UM PODEROSO MANTRA PARA TODA A HUMANIDADE EM TODOS OS TEMPOS…

ascension_2

A GRANDE INVOCAÇÃO

Do ponto de Luz na Mente de Deus

Que flua luz às mentes dos Homens,

Que a luz desça à Terra.

Do ponto de Amor no Coração de Deus

Que flua amor aos corações dos homens,

Que Cristo retorne à Terra.

Do centro onde a Vontade de Deus é conhecida,

Que o propósito guie as pequenas vontades dos homens,

Propósito que os Mestres conhecem e servem.

Do centro a que chamamos raça dos homens,

Que se realize o Plano de Amor e de Luz

E se feche a porta onde se encontra o mal.

Que a Luz, o Amor e o Poder restabeleçam

O Plano Divino sobre a Terra,

Hoje e por toda a eternidade.

Amém.

***************************

Muitas religiões acreditam num Mestre do Mundo ou Salvador, conhecendo-o sob diversos nomes como o Cristo, Lord Maitreya, Imam Mahdi, Bodhisattva e Messias e esses termos são usados em algumas das versões cristãs, hindus, budistas e judias da Grande Invocação.

Na “Grande Invocação”, o Cristo é invocado como Ele é conhecido pela Hierarquia. A Invocação não foi somente direcionada para membros de várias religiões, mas também para pessoas sem ligações com religião. O uso do nome Cristo, como aparece na Invocação não é uma limitação da compreensão espiritual, mas uma expansão.

A segunda guerra mundial teve um efeito profundo em todo o planeta, pois ao lado de um imenso sofrimento, ela também abriu completamente as consciências humanas como resultado da destruição das antigas e desgastadas instituições e formas de viver e de formas-pensamento cristalizadas que afetavam a humanidade. A agonia da guerra e o desespero de toda a família humana levou Cristo a dar ao mundo uma das orações mais antigas já conhecidas, cuja utilização não havia sido permitida exceto pelos Seres espirituais mais elevados. O próprio Cristo usou a mensagem pela primeira vez na Terra em junho de 1945.

Como resultado da colaboração de Alice Bailey e de um Mestre Tibetano da sabedoria, “sete palavras-forma” muito antigas foram traduzidas em frases “entendíveis e adequadas”, para o inglês.

A Grande Invocação é essencialmente um oração que sintetiza os mais elevados desejos, aspirações e apelos espirituais da própria alma da humanidade, e deve ser usada com esse propósito em mente.

A Grande Invocação é essencialmente o próprio mantra de Cristo e seu som abrangeu todo o mundo através de sua enunciação por Cristo e através de seu uso pela Hierarquia. Cada discípulo deveria fazer da sua divulgação bem como de seu uso diário um dever e uma obrigação, pois ela pode ser usada com profunda eficácia. A contribuição mais importante de todas é a preparação do caminho de Cristo para ensinar a humanidade a usar a grande Invocação, de modo que ela se torne uma prece mundial que focaliza o apelo invocativo da humanidade.

Quando se usa a palavra “homens” refere-se a todos os seres sentientes. A raça dos homens inclui todos os que são sensitivos para impressões de níveis tanto “acima” como “abaixo” do nível humano. À medida que a humanidade se acostuma a invocar a impressão da Hierarquia, as civilizações e culturas criadas pelo homem irão progressivamente aderir ao Pano Divino. Aqui novamente emerge outra razão para a importância do “centro a que chamamos a raça dos homens” e uma indicação da crise da humanidade, pois o homem está agora no ponto em que o intelecto está sendo tão fortemente despertado que nada pode impedir seu progresso no conhecimento, que poderia ser usado perigosamente ou aplicado egoisticamente se nada fosse feito para salvaguarda-lo. Os homens devem ser ensinados a responder a valores espirituais mais elevados ou o crescente estágio de integração de muitos milhões de seres humanos será simplesmente direcionado, mais efetivamente, para propósitos egoístas e materialistas.

A manifestação – mente, emoção e cérebro – deve corresponder a amor, sabedoria e propósito direto.

A Grande Invocação fornece, como resultado de seu uso correto, um fluxo espiritual diretamente no próprio coração da humanidade, provindo das fontes mais elevadas. Recebendo a Grande Invocação, com seu uso e divulgação, a humanidade está participando de um evento cósmico de tremenda importância.

