QUANDO AS CIRCUNSTÂNCIAS PARECEM ESTAR FORA DO CONTROLE…

Unnamed_Pedro Cabral

NÃO DEIXE AS CIRCUNSTÂNCIAS NEGATIVAS DITAREM SUAS RESPOSTAS

Mensagem dos Guias Angélicos canalizada por Taryn Crimi

 

Hoje nós gostaríamos de concentrar sua atenção sobre o forte controle que cada um de vocês tem em relação a maneira que você escolhe responder às circunstâncias negativas em sua vida. Você está vivendo em um mundo de polos opostos, há experiências contrastantes em cada aspecto de sua realidade. Isto pode naturalmente ser visto como uma bênção ou uma maldição dependendo de sua perspectiva. Permita-nos explicar melhor.

Veja, cada um de vocês vai, sem dúvida, entrar em contato com experiências negativas, há momentos em que as coisas parecem estar caindo aos pedaços, você pode se tornar frustrado e até mesmo sentir como se você não tivesse controle. Entretanto, nós dizemos frequentemente: Você é o criador de sua realidade. Não é mesmo? E podemos assegurar-lhe que você realmente é um criador poderoso e eterno tendo uma experiência física temporária.

Quando você entender que tudo na sua realidade é o resultado de sua vibração mais dominante e, portanto, você só pode experimentar o que ressoar com você, começará a entender realmente o tamanho do seu desejo de ter controle, mesmo sobre as circunstâncias que parecem estar “fora do seu controle”. Quando as circunstâncias negativas surgirem, você tem que escolher uma de duas opções, optar por permanecer na vibração que atraiu o início do problema, ou optar por mudar o seu foco e perspectiva para outro lugar, preferencialmente para algo que faz você se sentir muito melhor. Você pergunta: Por que isso é tão importante?

Veja, o que você se concentrar sempre irá expandir independentemente do motivo pelo qual você está escolhendo se concentrar nisso. Isso pode parecer contraditório com o que muitos de vocês foram ensinados, mas você simplesmente não pode resolver um problema da mesma perspectiva que o atraiu primeiramente. Muitos dos desafios que você enfrenta, ainda não se manifestaram, em vez disso, são imaginações em sua mente do que pode acontecer e, muitas vezes, são do pior cenário que você poderia conjurar.

Como dissemos antes, sua imaginação pode ser a maior ferramenta que você tem à sua disposição, ou o maior inimigo que você pode criar. Você sempre tem uma escolha quanto ao que você está escolhendo se concentrar. Agora, não estamos de nenhuma maneira declarando que mudar seus pensamentos para algo positivo quando tudo parece estar “caindo aos pedaços” é fácil, mas é necessário se você desejar criar algo diferente para a frente. Caso contrário, a atenção que você dá aos problemas só ganham mais velocidade, mais ímpeto e criam problemas maiores a partir do poder que você lhes deu.

Podemos sugerir que, quando você estiver se sentindo particularmente em paz ou em um estado de otimismo, que faça uma lista de todos os pensamentos que você considere como sendo pacíficos, agradáveis e inspiradores. Como por exemplo, diferentes sons, sua canção favorita, uma caminhada na natureza, uma corrida. A atividade ou pensamento não faz diferença, desde que seja algo que faça você se sentir melhor. O motivo de sugerimos esta atividade quando você está se sentindo em paz é para que você acesse aos pensamentos que ressoam com o “canal” vibracional que você está escolhendo concentrar-se. Isso “convida” mais pensamentos para você que também perpetuam o sentimento atual que você tenha a qualquer momento. Você literalmente está mudando o canal de sua vida e, portanto, você se torna uma nova faixa vibracional para circunstâncias completamente diferentes. Muitos de vocês sabem que isto é a lei da atração e está sempre atuando a cada momento de sua vida.

Nossa intenção com esta mensagem é oferecer àqueles de vocês que estão se sentindo particularmente desanimados, frustrados e em um estado de preocupação para relaxarem no processo de permitir que o Universo faça a única coisa que pode fazer, refletir de volta para você o que você está em ressonância. Uma mudança para um novo estado de espírito fará toda a diferença no mundo para você. Como sempre, estamos ansiosos para ajudá-lo de todas as maneiras que pudermos, tudo que você deve fazer é pedir e permitir.

Nós esperamos ter servido a você de alguma forma.

Em Amor e Luz,

Nós somos seus Guias Angélicos.

……………………………………………………………………………………………………………….

Direitos Autorais:
Todos os direitos reservados. É permitido copiar, compartilhar e distribuir este material, mantendo o conteúdo inteiro e inalterado, tendo sua distribuição gratuita e mantendo o link do autor incluído. www.Angelic-Guides.com

Fonte: Angelic Guides via Taryn Crimi, May 25th, 2017
Tradução de Milena Morvillo email: millamorvis@yahoo.com.br

 


Via: Luz de Gaia | Não Deixe as Circunstâncias Negativas Ditarem Suas Respostas – Guias Angélicos – Taryn Crimi 24.05.17

Anúncios

OS SINTOMAS DA ASCENSÃO PROVOCADOS PELA NOVA ONDA ENERGÉTICA…

swirls-18530_960_720

ONDA ENERGÉTICA ATINGINDO E TRANSFORMANDO CADA UM DE NÓS

Por: Jenny Shiltz
em 26 de maio de 2017

 

Uau! Vocês podem sentir esta onda energética que está realmente nos atingindo? Como de costume, parece estar em todo o lugar pela forma como estão nos fazendo sentir – tanto física quanto emocionalmente. Essa energia está nos transformando, não apenas de modo físico como emocional, nos preparando para o que está por vir. Nosso trabalho é simplesmente permitir que o processo ocorra e fazer o melhor para encontrar paz e alegria internamente.

A grande questão para mim tem sido as dores nas articulações. Começaram alguns dias antes de a energia nos atingir, o que para alguns de nós parece uma “pré-onda”. Meu pescoço, ombros e cotovelos realmente doíam, e no dia seguinte eram os meus quadris, joelhos e tornozelos. Felizmente, as dores articulares passaram, mas o que não passou foi essa sensação de ser um tigre enjaulado. Sinto essa agitação passando por meu corpo, mas com um tom de ansiedade. Estou descobrindo que apenas quero estar lá fora e sob o sol.  Movimentar-se é de fato importante também, e embora seja difícil pensar em se mexer quando o seu corpo dói, pode realmente ajudar a movimentar a energia POR SEU INTERMÉDIO.

Outras pessoas estão enfrentando exaustão, inchaço (que é simplesmente muito divertido), dores de cabeça, dores nas costas, aparecimento repentino de problemas crônicos e muitos zumbidos nos ouvidos. Ansiedade e depressão são comuns a cada vez que a energia sofre aceleração, assim como sonhos ruins. Vocês estão tão-somente removendo de maneira profunda a programação. Alguns estão até mesmo removendo linhas de tempo apocalípticas. Não se apeguem ao que quer que surja, simplesmente observem e em seguida liberem-no. Quando nos apegamos, não permitimos que isso aconteça e de fato criamos laços com tudo, o que faz com que se mantenha firmemente conosco.

Disseram-me que essa explosão energética está nos tornando mais suscetíveis às influências da energia externa. Pode ser a televisão, a mídia social, todos os eletrônicos e até as pessoas. Todavia, funciona de ambas as formas, e estamos suscetíveis também às influências do vento, do sol, das plantas e, sem dúvida, principalmente do riso. Deixem que o modo como se sentem emocionalmente determine o que é certo para vocês. Para algumas pessoas, assistir a um filme é perfeito e para outras, fazer uma caminhada tranquiliza a alma.

Sei que muitos de vocês estão cansados e querem que isso acabe. Não vou adoçar a pílula e dizer que vai acabar em breve, porque não vai. No entanto, ficamos mais fortes, o corpo se atualiza, crescemos e aprendemos, e isso facilita as coisas. Os que estão começando agora esse processo estão sendo afetados por coisas que alguém que tem estado “nisso” por algum tempo nem sequer imaginou. O fundamental é dar um passo para trás e ver como vocês cresceram e mudaram. Permitam que esse conhecimento lhes dê forças para prosseguir.

