O FOCO DE NOSSA CONSCIÊNCIA TORNA-SE A REALIDADE DO NOSSO MUNDO…

nova realidade

DOMINE SUA MENTE HOLOGRÁFICA

Por: Meg Benedicte

 

Tudo está mudando tão rápido que é um desafio para a mente processar tudo. As Linhas de Tempo estão embaralhadas, algumas desligando-se e novos resultados futuros chegam no plano terrestre.

Muitas das mudanças estão ocorrendo no domínio não-físico do campo quântico. Ao experimentar a vida através da lente limitada do cérebro esquerdo ligado a terra, nossa percepção diária perde mais de 70% dos dados recebidos.

A pesquisa científica sobre o Blue Brain Project (Projeto Cérebro Azul) revelou que o cérebro humano tem a capacidade de processar a realidade em até 11 dimensões diferentes. Operando como um transmissor / receptor, o cérebro converte os dados em estruturas neurológicas multidimensionais, chamadas cliques/estalos, que se desintegram quando são compreendidas.

“É como se o cérebro reagisse a um estímulo construindo e arrasando uma torre de blocos multidimensionais, começando por hastes (1D), depois pranchas (2D), então cubos (3D) e geometrias mais complexas na 4D, 5D, etc. A progressão da atividade através do cérebro se assemelha a um castelo de areia multidimensional que se materializa fora da areia e depois se desintegra”, disse o pesquisador Ran Levi (*).
(*) no link http://www.newsweek.com/brain-structure-hidden-architecture-multiverse-dimensions-how-brain-works-624300

A pesquisa neurológica está provando que a memória existe além do cérebro, operando em um sistema holográfico. A pesquisa inovadora de Karl Pribram durante a década de 1970 revelou que o córtex visual responde a frequências de várias formas de onda, como a orelha é um analisador de frequência de ondas sonoras.

Assim como uma câmera de televisão converte uma imagem em frequências eletromagnéticas que o aparelho de televisão converte de volta para a imagem – nosso cérebro funciona de forma semelhante.

Um holograma é uma fotografia tridimensional feita com o auxílio de um laser (luz fotônica). Ao contrário das fotografias normais, cada parte de um holograma contém toda a informação possuída pelo todo. Se tentarmos desmontar algo construído de forma holográfica, não obteremos os pedaços de que é feita, só teremos conjuntos menores.

Uma vez que a frequência é uma medida das oscilações de onda por segundo, isso sugere que o cérebro funciona da mesma forma que um holograma – um caleidoscópio contínuo de padrões de onda de interferência que transportam informações da imagem inteira para a mente.

Em um universo holográfico onde nada é verdadeiramente separado de qualquer outra coisa, então o passado, presente e futuro existem simultaneamente.

De acordo com o livro fascinante de Michael Talbot, The Holographic Universe, “o super holograma deu à luz tudo em nosso universo, contendo todas as partículas subatômicas que foram ou serão – toda configuração de matéria e energia possível, de flocos de neve a quasares, de baleias azuis a raios gama. Deve ser visto como uma espécie de armazém cósmico de “Tudo O Que É”.

Codificar e decodificar frequências é como funciona um holograma. O cérebro atua como um dispositivo de tradução que converte um fluxo infinito de frequências em imagens coerentes. Quanto maiores os padrões de frequência que o cérebro recebe, os níveis mais altos de consciência, a lente holográfica converte em imagens.

Embora acreditemos que somos seres físicos vivendo vidas separadas em um mundo físico, isso também é uma ilusão.

Nossa percepção da realidade física se origina na seleção do nosso cérebro de certas bandas de padrões de frequência. Estamos vivendo como receptores de rádio em um mar caleidoscópico de frequência (3D, 4D, 5D, etc.), e o que extraímos deste mar, e convertemos em realidade física, é apenas um canal da totalidade do super-holograma.

Onde escolhemos concentrar nossa atenção e intenção, afeta diretamente a materialização de nossa vida humana. O foco de nossa consciência torna-se a realidade do nosso mundo.

Uma vez que percebemos que estamos materializando em forma física em relação direta com nossa lente interna, começamos a reconhecer o impacto de nossos pensamentos, intenções e emoções, quando recebemos feedbacks “reações”.

Se todos os seres humanos são campos eletromagnéticos vibrando em uma certa frequência de saída, nosso estado mental e emocional está afetando diretamente a manifestação de nosso meio ambiente. E vice versa!

É o cérebro direito intuitivo que possui uma propensão inata para o acesso (multidimensional) da atemporalidade.

Quando duas ou mais mentes se concentram, mutuamente, em um propósito singular, não importa onde vivamos, nossas ondas cerebrais começaram a imitar e combinar, e nossos corpos experimentam sensações idênticas. Os neurologistas chamam esse “arrastão de ondas cerebrais” – os padrões de ondas elétricas se sincronizam em uma ressonância quando os dois cérebros estão em união.

Surpreendentemente, o cérebro não pode distinguir entre uma experiência imaginada e uma experiência física real… espelho dos neurônios no cérebro age de forma semelhante, seja o observador ou o participante.

O corpo responde o mesmo a ambas as experiências. Isso pode levar a um pensamento rígido delirante ou a uma intenção consciente melhorada. O iludido não pode dizer a diferença entre a verdade física ou a da fantasia virtual. Estamos vendo esta falta de discernimento cada vez mais na sociedade moderna.

Quando não podemos acessar a sabedoria do cérebro direito, encontramos nossa inteligência limitada à lógica linear do cérebro esquerdo dos sentidos físicos.

Com capacidade cerebral cognitiva limitada, os seres humanos são suscetíveis a programas dominantes sugestivos de controle mental, magias e realidades virtuais que entram de sistemas de crenças familiares, culturais e religiosas.

A consciência viaja do cérebro através de uma rede complexa de caminhos neurais para os locais receptores nas células simultaneamente pelo emaranhamento de partículas subatômicas e a qualidade da onda da luz fotônica.

Quanto mais luz você absorver, mais iluminado seu corpo, coração e mente se tornará – quanto mais consciente você estiver! Incendeie/prepare seus neurônios-espelho com visualizações de imagens positivas, soluções e resultados futuros.

Desenvolva discernimento autêntico através da coerência mente/coração… sinta a frequência de verdade em seu corpo sensorial. Evite as armadilhas da interferência do controle mental ativando seu cérebro direito psíquico multidimensional.

Quando você ganha o controle do poder da sua mente, você tem a capacidade de transformar sua vida!

Amorosamente,
Meg

 


Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – http://www.decoracaoacoracao.blog.br
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – https://lecocq.wordpress.com
Copyright © 2017 Meg Benedicte * Todos os direitos reservados *

Fonte: NEW EARTH CENTRAL | Master Your Holographic Mind
Tradução Vilma Capuano – vilmacapuano@yahoo.com.br

Via: ♥ De Coração a Coração ♥: DOMINE SUA MENTE HOLOGRÁFICA

TRANSFORMANDO VIDAS A PARTIR DA FÍSICA QUÂNTICA…

fisica-quantica_em-sua-vida

AMIT GOSWAMI – “DEUS NÃO ESTÁ MORTO”

Por: Victória Álvares

 

O físico indiano Amit Goswami foi, dos 14 aos 45 anos, materialista. Renomado na academia pelos seus trabalhos científicos e PhD em Física Nuclear, ele ensinou durante 32 anos na Universidade de Oregon, nos Estados Unidos, e é professor emérito da instituição.

Mas, na metade da sua carreira, o cientista viveu um momento epifânico que o fez redirecionar todo o seu trabalho de pesquisa. Desde então, Goswami está envolvido em estudos que buscam conciliar ciência e religião.

A sua teoria de uma nova ciência contraria a ideia de que a origem de todas as coisas é a matéria e afirma que a consciência é a base de tudo que conhecemos e percebemos. Considerado um dos mais originais pensadores contemporâneos nessa área, Amit Goswami tornou-se mais conhecido no mundo a partir de 2004 ao participar e expor suas ideias no filme Quem somos nós?, mas também já causou polêmica nos meios acadêmicos e foi criticado.

Muitos o consideram como um cientista transformado por seu próprio trabalho. Atualmente, Amit Goswani faz palestras pelo mundo e dá aulas sobre ciência e vida espiritual em entidades e institutos dedicados a estudos religiosos e filosóficos nos EUA, Portugal e no Brasil.

Em visita ao Recife para participar do II Simpósio Internacional de Saúde Quântica e Qualidade de Vida, concedeu esta entrevista ao Diario.

“A consciência é a base de tudo”

O que é a Física Quântica e o que fez o senhor se interessar por ela?

Um dia eu estava numa conferência de onde eu saí muito chateado comigo mesmo, porque eu achava que a minha palestra não tinha sido boa o suficiente. Eu tinha a impressão de que as pessoas davam palestras melhor do que eu e ficava com uma certa inveja, e esse sentimento ruim ficava me incomodando. Em certo momento, deixei a conferência e, quando saí, senti o vento do mar batendo no meu rosto. Foi neste exato momento que eu pensei ‘Por que eu estou vivendo assim?’ Eu me dei conta de que a minha pesquisa e a minha vida estavam completamente separadas, que meus estudos não contribuíam em nada com a minha vida, e vice-versa. Então, decidi que queria integrar a minha vida e o meu trabalho. Este foi o início de uma longa pesquisa sobre a integração, que nos levou a um novo paradigma que pode integrar a ciência com a vida de todos os dias a partir da Física Quântica.

Como nós podemos identificar os princípios da Física Quântica no nosso dia a dia?

Os princípios quânticos estão muito mais presentes na vida das pessoas do que elas podem imaginar. Quando nós pensamos, ou temos uma intuição, por exemplo. A Física Quântica mostra que, diferentemente do que é afirmado pela ciência tradicional, a matéria não é a base de tudo, mas a consciência. A consciência é que é o fundamento de tudo o que vemos e percebemos e, portanto, nós podemos decidir as nossas próprias escolhas. A partir dos conceitos da Física Quântica nesta nova ciência, nós aprendemos como desenvolver a nossa criatividade e assim podemos trabalhar numa mudança de mentalidade da sociedade como um todo.

Todos nós podemos ser criadores do novo mundo porque a Física Quântica afirma que sempre existem várias possibilidades e nós podemos escolher aquilo que queremos para nós, assim como influir no nosso entorno. Nós podemos transformar as coisas na nossa vida, com sentimentos como o amor, e não precisamos nos destruir com emoções negativas. A nova ciência diz que, apesar dessas emoções negativas, nós podemos transformar as coisas. E nosso cérebro é capaz de criar novos circuitos na mente para superar esta negatividade. É isso o que eu ensino.

Como o senhor poderia resumir o paradigma desta nova ciência que o senhor vem difundindo?

Cada um de nós tem uma consciência e nossas mentes podem se comunicar se nossos cérebros estiverem num estado específico de concentração. A consciência diz que o mundo é cheio de possibilidades e que nós temos liberdade de escolha. Se nós aprendermos a escolher com criatividade, acessando esta interconectividade não-local que cada um de nós tem, que é um estado de consciência não-local, se nós aprendermos a dar um salto do nosso ego individual para essa interconectividade não-local, então nós podemos acessar essas ideias de criatividade e mudar as nossas vidas. Assim, se acessarmos esse estado, seremos mais responsáveis pelas nossas ações. E quando assumimos essa responsabilidade, podemos enfrentar todos os problemas que vêm nos perseguindo. Então “escolha” e “responsabilidade” são as palavras chaves desta nova ciência. Neste sentido, a nova ciência nos ensina a exercitar a criatividade.

Na sua teoria, o senhor também fala muito em espiritualidade. Qual é a sua opinião sobre o papel das religiões na sociedade?

Eu acho que a religião tem um papel importante, que é a consciência de que nós temos espiritualidade em nossas mentes e não devemos ter vergonha, pois tudo está integrado. Mas eu não acredito que Deus seja propriedade de nenhuma religião. Na minha opinião, Deus está em cada um de nós, é a nossa consciência individual. Neste sentido, a propriedade de uma religião é tirar Deus de dentro de nós mesmos. Para mim, a religião nos ensina como acessar Deus, a nossa consciência, mas Ele está disponível para qualquer um de nós, independentemente de religião, pela meditação, pela criatividade, etc.

O senhor ficou muito conhecido pelo filme Quem somos nós, que é inspirado no seu livro A física da alma. O que o senhor acha deste filme e do filme O Segredo, que aborda o mesmo tema?

A proposta do filme Quem somos nós? foi mostrar os fundamentos básicos da Física Quântica, que são as ideias de base da nova ciência. Este é um assunto que interessa muito às pessoas, por isso o filme se tornou muito popular. Quanto ao filme O Segredo, eu não acho que seja um filme ruim, ele tem uma boa mensagem. O problema é que ele não a desenvolve o suficiente. Faltam no filme as outras etapas do processo criativo, “fazer” e “ser” também são importantes. A Física Quântica é justamente baseada nesta combinação “fazer-ser”. E o filme pode dar a impressão errada de que basta desejar profundamente algo que isso vai se realizar, mas não é assim, isso não é suficiente. O processo criativo é que ativa esta consciência não-ordinária. Se você quer ser bem-sucedido, pense de maneira quântica e seja criativo.

A comunidade científica é conhecida por ser um espaço de confronto de ideias e debates. Mas, há anos, o senhor vem difundindo a sua teoria e nós não ouvimos muitos comentários da parte dos cientistas tradicionais sobre os estudos do senhor. Como o senhor explica isso?

Faz tanto tempo que a ciência tradicional é cética no que diz respeito a questões espirituais que o novo paradigma é, de certa forma, assustador para eles. Demora muito tempo para mudar um paradigma que é considerado verdadeiro e muitas pessoas, simplesmente, ainda não estão preparadas para fazê-lo. Eu entendo isso e respeito as dificuldades delas, mas eu tenho certeza de que, mais cedo ou mais tarde, a nova ciência vai prevalecer, porque ela é verdadeira. A teoria heliocêntrica de Copérnico, por exemplo, levou mais de 100 anos para ser levada a sério. Esta nova ciência, que vê a consciência como a base do ser, só surgiu em 1993. Eu tenho certeza de que a ciência vai um dia vencer seus preconceitos e reconhecer o novo paradigma.

Os seus livros fazem muito sucesso no Brasil e o senhor vem cada vez mais aqui? Como o senhor explica esta relação?

A primeira vez que eu vim ao Brasil foi em 1996 para uma conferência de psicologia em Manaus. Os brasileiros eram tão receptivos à nossa teoria de que a consciência é a base do ser que isso me tocou muito. Em 2007, o meu livro O universo autoconsciente foi lançado no Brasil e eu comecei a vir cada vez mais frequentemente para dar workshops e conferências. Foi assim que a minha relação com o Brasil foi se tornando cada vez mais próxima. Eu sou muito grato pela receptividade e pelo entusiasmo dos brasileiros com as minhas teorias e acho que o Brasil é um terreno muito fértil para a nova ciência. Eu sempre observei que os brasileiros são muito expressivos com relação ao que eles sentem, não apenas ao que pensam. Esta forma de ser é muito importante para entender a visão integralista entre pensamento e emoção, que é o caminho do futuro. Eu acredito que o Hemisfério Norte esteja talvez perdendo esta essência da integração e os brasileiros têm muito a contribuir com isso.

Saiba mais

Amit Goswami doutorou-se pela Universidade de Calcutá em 1964, mudando-se em seguida para os EUA, onde mora até hoje.

Após ensinar durante 32 anos no Departamento de Física da Universidade de Oregon, nos EUA, ele é hoje professor emérito da instituição.

Aposentado da vida acadêmica desde 2003, Amit Goswami dedica-se atualmente a realizar palestras pelo mundo divulgando suas teorias e o ativismo quântico.

O ativismo quântico acredita que o ser humano é capaz de mudar o mundo e a si mesmo a partir dos princípios da física quântica.

8 Livros traduzidos para o português

Em 2010:
– O ativista quântico

Em 2009:
– Evolução criativa das espécies

Em 2008:
– O universo autoconsciente
– Criatividade quântica
– Deus não está morto
– O médico quântico

Em 2005:
– A física da alma

Em 2003:
– A janela visionária

Em 2004, o filme Quem somos nós? (“What a bleep do we know?”) abordou as teorias do físico indiano e, desde então, Amit Goswami se tornou ainda mais conhecido.

Por Victória Álvares, especial para o DIÁRIO/RECIFE


Postado por Miguel Galli O Terapeuta Quântico

Via: O Terapeuta Quântico: AMIT GOSWAMI – “DEUS NÃO ESTA MORTO”

ENTRE O MATERIAL E O ESPIRITUAL, PODEMOS FICAR COM OS DOIS…

fisica-quantica-e-espiritualidade

INTOLERÂNCIA – ORIGEM E CAMINHOS DE CURA PARA A POLARIZAÇÃO

 

Por: Amit Goswami

 

Há cerca de três mil anos, pessoas muito criativas de várias partes do mundo – Índia, Grécia, Oriente Médio e China – descobriram aquela que, segundo imaginaram, seria uma verdade fundamental sobre os seres humanos: por trás de nossa separação imanente, há uma unidade transcendental. Esta unidade transcendental foi chamada por vários nomes, como Espírito, e, mais recentemente, consciência. As tradições estabelecidas por essas pessoas são as grandes tradições espirituais do mundo.

Surgiram religiões dos ensinamentos desses grandes Mestres – versões popularizadas das grandes tradições. Acima de tudo, seu lema era: simplificar. As pessoas não entendem o que significa “transcendência” em oposição à realidade de tempo-espaço imanente. Não importa. A religião equiparava transcendência e espaço exterior. As pessoas não conseguem visualizar, e muito menos explorar, uma consciência unitária com poder causal chamada causação descendente. As religiões criaram a ideia de Deus à imagem de um ser humano, só que todo-poderoso. Com o tempo, o conceito corrompeu-se ainda mais.

Primeiro, as tradições espirituais deram-nos o conceito de virtudes divinas, ou arquétipos como Amor e Bondade, que disseram que deveriam ser cultivadas criativamente. Mas onde está o tempo para investigação criativa dos atarefados vendedores das religiões? Em lugar disso, os líderes religiosos criaram versões codificadas das realizações dos Grandes Mestres, chamados de Bons livros, que incluíram códigos espirituais e de comportamento moral.

Segundo, com o tempo, cada religião começou a se vender como a fé superior ou como o único caminho a seguir. Adeptos de cada religião declararam-se o povo “eleito”.

Deste modo, o conceito de consciência unitária deu lugar a um novo tipo de separação: nós contra eles. Obviamente, se nossa religião é superior à sua, por que não posso ter a prerrogativa de ser intolerante com relação a suas equivocadas visões religiosas? Logo, o que culmina é a intolerância religiosa.

Entretanto, antigamente o sistema continha uma graça redentora. Todas as religiões admitiam que a verdade nem sempre pode ser codificada como um punhado de conceitos ou de leis racionais: logos. Parte dessa verdade sutil tinha de ser transmitida por meio de histórias: mythos, mitologia. Assim, surgiu a ambiguidade, mantendo algum espaço para a tolerância e o multiculturalismo.

Bem, até recentemente. Como todos sabem, as religiões dominaram nossa visão de mundo até o século dezesseis, aproximadamente. Concentrando-se na espiritualidade, as religiões ignoraram o mundo material a tal ponto que muita gente viveu na miséria material. Então, a ciência moderna surgiu como uma revolta contra a ênfase espiritual. Em quatro séculos, a ciência e seu rebento – a tecnologia – criaram riquezas materiais sem precedentes.

Com o tempo, o sucesso da ciência passou a exercer uma influência importante sobre as religiões. Como foi idealizada originalmente para lidar com a matéria, a ciência pode ser apresentada de maneira mais ou menos completa em termos de logos – pelo menos, foi o que pensaram. O mythos foi menosprezado e acabou sendo eliminado da ciência. Este aspecto da ciência passou para as religiões, que também começaram a solapar o mythos; com isso, as religiões tornaram-se logocêntricas e nada ambíguas. A única salvaguarda contra a intolerância desapareceu.

Podemos chamar essas religiões – interpretações literais dos Bons Livros – de fundamentalistas. Porém, encaremos os fatos. Atualmente, os fundamentalistas dominam praticamente todas as religiões. Deste modo, a intolerância religiosa está em toda parte, sem controle.

Intolerância Política

A história da ciência contra a religião não está completa. Durante um bom tempo, houve um armistício entre ambas: a ciência dominava a exploração do domínio material ou exterior da realidade; a religião, o espiritual ou interior. Porém, em meados do século vinte, o sucesso da ciência tornou-se tão convincente para seus praticantes, e o fundamentalismo das religiões tão abominável, que os praticantes da ciência desistiram do armistício e criaram sua própria religião: ironicamente, seu próprio dogma – tudo é matéria e seu movimento; e não existe causa alguma exceto interações materiais. Deus se fora, a causação descendente se fora e o mythos se fora.

Hoje, damos à nova religião o nome de materialismo científico. Com sua criação, agora há duas visões de mundo: uma materialista, a outra religiosa. Ambas são logocêntricas e, naturalmente, há uma enorme intolerância entre elas.

A democracia, tal como existe hoje, vive num sistema de dois partidos. Naturalmente, um desses partidos políticos seria liberal. Apoia a liberdade de dogmas, apoia o progresso como a exploração contínua do significado. Naturalmente, o outro partido opor-se-ia a esse; seria conservador, atuando como um freio necessário sobre a agenda progressista dos liberais.

Quando a ciência estava tentando se livrar do dogma das religiões, os liberais apoiaram naturalmente a ciência. Quando a própria ciência tornou-se dogmática, o hábito continuou. Assim, os liberais, com poucas exceções e ao contrário do espírito da palavra liberal, agora têm um dogma, o materialismo científico. A maioria dos conservadores, naturalmente, apoia abertamente o dogma oposto – o religioso.

Antes da polarização entre os dogmas, líderes dos partidos liberais usava o poder político para ajudar a classe média a processar significados. Nem os conservadores se opunham ao processamento de significados quando o mythos era importante. Assim, ocasionalmente os dois partidos trabalhavam juntos pelo bem da sociedade. Mas quando o dogma tomou conta dos dois partidos, o mythos foi banido e, com ele, a diversidade de significados. Logo, o poder político é hoje usado cada vez mais para dominar as pessoas. Deste modo, a intolerância política tem uma nova característica – a dominação é tudo, o meio-termo é impensável.

O Remédio

A cura para a polarização, a intolerância e a busca da dominação pode ser encontrada numa visão de mundo integradora. E é disto que trata a visão quântica do mundo – a integração da ciência e da espiritualidade. Na física quântica, os objetos são potencialidades dentre as quais a consciência faz escolhas, e pertencem ao domínio transcendente da realidade. A escolha (a causação descendente) feita pela consciência cria o domínio espaço-tempo imanente. As potencialidades da consciência consistem tanto em matéria quanto em mente; com isso, significado, sentimento e valores voltam para a ciência. Reconhecemos que a tarefa do mundo material consiste em fazer representações da consciência e dos mundos sutis do significado, dos sentimentos e dos valores arquetípicos. A matéria segue o logos; mas o sutil precisa do mythos para expressar seus segredos. Com o mythos de volta ao jogo, a ambiguidade retorna e, com ela, a tolerância.

Naturalmente, vai ser uma luta até colocar a visão quântica de mundo na sela; as forças do status quo são muito fortes. Precisamos do ativismo quântico – pessoas dispostas a dedicar sua criatividade à consciência e à visão quântica de mundo que reconhecem a supremacia da consciência. Precisamos de novos líderes políticos. A boa notícia é que, com o reconhecimento da importância do significado e dos valores arquetípicos, com o ativismo quântico guiando suas vidas, as pessoas estão explorando novamente significados. Os novos líderes que vão dedicar seu poder ao serviço do movimento da consciência rumo ao significado e aos valores vão, sem dúvida, emergir do mesmo movimento do ativismo quântico.


Via: Intolerância – origem e caminhos de cura para a polarização – Amit Goswami

 

O SEGREDO POR TRÁS DA MATÉRIA…

percepcao_ou_realidade

Universo Holográfico, um novo paradigma

 

Publicado por: O Arquivo

Baseado no documentário “Universo Holográfico”

Parte 1

holo1

Aviso: o tema deste texto que você esta para ler, revela um segredo crucial em sua vida. Você deve ler atentamente pois refere-se a um tema que poderá provocar alterações fundamentais em sua visão do mundo material. O conteúdo desse texto não é apenas uma visão diferente ou um pensamento filosófico. Na realidade são fatos comprovados pela ciência hoje.

O Segredo por trás da Matéria – O homem é condicionado desde o seu nascimento, a pensar que o mundo em que vive é uma realidade absolutamente material. Assim ele cresce sob o efeito deste condicionamento e constrói toda a sua vida baseado neste ponto de vista.

As descobertas da ciência moderna, entretanto, revelaram a completa diferença entre a realidade significativa e o que é presumido. Toda a informação que recebemos de nosso mundo exterior nos é transmitida por nossos cinco sentidos. O mundo que conhecemos consiste do que nossos olhos veem, nossos ouvidos ouvem, nossos narizes cheiram, nossa língua saboreia e nossas mãos sentem. O homem depende, desde o nascimento, destes cinco sentidos. Assim ele conhece o mundo exterior apenas da forma com que é apresentado por estes cinco sentidos.

Atualmente, pesquisas científicas sobre os nossos sentidos revelaram fatos bem diferentes daquilo que denominamos de “mundo externo”. E estes fatos trouxeram a luz um importante segredo sobre a matéria de que é feito o “mundo externo”. um pensador contemporâneo, Frederick Vester, explica as declarações de alguns cientistas, afirmando que “o homem é uma imagem, toda experiência é temporária e ilusória, e este universo é uma sombra”, parecem estar sendo comprovadas pela ciência em nossos dias.

Para melhor captar este segredo por trás da matéria, devemos nos relembrar de como captamos a informação da realidade que nos prove com a mais extensa informação de nosso mundo exterior.

Como vemos?

A visão ativa ocorre progressivamente. No momento da visão, partículas luminosas, denominadas fótons viajam do objeto até o olho e passam pelo cristalino onde são refratados e focados na retina, no fundo do olho. Aqui, os raios luminosos são transformados em sinais elétricos e transmitidos por neurônios até o centro da visão no parte posterior do cérebro. A visão realmente ocorre no centro da visão no fundo do cérebro. Todas as imagens que vemos durante a vida e todos os eventos que experimentamos são na realidade experimentados neste pequeno e escuro lugar. Tanto o texto que você esta vendo agora, bem como as paisagens sem fronteiras que você vê quando mira o horizonte, na realidade comprimem-se neste espaço de poucos centímetros.

Agora, vamos reconsiderar alguns conceitos, cuidadosamente. Quando dizemos “nós vemos”, na realidade vemos o efeito dos raios atingindo os olhos convertidos em sinais elétricos e formados no cérebro. Quando dizemos “nós vemos”, na realidade observamos os sinais elétricos em nosso cérebro.

A propósito, há um outro aspecto a considerar.

O cérebro esta “selado” para a luz e esta sempre em completa escuridão. Assim, não é possível ao cérebro contatar a luz, por si mesmo. Podemos explicar este interessante fenômeno com um exemplo. Vamos supor que a nossa frente esta uma vela acesa e nós vemos sua luz. Durante o período em que vemos a luz da vela, o interior de nosso crânio e o cérebro estão em completa escuridão. A luz da vela jamais ilumina nosso cérebro e nosso centro de visão.

Entretanto, nós vemos um mundo luminoso e colorido dentro de nosso cérebro sem luz. O mesmo se aplica a todos os nossos outros sentidos, som, tato, sabor e olfato, que são percebidos no cérebro como sinais elétricos. Desta forma, o cérebro, durante nossa vida jamais se confronta com a fonte original da matéria existente fora de nós, mas apenas uma cópia elétrica da mesma, formada dentro do nosso cérebro. Neste ponto somos iludidos a pensar que estas cópias são instancias da realidade material fora de nós.

….

Parte 2

holo11aexteriorO mundo exterior em nosso cérebro – Estes fatos físicos nos fazem chegar a uma indiscutível conclusão. Tudo aquilo que vemos, ouvimos, tocamos e sentimos como matéria, o mundo e mesmo o universo são apenas sinais elétricos em nosso cérebro. Por exemplo, vemos um pássaro em nosso mundo exterior. Mas na realidade este pássaro não esta em nosso mundo exterior, porém em nosso cérebro. As partículas de luz refletidas pelo pássaro alcançam nosso olho e de lá convertidas em sinais eléticos. Esses sinais são transmitidos por neurônios para o centro de visão no cérebro. O pássaro que vemos é na realidade o resultado de sinais elétricos em nosso cérebro.

Se o nervo conduzindo a informação fosse desconectado o pássaro desapreceria subitamente. Da mesma forma os sons dos pássaros são também formados em nosso cérebro, não haveria qualquer som. Colocando de forma simples, o pássaro, a forma do pássaro que vemos e o seu som que ouvimos é apenas a interpretação, efetuada pelo cérebro, de sinais elétricos.

holo11bexterior    holo11cexterior

Outro ponto a ser considerado é a sensação de distância. Por exemplo a distância entre você e a tela do computador. É apenas uma sensação de espaço formada em seu cérerbro, também, objetos que parecem estar muito distantes na visão de um indivíduo, são na realidade imagens plasmadas em um ponto dentro do cérebro.

holo11fexterior    holo11gexterior

holo11hexterior    holo11iexterior

Por exemplo, alguém que observe as estrelas, assume que elas estão a milhóes de anos luz distantes dele. Na realidade as estrelas estão dentro dele. É a visão em seu cérebro. Enquanto voce vê um filme, você assume que você esta em um ambiente, mas na realidade o ambiente esta em você. Você vendo seu corpo o faz pensar que esta dentro dele, entretanto você deve observar que seu corpo também é uma imagem formada em seu cérebro.

holo11jexterior    holo11kexterior

holo11lexterior    holo11mexterior

Até agora falamos de um mundo exterior, de um mundo de percepções formadas em nosso cérebro do que vemos. Entretanto como nunca podemos alcançar o mundo externo, como podemos estar certos de que este mundo externo realmente existe? Definitivamente, não podemos. A única realidade com que lidamos é o mundo de sensações nas quais vivemos em nossa mente.

holo11nexterior    holo11oexterior

holo11pexterior    holo11qexterior

holo11rexterior

Nós acreditamos na existência de objetos somente porque os vemos e tocamos e eles são refletidos para nós por nossas percepções. Entretanto nossas percepções são somente ideias em nossa mente. Assim, objetos que captamos por percepções não são nada além de ideias e estas ideias existem apenas em nossa mente. E se tudo isto existe apenas em nossoa mente, isto significa que nos somos iludidos por enganos quando imaginamos um universo e objetos com existência fora de nossas mentes.

holo11sexterior   holo11uexterior

holo11vexterior   holo11xexterior

Imaginar a matéria como tendo uma exintência fora de nossa mente é na realidade um engano ou ilusão. As sensações que observamos podem estar vindo de uma fonte artificial. É possível ver isto com um exemplo. Primeiro vamos supor que podemos retirar o cérebro de nosso corpo em mantê-lo vivo em uma caixa de vidro. Vamos adicionar um computador com toda a sorte de informações e finalmente vamos enviar todos os sinais elétricos (dados) que temos de luz, som, sabor, tato, olfato para este computador. Vamos conectar esse computador aos sensores de sentidos de nosso cérebro com conectores, e vamos eviar-lhe os dados previamente gravados.

holo11x1exterior   holo11x2exterior

holo11x3exterior   holo11x4exterior

Quando nosso cérebro perceber estes sinais ele vai “ver”, “sentir” e “viver” as cenas que lhe apresentamos. Deste computador também podemos enviar sinais elétricos referentes a imagens e cenas criadas. Por exemplo, podemos mandar sinais referentes ao que percebemos e sentimos enquanto estamos sentados a nossa mesa de trabalho. Neste estágio o cérebro pensará que é um homem de negócios sentados em seu escritório. Este mundo imaginário continuará enquanto a estimulação vinda do computador persistir. Nós nunca nos daríamos conta de que apenas somos um cérebro.

holo11x5exterior   holo11x6exterior

É de fato muito simples para nós, sermos enganados acreditanto que percepções sem qualquer causa material sejam reais. Isso é o que ocorre em nossos sonhos.

…..

PARTE 3

holo12asonhosO Mundo em Sonhos – Para você realidade é tudo aquilo que pode ser tocado com as mãos e visto com os olhos. E nos sonhos também podemos tocar com as mãos e ver com os olhos. Mas na realidade você não tem mãos, olhos e nem existem algo que possa ser tocado ou visto. Tomando o que você percebe no sonho pela realidade material você esta preparado para ser enganado. Por exemplo, uma pessoa profundamente adormecida em sua cama pode ver a si mesma em um mundo totalmente diferente em seu sonho. Ela pode sonhar que é um piloto que comanda um grande jato. E mesmo pode despender muito esforço para comandar o avião.