*******************************
OUTROS IDIOMAS

INGLÊS, ALEMÃO, FRANCÊS, ESPANHOL, ITALIANO

ESPERANTO, HOLANDÊS, CATALÃO, AFRICANER, ROMENO

HÚNGARO, INDONÉSIO, DINAMARQUÊS, FINLANDÊS, TCHECO, GUARANI

 


Fontes:
http://www.thegreatinvocation.org.uk/
http://www.lucistrust.org/invocation/gitrans/translations.shtml

Texto e adaptação: CAMINHOS DE LUZ

Via: CAMINHOS DE LUZ | A GRANDE INVOCAÇÃO

Anúncios

Sendo mulher com o passar dos anos…

O dom de ser mulher depois dos 40

Nos encontramos em um momento no qual nos permitimos crescer e curar aquelas feridas e questões que haviam ficado sem resolver na primeira metade da nossa vida.

As mulheres com mais de 40 anos são caracterizadas pela confiança que têm em si mesmas. Moldaram seu corpo no fragor da batalha e seu espírito é cúmplice disso.

Elas sabem lidar com o sétimo sentido que escapa ao resto dos mortais, compreendem que a vida é amar os demais mas, principalmente, amar a si mesmas.

Acumulam habilmente experiência e juventude, o que lhes permite lidar com a sua essência e somar vida aos anos que ainda têm para desfrutar. De fato, dizemos que quando uma mulher faz quarenta anos ela começa a pisar forte, a ser dona de seus passos e a balancear seu equilíbrio emocional e pessoal.

A magia de ser mulher depois dos 40

Não há nenhuma dúvida de que os 40 e os 50 são um momento peculiar, pois nos encontramos entre duas gerações que nos fazem dar conta de como a vida é efêmera. Este é o momento no qual nos damos conta de que a nossa consciência é quem cria ou destrói tudo o que existe.

De fato, em algum momento deste processo, surge um antes e um depois em nossa vida, algo que é totalmente magnífico e que temos que aproveitar. É o momento em que podemos nos permitir crescer, o que implica limpar as feridas emocionais ou qualquer outra questão que tenha ficado mal resolvida na primeira metade de nossas vidas.

Este é um dos maiores objetivos que enfrentaremos, pois dele depende nosso sentimento de valia e o de quem nos rodeia. O processo em questão requer detectar quais são as partes da nossa psique que precisam ser resolvidas e curadas.

Por isso, a partir dos 40, começamos a entender que cada pessoa tem um papel em nossas vidas, que algumas nos põem à prova, outras nos utilizam e não faltará nunca quem nos ame e nos ensine.
Serão pessoas de aço inesquecíveis que tiram o melhor de nós e nos emprestam um espelho para que possamos nos ver.

Haverá muitas de cada tipo. Iremos nos lembrar de todas nesta etapa e, sobretudo, cada um dos aprendizados extraídos confirmarão a sua excepcionalidade.

Servir aos demais por obrigação produz esgotamento e ressentimento

São muitas as mulheres que fazem doces, preparam café e limpam a casa porque isso é o que se espera delas. De fato, se sentiriam culpadas se não o fizessem, e chegariam a pensar que fracassaram como mulheres ou até como pessoas.

A sociedade envenenou o direito à individualidade do gênero feminino. No entanto, se quisermos curar este processo, devem ser as mulheres com mais de 40 as que se rebelem contra o cárcere emocional das expectativas sociais e pessoais que nos impõem.

Seu papel nesta transição é essencial e insubstituível. Devemos fazer frente a esta realidade para prevenir as gerações que virão, pois é a única maneira de evitar que cometam os mesmos erros e que caiam nas garras do que se espera delas.

Mais de 40 sopros de ar fresco…

Ao contrário do que se costuma pensar, não são etapas para sofrer nem para sacrificar a nossa vitalidade. A soma de nossos anos constitui diversos aprendizados. Entre eles, que sem saúde emocional não há saúde física.

Assim, se quisermos seguir somando vida aos anos, devemos ser conscientes de que não podemos separar nossos sentimentos de nossas relações, pois é a única maneira de tomarmos conta do nosso bem-estar.

Dar-nos a oportunidade de confiar em nós mesmas com profundidade é algo que assusta. No entanto, uma mulher com experiência está predisposta a entender que o mistério faz parte da maravilha e que não podemos entender tudo desde um ponto de vista estritamente físico.

Fonte: O dom de ser mulher depois dos 40 – Melhor Com Saúde