O chacra cardíaco e o plexo solar estão sendo focalizados no momento e somos indagados: “Vocês podem acessar o seu poder e permanecer em seu coração? ”   Assim, nos mostram as áreas onde não fomos capazes de fazer isso, em que devemos corrigir e justar nossas vidas. Mostram-nos onde ainda mantemos o julgamento, a falta, a insegurança e a dúvida. Tornem-se observadores e tomem nota do que lhes está sendo mostrado como se vocês estivessem vendo a vida de outra pessoa – essa é a forma como vocês podem ver o que necessita mudar, acrescentar ou  afastar-se sem julgamento.

………………………………………………………………………………………………………………………

Direitos Autorais:
Site original: Channeling the Masters
Fonte: Channeling the Masters | Energy Wave hitting and Transforming each of us
Tradução de Ivete Brito – adavai@me.comwww.adavai.wordpress.com

Copyright 2017, Jenny Schiltz – Se repassar, por favor, mantenham a integridade desta informação exatamente como se encontra aqui e incluindo todos os links acima e os links da publicação original.


Via: ONDA ENERGÉTICA ATINGINDO E TRANSFORMANDO CADA UM DE NÓS – 26/05/17 | ADAVAI

9 DICAS PARA OS EMPATAS SE PROTEGEREM DAS ENERGIAS NEGATIVAS…

 

empathVocê é uma pessoa empática? Absorve a energia dos outros?

Por: Judith Orloff

“Doenças empáticas” são aquelas em que sentimos e manifestamos sintomas que não nos pertencem. Muitas pessoas vêm ter comigo, rotulados e medicados para ataques de pânico, depressão crónica, fadiga e dores generalizadas que respondem apenas parcialmente à medicação e/ou psicoterapia. Algumas destas pessoas isolam-se o mais possível e sentem-se doentes durante anos. Todas elas dizem: “Tenho pavor de estar no meio de multidões. A raiva, o stress, a dor e as emoções das outras pessoas deixam-me totalmente de rastos, doente, sem energia. Necessito de me afastar e permanecer só, de forma a “reabastecer-me” energeticamente.”

Quando estudei directamente o historial de todos estes pacientes, apercebi-me que todos eles eram o que eu chamo de “empáticos”: pessoas que são extremamente sensitivas e energeticamente sensíveis, captando e sentindo fisicamente os sintomas, dores e emoções dos outros. Eu, também, sou uma pessoa empática. Como psiquiatra, este conhecimento e a minha própria condição, alterou significativamente a forma como ajudei a melhorar e tratar estes pacientes. O meu trabalho passou a ser ensina-los a estarem o mais possível centrados na sua própria energia, a estabelecerem limites e a largar a energia que assumiam involuntariamente dos outros.

  • Alguma vez foi  rotulado de altamente sensitivo?
  • Alguma vez se sentou perto de alguém aparentemente simpático e começou a ficar exausto e sonolento?
  • Sente-se desconfortável, cansado e doente quando está rodeado de muita gente?
  • Sente a ansiedade ou dor física dos outros no seu corpo?
  • Sente-se exausto quando está com pessoas hostis, irritadas e/ou rudes?
  • Anda de médico em médico, fazendo constantes testes e a única coisa que lhe dizem é que está ótimo?
  • Anda constantemente cansado/exausto e tem inúmeros sintomas inexplicáveis?
  • Sente-se frequentemente sobrecarregado com a energia à sua volta?
  • Tem necessidade de se isolar frequentemente e estar em contacto com a natureza?

Se respondeu que SIM de 1 a 3 questões, é uma pessoa relativamente sensitiva. Se a sua resposta foi positiva em 4 ou 5 das questões, isto indica que tem um grau moderado de sensitividade/empatia. Se respondeu SIM, 6 ou 7 vezes, isto indica que tem um alto grau de sensibilidade empática. Se respondeu SIM a todas as respostas, você é altamente empático, sentindo tudo e todos à sua volta (consciente ou inconscientemente).

Fique tranquilo: Você não é hipocondríaco nem está louco, tão pouco está  a imaginar coisas (embora o seu médico convencional o possa querer fazer acreditar nisso e medica-lo de acordo). Você é uma pessoa altamente sensível/sensitiva, com um poderoso dom que necessita desenvolver e “gerir” com sucesso.

Estratégias para se proteger de energias tóxicas:

  1. Antes de mais, questione-se: “A energia ou sintoma que estou a sentir pertence-me, ou estou a capta-la de outra pessoa?” Se emoções como medo ou raiva forem suas, procure calmamente perceber o que está a causar essas emoções e, se necessário, procure ajuda de um profissional competente. Se não são suas, procure, antes de mais, identificar o “gerador” dessas emoções.
  2. Afaste-se. Sempre que possível distancie-se o quanto puder da “fonte geradora” e perceba se isso lhe trás algum alívio. Se estiver num local público, não hesite em mudar de lugar se começar a sentir desconforto físico, dor ou qualquer emoção desagradável.
  3. Conheça os seus pontos mais vulneráveis. Todos nós temos partes no nosso corpo que são mais vulneráveis à absorção do stress e energias alheias. A mim, afecta-me de imediato a garganta. Faça um “scan” no seu corpo de forma a reconhecer as suas partes ou orgãos mais vulneraveis que são, geralmente, os mais fragilizados. Será o seu pescoço? Cabeça? As costas? Algum orgão em particular? Assim que sentir algum sintoma nessas áreas, coloque a palma da mão sobre elas e envie, sentindo, ou através da sua intenção, energia límpida, de amor, de forma  a acalmar o desconforto e neutralizar a energia alheia que essa área recebeu.
  4. Concentre-se na sua respiração, esta é uma excelente forma de se centrar em si, na sua energia. Se suspeita que está a receber e a sentir os sintomas ou emoções de alguém, concentre-se na sua respiração por alguns minutos. Esta técnica ajuda-o a centrar-se e reconectar-se de novo à sua energia.
  5. Para “travar” sintomas emocionais ou físicos que está a captar, actue rapidamente. Afaste-se e medite por alguns minutos. Faça isto em casa se recebe alguém, no trabalho, em festas, conferências, etc., Encontre um local onde possa estar a sós alguns minutos, acalme-se, medite, foque a sua atenção na energia de amor e paz.
  6. Estabeleça limites, aprenda a dizer NÃO.  Tente controlar o tempo que despende a falar com pessoas stressadas, irritadas ou emocionalmente violentas.
  7. Sempre que estiver com pessoas que sente serem energeticamente “tóxicas”, tente visualizar todo o seu corpo envolvido numa Luz branca ou qualquer outra visualização ou mantra de proteção que sirva para si.
  8. Desenvolva a visão “raio x” . É importante aprender a eliminar conscientemente  do seu corpo , toda a energia que não lhe pertence, através da meditação, intenção e visualização. Diga adeus à toxicidade energética e intencionalmente dirija-a para a matriz divina de forma a ser transmutada e reutilizada.
  9. Tome um banho de imersão, esta é uma forma rápida de ajudar a “dissolver” o stress. A minha banheira é o meu santuário após um dia stressante e ajuda a eliminar os sintomas que adquiri dos outros.

Pratique diariamente. Protegendo-se a si e ao seu espaço, pode criar um local mágico onde se sente nutrido e onde, simultaneamente, possa ajudar a afastar a negatividade dos outros. Não entre em pânico quando, eventualmente ,”apanhar” com a dor ou com as emoções tóxicas de alguém. Vai acontecer. Pratique o mais possível as técnicas acima, isole-se quando necessário, despenda o tempo  que conseguir junto à natureza, medite. Compreenda o seu corpo e os sinais de sobrecarga que ele lhe envie. Isto o fará sentir mais protegido, mais saudável e com maior qualidade de vida.

Dra. Judith Orloff


 

Origem: Judith Orloff M.D. | Are You a Physical Empath?
Tradução e Divulgação: José Coelho –  BLOG DE JOSÉ COELHO em fevereiro de 2014

Via: ♥ ☾✪☽ ♥ BLOG DE JOSÉ COELHO ¨΅ଂ◦: Você é uma pessoa empática? Absorve a energia dos outros?

OS OLHOS  PROJETAM AS IMAGENS REFLETIDAS PELA VIDA QUE ACREDITAMOS SER VERDADE…

reflection

SEUS OLHOS NÃO SÃO OS OBSERVADORES DE SUA REALIDADE, ELES SÃO OS PROJETORES

Mensagem dos Guias Angélicos canalizada por: Taryn Crimi

 

Hoje gostaríamos de focalizar sua atenção em sua realidade holográfica, aquela que parece ser muito real, pois aparentemente ela fabrica os desafios que vocês encaram e os obstáculos que vocês precisam superar.