De fato esta pessoa não se afastou um único passo de sua cama. Em seus sonhos ela pode viver em diferentes cenários e se encontrar com amigos, conversar com eles, come e beber com eles.

holo12bsonhos   holo12csonhos

holo12dsonhos   holo12esonhos

Somente quando a pessoa deperta de seu sonho que ela se dá conta que tudo foram apenas percepções. Se somos capazes de viver facilmente em um mundo irreal durante nossos sonhos o mesmo pode ser também verdadeiro para o mundo no qual vivemos. Quando despertamos de um sonho, não há razão lógica para não pensar que entramos em um sonho mais longo que denominamos de “vida real”.

A razão pela qual consideramos nossos sonhos como fantasia e o mundo como real nada mais é do que o produto de nossos hábitos e preconceitos. Isto sugere que podemos ser despertados de uma vida na terra que acreditamos estar vivendo neste momento. Da mesma maneira que somos depertados de um sonho.

Quem percebe?

Após todos estes fatos físicos, levanta-se a pergunta primordial. Se todos os eventos físicos que conhecemos são essencialmente percepções o que é nosso cérebro? Desde que nosso cérebro é matéria como nosso braço, perna ou qualquer outro objeto, ele também deve ser uma percepção como todos os outros objetos. Um exemplo vai clarear mais este assunto.

holo13apercebe   holo13bpercebe

holo13cpercebe   holo13dpercebe

Vamos imaginar que estendemos os nervos que atingem nosso cérebro e o colocamos fora de nossa cabeça, onde podemos ver com nossos olhos. Neste caso seríamos capazes de ver nosso cérebro e tocá-lo com os dedos. Neste caso podemos perceber que o cérebro nada mais é do que uma percepção formada pela sensação da visão e do tato.

Então qual é a vontade que vê, ouve, sente e percebe todos os outros sentidos, se não é o cérebro? Quem vê, ouve, toca e percebe o sabor e o aroma? Que é este ser que pensa, raciocina, tem sensações, e mais, diz EU e MIM?

holo13epercebe   holo13fpercebe

Um dos importantes pensadores de nossa época, Ken Wilber (Holographic Paradigm, p37), também coloca a mesma pergunta. Desde os gregos, os filósofos pensam sobre os “espíritos na máquina”, o pequeno homem dentro de um pequeno homem. Onde esta o EU, a pessoa que usa o cérebro? Quem é que se da conta da ação do conhecimento? São Francisco de Assis dizia: “Procuramlos aquele que vê.”

Na realidade o ser metafísico que usa o cérebro, que vê e sente, é o espírito. O que denominamos de mundo material é o agregado de percepções vistas e sentidas pelo espírito. Assim como os corpos que possuimos e o mundo material que vemos em nossos sonhos não possuem uma realidade física, o universo que ocupamos e os corpos que possuimos tampouco tem realidade material.

holo13gpercebe   holo13hpercebe

Sim, mesmo se inciamos com ferrenha oposição, afirmando que matéria é real, as leis da física, química e biologia, nos levam todas ao fato de que a matéria consiste em uma ilusão, e a inevitável atualidade de uma “matéria metafísica”.

Este é o segredo por trás da matéria. Este fato é tão definitivo que alarma alguns cientistas materialistas que pensam ser a matéria o absoluto ser. O escritor científico, Lincoln Barnett, diz no seu livro “O Universo e Einstein” que “Em conscordância com a afirmação dos filósofos da redução de toda a realidade objetiva a um mundo paralelo de percepções, os cientistas começaram a se conscientizar da alarmante limitação dos sentidos humanos.”

Todos estes fatos nos conduzem a uma importante e significativa pergunta: Se as coisas que aceitamos ser o mundo material são na realidade formadas por percepções, transmitidas ao nosso cérebro então qual a fonte destas percepções? Respondendo esta pergunta, devemos considerar o fato de que a matéria não tem apenas uma existência autônoma, mas é uma percepção. Assim, esta percepção deve ter sido causada por algum outro poder. O que significa que tem que ter sido criada.

Mais ainda, esta criação tem que ser contínua. Se não fosse uma criação contínua e consistente então o que nós denominamos “matéria” desapareceria e seria perdida. Isto pode ser parecido a uma televisão onde uma imagem é mostrada enquanto o sinal da antena é contínuo. Se a transmissão interrompe a imagem na tela também desaparece.

O ser real e absoluto

holo14aabsoluto

Então, quem faz nosso espírito ver o planeta Terra, corpos, plantas, nossos corpos, e tudo o mais que vemos? É muito evidente que existe um criador superior, que criou todo o universo material. Esta é a soma de todas as percepções e continua sua criação sem interrupção.

Desde que este criador mostra uma tal magnífica criação ele seguramente tem o poder e direitos eternos. Todas as percepções que ele cria são criadas por sua vontade e ele domina a tudo que criou em qualquer instante.

Este criador é DEUS, o Senhor dos céus e da terra. O único ser absoluto é Deus. Tudo fora Ele, são sombras de seres que Ele criou. Esta realidade é explicada da seguinte maneira pelo grande estudioso islâmico Imam Rabani: “Deus, a substância dos seres que Ele criou é o inexistente. Ele criou tudo no âmbito dos sentidos e ilusões. A existência do universo é no âmbito dos sentidos e ilusões, e não é material. Na realidae nada existe fora com a exceção do Glorioso Ser que é Deus.”

holo14babsoluto

Nos quatro cantos deste universo, formado por percepções, está Deus, o único ser real. Assim o ser mais próxomo ao homem é Deus. Isto é explicado no Alcorão com o verso: “Nós criamos o homem e nós estamos mais próximo a ele do que sua veia jugular”. Aonde quer que estivermos Deus estará conosco. Enquanto você lê este texto o ser mais próximo a você é Deus que cria tudo o que você vê em todos os instantes.

holo14cabsoluto

Enquanto Deus nos fizer ver imagens e nos provê com sensações relacionadas ao mundo, continuaremos a viver neste mundo. Quando ele cessa com as imagens e sensações pertencentes a este mundo, mostra-nos o anjo da morte e nos dá percepções de uma dimensão diferente, significa que morremos. O dia da ressureição, julgamento, céu, inferno e a vida eterna será criado por nós da mesma maneira. Criar todas estas coisas é simples para Deus, que nos mostra a evidência de seu eterno poder e infinita sabedoria. Sim, neste mundo.

………………………………………………………………………………………………………..

Fonte: Compilação de textos e imagens, Renato, Gestor de conteúdo do Arquivo. Baseado no documentário “Universo Holográfico


Via: O Arquivo | Universo Holográfico, um novo paradigma – Parte 1
Via: O Arquivo | Universo Holográfico, um novo paradigma – Parte 2
Via: O Arquivo | Universo Holográfico, um novo paradigma – Parte 3

SOMOS MAIS DO QUE NÓS PERCEBEMOS QUE SOMOS…

somos energia

Nada é Sólido, Tudo é Energia

post-03-26-1

Por: Arjun Walia

 

Tem sido escrito repetidas vezes sobre isto, mas nunca é suficientemente enfatizado. O mundo da física quântica lança luz sobre a verdade do nosso mundo de maneira que desafiam o quadro existente de conhecimento aceito.

O que percebemos como nosso mundo material físico, não é realmente físico ou material, na verdade ele está longe disto. Fato que já foi provado diversas vezes por múltiplos Prêmio Nobel (entre muitos outros cientistas ao redor do mundo), sendo um deles Niels Bohr, físico dinamarquês que fez contribuições significativas para a compreensão da estrutura atômica e a física quântica.

“Se a física quântica não chocou profundamente você, então você não a entendeu ainda. Tudo o que chamamos de real é feito de coisas que não podem ser consideradas como reais”.

~Niels Bohr

No começo do século vinte, os físicos começaram a explorar a relação entre a energia e a estrutura da matéria. Ao fazer isso, a crença de que um Universo físico, newtoniano, material estava no coração do conhecimento científico foi abandonado, foi constatado que a matéria não é senão uma ilusão. Os cientistas começaram a reconhecer que tudo no Universo é feito de energia.

“Apesar do sucesso empírico incomparável da física quântica, a própria sugestão dela ser literalmente verdade como uma descrição da natureza ainda é recebido com cinismo, incompreensão e até mesmo raiva”.

(T. Folger, “Shmantum Quantum”; Descubra 22:37 -43, 2001)

Os físicos quânticos descobriram que os átomos físicos são feitos de vórtices de energia que estão constantemente girando e vibrando, cada um irradiando sua própria assinatura energética única. Portanto, se nós realmente queremos nos observar e descobrir o que nós somos, na realidade somos seres de energia e vibração, irradiando nossa própria assinatura energética única, esta é a verdade e é o que a física quântica nos demonstrou diversas vezes.

Somos muito mais do que aquilo que percebemos que nós somos, e é hora de começarmos a nos ver sob esta luz. Se você observar a composição de um átomo com um microscópio, você enxerga um pequeno vórtice invisível igual a um tornado, com um número de vórtices de energia infinitamente pequenos chamados quarks e fótons. Isto é o que compõem a estrutura do átomo. À medida que você focar cada vez mais perto da estrutura do átomo, você não enxerga mais nada, só observa um vazio físico. O átomo não tem estrutura física, nós não temos nenhuma estrutura física, as coisas físicas realmente não tem qualquer estrutura física ! Os átomos são feitos de energia invisível, não de matéria tangível.

“Supere isso, e aceite a conclusão indiscutível. O universo é imaterial, mental e espiritual “(1) – Richard Conn Henry, Professor de Física e Astronomia da Universidade Johns Hopkins (citação tirada de “O Universo Mental)

É um enigma interessante, não é ? A experiência nos diz que a nossa realidade é composta de coisas materiais físicas e que o nosso mundo é um conceito objetivo que existe independente. A revelação de que o Universo não é um conjunto de partes físicas, sugerido pela física newtoniana, mas que em vez disto ele é formado por um emaranhamento holístico de ondas de energia imaterial como descrito no trabalho de Albert Einstein, Max Planck e Werner Heisenberg, entre outros.

O Papel da Consciência na Física Quântica

Isto significa que a nossa realidade material física não é realmente física em nada ? Isso pode significar uma série de coisas e conceitos como estes não podem ser explorados se os cientistas permanecerem dentro dos limites do mundo percebido apenas existente, o mundo que vemos e pensamos ser real.

“O dia em que a ciência começar a estudar os fenômenos não físicos, ela vai fazer mais progressos em uma década do que em todos os séculos anteriores de sua existência”.

~Nikola Tesla

Felizmente, muitos cientistas já assumiram a tarefa, e questionam o significado e as implicações do que já descobrimos com a física quântica. Uma destas potenciais revelações é “o observador cria a realidade”.

A conclusão fundamental da nova física também reconhece que o observador cria a realidade. Como observadores, estamos pessoalmente envolvidos com a criação da nossa própria realidade. Os físicos estão sendo forçados a admitir que o Universo é uma construção “mental”. O físico pioneiro Sir James Jeans escreveu: “O fluxo do conhecimento está seguindo em direção a uma realidade não mecânica, o Universo começa a se parecer mais com um grande pensamento do que com uma grande máquina. A mente já não parece ser um intruso acidental no reino da matéria, devemos antes saudá-la como a criadora e governadora do reino da matéria. (RC Henry, “O Universo Mental”; Nature 436: 29, 2005)

Um grande exemplo que ilustra o papel da consciência dentro do mundo material físico (que sabemos não ser físico) é a experiência da dupla fenda. Este experimento foi usado várias vezes para explorar o papel da consciência que molda a natureza da realidade física. (2)

Um sistema ótico na dupla fenda foi utilizado para testar o possível papel da consciência no colapso da função de onda quântica. A proporção da potência espectral do padrão de interferência na dupla fenda para a sua potência espectral na única fenda foi constatado que diminui quando a atenção esta focada na fenda dupla, em comparação com o foco distante dela. O estudo constatou que os fatores associados com a consciência, como a meditação, a experiência, marcadores eletro corticais de atenção concentrada e fatores psicológicos, tais como abertura e absorção, significativamente correlacionados de forma previstas com perturbações no padrão de interferência na dupla fenda (2).

Isto é apenas o começo. Eu escrevi outro artigo, no início deste ano, que tem muito mais informação, com relação ao papel da consciência e do nosso mundo material físico: “A ciência Prova Que a Consciência Humana e o Nosso Mundo Material Estão Interligados:“.

Qual é o Significado?

A importância desta informação é para nós despertarmos e percebermos que todos nós somos energia, irradiando nossa própria assinatura energética única. Sentimentos, pensamentos e emoções desempenham um papel vital, a física quântica nos ajuda a percebermos a importância de como todos nós nos sentimos. Se todos nós estamos em um estado interno de amor e paz, isto vai impactar sem dúvida o mundo externo ao nosso redor, influenciando de maneira positiva para que todos ao nosso redor se sintam bem.

“Se você quer conhecer os segredos do Universo, pense em termos de energia, frequência e vibração”.

~Nikola Tesla.

Estudos têm demonstrado que emoções positivas vibrando em conjunto com um sentimento de paz interior podem levar a uma experiência muito benéfica para a pessoa que emite estas emoções e para aquelas ao seu redor. No nosso nível subatômico, a frequência vibratória muda a manifestação da realidade física? Em caso afirmativo, de que forma? Sabemos que quando um átomo muda seu estado, ele absorve ou emite frequências eletromagnéticas, que são responsáveis por mudar o seu estado. Assim como diferentes estados de emoção, percepção e sentimentos resultam em diferentes frequências eletromagnéticas! Isto já foi provado. (3)

Aqui está um ótimo vídeo que aborda o que estou transmitindo:

Estamos todos conectados.

“O espaço é apenas uma construção que cria a ilusão de que há objetos separados”.

~Dr. Quantum

Notas de Rodapé

(1) http://henry.pha.jhu.edu/The.mental.Universe.pdf
(2) http://media.noetic.org/uploads/files/PhysicsEssays-Radin-DoubleSlit-2012.pdf
(3) http://www.heartmath.org/research/research-publications/energetic-heart-bioelectromagnetic-communication-within-and-between-people.html

©Arjun Walia


Origem: In5D | Nothing Is Solid And Everything Is Energy
Tradução e Divulgação: A Luz é Invencível

Via: Nada é Sólido, Tudo é Energia | A Luz é Invencível

O VÁCUO QUÂNTICO É PURA CONSCIÊNCIA, CONHECIDA PELO NOME DE DEUS…

universo

Mecânica Quântica VIII

Significado

Por: Hélio Couto

 

A mudança de paradigma, de sistema de crenças, da humanidade depende de entender o que vamos explicar a seguir.

O experimento da Dupla Fenda é o experimento mais fundamental da história da ciência porque ele muda toda a concepção de como o mundo é. Quando se emite um único fóton (luz) e temos uma única fenda aberta (um obstáculo de papelão por exemplo, com um único buraco aberto), encontramos depois do obstáculo pontos específicos onde o fóton chegou. Isto é, ele passou como uma partícula (massa). Quando temos duas fendas abertas, encontramos depois franjas claras e escuras, mostrando que houve uma interferência construtiva (o pico de uma onda colidiu com o pico de outra onda) de ondas com ondas. As ondas do fóton colidiram com as ondas dos fótons e formaram as franjas. Provando que são ondas. Isso acontece mesmo quando emitimos apenas um fóton por vez, mostrando que ele interferiu com ele mesmo. A onda dele interferiu com a onda dele mesmo, após passar pelas fendas. Desta forma ficou provado que o fóton é partícula e é onda ao mesmo tempo. Existem experimentos específicos mostrando que a luz é partícula e é onda. Podemos escolher usar o fóton como partícula (massa) ou como onda.

Mesmo quando se faz o experimento de escolha retardada, fechando ou abrindo uma das fendas, após o fóton já ter passado pelo obstáculo, ele se comporta como optamos. Mesmo ele já tendo passado pela(s) fenda(s). Se ele passou por uma fenda (partícula) e nós abrimos a outra fenda, ele mostrará que interferiu consigo mesmo (onda). Atentem que ele já tinha passado como partícula e nós abrimos a segunda fenda depois que ele passou; e mesmo assim ele apresenta as franjas da interferência de uma onda com outra. Ele sabe o que nós queremos e se comporta como tal. Se tivéssemos aberto duas fendas e depois fechássemos uma delas, ele se comportaria como partícula. Nós escolhemos tratar o universo como partícula (massa) ou como onda.

Esse experimento já foi feito até com 100 moléculas. O que é um tamanho gigantesco em termos quânticos.

De Broglie provou que existem ondas de matéria.

Tudo pode ser tratado como onda em última instância. E tudo que é energia é informação. Na verdade o universo é in-formado pelo Vácuo Quântico.

Quando nos aprofundamos na matéria com um microscópio eletrônico e o apontássemos para a mão de uma pessoa, veríamos células, depois moléculas, depois átomos, depois o núcleo o átomo, depois os prótons, depois os quarks, depois as cordas e depois o Vácuo Quântico. O oceano de energia primordial infinita de onde tudo emerge. Não importa para onde olhemos com nosso microscópio, seja para a mão de uma pessoa, seja para a pele de um cachorro, seja para uma pétala de flor, seja para uma pedra, seja para o ar que respiramos, seja para qualquer coisa que exista no universo, lá no fundo de tudo encontraremos esse Vácuo Quântico. Essa Energia Infinita que vibra de maneira infinita e que quando diminui um pouco sua vibração pode ser tratada como massa (matéria). É assim que a matéria passa a existir no universo. Essa matéria (o Vácuo Quântico), que diminuiu sua vibração (frequência) para poder ser tratado como partícula, pode então ser tratada como quarks, prótons, átomos, moléculas, células, órgãos, pessoas, etc..

Quanto mais Ele sobe em organização menor é sua vibração (freqüência) até ter uma freqüência baixíssima como nosso cérebro que vibra poucas vezes por segundo, para que possamos agir como humanos e interagir com outros humanos.

Tudo que existe é apenas uma redução da freqüência do Vácuo Quântico. Ele se reduz para que possa interagir como matéria. Na verdade Ele muda de dimensão para poder atuar em inúmeras dimensões da única realidade que existe. Tudo é uma única coisa. O Vácuo Quântico. Em última instância só existe uma Única Onda.

O Vácuo Quântico é pura consciência. Inteligente e amoroso. Nossa consciência é uma parte Dele. Uma parte do Todo. De Tudo-O-Que-Existe. A consciência de qualquer pessoa é uma parte da consciência Dele. Uma parte individualizada, personalizada. Saiba disto ou não. Perceber isso é o que se chama evolução ou iluminação. Quando a consciência da pessoa uniu-se totalmente com a consciência do Todo, a pessoa está iluminada. Existem vários graus de iluminação é lógico, da mesma maneira que existem lâmpadas que iluminam mais ou menos. Quando mais unificado com o Todo mais iluminado está e mais manifesta o Todo na realidade. Seja ela em que dimensão for.

O Vácuo Quântico é conhecido normalmente pelo nome de Deus. Quando as pessoas falam de Deus é do Vácuo Quântico que estão falando. Ele é tudo o que existe. Sua consciência é tudo o que existe. De Sua consciência é que surge tudo no universo. Foi Sua consciência que emanou este universo. O que os humanos chamam de Big Bang. Foi uma expansão de uma parte Dele. Da mesma forma Ele emana outros universos, multiversos e consciências individualizadas de Si Mesmo. O que se chama de Centelhas Divinas. Todo ser que existe no universo é uma Centelha Divina do Todo. De Deus. Uma parte de Deus. Existe uma forma teológica de falar tudo isso, mas o significado é o mesmo.

O Todo é onipresente, onipotente e onisciente. Isto é, Ele está em todo lugar (é tudo o que existe), pode fazer tudo (porque é tudo o que existe) e sabe de tudo (porque tem consciência de tudo. E o mais importante é Puro Amor Incondicional. Sua essência é Amor. O Todo é Amor. Deus é Amor.

Agora vem a questão crucial para quem conhece a Mecânica Quântica pela primeira vez. A pessoa intui ou sabe o que está explicado acima. Este fato faz com que a pessoa tenha de tomar uma posição em relação ao Todo. Em relação a Deus. Ela não tem como negar que é parte Dele e que tem de evoluir para unificar-se com Ele. Isso é inevitável. Quer a pessoa queira ou não. Mais cedo ou mais tarde. O amor que a pessoa sente é uma ínfima parte do amor que o Todo sente, mas é uma parte mesmo assim. É por isso que quando a pessoa entendeu o que está explicado aqui seus olhos brilham. A pessoa se transformou. É por isso que dá para perceber na expressão da pessoa se ela entendeu o que a Mecânica Quântica explica. A Centelha Divina fica esperando o quanto for até que a pessoa (ego) decida deixar que a Centelha atue cada vez mais na vida daquela pessoa. A grande questão é como a pessoa se relaciona com o Todo. Com Deus. O quanto amoroso é este relacionamento ou não. Se a pessoa deixa o Todo atuar na sua vida ou não. Se ignora o todo ou não. Se quer saber do Todo ou não. E isso só afeta a própria pessoa, pois a pessoa é o Todo. Saiba disto ou não. O Todo esperará até que a pessoa decida ter um relacionamento consciente com Ele. Quem está perdendo em não se relacionar com o Todo é a pessoa.

Como o Todo é puro amor, Sua capacidade de amar é infinita. Todos sabem que o amor é a coisa mais prazerosa e realizadora que um ser pode sentir. Imagine o quanto o Todo sente de prazer amando da forma que ama. Já que Ele é o próprio amor. O que os humanos sentem é uma gota d’água deste Oceano de Amor que é o Todo. É por isso que o amor que um místico sente é tão imenso que ele muda uma civilização. É por isso que os Avatares mudam um planeta. E estão tendo que conter o Amor do Todo dentro de um corpo humano, caso contrário explodiriam (vide explosão de Hiroshima, quando uma pequena parte da força forte foi expelida do núcleo de alguns átomos).

Portanto, toda a questão se resume neste relacionamento parte/Todo. Pessoa e Deus. É por isso que o paradigma tem de mudar. Para perceber que o Todo é puro amor. Quando a pessoa sente isso todos os problemas estão resolvidos. Não importa em que tempo, dimensão, vida, etc.. A pessoa está nas mãos de Deus. Isto é, uniu-se a Ele. Rendeu-se como falam os budistas. E esse sentimento é extremamente confortador. O Pai nos ama e nunca se deixa vencer em generosidade. Quanto mais a pessoa amar outra criatura, mais o Pai a amará. Quando mais a pessoa der mais ela receberá. Façam essa experiência e todas as dúvidas desaparecerão. E tudo estará resolvido.

Nesse ponto a pessoa estará preparada para ajudar aos outros irmãos a também encontrarem o Pai, a Deus, ao Todo. Nesse ponto a pessoa unificada permitirá que o amor do Todo passe por ela e se derrame pela criação. Seja onde estiver. Nesse ponto não existe mais o ego. Apenas Deus atuando sem cessar. Nesse ponto o ego foi consumido pelo amor de Deus. A Centelha está unificada com o Todo. A individualidade permanece, mas só existe a vontade do Todo. Os dois são uma coisa Só.


Direitos Autorais:
Copyright © Hélio Couto. Todos os direitos reservados.
Você pode copiar e redistribuir este material contanto que não o altere de nenhuma forma, que o conteúdo permaneça completo e inclua esta nota de direito e o link: www.heliocouto.com

Via: Prof. Hélio Couto: Mecânica Quântica VIII

A GRATIDÃO É A CHAVE DA ABUNDÂNCIA…

a-gratidao-vai-muito-mais-alem-capa-e-foto-01

Gratidão

Por: Randi G. Fine,
Colaboradora do
Waking Times

“A gratidão desbloqueia a plenitude da vida. Ela transforma o que temos em suficiente e mais. Ela transforma negação em aceitação, caos em ordem, confusão em clareza. Ela pode transformar uma refeição em um banquete, uma casa em um lar, um estranho em um amigo.” ~Melody Beattie

Quem não gostaria de encontrar a chave para viver uma vida melhor? Não é preciso dinheiro ou um enorme esforço para atingir esse objetivo. A verdade é que atrair abundância para a nossa vida é muito mais simples do que pensamos. É tudo baseado no pensamento e na percepção.

Nós sequer compreendemos o imenso poder que tem os nossos pensamentos. O que focalizamos cresce, essa é a lei do Universo. Quando vivemos nossas vidas com gratidão ou apreciação pelo que temos, nós ocupamos nossa mente com otimismo. Quando focamos o que nos falta, nossa mente se torna cheia de negatividade gerando pensamentos de amargura, inveja e ressentimento. Viver uma vida de gratidão é o que traz abundância em nossas vidas. Quanto mais formos gratos por todos os presentes grandes e pequenos, mais abundância atraímos para nós.

Ter gratidão significa ser grato pelos muitos dons e bênçãos que temos. Muitas pessoas dizem que eles são gratos, ainda que se encontrem experimentando pensamentos negativos quando a vida não segue do jeito que ela espera. Muitas pessoas dizem que elas têm pouco para agradecer quando na realidade elas têm muito mais do que pensam. É tudo baseado no ponto de vista e nosso ponto de vista é algo que controlamos conscientemente. Todos nós temos a capacidade de mudar o nosso pensamento. Podemos tomar qualquer situação na vida e encontrar algo de bom nela, se essa é a nossa inclinação. Coisas boas e más acontecem na vida todos os dias. A perspectiva que optamos por focar é inteiramente nossa.

Nós vivemos em um mundo “material”. Nós todos queremos coisas boas e muitos de nós sonhamos em nos tornar ricos. Muitos de nós equiparamos a riqueza com o dinheiro. E todos nós queremos uma vida harmoniosa. Não é uma coisa errada esta maneira de pensar, desde que aceitemos o que vem no nosso caminho. Como a canção dos Rolling Stones diz: “você não pode ter sempre o que você quer, mas se você tentar algumas vezes você vai conseguir o que você precisa.” Nossas esperanças, desejos e sonhos são o que nos motivam a atingir as metas. As provações e tribulações da viagem dos nossos interesses nos levam adiante e é como nós aprendemos e crescemos.

Não podemos escolher quando queremos ser gratos, nós não podemos usar o nosso agradecimento apenas para um resultado esperado particular. Ele não funciona dessa forma. E, além disso, esta forma de pensar é baseada na suposição de que nós ainda não temos abundância em nossas vidas.

Estudos da Física quântica estão confirmando que a matéria e a realidade podem ser alteradas pelos nossos pensamentos. A Lei da Atração, um dos cinco princípios fundamentais da existência nos diz que “semelhante atrai semelhante.” É um fato científico que os pensamentos são energia. Os neurônios em nosso cérebro produzem pensamentos. Se a energia segue a energia, então a energia segue o pensamento.

Para colocar em termos mais simples, atraímos aquilo que colocamos para fora. O Universo não é tendencioso, ele não determina se um pensamento é bom ou ruim. Ele só responde às vibrações que colocamos para fora. Quando vivemos a vida com sincera gratidão e apreço, mudamos a vibração da nossa energia e atraímos mais do que nós queremos. O que pensamos é o que recebemos e gratidão é a chave.

Por outro lado, quando nos concentramos no que nos falta, nós criamos bloqueios e limitações. Ficamos aprisionados pela vibração da nossa energia negativa. Como resultado, nós atraímos o que pensamos o que neste caso é a negatividade. Como eu disse, nossos pensamentos são muito poderosos. Ninguém deliberadamente interrompe o fluxo da abundância que entra em sua vida. Aqueles que fazem isso não percebem que estão fazendo.

Alguns de nós já entendemos, ou tiveram o prazer de aceitar esta verdade pelo valor de face e aplicá-la. Para os céticos e negativistas a única prova é a própria prova, viver uma vida de gratidão é a única maneira de provar a sua eficácia e compreender o imenso poder dela. O Universo é infinitamente abundante, só temos de permitir que ele faça o que ele faz melhor e aprender a trabalhar em harmonia com ele. Nós conseguimos isso através da prática do pensamento positivo, através de um esforço consciente para “seguir com o fluxo”.

A gratidão pode ser encontrada nas coisas mais simples, como ter um lugar quente e confortável para dormir ou ter água corrente e eletricidade. Qualquer pessoa cuja vida foi afetada por desastres naturais como furacões e tornados ou grandes inconvenientes no estilo de vida como falta de energia e falta de água, rapidamente percebe o quanto elas têm recebido. E quando nós ou alguém que amamos fica doente ou tem um declínio na saúde, de repente percebemos o quanto nós tomamos a nossa saúde como um dado adquirido. Cada respiração que tomamos é um presente e um milagre. Imagine a outra alternativa.

Muitas pessoas relacionam abundância com dinheiro. Às vezes isso é verdade, mas a abundância vai muito além das posses que temos ou a situação em que estamos.

Ser grato é aceitar. Este princípio pode ser fácil de entender, mas pode ser muito difícil quando nossas circunstâncias atuais são menos do que desejáveis. Nós somos criaturas de hábitos. É preciso um enorme salto de fé para acreditar em algo que nunca reconheceu trabalhar em nossas vidas antes.

Alguns podem pensar: “Claro que esta maneira de pensar funciona para ela, mas nunca funcionou para mim. Eu sou muito azarado”. Outros podem não se permitir pensar de outra maneira porque inconscientemente acreditam que eles não merecem prosperar. Em qualquer caso, a negatividade gera negatividade. Quando nos preocupamos ou resistimos, atraímos aquilo que tememos.

Ter gratidão não significa negar que existem problemas. As experiências e os desafios que enfrentamos no decorrer de nossas vidas são muitos. O que isto significa é que incorpora uma prática simples que faz com que seja mais fácil aceitar essas experiências.

O Universo é perfeito. Compreender esse conceito é saber que nada no Universo jamais dá errado. Há uma ordem maior e um maior plano para tudo o que é, foi e sempre será. A nossa atitude sobre nossas experiências de vida é baseada em nossa percepção. Todo mundo vê ou experimenta a vida de um ponto de vista único. No entanto, todos nós vivemos no mesmo mundo. Não é o mundo que é diferente, é o nosso ponto de vista.

Por exemplo: Uma pessoa reservou um voo com uma companhia aérea para sair de férias. Ela chega ao aeroporto e descobre que devido a um problema de tempo, o vôo foi cancelado. Ela fica furiosa porque foi prejudicada e seus planos foram alterados. Ela começa a agredir alguém dentro da faixa que faz parte da companhia aérea. Decidiu que tudo sobre sua viagem agora está arruinado, ela cancela todos os seus planos e passa o resto da semana pensando nisto. Ela culpa a companhia aérea por estragar tudo e jura nunca mais reservar um voo com eles novamente.

Agora vamos falar sobre a pessoa “B” que está na mesma situação. Ela entende o fato de que a companhia aérea cancelou o plano pela segurança de seus passageiros. Embora ela esteja decepcionada e não contente com o inconveniente, ninguém ficaria, ela vê isso como um sinal de proteção do Universo e faz uma pequena oração de gratidão. Ela está disposta a aceitar se suas férias é para ser assim, isso vai acontecer. Amanhã é outro dia, ela verá o que o dia traz.

Isso é o que eu estou falando, na mesma situação a percepção é diferente. A pessoa “A” tomou uma postura de vítima com raiva. A pessoa “B” optou por se concentrar em gratidão, em vez de permitir que seus pensamentos negativos assumam. Esta foi uma decisão consciente de ambas as partes.

Quem tem mais poder ? A pessoa “B”, porque ela é a criadora da sua circunstância. Ela assumiu o controle de seus pensamentos.

Por outro lado, ao escolher ser uma vítima de sua circunstância, a pessoa “A” perdeu o seu poder pessoal. Ela já não está no controle, ela permitiu a negatividade levá-la novamente.

Nós não temos que procurar abundância. Nós todos temos isso. Nós apenas temos que acreditar no que fazemos. A prática da gratidão requer muito pouco esforço da nossa parte e os ganhos são enormes. Se isso faz sentido, você provavelmente está se perguntando como você pode mudar sua maneira de pensar.

Você pode fazer isso, prestando atenção nos seus pensamentos e interações, tornando uma prática de simplesmente dizer “obrigado” pelas pequenas coisas, como presentes ou gestos amáveis que graciosamente surgem em seu caminho e para aqueles que os trazem. Se não é uma pessoa para agradecer, diga assim mesmo.

Todos nós conhecemos pessoas, ou talvez sejamos nós mesmos culpados ao não aceitarmos graciosamente um presente. Dizendo coisas como: “Oh, você não precisava ter comprado”, “Isso não era necessário”, ou “por que você teve esta essa despesa”, quando deveríamos simplesmente dizer “Obrigado”.

Vamos mudar a nossa maneira de pensar, assumir a responsabilidade por nossa parte e reconhecer algo positivo sobre todas as situações em que nos encontramos. Fazendo isto através da aceitação de que somos tão dignos dos dons universais infinitos como qualquer outra pessoa e permitindo as coisas boas fluírem em nossas vidas. Fazendo isto com fé de que Deus, um Ser Supremo, ou o Universo ouve nossas orações de agradecimento. Há uma teoria de que a gratidão baseada na fé é a forma mais poderosa de todas as gratidões expressas.

Quando mostramos gratidão à vida, a vida mostra gratidão a nós. Quando somos gratos pelo que temos, temos mais para ser gratos. É simplesmente a lei da atração.

