarmos a nós mesmos, e assim o mundo. Sem essa visão abrimos espaço para o conflito, e este é o motivo pela qual os administradores da nossa sociedade se utilizam tanto da estratégia de dividir e conquistar.

O externo é reflexo do interno, e os administradores do mundo sabem disso. Toda a ignorância do mundo está dentro de cada um de nós, aquilo que chamamos de maldade está no coração humano, e eles se aproveitam da nossa ignorância, da nossa inconsciência sobre nós mesmos, para nos empurrarem de um lado para outro e servirem suas vontades.
É muito fácil cairmos na crença de que o mal mora no coração dos criminosos, dos traficantes de drogas, dos terroristas, das pessoas de caráter duvidoso, etc. A ideia de que mal mora no coração do outro é um dos pilares que sustenta a teia de ilusões disseminadas pelo Governo Oculto. Nós somos os cocriadores de tudo o que existe, um “pequeno” ato afetará toda existência, pois tudo está interconectado, e isso pode ser usado de maneira produtiva ou destrutiva.

  • Uma visão integradora

“Procurei por Deus e só achei a mim mesmo. Procurei a mim mesmo, e só achei Deus.”

— Proverbio Sufi

O Buddha disse: “Aquele que tem a experiência de unidade da existência vê seu próprio ser em todos os seres, e todos seres em seu próprio ser, com isso ele vê tudo com olhos imparciais.”, com essa percepção jamais faríamos mal a nossos irmãos.

Esse tipo de ensinamento, de que tudo é um, não costuma ser compartilhado na religião cristã com muita frequência, embora esteja na própria bíblia, segundo o profeta Isaías (45:5 e 7): “Eu sou o senhor e não há nada além de mim”, “Eu formo a luz e crio a escuridão, eu trago a prosperidade e crio a desgraça, eu, o senhor, faço todas as coisas”. O motivo disso não ser propagado entre os cristãos é porque abre espaço para o questionamento sobre o conceito que temos de “deus”, e principalmente, quem somos nós e qual nosso papel, de fato, nesta existência. E isso não interessa àqueles que possuem monopólio sobre as crenças humanas, já que sem a nossa crença de medo da morte, de que nossa ganância é justificada, ou qualquer crença de preservação do “eu” nos afasta da conexão com a unidade, e portanto, da compaixão para com todos os seres vivos.

“Quem não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor.”       

— 1 João 4:8

Amor não é apenas ter relação sexual, não é atração emocional ou intelectual, ou sequer uma “troca de energias”, e certamente o amor não é a fome do coração pelo afeto. O amor é uma poderosa vibração vindo direto da Fonte. O amor que falamos aqui não é uma emoção, na verdade, é um estado de consciência, uma forma de estar no mundo, uma maneira de ver a si mesmo e aos outros, é o que podemos chamar de empatia ou compaixão, mas no fundo é percepção que nós somos “o outro”.
Apesar desta minha tentativa de definir amor, é importante destacar que o amor não pode ser definido, quando definimos algo estamos usando nosso intelecto para limitar este algo em conceitos e com isso deixamos de amar.
O amor não se encontra no pensar, nem no sentir, ele se encontra no ser.

  • A Dualidade na Cabala

A explicação da origem do Universo, segundo a Cabala, também se resume a dois personagens: a Luz (Yang) e o Recipiente (Yin). Num dado momento, a Luz, que é puro amor infinito, sentiu vontade de compartilhar todo aquele amor e criou o Recipiente, apenas para receber o que ela tinha a oferecer, numa união perfeita. Só que, um dia, de tanto receber amor, o Recipiente começou a absorver as características da própria Luz e também sentiu necessidade de compartilhar. Como a Luz não podia receber do Recipiente, pois ela já contém tudo que existe, este começou a se sentir inferior e usando de seu livre arbítrio, “se separou da Luz” e criou o seu próprio mundo, finito, limitado. Para a Cabala, esse é o instante que os cientistas definem como Big Bang, a criação do Universo a partir de uma gigante concentração de matéria e energia em um único ponto.

Para a Cabala, os seres humanos são descendentes diretos do Recipiente e portanto, essencialmente recebedores. Isso explica a imensa dificuldade de doar e compartilhar e o desejo de sempre receber. Basta observar as crianças. Antes de elas aprenderem a dividir com os amigos, são naturalmente egoístas e querem tudo para si. Faz parte da essência humana.

No fundo, não há nada de errado com o fato de desejarmos bens materiais e não-materiais. A grande questão é o propósito com que pedimos e o que fazemos com o que conquistamos. Nosso grande desafio no mundo da matéria é aprender a transformar o egoísmo extremo em que vivemos hoje – e que gera uma série de conflitos internos e externos – num ato de receber para compartilhar amor, alegria, bondade, tempo, saúde e conhecimento. Exatamente como desejava o Recipiente, no momento em que se separou da Luz.

  • A Separação

O Jogo de Tempo e Espaço

Destacar que a separação é uma ilusão é fundamental aqui, jamais podemos nos separar da totalidade, pois sem nós tudo que existe não seria tudo que existe, seria “tudo que existe, exceto nós”.
A dualidade é só um JOGO, estamos dando forma a parte de nós que é abstrata. Essa realidade é real somente até certo ponto, mas mesmo sendo “real”, não faz dela nossa verdade absoluta. E se existe uma verdade absoluta, ela certamente é o conjunto de verdades relativas, pois necessariamente precisa englobar tudo que existe. O que não existe simplesmente não existe, é impossível sequer imaginar a “não-existência”.

Por isso a pergunta “porque nós existimos” é insignificante, pois nós precisamos existir. Colocando de outra maneira, a existência simplesmente é, a pergunta “porque a existência existe” é uma pergunta criada dentro da existência, portanto, a pergunta está subjugada à existência, mas a existência não está subjugada à pergunta. Além do mais, a característica fundamental da existência é existir, ela não precisa justificar a si mesma seu motivo de existir. Todas as coisas que nunca irão existir já não existem, não há espaço na “não-existência” para algo que existe. E como vimos aqui [A Ilusão de Tempo e Espaço: Matrix] todos os momentos (tempos) e todos os lugares (espaço) existem no eterno agora, portanto, nunca deixaremos de existir, apenas deixaremos de existir nesta forma que estamos vivenciando.

“Pois eu estou dividido pelo bem do amor; para haver a possibilidade de união.”

— “O Criador” (AL I:29) O Livro da Lei. 93

“Toda matéria é somente energia condensada em vibrações baixas, somos todos a mesma consciência tendo experiencias de maneira subjetiva. Não existe o que chamamos de morte, a vida é só um sonho, e nós somos a imaginação de nós mesmos”

— Bill Hicks

  • Concluindo

Como historicamente essa visão de polaridade, Yin e Yang, foi popularizada pelo I-Ching, vou deixar abaixo sua descrição de como funciona a interação entre ambos os lados.
O I-Ching nos diz que para termos corpo e mente saudável é preciso estarmos em equilíbrio com Yin e o Yang, Para entendermos como podemos estar em harmonia entre ambas polaridades há 7 leis, ou padrões que a existência dualística segue, e 12 teoremas das possíveis combinações neste modo da energia interagir.