Agora, isto não é dizer que os obstáculos não existem, mas nós diríamos que eles existem a partir da sua perspectiva mental.

Vocês têm a capacidade de mudar o quadro a qualquer momento que vocês desejarem, só o que vocês precisam fazer é mudar seu foco.

Nós gostaríamos de dedicar esta mensagem para aqueles de vocês que estão necessitando de alguma refocalização para que as imagens que surgem em sua frente estejam mais alinhadas com o que vocês desejam ver.

Como nós dissemos muitas vezes, aquele que percebe é o responsável por determinar se qualquer experiência seja vista como positiva ou negativa.

Há muitos extremos em sua realidade e vocês são capazes de buscar tanto o positivo como o negativo em qualquer uma e em todas as circunstâncias.

Com certeza é fácil ficar absorvido em suas vidas cotidianas, nas lutas e dificuldades que cada um de vocês enfrenta sem qualquer dúvida.

Mas nós gostaríamos de lembrá-los de que vocês não são o corpo em que vocês caminham na Terra, vocês são alma ilimitada que procura se expressar de todos os modos possíveis.

Vocês não têm fronteiras ou limitações, somente aquelas que vocês se impõem.

Nós vemos muitos que ficam desapontados em sua busca de criar a vida que eles desejam manifestar; quando eles ficam tão envolvidos com o como seus sonhos serão manifestados que eles não conseguem ver que o obstáculo que temporariamente eles experimentam simplesmente é colocado no caminho para garantir que eles sejam redirigidos para um caminho mais direto e adequado para atingir sua destinação desejada.

O obstáculo não é o fim, queridos, ele simplesmente é um desvio para uma rota melhor.

Com muita frequência, muitos estão criando sonhos baseados no que eles consideram que podem realmente manifestar, ao invés do que eles verdadeiramente desejam criar para eles.

Essencialmente muitos se encontram planejando muito menos porque eles não ousam sonhar com mais.

Nós os lembramos de que só porque ainda não está aí não significa que não está vindo.

Não acreditem em tudo que vocês veem na sua frente, pois é projetado pelos pensamentos e medos que vocês mantêm em sua mente.

Alimentem seus sonhos por matar de fome os seus medos.

Os dois não podem permanecer no mesmo espaço, pois eles exigem vibrações opostas para se manifestarem.

Vocês precisam focalizar sua atenção firmemente na fé que vocês têm na sua capacidade de criar tudo que desejam criar para que os medos não tenham outra opção além de desaparecer.

É assim que vocês desmantelam as imagens holográficas de medo, pois elas não podem permanecer em seu caminho se vocês mantiverem tão atentamente seu foco no seu resultado desejado que nenhum outro resultado teria possibilidade de se manifestar.

Seus medos e preocupações que vocês têm para amanhã não estão aqui no seu agora.

Lembrem-se: não é tarefa sua determinar como seus desejos serão manifestados; vocês apenas precisam focalizar no que vocês desejam criar.

Virá se vocês permitirem que venha; precisa vir, pois a vida simplesmente é um espelho refletindo de volta para vocês tudo que vocês projetam nessa tela holográfica que atualmente vocês acreditam que é a sua realidade.

Ela é produzida por vocês.

Olhem além dos seus medos e focalizem sua atenção naquilo que vocês querem chamar para vocês.

Vocês podem começar agora mesmo a limpar as imagens na “tela” da sua vida que geram medo em vocês enquanto abastecem seus sonhos com sua fé de que vocês podem criar muito mais.

Queridos, lembrem-se: é só um sonho, então sonhem com algo grande!

Nós esperamos tê-los servido de alguma forma e que nossa mensagem encontre aqueles de vocês que mais precisam dela.

Em amor e luz

Nós somos seus Guias Angélicos

 


 

Copyright©2012-14 por Taryn Crimi. Todos os direitos reservados

Você pode compartilhar e redistribuir este material contanto que seu conteúdo seja copiado integralmente e sem alteração, seja distribuído gratuitamente e esta nota de direitos e o link sejam incluídos: http://Angelic-Guides.com

Fonte: Angelic Guides ! Your eyes are not the observer of your reality, they are the projectors
Tradução: Blog SINTESE

Via SINTESE: GUIAS ANGÉLICOS – SEUS OLHOS NÃO SÃO OS OBSERVADORES DE SUA REALIDADE, ELES SÃO OS PROJETORES

VOCÊ QUER SABER COMO ESTÁ O SEU CORPO HOJE? LEMBRE-SE ENTÃO DO QUE PENSOU ONTEM!

usciresofferenza

O funcionamento de nossas células está diretamente ligado aos pensamentos que criamos.

Por: Deepak Chopra

 Deepak_Chopra_thumb.jpgSomos criaturas na face da terra capazes de mudar nossa biologia pelo que pensamos e sentimos.

O funcionamento de nossas células está diretamente ligado aos pensamentos que criamos, sendo constantemente modificado por eles.

A qualidade do funcionamento de nossas células é diretamente proporcional à qualidade das ondas de pensamentos que criamos.

E a qualidade das ondas de pensamentos que criamos pode ser baseada no medo, ou no amor.

Se foi produzida baseada no medo, foi produzida pelo ego; suas ondas são baixas e distorcem as ondas harmônicas que entram em contato.

Se foi produzida baseada no amor, então foi produzida por um ego subjugado pela auto aceitação divina, alinhado à produção de energia magnética do coração, servindo somente à essas ondas cardíacas e sendo instruído pela consciência superior.

Um surto de depressão, por exemplo, pode arrasar seu sistema imunológico; apaixonar-se, ao contrário, pode fortificá-lo tremendamente.

A alegria e a realização nos mantêm saudáveis e prolongam a vida.

A recordação de uma situação estressante, que não passa de um fio de pensamento, libera o mesmo fluxo de hormônios destrutivos que o estresse.

Quem está deprimido por causa da perda de um emprego, projeta tristeza por toda parte no corpo – a produção de neurotransmissores por parte do cérebro é reduzida, o nível de hormônios baixa, o ciclo de sono é interrompido, os receptores neuropeptídios na superfície externa das células da pele tornam-se distorcidos, as plaquetas sanguíneas ficam mais viscosas e mais propensas a formar grumos e até suas lágrimas contêm traços químicos diferentes das lágrimas de alegria.

A boa notícia é que todo este perfil bioquímico será drasticamente alterado quando a pessoa mudar o seu foco de atenção e a fonte de produção de suas ondas de pensamento, permitindo que sua consciência superior opere em seu sistema através do amor, usando o ego somente como o seu instrumento de apoio.

Acessar a consciência superior e aliá-la às ondas de energia cardíaca, para manifestar o funcionamento e a imunidade biológica que realmente você deseja ter, é o primeiro passo para começar a refinar e purificar a saúde em todos os seus quatro corpos.

Shakespeare não estava sendo metafórico quando Próspero disse: “Nós somos feitos da mesma matéria dos sonhos. ”

Você quer saber como está seu corpo hoje? Lembre-se então do que pensou ontem!

Quer saber como estará seu corpo amanhã? Então olhe seus pensamentos hoje!

Ou você abre seu coração agora, ou algum cardiologista o fará por você!


 

Via: O funcionamento de nossas células está diretamente ligado aos pensamentos que criamos. – Universo Natural

O CAMINHO DA ASCENSÃO PODE SER DOLOROSO PARA ALGUNS…

spiritual-growing-pains

5 DORES DE CRESCIMENTO COMUNS DA ASCENSÃO ESPIRITUAL

Por Steven Bancarz

 

Para aqueles de nós que nos encontramos viajando em um caminho espiritual, pode ser muito comum a experiência de algumas “dores de crescimento” em nossa jornada.

As coisas que ferem apartando-nos de crenças, mas que sempre resultam em mais clareza, sabedoria e uma perspectiva mais profunda. A identificação dessas lutas comuns do caminho espiritual pode ser útil. Isso nos faz perceber que não estamos sozinhos, e que há certas energias arquetípicas que todas as pessoas em um caminho espiritual acabam encontrando.

Se você estiver enfrentando algumas destes lutas, tenha fé.
A mudança está ocorrendo porque você está tornando-se uma pessoa mais autêntica e conectada.

A dor que você sente é apenas um catalisador temporário que irá impulsioná-lo para o seu novo eu.