Uma ótima maneira de impulsionar a prática da gratidão é fazer uma lista mensal de trinta coisas sobre sua vida que você é grato. Isso lhe dará um foco na gratidão para cada dia. Algumas pessoas acham que é útil ter um diário de gratidão e uma prática diária de escrever todas as coisas pelas quais são gratas. Algumas pessoas gostam de fazer passeios de gratidão onde se pode calmamente refletir sobre a vida, ou olhar ao redor e encontrar as coisas na natureza para ser grato. Quando você optar por fazê-lo, em pouco tempo com a prática, a sua capacidade de apreciar se tornará uma segunda natureza.

O dom do empoderamento vem quando a gratidão está firmemente colocada em nossas vidas. Então nós temos esta realização para adicionar à lista de coisas que somos gratos. É um ciclo sem fim que vai e volta. Desenvolver esta prática e mudar a nossa perspectiva, portanto, permite que a abundância flua, nos abrindo todas as possibilidades que existem no Universo. O objetivo final é manter a abundância em um fluxo constante. Nós nunca queremos acumular nossa abundância que só irá bloquear o fluxo. Ao partilhar nossos dons, ficamos em harmonia com o Universo.

Uma das mensagens mais importantes a tirar de tudo isso é que o Universo tem um sincronismo perfeito. Tudo acontece quando é para acontecer não porque queremos que aconteça. Honrar essa verdade universal irá suavizar o golpe de cada decepção que pode enfrentar na vida.

Para citar Brian Tracy, “Desenvolva uma atitude de gratidão e de graças por tudo o que acontece com você, sabendo que cada passo em frente é um passo para alcançar algo maior e melhor do que a sua situação atual”.

©Randi Belas


Origem: Waking Times | Gratitude – The Key That Opens the Gateway to Abundance
Tradução e Divulgação: A Luz é Invencível ☼

Via: Gratidão | A Luz é Invencível

SENTINDO O CORAÇÃO APERTADO? PODE SER O TIMO, REAGINDO A UMA EMOÇÃO…

timo

A GLÂNDULA TIMO E A ESPIRITUALIDADE

 

Na anatomia humana, o timo é um órgão linfático que está localizado na porção antero-superior da cavidade torácica. Limita-se superiormente pela traquéia, a veia jugular interna e a artéria carótida comum, lateralmente pelos pulmões e inferior e posteriormente pelo coração. É vital contra a autoimunidade. Ao longo da vida, o timo involui (diminui de tamanho) e é substituído por tecido adiposo nos idosos, o que acarreta na diminuição da produção de linfócitos T.

Histologia

Externamente, o timo é envolto por uma cápsula de tecido conjuntivo, de onde partem septos que dividem o órgão em numerosos lóbulos. Cada lóbulo apresenta uma capa, o córtex, que é mais escura, e uma polpa interior, a medula, que é mais clara. A zona cortical, mais periférica, é onde se encontram pró-timócitos, timócitos e linfócitos T em diferenciação e maturação; nesta área os capilares são mais fechados para impedir a saída de linfócitos T não maduros para o organismo. A zona medular, mais interna, é onde se encontram pro-linfócitos T e linfócitos T maduros, prontos para se dirigir a órgãos linfóides secundários onde completarão sua ativação, também encontra-se corpúsculo de Hassall.

Fisiologia

Em termos fisiológicos, o timo elabora várias substâncias: timosina alfa, timopoetina, timulina e o fator tímico circulante. A timosina mantém e promove a maturação de linfócitos e órgãos linfóides como o baço e linfonodos. Existe ainda uma outra substância, a timulina, que exerce função na placa motora (junção dos nervos com os músculos) e, portanto, nos estímulos neurais e periféricos, sendo considerada grande responsável por uma doença muscular chamada miastenia grave.

Extraído de: Wikipédia | Timo

 


Glândula TIMO – A chave da imunidade e da energia vital.

Por: Sonia Hirsch

No meio do peito, bem atrás do osso onde a gente toca quando diz “eu”, fica uma pequena glândula chamada timo.

Seu nome em grego, thýmos, significa energia vital. Precisa dizer mais?

Precisa, porque o timo continua sendo um ilustre desconhecido. Ele cresce quando estamos contentes, encolhe pela metade quando estressamos e mais ainda quando adoecemos.

Essa característica iludiu durante muito tempo a medicina, que só conhecia através de autópsias e sempre o encontrava encolhidinho.

Supunha-se que atrofiava e parava de trabalhar na adolescência, tanto que durante décadas os médicos americanos bombardeavam timos adultos perfeitamente saudáveis com megadoses de raios X achando que seu “tamanho anormal” poderiam causar problemas.

Mais tarde a ciência demonstrou que, mesmo encolhendo após a infância, continua totalmente ativo; é um dos pilares do sistema imunológico, junto com as glândulas adrenais e a espinha dorsal, e está diretamente ligado aos sentidos, à consciência e à linguagem. Como uma central telefônica por onde passam todas as ligações, faz conexões para fora e para dentro.

Se somos invadidos por micróbios ou toxinas, reage produzindo células de defesa na mesma hora.

Mas também é muito sensível a imagens, cores, luzes, cheiros, sabores, gestos, toques, sons, palavras, pensamentos.

Amor e ódio o afetam profundamente.

Idéias negativas têm mais poder sobre ele do que vírus ou bactérias.

Já que não existem em forma concreta, o timo fica tentando reagir e enfraquece, abrindo brechas para sintomas de baixa imunidade, como herpes.

Em compensação, idéias positivas conseguem dele uma ativação geral em todos os poderes, lembrando a fé que remove montanhas.

O teste do pensamento


Um teste simples pode demonstrar essa conexão.

Feche os dedos polegar e indicador na posição de o.k, aperte com força e peça para alguém tentar abri-los enquanto você pensa “estou feliz”.

Depois repita pensando “estou infeliz”.

A maioria das pessoas conserva a força nos dedos com a idéia feliz e enfraquece quando pensa infeliz. (Substitua os pensamentos por uma bela sopa de legumes ou um lindo sorvete de chocolate para ver o que acontece…)

Esse mesmo teste serve para lidar com situações bem mais complexas.

Por exemplo, quando o médico precisa de um diagnóstico diferencial, seu paciente tem sintomas no fígado que tanto podem significar câncer quanto abcessos causados por amebas. Usando lâminas com amostras, ou mesmo representações gráficas de uma e outra hipótese, testa a força muscular do paciente quando em contato com elas e chega ao resultado.

As reações são consideradas respostas do timo e o método, que tem sido demonstrado em congressos científicos ao redor do mundo, já é ensinado na Universidade de São Paulo (USP) a médicos acupunturistas.

O detalhe curioso é que o timo fica encostadinho no coração, que acaba ganhando todos os créditos em relação a sentimentos, emoções, decisões, jeito de falar, jeito de escutar, estado de espírito…

“Fiquei de coração apertadinho”, por exemplo, revela uma situação real do timo, que só por reflexo envolve o coração.

O próprio chacra cardíaco, fonte energética de união e compaixão, tem mais a ver com o timo do que com o coração- e é nesse chacra que, segundo os ensinamentos budistas, se dá a passagem do estágio animal para o estágio humano.

“Lindo!”, você pode estar pensando, “mas e daí?”.

Daí que, se você quiser, pode exercitar o timo para aumentar sua produção de bem estar e felicidade.

Como? Pela manhã, ao levantar, ou à noite, antes de dormir.

a).. Fique de pé, os joelhos levemente dobrados. A distância entre os pés deve ser a mesma dos ombros. Ponha o peso do corpo sobre os dedos e não sobre o calcanhar, e mantenha toda a musculatura bem relaxada.

b).. Feche qualquer uma das mãos e comece a dar pancadinhas contínuas com os nós dos dedos no centro do peito, marcando o ritmo assim: uma forte e duas fracas.
Continue entre três e cinco minutos, respirando calmamente, enquanto observa a vibração produzida em toda a região torácica.

O exercício estará atraindo sangue e energia para o timo, fazendo-o crescer em vitalidade e beneficiando também pulmões, coração, brônquios e garganta. Ou seja, enchendo o peito de algo que já era seu e só estava esperando um olhar de reconhecimento para se transformar em coragem, calma, nutrição emocional, abraço.

Ótimo, íntimo, Cheio de estímulo. Bendito Timo.

Da jornalista e pesquisadora naturista Sonia Hirsch

Postado por: Mìck Bèrnard
EXTRAÍDO DE: Observatório Cósmico | Glandula TIMO: A chave da imunidade e da energia vital.


A GLÂNDULA TIMO E AS TÉCNICAS DE CURA DA MEDICINA HOLÍSTICA TRADICIONAL (PARTE I)

Por: Bernardo Melgaço

Desde 1988 venho me questionando sobre a relação entre o Amor metafísico (que vivenciei uma única – e inesquecível! – vez) e o Amor físico (que experimentei centenas de vezes!). E já se passaram mais de 20 anos da minha experiência mística e holística com o Amor Cósmico e de lá para cá sempre me indaguei sobre aquele fenômeno maravilhoso e misterioso que se manifestou no centro do meu peito em 1988. Eu sabia desde o primeiro dia da experiência que tive, que havia pelo menos dois planos de experiência/vivência acontecendo simultaneamente: o físico e o metafísico. E que o plano metafísico (dos chacras) era a raiz da energia humana – o nosso lado transcendente. E o plano físico era o meio, o caminho de realização física e material – o nosso lado imanente. Mas, o que me intrigava era saber qual parte do plano físico estava de fato ligado ao plano metafísico do chacra cardíaco. Hoje, após todos esses longos anos de incertezas e questionamentos tenho que admitir que a resposta está nas glândulas, principalmente a glândula TIMO. Ela tem um papel vital no processo de regulação do humor; no processo imunológico e; no processo de refinamento das emoções entre tantas outras funções.

Gostaria de sugerir um desafio acadêmico aos médicos e pesquisadores em geral que possuem mentes abertas: pesquisem a relação entre a glândula timo, o chacra cardíaco e o sistema imunológico. Acredito que nessa relação estão as respostas para várias doenças tais como a AIDs, o Câncer, etc. Essa hipótese está baseada numa vivência mística que tive em 1988. Eu vivenciei em meu peito o fenômeno da interligação dos planos energéticos sutil (dos chacras) e concreto (glândulas timo, pineal e outras). Assim, parto de uma experiência íntima para a formulação de uma hipótese e não o caminho contrário (da hipótese para o teste ou experiência) que é muito comum nos processos de pesquisa científica. Sugiro aos médicos e todas as pessoas (pesquisadoras ou não) ligadas às áreas de saúde que estudem o conteúdo do livro MEDICINA VIBRACIONAL: A MEDICINA DO FUTURO do médico-pesquisador Dr. Richard Gerber. Nesse livro vocês encontrarão subsídios técnicos e científicos para buscarem uma conexão entre a TIMO, o CHACRA e o SISTEMA IMUNOLÓGICO.

A ciência precisa alargar seus horizontes como já vem fazendo muito bem nos campos de conhecimento da genética, física quântica e a astrofísica. Mas, mesmo assim precisamos urgentemente de hipóteses metafísicas para descortinarmos um mundo de fenômenos sutis responsáveis por boa parte das doenças crônicas. Sinto intuitivamente que quando os cientistas decidirem testar a hipótese da causalidade descendente (do plano metafísico para o plano físico, ou do plano qualitativo para o plano quantitativo) daremos um passo gigantesco fenomenal para explicarmos uma série de doenças de origem ainda desconhecida. A ciência moderna ainda não sabe penetrar no mundo essencial qualitativo das energias sutis das emoções humanas. Essa crítica foi realizada em minha monografia de dissertação de mestrado defendida em 1992 na COPPE/UFRJ. Em outras palavras, as energias descobertas pela ciência ainda são insuficientes para identificarem um conjunto de fenômenos causadores de anomalias no campo energético do sistema complexo e multidimensional da consciência e das transformações que ocorrem na relação entre psique e corpo físico.

Uma coisa eu descobri e constatei em minhas experiências íntimas (vivências): a forma como vemos um objeto (seja ele físico ou metafísico) afeta o objeto observado (essa tese é também uma afirmativa da física quântica moderna). Isso implica dizer que o universo guarda segredos no próprio modo e ato de se observar um fato ou fenômeno. Ou seja, não existe neutralidade no campo científico e nem no campo do senso comum. O tempo todo estamos afetando o mundo e somos afetados pelos outros a nossa volta. Existe uma fronteira invisível entre o que nos é desconhecido e o que já é conhecido. A transição de um lado para o outro acontece em planos da percepção em que estamos agindo ou construindo – de um modo geral estamos inconscientes na ocasião da transição. As doenças, enquanto fenômenos naturais são também criadas pela forma como nos conduzimos na relação que temos com as multidimensionalidades das energias que circulam entre o homem e a natureza. Somos seres extremamentes sensíveis, plurais e abertos para o cosmos. Nesse contexto, todos os fenômenos nos afetam (direta ou indiretamente) sem que tenhamos sensibilidade para vermos as suas origens no nascimento deles. Por exemplo, as explosões solares (muito comuns na superfície do sol) afetam os sistemas de radar dos pássaros, baleias, seres humanos, celulares, satélites etc.

Então a nossa realidade nos guarda o maior mistério que é a essência ou qualidade dos fenômenos. O essencial é invisível porque não se mede quantitativamente. As doenças são visíveis pelos seus efeitos, o princípio delas é desconhecido na sua origem. Nesse sentido, precisamos adotar uma nova abordagem científica que seja compatível com o objeto ou fenômeno observado. Pois, só vemos o que nos é compatível com o nosso nível de consciência. O comum é o centro da curva normal (na área da estatística), os extremos são incompreensíveis e invisíveis para o nosso olhar viciado.

Eu vou revelar aqui uma descoberta que fiz em 1988: o que chamamos de impressões digitais são na verdade centros de energia (chacras (ou chakras) menores), verdadeiros receptores ou antenas captadoras de energias sutis cósmicas. Pergunto, então: quantos dos meus leitores alcançarão essa verdade vivenciada por mim em 1988? O Amor tão falado por Jesus Cristo está situado no centro do peito e tem uma relação direta com a glândula TIMO. Por isso, que alguns autores e pesquisadores afirmam que a falta de amor no mundo é a maior desgraça que afeta a paz e a saúde humana em todos os tempos. Ou seja, quando esse chacra principal não está funcionando bem a glândula timo também não está em sua potencialidade nos resguardando na sua relação com o sistema imunológico. E ai ficamos vulneráveis – sem defesa!

Bernardo Melgaço da Silva
Prof. e Pesquisador do Núcleo de Estudos Sobre Ciência, Espiritualidade e Filosofia – NECEF/URCA (Universidade Regional do Cariri)

Extraído de: TUDO QUE NECESSITAMOS É AMOR: MINHAS EXPERIÊNCIAS ESPIRITUAIS INEXPLICÁVEIS E EXTRAORDINÁRIAS | A GLÂNDULA TIMO E AS TÉCNICAS DE CURA DA MEDICINA HOLÍSTICA TRADICIONAL (PARTE I)


 

EXERCÍCIOS ESPECÍFICOS PARA O TIMO

Por: Paulo e Lauro Raful

EXERCÍCIO 1 [Estimulação do Timo]

•  Fazer pequenas “batidinhas’ com a polpa dos dedos no esterno (localizado aproximadamente a 2 dedos abaixo da clavícula)

Faça estas “batidinhas” ao redor desta região, explorando e sentindo estas vibrações. Sinta o aquecimento produzido nesta região.

EXERCÍCIO 2 [Abraçar o ombro]

•  Em pé, tronco ereto, com o braço direito “abrace” o ombro esquerdo [ver fig.].

•  Coloque a mão um pouco abaixo do ombro esquerdo e vá “caminhando” com os dedos em direção à escápula esquerda o máximo que puder. Faça o mesmo com o braço esquerdo.
Sinta a presença do Timo.

EXERCÍCIO 3 [Contraindo e expandindo o Timo]

•  De pé, braços soltos ao longo do corpo, volte as palmas das mãos para fora e girando os braços, una o dorso das mãos em frente ao abdômen e expire todo o ar dos pulmões.

•  A seguir, desfaça a posição e abrindo os braços leve-os para trás, abrindo o peito e inspirando. Abra os braços até que as palmas das mãos se encontrem atrás [nas costas], e se unam na altura do osso sacro.

Faça algumas vezes este movimento.

EXERCÍCIO 4 [Mãos na nuca e cotovelos abertos]

•  Erga os braços e coloque as mãos entrelaçadas sobre a nuca, os cotovelos abertos. Abra o peito inspirando e levando os cotovelos para trás, sem tirar as mãos da nuca.

•  Sinta a expansão produzida por este movimento simples, permita-se saborear a sensação de espaço, liberdade, desobstrução.

•  Ao expirar, junte os cotovelos à frente suavemente. Coloque sua atenção no timo. Faça algumas vezes. Quando perceber que alguém próximo a você se encontra acabrunhado, comprimido por problemas, aconselhe este movimento.

FINALIZAÇÃO [Garras de urso e movimento da gangorra]

 

•  Enganche suas mãos [como garras de urso] em frente ao peito. Abra bem os braços deixando-os paralelos ao peito

•  Inicie um movimento com os cotovelos, levando um em direção ao “Céu” (pra cima) e outro em direção à “Terra” (pra baixo). Eleve primeiro o cotovelo direito (o esquerdo desce em direção à Terra), depois suba o esquerdo (lembra uma gangorra) e o direito desce em direção à Terra.

•  Faça com os músculos das costas relaxados, não aplique força. Não permita nenhuma tensão muscular.

Estimule o timo o máximo que puder, faça amizade com esta glândula. Ela produz alegria e dependemos dela para equilibrar o sistema imunológico.

Trecho extraído de: A Glândula Timo – funções, saúde e exercícios – Escola Gurdjieff São Paulo


Ativação da Glândula Timo – O chacra Cardíaco

Por: Marinez Tito Salgado

O Timo é a Glândula das “maravilhas” situada ao nível do coração, atrás do esterno (osso achatado, situado na parte anterior da caixa torácica e que está ligado às costelas). No feto ela é grande, estende-se da região do pescoço até o diafragma (região de abdômen); durante a infância ela começa diminuir e após a puberdade ela diminui mais ainda. Possui a forma piramidal, mesmo ao atrofiar-se, e sua falta afeta a Glândula Pineal (o Pai cerebral).

É o Chakra da expressão do Amor e da compaixão, no entanto, seu giro energético divergente acarreta ao coração de carne e pulmões prejuízos, assim como às artérias coronárias. Quando esta glândula está ativa, o organismo não envelhece.

São exercícios importantes para estimular o Timo e também para que ele não petrifique em idade avançada, perdendo assim o estímulo da amorosidade. Ela é intimamente ligada à música, favorecendo assim a pessoa que canta e a que emite sons mântricos.

1º) Exercício: feche a mão totalmente e role as juntas (as falanges proximais e médias) por sobre o Timo, na região central do peito, entre os mamilos e em sua direção, com certa pressão para ativar este centro energético e sua Glândula. Esses movimentos ativam o Timo e liberam a estagnação do Coração.

2º) Exercício: a pronúncia da vogal “A” muito lentamente e aberta, com consciência, trabalha a amorosidade no ser e faz vibrar a Glândula e a região ao redor, como o Chakra laríngeo, transformando todas as estagnações que neles houver. É o Cardíaco sendo acionado e elevando-se ao seu Chakra superior, o Chakra do verbo.

Esses são exercícios terapêuticos que favorecem o coração de carne , o Timo, a Tireoide, as Paratireoides, assim como seus Chakras correspondentes: Chakra Cardíaco e Chakra laríngeo.

Extraído de: Somos Todos Um | Artigo de Marinez Tito Salgado: Ativação da Glândula Timo – O chacra Cardíaco – | Artigos do Clube


 

Chacra Cardíaco 4º Chacra

Por: Redação M de Mulher

 

Compaixão

Localiza-se bem no centro do peito, entre os mamilos

É associado ao timo e é nele que se concentra a energia do Amor Incondicional, a nossa fonte vital.

É responsável também pela saúde e vitalidade do corpo físico, o coração e os pulmões.

Desenvolvido, cria um canal de amor que pode ser utilizado para o trabalho assistencial.

Nome Sânscrito: ANAHATA (“Invicto”; “Inviolado”, intocado ou inaudível.)

Mantra: Yam.

Localização: Coração. Centro do peito.

Cor: Verde (cura e energia vital); Rosa (Amor).

Glândula: Timo.

Elemento: Ar.

Zodíaco: Leão e Balança.

Planetas: Vênus, Saturno e o astro Sol.

Massagem: Para as mulheres, no sentido horário e para os homens no sentido anti horário.

Funções: Energiza o sangue e o corpo físico. Estimular a imunidade e o bom funcionamento do coração e dos pulmões, desenvolver a capacidade de amar, perdoar e sentir compaixão.

Disfunções: Problemas respiratórios e cardíacos, medos ou ilusões a respeito do amor.

Cristais: Esmeralda, Jade verde, Quartzo e Turmalina verde ou rosa.

Qualidades Positivas: Amor incondicional, Compaixão, Equilíbrio, Harmonia e Paz.

Qualidades Negativas: Desequilíbrio, Instabilidade emocional, Problemas de coração e circulação.

Temas: Elo entre os três primeiro chacras (ligados a matéria, sexo e relacionamentos) e os três últimos (ligados à espiritualidade), o quarto centro deve integrá-los, elevando nosso grau de consciência e de auto-estima.

Para isso, precisamos reconhecer e tratar dores decorrentes de ciúmes, ressentimentos e abandonos.

Como Ativar: Terapias voltadas para as curas emocionais e meditações dirigidas.

Para Refletir: Liberte-se da idéia de que você ou os outros deveriam ser diferentes para merecer amor. Aceite o que cada um é.

Extraído de: Chacra Cardíaco 4º Chacra | CLAUDIA

 


ESPIRITUALIDADE E CONSCIÊNCIA

Por: Wagner Borges

 

Espiritualidade é um estado de consciência; não é doutrina, não!
É o que se leva dentro do coração.
É o discernimento em ação!
É o amor em profusão.
É a luz nas idéias e equilíbrio na senda.
É o valor consciencial da alegria na jornada.
É a valorização da vida e de todos os aprendizados.
É mais do que só viver; é sentir a vida que pulsa em todas as coisas.
É respeitar a si mesmo, para respeitar o próximo e a natureza.
É ter a plena noção de que nada acaba na morte do corpo, pois a consciência segue além, algures, na eternidade…
É saber disso – com certeza -, e não apenas crer nisso.
É viver isso – com clareza -, sem fraquejar na senda.
É ser um presente, para si mesmo, para os outros e para a própria vida.
Espiritualidade é brilho nos olhos e luz nas mãos.
E isso não depende dessa ou daquela doutrina; depende apenas do próprio despertar espiritual; depende do discernimento consciencial se unir aos sentimentos legais, no equilíbrio das próprias energias, nos atos da vida.
Ah, espiritualidade é qualidade perene; não se perde nem se ganha; apenas é!
É valor interno, que descerra o olhar para o infinito… para além dos sentidos convencionais. É janela espiritual que se abre, dentro de si mesmo, para ver a luz que está em tudo!
Espiritualidade é essa maravilha: o encontro consigo mesmo, em paz.
Espiritualidade é ser feliz, mesmo que ninguém entenda por quê.
É quando você se alegra, só pelo fato de estar vivo!
É quando o seu chacra* do coração se abre igual a uma rosa, e você se sente possuído por um amor que não é condicionado a coisa alguma, mas que ama tudo.
É quando você nem sabe explicar porque ama; só sabe que ama.
Espiritualidade não depende de estar na Terra ou no Espaço; de estar solteiro ou casado; de pertencer a esse ou aquele lugar; ou de crer nisso ou naquilo.
É valor de consciência, alcançado por esforço próprio e faz o viver se tornar sadio.
Espiritualidade é apenas isso: SER FELIZ!
Ou, como ensinavam os sábios celtas de outrora: SER UM PRESENTE

Paz e Luz.

* Chacras – do sânscrito – são os centros de força situados no corpo energético e que tem como função principal a absorção de energia (prana, chi) do meio ambiente para o interior do campo energético e do corpo físico. Além disso, servem de ponte energética entre o corpo espiritual e o corpo físico.

O Chacra Cardíaco – é o chacra responsável pela energização do sistema cardiorrespiratório. É considerado o canal de movimentação dos sentimentos. Por isso é o chacra mais afetado pelo desequilíbrio emocional. Bem desenvolvido, torna-se um canal de amor para o trabalho de assistência espiritual. Está ligado à glândula timo.

Extraído de: 760 – ESPIRITUALIDADE E CONSCIÊNCIA – Instituto de Pesquisas Projeciológicas e Bioenergéticas

 


 

Fontes consultadas:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Timo
http://mickbernard.blogspot.com/2007/09/glandula-timo-chave-da-imun
http://www.followscience.com/article/science/a-glandula-timo-e-as-t
http://www.ogrupo.org.br/glandula_timo.asp
http://somostodosum.ig.com.br/clube/artigos.asp?id=21513
https://www.ippb.org.br/textos/760-espiritualidade-e-consciencia
http://claudia.abril.com.br/materias/2091/?pagina2
http://portaldosanjos.ning.com/group/reikiaenergiaespiritual/forum/topic/show?id=3406316%3ATopic%3A401724&xgs=1&xg_source=msg_share_topic

Origem: CURA E ASCENSÃO – Solange Christtine Ventura

Via: A GLÂNDULA TIMO E A ESPIRITUALIDADE>>CURA E ASCENSÃO

TRANSMITINDO AMOR E COMPAIXÃO, UNS AOS OUTROS, POR UM CAMPO ENERGÉTICO ACESSÍVEL A TODOS…

transmitindo-energia

O CAMPO – PARTE DOIS

Mensagem de Kryon, por Lee Carroll

Canalizada ao vivo por Lee Carroll, em Anchorage, Alaska, 7 de agosto de 2016

 

Para ajudar o leitor, esta mensagem foi revista [por Lee e Kryon] e complementada, para permitir um entendimento mais claro. Inclusive algumas informações foram incluídas. Geralmente as canalizações ao vivo têm uma energia implícita que carrega um tipo de comunicação que o texto escrito não traz. Então, aproveite esta mensagem aprimorada, transmitida em Anchorage, Alaska.


Saudações, queridos, eu sou Kryon do Serviço Magnético.
Meu parceiro literalmente se afasta e sua consciência de divide. Embora ele já tenha feito isto muitas vezes, cada vez é algo novo. Ele sabe o que deve esperar, mas cada vez é ligeiramente diferente. Queridos, isto é canalizar à maneira dele. Já dissemos antes que não existe uma forma genérica de canalizar. Quando um Ser Humano se abre, a canalização pode vir através de uma música ou das melhores pinturas que vocês já viram. Algumas das maiores criações dos séculos, que vocês experimentaram e aproveitaram, foram canalizadas. As mais belas melodias do planeta foram canalizadas. As lindas esculturas que vocês admiram e parecem falar com vocês foram canalizadas. Portanto, esta conexão com o Criador se manifesta de várias formas diferentes, mas, mesmo aqueles que falam as palavras, como meu parceiro está fazendo, têm muitas maneiras diferentes de fazê-lo.
Alguns Seres Humanos precisam ser literalmente afastados da sua própria consciência e, portanto, não se lembram de nada. E há o meu parceiro, que pediu para se manter presente. E foi por isto que ele demorou mais tempo para entender o que estava sendo dito, para conhecer e verificar a integridade da mensagem.
Queridos, hoje de manhã transmiti uma mensagem que eu gostaria de resumir, mais adiante nesta canalização, para aqueles que estão ouvindo e lendo. Trata-se de um conceito que desejo revisar; um conceito que muitos não ouviram, então desejo falar sobre ele e acrescentar mais alguma coisa. Isto virá daqui a pouco, mas antes que eu prossiga, quero lhes dizer que não é o acaso que os traz às cadeiras onde agora estão sentados, ouvindo e lendo isto. Muito depois que saírem dessas cadeiras, esta mensagem ainda continuará.
Para aqueles que estão fisicamente aqui, geralmente existe um pensamento muito linear, que “sabe” como estes encontros se desenvolvem. Este pensamento diz que vocês vêm a um evento e quando ele termina, simplesmente termina; vocês se levantam e vão embora. O canalizador sai também e, então, está terminado. Entretanto, quero lhes dizer que isto não é correto. A conexão que foi feita permanece. Se vocês fizerem uma conexão no dia de hoje e sentirem algo diferente, que lhes agrade, que seja compassivo com vocês, que os faça sentir em casa, é porque fizeram uma conexão com o Espírito. Então, quando o canalizador for embora – até bem depois que ele já tenha ido embora – a conexão se manterá. Já dissemos isto tantas vezes, mas vocês precisam ouvi-lo ainda mais.
E nesta sala vocês nunca estão sozinhos – nunca! Uma comitiva está sempre com vocês, literalmente. É o mesmo grupo que sempre esteve aqui, mas se vocês fizeram uma conexão, estão sentindo-o mais. Na verdade, vocês deram permissão para “abrir a porta” e deixar que mais deles entrem. Vou lhes contar mais sobre o que falei hoje de manhã, porque faz parte desta lição sobre O Campo.

O CAMPO, PARTE 2

Há alguns instantes atrás, começamos a falar sobre uma coisa que é muito estranha e aparentemente nova na física. Conversamos sobre algo chamado O Campo. Este fenômeno tem sido conhecido em física por vários nomes, e diremos novamente que aqueles que usariam a palavra “emaranhamento” ou mesmo “entrelaçamento” para defini-lo têm apenas uma parte da história. O Campo é algo muito real e desempenha um papel maior do que nunca na nova energia do planeta. O Campo é o que temos chamado ludicamente de “física com uma atitude”
Vocês imaginam que deve haver um equilíbrio em física, não é? A resposta é sempre “sim”. Vocês imaginam que física e biologia trabalham juntas em harmonia, para criarem sempre coisas que funcionem bem, certo? Novamente, a reposta é “sim”. Vocês sabem, inclusive, que existe um tipo específico de harmonia – uma simbiose entre os próprios elementos da natureza e da física. Se tentarmos perturbar um atributo, perturbaremos todos eles. Para a humanidade, é muito difícil equilibrar algo que se desequilibrou na física ou na natureza, porque os Seres Humanos a modificaram. Então, vocês já sabem que a natureza almeja um certo tipo de equilíbrio e o alcança independentemente da presença ou não dos Seres Humanos aqui. Portanto, a ciência reconhece que existe um sistema. Cada um de vocês, pessoalmente, também sabe que existe um sistema em metafísica. Mas O Campo é algo que está acima e além de tudo isto, e O Campo está começando a se apresentar neste planeta de uma forma mais grandiosa, devido à mudança.

O MARCO FOI ULTRAPASSADO

Quando fizeram esta mudança de 2012, queridos seres humanos, é quase como se cada um de vocês tivesse feito uma declaração: “Eu vou ficar!” Há um processo evolutivo que está começando a ocorrer, o qual já discutimos diversas vezes. Mas neste processo, há também um catalisador começando a se apresentar. É um catalisador que afeta a física da realidade ao redor de vocês, e que realmente coopera com coisas harmoniosas nas quais vocês estão trabalhando. Dissemos muitas vezes anteriormente que “o vento está soprando nas suas costas nesta nova energia.” Mas é muito mais do que isto.
O Campo, como definido anteriormente, é uma energia benevolente ao redor de vocês, que deseja criar harmonia. Ele une as coisas para criar harmonia. Vocês poderão dizer: “Espere um pouco! A física deve ser uma coisa absoluta e estática. É um conjunto de regras que define como as coisas funcionam. Não é algo que tenha uma consciência!” De fato, foi isto que vocês aprenderam; no entanto, estou lhes dizendo que aqui está uma lei física que tem um atributo que tenta conectar as coisas. Será possível???
Queridos, isto não é nada diferente da Mãe Natureza ou Gaia. Realmente não é. É simplesmente um outro tipo de relacionamento simbiótico, só que este é a conexão ou relação do Ser Humano com a fonte criativa. É algo que junta as coisas, faz com que funcionem de forma diferente, e abre portas e avenidas de harmonia. Chama-se O Campo. Falaremos cada vez mais sobre isto, mas neste momento, O Campo está se tornando mais evidente e mais óbvio, e está começando a criar tipos diferentes de coisas que talvez vocês já esperem.

HOJE DE MANHÃ CEDO

Voltando à mensagem desta manhã… comecei a lhes falar que há motivos para que alguns Seres Humanos vivam em áreas deste planeta que nunca viram guerra. Se vocês observarem de onde veio a maioria das canalizações nos últimos 25 anos, perceberão que foi de países que nunca viram guerra. Isto acontece porque a Grade Cristalina deste planeta se recorda de tudo o que os Seres Humanos fazem através dos séculos, e o apresenta em tempo real àqueles que vivem aqui agora. Então, aqueles que encontram lugares para viver neste planeta, que estão frescos, que ainda não têm nenhuma camada de drama, guerra, morte e tristeza, estão literalmente assentados em terras de consciência virgem – intocada pela escuridão do assassinato em massa de Seres Humanos.