Os padrões são:
  1. Todo o universo é constituído de diferentes manifestações da unidade infinita;
  2. Tudo se encontra em constantes transformações;
  3. Todas as contrariedades são complementares;
  4. Não há duas coisas absolutamente iguais;
  5. Tudo possui frente e verso;
  6. A frente e o verso são proporcionalmente do mesmo tamanho;
  7. Tudo tem um começo e um fim.
Os teoremas são:
  1. Yin e Yang são duas extremidades de pura expansão infinita: ambas se apresentam no momento em que a expansão atinge o ponto geométrico da separação, ou seja, quando a energia se divide em dois, ou seja, no momento de criação deste universo;
  2. Yin e Yang originam-se continuamente da pura expansão infinita;
  3. Yang tende a se afastar do centro; Yin tende a ir para o centro; E ambos produzem energia;
  4. Yin atrai Yang e Yang atrai Yin; Yin repele Yin e Yang repele Yang;
  5. Quando potencializados, Yin gera o Yang e Yang gera o Yin;
  6. A força de repulsão e atração de todas as coisas é proporcional à diferença entre os seus componentes Yin e Yang;
  7. Todos os fenômenos têm por origem a combinação entre Yin e Yang em várias proporções;
  8. Os fenômenos são passageiros por causa das constantes oscilações das agregações dos componentes Yin e Yang;
  9. Tudo tem polaridade;
  10. Não há nada neutro;
  11. Grande Yin atrai pequeno Yin; o grande Yang atrai o pequeno Yang;
  12. Todas as solidificações físicas são Yin no centro e Yang na periferia.

Não somos anjos ou demônios, somos os dois.”
— Carl Jung 

Por isso…
A coisa mais assustadora que existe é aceitar a si mesmo completamente.”
Carl Jung

Mas…
Não existe como criar consciência sem dor. As pessoas farão de tudo, não importa o quão absurdo seja, para evitar encarar a própria alma. Não nos tornamos iluminados apenas imaginando figuras de luz, mas criando consciência da escuridão. Porém, esse procedimento é desagradável, portanto, não popular.
Carl Jung

Então…
Aprenda a amar com todo o seu coração e aceitar o lado desagradável dos outros (e o seu). Qualquer um pode amar uma rosa, mas é preciso ter um grande coração para incluir os espinhos.
Ditado Budista

 


Via: Evolução da Consciência: A Dualidade

ESTAMOS AQUI PARA INTEGRAR NOSSO EU HUMANO E NOSSO EU ETERNO…

meditatorheartblue_danielbholeman

ILUMINAÇÃO – ALGUNS LEMBRETES

Por: Maria Chambers

 

Lá se foram os tempos em que os mestres ascensos se retiravam para o topo das montanhas e ficavam afastados do convívio. Enquanto para alguns isso possa ser uma escolha viável, a maioria de nós aqui na vanguarda da iluminação, está aqui para usufruir a vida.

Embora achemos cada vez mais desafiador nos relacionar com a realidade que estamos deixando para trás, há ainda alegria em se participar da vida.

Pode parecer confuso porque alguns de nós abrimos mão de tanta coisa: família, amigos, companheiros, empregos, e estamos no processo de deixar de lado nossa linhagem, nossos antepassados, nossos velhos padrões, até mesmo nossas famílias espirituais de volta para casa. Tudo em nome de nos libertarmos e a todo mundo. A confusão vem porque, então, queremos saber por que nos sentimos tão sozinhos. Supõe-se que vamos viajar o resto de nossa vida sozinhos?

A resposta para isso é, claro, muito pessoal e cada um de nós possui o próprio e único caminho. Mas, ao mesmo tempo, sabemos que estamos aqui com o propósito de nos conectar ao nosso parceiro eterno, nossa Presença Divina e nossa alma.

EM NOSSOS PRÓPRIOS TERMOS

No entanto, como ser humano, e mesmo como uma alma, queremos experimentar a vida aqui no Planeta Terra de uma nova maneira. Uma em que não carreguemos mais a velha bagagem ancestral ou os fardos da consciência de massa.

Assim, não estamos virando as costas para a vida. Mas estamos querendo experimentá-la em nossos próprios termos agora. Estamos constatando que não sentimos mais a paixão das velhas maneiras, a partir de um lugar de drama ou de ocupação, de conquistas externas ou relacionamentos.

Podemos não estar nos sentindo apaixonados, em absoluto, ou apenas esporadicamente, conforme sentimos nossa alma em nosso corpo. Às vezes queremos saber se seremos capazes de nos conectar à vida aqui, ou nos relacionaremos cada vez menos com ela, à medida que ficarmos mais conscientes e despertos.

Quando nos sentimos assim, é importante nos lembrarmos de que, inicialmente, nós, como nossas almas, éramos cheios de fogo e paixão. Que este ser humano desapaixonado não é quem realmente somos.

De fato, se às vezes nos sentimos cansados, deprimidos e aborrecidos, é fácil demais nos identificar com isso e começar a acreditar que somos assim.

É muito fácil aceitar que somos essa pessoa, especialmente porque o processo de ascensão, de iluminação incorporada, parece estar se movendo no ritmo de um caracol, às vezes. E há momentos em que parece estar se movendo rápido demais, visto que parecemos estar nos transformando de dentro para fora, e a nossa vida externa parece que vai para o caos. E há momentos em que parece que nada está se mexendo, absolutamente.

E, para os que estão passando por algumas questões físicas difíceis, pode parecer uma eternidade.

Mas, apesar das dificuldades deste processo por que estamos passando, em algum lugar dentro de cada um de nós está a consciência de que não somos esses corpos, não somos essas personalidades, e não somos nossa história. Para aqueles dentre nós, na vanguarda da mudança da consciência, viajamos muito. Somos almas avançadas e não estamos aqui para mais lições.

POR QUE ESTAMOS AQUI?

Estamos aqui voluntariamente para inaugurar a mudança do humano para o Humano Divino. Até onde chegamos neste processo, é extremamente individual. Existem muitos fatores. Mas em última análise, realmente não importa. Como almas, não estamos realmente interessados em sermos os primeiros, embora com frequência somos os primeiros a passar pelas mudanças.

Na verdade, como almas, não estamos sequer interessados em ser apreciados por aquilo que estamos fazendo aqui. Apenas queremos experimentar. E outros humanos vão experimentar isso após termos pavimentado o caminho.

E o que vimos fazer é pavimentar o caminho.

Como humanos, tendemos a ser severos com nós mesmos. Fomos preparados para acreditar que somos fracassados, se não formos até o fim, seja lá o que isso signifique mesmo. (Basta olhar os esportes, o mundo empresarial ou como os líderes políticos se concentram na ‘vitória’ a qualquer custo).

Nós nos julgamos severamente se acreditamos que falhamos em algo. Ou se nossa perspectiva não é acolhida pelas massas.

Mas, como almas, valorizamos a experiência, onde quer que ela nos leve. E o que estamos fazendo nesta única existência nunca foi feito antes. Nem desta maneira. Morrer e ser renascidos na mesma vida. Uau! Integrar nosso eu humano e nosso eu eterno. Empalidece em comparação a escalar o Monte Everest, não é?

E até que ponto somos capazes de levar isso, não deveria importar.

Conforme olhamos para os grandes líderes da consciência na história, para outros inovadores das mudanças, muitos deles vão somente até certo ponto. Eles estavam também limitados pela consciência em que nasceram e em que tinham que viver. Eles estavam muitas vezes agindo sozinhos, em obscuridade virtual, sem o benefício do apoio de outras pessoas em sua vida, e mais definitivamente, não havia o apoio do restante da humanidade. Eles eram invisíveis às massas, ou eram vistos como um tanto loucos.

É um pouco diferente para nós, porque temos o apoio das almas de corações semelhantes, ao redor do globo, mesmo que esse grupo seja pequeno em número e seja na maior parte online. No entanto, ainda estamos sujeitos às leis deste mundo tridimensional, às vezes, o que tende a nos puxar para trás e nos desacelerar emocional e fisicamente.