Como você muda, é natural lamentar-se da perda de aspectos do seu eu anterior. Não se apegue à sua velha identidade em sua mente. A chave para lidar com as dores do crescimento no caminho da ascensão espiritual é aceitar o fluxo da vida e trabalhar com a realidade, e não contra ela.

Aqui estão 5 dores de crescimento comuns de ascensão espiritual que todos nós experimentamos:

1) Perda de amigos

Isso pode ser especialmente traumático para essas pessoas. Tornando-se mais espiritualmente conectado pode mudar muita coisa sobre você muito rapidamente, e isso pode afetar algumas de suas amizades mais próximas. Isso pode causar que alguns de seus amigos azedem com você, distanciem-se de você e, mesmo, até lhe humilhem.

Antes,  talvez você estivesse disposto a se envolver em comportamentos que agora parecem errados, como fofocar, reclamar, ou discutir alguns temas com o seu grupo de amigos. Também é provável que os temas que você discutiu com os seus amigos agora fazem você se sentir vazio e você prefere discutir questões que os seus amigos não entendem ou não estão interessados em. Eles podem até chamá-lo de louco por elas.

Infelizmente, estas diferenças de perspectiva e comportamento às vezes podem ser o suficiente para romper amizades que significaram muito para você ao longo dos anos. Perceba que tudo o que você pode fazer é ser fiel a si mesmo e permitir que as fichas caiam. Você não tem o poder de converter ninguém ao seu modo de pensar, e nem deve. Tudo o que você pode fazer é ser genuíno e sincero, e o Universo irá conectá-lo com as pessoas que estão em maior sintonia com a sua nova vibração.

2) Os mal-entendidos na família

A maioria dos membros da família são pouco propensos a se afastarem porque você está num caminho espiritual, mas provavelmente estão muito confusos por sua mudança de perspectiva. Se você tem pais que são religiosos, eles podem até acusá-lo de ter se perdido e separado de Deus.

Seja autêntico, e assuma a responsabilidade pela energia que você traz em cada conversa. Basta continuar sendo você mesmo, e o “novo você” vai se tornar mais familiar para os seus entes queridos.

Na minha própria jornada, meus familiares, na verdade, começaram a tornar-se curiosos e a me fazer perguntas, e agora suas mentes estão muito mais abertas do que costumavam ser. Lembre-se, é melhor ser mal interpretado por ser quem você é do que esconder-se por medo do que sua família possa pensar. É a sua vida para viver, não a deles.

3) Sendo escarnecido e ridicularizado pela sociedade

Enquanto muitas pessoas estão em um caminho espiritual consciente no mundo de hoje, há muitas pessoas que permanecem na escuridão sobre sua verdadeira natureza.

Tornando-se mais ocupado espiritualmente pode expô-lo a um pouco de ridículo por ser diferente. Sendo zombado, ridicularizado e maltratado é apenas uma parte de estar distante de um mundo que está dormindo. Esta é provavelmente a dor de crescimento mais comum de ascensão espiritual.

Isso porque muitas vezes você ouve as pessoas fazendo piadas sobre as pessoas que comem alimentos orgânicos, meditam, têm sonhos lúcidos, carregam pedras (cristais), ou falam sobre questões e filosofias espirituais.

Se você tivesse que falar sobre essas coisas há milhares de anos, as multidões se reuniriam na rua e as pessoas estariam animadas para compartilhar suas experiências. Por causa das consequências emocionais de não ir junto com o rebanho no nosso dia e época, pode ser difícil até mesmo sair do armário com suas crenças espirituais.

O julgamento que você pode sentir de ser “out” (fora) pode ser desconfortável no início, mas confie que com o avançar do tempo ele se tornará menos frequente e mais fácil de lidar. À medida que se tornam mais confortáveis com nossas diferenças, nós projetamos o conforto para o mundo, e nós recebemos menos julgamento como resultado da nossa confiança.

O Universo pára de enviar as experiências que se abatem sobre os nossos pontos fracos, uma vez que transforma-os em nossos pontos fortes. Seja autêntico, sincero e na integridade. E quando as pessoas zombarem de você num espaço como esse, isso os fará parecerem bobos.

4) Mudanças de carreira

Quando há mudanças de perspectiva, o seu trabalho simplesmente pode não ser uma boa opção para você. De repente, o trabalho que você tem ficou pequeno/encolhido e você se sente vazio, ou ainda pior, prejudica a sua alma. Durante um despertar espiritual, você pode chegar à conclusão de que seu trabalho não está funcionando como uma extensão de sua alma.

Para alguns, uma mudança de carreira pode ser intencional e planejada, mas para outros, pode vir na forma de ser de repente demitido. Quando você é incompatível vibracionalmente com a forma como você está gastando a maior parte de suas horas durante a semana, é apenas uma questão de tempo antes que você ou seu empregador decida que, no melhor interesse de todos, você deixe o seu trabalho.

Pode ser muito doloroso ter uma transição repentina assim. Mas acredito que isso aconteceu por uma razão. Muito mais felicidade e satisfação está à frente para você. A vida é muito curta para passar por qualquer coisa diferente de fazer com o que sua alma viva.

Renda-se ao Universo, e Ele irá levá-lo exatamente onde você precisa estar espiritualmente, bem como profissionalmente.

5) Solidão

A solidão é um subproduto natural de ascensão espiritual. Naturalmente, como nossos relacionamentos, empregos e estilos de vida mudam, assim a nossa capacidade de confiar nas coisas que costumávamos confiar.

Em tempos como estes, é bom aproximar-se de uma comunidade espiritual. Ter uma aula de yoga, ou participar de um retiro de meditação. O Universo irá prepará-lo com um novo cenário para apoiar o seu novo estilo de vida, mas você tem que fazer um esforço para criar isso para si e para satisfazer o Universo no meio do caminho.

A boa notícia aqui é que quando você encontrar pessoas no mesmo caminho, você pode ter certeza que irão fornecer amizades e conhecimentos que são genuínos e edificantes.

Você pode notar que você tem menos amigos, mas mais do tipo certo.
Um aumento na qualidade e uma diminuição na quantidade.

Nesse meio tempo treine ficar com você mesmo.
Comece a praticar meditação e aprender a estar confortável consigo próprio.

Aprender a estar sozinho é essencial para lidar com qualquer sentimento de perda que surgiu desde que começou a perseguir seu novo caminho.

Apesar de que encontrar seu Eu espiritual possa ser uma experiência gratificante e esclarecedora, haverá algumas mudanças que vão ser um desafio para ajustar-se.

Nem todo mundo vai experimentar todos esses ajustes, mas se algum destes se aplicam a você, você não está sozinho. Seja paciente com o Universo e fique na integridade para a nova versão de si mesmo. O resto vai cuidar de si.

Se você está tendo dores de crescimento espiritual, perceba que no final do dia, elas são simplesmente sinais de que você está crescendo e evoluindo. Todas as coisas que estão listadas neste artigo são, na verdade, sinais de que está no caminho certo.

Portanto, não pense que você tem feito algo de errado, ou que você está fazendo escolhas inadequadas através da adoção de um novo estilo de vida que parece tornar confusas as pessoas ao seu redor.

Mantenha-se fiel a si mesmo e com o tempo, você vai amadurecer em uma posição mais confortável e estável. Quando você alinha suas emoções, pensamentos e intenções com melhorar a si mesmo e explorar a sua verdadeira natureza, o Universo sempre conspira para que você possa dar-lhe a vida que você precisa.

Seja paciente e confie no Universo.
A fim de crescer em uma nova pele, você tem que primeiro perder a antiga.

Obrigado pela leitura!

Steven Bancarz

 


Fonte: The Spirit Science | 5-common-growing-pains-of-spiritual-ascension/
Tradução – Vilma Capuano

http://www.decoracaoacoracao.blog.br/2015/03/5-dores-de-crescimento-comuns-da.html
http://stelalecocq.blogspot.com/2015/03/5-dores-de-crescimento-comuns-da.html

 

Via: ♥ De Coração a Coração ♥: 5 DORES DE CRESCIMENTO COMUNS DA ASCENSÃO ESPIRITUAL

SEU CORPO TEM A CAPACIDADE DE SE EQUILIBRAR E CURAR A SI MESMO…

autocura

INCORPORAÇÃO

Jesus-face_thumb.jpg

Mensagem de Jeshua
canalizada por Pamela Kribbe,
setembro de 2016

Querido amigo, estou muito feliz de estar com você e poder juntar minha energia à sua.
Você é um ser radiante de luz e não tem ideia da força e beleza que demonstra diariamente em sua vida. Mesmo que, às vezes, o panorama seja sombrio e você se sinta exausto por tentar progredir na vida, você é sempre corajoso.