A CONEXÃO DA ALMA VELHA

Este tipo de terra inclusive cria algo que O Campo está usando mais agora. Muitos são chamados a determinadas áreas do planeta e ficam se perguntando por que, por que estão morando lá. Também não parece importante qual é a temperatura do lugar [Kryon sorri – esta canalização foi dada no Alaska]. Vocês vão para um local e sentem que esse é o seu lugar, e é lá que vocês ficam. Mesmo se vão embora, são constantemente atraídos de volta para ele. Existe um certo tipo de consciência que permeia um lugar dessa natureza, por todo o planeta. Gostaria de falar um pouco sobre isto.
Meu parceiro esteve recentemente num lugar chamado Patagônia – belo, distante, intocado. Poucas pessoas vivem lá, mas estas lhes dirão que ali vão permanecer. Para elas, não existe nenhum outro lugar como aquele no planeta. Talvez sintam que foram chamadas para estar lá. Inclusive alguns vivem sozinhos nesse lugar. Existem outros lugares exatamente como esse, onde nunca houve nenhuma grande guerra, nenhuma destruição em massa, e possuem camadas e camadas de história limpa. Aqueles que vivem lá sentem isto. Esses locais são, inclusive, mais alinhados com Gaia e a natureza do que a maioria dos lugares deste planeta.
Esta explicação deveria ser útil para aqueles que estão ouvindo e lendo, que vivem em algum desses lugares e se perguntam por que estão lá. Conversamos sobre isto enquanto estávamos em desertos, lugares inóspitos, ilhas e topos de montanhas. Falamos sobre isto por todo o planeta, onde existem locais deste tipo. Há algo acontecendo com vocês. Se você mora em um desses lugares, lhe direi que nesta nova energia, devido ao Campo, há uma conexão maior entre você e toda a humanidade! E você pensava que era um eremita, não é?
Se você é uma alma velha, está conectado com todos que são almas velhas. Sabia disto? A conexão é esotérica, não física. É a sua família esotérica. Ouça, existem muitas almas velhas em lugares que não são imaculados e nem novos e frescos. Pense naqueles que estão no Oriente Médio, de qualquer lado da situação. Eles estão numa terra sempre abundante em preocupações e problemas. Eles vivem sobre camadas e camadas de horror. Por mais fundo que escavem, sempre encontram outras cidades que foram conquistadas e tomadas com grande sofrimento e muitas mortes. Que chance eles têm quando entram em estado meditativo? Como conseguem chegar a um ponto de neutralidade da consciência? Como podem começar a criar um semblante pacífico que vem com a energia pura? A resposta? Eu lhes direi pela primeira vez: O Campo está harmonizando-os uns com os outros.
Eles podem entrar em estado meditativo e aliar-se com o que está na área onde você vive, porque você está mantendo-o aí. Eles podem sentir a beleza, o frescor e a virgindade absoluta da terra. A conexão com Gaia, que existe nesses lugares, pode ser usada por essas pessoas, mesmo que não estejam lá! Isto se dá porque aqueles que estão nesses lugares estão transmitindo-a para elas, sem sequer saber disto. Isto é uma parte do que uma alma velha faz, que é nova e muito esotérica.
Portanto, se você vive em um desses lugares, em qualquer parte do planeta, e está ciente dessas coisas, você está sendo o que chamo de “farol” – um transmissor daquilo que você tem e eles não têm, mas do qual precisam desesperadamente! É importante que você saiba disto. Em locais problemáticos por todo o planeta, as pessoas estão sendo ajudadas porque você vive em uma dessas áreas e está mantendo esta energia para elas.
Esta é uma informação absolutamente nova, pois O Campo sempre existiu, mas nesta nova energia pós-2012, ele é um dos atributos físicos de Gaia que está começando a mudar. Esta mudança do Campo não está ocorrendo apenas porque vocês mudaram, mas está sendo acionada pelos nodos e nulos, dos quais já falamos várias vezes anteriormente. Eles são o impulso para que algo aconteça na Grade Cristalina. Com o tempo, à medida que esses 12 pares de nodos e nulos forem trabalhando juntos, eles vão alinhar a Grade Cristalina a uma postura muito melhor, que vai cooperar com uma consciência Humana mais elevada. Gaia está realmente envolvida aqui mais do que nunca, portanto esta é uma boa informação para aqueles que desejam sentar-se e sentir a pureza e a beleza de Gaia, em um local que simplesmente não as possui.
Há várias almas velhas vivendo em lugares muito difíceis. Talvez estejam no meio de uma grande cidade, e não conectadas. Talvez haja coisas mecânicas por todo lado, campos magnéticos interferindo com a vida… Como, então, poderão sentir a beleza e o encanto de Gaia? Pois lhes digo agora que simplesmente se sintonizem, porque existem belos transmissores e faróis por todo o planeta nessas áreas imaculadas, os quais estão conectados com a Mãe Natureza de uma forma sólida e eterna. E convido vocês a senti-los. Esta é apenas uma das novidades. As almas velhas estão começando a transmitir umas para as outras. Vocês não deveriam ficar surpresos porque este tipo de coisa está acontecendo.

INTERAÇÃO COM OUTROS

Há também um outro atributo. É difícil falar sobre este porque tem a ver com a natureza Humana, a personalidade, antigos maus hábitos e medos. É pessoal, mas é necessário que seja apresentado. Deixe-me fazer uma pergunta para o público que está ouvindo ou lendo isto… Estou fazendo esta pergunta para cada um que esteja ouvindo ou lendo isto agora: “Como você fala com os outros? Qual é seu tom natural, neutro?” Talvez a resposta seja, “Bem, eu tenho que ser um pouco enérgico para conseguir o que preciso porque vivo num lugar difícil. Então abordo as coisas com um pouco mais de agressividade, talvez, do que a maioria das pessoas.” Eu lhe pergunto, “Isto significa que você é indelicado com eles?” A resposta seria, “Bem, não pretendo ser, mas às vezes eles dizem que sou. Mas este é o único meio de conseguir o que preciso.” Então pergunto: “Realmente?”
Em breve acontecerá uma coisa e desejo lhe contar o que é por causa do Campo. Querido, por muitos anos tenho falado que, nesta nova energia, não se pode mais ficar em cima do muro. O que quero dizer é que você não pode afirmar ser uma coisa e depois sair por aí sendo outra. Isto tem muitos nomes, mas o melhor é este – “ficar em cima do muro”. Por exemplo, você gosta da minha mensagem, mas não quer se comprometer necessariamente com estas coisas esotéricas depois que a canalização termina.
Como você trata aquele que lhe serve o jantar? Essa pessoa é um servente ou um familiar? Como você trata os motoristas que o “cortam” na estrada? O que você fala dos outros quando eles não estão presentes?
Agora você poderá dizer: “Bem, este é um bom conselho. Obrigado, Kryon. Serei mais gentil.” Não é isto que estou dizendo. Quero dizer que há algo acontecendo. Veja, O Campo quer harmonia. Ele tenta unir as coisas e está começando a aumentar seu efeito. “O quê???”, você poderá perguntar. “Como que a física pode ‘querer’ alguma coisa” A água corre morro abaixo… será que a física quer isto? Não em um nível consciente; ela cria isto devido à lei da gravidade. Mas, e se houver leis adicionais de harmonia? E se a rispidez criar resultados indesejáveis? Continue comigo…
O Campo está em toda a sua volta. Talvez você ouça Kryon e tenha participado de encontros esotéricos. Você escutou tudo o que eu tinha a dizer sobre a beleza da compaixão e como vocês estão se movendo para uma era de compaixão. Você até ouviu o que significam os atos de compaixão. Você escuta, escuta, balançando a cabeça em assentimento, depois vai embora e faz o que bem entende. Quando uma pessoa não lhe é agradável, você é indelicado com ela. O motivo? Hábito. Foi assim que você sempre viveu. Talvez insultar as pessoas e ser duro com elas lhe traga resultados e funcione para você. Para você, é assim que as coisas são. Depois você volta para o nosso encontro, ouve Kryon e sente-se muito bem. Você é muito espiritualizado até deixar o encontro. Então o hábito continua.
Isto não vai mais funcionar, de jeito nenhum. E vou lhe dizer por quê. Querido, O Campo quer criar harmonia e juntar as coisas. Se O Campo não puder unir as coisas, elas se tornarão mais desequilibradas do que nunca. Se a água não conseguir descer por uma canaleta ou um sulco, ela vai se espalhar para fora, podendo criar inundações e destruição. Você gostaria de envelhecer mais rápido e morrer mais depressa também? Se é isto que deseja, continue em cima do muro, porque sua própria estrutura celular será empurrada em direção à harmonia, que você rejeitará devido aos seus hábitos. A rejeição criará desequilíbrio na sua química. Isto resultará em desequilíbrio na sua personalidade.
Há ainda mais um atributo para este desequilíbrio e talvez você o sinta e se pergunte por que anda tão cansado o tempo todo. Será que, de alguma forma, você não está “em cima do muro”?
Isto é tão profundo e, no entanto, muitos de vocês nem sequer sabem que está acontecendo. Eu lhes digo que aqueles que aprenderam a ter compaixão viverão muito mais tempo. Neste momento, estão acontecendo coisas que lhes dissemos que poderiam acontecer se vocês passassem o marco. Quando cheguei aqui, há 26 anos, eu lhes falei para esperarem algumas destas coisas, e agora elas estão acontecendo. Uma delas é isto; vocês não podem ficar em cima do muro. Ou estão conectados de alguma forma com o Espírito, com intenção, ou não estão. Vocês não podem fingir, porque o corpo de vocês sabe. Queridos, isto não é um castigo, mas um equilíbrio no sistema físico. É um sistema de beleza. Ele quer harmonizar aquilo que vocês fazem, e é um sistema muito benevolente.
Talvez você diga, “Bem, Kryon, eu escuto você. Eu gostaria de fazer isso; eu gostaria de me harmonizar mais, mas passei uma vida inteira com este hábito. É simplesmente assim que as coisas funcionam. O que posso fazer?”
Ouça o que vou lhe dizer: Com esta nova energia vem uma reação muito mais elevada a uma determinada consciência. Sua intenção e afirmações para se transformar em uma pessoa mais compassiva podem fazer milagres. Deixe seu corpo ouvi-las e O Campo as ouvirá. Sua intenção é energia. O Campo é energia. Isto é física, e O Campo colaborará com este processo para você. Ele será o vento soprando nas suas costas, e você se perceberá pensando sobre as coisas de um modo diferente, enxergando os outros de forma diferente, usando palavras diferentes e mudando seus hábitos.
Muitos estão até comentando que têm mais energia devido a esta mudança revigorante. Você vai sentir sua estrutura celular curar-se, coisa que ela não fazia antes. Feridas em seu corpo serão curadas mais depressa, sabia disto? Isto é real. Os cabelos crescerão mais rapidamente, as unhas crescerão mais rapidamente. Por quê? Porque existe uma harmonia aqui que não havia há muito tempo. Você está criando um caminho para a água que nunca existiu antes. Que tal se você tomasse tudo o que eu falei ao longo dos anos e finalmente o aplicasse à sua persona, de modo a tornar-se uma pessoa mais compassiva e mais demorada para zangar-se? Tudo isto é possível porque O Campo está do seu lado. Pense nele como uma presença angélica magnífica, que está pronta para ajudá-lo em tudo que você está pedindo para se tornar – mais compassivo, mas parecido com um mestre.
Já lhe contei os resultados, e não é só que você vai viver mais tempo. As pessoas diretamente à sua volta notarão a sua mudança. Se você for suficientemente jovem, seus filhos a notarão. Ouso dizer que até seus animais o notarão! Eles virão a você, quando não vinham antes, porque agora você irradia paz no padrão da sua Merkabah, um padrão multidimensional que é totalmente diferente do que era antes. Os animais conseguem perceber isto. Nenhuma raiva, muito pouco drama, um semblante pacífico – você realmente convida a compaixão!
Querido, eu não lhe daria esta informação se não fosse verdadeira. Quero que você esteja pronto para mais disto. Está começando a acontecer em toda parte do planeta, mas falo especialmente com você, alma velha, que está em cima do muro e deseja mudar. Venha e aproveite a energia! Você verá que os resultados da nova compaixão sobre os outros é muito maior do que os resultados que os seus velhos hábitos tinham capacidade de apresentar.
Está na hora de alinhar-se com a fonte criativa, que é uma energia de despertar em todo o seu corpo. Ela está aqui para você e sempre esteve. A coisa mais simples que você pode fazer é relaxar e encontrar a compaixão que sempre esteve aí.
Estas são as coisas que eu desejava lhe dizer hoje. Estas são as coisas que precisavam ser ditas. Isto é o que está acontecendo na mudança. Você vai vê-lo de muitas maneiras, e poderá observá-lo também mesmo naqueles que não estão investidos em espiritualidade, pois estes terão alguns resultados semelhantes ao aplicarem a compaixão.
Ouça querido, a velha energia e os caminhos sombrios estarão com vocês por um longo tempo, tentando se reestabelecer. Alguns inclusive lhe dirão que você NÃO deveria ser uma pessoa amável. Eles lhe dirão que a bondade é fraqueza e lhe perguntarão “Você quer ser fraco?”. Isto é um velho truque para levá-lo de volta aos hábitos do passado. Alguns cairão nesta armadilha. E quais serão os resultados?
Aqueles que são indelicados trarão indelicadeza; eles trarão desequilíbrio; manifestarão seu próprio fim. Aqueles que são bondosos e compassivos atrairão o que é belo. Isto funciona. Preste atenção. Fique atento também aos impostores, pois ainda existe uma batalha. Habitualmente, seu modo de agir não fazia diferença neste planeta. Mas agora não é mais assim. Alguns podem se ter perguntado: “Como pode existir uma pessoa tão má para os outros? Como uma pessoa como essa consegue dormir à noite?” Você já deve ter ouvido isto. Mas agora lhe digo que esses dias acabaram, e que agora essas pessoas não vão dormir à noite. Elas vão acabar criando seu próprio fim. Certas situações que estão a caminho lhe mostrarão isto.
Aqui está a recompensa. Há mais luz do que nunca neste planeta. Isto cria diversas coisas que já comentamos antes. Esteja atento às sombras que tentarão lutar com você como nunca antes, e observe O Campo de harmonia invadir tudo. É como se a beleza da Mãe Natureza também estivesse começando a afetar a humanidade. O Campo tentará criar sistemas simbióticos que trabalhem juntos com compaixão e beleza. Ele vai modificar a natureza Humana, como já dissemos antes.
Aguente firme, alma velha! E espere por coisas boas, independentemente do que você veja ou esperava no passado.
Eu sou Kryon, apaixonado pela humanidade, felicitando-o por sua parte na mudança.
E assim é
KRYON

 


 

Direitos Autorais:
Esta informação é gratuita e está disponível para que a imprima, copie ou distribua como desejar. No entanto seus Direitos Autorais proíbem sua venda de qualquer forma, exceto pelo editor.
Lee Carroll
Fonte:
http://www.kryon.com/CHAN2016/k_channel16_lanchorage.html
Tradução de Vera Corrêa veracorrea46@gmail.com

Via: Luz de Gaia | O Campo – Parte Dois –  Kryon por Lee Carroll 07.08.16

NA PROPORÇÃO ENTRE LUZ E TREVAS, A LUZ ESTÁ COMEÇANDO A VENCER…

luz-1

PADRÕES QUÂNTICOS

Mensagem de Kryon por: Lee Carroll

Canalizada ao vivo em San Antonio, Texas, EUA, em 23 de janeiro de 2016

Para ajudar o leitor, esta mensagem foi re-canalizada [por Lee e Kryon] e complementada, para permitir um entendimento mais claro. Inclusive algumas informações foram incluídas. Geralmente as canalizações ao vivo têm uma energia implícita que carrega um tipo de comunicação que o texto escrito não traz. Então, aproveite esta mensagem aprimorada, transmitida em San Antonio, Texas.


Saudações, queridos, Eu sou Kryon do Serviço Magnético.
Este é o momento em que meu parceiro se afasta. Dizemos isto mais uma vez, para que vocês saibam que ele não faz parte da consciência desta mensagem. Canalizar pode parecer algo misterioso e estranho para vocês, pois utiliza o intelecto, a educação, a voz, a maturidade e a sabedoria do Ser Humano, mas a mensagem vem de outro lugar. Meu parceiro chama isto de um fluxo constante de grupos de pensamentos intuitivos. Meu parceiro está aqui, mas não está aqui. Quando digo que ele “se afasta”, é porque ele literalmente abre este recipiente [corpo] e, através da sua pineal e do seu Eu Superior, vem a mensagem que vocês ouvem. Estou lhes contando isto para que saibam não é ele que está falando.
Existe energia ao redor de vocês, assim como há coisas invisíveis à sua volta. Hoje de manhã nós falamos sobre a “Comitiva de Kryon”, e ela ainda está aqui. Ela não é calculável, pois é pura energia. Muito do que vocês vêm, percebem e sentem em torno de si é energia. A energia vem de muitas e muitas formas, e algumas, inclusive, nem são consideradas energia. Para acreditar nesta mensagem sobre energia, geralmente os Seres Humanos precisam quantificá-la e qualificá-la. Vocês querem medir seus atributos vibratórios e algumas vezes não conseguem. A razão disto é que sua Ciência ainda não chegou lá. Isto não é uma crítica à Ciência, mas o simples fato de que há mais a aprender. O som acontece independentemente de haver ouvidos para escutá-lo, e a luz está aí independentemente de haver olhos para vê-la.

AS IDEIAS PRECONCEBIDAS DA CIÊNCIA

Há uma pergunta para Kryon que já me fizeram antes: “O mundo esotérico é algo que algum dia conheceremos melhor através da Ciência?” A resposta é SIM. Neste momento, devido à Terra ainda não ter sido reconhecida pelo que ela é, existem muitas coisas que são separadas e linearizadas e, por isto, não são bem entendidas. Já falamos sobre isto antes – os melhores colégios e universidades do planeta resolveram separar todos os estudos em categorias, tendo em vista a especialização. Mas isto tem um preço.
Física, Química, Biologia e Medicina são abordadas como se fossem Ciências independentes. É claro que elas são relacionadas, mas não existe nenhum lugar no campus universitário onde haja um “edifício de integração” para colocá-las todas juntas. Alguns dirão: “É óbvio que tem que ser assim, porque cada uma precisa do seu próprio currículo de estudo. Simplesmente não existe nenhuma forma de juntarmos todas elas, já que precisam ser estudadas de forma independente; há coisas demais para serem aprendidas sobre cada uma delas.”
Deixem que lhes diga algo, queridos Humanos. Na verdade, existe um modo de juntar essas coisas. Vocês simplesmente ainda não pensaram nele e ainda não consideraram a “fase de integração” deste quebra-cabeça. Se conhecessem a profundidade do relacionamento que tudo tem com tudo, entenderiam imediatamente que é necessária uma mudança. Vocês poderiam ter “etapas de integração” ou revisões. Mas até mesmo isto está faltando.
Uma coisa leva a outra e descobertas são feitas. Mas como vocês estudam as propriedades isoladas de cada área da Ciência, as descobertas geralmente beneficiam apenas uma única Ciência. Química leva a mais Química, por exemplo… e somente os químicos são envolvidos. De fato, existem enigmas em cada estudo independente que só podem ser resolvidos pela integração com o estudo de outras Ciências. Mas geralmente eles continuam sendo enigmas, porque ninguém está “olhando ao redor” para as outras áreas de estudo. Vocês sabiam que foi apenas recentemente que a Ciência postulou a ideia de que o campo magnético da Terra é necessário à vida? Eu lhes contei isto em 1993, mas ainda não existe nenhuma Ciência exata que apresente isto, mesmo com todos os seus recursos. A tendência a separar as Ciências tem mantido muitas coisas distantes de vocês. Vocês simplesmente não querem juntar Física com Biologia!
Existem meios de integrar todas elas, especialmente Química e Física. Quando começarem a fazer isto, queridos, serão levados a grandes descobertas, mas isto não acontecerá enquanto elas estiverem separadas. Vocês têm especialistas num campo e especialistas em outros. Às vezes eles se reúnem em festas e só isto. Eles não se reúnem realmente para discutir suas especializações. Como podem separar estas coisas e ser um cientista completo?
Foram necessários mais de 20 anos para se descobrir que mais de 90% do DNA é informação e não química codificada. Durante esse tempo todo isso foi chamado de “sucata”, porque vocês fizeram um diagnóstico errado. Foi preciso que linguistas descobrissem isso! Eles enxergaram padrões de linguagem e não padrões químicos. É isto que acontece quando se tem apenas químicos e biólogos tentando decifrar complexos e desconhecidos enigmas da Química. Suas suposições e ideias preconcebidas os mantiveram afastados desta bela informação durante décadas.

A CHEGADA DA INTEGRAÇÃO DA CIÊNCIA

Então, a primeira previsão que lhes oferecemos é acadêmica. Há uma nova consciência chegando e, com ela, uma nova sabedoria. Haverá certo “bom senso científico” que perceberá o valor incrível de alinhar confluências de estudos que costumavam estar separados. Isto é o melhor que posso lhes oferecer… sem os detalhes. Entretanto, é tão óbvio que precisa ser assim, que chegará um dia em que vocês olharão para trás e dirão: “O que será que estávamos pensando?!” Vocês podem imaginar um mundo em que nenhum alimento fosse misturado com outro para uma refeição, até que, de repente, alguns chefs especializados se unissem e fizessem descobertas importantes na área de alimentação? Ingredientes fáceis de serem cultivados se combinam e criam refeições melhores. Que ideia!
Podem imaginar como seria a comunicação se, ao tentarem aprender um idioma, vocês tivessem que frequentar o edifício dos verbos, depois o departamento de adjetivos e, finalmente, o pavilhão dos substantivos?! Ninguém seria capaz de falar o idioma; apenas discutiriam sobre as peças que o “quebra-cabeça” contém. A linguagem da Física será descoberta e lhes trará algumas revelações sobre Biologia, Química e consciência.
A canalização de hoje é sobre a nova consciência que está chegando e como isto mudará tudo. Há algumas coisas que desejamos lhes contar e outras que desejamos discutir com vocês. Amamos conversar sobre o futuro da humanidade e os potenciais que estão diante de vocês.

O VASTO MUNDO INVISÍVEL QUE SE ENCONTRA DIANTE DE VOCÊS

O que sabem sobre coisas invisíveis? Falemos primeiro de coisas invisíveis que não são esotéricas – aquelas que são reais para vocês, mas também invisíveis. Vamos à mais básica das coisas invisíveis. Existem inúmeras energias físicas, intensas e poderosas à sua volta, que interagem com vocês todos os dias, mas que são totalmente invisíveis para vocês como Seres Humanos. Entretanto, vocês as aceitam e trabalham com elas e dizem: “Bem, elas são invisíveis, mas as coisas são simplesmente assim. Isto não me incomoda.”
GRAVIDADE – Todas as pessoas da Terra são afetadas pela gravidade! Mas ela é invisível! Já lhe oferecemos várias canalizações sobre a Física da Gravidade, e lhes dissemos que ela é variável e controlável, e que vocês acabarão descobrindo por que. Dissemos-lhes que ela não é necessariamente ligada à massa da maneira empírica que vocês pensam. De fato, vocês podem ajustá-la ao valor que desejarem, se conhecerem um pouco mais sobre como alterar a massa dos objetos. É apenas uma questão de tempo e descoberta, e o que se seguirá será muito razoável e cientificamente lógico. Uma coisa leva à outra e à outra e, finalmente, haverá descobertas que lhes permitirão fazer coisas que, no passado, pareciam cientificamente ridículas. Um dia será possível ver e medir a gravidade com instrumentos que vocês ainda não descobriram. Quando conhecerem mais sobre a Física da Gravidade, vocês saberão como enxergá-la em toda sua glória. Isto está chegando!
Qualquer tipo de Ciência torna-se mais real para vocês quando vocês conseguem enxergar seus padrões físicos. A propósito, quando finalmente puderem ver os padrões da gravidade, entenderão um pouco mais sobre como alterá-la. Alguns segredos serão revelados nos padrões que vocês não conseguem enxergar neste momento. As coisas quânticas não existem numa forma que vocês possam vê-las do jeito que estão acostumados na terceira dimensão. Serão necessárias descobertas – que estão chegando! – descobertas científicas desenvolvidas com um novo entendimento e uma nova consciência. Esta é apenas uma(1).

OS PRÓXIMOS PADRÕES

Meu parceiro fala constantemente sobre o campo magnético. Vocês sabem que ele existe porque suas bússolas apontam para o topo dele. Alguma coisa está fisicamente aí, mas é invisível. Esta camada de consciência na qual vocês se encontram, e que está intimamente ligada à força vital do planeta, é completa e totalmente invisível. Entretanto, chegará um tempo em que não será mais. Seus olhos não a verão, queridos, mas ela será vista pelos instrumentos que estão para chegar. Já se imaginaram vendo a gravidade? Já se imaginaram vendo o campo magnético? Como serão eles? O que lhes dirão os instrumentos sobre as cores e vibrações? Haverá padrões, ou simplesmente uma massa rodopiante de energia?
Deixem-me contar-lhes um segredo que não é segredo para nenhum físico ou biólogo. Tudo tem padrões – tudo. Os fractais estão sempre lá. Do grande ao pequeno, do pequeno ao grande, e as próprias formas dos padrões e desenhos de tudo que vocês veem, são literalmente revelações daquilo que os criou. Isto os levará à etapa seguinte, onde entenderão por que a grade magnética faz o que faz e como ela se alia à Biologia e ao pensamento humano. Vocês serão capazes, inclusive, de sintonizá-la ligeiramente para a saúde! Estas coisas estão todas chegando. Tudo isto será Ciência e não será esotérico, mas conduzirá a belas descobertas esotéricas.
Já lhes dissemos inúmeras vezes que chegará um tempo em que estes instrumentos serão direcionados para o Ser Humano e ocorrerá uma revelação na Ciência. Será revelado claramente que os Seres Humanos possuem uma espécie de aspecto quântico ao redor deles. À medida que os instrumentos se tornarem mais afinados, haverá formas de realmente enxergar e medir os padrões ao redor do Ser Humano. Queridos, esta é a Física Sagrada do Ser Humano – a Merkabah.
É bom vocês juntarem logo estas coisas, porque se continuarem dentro das caixas e compartimentos, não receberão respostas. Não entenderão as correlações e confluências e como cada uma trabalha com a outra. Cientistas, está na hora de pensar fora da caixa da especialização! Esta é uma abordagem linear para resolver problemas que são circulares.

AS PREVISÕES DO FUTURO

Prevejo todas estas coisas acima. Posso prevê-las porque os potenciais estão aqui. Potenciais idênticos a estes foram vistos antes, em outras sociedades que chegaram ao ponto em que vocês estão agora, com a Ciência semelhante à que vocês têm. Posso prever isto porque já aconteceu antes, e alguns que estão nesta sala entenderão que “a bola está rolando” [referindo-se ao ensinamento do seminário]. É inevitável. Neste exato momento, existem cientistas que estão tendo insights que levarão a estas mesmas descobertas no futuro. Tudo isto está vindo ao encontro de vocês. Existe uma progressão lógica para o pensamento e a sabedoria. Vocês andam antes de correr e, portanto, posso lhes dizer que estas coisas estão chegando.
Deixem-me contar-lhes uma coisa sobre esta sala onde vocês se encontram – não tenham medo! [Kryon fazendo graça]. Sabem que existem coisas invisíveis nesta sala que são perigosas? Sabem que agora mesmo, nesta sala, existem coisas invisíveis movendo-se furtivamente por aqui e que podem levar a doenças, se vocês não tiverem cuidado? Sabiam disto? Elas estão aqui com vocês! Epa!…Mas não tenham medo, porque são apenas germes!
Agora, se eu tivesse dito isto há 100 anos atrás, ninguém acreditaria. “Ah, isto não passa de conversa esotérica; tal coisa não pode ser real! ” Muitos dariam gargalhadas diante desta ideia. Mas a sua Ciência tornou isto real para vocês. Quando desenvolveram instrumentos que poderiam ver os minúsculos atributos de vida, todo um mundo novo se abriu. Ele estava escondido, até então, mas de repente a Ciência o tornou real. Estão percebendo onde quero chegar com isto? Queridos, vocês têm a incumbência de chegar a um ponto em que sua Ciência, sua Física e seu Conhecimento comecem a se unir às confluências de uma consciência nova e mais sábia. Vocês terão novas invenções, e estas descortinarão muitas áreas que lhes serão tremendamente úteis.
Estas invenções lhes assegurarão toda a água que precisarem para cultivar o que quiserem e para beber, em quase todos os lugares da Terra. O sal dos seus oceanos será facilmente removido com invenções eficientes que usarão o magnetismo. A energia será obtida com mais facilidade e produzida em abundância, com aquecimento gratuito e abundante. O crescimento populacional não será um problema, pois a consciência mais elevada criará a sabedoria para se saber quando ter filhos e se é oportuno tê-los (como os indígenas vêm fazendo há milhares de anos). Um dia vocês olharão para trás e dirão: “Como éramos tolos! Não sabíamos nada de nada; é até espantoso que tenhamos sobrevivido.” Estou lhes contando isto devido ao que está por vir. Isto me leva a falar sobre a consciência Humana.

A CONSCIÊNCIA HUMANA

O que vocês acham que a consciência é? “Bem, Kryon, é o pensamento. É o jeito que as pessoas pensam. Pode-se dizer que consciência é a descrição do paradigma do pensamento.” De fato é! Mas vocês deixaram de lado a avaliação de pensamento superior e inferior. O que aconteceria se vocês desenvolvessem instrumentos que conseguissem realmente ver a consciência? “Kryon, você quer dizer que ela é visível?” Claro, ela é física! O que acontece quando alguém está frustrado e seu computador trava ou uma bateria descarrega? Isto não é uma interação com coisas físicas? Uma descoberta importante, usando satélites meteorológicos, mostrou uma correlação constante entre variações na intensidade do campo magnético e a consciência coletiva de compaixão Humana. Em outras palavras, ao contrário do que supõe o conhecimento predominante, o campo magnético reage a desastres e celebrações mundiais!(2) A consciência está relacionada à Física. Com o equipamento certo, um dia vocês enxergarão os padrões. Isto está chegando.

OS PRÓXIMOS PADRÕES DA HUMANIDADE

Quero lhes revelar algo que nunca revelei antes… como serão os padrões de consciência da Humanidade. Bem, nós estabelecemos a premissa de que a Física Multidimensional tem o potencial de revelar muitos padrões de coisas antes invisíveis. Quase tudo que envolve energia quântica terá padrões para serem vistos. Não é surpresa nenhuma. Como vocês acham que seriam os padrões, se pudessem enxergar a consciência de uma pessoa? Estamos falando da consciência individual e não da consciência de massa. Este padrão será físico, individual e terá um campo. Finalmente, graças a isto, ela será mensurável e terá uma padronização – a sua padronização pessoal.
Acham que isto é exagero? Se descobertas e experimentos simples já captaram a Física da alteração da consciência coletiva, por que duvidar que isto será aprimorado no futuro? Como será isso? Vou lhes dar dois exemplos. Os dois maiores produtores de energia de consciência estão em pares: medo e ódio, compaixão e amor. Eles se encontram nas duas extremidades do espectro e ambos são poderosos, extremamente poderosos. Eles podem disparar alarmes; podem travar o seu computador; podem abrandar seu coração; podem afetar sua química, e podem fazer isto através da sala ou através do planeta. Vocês nunca se sentaram em uma sala onde alguém estava com raiva e vocês perceberam? Isto é palpável; vocês podem senti-lo. Quando isto acontece, vocês não querem permanecer lá; vocês têm vontade de ir embora. Quando alguém está bravo ou com raiva, vocês dizem: “Há uma nuvem escura aqui.” , porque estão sentindo a energia e seu padrão específico. Seria uma energia diferente se a pessoa fosse um mestre e estivesse vibrando amor? Sim! Então vocês diriam: “Amo este lugar! Quero ficar aqui e absorver este sentimento.” Vocês acabaram de definir o padrão de consciência!
Toda energia, em qualquer lugar do Universo, tem um jeito de ser medida e vista. Sempre haverá um modo de enxergar padrões em tudo. Podem começar como simples ondas, mas, com o tempo e melhores instrumentos, serão vistos padrões elegantes. Aqueles que estiveram no mesmo ambiente que os grandes mestres deste planeta sentiram o amor intenso e a compaixão da fonte criativa. Estes vêm em ondas de euforia; e fazem as pessoas chorarem de alegria porque estão conectadas a tudo. Isto é energia! Percebem o que estou dizendo? Pode-se medir o amor? Sim! Ele é padronizado e vocês podem vê-lo. Todo um novo mundo acabará se abrindo. Deixem-me mostrar-lhes o que são os padrões.

