SOBRE A VERDADE CONTIDA NAS CARTAS DE CRISTO…

Cartas_de_Cristo

A VERDADE DA EXISTÊNCIA – Carta de Cristo –

Jesus yeshua (editado)

A VERDADE de nossa FONTE do SER.

Por: Semeador das Estrelas

… 

Os que ainda hesitam em ler As Cartas de Cristo, posto aqui um trecho da 4ª Carta para que tenham uma ideia da importância das mesmas, que esclarecem e dissolvem as mentiras e enganos que nos foram transmitidos até hoje, sobre o verdadeiro significado da vinda de Jesus o Cristo a este mundo. Não foi para díspar ou pagar pelos pecados de ninguém, como nos é ensinado, ele não veio livrar pecado de ninguém, mas sim mostrar o CAMINHO e a VERDADE DA VIDA. Vejam o que ele diz do “Cristianismo”, poderão ver nas palavras de Cristo o que ele diz a respeito dessa religião fundada sobre a história de sua vida. O aqui transcrito é o inicio da 4ª Carta. Se você procura e quer realmente entender a VERDADE DA EXISTÊNCIA, leias, o que espera! Vejam o alerta que nos é feito ai nessa carta quando diz: “…alcançar as almas sensíveis e inspiradas para ensiná-las como recorrer à Ajuda Divina durante  o futuro horror no qual o mundo finalmente se verá envolvido”. Não há intenção de gerar medo, mas de preparar e informar como enfrentar exatamente o mundo no qual estamos, neste atual momento. – S. Estrelas –

 

4ª CARTA DE CRISTO

Eu, o Cristo, venho – por amor a vocês – resumir tudo o que senti durante minha ilumiação no deserto e que tentei ensinar aos Judeus na Palestina há dois mil anos.

Algumas passagens da minha vida foram narradas nas Cartas 1,2 e 3.

Se  você já leu estas Cartas, saberá que é da maior importância para o seu bem-estar compreender que – ainda que meus  seguidores tenham criado uma religião que chamaram de “Cristianismo”, fundada sobre a história de minha vida e ensinamentos – não estou ditando estas Cartas para ensinar e confirmar aquilo que eles disseram. 

O Cristianismo é uma religião formal que, puramente por razões de conveniência, adquiriu muitas crenças contrárias à Verdade espíritual de nossa FONTE do SER.

Que relação existe entre o “derramamento de sangue” e o ESPÍRITO UNIVERSAL?

Como você agora deve estar percebendo, meus ensinamento, desde o princípio da minha missão na Terra, na Palestina, sempre foram carregados da mais elevada Verdade da Existência espiritual, sem ter nenhuma relação com os conceitos e racionalizações produzidos pelas mentes humanas.

Portanto, repito enfaticamente, enquanto minha personagem na Terra há dois mil anos era a de JESUS, o propósito de minha presença, a PRESENÇA CRÍSTICA nestas Cartas é o de alcançar as almas sensíveis e inspiradas para ensiná-las como recorrer à Ajuda Divina durante o futuro horror no qual o mundo finalmente se verá envolvido.

Foi por essa razão que meu poderoso desejo de resgatar aqueles que possam receber-me, materializou-se na forma da VERDADE DA EXISTÊNCIA contida nestas Cartas.

Conheça-a e aceite-a.

Gostaria que você soubesse – e prestasse especial atenção – ao foto de que fui aos Judeus na Palestina setenta anos antes de Jerusalém ter sido arrasada.

Fui aos Judeus para dizer que o códico de conduta que seguiam não teria nenhum valor quando os tempos difíceis do futuro chegassem e os conduzissem a um mundo hostil.

Está registrado em um evangelho que eu chorei de desespero, lamentando o fato de que poderia ter reunido as pessoas, tal com uma galinha reúne os seus pintinhos sob suas asas, para protegê-las, quando chegasse o tempo da destruição, mas as pessoas não me ouviram.

Em vez disto, seus líderes religiosos preferiram a minha morte.

E depois da dispersão dos Judeus, quando o Templo foi tirado deles,aprenderam algo com essa experiência?

Perguntaram-se por que tal catástrofe os tinha apanhado desprevinidos?

Não.

Continuaram com suas velhas tradições e com a crença em sua superioridade, ainda que repetidas vezes os fatos históricos mostrassem que eles estavam tão sujeitos a desastres quanto os demais.

Neste momento presente, escolhem ainda ingnorar a VERDADE da EXISTÊNCIA que ensinei na Palestina e fazem recair sobre si as mesmas condições que existiram durante minha vida terrena naquela região.

Onde quer que eles vivam, seus valores materialistas e suas tradições de uma cabeça-por-um-olho, (olho-por-olho) estão atraindo para si o sofrimento humano que criaram para outros através dos tempos, por sua arrogância e cobiça.

Todo o sofrimento que tiveram, foi provocado por eles mesmos.

Isto também se aplica àqueles que, por conveniência, aliaram-se aos Judeus devido ao seu poder nas esferas financeiras e nos mercados mundiais.

Quem é que mantem faminta a grande maioria da população mundial – quando haveria tanta comida armazenada para alimentá-la adequandamente, se fosse abandonado o “lucro como o motivo para a  existência”?

Se tivessem vontade, os líderes financeiros poderiam criar e colocar em ação, planos para distribuir aos necessitados o excedente de mercadorias.

Se o fizessem encontrariam o universo inteiro respondendo com bênçãos, a economia mundial floresceria e a paz se estabeleceria mundialmente.

Porém, antes que isso possa acontecer aquilo que já tiver sido criado na consciência pelos comportamentos agressivos e degradados NO MUNDO INTEIRO deverá se materializar na experiência humana – não como castigo, mas como consequência natural das LEIS da  EXISTÊNCIA.

Estejam certo de que os países que lutam contra “a maldade” de outros estão simplesmente sofrendo as consequências de suas próprias “sementes de consciência e comportamento” de anos passados.

Portanto, as táticas de “garoto-valentão”, o ataque feroz dos poderosos sobre os mais fracos – não importando o nível em que o fraco possa parecer intransigente, somente acarretará maiores problemas para os poderosos.

Aquilo que sentem como uma provocação de outros e a devastação que estão descarregando em resposta estão armazenando na consciência como a sua própria devastação futura.

Talvez devessem considerar a “provocação” dos fracos como um alerta para a sua própria queda em direção à decadência moral.

Como estas pessoas estão constantemente violando as LEIS da EXISTÊNCIA, atraindo a destruição com uma intensidade incomparável sobre as cidades e sobre a Terra, minha intenção nesta Carta é não apenas resumir tudo o que ensinei e vivi na Palestina, mas também explicar claramente as causas que darão origem à crise mundial que se aproxima, da qual não tratei da última vez em que vim falar à humanidade.