GRANDES EXPECTATIVAS

Como almas, vimos nesta existência com entusiasmo e com fogo. Estávamos animados por estar aqui neste tempo importante na história da humanidade. Este famoso ditado: “É o melhor dos tempos e é o pior dos tempos”, não poderia ser mais adequado.

Mas, agora que estamos aqui, estamos nos sentindo, às vezes, como em uma sopa de ervilhas. E porque essa sopa de ervilha é espessa e lenta para se mexer, duvidamos de nós mesmos. Queremos saber por que não está indo tão suave ou rapidamente conforme esperávamos. Deixamos de sentir a sensualidade da vida com a nossa alma, para nos sentir completamente entediados. Mas isso não é incomum para um pioneiro da mudança. Eles muitas vezes duvidam de si mesmos ao longo do caminho. Eles normalmente subvalorizam o seu trabalho. E isso é porque, entre outras coisas, eles não estão recebendo um milhão de visualizações por semana em seu canal do YouTube. Seus livros não estão voando das prateleiras. Oprah ainda não os contatou. Em outras palavras, eles não são atraentes para as massas.

O trabalho que estamos fazendo é profundo. É revolucionário. E por esse motivo, as massas não estão prontas o suficiente para o que estamos oferecendo. Se estivessem, não seríamos os pioneiros.

E quando vocês olham para o estado do mundo, podem ver claramente que eles terão que fazer o que estamos fazendo, finalmente, ou eles não terão um futuro para aguardar com prazer.

E embora sejamos almas magníficas e capazes, é sempre mais difícil e desafiador com os que passam primeiro. Mas, é também o mais emocionante e o mais recompensador, tédio à parte.


Direitos Autorais:
Copyright © 2017, Maria Chambers. Todos os direitos reservados. Por favor, sintam-se livres para compartilhar este conteúdo com os outros, publiquem em seus blogs, página do Facebook, etc., mas mantenham a integridade deste artigo por incluir o autor, o tradutor e o link do site:

Maria Chambers – https://soulsoothinsounds.wordpress.com

Fonte: Soulsoothinsounds | Enlightenment-Some Reminders
Tradução de Ivete Brito – adavai@me.comwww.adavai.wordpress.com

Via: ADAVAI | ILUMINAÇÃO – ALGUNS LEMBRETES – 03/05/17

SOMOS MAIS DO QUE NÓS PERCEBEMOS QUE SOMOS…

somos energia

Nada é Sólido, Tudo é Energia

post-03-26-1

Por: Arjun Walia

 

Tem sido escrito repetidas vezes sobre isto, mas nunca é suficientemente enfatizado. O mundo da física quântica lança luz sobre a verdade do nosso mundo de maneira que desafiam o quadro existente de conhecimento aceito.

O que percebemos como nosso mundo material físico, não é realmente físico ou material, na verdade ele está longe disto. Fato que já foi provado diversas vezes por múltiplos Prêmio Nobel (entre muitos outros cientistas ao redor do mundo), sendo um deles Niels Bohr, físico dinamarquês que fez contribuições significativas para a compreensão da estrutura atômica e a física quântica.

“Se a física quântica não chocou profundamente você, então você não a entendeu ainda. Tudo o que chamamos de real é feito de coisas que não podem ser consideradas como reais”.

~Niels Bohr

No começo do século vinte, os físicos começaram a explorar a relação entre a energia e a estrutura da matéria. Ao fazer isso, a crença de que um Universo físico, newtoniano, material estava no coração do conhecimento científico foi abandonado, foi constatado que a matéria não é senão uma ilusão. Os cientistas começaram a reconhecer que tudo no Universo é feito de energia.

“Apesar do sucesso empírico incomparável da física quântica, a própria sugestão dela ser literalmente verdade como uma descrição da natureza ainda é recebido com cinismo, incompreensão e até mesmo raiva”.

(T. Folger, “Shmantum Quantum”; Descubra 22:37 -43, 2001)

Os físicos quânticos descobriram que os átomos físicos são feitos de vórtices de energia que estão constantemente girando e vibrando, cada um irradiando sua própria assinatura energética única. Portanto, se nós realmente queremos nos observar e descobrir o que nós somos, na realidade somos seres de energia e vibração, irradiando nossa própria assinatura energética única, esta é a verdade e é o que a física quântica nos demonstrou diversas vezes.

Somos muito mais do que aquilo que percebemos que nós somos, e é hora de começarmos a nos ver sob esta luz. Se você observar a composição de um átomo com um microscópio, você enxerga um pequeno vórtice invisível igual a um tornado, com um número de vórtices de energia infinitamente pequenos chamados quarks e fótons. Isto é o que compõem a estrutura do átomo. À medida que você focar cada vez mais perto da estrutura do átomo, você não enxerga mais nada, só observa um vazio físico. O átomo não tem estrutura física, nós não temos nenhuma estrutura física, as coisas físicas realmente não tem qualquer estrutura física ! Os átomos são feitos de energia invisível, não de matéria tangível.

“Supere isso, e aceite a conclusão indiscutível. O universo é imaterial, mental e espiritual “(1) – Richard Conn Henry, Professor de Física e Astronomia da Universidade Johns Hopkins (citação tirada de “O Universo Mental)

É um enigma interessante, não é ? A experiência nos diz que a nossa realidade é composta de coisas materiais físicas e que o nosso mundo é um conceito objetivo que existe independente. A revelação de que o Universo não é um conjunto de partes físicas, sugerido pela física newtoniana, mas que em vez disto ele é formado por um emaranhamento holístico de ondas de energia imaterial como descrito no trabalho de Albert Einstein, Max Planck e Werner Heisenberg, entre outros.

O Papel da Consciência na Física Quântica

Isto significa que a nossa realidade material física não é realmente física em nada ? Isso pode significar uma série de coisas e conceitos como estes não podem ser explorados se os cientistas permanecerem dentro dos limites do mundo percebido apenas existente, o mundo que vemos e pensamos ser real.

“O dia em que a ciência começar a estudar os fenômenos não físicos, ela vai fazer mais progressos em uma década do que em todos os séculos anteriores de sua existência”.

~Nikola Tesla

Felizmente, muitos cientistas já assumiram a tarefa, e questionam o significado e as implicações do que já descobrimos com a física quântica. Uma destas potenciais revelações é “o observador cria a realidade”.

A conclusão fundamental da nova física também reconhece que o observador cria a realidade. Como observadores, estamos pessoalmente envolvidos com a criação da nossa própria realidade. Os físicos estão sendo forçados a admitir que o Universo é uma construção “mental”. O físico pioneiro Sir James Jeans escreveu: “O fluxo do conhecimento está seguindo em direção a uma realidade não mecânica, o Universo começa a se parecer mais com um grande pensamento do que com uma grande máquina. A mente já não parece ser um intruso acidental no reino da matéria, devemos antes saudá-la como a criadora e governadora do reino da matéria. (RC Henry, “O Universo Mental”; Nature 436: 29, 2005)

Um grande exemplo que ilustra o papel da consciência dentro do mundo material físico (que sabemos não ser físico) é a experiência da dupla fenda. Este experimento foi usado várias vezes para explorar o papel da consciência que molda a natureza da realidade física. (2)

Um sistema ótico na dupla fenda foi utilizado para testar o possível papel da consciência no colapso da função de onda quântica. A proporção da potência espectral do padrão de interferência na dupla fenda para a sua potência espectral na única fenda foi constatado que diminui quando a atenção esta focada na fenda dupla, em comparação com o foco distante dela. O estudo constatou que os fatores associados com a consciência, como a meditação, a experiência, marcadores eletro corticais de atenção concentrada e fatores psicológicos, tais como abertura e absorção, significativamente correlacionados de forma previstas com perturbações no padrão de interferência na dupla fenda (2).