PADRÕES INFERIORES

Agora, estas são as previsões. Mas são previsões devido ao potencial que está a caminho. O potencial é tão forte que é uma certeza! Chegará um dia em que estes padrões poderão ser vistos. Quando forem padrões de consciência Humana, vocês verão algo muito interessante. Os padrões dos quais vou lhes falar agora serão validados quando isso ocorrer. Esta canalização será ouvida por milhares de pessoas, portanto será fácil de ser encontrada para referência.
Primeiro, falemos sobre a consciência que é a mais baixa, mas muito poderosa. Entendam que a consciência inferior traz consigo um poder incrível, da mesma forma que a consciência superior. Entretanto, inferior e superior não são medidas do seu poder efetivo, mas apenas uma medida de vibração. Não confundam isto com frequência, pois a tecnologia disto não é tão linear. O que é visto na padronização é a vibração do pensamento e aonde ele pode ir ou aonde ele não pode ir, ou o quanto ele é restritivo ou expansivo. Poder, ou força, é algo muito profundo. Vocês já sabem disto. O poder do ódio cria o mal, e o medo é muito forte. O poder do medo pode escravizar nações se elas não tiverem cuidado. Vocês conhecem este poder devido ao seu passado. Então, falemos sobre o padrão específico que ele vai criar num instrumento que está para chegar, quando for medido em um indivíduo que tem esse atributo.
A consciência inferior criará padrões extremamente básicos e simples. Estes padrões criarão ou emanarão um círculo forte – uma confluência de energias que se juntarão para formarem uma barreira contra vibrações superiores. Parecerá um círculo ao redor do indivíduo ou da energia de consciência que o indivíduo está criando. O círculo é como uma prisão padronizada, ou um fractal básico que não se repete. Ele se mantém dentro de si mesmo, e o padrão não terá consciência de nada que esteja fora do seu próprio círculo. A força vem do fato de ele ser tão poderoso, que outros podem ser influenciados por ele e facilmente se unirem a ele, formando um círculo mais forte. Este círculo se tornará mais amplo e maior em sua capacidade de aprisionar consciência ao seu redor, tornando-se um círculo maior ainda, mas continuando a ser apenas um círculo único.
Talvez estejam pensando que estou falando numa linguagem que vocês não entendem. Pode ser que sim, mas o fato é o seguinte: ele é simples. É um recipiente que é um círculo e que não consegue enxergar nada do lado de fora de si mesmo; só enxerga a si mesmo, e só sabe do seu próprio mal. Ele faz julgamentos e toma decisões baseadas apenas no que conhece dentro de si próprio. Esta é a consciência inferior. Sua programação é ela mesma, e ela não consegue ver nada mais. O círculo pode escravizar aqueles que estão pensando do mesmo modo; pode tornar-se um círculo maior, mas nunca pode sair de si mesmo; não consegue ver além daquilo que ele conhece. Não existe nenhum padrão fora do círculo que pertença ao círculo. Ele é restritivo, limitador. Será profundamente óbvio: simples, de baixa vibração e sobrevivência básica.

PADRÕES SUPERIORES

Falemos agora do outro padrão. Esta é uma consciência mais elevada, de amor, compaixão, pensamento generoso, carinho e integridade. Como se parece? Esperem, porque não posso lhes dar a informação toda… Essa consciência cria fractais múltiplos. Cria uma confluência de energia que, por sua vez, cria mais de si mesma em forma de harmônicos de si própria [muito mais fractais de frequências superiores, que são múltiplos específicos do original]. Estas ondas fractais irradiam para fora, ampliando o que está ao redor delas num ciclo infinito. Essa consciênca é expansiva, é cativante, é estruturada de um modo complexo; e os harmônicos criam outros fractais muito além do seu próprio âmbito. Ela tem uma influência junto a outras matérias em todo lugar.
Então, do mais simples ao mais complexo, o que vocês percebem que é a verdadeira diferença entre os dois padrões? Um é restritivo e poderoso em sua singularidade. O outro é expansivo e poderoso em sua expansividade múltipla. Até este momento, queridos, a consciência Humana neste planeta vem tendendo a se fechar no círculo da vibração mais baixa possível: ódio, guerra, atitudes críticas, grosseria, indelicadeza – porque tudo isto fazia parte da sobrevivência. Vencer era a única coisa dentro do círculo. Foi assim que os Humanos sobreviveram! Depois passou a ser grupo contra grupo, nação contra nação, círculo contra círculo, e foi isto que vocês obtiveram deste padrão. Ele criou morte em massa e uma tristeza incrível. Humano contra Humano foi outra coisa que vocês obtiveram. E o padrão circular era aquele onde a consciência não podia se expandir. Então, tudo o que ela fazia era repetir-se, repetir-se, repetir-se. Bem-vindos à história deste planeta!
Não havia nenhum harmônico para enviar para fora, e não havia nenhuma expansividade. Não havia nenhum crescimento, apenas estagnação, e ela se repetia. Ela não tinha para onde ir, uma vez que não conseguia “enxergar” nada superior a ela mesma.
Queridos, a energia deste planeta vai mudar os velhos padrões. Os padrões de consciência encontram-se nos atributos da grade magnética do planeta, conforme alterados pela heliosfera do sol. Esta grade, combinada com o novo lugar que vocês ocupam no espaço [para onde seu sistema solar está se dirigindo], vai modificar os padrões destes dois exemplos de consciência e vão fazer com que o mais complexo – o dos fractais – seja muito mais poderoso do que o da sobrevivência básica. Conseguem entender isto? A nova energia está mudando o modo da humanidade reagir a outros fractais Humanos! Está na hora de crescer! A consciência Humana vai evoluir e não haverá mais uma escala de luz e sombra como a balança da justiça, porque a influência do mal terá um peso muito menos poderoso em relação às vibrações harmônicas e compassivas. A luz simplesmente superará os padrões simplistas do mal por uma margem enorme!

AS TREVAS NÃO CONSEGUEM ENXERGAR PARA ALÉM DE SI MESMAS

Quero lhes oferecer, mais uma vez, uma prova de algo incomum e muito revelador do modo que as baixas vibrações funcionam. Na primeira canalização deste ano [2016], falei sobre o jovem líder norte-coreano. Vou falar de novo, como um exemplo profundo de como a consciência inferior não consegue enxergar acima de si mesma. Isto significa que ela só consegue trabalhar com o que enxerga e conhece. Por mais poderosa, esperta e intelectual que ela pense que é, não consegue sair do seu próprio círculo.
O ex-líder da Coreia do Norte foi um egotista clássico. Quando ele faleceu, seu filho assumiu e poderia fazer qualquer coisa que quisesse. Este menino vinha observando seu pai há décadas e sabia que algum dia ele próprio teria que assumir a liderança. Naturalmente, ele herdou os atributos que seu pai lhe ensinou de presunção e ostentação e também passou a ser conduzido pelo máximo do egocentrismo. Quando assumiu o poder, ele teve a oportunidade de fazer mudanças que lhe permitiriam ser maior ainda do que seu pai. Ele queria algo que elevasse seu nome e sua posição à situação mais egocêntrica que se possa imaginar. Seu pai era o modelo, e naquele momento, ele poderia fazer o que bem entendesse para ser ainda mais famoso. O que aconteceu é clássico. Ele perdeu completamente a maior oportunidade que qualquer homem teve de se tornar a pessoa mais famosa e amada na Terra. Esta ideia nunca lhe ocorreu. Embora tenha sido educado no mundo ocidental, ela a deixou escapar.
Se tivesse considerado o caminho mais elevado e incluído o planeta todo ao invés da população limitada do seu próprio país, ele teria sido o líder mais famoso e querido da Terra, por toda sua vida. No momento em que assumiu, ele só tinha que pensar além do seu círculo. Ele estava na posição rara de um “curinga”, onde poderia fazer algo incrível – como unificar a Coreia do Norte e a do Sul, acabar com a zona de morte que havia entre as duas nações, unir novamente as famílias depois de gerações de separação, suspender os programas nucleares dos quais ele não precisava, a não ser para parecer importante, e assim, dar a seu povo abundância, alimento para todos e paz em sua região. Toda a Coreia o adoraria e a Terra daria um suspiro de alívio em agradecimento pela sua sabedoria e coragem.
Ele seria ovacionado em pé ao entrar no salão das Nações Unidas e todos se curvariam diante dele e lhe ofereceriam os maiores prêmios de paz. Seu ego seria afagado, afagado e afagado, e ele seria infinitamente maior do que seu pai jamais fora. Mas isto nunca lhe ocorreu. Ao contrário, ele perpetuou a caixa escura que herdou, e agora preside a energia mais baixa possível, representando a energia mais perigosa e repudiada do planeta. À custa de manter seu povo pobre e depauperado, e criando instabilidade em sua região, ele consegue ser uma pessoa poderosa e famosa por um momento no tempo, em um pequeno povoado. Ele não durará muito. Ele não consegue ver que o que está fazendo não tem o apoio da maioria da população do planeta, e que ele vai perder tudo.
Não é interessante que o círculo seja tão forte a ponto de manter a baixa vibração sempre baixa? Tudo isto está começando a mudar, queridos. Se observarem as pessoas individualmente e a forma que elas agem, vão ver que a mudança está chegando. Vocês vão reconhecê-la.

OS INDIVÍDUOS

Digamos que um indivíduo se aproxime de vocês com muita raiva. Ele é rude e indelicado. Tudo que sai de sua boca é grosseiro e detestável. Quando vocês saem dessa experiência, ficam pensando: “O que há de errado com ele?!” Quero lhes dizer o seguinte: não há nada de errado com ele. Ele simplesmente está investindo na sobrevivência. Indelicadeza e grosseria vão chamar a atenção e fazer com que esse indivíduo seja notado. Elas carregam uma energia que, embora talvez não lhes agrade, impõe atenção e até mesmo autoridade, através do medo. Repito, vocês podem não gostar, mas é disto que uma pessoa como essa sobrevive, e muitas são assim. Numa energia antiga, isto funcionava para elas, e essas pessoas não conseguem ver nada que possa substituir esse tipo de comportamento. Para elas, isso garante que elas sobreviverão num mundo onde todos querem o que elas possuem. De fato, muitas culturas de hoje – ainda hoje! – continuam investindo na grosseria, porque dizem que compaixão e bondade é sinal de fraqueza. Pensam: “Não vamos conquistar ninguém com bondade e compaixão. Isto é para os fracos deste planeta!” Do ponto de vista dessas pessoas, elas não podem sair do círculo da sobrevivência, então até hoje abordam os outros com baixa energia, grosseria e indelicadeza. Elas não têm nem ideia de que exista algo melhor.
Hoje em dia, quando veem isso, vocês estão começando a sentir que é algo que não querem. A maioria dos Seres Humanos está cansada desse tipo de abordagem e está procurando um modo muito mais elegante de ser. Uma pessoa compassiva não é, de forma alguma, uma pessoa fraca. A energia que envolve uma pessoa compassiva é convidativa, acolhedora. Enquanto a que envolve uma pessoa rude os repele, os empurra para fora. Conseguem perceber as diferenças das quais estamos falando? Qual dessas duas vocês prefeririam ter?
Eu apenas lhes apresentei padrões. O que estou lhes dizendo é o seguinte: a consciência Humana está começando a se elevar acima do que era, porque a proporção entre luz e trevas do planeta mudou, e a luz está começando a vencer. Isto significa que compaixão, integridade e bondade irradiam uma luz tão intensa, que as pessoas as verão muito mais fácil e rapidamente do que a indelicadeza e a força. Grosseria e descortesia vão acabar sendo vistas como comportamento disfuncional e vocês se afastarão delas. Elas dizem muito a respeito da energia da pessoa, do ponto onde ela se encontra e o que ela pensa. Para muitos, esse é o velho modo de sobreviver. Mas o novo tipo de sobrevivência será uma consciência elevada e leve, e muitos vão começar a vê-la.
Aqueles que têm atributos mais elevados vão viver mais tempo. Acabarão tornando-se seus líderes, e isto é o que vocês querem. As eleições vão mudar por causa disto, os negócios vão mudar por causa disto, e vocês vão ver mais luz, mais compaixão e soluções mais reais devido ao efeito cascata, onde os harmônicos dos fractais vão para todo lugar. Quando vocês são compassivos, todo mundo percebe isto. Sabem que uma pessoa compassiva é considerada de confiança? Segura, de confiança! “Vamos ficar junto dessa pessoa porque ela ouve e porque é agradável sentar perto dela. Sentiu a energia ao redor dela? Não é maravilhosa?”
Estes indivíduos equilibrados dão uma impressão de segurança… é seguro estar junto deles. Eles não vão feri-los; não vão competir com vocês, nem vão lhes dizer coisas indelicadas ou insensíveis; eles vão ouvi-los e amá-los. Vocês vão querer isto nos negócios, não vão? Ou isto é estranho demais para vocês? É estranho demais pensar que, no futuro, este será o normal? Vocês serão capazes de ver e medir esse padrão e, inclusive, de saber como ele funciona. Isto vai mudar o planeta!
Isto não é apenas Ciência, queridos. A consciência Humana vai acabar saindo da sobrevivência. Ela vai sair da escuridão e entrar num tipo de sobrevivência mais elegante – um sistema no qual os que sobreviverem serão capazes de juntar as coisas elegantemente, e não através de conquista violenta e destruidora. Estas serão pessoas normais que enxergarão acima do julgamento e das diferenças dos sistemas de fé. São indivíduos que verão Deus em todo lugar, em todos os sistemas, e esperam coisas boas em primeiro lugar. Eles verão as diferenças dos sistemas de crenças do mesmo modo que veem diferenças na escolha do tipo de alimentação. Assim será [e assim é] o Ser Humano sábio e equilibrado.
Tudo isto está chegando, e algumas coisas já estão aqui. Era isto que eu queria lhes dizer nesta mensagem.
Onde vocês estão? Qual é o seu padrão? Estão começando a sentir a realidade disto tudo? Está começando a ficar seguro, queridos. É seguro relaxar, baixar a guarda um pouco, olhar ao redor e ser mais compassivo e mais bondoso. Alguns de vocês ainda estão esperando algo ruim. É como se tivessem saído de uma caverna e ainda não estivessem totalmente seguros de que o tigre de Bengala tenha realmente ido embora. Os tigres são a velha energia, e eles estão fugindo em todas as direções. Os remanescentes desta energia antiga – o mal e as trevas – estão perdendo terreno por todo lado. A realidade da diminuição dessa escuridão está em todos os lugares; e ela está começando a se mostrar, a se concentrar, sabendo que seus dias estão contados. Quando virem esta luta, saibam que é uma boa notícia. Significa que está chegando o fim da consciência deste velho mundo.
Se fizerem uma pesquisa nas nações do planeta, entre homens e mulheres com famílias, verão que eles querem paz! Eles não querem conquistar uns aos outros, e não querem líderes que façam isso. Eles não querem aniquilar uns aos outros por recursos escassos ou apenas para serem mais poderosos. A maré mudou e a consciência do planeta também deseja, intensamente, o que cada mãe e pai deseja para seus filhos. Isto é o início de um movimento de centenas de países se unindo e planejando modos de criar uma paz equilibrada e uma unidade – para se relacionarem bem e progredirem. Diferenças culturais sempre existirão. Mas compaixão e equilíbrio são atributos comuns a todos os Seres Humanos. Vocês todos têm muitas coisas em comum que a nova sabedoria vai lhes mostrar.
Vocês não tinham este equilíbrio há 100 anos atrás. É isto que é diferente hoje e que é diferente para o seu futuro. Vocês vão parar de repetir o passado e, em vez disto, vão crescer em maturidade e na sabedoria dos belos fractais e harmônicos da compaixão.
Bem-vindos à Nova Terra! Ela está chegando!
E assim é.
KRYON

—-…..—==II==—-…..—-

(1) Esta canalização ocorreu alguns dias antes da descoberta das ondas gravitacionais pela LIGO Scientific Collaboration, no dia 11 de fevereiro. Considerada uma das maiores descobertas da Física, ela ajuda a provar as ideias originais de Einstein, apresentadas há quase exatamente 100 anos atrás, em 1916.
(2) https://www.heartmath.org/research/global-coherence/

Esta informação é gratuita e está disponível para que a imprima, copie ou distribua como desejar. No entanto seus Direitos Autorais proíbem sua venda de qualquer forma, exceto pelo editor.
Lee Carroll

 


 
Fonte: Kryon.com | Quantum Patterning
Tradução de Vera Corrêa veracorrea46@ig.com.br

Via: Padrões Quânticos Mensagem de Kryon por Lee Carroll 23.01.16

QUARTA DIMENSÃO, QUINTA DIMENSÃO… AFINAL, EXISTEM MESMO?

galactiques2

A Quinta Dimensão – Física Quântica para todos

Por: Eliane Xavier

Caros amigos,

Hoje vamos falar um pouco sobre a possibilidade de dimensões extras. Nosso espaço tem 3 dimensões: largura, altura e comprimento. Albert Einstein em 1905 incluiu o tempo como mais uma dimensão, transformando assim o nosso conceito de espaço como algo separado do tempo. Einstein traz uma descrição de uma única estrutura quadridimensional chamada de espaço x tempo. É um pouco mais difícil entender o tempo como uma dimensão pois isso foge ao nosso senso comum, mas vocês podem ver num post um pouco anterior a este “O Paradoxo do Gêmeos – o tempo dilata!” como este fenômeno acontece. Bem, quando falamos então em quinta dimensão estou me referindo a quarta dimensão espacial, que é a quinta no total, pois não podemos nos esquecer de que o tempo já está incluso, fazendo o papel da quarta dimensão.

Para nós podermos entender o que seria uma dimensão acima, nós precisamos primeiro pensar nas dimensões abaixo. Podemos imaginar como seria para um ser que vivesse em apenas duas dimensões, encontrar com alguém que viesse de uma dimensão acima, ou seja, alguém que vivesse num espaço de três dimensões. Para esta ideia postei abaixo um filminho muito interessante do Dr. Quantum visitando um mundo chamado “Planolândia”:

Como vocês puderam ver no filme o Dr. Quantum pode realizar “milagres”, como ver o que está dentro do cofre, ou retirar objetos de cômodos fechados sem passar pelas paredes. A ideia por trás desta formulação de que nosso Universo pode ter mais dimensões, é a de que pensando em um Universo com mais dimensões as leis físicas se tornam mais fáceis. Albert Einstein conseguiu simplificar as equações da física clássica quando ele tomou o tempo como sendo mais uma dimensão. Vindo futuramente do seu trabalho a famosa equação da física E = mc² !

Muitas das questões não respondidas hoje pela física podem ter suas soluções em dimensões extras, ainda não conhecidas por nós. Com certeza é uma ideia a se considerar. E se na verdade nosso cérebro só tenha evoluído para perceber 3 dimensões espaciais, quando na verdade estamos cercados por outras? Deixo pra vocês a pergunta e o mistério, que é o ponto mais fascinante de estudarmos nosso Universo.

“A ciência hoje nos diz que o mundo é algo MUITO mais fascinante e misterioso do que jamais poderíamos imaginar, e que nós, como observadores, estamos a todo momento participando e influenciando esta realidade que nos cerca. Uma incrível e inovadora jornada de conhecimento é oferecida a humanidade neste novo século!”

SABEDORIA QUÂNTICA

Via: SABEDORIA QUÂNTICA: A Quinta Dimensão – Física Quântica para todos


Para uma visão mais abrangente do assunto, assista também:

A QUARTA DIMENSÃO

Por: Carl Sagan

(Esse vídeo foi extraído da Série Cosmos, O Limiar da Eternidade onde Carl Sagan explica sobre quarta dimensão e universo aberto)


A CIÊNCIA EXPLICA COMO NOSSA CONSCIÊNCIA PODE CRIAR A REALIDADE À NOSSA VOLTA…

a-consciencia-cria

A Evidência de Que a Consciência Cria a Realidade: Bem Vindo à Matrix

Por: Steven Bancarz,
colaborador do The Spirit Science

Será que a consciência cria o mundo material ? Antes de responder a esta pergunta, primeiro é importante saber do que o mundo material é realmente composto em um nível fundamental, a “realidade” não é simplesmente feita de minúsculos pedaços físicos, como um bando de bolinhas de gude ou minúsculas bolas de boliche, as moléculas são feitas de átomos e os átomos são feitos de partículas subatômicas, como os prótons e os elétrons que são 99,99999% espaço vazio e rotação elétrica, que são então feitos de quarks, que em seguida, fazem parte de um campo de supercordas, que consiste de cadeias de vibração que dão origem as partículas fundamentais com base na natureza de sua vibração.

Nós interagimos com um mundo de objetos físicos, mas isto é apenas devido à forma como o nosso cérebro traduz os dados sensoriais, nas menores e mais fundamentais escalas da natureza a ideia de “realidade física” é inexistente, do pai da mecânica quântica vencedor do prêmio Nobel Neils Bohr, “Tudo que chamamos de real é feito de coisas que não podem ser consideradas como real, na mecânica quântica se ainda não chocamos você profundamente, é porque você não entendeu bem o suficiente. “Quando você toca com suas mãos, está realmente tocando apenas um espaço vazio tocando mais espaço vazio, com o menor ingrediente de rotação energética destas partículas minúsculas, os constituintes da matéria não tem absolutamente nenhuma estrutura física.

Isso é importante entender, porque se pensarmos no mundo da física quântica como sendo um mundo de bolas de boliche e mármores, então a ideia de consciência criando a realidade não faz muito sentido, mas ao entender que a realidade é uma mistura cósmica de energia não localizada e espaço vazio, torna-se claro que os nossos pensamentos e os sinais registrados no cérebro também tem essas mesmas propriedades em seu menor nível, nossos pensamentos são também uma atividade do Universo e todas as atividades ocorrem dentro do mesmo domínio do quantum antes de se manifestar na realidade física.

A consciência é um dos problemas difíceis da ciência, não há nenhuma maneira de explicar como uma coisa tão material com processos químicos e físicos podem dar origem a algo tão imaterial como a experiência, não há nenhuma razão para que a experiência subjetiva exista, ou como a senciência evoluiu, a natureza funcionaria tão bem sem a subjetividade e quando nós realmente tentamos investigar cientificamente a origem e a física da consciência, temos indícios de que a consciência e a realidade não estão tão separadas como a ciência material quer nos fazer pensar.

Aqui estão alguns princípios da mecânica quântica, tiradas do livro “O Universo Auto Consciente”, escrito pelo ex-professor de física teórica por 30 anos da Universidade de Oregon, Dr. Amit Goswami:

1) Função de Onda
Um objeto quântico (por exemplo, um elétron) pode estar em mais do que um local ao mesmo tempo, ele pode ser medido como uma onda espalhada no espaço e pode estar localizado em diversos pontos diferentes em toda essa onda, isso é chamado de propriedade de onda.

2) Descontinuidade
Um objeto quântico deixa de existir aqui e simultaneamente aparece existindo lá sem ter viajado no espaço intermediário, isto é conhecido como salto quântico, é essencialmente tele transporte.

3) Ação à Distância
A manifestação de um objeto quântico por causa de nossas observações influencia simultaneamente seu objeto gêmeo correlato, não importa o quão longe eles estão, retire um elétron e um próton fora de um átomo, aconteça o que acontecer ao elétron, exatamente o mesmo ou exatamente o contrário vai acontecer com o próton, isto é chamado de ação quântica à distância, Einstein chamou isto de ação “assustadora” à distância.

4) O Efeito do Observador
Um objeto quântico não pode ser dito que se manifesta na realidade espaço/tempo comum até que o observemos como uma partícula. O objeto quântico existe indefinidamente como uma onda não local até que ele seja observado diretamente. A consciência, literalmente colapsa a função de onda de uma partícula.

Este último ponto é interessante, pois implica que, sem um observador consciente presente para colapsar esta onda, ela permaneceria fisicamente não manifestada em um estado de potencialidade. A observação não só perturba o que tem de ser medido, como ela produz o efeito. Isto foi verificado no que é conhecido como a experiência da dupla fenda, em que a presença de um observador consciente altera o comportamento de um elétron a partir de um estado de onda para um estado de partícula. Isto é conhecido como “efeito do observador” e abala completamente o que supomos ser verdade sobre o mundo físico. Aqui está um vídeo fácil de entender sobre esta experiência:

Os resultados deste experimento foram publicados na revista ” Peer Reviewed Nature”, no qual os cientistas resumiram dizendo que “A introdução de um caminho que (Welcher Weg) detectou para determinar o real caminho tomado pela partícula inevitavelmente envolveu o acoplamento da partícula em um ambiente de medição, que por sua vez resultou em desfaseamento (supressão das interferências), “isso é bastante, mas basicamente significa que o sistema de medição usado para detectar a atividade da partícula afetou o comportamento dessa partícula.

Como cientista o Dr. Dean Radin disse no papel de replicar o experimento da dupla fenda, “Nós obrigamos o elétron a assumir uma posição definitiva. Nós mesmos produzimos os resultados da medição. “Agora, uma resposta comum a isso é” Não somos nós que medimos o elétron, é a máquina que está fazendo a observação. “Uma máquina é simplesmente uma extensão da nossa consciência. Isto é como dizer “Não sou eu quem está observando a forma do barco no lago, é o binóculo”. A máquina não observa qualquer coisa mais do que um computador que interpreta as ondas sonoras quando “ouve” uma música.

Isto levou alguns cientistas a especular que sem consciência o Universo existiria indeterminadamente como um mar de potencialidade quântica. Em outras palavras, a realidade física não pode existir primeiro sem a subjetividade. Sem a consciência, não há matéria física. Isto é conhecido como o Princípio Antrópico Participativo e foi proposto pela primeira vez pelo físico Dr. John Wheeler. Essencialmente, qualquer Universo possível que podemos imaginar que não tem observadores conscientes pode ser descartado imediatamente. A consciência é, portanto, o fundamento do ser e deve existir antes do Universo físico. A consciência literalmente cria o mundo físico.

Estes resultados trazem enormes implicações a respeito de como podemos entender nossa interconexão com o mundo externo. “Nós criamos a nossa realidade” é usado para se referir ao fato de que nossos pensamentos criam a perspectiva que temos do mundo, mas agora temos uma compreensão mais concreta e literal dessa frase. Nós realmente damos origem ao Universo físico com a nossa subjetividade.

Eu considero a consciência como fundamental. Eu considero a matéria como derivada da consciência. Não podemos ficar atrás da consciência. Tudo o que falamos tudo o que nós consideramos como existente, postula a consciência.” ~Max Planck, prêmio Nobel criador vencedor da teoria quântica, como citado em “O Observador” (25 de janeiro de 1931).

A física quântica e a consciência:

OBS: Para acionar a legenda em português, clique no ícone legendas, depois em detalhes clique em legendas CC e traduzir automaticamente, então escolha português (tradução + – do Google).

©Steven Bancarz


Origem: Waking Times | The Evidence That Consciousness Creates Reality: Welcome To The Matrix
Tradução e Divulgação: A Luz é Invencível

Via: A Evidência de Que a Consciência Cria a Realidade: Bem Vindo à Matrix | A Luz é Invencível

A ELEVAÇÃO DE CONSCIÊNCIA NOS TRARÁ A AUTOSSUSTENTABILIDADE…

Hyperions-by-Vincent-Callebaut-21-1020x610

UMA VISÃO DA NOVA TERRA

Por: Owen K. Waters

 

Uma grande mudança para uma consciência mais elevada esteve se acelerando desde a década de 60. A parte progressiva da humanidade está estendendo a consciência humana para novo território.

À medida que a Mudança progride ao longo das décadas à frente, a intuição irá se desenvolver e as pessoas começarão a notar que os seus cinco sentidos adquiriram uma nova sutileza. A Terra será vista como mais bela do que nunca, cheia de sutilezas de cor e de perfumes que estiveram sempre lá e que, entretanto, nunca foram antes detectados. O espírito da humanidade estará focado na paz e na esperança de um novo amanhã, que se revelará como se fosse a chegada do céu na terra.

A Humanidade de amanhã se desenvolverá no sentido da cooperação e não da competição. As pessoas tratarão outras pessoas como entes queridos e como se elas fossem uma família amada, porque elas verão a luz no outro e saberão que estamos todos conectados. Aquilo que costumava ser um fardo agora se tornará uma alegria, enquanto as pessoas trabalham para se ajudarem e se apoiarem.

Desaparecerá a velha maneira de se concentrar principalmente no ganho materialista, porque as pessoas, estando centradas no coração, desejarão que todos tenham tudo o que elas precisam e tudo o que ajude a tornar a vida uma experiência alegre.

Na frente da tecnologia, a energia será, um dia, limpa e abundante, depois que aprendermos a nos ligarmos e convertermos a energia etérica revigorante que flui do Sol. A energia etérica tem sido utilizada há milhares de anos nas aplicações não tecnológicas sob os nomes de chi, prana e força vital universal. É a energia principal do Sol, enquanto a energia elétrica mais densa é uma energia secundária relativamente menor. Nikola Tesla, o inventor dos sistemas de energia de corrente alternada de hoje, experimentou a energia etérica e reconheceu que ela se comportava de forma bastante diferente da energia elétrica e a descreveu como “eletricidade fria”.

Há menos de 200 anos os princípios fundamentais da energia elétrica foram descobertos. Quando os princípios de seu irmão mais velho, a energia etérica, forem dominados, a porta poderá potencialmente ser aberta para uma ampla variedade de tecnologias há muito tempo procuradas. Estas podem incluir a energia abundante e limpa, blindagem gravitacional, propulsão magnética de veículos espaciais, telas de força protetora, teletransporte e porque a energia etérica é a energia vital, uma grande variedade de tecnologia avançada de cura.

Eventualmente, todas as formas de toxicidade serão abordadas e corrigidas. Desaparecerá a poluição impensada por produtos químicos tóxicos e a fumaça de queima de combustíveis. Não haverá mais a toxicidade do sofrimento humano que polui a atmosfera mental que todos nós compartilhamos. Não haverá a toxicidade do medo e todas as suas manifestações incapacitantes.

O Amor será o caminho e o Caminho será o Amor. As pessoas verão Deus nos outros e manterão um sentimento de tolerância para que todos possam buscar seu próprio caminho espiritual. Desaparecerão as rivalidades de facções religiosas mesquinhas. A nova visão da natureza de Deus será universal.
Não haverá a necessidade tóxica de exercer o controle sobre os outros, pois os medos que causam isto irão se dissolver e serão levados suavemente com o vento.

A Humanidade irá construir um mundo de grande beleza, em harmonia com a natureza. A própria natureza será honrada como uma bela expressão do Criador. As pessoas irão dar graças à consciência da Mãe Terra que nos apóia e à consciência do Sol que nos nutre continuamente com a energia vital. E acima de tudo, as pessoas agradecerão à consciência de Deus pela própria vida e pela alegria que a comunhão com o Espírito Divino traz as nossas próprias almas e ao nosso sentido de ser mais profundo.


Owen Waters é o autor de “Love, Light Laughter:The New Spirituality”, disponível em livro impresso ou como e-book em:http://www.infinitebeing.com/ebooks/love.htm

Fonte: The Spiritual Dynamics Academy | Articles | A Vision of the New Earth
Tradução: Regina Drumond  – reginamadrumond@yahoo.com.br

Via: Luz de Gaia | Uma Visão da Nova Terra Mensagem de Owen K. Waters 14.10.16

A INTERNET EM NOSSAS VIDAS…

 

wie-das-internet-funktioniert

Cuidado com o Tipo de Frequência Vibracional de suas Leituras pela Internet

Por: Lucas de Sousa Teixeira

O texto a seguir veio de compreensões próprias da minha vivência e de observações que eu tenho feito a respeito dos materiais de temáticas espiritualistas que tenho visto circular pela internet.

Já é sabido de vocês espiritualistas e estudantes das práticas quânticas a respeito de que tudo tem um frequência; a prosperidade e a miséria, o amor e o ódio, a saúde a doença, a coragem e o medo etc – isto não é meramente uma visão dualista da realidade, não são mais do que condições psicológicas que repercutem na realidade física em nível individual, e quando em grandes números, no nível coletivo em egrégoras.

Se você ainda não tem noção alguma ou quer ampliar seus conhecimentos de como ocorre e como atingir a sintonia frequencial do que almeja, recomendo o texto passado do blog;
Aprenda a usar os conhecimentos da Física Quântica e da Psique para atrair Prosperidade Financeira

Alerta para os Temas:

1- Catástrofes e Acontecimentos Apocalípticos

tragédias-630x330

A crítica que eu faço é construtiva. Sei que é importante sim sabermos das mudanças que acontecem no planeta, pois ficar alienado a tais fatos é digno das massas adormecidas que sempre são pegas de surpresa e acabam reagindo em confusão e desespero.
Mas há grupos e pesquisadores individuais que são verdadeiros caçadores de catástrofes. Um tremor  de terremoto ali, um vulcão em atividade acolá, qualquer coisa se acrescenta em páginas de postagens formando um verdadeiro diário de dramas apocalípticos. Ressalto que é óbvio que se você buscar estes eventos diariamente acabará sintonizando a estas frequências de desastres, criando assim um imprint em sua mente subconsciente que poderá te prejudicar em sua vida financeira, amorosa, espiritual e etc.

Para se proteger das catástrofes você não precisa buscá-las diariamente, pelo contrário. É importante que saiba que elas estão ocorrendo por ai, mas amedrontar-se não te protegerá de nada. Sabe-se que estes acontecimentos acontecem pela movimentação de energias geradas por coletividades cegas proveniente de frequências negativas gerados pelas massas.

Se você não está vibrando nestas por que se preocupar? Caso vier acontecer algo deste tipo, você estará na hora e no lugar certos imune a estes problemas. Se estiver numa vibração alta não tem de ter medo de ser assaltado ao sair de casa, tampouco que um cometa oriundo do espaço caia de ”supetão” na tua cabeça.