Estas CARTAS foram escritas antes da época mais crucial de sua história e agora, que as provas estão prestes a cair verdadeiramente sobre o mundo, você se perguntará por que não os avisei mais cedo.

No entanto, tenho tentado alertar o mundo através de mentes receptivas nos últimos vinte e cinco anos – mas nem os meios de comunicação, nem as editoras, nem a televisão, dispuseram-se a consceder-me a oportunidade de falar através de meus representantes.

Os políticos puderam chegar até você, mas EU o CRISTO, não pude.

O motivo disso?

Os corações endurecidos e a recusa em aceitar que Eu o Cristo vivo, poderia voltar neste momento através das mentes preparadas e dispostas a avisar as nações sobre o que estavam criando para elas mesmas no futuro.

As igrejas, que afirmam crer em minha existência, estiveram obcecadas com suas próprias tradições religiosas humanamente concebidas, assim como os materialistas.

Agora que soa a vigésima terceira hora, quando o medo toma conta das multidões e elas estão dispostas a levar em conta as minhas palavras, as portas devem se abrir sem reservas, ou de novo meus esforços pela humanidade terão sido em vão.

Voltei para dizer que realmente haverá uma separação entre as “cabras” e as “ovelhas”, como é narrado nos evangelhos da Bíblia.

As “ovelhas” se referem àquelas almas que possam receber pacificamente a verdade espiritual mais elevada que já é derramada sobre a Terra.

As “cabras” referem-se àquelas que não têm a capacidade de escutar nada, nem ninguém, porque seus espíritos são demasiadamente rebeldes egocêntricos.

Por que serão separados agora?

Porque aqueles que forem capazes de receber a verdade que estas páginas contêm e de viver segundo as orientações que vem das LEIS da EXISTÊNCIA verão que, ainda que o próximo período da história mundial seja de fato amargo, eles continuarão em relativa paz e proteção, na satisfação das necessidades e na elevação do espírito.

As “cabras”, lamentavelmente, terão que suportar toda a força horrível de sua inata consciência rebelde.

Isto não é um castigo de Alguém que vem do Alto – mas a consequência natural da Lei da Existência: aquilo que você carrega na mente e no coração acabará por se exteriorizar em seu corpo, em sua vida e no meio que o rodeia.

Quando você resiste e se rebela , a vida oferece resistência no cumprimento dos seus desejos.

Já faz muito tempo que ascendi até as mais altas frequências vibratórias da consciência nos Reinos Celestiais e sou a Própria Consciência Divina individualizada.

Minha Consciência pode envolver o globo terrestre para responder àquele que me chamar.

Isto acontece com todos os grandes Mestres que viveram na Terra, que se iluminaram e perceberam a REALIDADE da FONTE de todo o SER e que ensinaram às pessoas desde a sua elevada iluminação.

Eles foram elevados no Poder Espiritual para penetrar o denso véu da consciência humana e perceber o que realmente se encontra além do mundo da “matéria” – viram tão claramente quanto permitia a sua condição mental prévia, a unidade básica da criação no interior do reino da Criatividade em Si.

Todos eles, depois da transição para a dimensão seguinte da existência,escaparam de roda da reencarnação e alcançaram reinos cada vez mais altos de pura consciência espiritual individual, até os portais da própria CONSCIÊNCIA UNIVERSAL.

Converteram-se em CONSCIÊNCIA DIVINA individualizada, possuindo o poder e a visão interior da Consciência Divina.

Eles também compartilharam da CONSCIÊNCIA CRÍSTICA, como eu dizia em uma Carta anterior.

Eles combinaram as alturas do Amor Inteligente com as alturas da Inteligência Amorosa, misturando o Poder da Vontade com o Poder do Propósito.

Eles são ingualmente masculinos e femininos em suas atividade.

Eles são a perfeita manifestação de força e nutrição.

Eles são um EXEMPLO perfeito daquilo que todos os homens – e mulheres – deveriam esforçar-se para alcançar.

Para alcançar tal perfeição do ser, o espírito humano deve deixar de lado toda a divisão e rivalidade.

Seja quem for seu Profeta declarado, você pode estar certo de que ele é a PRÓPRIA VIDA e que ele é poderoso dentro da Irmandade de todos os grandes Mestres.

Cada Profeta, cada Mestre, percebeu que finalmente alcançará a meta de todo o homem – a perfeição no Paraíso.

É de vital importância que você entenda isso e que perceba que as separações que você faz entre os Mestres são totalmente errôneas, porque estamos todos unidos em nossa FONTE comum do SER.

Somos a Irmandade dos Seres da Vida, cada um manifestando, através de sua individualidade, a mais alta VERDADE de nossa FONTE do SER.

Somos iguais em pureza, poder, beleza, grandeza de
espírito e amor.

PORTANTO, as “ovelhas” de qualquer crença religiosa – aquelas que tenham evoluído suficientemente na compreensão espiritual da unidade fundamental de sua FONTE do SER – devem rapidamente procurar unir-se em igualdade e irmandade em suas cidades e países, estender as mãos e ligar-se aos seus irmãos espirituais ao redor do mundo, sem levar em consideração tudo o que acontece no mundo exterior.

Você devem transcender suas diferenças religiosas, Cristãos, Muçulmanos, Sufis, Judeus, Israelitas, Palestinos, Hinduístas, Budistas etc., e considerarem a si mesmos igualmente dentro do céu seguro do Amor Universal e da Proteção Inteligente Universal – em paz consigo mesmos, uns como os outros e com aqueles que estão decididos a lutar até o fim.

SOMENTE ASSIM O PLANETA SOBREVIVERÁ AO SOFRIMENTO QUE PAIRA SOBRE A HUMANIDADE.

– CRISTO –

Continua, o aqui transcrito refere-se as pag. 1,2 e 3 da 4ª Carta publicada na internet, correspondendo as paginas 129 a 133 do livro.

Para ler a 1ª e as demais Cartas
Clik aqui. 

Post. e Formatação
26/06/2012-20/6/2014

Fonte: Livro – Cartas de Cristo

“Citações das Cartas de Cristo foram autorizadas pela Almenara Editorial para Semeador de Estrelas

 


Via: SEMEADOR DE ESTRELAS: A VERDADE DA EXISTÊNCIA – Carta de Cristo –

Anúncios

ILUMINAÇÃO É O INFLUXO DE CONSCIÊNCIA DIVINA PARA A CONSCIÊNCIA HUMANA…

Cartas de Cristo

Cartas de Cristo – CONSCIÊNCIA UNIVERSAL

Deus o Criador

“Não existe tal coisa como o “castigo de Deus”, porque não existe um Deus individualizado pensando como um humano”.

.