Isto é apenas o começo. Eu escrevi outro artigo, no início deste ano, que tem muito mais informação, com relação ao papel da consciência e do nosso mundo material físico: “A ciência Prova Que a Consciência Humana e o Nosso Mundo Material Estão Interligados:“.

Qual é o Significado?

A importância desta informação é para nós despertarmos e percebermos que todos nós somos energia, irradiando nossa própria assinatura energética única. Sentimentos, pensamentos e emoções desempenham um papel vital, a física quântica nos ajuda a percebermos a importância de como todos nós nos sentimos. Se todos nós estamos em um estado interno de amor e paz, isto vai impactar sem dúvida o mundo externo ao nosso redor, influenciando de maneira positiva para que todos ao nosso redor se sintam bem.

“Se você quer conhecer os segredos do Universo, pense em termos de energia, frequência e vibração”.

~Nikola Tesla.

Estudos têm demonstrado que emoções positivas vibrando em conjunto com um sentimento de paz interior podem levar a uma experiência muito benéfica para a pessoa que emite estas emoções e para aquelas ao seu redor. No nosso nível subatômico, a frequência vibratória muda a manifestação da realidade física? Em caso afirmativo, de que forma? Sabemos que quando um átomo muda seu estado, ele absorve ou emite frequências eletromagnéticas, que são responsáveis por mudar o seu estado. Assim como diferentes estados de emoção, percepção e sentimentos resultam em diferentes frequências eletromagnéticas! Isto já foi provado. (3)

Aqui está um ótimo vídeo que aborda o que estou transmitindo:

Estamos todos conectados.

“O espaço é apenas uma construção que cria a ilusão de que há objetos separados”.

~Dr. Quantum

Notas de Rodapé

(1) http://henry.pha.jhu.edu/The.mental.Universe.pdf
(2) http://media.noetic.org/uploads/files/PhysicsEssays-Radin-DoubleSlit-2012.pdf
(3) http://www.heartmath.org/research/research-publications/energetic-heart-bioelectromagnetic-communication-within-and-between-people.html

©Arjun Walia


Origem: In5D | Nothing Is Solid And Everything Is Energy
Tradução e Divulgação: A Luz é Invencível

Via: Nada é Sólido, Tudo é Energia | A Luz é Invencível

PODEMOS COCRIAR UMA NOVA REALIDADE E UMA NOVA TERRA…

cocriando uma nova terra

ASSUMINDO A RESPONSABILIDADE

Mensagem de P’taah através de Jani King

 

Então, saiba que você cria a sua realidade de forma absoluta. É sua responsabilidade. Bem, você sabe que há momentos em que você cria algo tão horrível e tudo o que você quer dizer é: “Bem, tenho certeza de que não criei isto.” Mas a verdade é que você o criou. É chamado de cocriação, e na verdade, é grandiosa.

Assim, o primeiro passo no milagre deste procedimento mágico para transformar a sua realidade é assumir a responsabilidade. “Eu fiz isto!” Não é tão difícil quando você se acostuma a dizer: “Eu fiz isto! Eu criei isto de forma absoluta.” Esta é a parte fácil, hum?

Então, entenda a dor. Como dissemos antes, você a sente fisicamente no estômago. Bem, isto é porque a emoção, como dissemos, é simplesmente energia. Quando você está cheio de riso e alegria, a energia se move através do corpo. E quando você está sentindo um amor apaixonado pelo seu filho, ou o seu companheiro, os pássaros e as flores, etc, quando você está sentindo um amor apaixonado e intenso, de fato, esta energia tem um fluxo livre porque não há julgamento aí.

E assim a dor é criada pelo julgamento e o julgamento coloca uma tranca na energia. Ela não pode se movimentar. Você pode imaginar que a dor, vamos chamá-la de julgamento, é como uma garra mantendo a energia em seu estômago. Bem, como você alinha o julgamento? Como você o muda.

Bem, primeiro, depois de você assumir a responsabilidade que você o criou, é saber por que você o criou. Você criou a situação, absolutamente, para que você saiba que você é Deus. Você a criou para alinhá-la, para transmutá-la. E assim é, então, e isto é um pouco difícil, hum, abençoar as pessoas que cocriaram-criaram a situação com você. Agradeça e abençoe a própria situação.

E uma vez que você possa alinhar o julgamento, compreenda que até o julgamento que criou a dor é parte da criação. É também parte de Deus, senão não existiria.

E desta forma, tudo está alinhado e o julgamento, você pode dizer, dissolve-se em si mesmo, fundido com a energia. E você conhece a paixão, a intensidade do sentimento é tão poderosa que quando o julgamento é alinhado, é simplesmente a energia sem rótulo. Mas o poder dela a fará disparar através do seu coração e através do seu chacra coronário e neste instante, você conhecerá o êxtase. Você conhecerá a Unidade. Você conhecerá a não separação. Você saberá, de fato, que é um reflexo da divindade. Esta é a verdade universal mais poderosa.

Há outra coisa. Você não pode fazê-lo. Você não pode “fazer” isto. Você pode simplesmente permitir que isto ocorra. E, assim, é importante que você compreenda que realmente você é um ser humano e não o humano que faz aquilo que você é na maior parte do tempo que está acordado!

Assim, isto é chamado de transmutação grandiosa e maravilhosa da agonia para o êxtase. E saiba, amado, isto é a base para tudo. Todos estão muito ocupados, lutando, forçando e se movimentando para encontrar a iluminação, para serem “Mestres Ascensionados”, e você está procurando por tudo “lá fora”. Bem, você sabe que não há nada lá fora, nada. Está tudo “aqui”. Isto é o que você irá descobrir.

E, saiba, você fica tão apavorado com o sentimento que fará tudo o que for preciso, criará diversões maravilhosas para si mesmo… Você fará qualquer coisa, para que não tenha que sentir! E você é tão inteligente nisto! Você fará qualquer coisa, de modo que não tenha que sentir.

Bem, você vê que o que cria o seu universo são os seus pensamentos, a sua imaginação empoderada pela emoção. Assim, é uma surpresa que você fique doente do corpo, porque todos vocês têm toda esta dor presa durante eons.

Bem, agora é o momento de mudar isto. Por que é que você acha que nasceu aqui e agora? Este é um momento mais maravilhoso. O momento do fim de um grande ciclo e o início de um novo. E assim você nasceu aqui para se tornar o Zelador e o Guardião para ajudar a Terra, e acima de tudo, para ajudar a si mesmo a saber quem você é.

E quem você é, é surpreendente! Você é um ser espiritual grandioso, belo e multidimensional que se criou para a experiência nesta dimensão da realidade.

Mas você se esqueceu. Bem, está tudo bem. É tudo parte do jogo, o esquecimento. Até a dor, mesmo o que você considera como “morte”, é tudo parte do grande jogo apenas para que você saiba que é Deus.

Bem, sabe, é bem engraçado – aqui estão todos, correndo para tentar chegar onde vocês já estão! E tudo o que você tem a fazer é relaxar nisto, permitir isto. Tirar de sua cabeça, hum? Tirar de sua cabeça e colocá-lo em outro lugar.

Sua mente lógica, que é maravilhosa, é para ser o seu servo, não para ser o seu escravo. E assim é que você aprendeu a não usar a sua imaginação, a não confiar em seus sentimentos. Você aprendeu que a vida não deveria ser fácil. É uma grande luta e você deve trabalhar muito para ter sucesso.

Bem, a linha básica é que você é bem sucedido. E assim é que você pode se revelar em seu próprio conhecimento e não tem que ir a um seminário, ler outra palavra. Você não tem mais que lutar. Você pode simplesmente relaxar em quem você é e permitir o desdobramento.