Outro problema é o comodismo. O comodismo de que você só será feliz e terá paz, que estará unido a seu Eu Cósmico depois do fim desta civilização, depois que a Terra ascender à dimensões superiores, depois que os seres de Luz de todas as orbes nos salvarem da atual situação planetária, depois do planeta planeta Nibiru passar, depois que um cometa cair, depois da data x, y, 2019, 2036, 20xy, na esperança de assim se livrar da vida sofrida.

E se o ”Fim dos tempos” acontecesse hoje? Vamos supor que sua individualidade tenha méritos pra fazer parte de uma nova humanidade. Você ficou nesta frequência de ”espera” pelo paraíso terrestre, e este novo mundo então chegou. O que você fará para contribuir para esta nova humanidade? Você saberá o que fazer? Com que contribuir? Provavelmente não. Pois ficou no comodismo esperando por atitudes salvadoras dos outros. Ficou aguardando a salvação dos gurus, dos extraterrestres, dos guias, dos cientistas, filósofos que trabalharam para mudar o paradigma. Os que trabalharam ao em vez de esperar o Apocalipse – o ”BUMMM”  adeus velho mundo bem vindo Terra pacificada – estes sim, saberão contribuir para nova humanidade.

Ora, você pode criar seu paraíso na Terra AGORA! Pode sim vibrar e receber amor, harmonia, paz, prosperidade financeira. Pode se purificar, desenvolver capacidades extra-físicas e ter contato diariamente com seres de alto grau vibratório. É claro que num planeta como este as dificuldades são maiores, mas não culpemos o mundo externo, e sim observemos o mundo interno, pois o mundo interno co-cria o mundo externo. A matrix nos bombardeia com visões ilusórias desde os primórdios da Terra, mas agora sabemos investigar o mundo interno e reverter os padrões instalados. Entende-se que o trabalho interno é um desafio de instante a instante, e saber como reverter isto com toda informação disponível atualmente é maravilhoso. Quanto maiores as dificuldades, maiores os méritos.

2- A Terra é uma prisão planetária e não temos saída

global_planet_590

Realmente este planeta há muito tempo é aprisionado, tempo que ultrapassa a história ”oficial”. Desde então, toda realidade terrestre veio sendo ditada e dirigida para que os habitantes que encarnam na Terra fiquem presos a sistemas de crenças inúteis, levando a reencarnações que muito pouco acrescenta  graus elevados de consciência e de entendimento da Realidade.

Respeito imensamente o trabalho destas pessoas. Reconhecer as grades e esta situação planetária é um passo importantíssimo! Mas muitos reforçam a ideia de que estamos a mercê dos dominadores e que não somos ajudados, que estamos jogados à esmo.
Bem, isto não é verdade. E pode ser comprovado com faculdades extra-físicas que nos permitem investigar isto. Mesmo diante desta situação, sempre fomos ajudados, mesmo nos períodos mais trevosos sempre recebemos ajuda. É claro que todos aqueles que propuseram a nos ajudar foram combatidos e seus trabalhos adulterados e utilizados como mais um sistema de crenças para alimentar a Matrix.

Sabemos que a Matrix é uma prisão mental, ou seja, concepções ilusórias do que seja a existência humana, uma realidade fabricada e milenarmente divulgada e introjetada pelas massas que tendem a repetí-la num processo de hipnose coletiva. Certamente é vomitada em todos os lugares do planeta: na mídia, nas instituições religiosas, políticas e acadêmicas.
E todas essas crenças institucionais, políticas, religiosas e acadêmicas são padrões de frequências vibratórias responsáveis pela hipnose que impedem o contato do indivíduo com seu Íntimo, com o Self. Ao abandonar estas frequências, a hipnose vai se quebrando gradualmente, e o trabalho interno de auto-observação permite a eliminação desses imprints de frequências milenares.

Para exemplificar um caso de imprits frequenciais da matrix, cito o padrão divulgado pelas academias materialistas, as da ciências humanas em específico. Lá é ditada a cartilha marxista – a luta de classes. A maioria dos indivíduos introjetam o pensamento de vitimismo, que são proletariados e que sua situação é causada pelos  seus empregadores , e que a mudança de suas vidas será conquistada com uma revolução de destituição dos capitalistas do poder, conscientemente e inconsciente fomentam sentimentos de baixo padrão como inveja, ódio e vingança. Bem, parece lógico que os culpados são os capitalistas (coxinhas -rrsrs) isto, mas com este padrão de pensamento e sentimento suas vidas não melhoram nunca. Pois entram numa hipnose de frequências de que são vítimas e fazem disto sua crença máxima se debruçando em movimentos de esquerda que não passa de uma crença da matrix (assim como o da direita). Bastava mudar os sentimentos e pensamentos para consequentemente mudar a realidade exterior. Experimenta explicar isto numa universidade materialista e veja o que acontece – raivosamente no padrão hipnótico em que se encontram te chamarão de louco e te excomungarão da religião marxista.

Atualmente estamos sendo ajudados mais do que nunca. Mesmo que nos meios convencionais de mídia (que  são da matrix) não aceitem o novo paradigma, as informações do novo modelo estão disponíveis para quem procura. Inúmeros cursos de metafísica, mecânica quântica, história proibida, parapsicologia, reforma íntima estão dispostos na internet, por exemplo. Mas saliento o filtro consciente – reforçando o título do texto- uma filtragem do material que lê e procura. Sabe-se da qualidade da informação pelos seus resultados. Assim como muitas pessoas dispõem de métodos para aceleração de frequências e saltos quânticos de consciência, para inclusive, desbloquear sentidos extrafísicos.

Tem muita gente trabalhando e muito material disponível. Estes conhecimentos que eram fechados a sete chaves de templos iniciáticos antigamente, atualmente está disponível. Agora se a maioria não quer buscar as informações, se livrar das crenças frequenciais hipnóticas e começar uma reforma íntima, é por escolha dos mesmos. Pra quem busca sair da matrix se têm grandes oportunidades, por si só, isto demonstra os esforços de quem de fora para nos ajudar a sair das frequências prisionais e a perda de força dos dominadores que ainda mantém bilhões sob domínio. A escolha é sua. Não disse que é fácil, mas continuar escravo na frequência da ”normalidade” é a desculpa de muitos. A Terra  ainda é uma prisão, mas se apenas nos lamentarmos por isto, não resolveremos nada. Manter-se na frequência de que estamos lascados na prisão e que pouco podemos fazer só reforçará a estadia aqui.

Cuidado com as frequências de medo apocalíptico e carcerário.

A prisão é um conjunto de frequências. Remova estas, e escolha frequências ascendentes que deseja vibrar.

”Orai e Vigiai” (Auto-observação para reconhecer os padrões de  frequências que se repetem)

”Conhecei a Verdade e a Verdade vos libertará” ( A consciência cria a Realidade, escolha o que criar)


Via: Cuidado com o Tipo de Frequência Vibracional de suas Leituras pela Internet – cienciaespiritualidadeblog

A CIÊNCIA CONSTATA: NADA É MATERIAL, TUDO É VIBRAÇÃO…

gregg-braden-1024x538-1160x665

Experimento: Nossos sentimentos alteram nosso DNA

Por: Simone Carvalho

Os experimentos de Gregg Braden que demonstraram que nossos sentimentos alteram nosso DNA

A ciência já provou através da física quântica que somos energia e que estamos todos conectados através de nossa vibração.

Durante muito tempo achava-se que a menor partícula de uma célula, o átomo era feito de matéria. Depois descobriram que na verdade a maior parte de um átomo é vácuo, então achava-se que o núcleo que é muito pequeno seria material.

Esta idéia caiu por terra quando através do uso de microscópios eletrônicos muito potentes verificou-se que o núcleo de um átomo é apenas uma energia condensada, não é matéria.

Mas se tudo o que existe no mundo “material” é feito de um conjunto de células, estas são feitas de átomos e se um átomo de qualquer coisa não é material, então…

No nível ultramicroscópio, nada é material, tudo é vibração, tudo é feito de energia condensada.

Vivemos num universo de vibração e nossos corpos são feitos a partir da vibração da energia que emanamos constantemente.

O que você pensa sobre o seu corpo e a sua saúde???

Então já que a ciência atual consegue provar através da teoria quântica que pensamento é energia, que toda energia tem uma vibração e que a vibração cria o mundo material, nossos corpos e todo o restante ao nosso redor foi e continua sendo criado através das nossas mentes coletivas.

EXPERIMENTO 1

Neste experimento foi recolhida uma amostra de leucócitos (glóbulos brancos) de vários doadores. Estas amostras foram colocadas em uma sala com um equipamento de medição das alterações elétricas. Neste experimento o doador era colocado em outra sala e submetido a “estímulos emocionais” provocados por vídeos que lhe causavam emoções.

O DNA era colocado em um lugar diferente do doador, mas no mesmo prédio.

O doador e seu DNA eram monitorados e quando o doador mostrava alterações emocionais (medidas em ondas elétricas) o DNA visualizado através de microscópios MUITO potentes expressava RESPOSTAS IDÊNTICAS E SIMULTÂNEAS. Os altos e baixos do DNA COINCIDIRAM EXATAMENTE com os altos e baixos do doador.

O objetivo era saber a que distância poderiam estar separados o doador do seu DNA para que o efeito continuasse a ser observado. Pararam de fazer provas quando chegaram a uma distância de mais de 80 quilômetros entre o DNA e seu doador, e continuaram obtendo o MESMO resultado. Sem diferença e sem atraso de transmissão.

O DNA e o doador tiveram as mesmas respostas ao mesmo tempo. Mas o que isto significa?

Gregg Braden diz que isto significa que as células vivas se reconhecem através de uma forma de energia não reconhecida com antecipação. Esta energia não é afetada nem pela distância nem pelo tempo. Não é uma forma de energia localizada, mas uma energia que existe em todas as partes e todo o tempo.

EXPERIMENTO 2

Um outro experimento realizado pelo Instituto Heart Math e o documento que o suporta têm o seguinte título: Efeitos locais e não locais de frequências coerentes do coração e mudanças na conformação do DNA.

Neste experimento retirou-se o DNA de uma placenta humana (a forma mais primitiva de DNA) e foi colocado em um recipiente onde era possível medir as mudanças do mesmo. Foram distribuídas 28 amostras em tubos de ensaio ao mesmo número de investigadores previamente treinados. Cada investigador havia sido treinado a gerar e SENTIR sentimentos, e cada um deles podiam ter fortes emoções.

O que se descobriu foi que o DNA mudou de forma de acordo com os sentimentos dos investigadores.

  • Quando os investigadores sentiram gratidão, amor e apreço, o DNA respondeu RELAXANDO-SE e seus filamentos estirando-se. O DNA  ficou maior.
  • Quando os investigadores sentiram raiva, medo e estresse, o DNA respondeu ENCOLHENDO-SE. Ficou mais curto e apagou muitos dos códigos.

Alguma vez você já se sentiu “carregados” por emoções negativas? Agora sabemos porque nossos corpos também se afetam. Os códigos de DNA se conectaram novamente quando os investigadores tiveram sentimentos de amor, alegria, gratidão e apreço.

Este experimento foi posteriormente aplicado a pacientes com HIV positivos. Eles descobriram que os sentimentos de amor, gratidão e apreço criaram uma resposta imune 300.000 vezes maior do que os que não os tinham. Assim, aqui temos uma resposta que pode nos ajudar a permanecer com saúde, sem importar quão “danoso” seja o vírus ou a bactéria que esteja flutuando ao nosso redor.

Essencialmente podemos influenciar essa rede de criação por meio da nossa VIBRAÇÃO. Há mais de cinquenta anos, em 1947, o Dr. Hans Jenny desenvolveu uma nova ciência para investigar a relação entre a vibração e a forma. Mediante seus estudos, o Dr. Jenny demonstrou que a vibração produzia até geometria.

O Dr. Jenny produziu uma surpreendente variedade de desenhos geométricos, desde alguns muito complexos até outros bastante simples, em materiais como água, azeite, grafite e enxofre em pó. Cada desenho era simplesmente a forma visível de uma força invisível.

A importância destas experiências é que, com elas, o Dr. Jenny provou, sem espaço para dúvidas, que a vibração cria uma forma previsível na substância onde é projetada. Pensamento, sentimento e emoção são vibrações que criam um transtorno sobre a matéria em que são projetados, por esta razão precisamos tomar cuidado com o que pensamos e sentimos.

Exemplos do quê as ondas vibratórias invisíveis, como o som por exemplo, provocam na matéria:

Muitas pessoas se exercitam, vão à academia, bebem muita água, comem alimentos saudáveis, mas vivem com raiva ou pessimismo, assistem sempre aos noticiários negativos, adoram filmes de guerra, drama e violência, conversam sobre doenças, crise financeira, guerras, estas pessoas geralmente não entendem por que ficam doentes e deprimidas…O alimento que ingerimos é importante, mas as emoções são o alimento da alma e este alimento (as emoções) influenciam a nossa saúde e o nosso destino completamente.

Que tal ser amigo da sua alma?

Veja e ouça coisas engraçadas, divertidas, alegres, bonitas, românticas, interessantes, instrutivas, espiritualistas, otimistas…

Deixe o noticiário de lado, as conversas negativas, os livros e filmes violentos e tristes, pois o que isso agrega de qualidade positiva em sua vida? NADA!!!! Negativamente: TUDO!!! Isso não significa ser alienado!! Significa não se expor além do necessário.

Seja mais feliz, ame-se e cuide com o alimento da sua alma…

Assista ao vídeo onde o pesquisador Gregg Braden explica seus pontos de vista sobre o assunto.

Fontes:

  • Extraído do livro “Awakenning to Zero Point”, Gregg Braden.
  • http: //consejosdelconejo.com/2015/11/07/adn-y-emociones-por-gregg-braden/

 

Via Ciência: Nossos sentimentos alteram nosso DNA – Physio Quantum

SOMOS OS CRIADORES DE NOSSA PRÓPRIA REALIDADE…

flat,550x550,075,f.u6 By Olga Kuczer

Criamos a Realidade com os nossos pensamentos

(Matéria da revista Science)

O pesquisador Joe Dispenza estudou bioquímica na Universidade de New Brunswick (Nova Jersey) e fez doutorado em Quiropraxia na Life University, em Atlanta (Geórgia).

Salas lotadas em suas conferências na Europa e nos Estados Unidos onde ele explica de maneira fácil como podemos mudar.

Ele esclarece como é que os pensamentos provocam reações químicas que afetam a saúde e cria a realidade do indivíduo, ou seja, cada um cria a sua própria realidade a partir dos pensamentos. Ele estudou por décadas a neuroplasticidade, que é a capacidade do cérebro de se adaptar a mudanças e alterar os circuitos de conexão de todos os neurônios.

Ele é um exemplo vivo de sua própria investigação sobre como o cérebro é o melhor de todos os computadores. Aos 24 anos ele sofreu um grave acidente que afetou sua vértebras torácicas. Previram que ele ia ficar a vida numa cadeira de rodas. Ele decidiu não fazer cirurgia, mas testar em si mesmo a capacidade de regeneração do seu próprio corpo. O co-autor do filme recorde de bilheteria Bleep Do We Know, que trata do poder de escolhermos, em junho realizou um workshop na Universidade de Barcelona, baseado em seu livro Desenvolva seu cérebro.

 Entrevista:

Alguém discute com seu parceiro e termina com: “Eu sou assim mesmo, eu não posso mudar.” O que você diria?

Isso não é verdade. Formam-se uma série de reações químicas no organismo que fazem você acreditar que não pode mudar, mas as evidências científicas mostram exatamente o contrário. Esqueça a ideia de que o cérebro é estático, rígido e imutável. Sim, nós podemos mudar a partir do nosso pensamento.

Como?

Mudando o pensamento. O disjuntor que provoca a mudança é a vontade, porque ela vai desencadear uma nova informação neural. Mudar é pensar de forma mais ampla, além de seu próprio ambiente. É se conectar a uma intenção real, a uma idéia que já existe no campo quântico de possibilidades. É acreditar nesse futuro, ainda que não seja percebido através dos sentidos físicos, mas que lá no fundo você enxerga uma possibilidade.

Por que é tão difícil mudar?

Porque reações emocionais são muito viciosas. Você pode dizer a si mesmo que não gosta de seu trabalho ou de seu relacionamento, que não gosta de qualquer coisa que você faz e tem em sua vida. Mas isso não é verdade, isso é apenas uma emoção que a mente tem memorizado para reafirmar a sua identidade; o ambiente que você vive é o reflexo do que você tem em seu interior em termos de pensamento. Estas reações químicas alteram nossa percepção da realidade e impedem a entrada de quaisquer outras informações em nosso cérebro químico. Para mudarmos, devemos romper essa crença, deixar de acreditar nas coisas que te incomodam e passar a pensar sobre elas, e dizer: “isso não precisa ser assim, eu vou mudar isso tudo para a forma como eu gostaria que fosse”. Pronto, comece a viver diferente e seu cérebro e a metilação no seu DNA vão responder ao comando que você deu a eles, mudando tudo em sua vida. O DNA pode mudar por um fenômeno chamado metilação, que é o comportamento e a expressão de um gen a partir de sua interação com o meio. Quando um gen age sob a metilação, você pode ter características genéticas novas, como é o caso de mudar seu pensamento e sua relação com tudo em sua volta, mudando seu entorno e sua vida; por outro lado, se a metilação ocorrer para atender um pensamento inapropriado, podem surgir doenças que não estavam em sua carga genética, expressando a metilação através de patologias para as quais você nem tem herança genética; quantas pessoas apresentam diabetes, hipertensão, Alzeheimer, fibromialgia, asma e nunca tiveram histórico familiar dessas enfermidade? Inúmeras; a isso se chama metilação, que é uma característica genética advinda do teu sentimento em relação a si mesmo frente ao mundo. Sinta-se forte, poderoso, capaz, independente e então você o será, pois seus genes terão uma metilação de saúde sucesso e não de doenças e nem de fracassos ou dificuldades. Você é quem deve comandar e não ser comandado pelos gens.

Mas nem sempre é fácil para todos mudar os pensamentos (e você não precisa ser um destes que pensa assim). A primeira coisa a fazer é observar o que você pensa e relacionar esses pensamentos com o que ocorre em sua vida. Assim, você comprova e vê refletidos em sua vida quotidiana os efeitos que você criou com cada um dos seus pensamentos.

Por há medo de mudar?

Porque isso significa mover-se de uma situação confortável e previsível para uma outra ainda desconhecida. A maioria das pessoas sonham em realizar algo novo, mas não agem, e permanecem apenas com a idéia na cabeça, esperando cair do céu. Devemos pensar em algo bom e então fazer acontecer o que pensamos de bom para nós. Como podemos realizar novos projetos se nos apegamos ao que nos é mais familiar e vivemos com as ideias velhas fixas? Para experimentar algo novo, temos de assumir o risco e deixar o território do previsível para entramos no reino da incerteza. Quem planeja e vai em frente alcança o que quer, SEMPRE.

O que se deve mudar para criar uma nova vida?

Tem que se mudar não só o que se pensa e faz, mas também o sentimento relacionado a isso. Você não pode esperar acontecer algo diferente em sua vida se você tem os mesmos pensamentos velhos e faz as coisas com as mesmas emoções antigas dos outros dias. Ponha emoção nova em sua vida!

Se mudarmos a interpretação da nossa realidade, o nosso cérebro trabalhará com novas seqüências e padrões novos de conexões neurais. E isso é o que muda a mente porque a mente é o cérebro em ação.

A neurociência pode demonstrar que os pensamentos criam o caminho?

O modelo neurocientífico diz que podemos mudar a qualquer momento de nossas vidas. Mudamos o nosso cérebro com cada novo pensamento, com cada nova experiência, com cada sonho que perseguimos. O ingrediente principal é a informação, o conhecimento. Toda vez que aprendemos algo novo nós adicionamos uma nova conexão no cérebro (aumentamos seu poder de processamento e a velocidade das conexões).

Como podemos ensinar as crianças a não serem pessoas fixas mas sim a viverem acreditando e realizando mudanças?

O primeiro é ensinar-lhes a inteligência emocional, ensinando elas a controlar suas emoções e dizer que as emoções são o que somos. Em segundo lugar, não devemos ensinar alguma coisa que não somos capazes de fazer. As crianças prestam mais atenção ao que fazemos do que naquilo que dizemos, porque elas têm mais ativos no cérebro um tipo de neurônios chamados neurônios-espelho, que levam as crianças a copiarem o que fazemos.
Se você quer concordar com a mudança, mostra o quanto versátil você é, e assim elas serão independentes. Terceiro, não tente argumentar com as crianças durante uma reação emocional delas, porque você será deixado sozinho por elas. Você deve permitir sua liberdade de reação e fazê-las saber que elas estão sendo observadas. Só depois de um tempo você deve conversar sobre o que elas podem mudar em si mesmas e também você deve criar o ambiente para que elas possam começar a ver quem elas são, sem julgar-lhes. Então você pode lhes perguntar o que elas fariam de diferente se viveram a mesma experiência de novo. Dessa forma, elas começam a mudar sua mente e seu corpo muito além da experiência atual. E passam a ter confiança para começarem a expandir seu próprio potencial e realizarem mudanças em sua mente e em suas vidas.

A cada momento vivemos o que criamos com nossos pensamentos?

Definitivamente sim. Nós somos os criadores de nossas realidades. O problema é que na maioria das vezes são os nossos pensamentos inconscientes que criam essa realidade. São programas executados sem a nossa consciência tomar conhecimento. Estes programas (condicionamentos) imprimem em nosso cérebro certos comportamentos, pensamentos e reações emocionais mecanizadas, como se fôssemos robotizados e programados para reagirmos sempre da mesma forma; mesmo que nos arrependamos do que fizemos, vamos repetir novamente o erro diante de uma emoção desregulada (veja o caso do ciume, do medo infundado, da ira desgovernada e da timidez desnecessária que levam as pessoas a permanecerem repetindo e se arrependendo da mesma atitude; são pessoas que não percebem que agem de forma robotizada). Estas são aquelas pessoas que aceitam deixar a química os comandarem para agirem sempre da mesma maneira.
Mas ninguém quer viver uma doença ou um acidente, por exemplo. Mesmo que esse alguém não crie esse acidente ou doença conscientemente, é provável que inconscientemente, ao pensar quão ruim é sua vida e o quanto está sofrendo, ou como se sente triste e quanta dor tem dentro de si… crie em seu subconsciente, um reforço para as emoções de dor e sofrimento, e isso se reflete no exterior, em sua vida, através de um acidente ou de uma doença. Há algo muito importante: nunca devemos culpar a nós mesmos por nossas criações, pois tudo é aprendizado. A culpa nos deixa pior. Nunca se culpe, procure fazer melhor nas outras oportunidades.
A chave é mudar o estado emocional…
As emoções são experiências que o corpo armazena. Se uma pessoa está vivendo com as mesmas emoções todos os dias, é que nada de novo está acontecendo. O organismo acredita que está vivendo a mesma experiência ao longo do dia. A permanência da pessoa neste mesmo ciclo condiciona o corpo a estar lendo o passado ao invés de ler o momento presente, e as pessoas, com seus pensamentos fixos, sempre retorna para o passado, porque a emoção está ligada ao passado (veja o caso de pessoas que estão todos os dias com os mesmos problemas, seja de saúde, social ou financeiro). Quando uma pessoa quer mudar e tenta pensar em um novo presente, suas emoções impregnadas por anos querem levá-la de volta ao passado. Por isso é tão importante mudarmos o nosso estado emocional e já ir tendo novas atitudes e confiar que fará tudo de acordo com o bem planejado intento novo.

As doenças, as crises, as perdas devem ser vistas como um trampolim para a mudança?

Esses traumas e tais crises são, na verdade, um catalisador para a mudança. A maioria das pessoas requerem um estado de sofrimento para decidirem uma mudança. Mas também podemos mudar para um estado de bem-estar e alegria através do processo de sonhar uma nova vida, sem precisarmos de sofrer. Quem conhece, faz, e não espera cair do céu, de lá só cai chuva…..risos). O nosso destino não está escrito nos genes. Nós criamos nosso destino através dos nossos pensamentos e ações.

Qual é o maior fator de desencadeamento da doença?

Entre 75% e 90% dos ocidentais vão ao médico devido stress emocional. São emoções que se escondem atrás do estresse mas que são na verdade a raiva, a frustração, o ódio, o julgamento, a dor, o sofrimento, a culpa, o desespero, o medo, a ansiedade, a impotência e a insegurança não analisados pela pessoa que os sente… Se você estiver enfrentando um desafio, o corpo cria uma série de reações químicas para mobilizar esta energia. Essencialmente, os pensamentos e emoções podem nos adoecer, mas se podem nos fazer mal, podem também nos curar.

Os seres humanos sabem que querem mudar, mas muitas vezes não têm evidências do que eles querem ser ou fazer.

That’s right (está certo). Quando você não sabe o que você quer ser ou fazer, você deve primeiro decidir o que não quer ser para sempre, e pense no que não quer sentir e como não quer agir e também no que não quer pensar repetidamente. Você deve começar a criar e reinventar a si mesmo, quebrar o hábito antigo e reaprender. O pensamento positivo não é suficiente, você tem que ir dentro de si mesmo e começar a desconstruir o hábito velho.
Vou dar um exemplo: você quer ser advogado, mas não tem dinheiro para pagar a faculdade e por isso não presta vestibular, pois acha que não dará conta. Isso é um hábito velho: pensar na sua incapacidade. Para criar um hábito novo você deve experimentar fazer! Faça o seguinte: se matricule na faculdade de direito, inicie o curso e vá em frente sem medos e receios, tenha apenas a intenção ardente de fazer e concluir seu curso (ou comprar sua casa, seu carro…). O dinheiro vai aparecendo, porque quando a gente quer, a coisa acontece. Já vi milhares de pessoas de origem humilde, filhos de lavradores, lavadeiras, domésticas e braçais se transformarem em grandes médicos, engenheiros, artistas, simplesmente porque iniciou fazer o que queria e o Universo vai dando os recursos para que o objetivo seja concretizado. Experimente começar a fazer algo e você verá que concluirá com louvor. Parabéns!

Você teve um acidente muito grave em sua juventude, e os médicos disseram-lhe que não voltaria a andar. Por que você criou esse acidente e como o venceu?

Aos meus 24 anos vivia uma vida de sucesso que eu pensava estar completa. O acidente foi provavelmente uma das maiores bênçãos da minha vida, porque me levaram a reavaliar meus valores e começar a pensar sobre as minhas prioridades. Quando você fratura gravemente seis vértebras espinhais e tem fragmentos ósseos dentro da medula espinhal e quatro médicos dizem que você nunca vai andar de novo, você não vive mais uma vida normal. Eu vim a entender os princípios universais, que antes me pareciam pura teoria filosófica.
Me aconselharam a operar, mas decidi não fazê-lo e sim experimentar o que eu sentia, ser coerente com o meu pensamento. Eu acreditei que o poder que cria o corpo, também cura o corpo, a base da filosofia e da quiroterapia. Há uma inteligência em cada ser humano que lhe dá a vida e o funcionamento biológico, e eu me conectei com esse entendimento em todos os momentos, fazendo nada mais do que dedicar-me á minha própria cura. Eu não poderia imaginar minha vida com ferros nas costas e viver sempre com drogas medicamentosas. Eu queria dar a essa inteligência um plano muito específico e que ela iria fazer o melhor para mim. Os átomos não são nada em 99,999% de si; eles não são nada material, mas são apenas uma potência energética. Essa inteligência energética, que é o átomo, organiza tudo. Quando eu comecei a notar mudanças no meu corpo, mudanças físicas, eu prestei muita atenção no que ocorria nele, e então, com minha mente, eu repeti isso até que a repetição deste processo começou a curar mais ainda o meu corpo.

A repetição é a base para criarmos nossa realidade melhor?

A grandeza é acreditar nesse futuro que existe além dos nossos sentidos físicos e mantê-lo vivo em nossas mentes até que o evento realmente aconteça. Nós não criamos as coisas, porque não acreditamos que podemos fazê-lo! As pessoas não percebem que os pensamentos produzem imensos efeitos em suas vidas (é o que nos mostram os bósons, partículas subatômicas que se alteram pelo pensamento de alguém). Elas até podem ter alguns pensamentos ligados a um estado elevado de emoção, mas só por uns15 minutos por dia! Então se perguntam: “Porque a mudança ainda não aconteceu?”. É porque nas outras 23 horas e 45 minutos, sua mente está vagando em todas as outras direções: estão irritadas, negativas, julgando os outros. Para agirmos sobre a realidade temos que chegar a estados superiores de consciência e deixar vir as emoções nutritivas, como a gratidão, a alegria, a apreciação e a valorização das coisas. A dificuldade é como chegar a esse ponto, porque a mente analítica vai dizer: “Por que eu deveria dar graças ou ser feliz se não estou ainda?”. Esse é o velho modelo de pensamento. Muitas pessoas, secretamente, crêem em seu próprio poder, mas nunca escavam a fundo para saberem realmente o que querem; e quando sabem, não iniciam realizar. Aja, vá em busca, comece a fazer. Se você quer um carro, vá na concessionária e converse como pode comprar; se queres uma casa ou apartamento, vá na imobiliária. É assim que se cria: iniciando fazer. Nada cai do céu!

Você aconselha a meditação (sentir seu EU) neste processo?

A meditação é o primeiro passo para trazer a mudança. É uma técnica ensinada a observar os pensamentos e acalmar a mente. Te leva a entender onde você está e mudar a ti mesmo, porque muda a relação entre mente e corpo. Nesse estado de ser, onde só há consciência, estamos produzindo um campo eletromagnético que afeta a mudança. Depois de meditar é impossível ter mau humor. A meditação é enxergar a você mesmo; podemos meditar até mesmo dirigindo.

Qual o efeito que o silêncio mental cria nas células?

O lobo frontal do cérebro (terceiro olho) é a mais moderna porção do nosso sistema nervoso. Quando nossa mente superior controla nossa parte primitiva, o cérebro muda fisiologicamente. Nas experiências com os monges budistas meditando, foi confirmado que os lobos frontais realiza esse controle sobre o cérebro animal e acalma as outras regiões deles, resfria as células do cérebro que têm a ver com o tempo e o espaço, com o corpo e nossa identidade. Portanto, nada é processado nesse momento. Chamamos isso de paz. Através do silêncio deixamos de ser alguém com opiniões ou julgamentos e passamos a ser um campo quântico harmônico. Na atualidade, a maioria da humanidade está disposta a alcançar este domínio e o busca.

Se o mundo é um reflexo do que acontece com as pessoas, poderia se dizer que os seres humanos estão vivendo uma revolução a nível celular?

 Estamos em um momento na história da humanidade em que a mudança tem que acontecer. Mas para acontecer algo novo, o velho deve morrer. Muitos paradigmas estão obsoletos e ultrapassados: os modelos políticos, econômicos, ambientais, religiosos e de saúde … O ser humano deve começar a fazer perguntas mais importantes e parar de acreditar em superestruturas politicas e super-heróis religiosos (Papai-Noel, e bons anjos ou santos não virão deixar nada debaixo de tua cama. Quem deixa presentes debaixo da cama são os pais, entenda isso)… É tempo das pessoas serem donas de si mesmas e não entregarem mais seus destinos nas mãos de lideres religiosos, políticos, governantes ou quem quer que seja. Quem espera, perde o tempo. Controle você mesmo o tempo, faça acontecer na hora em que você bem quiser.

Por falta de liderança política é que estão a perpetuar as velhas estruturas?

As emoções que a maioria de nós temos e que criam estas situações de egoísmo que falamos, infelizmente são as mesmas que têm os nossos líderes. Você não pode dar a “paz do senhor” em uma igreja e depois sair pisando nos outros devido a pressa de sair porque você está impaciente. Esta é uma típica oposição entre mente e corpo, não há coerência entre o que você diz, o que você faz e o que você pensa.

Se há uma ideia comum, uma rede de pensamento em que todas as pessoas estão unidas, estes pensamentos podem criar novos líderes?

A substância que une as células e todo o universo é o respeito e a gratidão. Em um neurônio se pode observar como uma certa quantidade dessa substância desconecta velhos padrões de pensamento. É quando começamos a tomar as decisões que consideram o todo. Primeiro você tem que sentir amor por si mesmo e, consequentemente, nós amamos todo o resto. Se não gostamos de certas coisas, devemos eliminá-las antes de tudo de nós mesmos.

É possível que a atual crise se materialize porque muitas mentes criaram com seus pensamentos?

Como cientista, eu digo sim, obviamente! A crise tem sido criada nas mentes de todos os povos.

Como é o cérebro de um homem consciente?

Você terá muito mais conexões sinápticas se comunicando umas com as outras sobre as informações que contêm os neurônios. Vamos ver o cérebro funcionando de uma forma mais coerente de pensar, com transmissões neurológicas muito mais rápidas. O lóbulo frontal estará inteiramente conectado com o subconsciente, e teremos neurotransmissores sequenciados desde a glândula pineal, que irá melhorar a nossa percepção da realidade. Talvez algumas pessoas estão à beira de uma mudança potencial em seu cérebro. Tudo o que sabemos é que você não pode esperar para que a mudança ocorra. Você tem que agir sobre ela. Deus não escolhe nada, você é quem cria e escolhe a sua realidade. Se você esperar cair do céu, vai continuar do jeito que está: ESPERANDO.