Você precisa estar consciente da incrível coragem e poder que demonstra dia após dia e saber que está constantemente trazendo mais e mais luz para a Terra, pelo simples fato de estar aqui. Ao se ancorar em seu corpo, você espalha sua luz pela Terra. Você é a Luz vivendo na Terra e seu corpo faz parte dessa incorporação.

Você encarnou aqui com um propósito, com uma intenção profunda. Está aqui com um propósito pessoal, para desabrochar internamente, para experimentar e conhecer profundamente cada parte do seu ser.

Mas também está aqui na Terra por este planeta, para inspirá-lo e nutri-lo com sua luz angelical. Seu corpo é composto dos mesmos elementos que compõem a Terra e os reinos vegetal e animal. Isto é o que você compartilha com eles; você não está separado da vida à sua volta.

O corpo é uma maravilha em si mesmo. Pense em todas aquelas células minúsculas que o compõem e em como elas conhecem suas funções distintas e, ao mesmo tempo, sabem como trabalhar em conjunto, como um todo unificado. Elas expressam um poder superior, e esse poder superior é você, a alma que vive em seu corpo.

Sua alma é a inspiradora e doadora da sua vida. Graças à escolha da sua alma, o corpo que ela escolheu para esta vida tomou forma, a forma deste corpo em particular, com tudo que lhe dá prazer e tudo que lhe é doloroso e penoso.

Observemos, então, este corpo e perceber a maravilha de estar encarnado, embora vivenciar essa incorporação nem sempre seja fácil para você. Um dos motivos da dificuldade de vivenciar a maravilha e a beleza do corpo é que a sua cultura é o resultado de uma tradição que se tornou alienada do corpo.

Na sua cultura, não é comum ver o corpo como uma inteligência viva, como um campo de consciência com o qual a alma individual está intimamente conectada. Há várias razões para este modo de enxergar o corpo não lhe ter sido ensinado e uma delas remonta a uma época anterior a Cristo.

Começou no tempo dos gregos, quando surgiu um tipo de pensamento que hoje chamaríamos de pensamento racional – uma forma de ver o mundo na qual o ego tornou-se central… o ego que vê a si mesmo como algo diferente do que ele percebe.

A natureza – e com ela o corpo – aos poucos foi sendo coisificada, isto é, começou a ser vista e tratada como algo puramente material e independente de você. Sendo externa a você pode, então, tornar-se objeto de estudo, e isto foi o início do desenvolvimento da ciência.

Mais tarde, na tradição ocidental do século XVII, surgiu a ciência moderna, aumentando ainda mais o dualismo entre a consciência do ego e o mundo do corpo e da natureza. Surgiu um dualismo no qual a matéria foi sendo cada vez mais vista como algo sem vida e o corpo como um pedaço de argila, por assim dizer, algo que não possui uma consciência viva.

O aparecimento da medicina só foi possível através do estudo objetivo. A alma, ou individualidade da pessoa, era considerada irrelevante. Pensava-se que ela não era importante, porque o corpo era visto como uma entidade material que era igual em todas as pessoas.

Esta visão objetiva da vida possibilitou a classificação de tipos de doenças e a invenção de remédios. Uma ciência completa pode se desenvolver com base em tal visão dualista do mundo. Não estou dizendo que este ponto de vista seja errado, mas que se tornou uma tradição em sua cultura, e ainda existe.

Nos tempos modernos, também podemos encontrar essa tradição, de uma forma bem diferente, na indústria de cosméticos. Veja como a beleza é vivenciada em sua cultura; ela tornou-se uma coisa objetiva.

Existe uma certa imagem de beleza que pode ser medida; tais e tais dimensões são ideais para um corpo feminino ou para um corpo masculino. A aparência e textura da pele, as características faciais, mesmo que mudem com o tempo, estão sempre sujeitas a uma avaliação objetiva, algo externo a você, do qual você depende para ser avaliado.

Doença e saúde também são julgadas nesses termos. Se um corpo está doente, é porque deve haver algo de errado com ele e, portanto, deve-se fazer com que volte a ficar bem. O corpo, visto desta forma, é como uma argila morta, ou algum tipo de mecanismo.

Assim, você está vivendo numa tradição dualista e aquilo que está mais próximo a você – o seu corpo, no qual você reside dia após dia – deixou de ser algo com o qual você está natural e intimamente conectado. Você se alienou dele.

Houve um tempo, muito anterior a este, em que o modo de enxergar as coisas na Terra era bem diferente. Sob o ponto de vista moderno, diríamos que as pessoas viviam numa espécie de era mítica, na qual acreditavam que tudo era conectado a tudo.

Podia-se conversar com as árvores, os animais, as plantas e todas essas criaturas não-humanas eram portadoras de alguma coisa significativa. A própria natureza era cheia de significado. Havia um fluxo de vida que percorria os animais, as árvores e as plantas e todos eles eram interligados.

Entretanto, havia também desvantagens nessa visão naturalista, porque as pessoas que acreditavam nela podiam vir a tornar-se vítimas daquilo que hoje chamamos de superstição e do medo; medo das forças da natureza e dos deuses que estavam escondidos por trás e dentro dela.

Esta foi uma tradição antiga. A ciência e o pensamento racional, na qual ela se baseia, puseram um fim a essa tradição. Infelizmente, a visão objetiva, científica levou a uma cisão esquizofrênica e nada natural na sua cultura e percepção de si mesmo.

Pense em como é diferente a visão na qual você é capaz de vivenciar continuamente o seu corpo a partir de dentro. Como ele está por dentro? Está com fome ou sede? Está se sentindo bem ou está tenso? Está sentindo prazer ou dor? Há uma sensação constante de como o corpo está se sentindo.

Do ponto de vista oposto, você olha para seu corpo e julga-o a partir de fora, do que ele deveria ser de acordo com uma imagem de corpo percebida externamente. O que o corpo deveria ser capaz de realizar? Em que ponto do seu desenvolvimento ele deveria estar? Qual deveria ser sua aparência? Ele satisfaz todos esses padrões externos que lhe são impostos?

Normalmente, quando está com alguma doença ou indisposição, você vai a um médico, que representa a tradição científica, objetiva do dualismo.

Um médico pode lhe dizer o que há de errado em você, que remédios estão disponíveis para isso, e qual é o prognóstico, baseado no tipo de queixas que você apresenta. No entanto, tudo isto é feito sem que você tenha se conectado, de alguma forma, com o campo de energia que é o seu corpo.

O médico também não presta atenção a esse campo energético e nem se conecta com ele. Simplesmente vê os sintomas, diagnostica-os, classifica-os e então determina onde eles se encaixam no quadro geral dos conhecimentos que ele adquiriu, de modo a poder tomar as medidas necessárias, baseadas nesse conhecimento.

Ao mesmo tempo, seu corpo oferece sinais constantes, que são exclusivamente para você e que nem sempre se enquadram nas regras e ideias gerais que você recebe de fora, como de um médico, por exemplo.

É extremamente importante que você desperte novamente para a percepção do seu corpo a partir de dentro e permita que ele seja o parâmetro para as medidas que você tome em relação a ele.

Quando estiver doente, ou indisposto, você precisa voltar-se para o seu interior e, a partir daí, encontrar as bases de como lidar com essa indisposição e sintomas. Só depois disso é que deve olhar para o mundo exterior, em busca de algo que lhe possa ser útil, como um médico, uma opinião ou algum artigo que você leia.

Entretanto, essas contribuições só vêm em segundo lugar. O que vem inicialmente é a conexão interna com seu corpo e, para isto, você primeiro precisa acreditar diferentemente daquilo que sua cultura lhe diz.

Precisa abandonar toda ideia de que o corpo é como um mecanismo, como matéria inconsciente. Precisa chegar a acreditar realmente que seu corpo pode ser seu guia; que ele pode lhe dar respostas; que ele possui uma inteligência natural e quer ser útil a você; que ele é divinamente inspirado.

Neste momento, quero lhe pedir que dedique uns instantes para se conectar intimamente com seu corpo.