Você é digno de todas as coisas, senão não estaria aqui. Toda a abundância, todo o amor, toda a alegria. Você é digno de tudo isto porque você é, de fato, uma faceta gloriosa da Criação. Assim, Mestre Grandioso, eu o saúdo.

Desperte, Humanidade.

Agora é o momento!

………………………………………………………………………………………………………………..….

Direitos Autorais:

Jani King
PO Box 1251
Joshua Tree, CA 92252
760-366-0375 – 888-803-1777
Fax 760-366-0385
http://www.ptaah.com ptaah@ptaah.com

Fonte: P’taah | Weekly Quote Archive | June 21, 2010 – Jan 8, 2012
Traduzido por: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br


Via: Luz de Gaia | Assumindo a Responsabilidade – Mensagem de P’taah através de Jani King 06.05.17

COMPREENDENDO MELHOR A RESSONÂNCIA SCHUMANN…

Ressonancia Schumann

O QUE É A RESSONÂNCIA SCHUMANN E COMO VAI NOS AFETAR A MUDANÇA DOS PÓLOS

Por: Monicavox

Diversos grupos espiritualistas estão afirmando que a sensação do ‘tempo estar passando mais rápido’ tem explicação científica baseada no fenômeno físico conhecido como Ressonância de Schumann (RS). Uma cavidade ressonante é uma região espacial limitada cuja forma e volume determinam as frequências em que uma onda repercute dentro da mesma. Um instrumento musical que possui uma câmara sonora é um exemplo de cavidade ressonante. Pequenas alterações no volume ou na forma do instrumento alteram a frequência sonora emitida por ele. A flauta,por exemplo, é um tipo de instrumento que possui cavidade ressonante.

O QUE É FREQUÊNCIA?

É o número de ondas eletromagnéticas que passam por um determinado ponto em um segundo. A unidade recebe esse nome em homenagem ao físico alemão Henrich Rudolf Hertz, o primeiro a demonstrar a natureza da propagação das ondas eletromagnéticas. As unidades como Kilohertz (Khz) – milhares de ciclos por segundo, Megahertz (MHZ) – milhões de ciclos por segundo – e gigahertz (GHz) – bilhões de ciclos por segundo – são utilizadas para descrever fenômenos de alta frequência como as ondas de rádio. Estas ondas e outros tipos de radiação eletromagnética podem ser caracterizados por seus comprimentos de onda por suas frequências. As ondas eletromagnéticas de frequência extremamente elevadas, como a luz ou os raios X, costumam ser descritas de acordo com seus comprimentos de onda, que frequentemente são expressos em nanômetros (um nanômetro, abreviado nm, é um bilionésimo de metro). Uma onda eletromagnética com um comprimento de onda de 1nm tem uma frequência de aproximadamente 300 milhões de GHz.

OBSERVEMOS A FIGURA ABAIXO:

A Terra comporta-se como um enorme circuito elétrico. A atmosfera é, na realidade, um débil condutor e se não houvesse nenhuma fonte energética, sua carga elétrica dispersaria em cerca de 10 minutos. Há, por isso, um campo energético dentro da camada de ionosfera, há 55 quilômetros da superfície do planeta. No caso da região atmosférica, a cavidade ressonante não é ativada por vibrações sonoras (ou vibrações de pressão do ar) mas, sim, por ondas eletromagnéticas. Raios e descargas elétricas entre as nuvens, que ocorrem na proporção de 200 por segundo em todo o planeta, geram radiações eletromagnéticas que fornecem energia para que as frequências de ressonância da cavidade sejam intensificadas e propagadas ao redor do planeta. A frequência fundamental da cavidade formada pela atmosfera pode ser grosseiramente estimada a partir da informação de que a luz leva aproximadamente 1/8 de segundo para dar uma volta completa no planeta. Isso nos leva a um valor estimativo de 8Hz para a frequência dessa radiação. Experimentos mostraram que a frequência fundamental da RS é aproximadamente igual a 7.8Hz, e as frequências harmônicas superiores são 14, 20, 26, 33, 39, 45 e 51Hz .

O físico alemão Winfried Otto Schumann constatou em 1952 que a Terra é cercada por um campo eletromagnético poderoso que se forma entre o solo e a parte inferior da ionosfera, cerca de 100km acima de nós. Esse campo possui uma ressonância (dai chamar-se ressonância Schumann), mais ou menos constante, da ordem de 7,83 pulsações por segundo. Experimentos mostraram que a frequência fundamental da RS é aproximadamente igual a 7.8Hz, e as frequências harmônicas superiores são 14, 20, 26, 33, 39, 45 e 51Hz.

COMO ELA FUNCIONA?

Funciona como uma espécie de marca-passo, responsável pelo equilíbrio da biosfera, condição comum de todas as formas de vida. Verificou-­se também, que todos os vertebrados e o nosso cérebro são dotados da mesma frequência de 7,83 hertz. Empiricamente fêz­-se a constatação de que não podemos ser saudáveis fora dessa frequência biológica natural. Sempre que os astronautas, em razão das viagens espaciais, ficavam fora da ressonância Schumann, adoeciam. Mas submetidos à ação de um simulador Schumann recuperavam o equilíbrio e a saúde. Por milhares de anos as batidas do coração da Terra tinham essa frequência de pulsações e a vida se desenrolava em relativo equilíbrio ecológico. Ocorre que a partir dos anos 80, e de forma mais acentuada a partir dos anos 90, a frequência passou de 7,83 para 11 e para 13 hertz por segundo. O coração da Terra disparou. Coincidentemente, desequilíbrios ecológicos se fizeram sentir: perturbações climáticas, maior atividade dos vulcões, crescimento de tensões e conflitos no mundo e aumento geral de comportamentos desviantes nas pessoas, entre outros. Devido à aceleração geral, a jornada de 24 horas, na verdade, é somente de 16 horas. Portanto, a percepção de que tudo está passando rápido demais não é ilusória, mas teria base real nesse transtorno da ressonância Schumann.

O QUE DIZ A CIÊNCIA MÉDICA SOBRE ISSO

O artigo Schumann Resonances, a plausible biophysical mechanism for the human health effects of Solar/Geomagnetic apresenta um estudo interessante onde se propõe que a radiação eletromagnética devido à RS seja um mecanismo biofísico plausível (destacamos essa palavra) que resolveria o problema da correlação entre a atividade Solar e Geomagnética (distúrbios magnéticos de origem solar ou terrestre que afetam o campo magnético da Terra) com efeitos na saúde de algumas pessoas. A proposta é de que a radiação eletromagnética de Schumann interagiria com o cérebro determinando ou coordenando os pulsos elétricos que controlam os níveis de serotonina e melatonina no organismo, duas substâncias reguladoras do ciclo diurno e noturno do ser humano com consequências em diversas funções vitais como a pressão sanguínea, respiração, sistema imunológico e os processos cardíacos e neurológicos, entre outros. O que reforçaria a hipótese da interação entre o cérebro e a radiação eletromagnética na frequência da RS, é o fato de que as ondas nervosas vibram em faixas de frequências semelhantes às da RS. A existência de dados que correlacionam as atividades solares e geomagnéticas a determinados distúrbios da saúde, reforça a possível (ou plausível) idéia de interação entre a radiação na frequência da RS com o cérebro. Os cientistas não têm idéia sobre qual será o impacto disto sobre as grades de força eletrônicas e eletromagnéticas. E mais, não sabem o que isso significa para o sistema imunológico humano. Algumas modalidades de curas alternativas têm demonstrado a ligação entre o sistema imunológico e o magnetismo, e também que nossos sistemas imunológicos poderiam muito bem estar sintonizados com os campos magnéticos da Terra.