Texto extraído do livro
“Cartas de Cristo”
Textos Complementares(1)

 

 

(Comentario: S. de Estr. Todos devem conhecer as Cartas de Cristo, os que buscam a iluminação e não as conhecem ainda, não perca tempo procure ler as Cartas, pois o tempo urge e Elas nos mostram o Caminho e a Vida. Todas estão publicadas neste blog desde que foram traduzidas para o português e publicadas pela Almenara Editorial assim como no site Cartas de Cristo. Posterior ao lançamento das Cartas foi ditado por Cristo através do canal, um complemento para um melhor entendimento e esclarecimento das Cartas e que agora transcrevo aqui o 1ª complemento de 17 complementos ditados).

FALHAS EM SEU PLANETA

Desta vez não vim para dizer belas palavras de encorajamento espiritual a fim de despertar os seus anseios espirituais.

Vim para alcançar sua vida cotidiana, com sua linguagem coloquial, para lançar Luz sobre aquilo que as pessoas estão diariamente fazendo para si mesmas, seus corpos, vidas, relações e para o planeta inteiro.

É com os seus pensamentos, que levam às palavras e às ações, que eu estou particularmente preocupado neste momento.

Povos de todas as raças e culturas – ouçam-me!

A maioria das pessoas que se põe a refletir compreende de que toda a tecnologia e extensa industrialização estão gradativamente matando o seu planeta.

Você reconhece isso.

Mas quando você acordará para a compreensão, irrefutável e de importância ainda mais vital, de que seus pensamentos, palavras e ações egoicas são igualmente destrutivos para o seu planeta?

Estas são formas de energia de consciência.

E formas de energia de consciência são precisamente aquilo do qual seu mundo é criado.

O seu mundo inteiro não é nada mais do que uma gigantesca forma de energia de consciência, composta de bilhões de formas de consciência individuais.

Estas provêm do – e apoiam-se no – vazio da Consciência universal, o qual você poderia chamar de “Deus”, que vem evoluindo desde o aparente nada até o seu estado atual, através do processo de seus próprios desejos e anseios.

Portanto, tente compreender que, diariamente, quando derrama a consciência de seu ego em seu mundo através de seus pensamentos, palavras e ações, você emite formas de consciência que são totalmente contrárias às Leis da CONSCIÊNCIA UNIVERSAL.

Você e bilhões de outras pessoas de pensamento semelhante estão criando uma força destrutiva em conflito direto com a sua FONTE de SER, a CONSCIÊNCIA UNIVERSAL, que sustenta e mantém toda a existência.

Inevitavelmente, ocorrem FALHAS NA ESTRUTURA DE SEU PLANETA e as pessoas experimentam tornados, terremotos, inundações e nevascas.

TODAS são manifestações físicas da violação da LEI UNIVERSAL, que é o AMOR UNIVERSAL que governa o mundo.

Isto indica que o amor de “Deus” se retirou do mundo?

Não!

Não existe tal coisa como o “castigo de Deus”, porque não existe um Deus individualizado “pensando como um humano”.

Isto é um mito que deve ser erradicado da mente das pessoas.

Porém, seu planeta e você mesmo foram individualizados desde a CONSCIÊNCIA UNIVERSAL, a qual é EM SI MESMA, uma Lei que eu repetia continuamente quando estava na Terra – a LEI da FÉ no bem e no mal.

A LEI da CONVICÇÃO.

Aquilo em que você verdadeiramente acredita, seja bom, ruim ou o indiferente, acabará por se manifestar em sua vida.

Portanto, esteja avisado e use este conhecimento para libertar-se da consciência mais destrutiva do mundo: a consciência egoica.

Ir a igreja não o ajudará.

O culto dominical não o libertará.

A sua única esperança de liberação do ego e da consciência destrutiva do mundo é seguir o CAMINHO de CRISTO.

Este é o CAMINHO que pessoalmente segui e vivi depois da total iluminação no deserto, iluminação esta que tornou-me capaz de voltar a Nazaré e empreender uma nova vida de cura, ensino e controle dos elementos.

Como os meus ensinamentos estavam em total oposição aos ensinamentos judaicos de punição e de um Jeová vingativo, fui crucificado.

Qualquer outra explicação para minha crucificação é falsa e totalmenteincorreta.

Antes de minhas seis semanas no deserto da Palestina, eu era um indivíduo ocioso que nada alcançava.

Depois de minha iluminação, fui o único guardião dos segredos da criação e da criatividade.

Minha iluminação está plenamente explicada na CARTA 1 e minha total percepção transcendente da verdade da existência em si, traçada no conjunto de minhas Cartas.

Estas são oferecidas livremente para todos os que tenham vontade e coragem de SEGUIR o meu CAMINHO CRÍSTICO, que conduzirá finalmente à iluminação, à liberação do ego e a entrada no Reino dos Céus.

A iluminação pode vir de várias maneiras.

Pode vir como uma experiência de um “clarão” na mente, que imediatamente transforma a percepção de sua FONTE de SER e a compreensão intelectual que você anteriormente tinha do mundo.

A verdadeira Iluminação é um influxo de Consciência Divina para a suaconsciência humana, o qual você nunca perderá e que transformará permanentemente as suas atitudes para com o Criador e sua vida em geral.

Ou então, através do estudo contínuo de minhas Cartas, breves momentos de extraordinária compreensão, breves momentos de lampejos de Luz entrarão em sua mente e mudarão sua visão interior, ou limparão as lentes através das quais você vê o mundo e julga a validade de suas opiniões e crenças.

Gradativamente, você se despojará das ilusões que antes o cegavam e perceberá que está alcançando domínio sobre sua mente e atos,adquirindo assim a integridade de cada aspecto de seu ser individual.

Seguir o CAMINHO de CRISTO, exposto em minhas Cartas, é um trabalho de tempo integral que conduz diretamente a liberação da ansiedade e do desejo.

Estude minhas Cartas e encontrará nelas minha Presença e o meu Amor.

 


 

Postagem e Formatação: Semeador de Estrelas

(1) N. E.: Todas as Cartas citadas nesta obra integram o livro “Cartas de Cristo a Consciência Crística manifestada”, publicado pela Almenara Editorial. O estudo das Cartas é fundamental para a plena compreensão dos textos deste livro).

Texto extraído do livro “Cartas de Cristo Textos ComplementaresPublicado pela Almenara Editorial – 2014.

* N. T.: Todas as Cartas e outros materiais recebidos de Cristo por este Canal foram, desde o princípio, postadas na internet, para facilitar a rápida difusão mundial da informação.