Você pode fazer isto prestando atenção à sua respiração, sentindo como ela flui através do seu peito e abdome e, em seguida, dirigindo sua atenção aos seus pés. Leve sua consciência para as solas dos seus pés e sinta como eles tocam o solo.

Sinta, não apenas os ossos e pele dos seus pés, mas também o campo energético ao redor deles. Este campo não é perceptível imediatamente, mas logo poderá senti-lo. Talvez perceba um pequeno formigamento, ou alguma outra sensação. Mas seja o que for que consiga sentir, será útil.

Em seguida, observe suas mãos com a mesma atenção. Imagine que suas mãos estão cheias de consciência, que se torna perceptível graças à sua atenção.

Deixe sua percepção se estender para as pontas dos seus dedos, e sinta que há algo mais em suas mãos, além da simples forma material. Sinta uma presença vital, energética dentro e ao redor de suas mãos e poderá inclusive ver ou sentir um leve brilho.

Agora, peço-lhe que deixe sua atenção e consciência se estenderem por todo o seu corpo. Mas não transforme isto em um grande esforço – isto não é um exercício mental; é apenas o direcionamento da sua atenção para algo que já está aí.

Um corpo vivo não é uma coisa que você tenha que adquirir, nem é algo que tenha que merecer. Simplesmente sinta, da cabeça ao dedão do pé, o campo vivo que já o envolve. Tente perceber e sentir a totalidade do seu campo energético e corpo como uma entidade viva.

Imagine que esse fluxo silencioso de energia, que está sempre percorrendo todo o seu corpo, quer lhe dizer alguma coisa. A primeira coisa que seu corpo quer lhe contar é que ele é consciência, a luz vivente que deseja servir você.

Seu corpo está à sua disposição. Ele lhe dá a capacidade de se expressar e gostaria de estar a seu serviço. E, caso você esteja sofrendo de dor ou doença, vamos ver como isto surgiu.

O próprio corpo está sempre se esforçando para manter o equilíbrio. Todas as células do seu corpo são orientadas para esta finalidade; elas trabalham e constroem visando o equilíbrio. Mesmo quando você fica mais velho e seu corpo perde a vitalidade, todas as células continuam concentradas em criar equilíbrio.

É possível envelhecer de uma forma muito agradável, sem dor e esforço. Isto é possível graças ao próprio corpo, mesmo quando ele é geneticamente sobrecarregado. Existe uma energia vital tão incrivelmente poderosa em seu corpo, que lhe permite curar-se e voltar ao equilíbrio, mesmo que o desequilíbrio tenha sido extremo.

Tenha fé na capacidade que seu corpo tem de se equilibrar e curar a si mesmo; as forças da natureza são muito fortes! Basta olhar para o mar e o sol. Saiba que seu corpo é feito da mesma matéria viva e da mesma consciência que compõem esses elementos naturais.

Pense no oceano, sinta o eterno rolar das ondas e a renovação inesgotável em cada movimento – o poder de autolimpeza. Ou pense em um grande e velho carvalho que já aguentou de tudo: vento, chuva, sol… Seu corpo também é muito forte, pois é feito dos mesmos elementos.

No entanto, é verdade que o ser humano é um ser muito complicado.

Você, como alma, tem uma vasta experiência na realidade terrena, algumas das quais resultam em emoções negativas… ansiedade, tristeza, dor, raiva… assim você as chama. Estas emoções podem agir no corpo e, com o tempo, o corpo se desequilibra.

Emoções também são forças muito poderosas. A energia delas é muito forte e pode agir sobre o corpo, criando bloqueios em um nível energético. Entretanto, a consciência do seu corpo, que mencionei anteriormente, é útil para você nesse caso, porque ela vê a alma como seu mestre.

Quando a alma está vivenciando raiva constante, ou algum tipo de emoção depressiva, o corpo acaba absorvendo-a em sua consciência e rendendo-se a ela, por assim dizer. As emoções podem, então, apoderar-se do corpo e tomar a forma de indisposições ou doenças.

O corpo continua fazendo o máximo para restaurar o estado natural de equilíbrio, mas se as emoções forem muito penetrantes e a pessoa não tiver capacidade de senti-las completamente e transformá-las, então o resultado poderá ser uma doença.

É importante notar que a origem de uma doença é quase sempre emocional. O que cria o maior estrago no corpo são as emoções que você experimenta na vida, a dor espiritual que você acumula. E há razões para isto.

Não que haja algum julgamento externo sobre a emoção e sua reação a ela, mas é importante que você conheça suas emoções a partir do seu interior, para que seu corpo possa ajudá-lo a lidar com elas. Ao se conectar novamente com a consciência natural do seu corpo, que está sempre buscando o equilíbrio, você detecta quais as emoções que o estão deprimindo ou bloqueando.

Quero lhe pedir para fazer exatamente isto agora. Primeiro nós nos conectamos com o campo energético vivo do próprio corpo – a força subjacente que está sempre presente – e com a inteligência natural do corpo.

E agora, imagine que você tem também um corpo emocional. Na tradição esotérica, a consciência corporal tem sido chamada de corpo etérico, enquanto o corpo emocional tem sido chamado de aura, ou corpo astral, e é algo que se estende para além do corpo físico.

Imaginemos agora, por um instante, que existe um campo de energia ao seu redor, e que ele é composto das energias do seu humor e emoções, que estão sempre mudando. Imagine que esse campo energético se estende uns 3 pés [90 cm] para fora do seu corpo.

Vou lhe fazer algumas perguntas sobre esse campo e lhe peço que se atenha à primeira impressão que lhe vier à mente sem pensar a respeito dela.

Você está no meio desse campo de energia. Ele é pacífico ou há tensão dentro dele? Caso haja tensão, onde você sente que ela se localiza no seu campo de energia? À sua frente ou atrás?

Permita que sua atenção se dirija a esse ponto do seu corpo emocional, onde você sente tensão devido às pressões dos eventos externos da sua vida, e simplesmente deixe-a ser o que é. Não precisa tentar corrigi-la, simplesmente saiba que ela está aí.

Vá, então, para um lugar no seu corpo onde haja quietude e calma. Encontre esse lugar no seu campo de energia, onde você está em paz. Talvez algumas lembranças felizes surjam espontaneamente, de um momento em que você se sentia relaxado, ou de uma situação em que se sentiu feliz. Sinta essa energia por uns instantes.

Finalmente, imagine que você é um anjo magnífico. Esse anjo que você é está atrás de você e, com sua luz e suas asas, envolve a sua aura, seu corpo emocional, seu corpo físico e o campo etérico que ele contém.

Com respeito amoroso, você-anjo abraça o seu ser inteiro. E como este anjo magnífico que você é está cheio de sabedoria, compaixão e força, você se sente compreendido, amado e sustentado.

A personificação da sua alma – o seu corpo – quer que as coisas estejam bem com você.
Ele se esforça para manter o equilíbrio e harmonia e, em certo sentido, o orienta também.

E, do outro lado, há você-anjo, que cuida de você e que está incondicionalmente disponível para você sempre. Este ser angélico é o seu Eu Superior – este é você. E, no meio dos dois, está seu corpo astral, no qual as emoções podem ficar presas ou bloqueadas.

Tente aceitar este momento como ele é; simplesmente permita que seja como é. E tenha respeito por quem você é, porque você é o corajoso dentre os anjos, pois empreendeu esta jornada por si mesmo, embora não apenas para si mesmo.

Você veio aqui e desceu à mais profunda escuridão, tão convencido estava da luz que sustenta tudo no Cosmos; da luz que tudo permeia. O menor ramo e folha de uma árvore, o menor besouro e folha de grama, estão todos imbuídos da luz viva.

Sinta que tanto as forças da natureza quanto os poderes espirituais do céu estão com você para apoiá-lo nesta jornada, no caminho da transformação dos estados emocionais pesados em luz, conhecimento e entendimento. Você não está sozinho; estamos bem aqui ao seu lado.

E lembre-se que seu corpo é seu amigo, seu aliado e, junto com o você-anjo, deseja ajudá-lo a desabrochar. Aceite a verdade… que você é corajoso, que você é maturo, que você é um ser belo.

Acredite na sua própria riqueza e os tesouros disponíveis para você, e vivenciará mais descontração e relaxamento em seu corpo. Há cura para você, acredite nisto!