GREGG BRADEN E A INVERSÃO DOS PÓLOS MAGNÉTICOS

Este texto é baseado nas informações que enfocam o trabalho do geólogo norte-americano Gregg Braden , maior estudioso do fenômeno. Braden trabalha a partir da interface ciência-esoterismo e é autor do livro Awakening to Zero Point (Despertando para o Ponto Zero) e de um vídeo de quatro horas sobre o fenômeno e suas possíveis consequências para a humanidade. Ele está constantemente viajando pelos EUA e marcando presença na mídia, demonstrando com provas científicas que a Terra estará passando pelo Cinturão de Fótons e que há uma desaceleração na rotação do planeta. Ao mesmo tempo, ocorre um aumento na frequência ressonante da Terra (a chamada Ressonância Schumann). Segundo Gregg Braden, Quando a Terra diminuir ao máximo a sua rotação e a frequência ressonante alcançar o índice de 13 hz, estaremos no que Braden chama de Ponto Zero do campo magnético. A Terra ficará como se estivesse parada e, após dois ou três dias, recomeçará a girar só que na direção oposta. Isso poderá produzir uma total reversão nos campos magnéticos terrestres.

FREQUÊNCIA DE BASE CRESCENTE

A frequência de base da Terra, ou “pulsação” (a Ressonância Schumann), está aumentando drásticamente. Embora varie entre regiões geográficas, durante décadas a média foi de 7 a 8 ciclos por segundo. Essa medida já foi considerada uma constante. Comunicações globais militares foram desenvolvidas a partir do valor dessa frequência. Recentes relatórios estabeleceram a taxa num índice superior a 11 ciclos. A ciência não sabe por que isso acontece ­ nem o que fazer com tal situação. Gregg Braden encontrou dados coletados por pesquisadores noruegueses e russos sobre o assunto ­ que, por sinal, não é amplamente tratado nos Estados Unidos. A única referência à Ressonância Shumann (RS) encontrada na Biblioteca de Seattle está relacionada à meteorologia: a ciência reconhece a RS como um sensível indicador de variações de temperatura e condições amplas de clima. Braden acredita que a RS flutuante pode ser fator importante no desencadeamento das severas tempestades e enchentes dos últimos anos.

CAMPO MAGNÉTICO DECRESCENTE

Enquanto a taxa de “pulsação” está crescendo, seu campo de força magnético está declinando. De acordo com professor Banerjee, da Universidade do Novo México (EUA), o campo reduziu sua intensidade à metade, nos últimos 4 mil anos. Como um dos fenômenos que costuma preceder a inversão do magnetismo polar é a redução desse campo de força, ele acredita que outra inversão deve estar acontecendo. Braden afirma, em função disso, que os registros geológicos da Terra que indicam inversões magnéticas também assinalam mudanças cíclicas ocorridas anteriormente. E, considerando a enorme escala de tempo representada por todo o processo, devem ter ocorrido muito poucas dessas mudanças ao longo da história do planeta. O campo geomagnético da Terra está sofrendo grandes mudanças, enfraquecendo. Há 2 mil anos, o campo media cerca de 4 gauss. Quase 500 anos depois, o campo geomagnético terrestre começou a cair, numa taxa muito mais acelerada. O campo agora mede somente 0,4 gauss. Nos últimos 30 anos, esse campo não tem só caído, mas está se tornando irregular. Os pássaros, que se utilizam dele para migrar, estão agora indo parar em outros locais. Ocorre o mesmo com os golfinhos e as baleias. Eles usam as linhas geomagnéticas (ver o post sobre as linhas ley aqui no blog) para migrar. Estas, que estavam estacionadas por milhares de anos, agora mudaram. Algumas dessas linhas movem-­se para áreas no interior dos continentes e essa é a razão pela qual muitas baleias e golfinhos têm encalhado nas praias. As linhas geomagnéticas, que sempre guiaram sua migração, agora as levam para a terra.

COMO TUDO ISSO VAI NOS IMPACTAR?

Em seu livro Awakening to Zero Point (Despertando para o Ponto Zero), Gregg Braden costuma afirmar que essas informações não devem ser usadas com o objetivo de amedrontar as pessoas. Ele acredita que devemos estar preparados para as mudanças planetárias, que irão introduzir uma Nova Era de Luz para o planeta: a nova humanidade viverá além do dinheiro e do tempo, com os conceitos baseados no medo e no egoísmo sendo totalmente dissolvidos. Braden lembra que o Ponto Zero ou a Mudança das Eras vem sendo predito por povos ancestrais há milhares de anos (ver calendário Maya). Têm acontecido ao longo da história do planeta muitas transformações geológicas importantes, incluindo aquelas que ocorrem a cada 13 mil anos, precisamente na metade dos 26 mil anos de Precessão dos Equinócios. O Ponto Zero ou uma alteração dos polos magnéticos provavelmente acontecerá logo, acredita Braden. Poderia possivelmente sincronizar-­se com o biorritmo de 4 ciclos da Terra, que ocorre a cada 20 anos, sempre no dia 12 de agosto. A última ocorrência foi em 2003. Afirma-­se que depois do Ponto Zero, o sol nascerá no oeste e se porá no leste. Ocorrências passadas, desse mesmo tipo de mudança, foram encontradas em registros ancestrais.

OS REFLEXOS NA VIDA HUMANA

A mudança que nos espera refere-se á vários fatores, todos igualmente importantes e um pouco críticos. A grande maioria das pessoas não tem a percepção correta do que significa “falta de ….” um recurso definitivo. Especialmente se falamos do “jovem” nascido após a década de 80. Mas, se para estes jovens o problema é principalmente devido ao fato de que eles nasceram e foram criados na “abundância” desses recursos, discursos muito diferentes  precisam ser feitos para aqueles que nasceram antes … e que, para uma variedade de razões, não podem imaginar o que poderia significar a falta súbita de um recurso como o petróleo, ou de eletricidade em geral. Muitas vezes, falando sobre estas questões entre as pessoas comuns, a posição assumida pelo cidadão comum é o de “quem se importa… nós vamos fazer sem.” Mas, pensando profundamente sobre o discurso que nós temos de fazer, verifica-se que, de fato, as coisas são muito diferentes.

Gregg Braden assinala que as mudanças na Terra estarão afetando cada vez mais nossos padrões de sono, relacionamentos, a habilidade de regular o sistema imunológico e a percepção do tempo. Tudo isso pode envolver sintomas como enxaquecas, cansaço, sensações elétricas na coluna, dores no sistema muscular, sinais de gripe e sono intenso. Ele associa uma série de conceitos de ordem esotérica aos processos geológicos e cosmológicos relacionados ao Ponto Zero. Para Braden, cada ser humano está vivendo um intenso processo de “iniciação”. O tempo parecerá acelerar­-se à medida que nos aproximarmos do Ponto Zero, em função do aumento da frequência vibratória do planeta: 16 horas agora equivaleriam a um dia inteiro, ou seja, 24 horas. Durante o fenômeno da mudança, aponta ele, a maior parte da tecnologia que conhecemos deverá parar de operar. Possíveis exceções poderiam ser em aparelhos com tecnologia baseada no Ponto Zero ou Energia Livre. A inversão causada pelo Ponto Zero provávelmente nos introduzirá à Quarta Dimensão, diz o geólogo; então, tudo o que pensarmos ou desejarmos vai se manifestar rapidamente. Isso inclui pensamentos e sentimentos diversos inconscientes. Daí que a “intenção” passará a representar um papel de suma importância na vida humana. A especulação é de que há uma correlação entre a consciência e o magnetismo. Para se entender como essa conexão pode funcionar, é útil compará-la com uma memória de computador. Os campos magnéticos na memória são mantidos no lugar por meio de uma carga elétrica – uma carga lenta – dentro do computador em si mesmo. Quando as pilhas do computador acabam, a carga se foi, e a memória é perdida. Daí temos que recarregar o sistema operacional. Da mesma forma, pesquisadores e os descendentes dos povos indígenas acreditam que quando a Terra passar por essa mudança que a ciência vê como uma reversão magnética, também haverá uma grande mudança e limpeza da consciência na e da Terra.