 


 

Via: SEMEADOR DE ESTRELAS: “Cartas de Cristo – CONSCIÊNCIA UNIVERSAL”

O VERDADEIRO REINO DOS CÉUS NA TERRA…

jesus-en-la-sinagoga-14

As Cartas de Cristo

Por: Gilberto Antonelli
13 de outubro de 2014

 

Sempre fui fascinado por livrarias, bibliotecas, sebos e até banquinhas de livros usados e sempre com o mesmo objetivo: livros espíritas, metafísicos, de teosofia, antroposofia e orientais. Com o advento da internet passei a pesquisar blogs e vez ou outra me deparava com um material intitulado “As Cartas de Cristo: A Consciência Crística Manifestada”. Encontrei este material no blog “Somos todos Um” e como bom “caçador” ou “buscador” de mais conhecimentos fui lendo conforme o tempo me permitia.

Faz 2 anos que o livro foi lançado (a editora lançou em julho um outro livro chamado “Cartas de Jesus: Textos Complementares”) e permanecerá atual e fascinante conforme você for lendo ou relendo. Intuitivamente você vai recebendo as respostas. Às vezes elas chegam em formas fragmentadas e após algum tempo chegam o(s) complemento(s) para você montar seu quebra-cabeças.

A Almenara Editorial disponibilizou o livro completo para download no site que ela mantém denominado Cartas de Cristo e também vou disponibilizar mais alguns dados que não constam no site.

Jesus

Eis um pequeno conteúdo do site “Cartas de Cristo” sobre o livro:

“Quem Jesus realmente era e o que ele ensinava? Qual é a verdadeira natureza de Deus? Estas e outras fervorosas questões uma mulher inglesa certo dia se fazia, enquanto andava nas colinas de sua fazenda, implorando que o Universo lhe respondesse.

Pouco tempo depois vieram as respostas, de uma maneira completamente inesperada! Ao longo de 40 anos, Cristo diretamente purificou e desprogramou a mente dessa mulher, que havia sido educada em um convento católico. No ano 2000, com a idade de 80 anos, ela começou a transcrever, sob a direção de Cristo, os ensinamentos recebidos através dos anos de contato com Ele. Vieram à sua mente as nove Cartas.

Nas Cartas contidas neste livro, Cristo corrige as más interpretações de seus ensinamentos, explica as leis da existência, a origem do ego e revela os processos espirituais e científicos que governam a criação da matéria.

Cristo descreve a fonte de nosso ser e mostra como o espírito torna-se matéria.

Este é um incomparável tratado sobre a personalidade humana e suas possibilidades, para a compreensão de nosso mundo e de nossa função como seres humanos!”

Fonte: http://www.cartasdecristobrasil.com.br/cartas.php

Não deixe de ler e de acessar os sites. Agora vou postar uma entrevista traduzida com o canal que recebeu as instruções de Jesus e que não consta no site .

Entrevista com o “Canal” de “Cartas de Cristo” – A “Escriba” do Mestre do Amor

Saiba tudo sobre a vida da Senhora que mantém-se anônima e transcreve as Palavras dO Mestre do Amor!

Hoje compartilho com todos os queridos leitores de Amor e Paz, finalmente uma entrevista completa e por muitos tão esperada, com o “Canal” de as “Cartas de Cristo“, que consegui.

Isso mesmo: a senhora de 92 anos, que mantém-se anônima e reclusa, e que transcreveu os ensinamentos de Jesus nesta obra que já foi traduzida para 8 idiomas diferentes, e que vem sendo disponibilizada gratuitamente ao redor do mundo, para que cada vez mais e mais pessoas possam ter acesso a estas sagradas informações a respeito da “Consciência Crística” manifestada.

Com muita alegria consegui concluir este trabalho, cuja tradução me foi feita muito cuidadosa e carinhosamente por uma querida leitora, cujos créditos estão ao final desta entrevista, e aos quais já peço de antemão, que não sejam retirados, no caso de ser compartilhada.

Mas vamos lá então! O texto é longo, mas vale cada linha de leitura, para que possam conhecer mais a fundo, sobre a Vida desta senhora tão querida, a “Escriba” dO Mestre do Amor:

Nota: No texto original em inglês, o título da entrevista está como – Interview with the “Recorder” – no entanto como a tradução para “recorder” seria “gravador”, ao realizarmos a tradução para o português, o termo que melhor se encaixou e foi escolhido para substituir esta tradução foi “escriba“.

Entrevista com a “Escriba” – 29 de Maio, 2011

Na Edição 3 Volume 3 que contou com a seguinte resenha do livro: “Quando vi o título deste livro eu fiquei cético, mas quando eu li o livro, isto mudou.

Em 2000 uma mulher de 80 anos de idade, que tinha sido educada num convento católico restrito, recebeu palavras de Cristo. Ela foi dirigida a transcrever estas Cartas, compartilhá-las, e permanecer no anonimato.

Você poderia dizer que este livro corrige todas as interpretações realizadas a mais de 2000 anos. Esses ensinamentos são sobre como alcançar uma consciência mais elevada para permitir à “alma” ou “espírito”, substituir o ego.

As orientações apresentadas neste livro, se seguidos, criam um mundo maravilhoso. Eu recomendo a você lê-lo.”

Desde que caracteriza a resenha do livro, com a nossa curiosidade aguçada, decidimos fazer à “Escriba” algumas perguntas. Aqui estão suas respostas:

Pergunta: Poderia contar-nos sobre sua infância e juventude e como isto te conduziu ao encontro com Cristo?

Canal: Eu nasci na Inglaterra em 1919. Eu tenho agora 92. Meu pai era um advogado e prestou serviço diferenciado na Primeira Guerra Mundial, sendo premiado MC & Bar. Ele foi nomeado para o Serviço Colonial como um Juiz de Paz especial, mas morreu após três meses de serviço. Eu tinha dez meses de idade. Como resultado disso, minha mãe e eu vivíamos em situação precária, porque a sua pensão foi bastante reduzida, devido ao breve período de serviço de meu pai.

No entanto, quando eu tinha seis anos, minha mãe me mandou para um convento muito lindo em South Devon, e eu sempre acreditei que foi devido a muita oração por parte de minha mãe, que o Serviço Colonial concordou em nos ajudar, pagando minhas mensalidades escolares até eu completar o fim da minha escolaridade.

Eu tinha 20 anos quando a Segunda Guerra Mundial estourou e durante esse tempo eu fiz uma variedade de trabalhos, gerenciando NAAFI, trabalhando como secretária, líder do Clube da Juventude, e então, como professora qualificada de Fala & Arte. Parecia que eu era protegida de tomar parte ativa na guerra. No entanto, houve uma experiência que eu deveria relacionar em detalhes.

E assim aconteceu que, em 1940, após o terrível desastre de Dunquerque quando as forças francesas foram derrotadas e Hitler planejava invadir a Inglaterra, mas antes de tudo, ele decidiu enfraquecê-la destruindo as principais cidades e causando uma paralisia nacional.