Jeshua

Pamela Kribbe
www.jeshua.net


Fonte: Jeshua.net | Embodiment
Tradução de Vera Corrêa veracorrea46@gmail.com 

DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – http://www.decoracaoacoracao.blog.br  /  DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – https://lecocq.wordpress.com

Via: ♥ De Coração a Coração ♥: JESHUA – INCORPORAÇÃO

DEVEMOS CONTINUAR A VER O MUNDO, COMO AS CRIANÇAS VEEM A VIDA…

pela-janela-do-aviao

Pelos os olhos de uma criança

Por: Gustavo Tanaka

Quando eu era pequeno, eu gostava de viajar de avião.

Talvez por ser algo não tão frequente pra mim, eu considerava como algo especial.

E aí eu fui crescendo. Fui viajando mais. Comecei a viajar a trabalho. E aí tornei aquilo que era algo especial, algo comum.

E eu, na minha tentativa de me mostrar importante pro mundo, comecei a mudar meu comportamento no avião.

Uma pessoa importante, está acostumada a viajar muito. Não se deslumbra com o avião.

E nessa, eu me tornei um adulto chato no avião. Daqueles que não olha mais a janela. Porque acha que ver o mundo de cima é uma coisa normal. E porque está preocupado em aproveitar melhor o tempo trabalhando ou lendo o jornal.

Mas eu não quero mais ser esse cara.

Quero voltar a ser aquela criança que adora avião. Que gosta de sentar na janela.

Quantas vezes disputei com minha irmã ou com meus primos para ver quem ficava na janela.

Eu quero voltar a fazer questão de sentar na janela.

Porque quero ver o mundo de cima.

Quero me sentir minúsculo e ver meus problemas diminuirem enquanto o avião sobe.

Quero sentir a imensidão da vida e ter mais vontade de conhecer o mundo.

Quero voltar a ser quem um dia já fui…

**********************************

PS. Texto dedicado ao meu pai, que até hoje vira uma criança quando entra no avião e disputa o lugar na janela…


Assista o vídeo onde o Gustavo Tanaka conta o início de sua trajetória de transformação:


Via: Pelos os olhos de uma criança – Medium

O DESAPEGO NECESSÁRIO À BUSCA DA LUZ…

8

O DESPERTAR ESPIRITUAL E AS AMIZADES

Por: Adriano Bernardelli

Nesta intensa busca pelo encontro da minha verdadeira essência, neste intenso despertar espiritual ao qual me encontro, uma das dificuldades que encontrei ao longo deste caminho foi que as amizades não estavam mais acompanhando a frequência na qual eu estava, comecei a sentir uma repulsão por hábitos, conversas e atitudes que anteriormente ao meu despertar eu me interessava.

Convites para beber em bares não faziam mais sentido, convites para shows e locais por vezes “carregados” energeticamente me repeliam, podia sentir as companhias espirituais dos meus amigos e a vibração densa destes tipos de locais.

Alguns amigos me chamavam para fazer algumas coisas que já não faziam mais sentido em minha vida. Não surgia um convite de meditação, cursos, palestras ou outras atitudes que podiam acrescentar algo no meu despertar.

E não é que devemos virar santos ou subir no alto de uma montanha e meditar até transcender, ficar num mosteiro orando o dia todo, o aprendizado se dá por nossas relações, assim se dá a evolução na nova era.

Mas a lei da afinidade nos repele ou nos atrai segundo nossas energias, isso vale tanto para encarnados, quanto para desencarnados.

Assuntos e atitudes que outrora faziam parte da minha vida, como ir para festas, me divertir bebendo como se não houvesse amanhã não me alegrava mais, atitudes da adolescência não faziam mais sentido, chegava nestes locais e via que estas pessoas estavam de certa forma fugindo delas mesmas, para não enxergarem que de alguma forma precisavam se modificar, o que podemos chamar de reforma íntima.

As famosas fofocas, julgamentos e conversas que giravam em torno do eu (egóicas) já não me interessavam mais, eu queria conversar acerca da espiritualidade, acerca de ajuda ao próximo, de assuntos sobre a modificação do mundo.

Não fazia mais sentido viver só em minha função, eu queria ajudar as pessoas que estavam despertando e assim como eu estava dispostas na reforma íntima.

E a cada dia eu ia me distanciando de algumas pessoas que amo muito, mas que a energia estava me repelindo de alguma forma.

Tendo contato com meus mentores espirituais por meio da educação mediúnica tive oportunidade de perguntar ao mentor espiritual que me acompanha se isso era normal no despertar espiritual, ele me respondeu que isso era necessário a todo buscador espiritual e disse que em breve eu me afastaria deles por lei de afinidade.

Pensei racionalmente com meu eu inferior, meu ego/personalidade: “E a lei de amor? Me afastando não estaria fazendo o contrário?”

A resposta foi muito esclarecedora:

“Filho, a caridade é linda, devemos ajudar todos ao nosso redor, mas não adianta querer ajudar quem não quer ser ajudado, cada um tem seu tempo para despertar e primeiramente você deve se equilibrar, se curar, aumentar sua frequência vibratória e tentar a cada dia se reformar intimamente, afastando-se de pessoas e locais que não estão na sua frequência vibratória, você sairá de um círculo vicioso de energias que por muito tempo compartilhou, cria-se uma dependência energética, um vampirismo dependendo do tipo de pensamento e de atitudes, dependendo de suas companhias.

Sabe aquilo que os pais sempre dizem: Diga com quem tu andas e eu direi quem tu és, a pura verdade. Você não deixará de amar por não estar ao lado dos que tanto ama, você só não pode ficar recebendo certos tipos de energias que não fazem mais sentido em sua vida.

E amor é querer o bem do outro, não é apego, não é ter que ver todo dia, ou ter que dar satisfação de tudo o que faz, amor não é apego. Ore por eles para que despertem assim como você despertou, se tiverem maturidade entenderão sua escolha e você perceberá se era amizade, apego ou algum tipo de carência. Não se culpe e não fique triste, pois aparecerão pessoas na sua frequência, que serão amigos que você poderá contar pelo resto de sua vida.

Eles sim estarão dispostos a conversas salutares de amor ao próximo, estarão dispostos a se reformar intimamente e serão sinceros, assim como você nesta busca do RELIGARE consigo mesmo.

Tenha certeza que os amigos que não estiverem em sua frequência irão falar que falta humildade, irão falar que você está obcecado por suas crenças, que está se tornando chato em seus assuntos, que virou fanático, isso é normal.

Eles te criticarão e poderão ficar magoados. Siga o seu caminho, cada um tem uma missão espiritual e a sua está ligada à um contato extremo com o mundo espiritual.”…

Ele continuou:

“ Imagine um rio, após seu despertar você nadou muito nele, e por vezes a correnteza te trouxe de volta a margem. Existem seres, tanto encarnados, quanto desencarnados que não querem que você atravesse para o outro lado do rio. Nesse rio você se deparou com muitos obstáculos e um deles foi esse afastamento das pessoas que gosta. Mas uma coisa é certa, agora que conseguiu atravessar o rio do despertar espiritual e que conhece a realidade espiritual e os bons hábitos, você só voltará para a outra margem do rio se quiser. As críticas virão, concentre-se em vencer o orgulho e a vaidade e saiba que você não está querendo ser melhor que os outros, muito pelo contrário, você teve humildade suficiente para identificar o que e quem não está mais condizendo com sua frequência e decidiu mudar”.

Eu fiquei pensando bastante nisso, por volta de um ano, tomar tal atitude não seria fácil e estava doendo dentro de mim, pois não chegava a uma decisão.

Eu me afastaria ou não? Até que um dia me deparei com um artigo na internet em que tudo fez sentido, o nome dele era – As cinco dores do crescimento espiritual. A primeira dor era – Perda de amigos e falava o seguinte:

Isso pode ser especialmente traumático para essas pessoas. Tornando-se mais espiritualmente conectado pode mudar muita coisa sobre você muito rapidamente, e isso pode afetar algumas de suas amizades mais próximas.

Isso pode causar que alguns de seus amigos azedem com você, distanciem-se de você e, mesmo, até lhe humilhem. Antes, talvez você estivesse disposto a se envolver em comportamentos que agora parecem errados, como fofocar, reclamar, ou discutir alguns temas com o seu grupo de amigos.

Também é provável que os temas que você discutiu com os seus amigos agora fazem você se sentir vazio e você prefere discutir questões que os seus amigos não entendem ou não estão interessados em.