Fonte: I Have the Power – Motivação + Superação + Liderança = Excelência

O QUE É REALIDADE?

matrix-1_thumb.jpg

(O conceito matemático de Matriz [= Matrix, em inglês] consiste em uma ordenação adequada de símbolos [normalmente números] no espaço. Em duas dimensões, essas ordenações são chamadas de ‘linhas’ [na horizontal] e ‘colunas’ [na vertical], estamos presos aqui dentro)

 

“FÍSICA QUÂNTICA – A ILUSÃO DA REALIDADE”

Postado em 29 de junho de 2010 por Miguel Galli

Somos emanações divinas presentes eternamente no infinito AGORA. Tudo que observamos são nossas criações mentais. Tempo e espaço são conceitos ilusórios que criamos, formando uma prisão, que podemos chamar de ‘Matriz’. Vamos aos detalhamentos:

1. Hologramas são projeções de energia ou ‘luz’ que parece, ao observador, ser uma forma de 3 dimensões, mas na realidade são uma série de códigos e padrões de onda que apenas geram a ilusão de 3D quando um laser emite sua luz sobre esses hologramas. Toda a realidade dos 5 sentidos é uma ilusão holográfica que apenas existe de uma forma ‘sólida’ porque o cérebro/mente humana faz com que se aparente desta forma. O mundo 3D de paisagens, mares, edifícios e corpos humanos, apenas existe nessa forma quando nós olhamos para ele! Se não ele é uma massa de campos vibratórios e códigos. No filme Matrix, a Matriz é representada, vista de fora, por uma série de números verdes e códigos, enquanto que do interior ela é vivenciada como o tipo de mundo em que nós pensamos que vivemos – montanhas, ruas, pessoas etc. Esta é uma boa analogia.

2. Nós não enxergamos com os nossos olhos, nós enxergamos com o nosso cérebro! No caminho dos olhos até o córtex visual, região cerebral responsável pela “fabricação” da visão (gnosia visual), os lobos temporais editam e reconstroem até 50% ou mais da informação original que entra através da retina e nós apenas “vemos” o que o cérebro, com todas as suas realidades condicionadas, decide o que ele está vendo.

Em “O Universo Holográfico”, Michael Talbot conta-nos que nos anos ‘70 seu pai contratou um hipnotizador profissional para entreter um grupo de amigos. Um dos escolhidos para ser hipnotizado foi um homem chamado Tom e era a primeira vez que ele encontrava-se com um hipnotizador. O que os hipnotizadores de palco fazem é programar as pessoas para acreditarem que elas estão vendo algo ou fazendo algo que, na verdade, não passa de pura invenção.

O hipnotizador fez Tom acreditar que existia uma girafa na sala e mais tarde fez com que comesse uma batata crua acreditando que era uma maçã. Essas são confirmações de que o cérebro vê e experimenta o que ele é programado para acreditar o que ver e experimentar. Mas a parte mais interessante da história veio quando Tom foi trazido de volta para o estado de consciência desperta. Logo antes do hipnotizador terminar o estado de transe formal, ele disse a Tom que quando ele acordasse ele não seria capaz de ver sua filha, Laura.

O hipnotizador pediu a Laura para ficar em pé de frente e junto do pai de tal forma que quando ele abrisse os olhos ele estaria olhando no estômago dela. Quando perguntaram a Tom se ele conseguia ver sua filha, ele respondeu que não. Laura se mexeu bastante, mas não deu nenhum resultado. O hipnotizador se colocou atrás de Laura e segurou algo contra as costas de Laura. Para ver esse objeto, Tom teria que ver através de sua filha.

O hipnotizador pediu a Tom para dizer o que ele estava segurando em sua mão e, inclinando-se para frente para junto do estômago da filha, ele disse: “um relógio”. Foi-lhe pedido então para ler a inscrição no relógio e ele leu. O hipnotizador confirmou que realmente estava segurando um relógio com a inscrição descrita por Tom.

A mente de Tom foi programada para acreditar que ele não poderia ver sua filha e portanto ele não a viu. Além disso, ele pôde ver o que estava atrás dela. Como isso é possível? Nós construímos nossa realidade “aqui dentro” e não “lá fora”.

3. Uma afirmação perfeitamente correta é: “conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”. Na prática, uma grande parte do que conhecemos é Mentira. Uma das mentiras mais enraizadas em nós é o nosso conceito (ilusório) de separação espacial e de tempo.

Comecemos pelo nosso conceito de tempo: com o conceito de tempo estabelecido na superfície de nosso planeta Terra, todos nós podemos praticar um ato posterior ANTES de um ato anterior, basta cruzar de oeste para leste o “meridiano do tempo”, que cruza o Oceano Pacífico exatamente na localização oposta ao meridiano de Greenwich. Desta forma cria-se uma diferença de tempo entre os atos de quase 12 horas! Que absurdo! Nosso conceito de Tempo é uma tremenda ilusão. Passado, presente e futuro: ilusão! Então, como funcionam todas as coisas, sem o conceito de Tempo?

Na realidade só existe o infinito e eterno Presente, o AGORA, com todos nossos conceitos de eventos passados e futuros ocorrendo no Eterno Agora, em realidades paralelas simultâneas, criadas por nossas mentes. É exatamente por causa disso que videntes conseguem “ver” e “sentir” acontecimentos “passados” e “futuros”: eles estão presentes no Agora! Reencarnação, portanto, não é um processo de vir e sair deste mundo com o passar do tempo: é mover-se para dentro e para fora de diferentes realidades, todas acontecendo simultaneamente.

Ainda não está convencido sobre a ilusão do tempo? Então considere um dos grandes mistérios que é a predição do “futuro”, que muitos estudos já provaram ser possível. Um exemplo nesse sentido é o “teste da cadeira” proposto pelo vidente holandês Gerard Croiset: investigadores iriam identificar eventos em salas espalhadas pelo mundo que não tivessem assentos numerados pré-alocados. As pessoas sentariam onde quisessem quando elas chegassem ao local do evento. O investigador daria a Croiset um assento particular para ser focalizado semanas antes do evento e ele teria que descrever a pessoa que iria sentar lá durante o evento futuro.

Durante 25 anos Croiset descreveu os ocupantes dos assentos com enorme precisão. Dra. Jule Eisenbud, professora clínica na Universidade do Colorado, conduziu um desses testes em 1969. Mais de duas semanas antes de um evento em Denver, Colorado, Eisenbud contactou Croiset na Holanda e deu a ele um assento para “ler”. Croiset disse que o homem que iria sentar naquela cadeira tinha cerca de 1.75m de altura e trabalhava na indústria e com ciência. Em seu trabalho, disse Croiset, ele usava um avental de laboratório que estava manchado com um produto químico esverdeado. Ele disse que o homem tinha os cabelos pretos, penteados para trás, uma cicatriz no seu dedão e um dente de ouro na sua mandíbula inferior. 17 dias depois, este mesmo homem sentou no assento e Croiset estava correto em todos os detalhes, inclusive sobre sua altura.

Como isso é possível? O homem “depois” na cadeira e o homem “antes”, antes mesmo que ele inclusive soubesse que ele iria àquele evento, não eram eventos que estavam acontecendo separados por várias semanas: eram eventos concomitantes na eternidade. Eles estavam acontecendo simultaneamente. Eram duas realidades mentais distintas, mas acontecendo no Infinito AGORA!!

4. Uma ilusão só pode controlar você quando você pensa que ela é real. Quando nós observamos nossas experiências diárias nós estamos olhando em um espelho de nós mesmos. Portanto, para mudar seu mundo mude a você próprio. Não culpe os outros, pois isso é aceitar que os outros têm poder sobre sua vida e sobre a realidade que você cria.

Não existe nada que não possa ser explicado, uma vez que entendamos que o Amor Infinito (Unicidade) é a única verdade e todo o resto é ilusão e que nós estamos criando a ilusão ou tendo a ilusão programada em nós por acreditar que ela seja real. Lyall Watson, biólogo e autor de “Supernature”, diz ter presenciado uma mulher Indonésia chamada Tia, uma xamã, conversando com uma menininha em um pequeno bosque de árvores.

Ele olhava a cena de uma curta distância e ela não sabia que ele estava lá observando. Ela pareceu explicar algo à garota e um certo ritual de dança e de gestos começou. Para o espanto de Watson, o pequeno bosque de árvores desapareceu e, após alguns segundos, voltou novamente. “Num momento Tia dançava no bosque sombreado; no seguinte ela ficava em pé sob um sol escaldante”, ele disse. “Ela conseguiu ‘ligar’ e ‘desligar’ o bosque várias vezes”, com Watson olhando sem acreditar. Isto é impossível? Não, não é. O bosque é uma ilusão holográfica e aqueles que compreendem como o processo funciona podem se desconectar dessa realidade, o sonho de consenso que concorda que o bosque existe. Com Lyall Watson observando esta cena intensamente, foi fácil para ele tornar-se parte do campo de realidade de Tia e também ver o bosque aparecer e desaparecer.

Outras pessoas poderiam ter observado isso de uma ilusão de realidade de consenso e o bosque não teria desaparecido para elas. Isto explica porque algumas pessoas podem caminhar através de paredes – elas acreditam que podem e essa torna sua experiência. Elas desconectam suas mentes e corpos das leis da realidade de consenso que insiste que isso é impossível. Quando digo “acreditar”, isto é um nível de crença muito além de qualquer pessoa que apenas diz “eu acredito”. Não é crença, é um conhecimento, um ser.

Existe um velho ditado que diz que nós podemos “mover montanhas”. Isto não tem um significado literal? Por que não? Se um bosque pode desaparecer, porque não uma montanha? A montanha é uma ilusão holográfica e nossa mente controla a ilusão. Por que nós não movemos montanhas? Nós podemos, mas nós não fazemos, porque nós não sabemos que nós podemos. A realidade de consenso, programada, diz que a própria idéia é ridícula e se acatamos essa realidade, assim é. Porém se criarmos uma outra realidade que diz o oposto, moveremos montanhas!

5. As “leis” do mundo dos 5 sentidos podem apenas ser aquilo que nós pensamos que elas são, e enquanto aceitarmos elas como real nós estaremos sujeitos às suas limitações. Da mesma forma, se nós pudermos livrar nossas mentes dessas realidades, nós não estaremos mais sujeitos às suas “leis” e limitações. Isto é o que chamamos “milagres”. Quase todos já leram sobre feitos inexplicáveis como caminhar no fogo sem se queimar, ter espadas atravessadas através do corpo sem se machucar ou deixar cicatriz, levitação e muitas outras coisas. Nenhum desses fenômenos é possível para a ciência materialista convencional, mas isso é simplesmente porque a ciência convencional é o conhecimento equivalente a um filme do Mickey Mouse.

David Icke conheceu uma mulher que separou um quarto de sua casa para ser usado por meditadores sérios, meditadores que queriam meditar por longos períodos sem serem perturbados. Um cara entrou e não apareceu por muitos dias e ela ficou curiosa para saber se ele estava bem. Ela pegou um copo de chá para ele e abriu a porta devagarinho. No momento seguinte o copo se espatifou no chão porque quando ela olhou para ele, a metade de baixo de seu corpo estava invisível. Impossível? É possível sim e perfeitamente explicável.

Em 1905, o paranormal Indridi Indridason fazia parte de um projeto de cientistas eminentes da Islândia no terreno do “paranormal”. Quando ele entrava em transe profundo os cientistas viam diferentes partes de seu corpo desaparecer e reaparecer. Tudo é possível, literalmente tudo, porque nós somos infinitas possibilidades. David Icke também conta que uma mulher do Texas lhe contou que um dia, pela manhã, ela acordou próximo do marido e encontro-o flutuando a cerca de 1,80m acima da cama, ainda dormindo…

O Dr. William Tufts Brigham, o curador do Bishop Museum de Honolulu, era um investigador perspicaz do “paranormal” e seus estudos envolveram os ”milagres” feitos por xamãs havaianos, ou kahunas. Ele testemunhou uma delas curar um homem que tinha quebrado a perna tão forte que pedaços do osso estavam atravessando a pele. A mulher kahuna “orou” (pensamento concentrado) e meditou ao lado do homem e esticou sua perna, empurrando os ossos quebrados. Após alguns minutos ela disse que a cura estava completa e o homem se levantou e saiu andando sem nenhum sinal de seu severo machucado de minutos atrás. Isto é possível porque, na realidade, não existe osso – isso também é uma ilusão…

6. Um pouquinho sobre o “carma”: a crença na realidade sólida materialista é fundamental na ciência oficial, assim como a necessidade de que tudo seja provado através de experimentos que possam ser repetidos. Cientistas que sugerem explicações alternativas são jogados no ostracismo ou sabotados, para se defender a “sabedoria” existente. Fundamental para perdermos de vista nossa unidade infinita é a política oficial da ciência não-alternativa que apresenta o mundo como partes desconectadas e isto está refletido na própria estrutura da ciência, com suas especialidades compartimentalizadas, que raramente conversam entre si. Mas, quando as crenças dos cientistas estão afetando os resultados dos experimentos, como a física quântica está cansada de mostrar, de que valia é este dogma? Uma partícula subatômica chamada ”anomalon” foi verificada ter propriedades diferentes em diferentes laboratórios, o que é equivalente a ter um carro que muda de cor e outras características dependendo de quem o está dirigindo. As “leis” da Ciência apenas se aplicam porque os cientistas acreditam que sim e, graças ao estado divinizado da Ciência: o que ela decide que é “real” torna-se a realidade de consenso.

Mas tudo é uma ilusão.

Tome, por exemplo, a lei básica da Ciência conhecida como “Lei de Causa e Efeito”, o fundamento da chamada “Lei do Carma”. Para cada ação tem que existir uma reação. Isto é verdade – mas apenas se você acredita que é. Se você acredita que não é verdade então ela não é! As pessoas possuem carma apenas porque elas acreditam que elas o possuem em suas mentes individuais e coletiva. William Tiller, físico da Stanford University, escreve: “quando chegamos nas fronteiras de nossa compreensão, podemos de fato deslocar as leis de tal forma que nós estamos criando a física enquanto caminhamos”. Não existem “leis”, apenas possibilidades infinitas. O que é realidade? O que você pensa que é? Então isso é o que é.

Certas áreas do conhecimento são muito mais subversivas para o sistema do que simplesmente expor a rede de sociedades secretas ou a agenda global porque elas oferecem meios que nós podemos pensar de excluir a agenda e seus valores fascistas de nossa existência e pensar e trazer uma nova realidade em existência. Esta é a transição da prisão para o paraíso.

Como toda realidade, a transição tem que acontecer primeiro na mente – ou, mais acertadamente, no coração – e apenas então pode ser experienciada no mundo ”físico” como holograma manifesto. Rejeitar a realidade de consenso e criar a nossa própria é a transformação. É como o conto de Andersen “A Roupa Nova Do Rei”. A realidade de consenso era que ele estava vestindo roupas novas lindas, porque a multidão não queria admitir que ele estava nu. Foi preciso que uma criança gritasse “o rei está nu” para quebrar o encanto e propagar o óbvio.

7. Acredito que todos já tenham ouvido falar do Conde Drácula, não? É uma ficção, porém baseada em fatos reais, que estão ocorrendo agora na nossa aristocracia/realeza…

Primeiramente, uma introdução: há uma técnica de controle mental chamada de Distúrbio de Múltiplas Personalidades (MPD, em inglês). Isto ocorre quando a mente é fraturada, através de trauma e programação, em uma série de aparentes “personalidades” ou “personagens”, cada um com diferentes atitudes, crenças e, até, diferentes “idades” ou “sexos”. David Icke testemunhou um caso (na sala de um terapeuta) de uma mulher de 30 anos que manifestou sete distintas “personalidades” em meia hora de sessão, incluindo uma de bebê. Cada personalidade tinha seu próprio nome, antecedentes e características, e cada uma foi trazida à tona, em seqüência, pelo terapeuta pelo uso de palavras corretas de acionamento e por códigos.

Quando uma personalidade era comutada para outra, a face da mulher mudava, inclusive a cor dos olhos e características da pele (cicatrizes podem desaparecer quando uma personagem substitui outra como a mente consciente). A pessoa pode estar doente, em um modo, e perfeitamente saudável no outro. Mulheres com MPD podem ter diferentes ritmos menstruais com cada personalidade, e parecerem mais velhas ou mais jovens. Agora, como é o outro termo para essa transformação instantânea das feições da face e do corpo?

Mudança de forma (“shape-shifting”, em inglês). Esta é uma das características do Drácula: mudança de forma, assim como os humanos alimentando-se da energia humana. A linha dos manipuladores está seriamente envolvida em sacrifícios humanos e em rituais de beber sangue em toda a nossa história. Os registros sumérios revelam que os Anunnakis, deuses da Antiga Suméria que igualmente apreciavam o derramamento de sangue humano.

8. Quando os místicos meditam, antes de executarem um “milagre”, eles estão se desconectando da realidade de consenso, a mente coletiva, que diz que o “milagre” é impossível.

O que não vemos, nós inventamos: nossos olhos possuem um ponto cego, onde o nervo óptico se conecta ao olho, no meio da retina. Qualquer que seja o objeto que olharmos, nós não podemos ver nada que incide naquela parte do olho, mas o cérebro constrói a cena completa usando a informação disponível e, portanto, preenche o “buraco” usando para tal as imagens vindas do outro olho ou recolhidas na memória. Realidade é apenas aquilo que nós fomos programados a acreditar que é.

Vemos apenas o que estamos condicionados a ver e EDITAMOS (eliminamos) tudo o que contradiz esse condicionamento. Um exemplo claro pode ser confirmado abaixo, fixe a visão no sinal em preto no centro da figura (sua rotina de vida), e todo o resto que acontece em sua volta NÃO É VISTO ! Isto não é ILUSÃO DE ÓTICA…É ILUSÃO DE VIDA !

Implantar crenças é tudo o que os manipuladores desejam, pois é através da crença que nós manifestamos nossa realidade. Geralmente, a crença cria a Polarização; polarização = divisão e conflito, divisão e conflito = dividir e dominar. Eles desejam crenças rígidas e em conflito, por esta razão; eles não se importam muito com o que você acredita piamente, contanto que você acredite piamente em algo, porque assim eles podem jogar você contra os outros que acreditam piamente no (aparente) oposto.

Albert Einstein disse: ”nós precisamos lembrar que nós não observamos a natureza como ela existe realmente, mas a natureza exposta aos nossos métodos de percepção. As teorias determinam o que nós podemos ou não podemos observar”. O que nós pensamos que vemos como edifício, pessoas, florestas e lagos são, na realidade, ilusões holográficas tridimensionais conjuradas nessa realidade por nossas próprias mentes. As sessões de hipnose exemplificam bem esta situação.

O que é “livre arbítrio”? A mente consciente não é aquela que, no final, está no controle dos eventos, exceto na forma que ela decodifica os padrões holográficos 3D de acordo com o seu senso de realidade. O Inconsciente é a fonte principal de resposta humana e de comportamento, e não a consciência que pensa que está tomando as decisões. Experimentos revelaram que os sinais no cérebro, necessários para mover um braço, abrir a boca ou executar qualquer ação física, começa um segundo e meio antes da mente consciente tomar a “decisão” correspondente.

A Matriz foi criada pelo Inconsciente Coletivo, e a mente consciente foi aprisionada pelas ilusões assim criadas. A Matriz tomou vida própria quando ela acessou uma fonte de energia própria: o medo gerado pelas mentes consciente e Inconsciente aprisionadas em uma ilusão que acreditam ser “real”. Este medo auto-percebido, a Matriz, então aprisiona também o Inconsciente Coletivo na ilusão. É o Inconsciente que os manipuladores visam controlar. Estamos condicionados a ver o que nos é dito para ver, pelas normas da sociedade.

A hipnose nos vem de inúmeras formas: na infância estamos sujeitos à programação de nossos pais, que instalam suas próprias realidades sobre nós. Isso se compõe, em seguida, com a educação que recebemos na escola. Educação não está envolvida com o desenvolvimento da auto-percepção, ela meramente prepara os jovens para os trabalhos que servem ao sistema. A educação verdadeira seria desaprender a doutrinação incutida pela “educação” oficial. O hipnotizador residente encontra-se no canto da sala: “mamãe, onde eu aprendo o significado da vida?”. “Oh, cale a boca e veja TV”. “OK, mamãe…”.

9. Fatos incomuns podem acontecer quando as pessoas manifestam ilusões diferentes e sonhos diferentes. Quantas vezes temos sonhos nos quais participamos de eventos que iriam nos matar ou machucar, mas isso não acontece? Da mesma forma, se for sua realidade que o fogo não pode queimar seu pé, então ele não pode. Por que? Porque seus pés não existem mais do que o fogo! Como pode uma ilusão queimar uma ilusão, a não ser que acreditemos que ela possa e manifestemos essa realidade: a ilusão da queimadura e a da dor? Quando sentimos dor, é no cérebro que a sentimos e não no dedão que chutou a perna da mesa. O cérebro manifesta a dor pela mensagem que ele recebe e o cérebro condicionado sente dor apenas porque ele pensa que deve sentir. Isto é o que o programa de computador diz e isso é o que ele entrega como resultado. Quando você muda o programa, você obtém uma realidade diferente: sem queimadura e sem dor.

“Milagres” são apenas saídas da realidade de consenso para onde suas ”leis” ilusórias não mais se aplicam. Como pode o seu corpo queimar quando você sabe que ele é apenas uma ilusão holográfica de sua mente? Como pode uma ilusão holográfica ser prejudicada por uma espada ou uma bala, que também é apenas uma ilusão holográfica? Resposta: apenas quando você acredita que isso é possível! O homem que “perdeu” metade do seu corpo quando meditava foi para um tal estado de consciência (sua realidade) que seu corpo holográfico começou a segui-lo. Fazendo isso, ele começou a desaparecer, retirando-se desta realidade.

Quanto à levitação e outros fenômenos ditos “paranormais” (paranormais para a realidade de consenso), o princípio é o mesmo. “Quando você levita, não é você que vai ‘para cima’, é o seu ‘mundo’ que vai ‘para baixo’.” Mas não é a levitação a arte de sobrepujar a gravidade? Apenas se você pensa que é, porque a gravidade é outra ilusão. Se nós não acreditarmos nela, nós não iremos estar sujeitos às suas leis. Não existem leis a não ser que nós acreditemos que elas existam. Amor infinito é a única verdade, tudo o mais é ilusão. Pessoas têm levantado carros para salvar seus filhos: suas mentes em estado emocional altamente concentrado mudam as realidades e não ficam mais sujeitas às “leis” desta realidade que conhecemos. Todos conhecem fatos semelhantes a este.

Muitos tentam fazer esses aparentes “milagres” com a chamada “iluminação” ou “avanço espiritual”, o que pode vir ser uma armadilha. Você não é um “deus vivo na Terra” por conseguir fazer esses truques que vêm do conhecimento de como nós criamos a realidade: os manipuladores estão usando essas técnicas o tempo todo. Essas habilidades podem ser usadas (e o são) por aqueles que desejam expor a ilusão e ajudar as pessoas a despertarem dela. Mas não precisa ser assim: isso é apenas um conhecimento e você pode usá-lo da forma que desejar…

10. No laboratório podemos gerar um holograma a partir de um feixe de luz emitido por um laser. Divide-se esse feixe em dois feixes: um vai diretamente à chapa fotográfica e, o outro vai para essa mesma chapa fotográfica após ser refletido pelo objeto a ser fotografado. Para reproduzir a foto do objeto, em 3 dimensões, usa-se o mesmo laser para iluminar o holograma gerado na etapa anterior. Uma das características espantosas do holograma é que cada parte contém o todo: se você cortar o filme holográfico em quatro partes e incidir o laser em cada um desses pedaços, eles não irão revelar quatro partes da cena fotografada, mas cada pedaço irá mostrar um versão menor de toda a cena. Você pode cortar a chapa em quantos pedaços quiser e eles sempre irão projetar a mesma imagem inteira (completa), quando o laser os iluminam. É exatamente porque o corpo humano é um holograma que cada célula contém toda a informação necessária para “crescer” um corpo inteiro. Portanto, pode-se clonar pessoas e animais a partir de uma única célula, usando-se sua informação genética contida no DNA (ácido desoxiribonuclêico).

A Medicina convencional tende a rejeitar alternativas como a Acupuntura, a Homeopatia, a Reflexologia, as Medicinas Tradicionais Xamânicas, etc. Mas se ela não estivesse tão “hipnotizada” pelo cartel farmacêutico dos manipuladores, ela iria perceber que o corpo é um holograma e a base de tais terapias alternativas não poderia ser mais simples. A Reflexologia, por exemplo, baseia-se no entendimento de que diferentes partes do corpo (pés, mãos e orelhas) são espelhos de todo os órgãos e quando se trabalha sobre estas imagens refletidas, atua-se sobre o órgão da mesma forma. A mesma coisa acontece com a Iridologia: todos os órgãos do corpo estampados na íris dos olhos. Isto é perfeitamente lógico, já que o corpo é um holograma e cada parte do holograma contém a imagem do todo: cada célula contém o todo. A Acupuntura baseia-se nos sub-sistemas holográficos do corpo, assim como a Kiromancia, porque a mão contém informação de todo o corpo. O corpo holográfico é uma expressão do holograma que é o universo e o cosmos, assim como cada parte do corpo ( o Micro-Cosmos repete o Macro-Cosmos).

O cérebro não é a alma, o cérebro é um computador usado pela mente e portanto os cientistas nunca conseguiram localizar onde, no cérebro, encontra-se a alma. Eles nunca irão encontrar, porque a alma não está lá.

Nós não pensamos com o cérebro, mas através do cérebro, na nossa realidade dos 5 sentidos. A ciência oficial também não localizou a área do cérebro que contém a memória, porque a memória, o “disco rígido do computador” está espalhada por todo o cérebro, já que o cérebro é um holograma e cada parte contém o todo.

Pessoas já tiveram boa parte do cérebro removidas, por causa de tumores e surpreendentemente não perderam certas memórias específicas. O holograma tem uma enorme capacidade de armazenar informação: pode-se armazenar muitas cenas em um mesmo filme holográfico, por exemplo, e mudando-se o ângulo de incidência da luz do laser, escolher qual a cena que se quer ver. Nossa memória funciona de forma semelhante: possuímos memória fotográfica holográfica.

Pessoas podem “ler” objetos, como relógios e jóias, e tirar deles informações detalhadas de suas histórias e dos donos, porque os objetos são hologramas que registram essas informações. Os hologramas de nosso corpo armazenam a memória de todos nossos sentidos.

Quando, por exemplo, cheiramos algo isso pode acionar uma memória tão poderosa como quando vemos ou escutamos algo que nos lembra uma certa experiência. A memória holográfica estende-se além do cérebro para todo o corpo holográfico.

O holograma do corpo contém a memória do holograma do cosmos e assim por diante. Tudo está conectado com tudo. Tudo É tudo. A Matriz não pode dividir o todo em partes porque a Unicidade é sempre a Unicidade, mas a Matriz pode dar a ilusão de divisão e de polaridade, e isso é o que ela faz, manipulando nosso sentido de realidade. Divisão e polaridade são ilusões, porque tudo é Um.

11. Vejamos algumas informações sobre nossos sentidos holográficos. Todos os nossos 5 sentidos são holográficos e estão localizados por todo o corpo-holograma. Sim, até a nossa visão. É claro que não precisamos de olhos para ver, quando analisamos os inúmeros relatos daqueles que passaram pelos fenômenos de experiência “fora-do-corpo” e de “quase-morte”. Eles se desprendem de seus corpos e de seus olhos físicos, mas eles continuam a ver. Isto é possível porque a mente não vê, apenas decodifica padrões de freqüência em ilusões holográficas que ela pensa que vê (gnosia visual).

É uma realidade virtual e você não precisa de olhos para ver aquilo que sua mente está pensando, porque isso tudo está acontecendo “aqui dentro” e não “lá fora”. Se algo pode decodificar freqüências em hologramas, este algo pode “ver”. Como todas as consciências podem fazer isto, tudo pode ver e cada parte do corpo holográfico possui “olhos”. Portanto, podemos ver através de qualquer parte do corpo, já que o corpo é um holograma.

Experimentos mostram que ratos continuam a ver perfeitamente com 90 % do córtex visual do cérebro removido e gatos continuam a ver após 98 % de seus nervos ópticos deixarem de funcionar. Muitos experimentos mostraram que certas pessoas podem ver e ler através das mãos, com seus olhos vendados. As mãos e todas as outras partes do corpo podem enviar mensagens ao córtex visual no cérebro, de onde nós “vemos”. De fato, não precisamos, inclusive, de cérebro para ver, isto é mais um nível da ilusão. Por acaso o Infinito precisa de olhos e de um cérebro para ver??

Paul Bach-y-Rita, um neurocientista e médico na Universidade de Wisconsin em Madison, Estados Unidos, diz: “você não vê com os olhos. Você vê com o cérebro (indo mais além: você vê com a mente). Quando uma imagem atinge a retina do olho, ela torna-se pulsos nervosos sem diferença daqueles que vêm do dedão do pé”. Informação entra nos olhos como um padrão de freqüências e o cérebro o transforma em uma imagem 3D.

Como cada parte do holograma contém o todo, cada parte do corpo – a mão, o pé, o joelho – tem a capacidade de passar padrões de freqüências para o cérebro, que os transformam em hologramas que nós podemos “ver”. Isto significa que as pessoas realmente possuem “olhos nas costas”, como se diz. Já ouvi falar de pessoas que conseguem ver em 360 graus quando elas entram em estados alterados de consciência, que fazem com que elas se sintonizem a esses sentidos, retirando o foco da realidade de consenso dos 5 sentidos. Tudo perfeitamente explicável de uma perspectiva holográfica.

A revista Life reportou que uma russa chamada Rosa Kuleshova podia ler com a ponta dos seus dedos e outros podiam fazer o mesmo com outras partes de seus corpos, como nariz e orelha. David Eisenberg, da Harvard Medical School, comenta que duas irmãzinhas chinesas podiam ler com suas axilas!

Paul Bach-y-Rita e outros descobriram que nós podemos ver através da língua. Eles desenvolveram um dispositivo para estimular a habilidade da língua para perceber imagens e isto tem permitido a pessoas cegas recuperarem a visão. Um relatório diz: “a língua, um órgão do paladar e do tato, pode parecer um substituto improvável dos olhos. Afinal, ela está normalmente escondida dentro da boca, insensível à luz, e não conectada aos nervos ópticos. Porém, um volume crescente de pesquisas indica que a língua pode ser o segundo melhor lugar do corpo para receber informação visual do mundo e transmiti-la para o cérebro”.

Pesquisas anteriores têm usado a pele como uma rota para as imagens que chegam ao sistema nervoso. Pessoas conseguem decodificar pulsos nervosos como informação visual que vêm de outras fontes, que não os olhos, mostrando quão adaptável e plástico é o cérebro. A maioria das pessoas não acessa estas habilidades inatas porque elas não sabem que elas as possuem e elas não acreditam que elas as possuem.

Nós somos o que nós pensamos que somos e nós conseguimos fazer aquilo que nós acreditamos que nós podemos fazer. Cada parte do holograma possui os sentidos do todo e é consciente. No livro “O Universo Holográfico”, Michael Talbot conta que ele estava tendo um problema com o baço e ele estava usando visualização para tratar o problema, usando sua mente para rebalancear o holograma constituído pelo baço.

Uma noite ele ficou frustrado com o processo e, na privacidade de seus próprios pensamentos, deu a seu baço uma reprimenda por não responder com suficiente rapidez. Alguns dias depois ele foi consultar uma vidente sobre sua saúde e ela identificou o problema no baço e, então, parou, parecendo confusa, antes de dizer: “seu baço está muito perturbado com algo. Por acaso você tem gritado com o seu baço?”. Ela disse que o baço ficou doente porque ele pensou que isso era o que Talbot queria. Ele tinha dado mensagens erradas, ela disse, e agora o baço estava confuso. “Nunca, nunca fique com raiva do seu corpo ou com seus órgãos internos”, ela disse, “apenas envie mensagens positivas para eles”.

12. A Matriz dos manipuladores procura construir uma realidade de consenso na qual a mente humana coletiva, o inconsciente coletivo de Jung, aceita a “verdade” prevalente que ela está programada para acreditar. Quanto mais isso acontece, mais poderosos são os padrões de pensamento que mantêm a realidade manipulada coesa e mais densos os hologramas irão parecer. Nós estamos nos hipnotizando mutuamente através da aceitação e imposição das normas, que leva a compartilharmos das mesmas ilusões básicas. O objetivo é solidificar a ilusão de consenso ainda mais, removendo os desafiantes e as alternativas a ela.

A realidade da Matriz está construída com pensamentos ilusórios altamente desbalanceados (medos) que produzem padrões vibratórios de baixa freqüência. Aqueles presos à ilusão da Matriz ressoam nesses padrões e quanto mais preso você está, mais devagar será sua vibração. Cria-se um círculo vicioso com ambos, a prisão e os prisioneiros, contribuindo para a sobrevivência da Matriz.