Morávamos em uma pequena cidade, a cerca de 20 quilômetros de uma das cidades que levaria uma bateria de bombas, minas terrestres e bombas incendiárias. Nesta noite em particular, próximo das 21:00, o aviso de ataque aéreo soou e então minha mãe e eu puxamos um tapete debaixo de uma mesa de mogno pesado fazendo uma espécie de alcova. Nós achamos que isso daria um certo abrigo se a casa fosse atingida.

Nós já tínhamos experimentado ataques aéreos pequenos, em um dos quais os aviões alemães haviam circulado tão baixo sobre nossa casa no topo de uma colina, que a suástica era visível assim como o piloto. Houve muitas vítimas do bombardeio. Depois disso, eu descobri que eu não era heroína. Eu estava apavorada.

Nesta noite em especial, eu me sentei com a minha Bíblia nos joelhos, embora eu não pudesse lê-la, e eu tremia incontrolavelmente, rezando repetidamente: “Por favor Deus, não os deixe soltar suas bombas”. De repente, uma voz masculina profunda e amorosa penetrou minha mente dizendo: “Sua oração é muito tola. Os ‘meninos’ acima de você, que vieram da Alemanha, prometeram deixar cair suas bombas em seu país. Então eles vão soltá-las, assim como seus ‘meninos’ prometeram deixar cair suas bombas sobre a Alemanha. Ore, sim , mas para que quando eles lançarem suas bombas, eles o façam em locais ermos onde elas não vão fazer nenhum mal.

Imediatamente, toda a agitação parou, e eu comecei a orar como eu tinha sido dirigida. Nenhuma bomba foi lançada nas redondezas naquela noite, mas nos próximos 15 meses, houve três ataques menores, provavelmente por jovens que acharam seus alvos oficiais muito perigosos e por isso eles lançaram as bombas na Grã-Bretanha em nossa pequena cidade.

Este é o milagre. O primeiro ataque levava uma carga de bombas incendiárias, que caiu em uma pista de corrida pequena nos arredores da cidade. O segundo ataque nos trouxe uma carga de bombas que deveriam atingir um conjunto habitacional, mas errou o alvo inteiramente. A mina dirigida a uma estrada principal caiu em um pântano profundo. Um terceiro ataque nos trouxe duas bombas de grande porte que caíram em um campo agrícola no limite da cidade.

Algum tempo depois, descobri que o termo comum aplicado aos jovens da Batalha da Grã-Bretanha era “menino” porque muitos das tripulações tinham acabado de sair da escola e tinham vários deveres a bordo dos bombardeiros.

Esta foi uma experiência inesquecível, ainda está viva em minhas lembranças. Conforme fui crescendo e comecei a entender os ensinamentos de Jesus sob a orientação de Cristo, cheguei a ver que esta mensagem era profundamente significativa.

De modo algum quis imputar qualquer culpa ao “menino” alemão ou “menino” Inglês. Eles foram referidos em igualdade de condições, a mensagem especificamente me mostrou que haviam “meninos” que estavam simplesmente realizando um trabalho que tinham prometido a fim de servir o seu país. Eu tive a impressão de que a culpa não estava sendo imputada ao que eles estavam fazendo. E, claro, não havia um indício de qualquer sentimento humano, tais como ressentimento ou raiva. A única mensagem transmitida era de encorajamento para aceitar o que tinha que ser e para descansar com a certeza de que, se eu orasse por uma solução para o problema que não causasse mal a ninguém – a minha oração seria respondida. E assim foi.

Minha mãe ficou profundamente impressionada!

Minha mãe estava gravemente afetada com artrite, e quando a guerra acabou, o seu médico que estava prestes a imigrar para a África do Sul, sugeriu que ela deveria ir também. Eu a acompanhei.

Eu me apaixonei pela África do Sul, pelo país e o seu povo. Eu estabeleci-me no Cabo em um centro de escolas de inglês de padrão muito elevado, e ensinei Fala e Arte. Eu também me apaixonei profundamente e me casei com Aubrey, um ano depois de chegar à África do Sul. Tivemos três filhos e, em seguida, Aubrey ficou doente com úlceras. Foi decidido que ele deveria se aposentar antecipadamente com uma pensão minúscula e compramos uma fazenda.

Dentro de seis meses estávamos em sérias dificuldades financeiras. Tudo o que poderia dar errado em uma fazenda – deu errado.

Agora meu pobre marido não só tinha úlceras, mas também sofreu um colapso nervoso e recebeu tratamento de choque. Eventualmente, depois de três anos na fazenda, ele sentiu que não podia mais suportar a tensão da preocupação financeira e decidiu arrumar um emprego na Rodésia. Eu fui deixada para administrar a fazenda, embora eu não tivesse qualquer experiência. Quando Aubrey partiu, meus três filhos pequenos, todos menores de 6 anos, estavam doentes com sarampo. Nossa fazenda ficou isolada sem vizinhos, quando o rio vazou em enxurrada depois de uma tempestade.

Eu tenho que relacionar esses assuntos, porque foi realmente o fato de que eu tinha que administrar a fazenda, em circunstâncias muito difíceis, que levou diretamente para o meu contato com Cristo.

Assim que voltei para a fazenda depois de dar adeus ao meu marido no trem para a Rodésia, liguei para o veterinário e lhe pedi para investigar por que havia tão pouco leite das nossas 65 vacas.

Ele ficou chocado quando ele examinou o rebanho. Apenas uma vaca estava para ter novilho e provavelmente pulou a cerca para encontrar um touro. Dr. Evans disse que o nosso touro tinha a pele irregular e uma doença terrível, junto com o resto do rebanho e tornou-se infértil. Havia alguma dúvida se as vacas poderiam engravidar após a doença. Com a bondosa ajuda do meu vizinho também fazendeiro, eu encontrei rapidamente um touro Jersey excelente.

Eu estava sozinha na fazenda há dez meses e estava determinada a cultivar corretamente e novamente meu vizinho fazendeiro, que era bem sucedido, me guiou. Eu também tive a sorte de encontrar um homem que me contou o benefício que havia recebido ao estudar um pequeno livro Rosacruz, “Conscientemente Criando Circunstâncias”, que me ensinou que o “pensamento era uma poderosa força criativa”, e eu comecei a vigiar os meus pensamentos, mas, sobretudo, eu rezava diariamente para ajudar a lidar com 14 trabalhadores africanos, a plantação de tomates, abóboras e o cuidado com as vacas. Foi um ano muito feliz de realização notável, mas ele arruinou nosso casamento.

Era inevitável que, embora eu ainda amasse muito o meu marido, eu perdi o respeito por sua capacidade de administrar a fazenda corretamente. Ele retornou no final do ano e assumiu uma posição na cidade, e esperava retomar o controle da fazenda, mas eu disse que era melhor eu continuar já que eu havia aprendido tanto. Meu marido, naturalmente, se ressentiu extremamente. Consequentemente, havia uma atmosfera muito ruim de ressentimento em casa. Além disso, meu marido tinha se tornado muito negativo em pensamento e eu havia me tornado temperamental quando falava com ele. Como resultado direto, mais uma vez sofremos reveses, como várias chuvas de granizo que nos levaram mais fundo em dívida.