Eles podem até chamá-lo de louco por elas. Infelizmente, estas diferenças de perspectiva e comportamento às vezes podem ser o suficientes para romper amizades que significaram muito para você ao longo dos anos.

Perceba que tudo o que você pode fazer é ser fiel a si mesmo e permitir que as fichas caiam. Você não tem o poder de converter ninguém ao seu modo de pensar, e nem deve. Tudo o que você pode fazer é ser genuíno e sincero, e o Universo irá conectá-lo com as pessoas que estão em maior sintonia com a sua nova vibração.

Pude perceber que isso é normal a todos os buscadores espirituais, ao aumentar nossa frequência vibratória e mudarmos nossos hábitos, atitudes e locais em que frequentávamos anteriormente, algumas energias não condizem mais com nosso campo energético e nos repelem.

Por vezes nos afastando até de alguns familiares que nos fazem mal de alguma forma, que só reclamam, só falam de suas vidas, das notícias da tv e fazem de tudo para nos sugar energeticamente.

Tal reflexão se torna quase um depoimento, mas tenho certeza que muitos buscadores espirituais estão passando por isso agora, é uma fase de separação que está ocorrendo na terra energeticamente falando, semelhante atraindo semelhante.

Então as amizades começarão a mudar caso não esteja mais em sua frequência vibratória. Desfaça os nós que ainda te prendem ao passado e dê um salto quântico em sua energia, é tempo de mudança, não se culpe.

Se isso esta acontecendo com você é sinal de que você está seguindo o fluxo natural da Nova Era, o ciclo da mudança.

NAMASTÊ!


Fonte: http://ocoach.sbcoaching.com.br/adriano-werner

Via: Despertar de Gaia: O DESPERTAR ESPIRITUAL E AS AMIZADE

A DEPRESSÃO DAS ALMAS ANTIGAS…

DEPRESSÃO EM TEMPO DE RECALIBRAÇÃO:

 

Muitos têm sentido a mudança dos tempos. Tudo parece acontecer mais rápido, o tempo parece esvair-se de nossas mãos. Em um piscar de olhos já chegou o fim de semana, em um dia parecemos não darmos conta de tudo que gostaríamos de fazer.

Muito se tem discutido sobre a recalibração da raça humana e todos os seus sintomas, hoje vamos abordar os baixões, um tipo de depressão, uma desconexão com a velocidade dos acontecimentos.

O corpo, nosso animal é denso, e juntamente com o cérebro reptiliano – nosso instinto, aprenderam desde a mais tenra infância a criar mecanismos de segurança para o dia a dia, a mente, como um computador, vai arquivando tudo. Em Eras de grande transformação energética, as previsões dos antigos não eram para um grande apocalipse, mas para uma transformação na consciência humana.

As Almas Antigas, que pediram para estar aqui neste momento de transição da história humana, são as mais sensíveis a todas as influências entrantes, mudança no eixo da Terra, velocidade das frequências Schumann, chuvas solares, super luas, equinócios e solstícios.

A DEPRESSAO DAS ALMAS ANTIGAS - FOTO DE DENTRO

Quando “adormecidos ” na matrix nos sentimos “fora” da natureza, mas pensem…80% da matéria que compõe nossos corpos é água. Adormecidos ou despertos, os astros movem o oceano em nós. Somos todos sensíveis aos ritmos da natureza, mas em tempos de grandes eventos meteorológicos, são as Almas Antigas que sentem a grandiosidade da mudança acontecendo nos bastidores sem poder muitas vezes, sequer falar disso, pois sabem que algo está acontecendo, algo está em dissonância, mas não sabem o que é.

As Almas Antigas são mais suscetíveis aos sintomas da recalibração. Um dos sintomas da recalibração menos comentados e polêmico é a depressão. Existem muitos tipos de depressão, e a causa é tão complexa como a psique humana, mas tenho acompanhado a uns 5 anos, muitas Almas Antigas que descrevem os mesmos sintomas de ” baixão” , que podem ser descritos como sintomas de uma depressão pela desarmonia súbita entre o corpo (denso) a mente ( centro lógico de comandos) e os desígnios da alma (sutil e multidimensional). Vale a pena citar que com depressão nenhuma se deve tomar o tema superficialmente, e procurar ajuda e esclarecimento é fundamental, pois informação é sempre melhor que ficar no mundo da imaginação a sós com suas conclusões.

A depressão das Almas Antigas, não é de deixar catatônico e sem vontade de viver. Nem as depressões auto-obsessivas, ou maníaco-depressivos. A depressão das Almas Antigas é diferente, e mais ou menos sabemos não encaixar nos sintomas habituais das depressões clínicas, somos como antenas parabólicas tentando encontrar novos emissores de sinal, que por não chegarem mais de forma tridimensional, mas absolutamente multidimensionais, nos deixam perdidos, desorientados por períodos de tempo.

É um desconforto melancólico, uma falta de conexão com o momento, uma ressaca multidimensional, um peso de milhares de anos sobre os ombros. De tudo parecemos saber muito, e por saber muito e não saber porque, ou que fazer com isso, sentimos uma desorientação muito grande. Você já se sentiu assim? Como se tivesse uns 10.000 anos e cansado de tudo?

Mas ao mesmo tempo de bem com a vida, com o milagre da existência e sua própria….fragilidade? Uma vulnerabilidade dolorida e linda, um senso de respeito pela vida com outra profundidade. Uns dias de baixão e choro, memórias estranhas e escuras, outros dias de pura luz? Você já se auto-diagnosticou bipolar por isso? Pois paciência gente. Se a sua depressão se enquadra no acima descrito, enquanto as mudanças na malha magnética e cristalina da Terra estiverem acontecendo a essa velocidade, nos afeta a todos diretamente. Sem exceção. E é muito natural com o despertar de nossas ” piscinas” de memórias de tantas vidas e dimensões (Akasha), que nossos corpos e mentes no ” agora” ainda presos na matrix, se sintam extremamente desafiados com tudo. É cansativo para a mente lógica que classifica e compara tudo se acostumar com o desconhecido, com tudo que ” pode” acontecer, a mente quando não consegue classificar algo como “seguro” nos joga ao instinto de sobrevivência.

O cotidiano parece diferente, a mente e o bicho (nosso corpo) lutam para manter aquela sensação de segurança e começam a estressar nosso sistema nervoso. Ainda que o desconforto seja grande, precisamos manter o foco do porque estamos aqui durante estes acontecimentos na Terra. E buscar a integração com outras Almas Antigas. Procure a companhia de outras Almas Antigas, que compartam interesses parecidos com os seus, ou inspirem novos interesses em sua vida. Viemos conscientemente para ajudar a manter a massa crítica de LUZ para nossa transição a novos horizontes de evolução. Foi nossa eleição amados!

Hora de assumir nossa expansão da consciência. Tudo logo se estabilizará e já mais estáveis e recalibrados, caminharemos juntos Cocriando uma realidade de paz, luz prosperidade e fraternidade. Em dias de baixão, cultive sua conexão com a Fonte com muito carinho, uma prece, uma meditação, uma caminhada na natureza, um banho de mar ou de cachoeira, encontrar os amigos queridos e rir muito, abraçar alguém querido por longo tempo, comer algo delicioso…Rir, rir muito, faça uma seleção de vídeos de algum humorista que te faça rir e ria…rir alivia a pesadez. O amor próprio é o tema da nova era, e em momentos de baixão….

Vale a pena se amar e recordar quem somos: Partículas da Fonte em ação, experienciando a vida na Terra. Juntos somos fortes e luminosos, somos a âncora da virada da consciência humana, somos necessários na transição planetária. Reaja. Coloque sua blusa favorita, seu sapato multicor, vá no seu restaurante predileto, compre um livro novo, agende uma viagem… Continue seu caminho, um passo atrás do outro, o caminho vai se abrindo ao caminhar, não pare, não se entregue à escuridão, não se estagne.

A mente, como qualquer outro mecanismo de experiência de realidade, acabará se acostumando com as novas possibilidades, novas pontes nascem no cérebro. Se você se permitir. E escolher sempre, conscientemente, pela LUZ em ti. É alimentando a LUZ que enfraquecemos os caminhos que a depressão se manifesta. Seja LUZ que mais LUZ vem,

Lótus, EU SOU Noeli Naima.

Fonte: O SEGREDO | A DEPRESSÃO DAS ALMAS ANTIGAS… – DEPRESSÃO EM TEMPO DE RECALIBRAÇÃO: