A UNIÃO FÍSICA E ESPIRITUAL DAS ALMAS GÊMEAS NA NOVA TERRA…

 

almas gemeas

Uniões de Almas-Gêmeas: Corpo, Alma e Espírito, na Nova Terra da Quinta Dimensão

Arcanjo Miguel através de Celia Fenn

 

Meus caros, uma das maiores dádivas da Quinta Dimensão serão os alegres e amorosos relacionamentos que vocês criarão e usufruirão como seres despertos. Quando vocês despertarem para o vosso poder e abrirem os vossos corações, então criarão os mais belos e amorosos relacionamentos de almas-gêmeas. Vocês não se fixarão em nada que não seja uma união de almas-gêmeas.

Muitos de vocês perguntam “Quem é a minha Alma-Gêmea?”, especialmente aqueles que ainda estão sós neste momento. E muitos encontram-se sós ou esperando para deixar um relacionamento que não mais funciona para eles. Este desconforto é porque estão sendo solicitados a deixar ir os relacionamentos de terceira dimensão e a mudarem-se completamente para as uniões de quinta dimensão.

Nós dizemos-vos que vossa alma-gêmea não é nenhuma pessoa em particular. Frequentemente existem muitas pessoas que poderiam oferecer padrões de alma compatíveis com vocês. Neste momento de transformação e “atualização”, pode ser oferecida a vocês mais de uma oportunidade de formarem uma ligação de alma-gêmea.

A chave é a compatibilidade de alma. Isto é uma compatibilidade energética nas Dimensões Superiores. As pessoas que formam uma ligação de alma-gêmea terão almas cujas harmônicas de luz e som combinam o suficiente para haver o potencial para que as duas almas se fundam completamente e formem uma União de Chama Gêmea.

Esta compatibilidade harmônica é sentida como uma profunda atração magnética e harmonia. Vocês saberão quando encontrarem um potencial parceiro de alma-gêmea. Vossa alma saberá, e o reconhecimento da alma e do Eu Superior vos será repassado imediatamente. No estado desperto de Quinta-Dimensão, a experiência das vossas almas e as suas escolhas serão sentidas por vocês como vossas próprias escolhas e experiências pois, de fato, todo o objetivo da transformação para a Quinta Dimensão foi para que alinhassem vossos aspectos físicos com os vossos aspectos superiores.

Mas o que vos diremos é que as vossas almas escolhem um par por uma razão, e esta razão é servir um bem maior. Uniões de almas não são definidas pelo ego. Elas não são para a felicidade pessoal do ego, mas sobre como a energia das duas almas podem ser combinadas para servirem ao bem maior. E neste aspecto de serviço é encontrada a felicidade e a alegria que une os dois no plano material e forma a fundação para a felicidade no mundo físico.

No passado, uma união de alma-gêmea podia ser formada para fazer intenso trabalho interno. Nem todas as uniões de almas-gêmeas eram felizes, pois o trabalho das duas almas pode ter envolvido o esclarecimento de profundos padrões disfuncionais que fossem comuns a ambos. Mas esse processo foi concluído e completado. Deste ponto em diante, uniões de almas-gêmeas são sobre a criação de alegria e felicidade através do serviço. As uniões da Nova Terra serão para servir o planeta num estado de harmonia jubilosa onde os dois tornam-se um em seu comprometimento com seu trabalho como seres de luz no planeta. Isto não significa que precisarão trabalhar juntos fisicamente, mas que suas almas e energias darão apoio uma a outra nos níveis superiores para o bem comum.

Trazendo para o Físico um Relacionamento de Almas-Gêmeas : O Papel do Sexo Sagrado

Quando um relacionamento é estabelecido pelos princípios da alma, a ideia do serviço e da espiritualidade é conduzida através do reino físico ou reino de manifestação. A união física do casal é vista como um ato sagrado no qual as energias do masculino e feminino, ou yin e yang, são trazidas para uma harmonia amorosa e de êxtase.

Isto significa que numa união de alma-gêmea, deverá haver uma decisão sobre que tipo de energia será ativada por cada parceiro na relação. Idealmente, o homem ativará a energia Yang do Divino Masculino, ou Deus, e a mulher ativará a energia do Divino Feminino ou Deusa. Sua união será então uma harmônica equilibrada do Yin e do Yang.

Contudo, poderão haver também relacionamentos onde a mulher escolherá ser a energia yang, e o homem solicitará a energia feminina ou Yin. Em uniões homossexuais ou lésbicas, os parceiros deverão decidir quem ativará uma energia em particular a fim de criarem a união das energias Yin e Yang que criarão o caminho para as Dimensões Superiores.

A dificuldade que muitos de vocês estão tendo é a de ajustarem-se a estes novos papéis. O parceiro que escolher a energia Feminina precisará render-se à liderança ativa do parceiro que assumir a energia masculina. Isto não é dominação ou controle, mas um ajuste necessário para permitir o fluxo da energia harmônica equilibrada dos Níveis Superiores que cria milagres entre as duas pessoas. Quando o Feminino rende-se à liderança ativa do Masculino, a Ordem Divina é estabelecida. A Graça Divina pode então fluir. Mas, este é um ato de rendição mútua, pois o parceiro masculino precisa render-se ao amor do parceiro feminino, e em troca ambos os parceiros rendem sua vontade à orientação superior.

No presente, muitos de vocês estão resistindo a estes ajustes, porque a vossa experiência tridimensional os levou a resistirem ao que entendem como dominação ou controle, ou manipulação e coerção. Mas, além da disfunção das mentiras tridimensionais encontra-se o reino de equilíbrio e harmonia da quinta-dimensão, onde o masculino e feminino existem em perfeita harmonia e como iguais perfeitos, não há medo ou raiva neste lugar de equilíbrio, apenas aceitação e amor.

Este equilíbrio perfeito vai-se refletir nas uniões sexuais do casal. Na Nova Terra, o sexo e a sexualidade serão baseadas no espírito e serão prazerosas e alegres. Os velhos padrões de abuso e domínio desaparecerão. Os casais aprenderão sobre a energia ou chi em relação aos seus corpos e à sua sexualidade. Aprenderão como usar o sexo não apenas como ferramenta de procriação ou expressão de amor, mas também como uma forma de permanecerem jovens e saudáveis. Os antigos segredos da alquimia sexual tornar-se-ão novamente de conhecimento comum e serão praticados como Sexo Sagrado, o que se tornará parte das uniões de almas-gêmeas.

Abrindo o Caminho para o Espírito e Uniões de Chamas-Gêmeas

Quando um casal de almas-gêmeas unirem-se nesta ligação de corpo e alma, começarão a misturar as suas energias da alma. A prática do sexo sagrado lhes permitirá vivenciarem a alegria extática do retorno à Unidade como uma experiência física.

Esta união e mistura de energias do corpo e da alma criarão um vórtex espiral ou caminho para o reino do Espírito e da Fonte. Esta energia será então drenada dos Planos Superiores para ativar e energizar as almas e corpos dos dois parceiros. No mundo antigo, os rituais do casamento sagrado e sexo sagrado eram praticados por sacerdotes e sacerdotisas para assegurar o fluxo de Graça Divina para a comunidade mantendo o equilíbrio do microcosmo em perfeita ordem. Na Nova Terra, todos os casais unidos pela alma terão a oportunidade de entrarem em “casamentos sagrados” onde aprenderão a unirem as suas energias e trazerem o fluxo da Graça Divina ao Planeta.

Quando a Graça fluir através de um casal de almas-gêmeas desta forma, eles terão acesso às mais altas expressões de Divino Amor Incondicional e poderão tornar-se Chamas-Gêmeas. Tornar-se-ão um na energia da Fonte ou Espírito. Seu amor um pelo outro inclui e é refletido pelo Amor Incondicional da Essência Divina. Eles serão então, verdadeiramente, o Deus e Deusa unidos no serviço da Chama do Divino Amor Incondicional e as suas manifestações no Planeta Terra. E, repetimos, isto está disponível para todos que formarem uniões de almas-gêmeas na Nova Terra de Quinta-Dimensão. Esta é uma dádiva de grande alegria para a qual vocês todos trabalharam por muitas vidas de dualidade. É a dádiva de Consciência da Unidade em prática.

Amor Incondicional, Sexo e Espírito: Uma Antiga História Egípcia

Meus caros, ao retornar ao Planeta a sabedoria dos antigos, vocês apreciarão novamente as histórias de sabedoria dos Deuses e Deusas. Trazemos à vossa atenção uma bela história de sabedoria do antigo Egito. Para demonstrar o seu entendimento da importância do sexo sagrado ao serviço da harmônica sagrada do equilíbrio, eles contaram a história de Geb e Nut.

Nut era a mãe do céu, a Cósmica ou Galáctica Deusa Mãe. Geb era o Pai da Terra, e representava o Planeta Terra, que era visto como um homem (uma identificação que novamente começará a se tornar evidente na Nova Terra quando os homens reassumirem o seu papel shamânico ativo). Nesta história, Nut e Geb, ou Terra e Céu, juntavam-se diariamente em união sexual. Desta união, Nut dava a luz ao sol a cada dia, o que trouxe luz a tudo. Portanto, entendia-se que o sexo sagrado trazia luz ao Planeta. Isto cria o equilíbrio sagrado que permite a Graça Divina fluir. E quando a Graça Divina flui, os milagres são criados!

Portanto, meus caros, ao assumirem os papéis do Deus e da Deusa que é o vosso direito como anjos humanos, vocês também serão conduzidos, pelo espírito, a parceiros de alma-gêmea potenciais. Se assim o escolherem, poderão então entrarem num casamento sagrado que será parte de vosso serviço de trazerem luz para o planeta. É a dádiva de alegria que é oferecida a todos Anjos Humanos de Quinta-Dimensão!

Observação da Celia: Se desejar ler mais sobre este tópico, por favor, visitem os seguintes sites:
http://www.circleoflight.net/
http://www.unitingtwinflames.com/

 


Fonte: Starchild | Soulmate Unions: Uniting Body, Soul and Spirit in the Fifth-Dimensional New Earth
Tradução e Divulgação: Solange Christtine Ventura – CURA E ASCENSÃO

Via: CURA E ASCENSÃO | Uniões de Almas-Gêmeas: Corpo, Alma e Espírito, na Nova Terra da Quinta Dimensão

VIVENDO CONSCIENTEMENTE O MOMENTO PRESENTE…

Enlightenment_Vrindavan Das

A luz da consciência.