Chegou o dia quando eu bati no fundo do poço em desespero! Uma novilha New Jersey foi encontrada gravemente mutilada para fornecer carne para os trabalhadores, o rendimento de um dia de leite azedou no seu caminho para a fábrica e o meu lucro no mercado para 100 caixas de tomates perfeitos e sem mácula, mostrou que havia um excesso de oferta no mercado. O preço em que foram vendidos, só cobria o custo das caixas nas quais foram embalados, eu chorava desesperada e pedi a Jesus para me dar conforto a partir do Novo Testamento.

Abri a Bíblia e uma frase parecia estar escrita em negrito e atingiu em cheio. Não me lembro os detalhes do texto, mas com efeito dizia: “Você vai ser chamado para dar conta de toda palavra ociosa que você proferir”. Eu tinha esquecido completamente o ensino no livro Rosacruz que os nossos pensamentos e palavras criam nossas experiências.

Não, eu imediatamente interpretei o texto de acordo com o ensinamento da Igreja de punição e fiquei furiosa. Eu sou muito consciente das minhas limitações e sabia que eu tinha pensado e dito algumas coisas muito desagradáveis para o meu marido durante as nossas desavenças. Eu imediatamente senti que estava sendo julgado por minha raiva, quando eu estava no meu ponto mais vulnerável.

Eu joguei para o lado minha Bíblia, eu não podia acreditar que um Deus amoroso poderia entregar tal pronunciamento a uma mulher que estava lutando no dia a dia para salvar a fazenda para o seu marido e filhos. Eu descartei Jesus em meu pensamento e também a minha religião. Tornei-me um agnóstica.

No entanto, não foi fácil ter que fazer isso, porque eu estava tão ciente do maravilhoso trabalho da Inteligência Maior que permutava plantas, gado e a vida humana. Eu não poderia deixar escapar o pensamento de que deveria haver uma Causa Primeira – mas o que era a sua natureza?

Consequentemente, eu andava pelas colinas da fazenda, olhando para o céu, implorando por respostas:

– “Se há uma Causa Primeira, por favor, me revele a sua verdadeira natureza”.

Durante um ano, não houve resposta até que um ministro luterano alemão e sua esposa, Carl e Úrsula, veio me ver para me contar sobre Rearmamento Moral. Eu sabia do trabalho maravilhoso que este grupo tinha feito na Europa e por isso eu os ouvia.

Ensinaram-me a meditar e depender de Deus para todas as minhas necessidades e orientação especializada. Eu fiz a meditação, mas permaneci em silêncio em relação a minha não-crença em seu Deus. Muitos eventos estranhos ocorreram que me fez sentir que eu estava fazendo a coisa certa meditando. Comecei a fazer o meu melhor para perdoar o meu marido e recuperar o amor que nutria por ele anteriormente.

Chegou uma manhã, quando de repente eu estava desesperada para saber a verdadeira natureza da Causa Primeira. Chorei entrecortada e orei para me ser dita a verdade.

“Devo voltar para a Bíblia?”, eu perguntei. Uma voz respondeu, e disse-me para sentar no jardim em silêncio sozinha – e eu teria a resposta.

Eu fiz isso, levando caneta e livro comigo, e logo que me sentei a instrução começou.

Primeiro de tudo, foi-me dito que as nossas palavras são formas de energia, “palavras”, que estão conosco em nossas vidas. Em segundo lugar, que todo o amor dos pais que vimos na natureza e nos seres humanos, era a manifestação direta do Amor de Deus entre nós. Em terceiro lugar, que Deus não era um indivíduo, mas foi um imenso poder universal e eternamente presente nas galáxias de estrelas e na criação. Meu marido me viu logo após este esclarecimento e disse que podia ver a luz dentro de mim.

Três meses após, a iluminação novamente tocou-me, e com uma exclamação de surpresa, percebi completamente e totalmente, que a Causa Primeira, o Poder Divino por trás da Criação, estava definitivamente dentro de mim e dentro de todas as coisas. Esta realização total e absoluta deu-me uma perspectiva inteiramente nova sobre a vida. Se Deus, Inteligência Infinita / Amor estava dentro de mim, então eu poderia fazer qualquer coisa que eu quisesse fazer com a ajuda do Divino. Eu já não me via como uma vítima, mas como cocriadora com Deus.

Quando uma pessoa é totalmente iluminada, ela não busca mais conhecimento, porque ela está absolutamente certa que a ela foi mostrada a verdade. Tal pessoa se desloca de um ponto de vista de fé para aquele de convicção e de total confiança. Ela “sabe”.

Após esta experiência, minha vida mudou radicalmente. Fui levada para uma cidade a cerca de 70 milhas de distância e a começar um negócio. Meu marido teve que me permitir fazer isso porque ele tinha ido para a Rodésia para tentar encontrar uma nova vida para nós, e não tinha conseguido. Agora era a minha vez.

Isso foi em 1961, me foi dado £144 (libras) para iniciar um negócio de Consultoria Pessoal, que eu tinha sido claramente orientada para fundar, eu tinha que pagar as despesas de hotel, escritórios, móveis em HP, telefone, publicidade, etc… etc.

Por cinco anos, eu vivi uma vida emocionante preenchida com os milagres mais incríveis – ou sincronicidades, se você preferir, que estão agora a ser contadas em um livro intitulado “Minha Jornada Espiritual”.

Todo esse tempo, eu tinha andado com “Deus”, a Inteligência Infinita, e confiei Nele completamente para orientação e para a solução de todo e qualquer problema.

Eu trouxe meus três filhos para o meu apartamento-escritório e os enviei para colégios internos e a capacidade de pagar por estes, e suas roupas e tudo o mais, veio devidamente depois de seguir uma orientação clara.

Meu marido disse que não poderia oferecer nada para a manutenção das crianças. O caminho foi aberto para que eu pudesse assumir esta responsabilidade enorme quando me ofereceram um trabalho num grande Estúdio para Fala & Arte que eu assumi na parte da tarde.

Então, eu me deparei com um grande problema. Não há necessidade de entrar em detalhes, levaria muito tempo. Mas eu também tinha feito algum trabalho no Departamento de Crédito que eu não havia gostado. Então, como sempre, pedi orientação e três vezes ao acordar pela manhã eu senti que estava sendo dito a mim para desistir disto. No entanto, estava contribuindo enormemente ao meu orçamento e me era necessário. Finalmente, a chamada para desistir daquela posição foi tão forte, e eu tive que fazê-lo.

Eu tinha uma forte sensação de que eu deveria estar fazendo algum tipo de trabalho espiritual no meu tempo livre. Mas nada veio a mente, apesar de repetidos pedidos de orientação. Pela a primeira vez, senti que eu estava inteiramente por conta própria.

Uma noite, eu estava particularmente deprimida e desesperada. Rompi em lágrimas. Soluçando, de repente eu senti que devia chamar por Jesus para me ajudar, algo que eu não tinha feito desde o episódio na fazenda que me levou a tornar-me agnóstica. Mas agora, mais uma vez, eu estava desesperada, eu daria uma nova “chance” a Jesus! Eu gritei:

“Jesus, por favor, mostre o poder de Sua palavra às minhas orações. Que eu saiba, o que eu deveria estar fazendo!”

E imediatamente, senti Sua presença.

Pergunta: Como você sabia que era Cristo falando com você?

Canal: Fiquei muito emocionada e, em seguida, com medo. Será que eu estava delirando?

Jesus me deu um texto para que eu procurasse como uma confirmação de que ele estava realmente comigo: João. Cap.16. v20

Meu estado de espírito estava agora ainda mais perturbado. O que eu iria encontrar? Se o texto não tivesse absolutamente nenhuma influência sobre o que estava acontecendo neste momento, então eu saberia que eu não era nada, mas uma mulher fantasiosa dado a devaneios.

Os últimos cinco anos deixariam de carregar o forte cunho de verdade, como haviam feito em minha mente. Eu tinha acreditado nas bênçãos de Deus e na Sua assistência implicitamente. O que, eu me perguntava, era real e o que era ilusório?

Eu ainda tinha minha Bíblia, intocada, em minhas estantes e eu a peguei e procurei o texto com o coração batendo forte.

Encontrei João, então cap.16 e li o versículo 20:

“Em verdade, em verdade, você vai chorar e lamentar, mas o mundo se alegrará, você vai ficar triste, mas a vossa tristeza se transformará em alegria.”  (- Sim, eu pensei, era verdade, eu certamente vinha chorando e lamentando que eu não estava recebendo nenhuma orientação que eu vinha recebendo, mas agora minha tristeza seria transformada em alegria, se ficasse provado que verdadeiramente Jesus estava comigo).

21. “Quando uma mulher está em trabalho de parto, ela tem tristeza, porque a sua hora chegou, mas quando a criança nasce, ela não se lembra mais da aflição, pelo prazer de haver trazido uma criança ao mundo”.

22. “Então você tem tristeza agora, mas eu vos tornarei a ver e o vosso coração se alegrará, e ninguém vos poderá tirar a vossa alegria”. (- Sim, eu estava triste agora, mas se era verdade que Jesus estava comigo aqui nesta sala, certamente, ninguém iria tirar esta alegria de mim!).

23. “Naquele dia, você não vai pedir nada de mim, mas em verdade, se você perguntar qualquer coisa ao Pai, Ele dará a você em meu nome”. (- Como é verdade! Naquela época, quando eu estava separada de Jesus, eu não havia pedido nada a Ele desde o evento em 1959, mas eu ainda pedi ao Pai (Primeira Causa) e meu pedido foi certamente atendido – me foi dada a iluminação em 1961).

24. “Até agora, nada pedistes em meu nome; pedi, e recebereis, para que a vossa alegria seja completa”. (- E agora aqui estava Jesus, sentado na sala comigo e me dizendo que se eu pedisse, eu receberia para que a minha alegria fosse completa!).

25. “Eu falei disso a você em figuras (metáforas): a hora vem, quando eu já não falarei em metáforas, mas lhe direi claramente do Pai”. (- E aqui era uma promessa maravilhosa. Jesus me diria claramente sobre o Pai! Bem, desde 1959-1961, eu vinha implorando e rezando para que me fosse revelada a Verdadeira Natureza da “Causa Primeira”! Agora aqui estava Jesus dizendo que ele iria me dizer claramente sobre o Pai – o que para mim significava que Ele iria me dizer a verdade sobre a verdadeira natureza da Causa Primeira! Primeiro eu tinha recebido iluminação e sabia do fundo da minha alma que o Pai era Amor / Inteligência Universal, agora eu acreditava que me seriam dados os detalhes. Qualquer um que tenha lido “Cartas de Cristo” no livro “Cristo Retorna, Revela Surpreendente Verdade” vai concordar que isso é exatamente o que Cristo fez).

26. “Naquele dia, pedireis em meu nome, e eu não digo que eu rogarei por vós ao Pai, porque o próprio Pai vos ama”  …(-  Isso, obviamente, significava que eu iria entender a verdade sobre o Pai e que eu teria absoluta confiança em pedir qualquer coisa!).

Como poderia eu “não acreditar, que Jesus estava naquele quarto comigo?!”

E, naquele momento, eu não sabia que dentro de duas semanas eu estaria grávida de uma criança, metaforicamente falando, inspirada pelo próprio Jesus! Trazê-la para a realidade me deixou extremamente feliz e realizada.

“Estes seis versículos eram absolutamente precisos em todos os sentidos! Eu nunca tive mais motivos para duvidar da realidade da presença de Cristo e de Sua fala telepática para mim no futuro.”

Quando terminei de ler, eu deixei-me cair de joelhos em reverência, mas eu me senti como que sendo levantada para sentar e pedi a Jesus que tipo de trabalho eu poderia fazer para ajudar as pessoas a compreenderem que o dogma das Igrejas estava absolutamente errado. Ele disse que não iria me dizer à noite, porque Ele queria me reservar um fim de semana exclusivamente para a meditação, dez dias, portanto. Foi-me dito para retirar a o telefone do gancho e pedir aos meus filhos que não viessem da escola para me visitar.

Perguntei sobre a Fraternidade Branca e Jesus confirmou a sua existência. Pedi mensagens para quatro pessoas importantes para mim e como as respostas foram dadas, senti fortes rajadas de amor atravessando o meu ser. Esta foi a prova final daquela noite, de que Jesus estava comigo. Todas as mensagens provaram ser absolutamente precisas.

Quando o fim de semana especial chegou, eu fiz como me tinha sido ordenado e comecei a meditar na manhã de sábado e continuei durante todo o dia até 22:00.

Eventualmente, eu sentia minha cabeça como se tivesse sido bloqueada, como que por algodão. Percebo agora que a minha mente estava tão cheia de pensamentos elevados que o nível normal mundano da minha consciência havia sido bloqueado.

Não só isso, quando eu meditava, eu entrei em um profundo silêncio, toda a atividade mental acalmou, e assim minha consciência estava sendo levada para níveis espirituais mais elevados. Na época, no entanto, eu não tinha conhecimento do que estava acontecendo.

Na manhã seguinte, acordei cedo e fiz café, que eu coloquei na minha mesa de cabeceira, e depois recostei-me sobre os travesseiros, e imediatamente me senti como se minha mente, minha consciência, estivesse em um elevador, subindo muito rapidamente, até que, ao fechar os olhos, parecia que eu estava em um belo mundo de um azul muito, muito pálido e me senti em êxtase!

A alegria que Jesus tinha me prometido – era minha!

Fiquei nessa condição maravilhosa, até 10 horas, quando os meus filhos vieram bater à minha porta e eu tive que deixá-los entrar. No entanto, eles ouviram e se aquietaram distraindo-se entre eles mesmos, e eu me retirei para o meu pequeno quarto para continuar meditando.

Senti o contato com Jesus e perguntei que tipo de trabalho espiritual que eu deveria fazer. Me foi dito para iniciar um curso por correspondência e anunciá-lo gratuitamente, no Sunday Times. Isto era agora 1966 e o jornal tinha uma excelente coluna pessoal.

Perguntei sobre o que eu deveria escrever, Jesus respondeu prontamente, dando-me um texto: “O reino dos céus está próximo”.

Isso foi em 1966 – e agora em 2011, basicamente a mensagem de Cristo permaneceu a mesma.

Em suas cartas, Ele nos diz exatamente como superar os nossos egos, a fim de nos tornarmos os seres amorosos, atenciosos que precisamos ser, para sermos capazes de viver confortavelmente e com alegria na alta, pura, e amável Consciência Espiritual do Reino dos Céus.

Pergunta: Como você foi escolhida para se tornar a “escriba”?

Canal: Houve certas circunstâncias na minha vida, como o meu mapa astral, que me fez pensar se eu nasci para realizar esta tarefa, e também fui preparada pelas estranhas condições da minha educação e crescimento. Eu vivi uma vida completamente livre de quaisquer companhia ou parentes do sexo masculino até que eu completasse 22 anos.

Pergunta: Como você tomou nota do que estava sendo tido a você?

Canal: Quando cheguei à idade de cerca de 77 anos, senti uma tremenda necessidade de ter um computador e aprender a usá-lo. Sem mais nem menos, meu filho ofereceu-me seu velho computador e uma mulher anunciou aulas de Word Perfect.

Quando chegou a hora para eu digitar as palavras e pensamentos sendo ditadas para mim por Cristo, eu era capaz de usar o meu computador com competência. Quando as cartas foram concluídas em 2001, fui procurada por três mulheres amáveis que me convenceram e ajudaram a criar um website.

Esta foi a forma mais acertada, já que o Cristo tinha claramente me dito para dar suas “Cartas” ao público gratuitamente.

Eles apareceram em forma de livro cerca de cinco anos mais tarde, como resultado de petições por leitores para proteger os direitos autorais das “Cartas”.

Eu coloquei uma página no meu website (www.christsway.co.za) solicitando doações para imprimir e publicar as “Cartas” e dentro de três semanas tinha dinheiro suficiente para imprimir o livro em Inglês e Espanhol.

Dois anos atrás, fui abordada pelo editor das Edições Interkeltia, pedindo permissão para traduzir o livro para o francês e publicá-lo. Eu dei-lhe permissão e fiquei tão satisfeita com seu trabalho que lhe pedi para realizar a tradução, impressão e publicação do livro em tantas línguas quanto possível.

Neste curto período de tempo, ele completou traduções e assistiu tradutores para publicar suas próprias obras. Há quatro línguas em formato impresso e três traduções prontas para publicação.

Pergunta: Por que você se mantém anônima?

Canal: Foi-me dito por Cristo para permanecer anônima, porque livros foram escritos por pessoas que oferecem conhecimento espiritual elevado transmitido por Jesus, mas a mídia criou tanta publicidade para o autor, que o trabalho em si torna-se secundário para o escritor.

Cristo queria que suas “Cartas” fossem do conhecimento geral e o próprio Cristo considerado como o “seu” autor.

E é assim que o livro foi apresentado, recebido e reconhecido pelo público. A tradução francesa está em sua terceira edição em dois anos.

Acabo de receber esta mensagem de um dos meus correspondentes. Era para me lembrar das palavras de Cristo para me encorajar, no momento que dou esta entrevista. Gostaria de compartilhar com meus leitores:

– Com todo meu amor eu envio-lhe esta pequena passagem da Carta 6, na página 275: Este é o Cristo falando aos leitores em potencial de Sua Carta 6:

“Eu quero que você saiba que quando você embarcar nesta viagem com sinceridade verdadeira, eu estarei ao seu lado em qualquer eventualidade. É o meu maior desejo que você saiba que Eu estou com vocês e que estou enviando-lhe apoio e força em sua busca para se tornarem unificados com a sua Realidade Divina”.

Eu tenho recebido tantas mensagens confirmando que a presença de Cristo é sentida quando as pessoas meditam ou quando têm um problema que precisam resolver. Esta promessa é verdadeira.

Para finalizar, gostaria de acrescentar que eu e meu marido nos divorciamos, e depois ele retirou-se para um lugar tranquilo e estudou os ensinamentos de Jesus.

Ele foi maravilhosamente transformado num homem adorável, amoroso e atencioso e nós estávamos sincera e profundamente reunidos em mente e em coração antes dele morrer, três anos depois.

Quando Jesus esteve comigo pela primeira vez, pedi mensagens sobre quatro pessoas. Aubrey era uma delas e Jesus respondeu: “Não se preocupe com ele. Estou cuidando dele”.

E ele foi cuidado das formas mais surpreendentes.

“O Canal (A Escriba)”

Traduzido por Raquel Oliveira – The Salt Of The Earth 

para o Blog Amor e Paz Sem Fronteiras

Fontes: Christ Letters.com e True Blue Spirit Magazine

Espero que esteja gostando. Vou colocar a sequência ideal para melhor compreensão do livro e você pode optar por baixar diretamente no site “Cartas de Cristo” ou então ler, baixar ou imprimir nestes outros links:

Como Meditar

Oração para Meditação

Prefácio

Introdução

Sumário das Cartas

1ª Carta

2ª Carta

3ª Carta

4ª Carta

5ª Carta

6ª Carta

7ª Carta

8ª Carta

9ª Carta

Mensagem (áudio) do Canal e nossa relação com os ”veículos” da Consciência Divina

O livro foi traduzido para 10 idiomas, mas só localizei em 6 idiomas e estão disponíveis nestes links:

Inglês: http://www.christsway.co.za/dletters.php

Espanhol: http://www.caminodecristo.com/dletters.php

Francês: http://www.voiechristique.co.za/dletters.php

Italiano: http://www.viadicristo.co.za/dletters.php – Áudio: http://www.ufologia.biz/LdC/LdC.htm

Holandês: http://www.christuswijs.nl/dletters.php

Basco: http://www.caminodecristo.com/letterseusk.html

 

Meu muito obrigado!

Namastê!

Gilberto


Via: As Cartas de Cristo | Senhora de Sírius