AS PREDIÇÕES DE EDGAR CAYCE E OS ÍNDIOS HOPI

Edgar Cayce, o “profeta adormecido”, predisse há cerca de 60 anos que o Polo terrestre “mudaria no inverno de 1998”. O tempo parece estar certo. Isso foi considerado impossível na época da predição de Cayce. Eles acreditavam que tal evento só aconteceria após milhões de anos. Agora, sabem que isso acontece sempre. De fato, aconteceu da última vez há 13 mil anos e, antes disso, somente há 26 mil;  já fazem 12 mil anos que a última vez ocorreu. De acordo com a Precessão dos Equinócios, estamos no ponto da história que isso pode acontecer, se já não está para acontecer do dia para a noite. E, finalmente, os índios Hopi anunciaram que em julho de 1998 a Terra iria saber, com certeza, que alguma coisa muito grande está para ocorrer, e que de outubro a dezembro de 1998 nós poderíamos passar para o quinto mundo dos povos nativos americanos(todas essas datas são aproximadas). Isso é o mesmo que a 5ª dimensão, as influências do Plano Astral. Os Hopi contam o vácuo como um mundo, nós o contamos como zero. Outro grande sinal.

No Capítulo 7 do livro “Os Reinos Perdidos” (The Lost Realms) de Zecharia Sitchin, podemos ler:

“Completamente ignorado pelos estudiosos como uma pista válida é a declaração repetida nas lendas dos Incas nos Andes (local antípoda da Terra Santa) de que houve uma escuridão assustadora há um longo tempo de seu passado. Ninguém se perguntou se essa era a mesma escuridão devida pelo não aparecimento do sol quando atrasou seu nascimento de que as lendas mexicanas também falam em um conto na região de Teotihuacan e suas pirâmides, no antigo México. Se não houvesse sido de fato um fenômeno global, que o sol não se levantasse pela manhã e a noite então se estendesse pelo dia, então tal evento de extensão da noite de tal magnitude teria sido observado em todas as Américas. As lembranças coletivas dos mexicanos e dos andinos parecem corroborar um e o outro local neste ponto, e portanto, um defende e corrobora a veracidade do fato, como duas testemunhas para o mesmo evento em locais distantes e sem contato entre si. Segundo o Frei Dominicano Antonio de Montesinos e outros cronistas da história dos povos andinos, esse evento extremamente inusitado aconteceu no reinado de Titu Yupanqui Pachacuti II, o 15º monarca, em tempos do antigo império INCA. Foi no terceiro ano de seu reinado, quando “os bons costumes foram esquecidos pelos homens e as pessoas se deram, se entregaram a todos os tipos de vício”, foi nesse tempo em que ”não houve aurora por vinte horas, o “SOL NÃO NASCEU NAQUELE DIA.” Em outras palavras, a noite não terminou quando deveria e o nascer do sol foi adiado durante vinte horas, tendo a noite avançado pelo dia. Depois de um grande clamor do povo, confissão de pecados, rezas, sacrifícios e orações, o sol finalmente se levantou. Isso não poderia ter sido causado por um eclipse: não foi descrito de que o brilho do sol foi obscurecido por uma sombra. Além disso, nenhum eclipse dura tanto tempo, e os sacerdotes peruanos da nação INCA estavam cientes de tais eventos periódicos. O registro não diz que o sol desapareceu, ele apenas diz que ele não se levantou “não houve aurora” – durante vinte horas.

4

TEREMOS UM NOVO DNA

O DNA é formado de 64 combinações de carbono, oxigênio, hidrogênio e nitrogênio. Dessa matriz retangular, e todas as suas possibilidades, aparentemente só usamos um terço. As emoções ativam e desativam sequências do DNA e as emoções determinam como o DNA é codificado em nosso corpo. A emoção é um modelo vibratório que cria certa pressão dentro da célula. Podemos classificar as emoções de acordo com os padrões mais ou menos complexos produzidos: Vibrações positivas e emoções boas, geram padrões com mais pontos de pressão sobre as células. Vibrações negativas e emoções ruins, geram padrões com menos pontos de pressão sobre as células. Hoje, no período de uma vida, temos a possibilidade de mudar‐nos, ativando ou desativando partes do DNA. Isso nos dá a oportunidade de desenvolver a chamada “Tecnologia Interna” que consiste em: pensamento, sentimento e emoção. Nosso corpo físico vem mudando à medida que nos aproximamos do Ponto Zero. Nosso DNA estaria sendo ampliado para 12 fitas em sua hélice, ao mesmo tempo em que um novo corpo de luz começaria a ser criado para os que realizassem um “Trabalho Interno adequado”. Em consequência disso, nos tornaríamos mais intuitivos e com maiores habilidades curativas. Ele afirma também que todas as doenças dos anos 90, incluindo a Aids, que são kármicas, desaparecerão. Nossos olhos ficariam como os do gato, para se ajustarem à nova atmosfera e nível de luz. E todas as crianças nascidas depois de 1998 provavelmente terão capacidades telepáticas. Segundo afirmações do VM Samael Aun Weor, fundador das instituições gnósticas, a passagem de todo o Sistema Solar e da Terra em particular afetaria toda a fauna e a flora, revolucionando as cadeiras de Química, Física e Biologia. Isso inclui também as ciências relacionadas ao ser humano.

COMO PODEMOS NOS PROTEGER DURANTE ESSA INVERSÃO DOS PÓLOS

Primeiramente, será práticamente impossível viver em uma cidade grande durante essa época. Toda a eletricidade, combustível e água serão desligados.Com os estoques de comida sem serem repostos, então após um mês ou menos, as pessoas ficarão sem comida e irão fazer qualquer coisa para consegui­-la. Viajar será impossível; automóveis quebrados/sem combustível, bloquearão a maioria das estradas. Todas as linhas aéreas, ônibus, trens etc., não estarão funcionando. Onde quer que você esteja, será onde você vai ficar. E se isso não é o suficiente, a maior parte das pessoas ficará com fome, com raiva… e perigosa. Aí estão as profecias que tanto foram apregoadas durante estes séculos, o Apocalipse e outras teorias de fim de mundo. Segundo Gregg Braden, basta que nos limitemos simplesmente a viver o máximo cada dia, que conciliemos as experiências que nos cruzam cada dia com nosso caminho, que aproveitemos as oportunidades de honrar a vida, de honrar nossas mútuas relações. Sendo honestos, confiáveis, carinhosos e compassivos, vivendo isto cada dia, e já estamos nos preparando para qualquer coisa que poderia vir  em qualquer outro dia do ano ou em qualquer outro momento em nosso futuro.

“Conheço pessoas que estão vivendo suas vidas, guardando recipientes cheios de água e comida, preparando-se para o dia em que nosso mundo vai mudar. Eu entendo e acho que está bem ser auto-suficiente. Eu entendo o que estão expressando. Mas vejo também que dedicam muito de suas vidas a se preparar para esse dia e perdem a beleza e o mistério da vida que desabrocha a cada dia. Perceber essa beleza e esse mistério é o que nos prepara para os maiores desafios! Devemos viver cada dia de maneira consciente. Estar consciente das oportunidades. Reconhecer as oportunidades que vem a seu modo. Cada dia nos oferece a oportunidade de sermos tolerantes com outros sistemas de crenças, de perdoar alguém que nos tenha magoado ou irritado, de alterar nossos julgamentos sobre o que deveria acontecer ou não em nosso mundo. Se podemos conciliar todas essas coisas que passam por nós e em seguida saber que ao mudar a forma como nos sentimos podemos mudar a química de nossos corpos, então estaremos preparados para qualquer transição que a Terra vai passar. Eu não sei se isso faz sentido. Pela primeira vez em nossa história, o destino de nossa espécie, repousa sobre as escolhas de uma só geração. E o que acabamos de fazer é falar do que consiste algumas dessas escolhas” GREGG BRADEN

CONCLUSÃO

Toda a humanidade se encontra num estado de “tensão” e “expectativa”. Expectativa de quê? Ninguém sabe ao certo, mas é um fato e ela existe, como bem o demonstra a insegurança pública. Os mais céticos, afirmam ser devido à contingente situação atual da sociedade mundial. Alguns sociólogos afirmam ser devido às armas nucleares, ao chamado “equilíbrio do terror”, cujo arsenal nuclear é suficiente para destruir todo o planeta mais de uma centena de vezes. Já os ocultistas afirmam que estes “sintomas planetários sociais” são o “Inconsciente Coletivo” prognosticando uma terrível e implacável seleção ou separação do joio do trigo, proveniente de um grande “Julgamento Cíclico”. O sistema mundial em que nos encontramos, como  mostrado já em vários posts aqui no blog , é  uma “Matrix” que nos oferece tudo (?) para nos manipular, mas ainda, estamos ligados fortemente a ele. É talvez apropriado para construir o nosso futuro, olhar para o passado da nossa história e assimilar o máximo de informação possível a partir dessas pessoas/civilizações que sobreviveram a eventos e situações semelhantes às que nós teremos à frente. Cada época teve sua civilização que evoluiu até um ponto máximo, identificável com o período de usabilidade máxima dos recursos disponíveis, além de que, infelizmente (ou felizmente), houve um rápido colapso da própria civilização. Nenhuma civilização é eterna e os mesmos americanos que se acham eternos, hoje tem medo  das civilizações milenárias dos chineses, indianos (que não tem o pressuposto filosófico no próprio “DNA” da suas civilizações, de querer mandar  em tudo no mundo) e dos países do BRICS em geral. Temos que descobrir como enfrentar o futuro. Como sair da Matrix que nos domina e como sobreviver nas turbulências inevitáveis ​​que já começam a se tornar visíveis no horizonte do tempo, tudo em um contexto de crescente tensão geopolítica e redução dos valores morais, sociais e espirituais do indivíduo. Em verdade, contudo, podemos apenas afirmar que “os tempos esperados já chegaram” e que pouco importa se os homens estejam ou não conscientes disto. Além disso, o real conhecimento da Causa que tanta repercussão vem fazendo refletir na insegura humanidade, pertence somente àqueles que se fizeram dignos de tais revelações. Gaia, esse super-organismo vivo que é a Mãe Terra, deverá estar buscando formas de retornar a seu equilíbrio natural. E vai consegui­-lo, mas não sabemos a que preço a ser pago pela biosfera e pelos seres humanos. Aqui abre­-se o espaço para grupos esotéricos e outros futuristas projetarem cenários, ora dramáticos, com catástrofes terríveis, ora esperançosos, como a irrupção da quarta dimensão, pela qual todos seremos mais intuitivos, mais espirituais e mais sintonizados com o biorritmo da Terra. A tese recorrente entre grandes cosmólogos e biólogos é de que a Terra é, efetivamente, um super-organismo vivo, e de que Terra e a humanidade formam uma única entidade.

Os antigos essênios, em um texto que tem mais de 2.500 anos de idade, nos lembram de nossa relação com o mundo ao nosso redor; ele diz simplesmente, que o mundo que nos rodeia e em que hoje vivemos é nada mais nada menos do que um espelho do que nós nos tornamos a partir de dentro, do nosso interior, do nosso estado de espírito. Então, quando vemos um mundo que parece irritado, cruel, impensado, mesquinho, egoísta, que produz sofrimento para os nossos irmãos e irmãs de todo o mundo – a partir desta perspectiva, o mundo é um espelho do que nos tornamos como indivíduos, famílias, sociedade e nações, em suma a Civilização. Não é um mundo certo, errado, bom ou ruim. É simplesmente um reflexo do que manifestamos  interiormente, sem estarmos despertos. A condição atual que o planeta apresenta é um mecanismo de feedback, de resposta. Portanto, se queremos ver uma mudança em nosso mundo, devemos nos tornar a mudança que queremos primeiro em nossas próprias vidas diárias. Se queremos ver a paz, a compreensão, tolerância, compaixão, paciência e o perdão a nível global, devemos nós mesmos nos tornar assim. Devemos nos transformar em nossos próprios professores e mestres. Temos de exigir que possamos viver e nos divertir através da paz, compaixão e compreensão. A vida não precisa ser monótona e entediante. Ela pode ser muito excitante, e não tem que ser cruel, insensível, ou desumana. Assim, em nossas vidas diárias, em cada momento de cada dia, fazemos uma escolha que afirma ou nega a vida em nossos corpos em abundância; todos nós estamos ligados através desta rede de grade eletromagnética. As nossas escolhas individuais (ou a falta delas) geram a resposta coletiva para o nosso futuro. Se queremos  ver uma mudança coletiva benéfica, devemos individualmente ser essa mudança.

E CITANDO UM TRECHO DE “Awakening to Zero Point”:

“Nós, seres humanos, somos a Terra, que sente, pensa, ama e venera. Porque somos isso, possuímos a mesma natureza bioelétrica e estamos envoltos pelas mesmas ondas ressonantes Schumann. Se quisermos que a Terra reencontre seu equilíbrio, devemos começar por nós mesmos: fazer tudo sem estresse, com mais serenidade, com mais amor, que é uma energia essencialmente harmonizadora. Para isso importa termos coragem de rompermos com a cultura dominante, que nos obriga a ser cada vez mais competitivos e efetivos. Precisamos respirar juntos com a Terra, para conspirar com ela pela paz.”

GREGG BRADEN

***************************************************************************************************

“Para encarar esse período de transição, os seres humanos estão se adaptando. Está havendo um processo de repopulação espontânea que teve início no final da década de 50 e começo de 60, para elevar a consciência humana, transformando os humanos em iniciados da mais alta ordem. Estar neste mundo, nesse período de tempo, é uma demonstração da maestria. Os que aqui estão são considerados os mestres da densidade” ~GREGG BRADEN

***************************************************************************************************

Bibliografia para consulta
1 – Awakening to Zero Point – Gregg Braden
2 – Matriz Divina – Gregg Braden
3 – The Turning Point – Gregg Braden
4 – Deep Truth – Gregg Braden
5 – Efeito Isaías – Gregg Braden
6 – Ciência do Futuro – Maurice Cotterell
7 – Deteco dos campos magnéticos pelos seres vivos – Daniel Acosta Avalos
8 – DNA- Decifrando o código da alma – Robert Norton
9 – DNA- O segredo da vida – James D. Watson
10 – Muito além da velocidade da Luz-a quinta dimensão – Marc Seifer
11 – Las Profecias Mayas – German Puerta Restrepo
12 – Catástrofobia – Bárbara Hand Clow

Nota: Você encontra alguns livros relacionados na Biblioteca Virtual

Divulgação: A Luz é Invencível


Via: A Luz é Invencível | O QUE É A RESSONÂNCIA SCHUMANN E COMO VAI NOS AFETAR A MUDANÇA DOS PÓLOS