Até que esses padrões de freqüência sejam desafiados por aqueles que vibram na Unicidade e na harmonia, a Matriz irá prevalecer, já que medo e desarmonia são a Matriz. A analogia mecânica desse fenômeno pode ser observada, por exemplo, quando colocamos dois violinos próximos um do outro: ao acionarmos uma corda em um dos violinos, a mesma corda do outro violino irá começar a vibrar, no que é chamada de ressonância simpatética.

Quando temos um pensamento, nós estamos enviando ondas de som em freqüências que os 5 sentidos não podem ouvir (infrasom) e este som ressoa um padrão espacial de freqüência. Mude o som – o pensamento, a realidade – e o mundo muda. Parece que esses campos de pensamento formam vórtices, como redemoinhos em uma pia, que podem tornar-se fixos e rígidos, correspondendo a opiniões fixas, pontos de vista imutáveis e senso rígido da realidade, que resistem a mudanças.

O que acontece quando uma pessoa desafia o sistema e oferece uma outra realidade? Ela é ridicularizada, condenada, despedida, marginalizada, atacada financeiramente, aprisionada ou, mesmo, morta. O que está realmente acontecendo em um nível vibracional? É a expressão dos 5 sentidos do padrão de energia da Matriz que está forçando a corda vibrante desajustada a entrar na linha. Podemos ver as conseqüências em tais rebeldes sendo atacados de várias formas, pois para a Matriz eles representam um tom de freqüência diferente que precisa ser jogado de volta para a linha vibracional prevalente da Matriz. É comum vermos políticos que começam desafiando o sistema e, depois, tornam-se advogados dele.

Não podemos acabar com a prisão da Matriz reagindo “lá fora” com armas, bombas, raiva e ódio, porque isso irá tornar a freqüência da Matriz ainda mais forte, contribuindo para o seu padrão de desarmonia. A solução encontra-se “aqui dentro”, mudando os nossos padrões próprios de vibração e nos conectando com a Unicidade, a harmonia e o amor. Se mudarmos a nós mesmos, nós mudamos o nosso mundo, nossa realidade. A Matriz é uma construção vibracional e para remover seu controle temos que romper o poder vibracional que ela tem sobre nós. Na realidade, a maior parte desse ‘poder’ é simplesmente nossa ignorância de que tal controle existe.

Nós estamos criando o nosso próprio universo, um único para nós. Quanto mais você redefine sua realidade, com relação ao consenso, mais você irá se destacar da multidão e ser um prego acima do resto. A razão dos manipuladores procurarem martelarem essas pessoas de volta para o conjunto dos outros pregos bem enfiados em uma base de madeira é que elas ameaçam sabotar a própria realidade de consenso da qual a Matriz depende. Essas pessoas mostram que existe mais de uma realidade possível. Os visionários são pessoas perigosas para os manipuladores e eles desejam se ver livres delas. Uma pessoa independente é um demônio para um manipulador da realidade de consenso!

Quando nos for dito para fazer ou acreditar em algo, pergunte: “quem decidiu isso?”, “por que devo fazer ou acreditar nisso?”. Eu sou o Um Infinito, não TENHO que fazer ou acreditar em nada que eu não queira. Melhor, nem faça essas perguntas…

13. Que momento excitante para estar aqui nesta ilusão dos 5 sentidos! Nós estamos voltando para casa, apesar de nunca termos partido! Apenas nos enganamos que tínhamos partido! A gargalhada é muito importante nisto tudo. Não existem lágrimas no “céu”; nem sofrimento no Um. O que podemos fazer, a não ser gargalhar? Aqui estamos correndo em torno de um laço no tempo, como um rato em sua roda giratória, acreditando em um tempo que não existe. Quanto mais rápido nos movemos para frente, mais rápido nós vamos para trás, quando, na verdade, nunca vamos a lugar nenhum. Que gozação! Nossos corpos apenas “morrem” porque nós pensamos que eles morrem. Nós apenas sentimos dor e ficamos doentes porque nós pensamos que isso ocorre.

Nós ficamos velhos porque nós pensamos que nós ficamos.

Nós batemos a cabeça contra uma parede sólida que não pode ser sólida; nós chutamos nosso dedão na perna da mesa, apesar da mesa ser uma ilusão, assim como o dedão. Nós temos medo do futuro, apesar de não existir futuro. Nós lamentamos o passado, quando não existe passado. Nós temos medo do desconhecido apesar de termos o conhecimento de Tudo que existe. Um sábio chinês disse: “finalmente, no fim quando tudo está terminado e todas as questões foram respondidas, não existe mais nada a fazer a não ser sentar e dar uma ótima gargalhada”.

Você quer dizer que a Lua não é real ?
Não é.

E que tal o Sol? Também não é ?

Mas eu estou caminhando sobre a Terra, certo ? Não, você está de pé sobre sua mente.

OK, te vejo amanhã ? Não existe amanhã. Está acontecendo agora, exatamente como ontem.

Que hora são? Aquela que você pensa que é.

Você está brincando, certo ? Está me tirando um sarro? Não, é verdade, honestamente. Isso é realmente verdade?

Sim, se você pensa que é! Somos uma Unicidade Infinita.

Nós não podemos morrer e nós somos aquilo que escolhemos ser por toda a eternidade. O que acontece, nós fazemos acontecer e temos o poder infinito para mudar.

Na minha busca incessante por saber quem sou, o que faço aqui, e porque, encontrei este texto que, em poucas palavras expressa muito daquilo que me intriga. Apesar de não constar o nome do autor, apenas jaredadams 1968, a ele dou os meu devidos créditos.

Espero que gostem e que o vosso interior comece a pensar.

Ilusão ou Realidade?

Vivemos em um universo tão antigo quanto nossos cientistas conseguiram calcular ou imaginar. Os dias passam e vão se tornando semanas, meses e anos e nossas vidas vão se enchendo de memórias, todas perdidas e acessadas dependendo de algum vínculo, como um som, imagem, cheiro ou algum evento similar.

O que é a realidade?

A realidade, não é nada mais que nossa percepção do que já virou passado. Tudo que vivemos já passou… a sua leitura deste parágrafo tem sentido após a leitura, ou seja, o texto e a leitura está no passado e não no futuro ou presente. A minha realidade, talvez a sua sejam baseadas na percepção comum, ou pelo menos, o que todos dizem ser real. Ilusão coletiva?

Talvez vivamos dentro de uma grande ilusão coletiva, algo como um grande Matrix, como no filme, onde todos estamos conectados e devido a essa imersão, não conseguimos compreender ou sentir a diferença. Me lembro de um capítulo da série Viagem ao Fundo do Mar, onde o um grande telepata, faz com que todos de uma cidade vivam uma grande ilusão coletiva, ao ponto de não conseguirem enxergar os tripulantes do Submarino e vice-versa.

Um sentimento que nos conforta a sensação de realidade, nos é altamente confortante, ela nos é tão importante, quando um tábua que aparece de repente, quando estamos perdidos e sozinhos no mar a noite. Os Indianos e Budistas, colocam a ilusão da realidade dentro dos contextos religiosos, onde estamos e somos parte de um todo.

Já li também que algumas culturas, nos colocam como partículas de um todo, que estamos somente nos interagindo e aprendendo, para depois retornar a fonte e nos tornar uno. E o Universo? Desde que o homem olhou para o céu, ele tem se questionado cada vez mais do que ele faz parte e o que poderiam ser aquelas luzes brilhantes. Nas várias teorias, o universo tem uns 15 bilhões de anos de existência, mas isso é o nosso Universo.

Alguns teóricos, dizem que podem haver explosões de diversos universos a cada momento, bolhas e mais bolhas de novas realidades ou universos aparecem e desaparecem a cada momento. A realidade e a Existência? Imagine-se, você próximo ao pequeno grão altamente denso e pesado que deveria ter sido o início do nosso Universo… o que você veria? Um vazio total negro? A luz preenchendo cada espaço? A criação do nosso universo, não quer dizer que foi o início de tudo, de toda a realidade… Você acredita nisso? Que o Big Bang foi o início de tudo? E a borda do nosso Universo? E o que há na borda de nosso Universo? Será que algo como o pensamento dos Europeus durante a idade média? Onde a terra era plana como uma pizza e que se você navegasse, chegaria a borda e cairia no grande vazio? No filme Men in Black, mostra que uma galáxia poderia ser compactada ao ponto de ficar do tamanho de uma bola de gude, onde um alienígena brinca com a nossa e a coloca em um saco cheio de outras. Imagine que ao chegar a borda, você verá um laboratório… melhor, não será possível, porque seremos como um percevejo sobre uma folha de papel e acharíamos que o que vemos é a nossa realidade. Então? Não tenho a resposta para a minha pergunta inicial, mas posso somente especular que vivemos em uma grande ilusão, algo como o Matrix, algo tão elaborado que não conseguimos ou até queremos perceber… talvez não temos nada mais que somente a nossa consciência. Por que?

Veja só que interessante, quando estamos imaginando alguma coisa nova, uma idéia, uma sugestão, ficamos matutando, pensando e imaginando alguma coisa… até que do nada, você chega a conclusão, algo superbo, maravilhosamente simples, mas até aquele momento, ninguém estava pensar. Já tive muito disso, quando estava em reuniões de Brain Storming e quando eu ou algum participante chegava àquela idéia, como que todos tivessem atingido por um raio, chegávamos a idéias parecidas, como se todos estivessem conectados, parte de um grande todo. E a religião? Sempre precisamos nos perguntar o papel de Deus dentro de nossos dias.

Tudo é tão grande, impossível de imaginar onde estamos ou como poderemos fazer parte. Deus nos conforta, guia e nos faz pensar diferente… Deus me dá força e muitas vezes me guia ao caminho certo. Isso chama-se fé, nada mais que isso e precisamos dela.

Quando eu vejo o tamanho do Universo comparado a minha pessoa, só consigo acreditar que Ele existe, nada mais que isso.

Deus deve ser ou ter sido um grande cara, que dentro de sua sabedoria, ele fez tudo tão simples, baseado em pequenos tijolos básicos, as sub-partículas atômicas, onde cada partícula e átomos são construídos. Somente Ele que poderia ter feito e planejado tudo isso. O que eu acredito? Que dentro de nossa “realidade” baseada na grande ilusão do Universo, nos sentimos totalmente confortáveis e precisamos disso para viver. Imagine você saber que você não passa mais que somente uma pequena partícula fluindo dentro da grande consciência de Deus? Eu acredito que todos somos muito mais que somente úteis, como que necessários para que o mecanismo total do Universo possa existir, que sou muito mais que somente um vírus dentro do nosso pequeno planeta.

Acredito que meu trabalho, idéias e até este louco texto fará parte da grande conexão que todos compartilhamos, como na grande Matrix do filme.

SIMPLESMENTE PENSANDO ….

Nós somos as únicas criaturas do planeta que podem modificar a própria biologia através dos pensamentos, sentimentos e intenções. As nossas células estão constantemente espionando os nossos pensamentos e sendo modificadas por eles. Quando nos apaixonamos, pensamentos positivos percorrem o nosso corpo e fortalecem nosso sistema imunológico. Por outro lado, pensamentos sombrios e sentimentos depressivos podem nos deixar vulneráveis a doenças.

Ao longo das últimas três décadas, centenas de estudos mostraram que nada possui mais poder no corpo do que as crenças da mente. Esta é a visão de mundo quântica, que nos ensina que todos somos parte de um campo infinito de inteligência – a fonte dos nossos pensamentos, mente, corpo e tudo o mais no universo. Este paradigma, que tem conquistado aceitação crescente no mundo da medicina Ocidental moderna, se baseia nas dez concepções seguintes:

1.  O mundo físico, incluindo o nosso corpo, é um reflexo das nossas percepções, pensamentos e sentimentos. Não há nenhuma realidade objetiva “lá fora” que é independente do observador. Ao contrário, nós criamos nossos corpos conforme criamos nossa experiência do mundo.

2.  Apesar do corpo físico parecer matéria sólida, na verdade ele é composto de energia e informação. Os físicos quânticos nos dizem que todo átomo é 99.9999 por cento espaço vazio, e as partículas subatômicas se movendo à velocidade da luz neste espaço são pacotes de energia vibrante. Essas vibrações não são aleatórias ou caóticas, elas transportam informações ao longo de padrões específicos.

3.  A mente e o corpo são inseparáveis. Existe somente uma única inteligência criativa que expressa a si própria como nossos pensamentos – assim como às moléculas das nossas células, tecidos e órgãos.

4.  A nossa consciência cria a bioquímica do nosso corpo. As nossas crenças, pensamentos e emoções direcionam as reações químicas que ocorrem em cada célula do corpo.

5.  Percepção é um fenômeno aprendido. A maneira como experimentamos o mundo e o nosso corpo é um comportamento aprendido. Mudando as nossas percepções, nós podemos mudar a experiência do nosso corpo e mundo.

6.  A todo momento, impulsos de inteligência estão criando nosso corpo. Modificando os padrões desses impulsos, nós podemos nos modificar.

7.  Apesar que, para a nossa mente-ego, nós parecemos separados e independentes, nós todos somos parte de uma inteligência universal que governa o cosmos.

8.  O tempo não é absoluto. O que chamamos de tempo linear é simplesmente um reflexo de como percebemos as mudanças. Na verdade, o tempo é eterno e imutável. Se começarmos a perceber a imutabilidade, o tempo como conhecemos deixará de existir e iremos experienciar a imortalidade.

9.  A nossa natureza essencial é puro ser. Embora estejamos acostumados a nos ver como personalidade, ego e corpo, o nosso verdadeiro Self (”si-mesmo”) é eterno e ilimitado.

10.  Já que nossa essência é imortal e imutável, nós não precisamos ser vítimas do envelhecimento, doença e morte. Isso é causado pelas lacunas em nosso autoconhecimento e pela ilusão antiga de que nossos corpos são materiais. Como a Ayurveda ensina, qualquer desordem pode ser prevenida se mantermos o equilíbrio em nosso corpo, mente e espírito.

Estas podem parecer grandes concepções, mas elas estão fundamentadas nas descobertas da moderna física quântica. Eu quero encorajá-lo (a) a ver que você é muito mais do que seu limitado corpo, ego e personalidade. Em um nível mais profundo, o seu corpo é eterno e a sua mente é atemporal. Uma vez que você se identifique com esta realidade, você tem liberdade ilimitada para criar uma melhor saúde, alegria e qualquer outra coisa que você deseje em seu mundo.

E se algum de vocês tem falta de Sabedoria, peça-a a Deus (o Deus Interno), o qual dá a todos abundantemente e sem censura e ela lhe será dada.

Mas peça com fé, não duvidando nada, porque o que duvida é semelhante à onda do mar que é arrastada pelo vento e jogada de um lado para o outro.

eu não uso mais o antigo mote “Penso, logo existo” prefiro usar “Escolho, logo existo.” — Amit Goswami (Físico Nuclear)

Via: O Terapeuta Quântico: “FÍSICA QUÂNTICA – A ILUSÃO DA REALIDADE”

Ciência constata que telepatia e outros dons mediúnicos estão em nosso DNA…

brazil-xeroderma-pigmentosum

Cientistas revelam: DNA possui funções mediúnicas: telepatia, irradiação e contato interdimensional!

Publicado por: MMSorge em 20 de agosto de 2013

 “Nosso DNA é um biocomputador”, dizem cientistas russos.

 “Nosso DNA é um biocomputador”, dizem cientistas russos.

Pesquisas científicas estão explicando os fenômenos como a clarividência, a intuição, atos espontâneos de cura e autocura e outros.

Quando os cientistas começaram a desvendar o mundo da genética, compreenderam a utilidade de apenas 10% do nosso DNA.

O restante (90%) foi considerado “DNA LIXO”, ou seja: sem função alguma para o corpo humano.

Porém, este fato foi motivo de questionamentos, pois alguns cientistas não acreditaram que o corpo físico traria algum elemento que não tivesse alguma utilidade.

E foi assim que o biofísico russo e biólogo molecular Pjotr Garjajev e seus colegas iniciaram pesquisas com equipamentos “de ponta”, com a finalidade de investigar os 90% do DNA não compreendido.

E os resultados apresentados são fantásticos, atingindo aspectos antes considerados “esotéricos” do nosso DNA.

O QUE AS PESQUISAS ESTÃO CONCLUINDO?

1. O DNA tem capacidade telepática

A partir das últimas pesquisas, cientistas concluíram que o nosso DNA é receptor e transmissor de informações além do tempo-espaço.

Segundo essas pesquisas, o nosso DNA gera padrões que atuam no vácuo, produzindo os chamados “buracos de minhoca” magnetizados! São “buracos de minhocas” microscópicos, semelhantes aos “buracos de minhocas” percebidos no Universo.

Sabe-se que “buracos de minhocas” são como pontes ou túneis de conexões entre áreas totalmente diferentes no universo, através das quais a informação é transmitida fora do espaço e do tempo.

Isto significa que o DNA atrai informação e as passa para as células e para a consciência, uma função que os cientistas estão considerando como a internet do corpo físico, porém muito mais avançada que a internet que entra em nossos computadores.

Esta descoberta leva a crer que o DNA possui algo que se pode chamar de telepatia interespacial e interdimensional. Em outras palavras, O DNA está aberto á comunicações e mostra-se suscetível a elas.

Pesquisas relacionadas à recepção e transmissão de informações através do DNA estão explicando os fenômenos como a clarividência, a intuição, atos espontâneos de cura e autocura e outros.

2. Reprogramação do DNA através da mente e das palavras

O grupo de Garjajev descobriu também que o DNA possui uma linguagem própria, contendo uma espécie de sintaxe gramatical, semelhante á gramática da linguagem humana, levando-os a concluir que o DNA é influenciável por palavras emitidas pela mente e pela voz, confirmando a eficácia das técnicas de afirmação, de hipnose (ou auto hipnose) e de visualizações positivas.

Esta foi uma descoberta impressionante, pois diz que se nós adequarmos as frequências da nossa linguagem verbal e das imagens geradas por nosso pensamento, o DNA se reprogramará, aceitando uma nova ordem e uma nova regra, a partir da ideia que está sendo transmitida.

O DNA, neste caso, recebe a informação das palavras e das imagens do pensamento e as transmite para todas as células e moléculas do corpo, que passam a ser comandadas segundo o novo padrão emitido pelo DNA.

Os cientistas russos estão sendo capazes de reprogramar o DNA em organismos vivos, usando as frequências de ressonância de DNA corretas e estão obtendo resultados bastante positivos, especialmente na regeneração do DNA danificado!

Utilizam para isso a Luz Laser codificada como a linguagem humana para transmitir informações saudáveis ao DNA e essa técnica já está sendo aplicada em alguns hospitais universitários europeus, com sucesso em vários tipos de câncer de pele. O câncer é curado, sem cicatrizes remanescentes.

3. O DNA responde á interferências da Luz Laser

Continuando nessa linha de pesquisas, o pesquisador russo Dr. Vladimir Poponin, colocou o DNA em um tubo e enviou feixes de Luz Laser através dele. Quando o DNA foi removido do tubo, a Luz Laser continuou a espiralar no DNA, formando como que pequenos chacras e um novo campo magnético ao redor do mesmo, maior e mais iluminado que o anterior.

O DNA mostrou-se agir como um cristal quando faz a refração da Luz, concluindo que o DNA irradia a Luz que recebe.

Esta descoberta levou os cientistas a uma maior compreensão sobre os campos eletromagnéticos ao redor das pessoas, assim como também compreenderam que as irradiações emitidas por curadores e sensitivos acontecem segundo esse mesmo padrão: receber e irradiar, aumentando e preenchendo com Luz o campo eletromagnético ao redor.

Assuma o Comando do seu Ser!

As pesquisas estão ainda em fases iniciais, e os cientistas acreditam que ainda vão descobrir muitas outras coisas interessantes!

Por enquanto, as conclusões nos estimulam a continuarmos com as técnicas de afirmações positivas, cuidando dos nossos pensamentos e das imagens por ele geradas, a fim de que as transmissões sejam correspondentes a saúde, ao bem estar e a harmonia, enviadas não apenas ao DNA como também para todo o corpo!

Tenho certeza de que o nosso DNA agradece por suas informações positivas transmitidas a ele!

Que tal melhorar as suas transmissões verbais e mentais?

Comunique-se positivamente com seu corpo e reprograme seu DNA!

Tania Resende

Nota:

Todas as informações do texto acima estão contidas no livro “Vernetzte Intelligenz” von Grazyna Fosar und Franz Bludorf, ISBN 3930243237, resumidos e comentados por Baerbel.

O livro, infelizmente, só está disponível em Alemão até agora. Você pode alcançar os autores aqui:

OFFICIAL HOMEPAGE OF THE AUTHORS Grazyna Fosar & Franz Bludorf

Também poderá ouvir o próprio Pjotr Garjajev falar neste vídeo:

http://www.youtube.com/watch?v=COkbjvK0qws

Fonte: “O Sol Interno”: Cientistas revelam: DNA possui funções mediúnicas: telepatia, irradiação e contato interdimensional!

O PODER DA ORAÇÃO COMPROVADO PELA FÍSICA QUÂNTICA…

efeito-isaías-686x350

O Efeito Isaías – Manuscrito escondido por dois mil anos, revela o segredo do poder humano

Por:    

 

“Reconheçam o que é visível e o que está oculto ficará claro”.
Gregg Braden
 
A Matriz Divina é a rede de energia que conecta o nosso universo, constituída por uma rede de filamentos muito semelhantes àqueles presentes no nosso cérebro.

Em 1944, Max Planck, o pai da teoria quântica, chocou o mundo quando disse que existe um lugar que é pura energia, onde todas as coisas têm início e que simplesmente “É”. Segundo o pesquisador Gregg Braden, que há mais de 20 anos se dedica a estes estudos, recentes descobertas destacam a evidência de que existe realmente essa matriz de Planck e é a Matriz Divina. Planck afirmava que esta “Matrix” é a origem das estrelas, das rochas, do DNA, da vida e de tudo o que existe.

Microscopicamente, não há nada natural, tudo é vibração, tudo é feito de energia condensada. Vivemos em um universo de vibrações e nossos corpos são constituídos de vibrações de energia que nós emanamos constantemente. A ciência já provou, através da física quântica, que estamos todos conectados através de nossa vibração. Experimentações científicas demonstraram que nosso DNA muda com as frequências produzidas pelos nossos sentimentos e emoções, ou seja, vibrações.

Isto ilustra uma nova forma de energia que conecta toda a criação. Esta poderosa energia, parece ser uma Rede Estreitamente Tecida que conecta TODA a matéria e, ao mesmo tempo, podemos influenciar essencialmente esta rede de criação por meio de nossas VIBRAÇÕES. Os experimentos comprovaram, também, que as frequências energéticas mais altas, que são as do Amor, impactam no ambiente, de uma forma material, produzindo transformações não só em nosso DNA, mas no ambiente que nos cerca. Isto tem um profundo significa: possuímos muito mais poder do que imaginamos.

Todos nós já ouvimos falar desse “poder” que possuímos, principalmente através da Bíblia, mas essa afirmação quase nunca passou de citações que entusiasmavam, mas não convenciam.

Que poder é esse e por que só agora chegou ao nosso conhecimento?

Tudo começou com a descoberta de um antigo manuscrito, o Grande Código Isaías, e outros textos essênios, nas Cavernas de Qnram, no Mar Morto, em 1946. Atribuído ao profeta Isaías, parece ter sido escrito há mais de 2000 anos, e descreve tudo aquilo que a ciência quântica começou a compreender só poucos anos atrás, ou seja, a existência de muitos futuros possíveis para cada momento de nossas vidas e que, na maioria das vezes, escolhemos inconscientemente.

Cada um desses futuros encontra-se em estado de repouso, esperando ser despertado com as nossas decisões feitas no presente. O Código Isaías descreve com precisão essas possibilidades, numa linguagem que só agora começamos a entender. Isaías descreve a ciência que nos ensina como escolher o tipo de futuro que queremos experimentar. A partir da declaração do manuscrito, com exemplos simples e claros, Greg Braden nos refere que existe uma tecnologia muito usada nos tempos antigos, que foi dispersa no quarto século, como resultado do desaparecimento e destruição de livros raros ou relegados às escolas de mistérios, mas que agora, após a descoberta dos Manuscritos do Mar Morto, estão reaparecendo.

É uma tecnologia muito simples, conhecida universalmente com o nome de “Oração”.

Aplicando corretamente, é possível obter coisas extraordinárias, além da imaginação humana. Mas claro! Quem não sabe disso? A maioria, podes crer! Senão, os milagres passariam a ser simples fatos cotidianos e não somente uma exceção. Com esta tecnologia, nós podemos realmente mudar o mundo.

Um modelo “perdido” de oração, que é quântico!

Os manuscritos achados no Mar Morto, é de uma importância considerável para a humanidade dormente, que até os dias de hoje, muitos ainda vivem à mercê de forças espirituais aleatórias, entregando o poder de seu destino nas mãos de qualquer outro ser, menos a si mesma. Nos mostram que nas mãos da humanidade se encerra um enorme poder, à espera de ser utilizado, mas que ainda não conhecemos. Explica como podemos escolher qual futuro desejamos experimentar, em sã consciência, revelando as chaves sobre o nosso papel como criadores de nossa realidade.

Entre estas chaves encontram-se as instruções de um modelo “perdido” de oração, que a ciência quântica moderna sugere como o poder de curar nossos corpos, trazer paz duradoura no mundo e, até mesmo, prevenir as grandes tragédias climáticas que a humanidade poderia enfrentar.

Em que consiste essa tecnologia da oração e em que bases se apoia para que seja eficiente?

Gregg Braden diz que estamos sendo levados a aceitar a possibilidade de que existe um NOVO campo de energia acessível e que o nosso DNA se comunica com os fótons por meio deste campo. A chave para obter um resultado, entre os muitos possíveis já existentes, reside em nossa habilidade para sentir que nossa escolha já foi criada e está já acontecendo.

Vendo a oração deste modo, como «sentimento», nos leva a encontrar a qualidade do pensamento e da emoção que produz tal sentimento: viver como se o fruto de nossa prece já estivesse a caminho.A partir desta perspectiva, nossa oração, baseada nos sentimentos, deixa de ser “algo por obter” e se converte em “acessar” o resultado desejado, que já está criado. Com as palavras de seu tempo, os Essênios – os primeiros suspeitados de serem os responsáveis da conservação do conhecimento originário – nos lembram que toda oração já foi atendida. Qualquer resultado que possamos imaginar e cada possibilidade que sejamos capazes de conceber, é um aspecto da criação que já foi criado e existe no presente em um estado “adormecido” de possibilidades.

Dessa forma, o futuro não é deterministicamente estabelecido, mas pode ser, também, alterado. Os essênios tinham uma visão holística da vida e, justamente por isso, consideravam os desequilíbrios da terra como um espelho dos desequilíbrios do corpo físico do homem. Mesmo as catástrofes naturais, as mudanças climáticas, são espelhos de grandes mudanças que estão ocorrendo na consciência humana. Hugh Everett III, um físico da Universidade de Princeton, estudou a possibilidade de universos paralelos, chamando de “ponto de escolha”, o momento em que se pode sobrepor um efeito sobre outro no decorrer de um evento.

O ponto de escolha é a possibilidade da abertura de um vácuo, de uma ponte que permite mudar o caminho, passando para um outro resultado que se encontra em outro caminho paralelo: em síntese, é algo que nos permite dar um salto quântico de uma sequência de efeitos já experimentada a uma nova sequência com um êxito diferente. É como se a mesma história fosse escrita, prevendo finais diferentes: em um certo ponto, nos encontramos em uma bifurcação que nos permite obter um resultado ao invés de um outro. Por exemplo, se eu passo por um corredor, posso escolher de entrar nas salas que estão à direita ou à esquerda, mas só no final do corredor, posso sair e mudar de rumo, encontrar uma encruzilhada.

A nova física, admite que a experiência, ou mesmo a mera observação do cientista modifica a realidade; isso nos leva a crer que, se hoje, em nosso presente, formos capazes de introduzir uma pequena alteração, podemos então, escapar do efeito das profecias negativas, como já aconteceu, como resultado de uma concentração da energia do pensamento coletivo. Usando o pensamento, sentimento e emoção unidos em nossa oração, podemos atrair os pontos de escolha e mudar os resultados previstos. Tudo isso, no fundo, nos leva à conclusão de que há uma profunda ligação entre nossos pensamentos coletivos, nossos sentimentos e nossas expectativas e a realidade externa.

Esta forma de pensar era inerente à visão da vida dos essênios, como se revela nos escritos dos essênios de 2.500 anos atrás, os quais refletem a ideia de que os eventos externos são o reflexo de nossas mais profundas crenças internas. Se Pensamento, Sentimento e Emoção não estão alinhados, não há União. Portanto: se cada padrão se move em uma direção diferente, o resultado é uma dispersão da energia. Pensamento, emoção e sentimento são a chave da tecnologia da oração e no interior de nós mesmos, devemos experimentar e sentir o que queremos realizar no exterior, precisamos sentir isto no corpo, nos pensamentos e sentimentos. Podemos dar o que temos, podemos expandir para fora de nós o que somos. Aquilo que desejamos, deve realizar-se contemporaneamente no pensamento, no sentimento e no corpo humano.

O pensamento e emoção, devem primeiro ser considerados separadamente e depois em conjunto, porque o pensamento deve ser o sistema de orientação que direciona nossas emoções.

Como se realiza:

O pensamento, mesmo sob a forma de imaginação, determina para onde direcionar a atenção e a emoção. EMOÇÃO é a energia que nos faz ir na direção desejada, é a “fonte de poder”. Para Braden, nos extremos existem apenas duas emoções: o amor e a sua falta, muitas vezes identificada como medo. Logo, se você não está no Amor, você está no medo. E o medo atrai sempre aquilo que se teme. Sentimento é a união de pensamento e emoção, de fato, para experimentar um sentimento, precisamos ter uma ideia e uma emoção. Então, o sentimento “é a chave da oração, porque a criação responde ao mundo do sentimento humano.”

Então, primeiro é importante entender e estar ciente dos pensamentos e emoções representados por nossos sentimentos, porque às vezes expressamos pensamentos que fundamentam emoções diferentes do que afirmamos, e assim, acabamos por realizar efeitos indesejáveis, ou fazemos de formas que a nossa Oração não funcione. Os pensamentos, em si mesmos, podem transportar certas expectativas, permanecendo potenciais desejos, mas são inertes se não forem acompanhados pelo poder da emoção. Muitas vezes, porém, a emoção que acompanha um desejo, caminha na direção oposta ao nosso desejo, mas não somos conscientes.

Se, por exemplo, desejo uma melhor saúde, sob o pensamento de melhora está introduzido o medo da doença, da pouca saúde que se tem, e essa emoção capacita exatamente o que se teme: a doença. Mesmo ao nível do pensamento, dizendo, “melhora”, implicitamente me focalizo em “não suficiente”, e se pensamos de não haver o suficiente, inconscientemente nos sentimos infelizes, ansiosos. Lembremo-nos das palavras do Evangelho: “Quem quiser, pois, salvar a sua vida, perdê-la-á.” Isso pode significar que, qualquer um que tenta se defender daquilo que pode prejudicar a sua vida, acaba focando a atenção justamente sobre o que se quer evitar, atraindo-o.

Braden diz que “nós mergulhamos na possibilidade da criação, um sentimento em forma de imagem, que é a parte da energia suficiente para desenvolver uma nova possibilidade. A chave deste sistema, no entanto, é que a criação restitui exatamente o que nossa imagem mostrou”. A imagem mostra a sopa de criação, onde colocamos a nossa atenção. A emoção que ligamos à imagem, atrai a possibilidade da manifestação desta imagem. Quando “nós não queremos algo – uma emoção baseada no medo . Nosso medo, na verdade, alimenta o que nós dizemos de não querer”.

Por que só agora tomamos conhecimento desse poder?

Até a Bíblia parece dizer que temos um poder desconhecido, e talvez, não por acaso, essa chave de leitura ”foi descoberta só em 1995, em um momento em que poderia haver uma consciência suficientemente alta entre as massas, que permite usar este poder. A humanidade desenvolveu uma nova consciência planetária, graças à força da tecnologia de oração em massa.

Diz Gregg Braden que Deus é puro amor, é energia e por ser energia, não morre, não desaparece, é imortal e está em todos os lugares. E como somos a imagem e semelhança de Deus, sabemos que somos energia e hoje podemos provar isso. Somos seres espirituais e não seres feitos de matéria. Vimos que, geneticamente, nosso DNA muda com as frequências que produzem nossos sentimentos, e que as frequências energéticas mais altas, que são as do Amor, impactam no ambiente, de uma forma material, produzindo transformações não só em nosso DNA mas em todo o ambiente.

Quanto mais Amor deixarmos fluir por nossos corpos, mais adaptados estaremos para enfrentar o que possa acontecer em em nossas vidas. E podemos conduzir TODO o nosso planeta, mediante nossos pensamentos positivos em conjunto, para o melhor futuro possível.


Assista também:

 

Fonte: “O Efeito Isaias” de Gregg Braden

 

Via: O Efeito Isaías – Manuscrito escondido por dois mil anos, revela o segredo do poder humano | ETs & ETc… | Nunca estivemos sós.