Por: Diogo Beltrame

 

Existe uma fórmula para curar a mente que ainda não foi compreendida nem pelo ocidente e nem pelo oriente. Aqui, no ocidente, as técnicas terapêuticas pregam a analise de todo o passado. A pessoa é estimulada a passar toda a sua vida numa peneira. Ela precisa analisar todo o seu passado, de cabo a rabo, até eliminar toda memória causadora do sofrimento, e esse não é o caminho. Analisar e compreender as causas tem lá a sua valia, mas não basta, até porque o passado é um buraco sem fundo e a pessoa precisaria de muitas vidas para resolver todos os problemas de uma única só vida; e enquanto fizesse isto outros novos problemas surgiriam e precisariam ser resolvidos em outras vidas adiantes. Isso é impossível de ser feito. Fazer isso é o mesmo que tentar secar uma geleira.

Não dá para mudar o passado. O passado não é mais algo em potencial e nem relativo, ele é um fato. O que aconteceu não pode ser mudado e, na melhor das hipóteses, só poderá ser entendido, mudando a sua percepção sobre ele e fazendo com que você consiga substituir a palavra sofrimento por aprendizado, não sendo isto ainda suficiente, pois em seu subconsciente ainda ficaria a mensagem de que aprendizados são difíceis, logo, sofríveis. E se algo é sofrível você tende a não querer fazer, ocasionando o bloqueio de qualquer outra oportunidade de aprender, seja lá o que for. Analisar significa entrar no problema, e para entrar nele você está dando energia para essa tal coisa, ou seja, alimentando aquilo que você não quer mais que viva. Portanto, você mesmo estará dando comida para o lobo mal do qual sente tanto medo. Entenda bem, compreender as causas dos seus problemas é importante. É impossível transcender algo que você não sabe o que é. Mas, tentar mudar o passado, ou fazer de conta que ele não foi tão ruim quanto você pensa é ilusão, é mentira. E na mentira nada se resolve.

É bem provável que a sua raiva atual esteja relacionada com algo que aconteceu em seu passado. A raiva tem que nascer em algum momento, e isso representa algo que já passou. Mas e daí? O que importa onde ela nasceu? E se essa raiva veio de outra vida? E se essa raiva veio de uma vida bem distante? Quantas regressões terão que ser feitas para se chegar até a causa principal dela?

Percebe o tamanho do buraco que você estará entrando?

Mais importante do que saber o “onde” algo surgiu, é aprender “como” lidar com ele. Isto é, estar consciente do que acontece com você e praticar o testemunho disto. Quando você é uma testemunha das energias que estão dentro de você, automaticamente estará consciente de cada uma delas, e não existe espaço para a consciência e para a raiva ocuparem simultaneamente. Só existe espaço para uma delas. Se você está consciente a raiva não pode estar presente. Se a raiva está presente você não está consciente. Onde tem consciência só existe consciencia. Consciência é luz, e na luz não existe escuridão. Nenhuma escuridão pode existir onde a luz está presente. A luz ilumina tudo, e o que está claro não pode ser ameaçador.

Torne-se consciente da sua raiva e ela irá embora. Torne-se consciente do seu medo e ele irá embora. Onde a consciência está presente nada pode existir que não seja ela mesma. Você só tropeça no escuro. No claro você não tropeça. A raiva, o ciúme, a insegurança e a avareza são peças jogadas num quarto. Se o quarto está no escuro você tropeça nelas, mas, se a luz está acesa, não.

Portanto, o caminho para a cura mental é a compreensão do que aconteceu e dos impactos disto em sua vida, mas, principalmente, da observação sem julgamento de tudo o que você sente. Ou seja, sendo uma testemunha de si mesmo, sendo aquele que está no alto de uma montanha observando tudo o que acontece nela, mas sem interferir na natureza que as acompanha.

E como estar consciente a partir da observação?

O passado é um peso morto. Ele é um fardo que você carrega junto de si, para cima e para baixo, como se fosse uma sombra.

É necessário que se encerre os ciclos vividos. Se você terminou um relacionamento, não traga mais ele para o seu momento presente. Se você brigou com alguém, ou se foi injustiçado, não traga essa briga ou a sensação de ser uma vítima para o seu agora. Toda vez que você se lembra da agressão que possa ter sofrido no passado, ao acessar essa memória, é você mesmo que está se agredindo, e não mais aquele que o agrediu. Não importa o que tenha acontecido ontem, ano passado, ou há dez anos atrás. Isso não é mais real e deve ficar lá trás, e não aqui. Não importa se o passado é bom ou ruim. Você teve ótimas e péssimas experiências, mas nenhuma delas existem mais, elas são mortas e devem ser liberadas. Você deve se desapegar de toda essa bagagem velha, pesada e inútil.

Trazer o passado para a sua vida é assassinar o momento presente, pois o passado é morto e nada que esteja morto pode tocar a vida. A vida existe, ela está acontecendo agora, mas ao trazer as suas memórias passadas para ela, você a transformou nesse mesmo passado. Você a matou. Você tirou a vida dela e perdeu mais uma oportunidade de experimentar essa vida.

Você fez muitas viagens deste que chegou aqui, neste planeta, nessa vida. A sua roupa está cheia de pó. Ela está suja, muito suja. Não é mais possível distinguir a roupa da sujeira, aparentemente elas são uma coisa só. A roupa é a mente. A poeira são as memórias. E não adianta mais tentar lavar essa roupa. Quando alguma coisa está encardida não adianta lavá-la, não adianta colocar uma série de produtos químicos para limpá-la, pois pode até ser que as manchas saiam, mas outras serão deixadas por causa dos produtos que foram usados para limpá-la e, por isso, continuarão sujas. Portanto não as lave, arranque essas roupas e jogue-as fora, simplesmente. Saiba que por trás dessas roupas existe algo. Talvez você tenha esquecido porque está muito acostumado a usar roupas. Você está identificado com essas roupas sujas e acha que elas são parte do seu ser, mas não são. Por trás das roupas existe você, e, mesmo que você se confunda com elas, elas nunca poderão ser você. O que você é não pode ser mudado por nada que o encubra.

Saiba que, para se abrir ao novo, é necessário que antes você abandone o velho. É necessário soltar as memórias, todas elas. Você vive julgando e rotulando tudo o que vê porque traz as memórias do passado, isto é, aquilo que você viveu e classificou naquela ocasião para o seu momento presente. Ou seja, traz as suas percepções para tudo aquilo que se apresenta em sua vida e, por isso, acaba deixando de ver o real para que, a partir da limitação criada pela sua crença, projete todas as suas memórias naquilo que presencia ou vive no momento atual, reproduzindo todas as mesmas situações desgastantes do passado e, muitas vezes, sem se dar conta disto. Se você teve um relacionamento difícil, tende a projetar esse mesmo relacionamento frustrante do passado em seu presente. Se você teve um chefe ordinário, tende a reproduzir essa mesma realidade em seu novo emprego. Não adianta mudar o cenário nem os personagens, você sempre vai atrair para a sua vida o que acredita ser real. A vida não acontece de acordo com o que você quer, ela acontece de acordo com aquilo que você é. A sua vida é o que você acredita ser. Você atrai para a sua realidade tudo que ressoa com seu campo vibratório. Portanto, não adianta querer fugir das experiências passadas negando-as e chamando-as de ruins, pois, enquanto a memórias estiverem ativas e com uma crença equivocada sobre determinado assunto, tudo se repetirá, até que você resolva curar e liberar.

A mente só identifica o que ela conhece, e o que ela conhece é aquilo que você viveu, seja essa experiência positiva ou negativa, portanto, a sua mente sempre irá buscar novas experiências que sejam similares às do passado. Esse é o papel da mente, e isso só muda quando você libera tais memórias entendendo que elas são apenas “memórias” e que, portanto, devem ser neutras.

O ser humano se tornou uma máquina de reproduzir o passado para o presente. Você se tornou incapaz de enxergar a realidade que simplesmente é. E, enquanto isso acontecer, a vida e o encanto virgem que caminha com ela não se mostrará a você.

Viver o momento presente é mais do que se fixar no agora e tentar não pensar. Ele é, antes de qualquer outra coisa, a alteração da sua percepção sobre o tempo.

Viver o agora é permitir que novas experiências entrem em sua vida sem distorcê-las de acordo com a sua percepção; é estar aberto para conhecer o novo, assim como uma criança o faz, tendo a oportunidade de voltar a se encantar com a simples, porém, bela e graciosa vida que se apresenta a cada instante diante de você.


Postado por Diogo Beltrame

Via: Diogo Beltrame | A luz da consciência.

SEM AMOR INCONDICIONAL NÃO HÁ PERDÃO. SEM PERDÃO NÃO HÁ UNIDADE…

Red Heart in Space_Daniel B. Holeman

A NECESSIDADE DO PERDÃO NESSE ESTÁGIO DA LIMPEZA DA MEMÓRIA CELULAR

O_Grupo_Arcturiano

O Grupo Arcturiano

Canalizado por: Marilyn Rafaelle

Queridos, nós os saudamos com amor e com grande respeito enquanto testemunhamos as lutas que ocorrem dentro e fora para tantos. Níveis de energia de Luz cada vez mais intensos estão fluindo para a Terra com o propósito de ajudar Gaia e todos os que escolhem, a fim de avançar em sua jornada de ascensão.

Nunca duvidem de que vocês estão encarnados agora porque escolheram isso. Vocês reconheceram o valor de estar na terra durante estes tempos de tremenda oportunidade para completar qualquer negócio remanescente e inacabado com os outros, para limpar a memória celular antiga, experimentar Gaia e também a sua própria ascensão, e ao mesmo tempo estar a serviço dos outros.

Muitos despertos sentem confusão e se questionam porque, a julgar pelas aparências, o mundo não parece estar perto do que era esperado. Sejam pacientes, queridos, e não se deixem levar pelo desânimo, pois vocês estão no meio da intensa purificação interna e externa neste momento. Ainda há muito por vir enquanto esse processo se desenrola.

Liberem quaisquer conceitos de como a sua vida ou o mundo devem ser, pois a mente humana só é capaz de trazer soluções e ideias já presentes na consciência coletiva. O “novo mundo” não será simplesmente uma versão polida do “velho mundo”, mas será novo porque será formado pelas energias mais elevadas da Luz e pelo amor incondicional.

À medida que mais e mais indivíduos mantêm e refletem a verdade e a confiança, reconhecendo a realidade das coisas visíveis e invisíveis, o mundo formado de inverdade e consciência de baixa densidade deve começar a se dissolver. As criações de densidade mais baixa não têm lei para sustentá-las ou mantê-las no lugar porque elas são feitas de crenças de dualidade e separação.

Queremos falar de perdão porque a maioria de vocês está limpando tanto a memória celular antiga quanto a nova, processo que faz com que todas as energias de ressonância mais baixas ressurjam.

Questões e emoções que vocês pensaram que tinham resolvido há muito tempo podem se apresentar mais uma vez. Isso ocorre porque a limpeza de experiências intensas ocorre em camadas, conforme vocês se tornam espiritualmente capazes e prontos, e isso é determinado pelo seu Eu Superior.

Muitos de vocês agora estão espiritualmente prontos para limpar toda a velha energia restante, mesmo aquelas coisas que vocês enterraram profundamente, esperando nunca mais sentir ou pensar. Se vocês se encontram experimentando emoções desconhecidas ou desagradáveis, sintomas físicos ou sonhos loucos, entendam que é muito provável que sejam energias antigas fluindo de dentro para fora.

O verdadeiro perdão não é possível para os seres humanos que vivem totalmente na consciência da terceira dimensão. Quando alguém foi ferido, punido injustamente, ou sofreu com as ações de outros, os pensamentos de vingança que se elevam dentro de um senso de separação são reações normais.

As energias necessárias para o verdadeiro perdão simplesmente não existem nesse caso.

No entanto, à medida que os indivíduos se movem gradualmente para além das falsas crenças da dualidade e da separação (evolução) e para uma realização consciente da Unidade, a porta para o perdão começa a abrir, permitindo que as energias já presentes de amor incondicional e perdão circulem.

O perdão, no seu sentido mais verdadeiro, é o reconhecimento da impossibilidade de qualquer coisa ou alguém existir fora do UM. Enquanto existir uma crença de que alguém ou o ser precisa de perdão, existe a crença na dualidade e na separação. Em algum momento, cada alma em evolução deve ir além dos conceitos de perdão e adentrar a verdade.

O Amor é a única resposta porque o Amor é tudo o que existe. Não importa se um indivíduo acredita que isso é irrelevante e não pode mudar a realidade do que É. Nós não falamos da “lenga-lenga” absurda emocional que tantos consideram ser amor. Falamos de uma consciência que entende que ninguém pode tocar a realidade de quem você é, a menos que você acredite que pode, pois há apenas UM.

As experiências externas continuarão a refletir a consciência pessoal, bem como a consciência coletiva do mundo, até que ele/ela saia da escravidão de uma consciência condicionada por mentiras. Vocês são criadores, mas não o sabem, e assim, por éons, têm ignorantemente criado experiências de dualidade e separação, e depois perguntando por que Deus permitiria tais coisas.

Essas ideias sobre o perdão poderão confundir alguns de vocês, e podem responder com resistência. Levai-os à meditação e contemplai perguntando-vos: “No que eu estou acreditando que está me fazendo sentir dessa maneira? Isso é verdade? Como posso perdoar e realmente amar essa pessoa, igreja, membro da família, negócios, etc., que fez essa coisa terrível para mim?”.

Nós não dizemos que vocês devem esquecer, nem que vocês estão se transformando de repente no melhor amigo de alguém que os feriu, ou que está tudo bem se assumir riscos inseguros em torno daqueles que não podem ter suas melhores intenções em mente. Fingir viver fora de um estado de consciência que ainda não foi atingido é muito humano, mas a maioria de vocês evoluiu para uma disposição para compreender e integrar o verdadeiro perdão.

A realidade é que vocês sempre são e sempre foram expressões de uma Divina Consciência / Fonte / Deus. Deveria ou poderia Deus fazer algo prejudicial e doloroso para si mesmo? À medida que vocês aprenderem a reconhecer a verdadeira natureza das coisas, descobrirão que nada real precisa de perdão porque a ideia de perdão indica que há alguém fora do UM.

A dor da traição (a razão para a maioria das questões que requerem perdão) permanece muito tempo depois que o evento, pessoa ou organização não é mais uma parte da vida de alguém porque as emoções intensas da experiência são geralmente armazenadas de forma “sólida” na memória celular, prontas e capazes de serem reativadas na menor provocação.

Tentem não resistir, porque a resistência simplesmente dá poder e realidade às emoções, crenças, etc. que vocês procuram transcender. Em vez disso, sejam pacientes e amorosos com vocês mesmos quando estiverem sofrendo. Reconheçam que essas emoções dolorosas por enquanto são uma parte de sua energia, mas que não há lei que as mantenha ou as apoie. Falem com as células de seu corpo físico, visualizem-nas cheias de Luz e digam-lhes que está tudo bem e não é preciso temer a liberação da energia antiga e acabada.

Saibam que vocês podem se mimar, não há nada “não espiritual” sobre fazer as coisas que amam, e apenas curtir a vida. Ensinamentos que separam o espiritual e o humano são falsos, baseados na doutrina religiosa criada por mentes humanas não evoluídas e não por Deus. Não há nada fora do UM, é apenas o sistema de crenças falsas da mente humana que interpreta algumas coisas como espirituais e outras como não espirituais. A essência de todas as coisas é Divina, pois é tudo que existe.

Questões dolorosas e não resolvidas entre duas pessoas (geralmente dominador/vítima) permanecerão na memória celular e serão levadas a cada vida, continuando a se manifestar entre as mesmas pessoas em diferentes papéis. Esse tipo de conexão entre as pessoas resulta na formação de cordões de energia.

Esses cordões são criados sempre que há experiências intensas de bem ou mal entre duas pessoas e se tornam uma faceta do campo de energia de cada uma delas até serem removidos ou até que um dos dois evolua além da energia que criou os cordões em primeiro lugar, pois já não tem nada para anexar. A dissolução desses cordões de energia não remove uma pessoa da vida de outra, mas remove o sentimento intenso e muitas vezes insalubre de escravidão que os acompanha.

As cordas de energia se desenvolvem entre parceiros sexuais, frequentemente entre uma criança e um pai, ou com alguém com quem houve intensas experiências compartilhadas. Elas ligam os envolvidos à energia de baixa ressonância e devem ser removidas – isso pode ser feito facilmente por curadores energéticos ou por si mesmos por meio da intenção. “Na presença do meu Eu Superior e dos meus Guias, eu escolho conscientemente remover todos e quaisquer cordões energéticos que me prendem a (nome completo da pessoa).” Visualizem a Luz dissolvendo os cordões que normalmente estão ligados ao chakra do plexo solar e preencham o espaço com a suave Luz dourada. É a intenção que é mais importante, não as palavras.

A percepção consciente de si mesmo como EU é o caminho para a liberdade, queridos, e é como vocês se tornam livres de dor e sofrimento em um mundo formado de energia que nem sequer existe na Mente Divina. Uma vez que vocês se tornam capazes de reconhecer a realidade de quem e o que vocês são, a cena exterior não terá mais poder sobre vocês, porque agora podem reconhecê-la pelo que realmente é.

Vocês estão evoluindo além dos conceitos de perdão, indo para uma realização da unidade. A evolução é um processo. Primeiro vem uma consciência intelectual de alguma verdade seguida por um período de tempo (às vezes, anos) passado com leituras, tendo aulas e contemplação interior. Quando está pronta, a alma integra a verdade e ela se torna um estado de consciência alcançado.

Se um indivíduo já alcançou a consciência de alguma verdade numa vida anterior, a consciência intelectual simplesmente se torna “lembrança” seguida de uma integração rápida e fácil. É por isso que não é sábio comparar sua jornada com a dos outros, já que todos tiveram vidas e experiências diferentes antes desta. Confiem que seu Eu Superior está colocando vocês bem onde precisam estar para aprenderem o que precisam.

O verdadeiro perdão é um estado de consciência alcançado que percebe que não há nada a perdoar. Ao mesmo tempo, é importante lembrar que nem todos estão prontos para entender este sentimento mais profundo de perdão, e assim ainda pode haver ocasiões em que é necessário e apropriado falar as palavras e tomar ações que definem o perdão. Palavras e ações faladas a partir de uma realização consciente da unidade carregam uma vibração mais elevada do que se fossem faladas como um exercício puramente tridimensional.

Aqueles que vivem completamente na consciência tridimensional estão mais sujeitos a acidentes e eventos porque estão expressando e criando com energias de dualidade (pares de opostos) e separação. No entanto, experiências semelhantes (muitas parecendo requerer perdão) que ocorrem na vida daqueles que estão despertos para a verdade não são um sinal de fracasso espiritual, como alguns podem pensar, mas, ao invés disso, são experiências normalmente planejadas antes do nascimento como sendo necessárias para o crescimento espiritual.

Isso nunca significa que vocês devem permanecer em situações abusivas ou prejudiciais à espera de que a outra pessoa mude. Significa tomar quaisquer passos humanos que possam ser necessários, lembrando-se da natureza Divina dos envolvidos. Recusar-se a permitir que outros o desonrem física, emocional ou mentalmente é uma escolha empoderadora porque, com ela, vocês fazem o reconhecimento de si mesmos como o EU.

Nunca voltem aos velhos, conhecidos e confortáveis sistemas de crença uma vez que vocês tenham despertado para o sentido mais elevado dessas coisas. É tentador alinhar-se com a energia de multidões, especialistas, líderes religiosos, políticos, famílias e amigos para serem aceitos e amados. Se forem guiados a isso, participem, mas não se alinhem com estados de consciência de ressonância mais baixa.

Regredir a um estado de consciência que onde vocês já transcenderam cria dissonância física, emocional, mental e espiritual.

Confiem que seu Eu Superior sabe onde vocês precisam estar, o que vocês precisam aprender, e como e quando chegar lá.

Nós Somos o Grupo Arcturiano.


Fonte: Oneness of All / Oneness of All | APRIL 23, 2017

Tradução: Sementes das Estrelas / Amanda Cordeiro (https://www.facebook.com/amandacordeiroterapeuta/)

Via: Sementes das Estrelas: O GRUPO ARCTURIANO – “A NECESSIDADE DO PERDÃO NESSE ESTÁGIO DA LIMPEZA DA MEMÓRIA CELULAR” – 23.03.2017

NO CAMINHO RUMO À ASCENSÃO, VOCÊ É, OU ESTÁ, SOLITÁRIO?

Caminhante Sobre o Mar de Nevoa_Caspar David Friedrich

ASCENSÃO: É SOLITÁRIO NO TOPO (OU ESTÁ?)

 

Por: Maria Chambers

Para aqueles dentre nós que elegemos nos transformar nesta única existência, de humano para humano divino, pode ser arriscado. Não podemos mais nos relacionar com o mundo 3D. Esse jogo acabou para nós. Há cada vez menos pessoas em nossa vida com quem podemos ter um relacionamento. Todavia, ainda não estabelecemos completamente o relacionamento que desejamos com o nosso eu eterno, a nossa própria alma.

Pelo projeto, temos o apoio de outras pessoas de alma semelhante, pelo menos virtualmente, por enquanto. E esses números estão aumentando, mas não na medida que gostaríamos que o restante da humanidade o fizesse.

Mas, vimos aqui como líderes, sinalizadores do caminho e professores da nova consciência. Isso é por definição uma tarefa um tanto solitária. E, com isso, quero dizer que não vamos lá fora e nos conectamos com milhões de outras pessoas, vivendo uns com os outros em elevada solidariedade.

Mas, então, realmente nunca nos sentimos como parte deste mundo, único em que não existe um real reconhecimento do eu da alma. Passamos pelos movimentos, assumimos uma vida comum, tendo questões comuns, para nos familiarizar com o que o resto da humanidade está passando.

E, ao longo do caminho, alguns de nós se perderam nesse mundo e se esqueceram do motivo pelo qual vieram nesta existência. Alguns continuam a jogar na dualidade, e outros deixaram o planeta.

Assim, há um grupo nuclear que permaneceu, que é suficientemente determinado, teimoso e louco para aguentar e ver o que acontece.

Somos únicos, porque passamos pelo pior dos piores. Desmoronamos. Perdemos coisas, pessoas, zonas de conforto. Encaramos temores cada vez mais profundos. Oh, não se enganem, continuamos a fazê-lo até certo ponto, mas atravessamos o baixo-ventre do dragão da ascensão.

E é por isso que não podemos mais nos relacionar com a maioria das pessoas em nossa vida. A menos que elas também tenham enfrentado isso, estamos em um plano diferente de existência daquele que elas estão. Podemos sentir o abismo ficando cada vez maior. É quase como se tivéssemos morrido e voltássemos sob a forma de espírito, e agitássemos nossas mãos em frente dessas pessoas, mas elas não pudessem nos ver. Elas estão pensando em nós como nosso eu anterior, antes de morrermos. Mas elas simplesmente não podem ver ou se relacionar com a nossa nova versão.

E isso é apropriado. Por que deveriam? Estão seguindo o seu caminho e estão simplesmente onde precisam estar. Estivemos lá também. Não podíamos ver as coisas bem em frente de nossos narizes, porque não estávamos prontos.

VEJAM AS PIRÂMIDES

O processo do despertar é como uma pirâmide. Em sua base, as etapas iniciais do despertar, existem milhões de pessoas. Elas estão em uma fase de lua de mel, em que são atraídas a vários livros, modalidades e ensinamentos. Estão empolgadas pelo fato de que há algo mais do que esta existência, e não podem esperar para disseminar a palavra.

Vocês descobrem muitos outros com quem podem falar, filosofar acerca da iluminação, ascensão e de se estar no caminho espiritual. Vocês sentem como tudo é possível.

À medida que sobem a pirâmide, vocês se aprofundam mais em seu processo, e as coisas em sua vida começam a se desmoronar, e vocês ficam confusos. Vocês pensavam que ser espiritual os levaria direto da realidade tridimensional para uma saúde melhor, mais abundância, mais amor, e que a vida ficaria cada vez melhor. De fato, isso é o que os ensinamentos pareciam defender.

Vocês sabem, pensem positivamente e as coisas boas virão em sua direção.

Mas, à medida que vocês sobem a pirâmide, as coisas parecem ficar cada vez piores. Talvez a sua saúde enfraqueça, vocês perdem o emprego, perdem dinheiro, relacionamentos se afastam. Vocês descobrem, enquanto constatam várias fontes de informação, que isso é parte natural deste processo de transformação. Que precisamos deixar de lado tudo o que não for compatível com a nossa consciência recém-formada.

Algumas pessoas deixam o planeta nesse ponto. Elas não estão dispostas a passar por uma transformação tão extrema, tendo suas zonas de conforto arrancadas delas. Alguns que permanecem, escolhem ir devagar ou interrompem o processo. Em vez disso eles permanecem na 3D, se mantendo ocupados, ficando no drama.

Conforme avançamos na pirâmide da ascensão, ainda mais pessoas desistem. Somos mais solitários, temos menos interesse em relacionamentos que sejam baseados na antiga dualidade. E agora temos o próximo desafio. Encarar nossos temores mais profundos. Encarar nossa dúvida, nossa tristeza, nossa depressão ou culpa. Nossa raiva. Nosso tédio. Aceitar tudo isso em nós mesmos. Não fugir deles. Compreender que essas emoções não são quem somos.

E estamos começando a convidar nossa alma de modo mais profundo. O que ajuda a compensar a solidão que começamos a sentir. Começamos a saborear a alegria de nossa alma. Estamos experimentando, de modo tangível, como é estar aqui nestes corpos, nesta Terra, como nossa alma. Ainda que sejam apenas lampejos, por enquanto. Percebemos que as coisas não têm que ser resolvidas física ou emocionalmente antes que possamos experimentar o espírito em ação… esse sentimento de paixão, por simplesmente estar aqui como nossa alma.

Portanto, ascendemos cada vez mais, e sentimos até mais profundamente o abismo entre nós e nossa família, amigos, comunidade, humanidade.

Nesse nível, há ainda cada vez menos companheiros pioneiros. Isso é porque, para chegar a esse lugar, tem-se que passar por uma transformação profunda em muitos níveis. Eles se comprometem TOTALMENTE. Não estão preocupados com o que alguém pense deles. Eles são o relacionamento mais importante em sua vida.

Não são muitas as pessoas fortes o suficiente para assumir esse compromisso.

Mas, nesse ponto, vocês reconhecem quem vocês são, e que têm tudo de que precisam internamente. Vocês sabem que as rodinhas de treinamento estão desligadas. Vocês estão se tornando o eu amoroso, soberano e mestre alegre. Vocês realmente não precisam do restante da humanidade para conseguir isso. A solidão é lentamente substituída por um sentimento de realização em um nível mais profundo.

E vocês reconhecem que isso não se refere tanto a uma subida, mas a uma revelação. De fato, vocês podem virar a pirâmide de cabeça para baixo, porque se trata de um processo mais profundo do que de um processo mais elevado. Vocês percebem que não diz a respeito a se esforçar, mas de permitir. E vocês também sabem que pavimentaram o caminho para os outros que os seguem. Isso fará com que a abertura ao espírito seja mais fácil.

 


Direitos Autorais:

Copyright © 2017, Maria Chambers. Todos os direitos reservados. Por favor, sintam-se livres para compartilhar este conteúdo com os outros, publiquem em seus blogs, página do Facebook, etc., mas mantenham a integridade deste artigo por incluir o autor, o tradutor e o link do site:
Maria Chambers, https://soulsoothinsounds.wordpress.com

Fonte: SOULSOOTHINSOUNDS’S BLOG | Ascension: It’s LONELY At The Top (Or Is It?)
Tradução de Ivete Brito – adavai@me.com  – www.adavai.wordpress.com

Via: ADAVAI | ASCENSÃO: É SOLITÁRIO NO TOPO (OU ESTÁ?) – 14/03/17

NO SEU DNA EXISTEM REGISTROS AKASHICOS DE SUA ALMA…

registrosdedna

Os registros akashicos e o DNA

Por: Selacia

 Mensagem de 23 de Março de 2017

Nosso mundo pode parecer virado de cabeça para baixo agora, mas a sua vida não precisa estar. De fato, alguns de seus maiores avanços e progressos podem ocorrer durante estes tempos incertos. Neste artigo, eu descreverei o recurso fundamental que existe em seu próprio DNA – conectado aos registros akashicos de sua alma – que poderá ajudá-lo a se libertar de coisas muito antigas e a viver mais o seu propósito de vida.

O QUE HÁ EM SEUS REGISTROS AKASHICOS NO DNA

Aqui estão alguns antecedentes sobre o vasto tesouro alojado em seus registros akashicos no DNA. Há um campo ao redor do DNA que pode ser lido como um mapa, revelando os registros akashicos da jornada de sua alma ao longo do tempo. Eventos fundamentais lá estão, assim como as suas respostas a estes eventos. Qualidades principais como dons para a escrita ou a cura estão também lá registradas. Impressões fundamentais das lições de sua alma ao longo do tempo se encontram lá. Principais tendências e experiências – as suas, de seus antepassados, ou até mesmo os da humanidade também se encontram lá. As codificações-chave que o ajudam em sua iluminação, incluindo a sua mestria dos ensinamentos espirituais, são encontradas lá.

Quando eu falo da jornada de sua alma ao longo do tempo, estou me referindo a esta vida, vidas passadas e até mesmo aos períodos entre as vidas quando você pode ter feito acordos ou votos de alma. A jornada de sua alma está interligada com a jornada de sua família ou antepassados, à humanidade em geral, e às pessoas principais de outras vidas que estão aparecendo novamente agora.

Aqui estão alguns exemplos específicos dos tipos de coisas que eu vejo intuitivamente quando faço as sessões de cura intuitiva do DNA.

PRIMEIRO – Relacionamentos – Uma questão fundamental para todos que estão vivos agora e que procuram criar um mundo mais amoroso. Este é, com frequência, o melhor lugar por onde começar e há muito aí. Exemplo: Uma mulher veio a mim para curar um relacionamento antigo que ela tinha dificuldade de liberar para seguir em frente. Quando eu trabalhei com ela, pude ver um padrão que começou muito antes desta vida e que precisava ser eliminado em suas raízes no passado, antes que ela tivesse um encerramento. Eliminar padrões em sua raiz no DNA é o que faz a diferença.

SEGUNDO – Dinheiro – outra questão-chave em torno de muitas formas ao longo dos séculos. Mesmo as pessoas ricas podem manter votos de pobreza, ou outras crenças limitantes sobre o dinheiro; os padrões do passado, muitas vezes, surgem quando a economia é afetada, ou quando outros catalisadores fundamentais ocorrem. A instabilidade do mundo hoje está catalisando temas de dinheiro para muitas pessoas.

O que acontece é que uma questão latente no DNA da pessoa vem à tona como resultado de algum tipo de crise – pessoal ou no mundo externo. Saber o que está no registro akashico, no DNA da pessoa, então, fornece o ponto de partida para a cura através do tempo. Assim como o primeiro exemplo, o objetivo é conhecer a causa raiz e eliminar as coisas de lá.

TERCEIRO – Confiança – É uma imensa questão na frente e no centro em 2017, quando temas de desconfiança e divisão têm escalado para proporções de crise. Os temas de confiança podem ser pessoais – como na própria dúvida e desconfiança de decisões pessoais, ou na direção de vida. Os temas são também entre as pessoas, em todos os tipos de relacionamentos – sejam eles 1 a 1, em grupos, ou o indivíduo em relação ao governo, e outras figuras de autoridade. A um nível de DNA muitas pessoas têm uma desconfiança condicionada de certas pessoas ou grupos de pessoas. Na verdade, as raízes do racismo são geralmente ao nível genético do DNA, transmitido ao longo das gerações.

QUARTO – Propósito de Vida. Muitas pessoas nestes dias sentem ou uma falta de clareza sobre o seu caminho ou com um bloqueio para expressarem plenamente os dons de sua alma. Quaisquer que sejam os sucessos ou desafios que você experiencie, saiba que eles são uma parte do caminho de sua alma para encontrar a totalidade. Exemplo: Quando uma pessoa adquire a perspectiva quântica de seu caminho de alma, incluindo os dons e talentos principais de vidas passadas, um interesse atual ou direção pode começar a entrar em foco relevante. Simultaneamente, quando a pessoa se torna consciente e elimina os bloqueios ao nível do DNA para a manifestação do propósito, novos caminhos são criados. Um exemplo de um bloqueio ao nível do DNA poderia ser uma experiência de rejeição ou perseguição em uma vida passada, envolvendo o uso dos talentos. As habilidades necessárias nesta vida para expressar o propósito de vida frequentemente foram aprimoradas durante uma série de vidas. Algumas experiências inspiraram confiança, outras poderiam ter deixado impressões problemáticas no DNA.

Tenha em mente a grande cena desta vida. Esta não é uma vida comum e certamente não tem uma estrutura comum de tempo. Quaisquer que sejam os sucessos ou desafios que você experiencie, saiba que eles são uma parte do caminho de sua alma para encontrar a totalidade. Não há realmente trabalhos, casos amorosos ou circunstâncias de vida ao acaso. Cada um deles surge de sementes plantadas antes, e você pode crescer espiritualmente a partir de qualquer um deles.

Você é um agente de mudanças divino, afinal, vivo agora para trazer o seu amor e luz a este mundo. Ao fazer isto, você atrairá naturalmente o que precisa e será uma força significativa para o bem. As repercussões desta bondade não têm fim.

 


Fonte: www.Selacia.com / Spirit Library | Selacia | What’s in Your DNA Akashic Records
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

Via: Trabalhadores da Luz | Os registros akashicos e o DNA

ENCONTRANDO A LUZ DO AMOR ATRAVÉS DOS CONFLITOS FAMILIARES…

familia-tarsila-do-amaral-1925

Compreendendo as relações familiares

Mãe Maria-Chama Trina_Cláudio Gianfardoni

Mãe Maria

Canalizado por: Thiago Strapasson e Michelinha OM

 

Que as bênçãos do amor tragam paz aos seus corpos, mentes e corações.

Amados filhos, hoje trago a vocês a mensagem da humildade e da simplicidade como exemplo a ser observado nas manifestações de amor em volta de vocês diariamente.

Observem por breve instante em volta de vocês, todas as manifestações de entrega abnegada a serviço da sua paz e do seu equilíbrio.

Àqueles que são agraciados com a companhia de animais de estimação em seus lares, observem o amor que esses animais dedicam a vocês de forma a trazer o exemplo da simplicidade e da humildade, simplesmente estando presentes para os dedicarem o amor que vocês buscam dentro de vocês mesmos.

E aos filhos que possuem crianças em seus lares, que possuem outras pessoas em convívio, observem de forma atenta, meus filhos, o amor que esses também enviam a vocês diariamente, estando presentes em suas vidas, mostrando tantas lições para que vocês observem a si mesmos e sejam levados cada vez mais a se transformarem em pessoas melhores, mais compassivas e mais compreensivas.

Venho aqui lembrar a vocês de que estão rodeados de manifestações de amor e paz, de oportunidades de olhar para vocês mesmos através dessas relações, que trazem a vocês os exemplos de dedicação e inspiração para que possam ver em todas essas companhias, aquilo que falta em vocês, filhos.

A energia do amor está presente em todas as relações. Vocês não conseguem observar com os olhos físicos, amados, mas sentem os impulsos emocionais que são os avisos de que o coração está sendo tocado a despertar o chamado para o amor.

Nas relações que trazem aprendizados, lições e também lágrimas de superação de seus aspectos inferiores, todas estão presentes nas vidas de vocês para abrirem os seus corações à conexão com o amor.

É através das relações mais próximas que vocês são chamados a olhar para aquele Eu que vocês tentam esconder, dentro das aparências aceitas pela sociedade, filhos.

Eu, como mãe de Jesus, estive inserida nessa experiência, a observar a transformação de meu filho, que desde pequeno fora chamado pelas pessoas de nosso convívio de O Messias, daquele que veio para despertar a humanidade, para salvar a humanidade. Mas filhos, ele ainda estava fechado à essa realidade no coraçãozinho dele. Mas os chamados estavam presentes na vida dele, como repetições incessantes aos ouvidos dele já cansados de ouvir. Ele ainda não estava pronto para essa verdade, e assim saiu em busca de estabelecer outras relações, que acabaram por mostrá-lo o verdadeiro caminho a que veio a esse planeta.

Mas filhos, aquelas relações familiares mais próximas, dos irmãos, do pai e da mãe dentro do lar, estão sempre presentes para nos mostrar os aspectos que devemos superar, os quais muitas vezes ainda não estamos prontos a olhar. Mas que, depois da caminhada pela vida, retornamos para então podermos absorver aquele ensinamento, e então olharmos para dentro de nós a superar os últimos aspectos que nos prendem à vida de sofrimento.

Ao retornar ao lar, após a experiência no deserto, meu amado filho já era outro em personalidade, em atitudes e relacionamento com os irmãos no lar. A experiência que teve ao retornar de sua caminhada em busca do encontro com ele mesmo, foi transformadora na sua vida. Mas ainda era necessário algum período de convívio no lar, no berço da sua essência na vida material, e foi onde teve a oportunidade de ouvir essa mãe que tanto tentava falar-lhe ao coração. Foi quando ouviu os irmãos. Foi quando transmutou todas as relações familiares estabelecidas na matéria, para então seguir ao que foi destinado naquela encarnação. Foi onde encontrou forças e transmutou os aspectos que o mantinham preso ao velho Eu. E então saiu em sua jornada levando a palavra de Deus e a Verdade para todos em sua caminhada.

As relações dentro do lar, com os animais, com as pessoas, quando observadas com gratidão, com o sentimento de despertar do coração aberto a absorver todo esse amor, são simplesmente maravilhosas fontes de luz e aprendizado, que estão sempre presentes a nos dar o suporte necessário na nossa caminhada, mas que, para conseguirmos realmente absorver todo o amor contido nessas formas de energia presentes em nossas vidas, devemos abrir o chamado do coração, devemos estar despertos e com o sentimento de simplicidade, humildade e gratidão dentro de nós, a brotar para se tornar aquele novo ser que, com muita atenção, observará a absorverá a energia amorosa dessas relações.

É através das experiências que obtemos na caminhada pela vida, filhos, que estaremos preparados a observar, a sentir e a agradecer pelas nossas relações do lar, a sentir as energias benéficas que surgem desses aprendizados do lar e da transmutação dessas relações, do olhar às diferenças e do trabalho para que essas sejam aceitas com muito amor, transmutando aqueles aspectos que ainda restam dentro de nós após tantos aprendizados pela vida.

Eu os digo que de todas as relações que vivenciamos no berço familiar estão os indícios a nossa superação, aqueles aspectos que trouxemos com a missão de transmutar, de nos elevar em amor.

Pois o momento, filhos amados, é de transcender as relações familiares que por tanto tempo os mantiveram presos ao ciclo de encarnações. Relações essas que foram trazidas a vocês justamente para que pudessem aprender mutuamente como ter um olhar compassivo a partir de tudo aquilo que os restringia.

Eu sei meus filhos, que na família há muito amor, há muito carinho, mas há também muitos vínculos enérgicos que nos prendem a antigos hábitos, que nos colocam no círculo de restrição da matéria. Pois é no círculo familiar que estão os principais aspectos de nossa própria superação. Ali, apesar do amor que existe, estão os pontos que justamente nos prendem ao círculo de vidas.

O que necessitamos fazer é nos superar nesse círculo, transcender, para que possamos ao final nos encontrar livres de todo e qualquer aspecto que esteja vinculado a nossa memória cósmica e de vidas passadas. Superando as lições que nos impõe o círculo familiar estaremos a transcender os aspectos que nos vinculam à matéria e à antiga grade de sofrimento.

Cada encarnação, cada vida, é cuidadosamente planejada para que possa nos trazer um pouco mais de nossa própria restrição. Porque quando vieram a esse mundo vocês se estudaram, se analisaram, e concluíram justamente os pontos, os vínculos que necessitavam romper para se libertar da roda de vidas e vidas.

E na família, justamente, foi onde decidiram agregar um pouco mais dessa energia que necessitam superar em vocês mesmos, dos vícios interiores, para que justamente eles se sobressaiam, se ressaltem, e então todos possam conjuntamente se ajudar a superar aquilo que já era uma restrição interior, mas que agora necessita ser trabalhado para a liberação.

Atentem-se, filhos, aos costumes, as maiores restrições que afligem seu círculo familiar, pois ali terão um indício daquilo que precisam transcender dentro de vocês mesmos. Por isso, meus filhos, a compaixão, a paciência, o amor é tão exigido dentro da família de nascimento ou de criação, pois ali há espelhos a refletir seus próprios vícios interiores.

No âmbito familiar, amados, há, além do amor, tantas disputas entre os membros porque ali há justamente os irmãos que são capazes de tocar no nosso ponto mais profundo de dor, naquilo que nos recusamos a olhar dentro de nós mesmos. Há espelhos a nos apontar, são os mestres de nossa vida que, por isso, precisamos ancorar o entendimento, a compaixão, o olhar amoroso tão necessários, amados.

Foi, por isso, então, que meu filho Jesus voltou ao Lar após a peregrinação no deserto, pois ele veio se buscar, observar onde estava suas maiores dificuldades interiores. Mas teve humildade de o fazer com simplicidade, com compaixão, reconhecendo que as dores e dificuldade que vivenciava eram suas e não de seus irmãos. E nesse olhar ele se libertou para seguir seu caminho purificado, liberto de suas próprias restrições.

Ancorem esse exemplo, meus amados, e sempre que retornarem ao seu lar familiar, aproveitam a oportunidade de buscar suas aflições, seus medos, suas dores, mas, acima de tudo, busquem o amor, a compaixão, sempre conscientes que todo desafio, toda disputa, jamais é externa, mas sempre será interior no sentido de encontrarmos nossa própria libertação.

Estejam em paz, filhos, sou sua Mãe Maria e derramo sobre vós as minhas bênçãos de mãe amorosa estendendo o meu manto de proteção a iluminar os vossos caminhos.

Sou Maria sua Mãe

 


Canais: Thiago Strapasson e Michelinha OM – 18 de fevereiro de 2017
Fonte: http://coracaoavatar.blog.br/ e http://verdadetransmutadora.blogspot.com.br/

Via: Verdade Transmutadora: Compreendendo as relações familiares – Mãe Maria

ASCENDER É RECUPERAR A CONSCIÊNCIA DE QUEM VOCÊ REALMENTE É…

ascensao

Ascensão Espiritual do Planeta e Humanidade-Conheça o processo e onde estamos agora….

 Por: Monicavox

A ascensão é a elevação da frequência vibratória dos nossos campos energéticos, até as oitavas mais elevadas de luz, é o processo de aumento do nosso quociente de luz interior, a fusão com nossa verdadeira natureza. Ascender é reconhecer nossa matriz divina e recuperar a consciência de quem realmente somos.

O processo de ascensão é nosso caminho de reencontro com o Plenum Cósmico/Deus, ao mesmo tempo que O trazemos para se manifestar em nossa personalidade. Neste aspecto podemos dizer que a ascensão é na realidade uma descensão, ou seja, é o processo de trazer a luz à nossa mônada (ou presença EU SOU) para se manifestar e expressar através da nossa personalidade. E com a manifestação da luz na Terra, estamos realizando nosso propósito divino no planeta.

O planeta Terra está passando atualmente pelo processo de ascensão planetária, que é um processo natural que ocorre a todos os planetas num estágio específico de sua evolução. Ao mesmo tempo em que sua frequência fica mais refinada e sua vibração vai chegando a oitavas superiores, os seres que habitam o planeta, também são modificados pela nova frequência.

Dessa forma, a ascensão pessoal é uma consequência da ascensão planetária e vice-versa. E é exatamente isso que estamos vivendo em nossos dias atuais. A ascensão pessoal ocorre com a participação ativa do indivíduo. Quanto mais consciência tiver o ser desse processo, mais ele pode acelerá-lo e à medida que mais pessoas vão despertando e se voltando para aceleração consciente do processo de ascensão, os seres humanos vão auxiliando o planeta em sua mudança e isso faz com que mudança de vibração possa ocorrer sem grandes complicações (cataclismos, desastres, acidentes causados pela natureza se reequilibrando, etc.).

Se a frequência dos habitantes também se eleva juntamente com a do planeta a mudança ocorre de forma harmônica e natural, pois os habitantes dão a sustentação energética que o planeta precisa. O processo de ascensão se encontra intimamente ligado com o processo de iniciação:  A palavra iniciação provém de uma raiz latina que significa começar. A iniciação pode ser considerada um novo começo, a transformação para uma nova forma de ser. Uma analogia utilizada pelo mestre Djwhal Khul (conhecido como “O Tibetano” e mestre de Mme Blavatsky), é que uma iniciação seria como a passagem através de um portal.

Existem duas maneiras pelas quais podemos definir uma iniciação espiritual – em termos do seu significado ou de sua mecânica subjacente. Se olharmos  para o significado interno de uma iniciação, uma boa maneira de  defini-la seria dizer que é um processo que nos torna “mais conscientes de nós mesmos como almas encarnadas”. A iniciação pode aumentar diretamente esse estado de consciência, ao passo que pode fazer como que esse estado evolua através da melhora de algum traço ou característica, por exemplo: a capacidade de experimentar o amor incondicional.

Se olharmos para as iniciações em termos de mecânica, uma boa definição é:

“Uma iniciação é como uma sequência progressiva de impactos direcionados de energia”.

Do ponto de vista holístico, a iniciação implica uma transformação permanente nos campos de energia dos nossos corpos sutis. È importante entender que a iniciação não está ligada ao aprendizado intelectual, mas é uma mudança permanente na nossa estrutura e portanto no nosso ser. Aqueles que se encontram numa jornada de autoconhecimento e enriquecimento espiritual, com certeza devem estar a experienciar algumas “dores” comuns deste processo.

Tornar-se mais consciente de Si, amadurecer espiritualmente, questionar padrões e paradigmas que até então considerava inquestionáveis, não é fácil e tem naturalmente o seu preço. Mas importa referir que este processo tem também a sua gratificação, pela qual vale todo o esforço: a gratificação de resgatar o seu verdadeiro EU e sentir-se mais pleno, sábio, verdadeiro e realizado.

Todos queremos isto não é verdade? Mas até que ponto estamos dispostos a trabalhar para atingir esta plenitude?

Se você se identificar com algumas das “dores” mencionadas aqui, mantenha-se firme e tenha fé. Todas as mudanças que sente que estão ocorrendo, dentro de si e à sua volta, são resultado de  tornar-se mais autêntico e conectado. A dor interior, a desorientação que se sente, são apenas catalisadores temporários que irão impulsioná-lo para o seu novo eu. Uma das formas mais fáceis de ultrapassar este processo é exercer o desapego e estar aberto às mudanças e ao fluxo natural da vida. Encare a realidade como ela se apresenta, a invés de ir contra ela.

Abaixo algumas das dores de crescimento mais comuns de ascensão espiritual:

Os amigos começam a distanciar-se

1 – O tornar-se mais espiritualmente conectado pode mudar muita coisa em nós muito rapidamente, afetando algumas das nossas amizades mais próximas.

2 – Alguns amigos começam a tratar-nos com distanciamento, hostilidade e alguns podem até tentar humilhar-nos, pelo fato de não se identificarem com a versão mais autêntica de nós mesmos.

3 – Atitudes como fofocar, reclamar ou discutir certos temas, começam a não fazer muito sentido para você e isto faz com que você sinta necessidade de se distanciar também. E isso pode ser mal recebido por alguns dos seus amigos, que já estão habituados a alimentar estes padrões comportamentais e estes passam a olhar para você como alguém estranho e fora do comum.

4 – Não se deixe abater. Tudo nesta vida tem um ciclo. Certas amizades são importantes num determinado período da nossa vida, mas numa outra fase, pode ser que tenhamos de abrir mão delas.

5 – Tudo o que podemos fazer é sermos fiéis a nós mesmos.

6 – Não temos o poder de convencer ninguém a pensar como nós e nem devemos fazê-lo. Sejamos apenas genuínos e sinceros e o Universo tratará de conectar-nos às pessoas que estão em maior sintonia com a nossa nova vibração.

Surgem os mal-entendidos na família

Alguns membros da nossa família poderão ficar muito confusos e desorientados pela mudança que vêm em nós. Para quem tem, por exemplo, pais muito religiosos, eles podem até acusar estas pessoas de se terem perdido e separado de Deus. Nestes casos, não tente discutir ou afrontar. Seja autêntico e assuma a responsabilidade pela energia que traz em cada conversa. Continue a ser você mesmo, até que o seu “novo eu” se torne mais familiar para os seus entes queridos. Lembre-se que fingir ser o que não somos, não nos faz bem nem a nós, nem a quem nos rodeia. Se a sua família realmente o/a ama, uma hora irá habituar-se a conviver com o seu verdadeiro EU.

Você começa, em certas ocasiões, a ser ridicularizado pela sociedade

Atualmente, enquanto que muitas pessoas estão num caminho espiritual consciente, há muitas pessoas que permanecem na escuridão sobre a sua verdadeira essência. O ser “diferente” da maioria pode trazer-lhe certos dissabores, como ser ridicularizado e criticado quando tenta abordar certos assuntos ou adotar certos comportamentos. O fato de se recusar a andar junto ao “rebanho” e ser considerado a “ovelha negra”, pode ser difícil e até fazer com que, por vezes nem tenha vontade de sair de casa. Nestes casos, não leve nada para o lado pessoal e continue a sua caminhada. Quem estiver vibrando na sua sintonia, irá juntar-se a você e estas sim, serão as pessoas certas para partilhar a sua vida nesta nova fase.

Surgem mudanças a nível profissional também

Quando há mudanças interiores desta natureza, até o seu emprego simplesmente pode deixar de ser uma boa opção. De repente, o trabalho torna-se frustrante, asfixiante e você passa a sentir-se vazio, insatisfeito e só de pensar em ir trabalhar, pode causar-lhe mal estar. Nesta fase, para alguns, uma mudança de carreira pode ser intencional e planejada, mas para outros, pode surgir através de uma demissão. Quando somos incompatíveis vibracionalmente com a forma como gastamos a maior parte das nossas horas, durante a semana, é apenas uma questão de tempo até que você ou o seu empregador decida que, no melhor interesse de todos, você deixe o seu trabalho. Uma transição repentina assim pode ser dolorosa. Mas acredite que nada acontece por acaso. Acredite que coisas melhores estão por vir. Renda-se ao Universo e Ele irá levá-lo exatamente para onde precisa de estar, tanto a nível espiritual, pessoal, como profissional.

Solidão

A solidão é um subproduto natural da ascensão espiritual. Assim como os nossos relacionamentos, empregos e estilos de vida mudam, também nós mudamos. Em tempos como estes, comece por valorizar a pessoa mais importante da sua vida: você mesmo! E poderá também aproximar-se de uma comunidade espiritual ou grupo de apoio se sentir necessidade.

Começar a adotar algumas práticas como fazer meditação, yoga, ou participar de retiros espirituais, poderá ajudar. O Universo irá prepará-lo com um novo cenário para apoiar o seu novo estilo de vida, mas terá de fazer esforço para atrair isso para você também.

Verá que quando encontrar pessoas no mesmo caminho, estas irão fornecer amizades e conhecimentos genuínos e edificantes. Você passará a ter menos amigos, é verdade, mas estes serão mais apropriados à sua nova vibração. Nesse meio termo, passe mais tempo consigo mesmo. Comece a praticar meditação e aprender a estar confortável consigo próprio. Aprender a estar sozinho é essencial para lidar com qualquer sentimento de perda que surgiu desde que começou a perseguir seu novo caminho. Encontrar o nosso verdadeiro Eu espiritual pode ser uma experiência gratificante e esclarecedora, contudo haverão sempre desafios de ajustamento.

Mas lembre-se sempre: você não está sozinho! Há muitos nessa caminhada. Seja paciente com o Universo e o resto irá encaixar-se. As dores de crescimento espiritual, são simplesmente sinais de que você está crescendo,  evoluindo e que está no caminho certo. Mantenha-se fiel a si mesmo. Quando você alinha as suas emoções, pensamentos e intenções, o Universo sempre conspira para que você possa ter a vida que você precisa…..

……………………..

Visão pessoal…

A nossa consciência cocriativa de massa está desempenhando um papel importante neste processo, mas precisamos de muito mais do que temos hoje para vermos as mudanças que queremos. Há componentes energéticos, cosmológicos e de consciência de massa para o que está ocorrendo em nosso sistema solar e a nossa consciência coletiva da humanidade está influenciando, mesmo que aos poucos, essa realidade; cada último ser humano no planeta está sendo um contribuinte importante neste processo, nenhum sendo mais importante ou especial do que outro. Essa é uma mensagem para caminharmos para a Unidade – a premissa central da série da Lei do Um (veja série de livros de David Wilcock). Entre os tópicos sobre a Ascenção que deve ser considerado, é o número chocantemente baixo de seres humanos que estaria pronta para a Ascensão se ela ocorresse no momento atual; seriam “menos de 300.000” que ascenderiam neste momento no tempo. Seriam apenas cerca de 0,0042 % – menos de um em cada 23 mil pessoas habitantes no planeta (resultado de se estar envolvido com apenas PÃO E CIRCO). Portanto, o trabalho é árduo e tempos difíceis ainda estão por vir, até podermos ter uma certa unanimidade quanto a conceitos básicos da existência humana; ainda estamos muito divididos, com muitos pré-conceitos, agarrados em velhos paradigmas, com crenças absurdas e cheias de culpa e misticismo. As religiões, apesar de estarem sendo questionadas, ainda são muito presentes na vida de muitos seres humanos e temos muita manipulação de massa que ainda é seguida conscientemente pelas pessoas; as vibrações que precisamos para um número maior de seres ascenderem ainda tem de ser muito trabalhada e muito conhecimento ainda está oculto; devemos sempre avaliar tudo isso com cautela, filtrar as notícias e canalizações disponibilizadas em vários veículos, principalmente na internet, onde sites pululam com informações nos levando a acreditar em soluções imediatistas e rendição de seres escuros como num passe de mágica, tomando o cuidado de observar nossos verdadeiros sentimentos a respeito do que lemos, não procurando lenitivo nestas informações para os nossos reais problemas, comodismo e falta de iniciativa para mudar as coisas…..os “tempos maravilhosos” só virão com a expressa e absoluta entrega do ser humano ao autoconhecimento antes de ver as maravilhas que estão por vir…trabalhemos antes para colher depois.

……………………..

Inspiração…
Manual Completo de Ascenção Cósmica – Dr. Joshua David Stone
A Lei do Um – The Synchronicity Key-ambos de David Wilcock

Monicavox


 

Via Ascenção Espiritual do Planeta e Humanidade-Conheça o processo e onde estamos agora…. – MONICAVOXBLOG

APRENDENDO A VIVER O MOMENTO PRESENTE COM ECKHART TOLLE…

presente

20 Pensamentos que podem mudar uma vida – Eckhart Tolle

Por: Professor Felipe de Souza

“As pessoas não percebem que agora é tudo o que é, não existe passado ou futuro exceto como uma memória ou antecipação em nossas mentes” (Eckhart Tolle).

Eckhart Tolle é frequentemente classificado como um autor de auto-ajuda. Embora já tenhamos falado aqui no site sobre a diferença entre psicologia e auto-ajuda, eu gostaria de compartilhar alguns dos pensamentos deste autor que encontrei neste site em inglês.

A tradução é minha e eu justifico a publicação dos pensamentos de Tolle pelo fato de ele também poder ser um autor que nos auxilia a pensar a Mindfulness Psychology, ou a Psicologia da Atenção Plena, bem como a chamada Psicologia Transpessoal (a psicologia para além da mente e do ego). Ou seja, a Mindfulness Psychology – uma das vertentes da psicologia cognitiva – nos ensina na prática a voltar o foco da nossa atenção para o momento presente, enquanto que a psicologia transpessoal estimula-nos a pensar em nosso ser como muito além da razão e do ego, ou seja, o que pensamos que somos através de palavras limitantes.

Então, vamos dar uma olhada nos pensamentos do autor de O Poder do Agora e O Poder do Silêncio? (Comentários, desde que educados, serão bem vindos ao final).

1) O momento presente é a coisa mais preciosa que existe

As pessoas não percebem que agora é tudo o que é, não existe passado ou futuro exceto como uma memória ou antecipação em nossas mentes.

O passado te dá uma identidade e o futuro mantém a promessa de salvação ou de preenchimento na forma que for. Em ambos os casos o que temos é ilusório.

O tempo não é precioso de maneira alguma, porque é uma ilusão. O que você percebe como precioso não é o tempo mas o único ponto que está além do tempo: agora. Isto é de fato precioso. Quanto mais você estiver focado no tempo — passado ou futuro — mais você vai perder o agora, a coisa mais preciosa que existe.

Não deixe um mundo doente dizer pra você ter sucesso em outra coisa que esteja além do momento presente.

A maioria das pessoas nunca está presente completamente no agora, porque inconscientemente as pessoas acreditam que o próximo momento deve ser mais importante do que este. Mas assim você perde a vida inteira, que nunca é não-agora.

Assim que você começar a honrar o momento presente, toda a infelicidade e luta se dissolve, e a vida começa a fluir com contentamento e facilidade. Quando você age a partir da consciência do momento presente, o que quer que você faça fica imbuído com um sentimento de qualidade, cuidado e amor — mesmo a mais simples ação.

2) Aonde você estiver, esteja totalmente presente

Aonde você estiver, esteja totalmente presente. Se você acredita que o aqui e o agora são intoleráveis e te trazem infelicidade, você tem três opções: retirar-se da situação, mudar a situação ou aceitá-la totalmente. Se você quer ser responsável por sua vida, você deve escolher uma dessas três opções, você deve escolher agora. Então aceite as consequências.

3) Sempre diga sim para o momento presente

A aceitação pode parecer um estado passivo, mas na realidade ela traz algo inteiramente novo para este mundo. Esta paz, esta vivência, é consciência.

Aceite — depois aja. O que quer este momento presente contenha, aceite como se você tivesse escolhido. Sempre trabalhe com o momento e não contra o momento.

Sempre diga sim para o momento presente. O que pode ser mais fútil, mais insano do que criar uma resistência interna ao que já é? O que poderia ser mais insensato do que se opor à vida ela mesma, que é agora e sempre agora? Se renda. Diga sim para vida — e veja como a vida instantaneamente começa trabalhar para você ao invés de contra você.

4) Não leve a vida tão a sério

A vida não é tão séria como sua mente pode te fazer acreditar.

5) Quanto mais você se ligar às coisas de uma maneira negativa, mais obcecada com as coisas negativas sua mente vai se tornar

As pessoas tendem a focar mais nas coisas negativas do que nas coisas positivas. Então a sua mente se torna algo obcecado com as coisas negativas, com preconceitos. Culpa e ansiedade são  produzidas por pensamentos a respeito do futuro e por aí vai.

6) Quando você reclama, você se coloca no papel de vítima

Reclamar é sempre uma não-aceitação do que é. Inevitavelmente carrega uma carga inconsciente negativa. Quando você reclama, vocês se transforma em uma vítima. Quando você fala alto, você está no poder. Então mude a situação e tome alguma atitude, ou deixe a situação ou aceite-a. Tudo mais é provavelmente uma loucura.

7) Existe uma linha fina entre honrar o passado e se perder nele

Existe uma linha fina entre honrar o passado e se perder nele. Por exemplo, você pode se conscientizar e aprender a partir dos erros que você cometeu, então se mover e mudar o foco para agora. Isso é chamado de se perdoar.

Deixar ir requer força e muita coragem. Muitas vezes deixar as coisas ir é um tipo maior de grandeza do que se defender ou agarrar-se à situação.

8) Você é um ser humano não um ser-fazendo

Na pressa do nosso dia a dia, todos nós pensamos demais, desejamos demais, buscamos demais e esquecemos de apenas apreciar o ser.

9) Pare de se definir e definir os outros

Se definir através do pensamento é limitar você mesmo.

Pare de se definir — para você mesmo ou para os outros. Você não vai morrer. Você vai se abrir a vida. E não se preocupe com que os outros possam definir você. Quando eles se definem, eles estão limitando a si mesmos, então é problema deles. Sempre que você interagir com outras pessoas, não esteja lá primeiramente como uma função ou um papel, mas dentro da consciência da presença do momento presente. Você sempre pode perder alguma coisa que você tem, mas não pode perder alguma coisa que você é.

Uma vez que você esteja identificado com alguma forma de negatividade, você talvez não queira deixar de ir (as coisas negativas) em um nível inconsciente profundo, você não quer uma mudança positiva. Isto poderia ameaçar a sua identidade como uma pessoa deprimida, uma pessoa com raiva ou difícil de lidar. Você então vai ignorar, negar ou sabotar os aspectos positivos de sua vida. Este é um fenômeno comum. É também algo semelhante a uma loucura.

10) Aonde houver verdadeiro amor, não há ego

Um relacionamento genuíno é aquele que não é dominado pelo ego com a sua busca incessante de criar uma imagem e uma definição dos outros. Em um relacionamento genuíno, existe o estado de abertura, de atenção alerta para a outra pessoa na qual não existe nenhuma busca realmente.

11) O que você lutar contra, vai aumentar e o que você resistir, vai persistir

Oferecer não-resistência à vida é estar em um estado de graça, de facilidade e de brilho. Esse estado então é não-mais-dependente das coisas ficarem de um certo jeito, bem ou mal. Pode parecer paradoxal, mas no momento em que sua dependência da forma vai embora, a condição geral da sua vida, as formas externas, tendem a melhorar enormemente. As coisas, as pessoas, as condições que você pensava que precisava para sua felicidade agora chegam até você sem luta ou esforço da sua parte, e vocês esta livre para apreciar — enquanto durarem. Todas essas coisas, é claro, vão passar, ciclos vão começar e terminar, mas sua não-dependência tratará de não trazer mais medo ou perda. A vida fluir com facilidade.

12) O que quer que você lute contra nos outros, você vai fortalecer em você

Qual quer coisa que você recente luta fortemente contra em um outro encontra-se também em você.

13) Poder sobre os outros é fraqueza disfarçada como força

Poder sobre os outros fraqueza disfarçada como força. O verdadeiro poder está dentro, está disponível pra você agora.

14) Todo e qualquer vício começa com dor e termina com dor

Qualquer vício começa a partir de uma recusa inconsciente para enfrentar e lidar com sua própria dor. Todo e qualquer vício começa com dor e termina com dor. Qualquer que seja a substância que você é viciado em — álcool, comida, drogas legais e ilegais, ou uma pessoa – você está usando algo ou alguém para encobrir a sua dor.

15) Busque viver autenticamente

Interações humanas autênticas se tornam impossíveis quando você perde a si mesmo em um papel.

Viver para manter uma imagem que você tem de você mesmo ou uma imagem que os outros tem de você é viver uma vida inautêntica.

16) Desejar é a antítese da felicidade

Não deseje a felicidade. Se você deseja-la, você não vai encontrar, porque desejar é a antítese da felicidade.

Existe uma diferença entre a felicidade e a paz interior? Sim. A felicidade depende das condições que são percebidas como positivas; e a paz interior não depende dessas condições.

17) A mente é um instrumento incrível se usado corretamente

A mente é um instrumento incrível se usado corretamente. Se usada incorretamente, entretanto, se torna muito destrutiva. Para dizer de uma maneira mais clara, não é muito como se você usasse a sua mente erroneamente — você geralmente não a usa de maneira alguma. Ela que te usa. Esta é a doença. Você acredita que você é sua mente. Esta é a ilusão. O instrumento tomou conta de você.

18) A preocupação é uma perda de tempo.

A preocupação parece necessária mas não serve a propósito algum.

19) Você é mais do que a sua mente

Em nível profundo você já está completo. Quando você percebe isto, existe uma energia prazerosa por trás de tudo que você fizer.

Estar identificado com sua mente é estar preso no tempo: a compulsão de viver quase exclusivamente através da memória e da antecipação.

Conhecer a si mesmo como ser por baixo do pensador, a calma por baixo do barulho mental, o amor e o prazer por baixo da dor, é liberdade.

Tédio, raiva, tristeza, medo não são estados seus, não são pessoais. Eles são condições da mente humana. Eles vêm e vão. Nada do que vem e vai é seu.

20) A libertação do animal racional

O começo da liberdade é a percepção de que você não é “o pensador”. O momento em que você começa a observar o pensador, um nível mais elevado de consciência se torna ativo. Você então começa a perceber que existe um vasto campo de inteligência além do pensamento, que o pensamento é apenas um pequeno aspecto da sua inteligência. Você também começa a perceber que todas as coisas que realmente importam — beleza, amor, fertilidade, contentamento, paz interior — aparecem além da mente. Você começa a acordar.


 

Via: 20 Pensamentos que podem mudar uma vida – Eckhart Tolle – Psicologia MSN – Tudo sobre Psicologia

AMAR É SOFRER?

sofrer-por-amor

POR QUE VOCÊS SOFREM QUANDO ACESSAM SEUS SENTIMENTOS

 

O Grupo Arcturiano

Os Arcturianos

 

Mensagem canalizada por: Sandra M. Luz

 

Nos meus primeiros contatos com os Arcturianos, eles me diziam que não entendiam porque os seres humanos sofriam por amor.

Eles entendiam que o amor era uma energia poderosa, transformadora, curativa e me perguntavam: por que os humanos sofrem por amor?

Uma das coisas que adoro neles é como eles simplificam as coisas, nós complicamos as coisas.

Dentro de nossas realidades de 3D conhecemos o amor como algo que só podemos receber se dermos algo em troca e também trouxemos muito forte a informação de não merecimento, mas vamos deixar os Arcturianos falarem sobre isto.

Saudações Estelares queridos irmãos.

Saudamos a todos na frequência do amor e da luz.
Somos os Arcturianos.

Como nossa irmã estelar compartilhou, sentíamo-nos muito intrigados porque vocês sofriam por amar alguém e, então, fomos buscar as respostas para auxilia-los a mudarem as informações sobre esta energia tão poderosa.

Dentro da perspectiva da 3D vocês vivem suas experiências humanas com sofrimento porque sentem-se desconectado da Fonte. Suas ligações com a Fonte, com Deus para a maioria dos humanos ocorre pelo medo de serem punidos e não porque sentem felicidade ao se conectar ao Criador.

Se vocês têm medo de Deus, também tem medo de amar e então não se abrem para sentir este sentimento poderoso que é o Amor Divino.

Através de informações de outros seres gravaram que só receberão se Deus assim permitir, portanto gravaram a informação do Deus julgador, crítico, punitivo.

Mas se vocês em algum momento colocarem suas mãos em seus corações e perguntarem: “O meu Deus pune, julga?”, sentirão que isto não é sua verdade divina. O Criador não julga e nem pune e a grande prova disso é o Livre Arbítrio que permite a vocês decidirem suas vidas, fazerem o que acharem que é melhor para si.

Mas voltando ao tema que queremos compartilhar, enquanto não mudarem estas informações de que amar é sofrer, de que para receber o amor de alguém precisam fazer alguma troca, sofrer, deixar de expressar seus sentimentos verdadeiros, não conhecerão o amor verdadeiro.

O amor verdadeiro não exige troca, apenas é expresso como algo natural, é bom para quem doa e para quem recebe, ninguém perde.

Ao continuarem acessando somente as informações limitantes que receberam de outros humanos, expressarão seus sentimentos sempre dentro de uma energia de sofrimento, de opressão e isto só reforçará em vocês a informação de sofrimento e punição.

Através das irradiações de luz, todos aqueles que estavam abertos receberam as transmissões de novas informações que estão sendo processadas em suas células e DNA e isto permitirá ao ser ter acesso às informações importantes esquecidas dentro da frequência da 3D.

Isto também permitirá ao ser se adequar mais rapidamente à frequência da 5D, que traz a necessidade de se respeitar, ter consciência de seus poderes e virtudes divinas e manifesta-los naturalmente.

Portanto, é importante que entendam que, para fazerem seus processos de ascensão, precisam mudar suas informações porque nas frequências mais elevadas não existe sofrimento, doença, escassez, punição, não merecimento, existe apenas a harmonia, o compartilhar, o respeito, a manifestação de tudo que se deseja.

O que vocês decidem queridos irmãos?

Querem continuar sofrendo ou promover suas curas, trazer felicidades, amor verdadeiro, paz, prosperidade a suas vidas?

Querem continuar no papel de vítimas, de não merecedores, ou desejam abençoar esta oportunidade de viver algo melhor?

Para entrar na energia da 5D precisam mudar seus pensamentos, sentimentos, ações e frequências.

Vocês decidem viver o passado ou seu Agora?

Esperamos que reflitam sobre o que compartilhamos.
Vocês estão decidindo suas novas realidades a cada ação, lembrem-se disso.

Encerramos esta conexão na frequência do amor e da luz.

Somos os Arcturianos


Respeite os créditos
http://nososarcturianos.blogspot.com.br
sandramluz2011@gmail.com

 


 

Via: NÓS, OS ARCTURIANOS: POR QUE VOCÊS SOFREM QUANDO ACESSAM SEUS SENTIMENTOS

NOS PREPARANDO PARA AMAR INCONDICIONALMENTE…

mahatma-gandhi

A tolerância é o primeiro passo para o amor incondicional

 

 

 

Mensagem canalizada por: Laura Vendas

Amados filhos,

A tolerância é uma virtude que deve ser conquistada por todos aqueles que almejam seguir a senda da Ascensão. Todos vocês, filhos da luz, precisam desenvolver essa qualidade que é predecessora do amor incondicional.

Aprendendo a tolerar as diferenças, os julgamentos, os conflitos vão se dissolvendo e vocês começam a conquistar a paz. Saber tolerar é saber lidar com seus problemas pessoais e de relacionamentos de forma madura, agindo com gentileza, discernimento e lucidez.

A tolerância deve abranger todas as áreas de sua vida, especialmente aquelas onde os conflitos parecem ser maiores e exige de vocês um grau maior de maturidade e conectividade.

Sempre que se perceberem intolerantes, respirem profundamente e observem sua reação e façam as seguintes perguntas a si mesmo: Será que vocês têm mesmo razão para serem intolerante? O que justifica sua raiva, nervosismo ou estresse diante da pessoa ou situação que os levam a ser tão impacientes e intolerantes?

Façam um exame de consciência. Comecem a listar as pessoas ou situações que fazem trazer à tona este sentimento que é causa de seus problemas pessoais, sociais e profissionais.

Ao fazer esse exame, se permitam sair da condição de vítima e percebam o que está por trás da sua intolerância. Provavelmente você vai descobrir que a causa é você mesmo e não o outro.

Nada justifica alguém agir com intolerância ou mesmo impaciência diante do outro. Isso só causa estresse e impede você de alcançar a paz necessária para encontrar as soluções para seus problemas, que muitas vezes nada tem a ver com a situação que você está enfrentando.

Lembre-se que não existem culpados ou responsáveis pelas situações presentes em sua vida. Você, só você é responsável por seus problemas e pelas soluções que estão ao seu dispor, desde que você se permita a calma necessária percebê-las.

Observe que muitas vezes você tem sido intolerante com as pessoas que mais ama e isso não pode ter uma justificativa, a não ser ser verdadeiro consigo mesmo e admitir que a intolerância está muito próxima do julgamento e da impaciência.

Esses dois estados mentais são verdadeiras ervas daninhas que corroem relações e suas próprias emoções. Ao ser intolerante, em qualquer situação, você se impede de sentir amor por si mesmo e pelo próximo.

Isso o afasta do seu principal objetivo, que é conquistar a paz interna para poder se conectar com a Fonte, elevando sua vibração às frequências mais altas do amor.

Ao se permitir ser mais tolerante, você está se permitindo sentir a incondiconalidade do amor, que é paciente e pacificador.

Lembrem-se sempre que é nos detalhes que vocês irão conquistar os valores mais elevados, transmutando cada vez mais os sentimentos menos nobres por padrões elevados de consciência.

Sejam firmes, porém tolerantes com vocês mesmos ao fazer o auto exame sobre seus comportamentos e reações. Deixem ir tudo o que os afasta da paz interior e do sentimento amoroso que brota naturalmente, trazendo novas percepções para sua experiência.

Orientem-se sempre pelo coração e verão que seus conflitos se dissolvem como gelo ao sol. Lembrem-se que vocês são naturalmente pacientes e generosos e reconheçam que a intolerância é apenas um reflexo da falta de amor.

Eu os abençoo e lhes envio energias de raio amarelo, para que comecem, desde esse momento, a exercitarem as virtudes necessárias para a vossa evolução espiritual.

Com tolerância e amor,

Mestre Lanto

Cuiabá 16.12.2016


 

Via: A tolerância é o primeiro passo para o amor incondicional – Mestre Lanto » CORAÇÃO AVATAR

A COMPATIBILIDADE É FUNDAMENTAL PARA RELAÇÕES DURADOURAS E FELIZES…

relacionar

A compatibilidade e os relacionamentos

rp_acturianos-300x154-300x154-1-300x154.jpg
Os Acturianos

Mensagem canalizada por: Laura Vendas

Amados irmãos

Estamos aqui hoje para lhes falar sobre a compatibilidade, esta ferramenta de união que precisa ser mais explorada por vocês para conquistarem momentos mais prazerosos em suas vidas.

Nós vemos que para vocês esse é um tema de muitos dissabores, porque vocês se aliam e muitas vezes constroem relacionamentos sem levar em conta a compatibilidade com as pessoas ou grupos com os quais vocês se relacionam.

A compatibilidade é prima irmã da sintonia e dos sincronismos. Para iniciar qualquer relacionamento e ter a certeza de que vocês serão felizes em suas escolhas de amores, amizades ou trabalho é preciso levar em consideração o grau de compatibilidade que vocês tem com as demais pessoas envolvidas.

São frutíferos os relacionamentos onde haja maior grau de compatibilidade. Interesses afins são ancoradouros de uniões longas e felizes, porque através de desejos e metas comuns, a busca e realização de seus sonhos se tornam mais leves quando compartilhadas com outras pessoas.

É através da compatibilidade que casais e grupos afins realizam seus projetos, inclusive os mais íntimos e prazerosos. Normalmente, humanos se envolvem facilmente em grupos de compatibilidades comuns e aí são felizes nos resultados desses encontros.

Mas é nos relacionamentos mais íntimos, especialmente dos casais, que a compatibilidade é ignorada, levando a relações fracassadas, que fatalmente terminam de forma desastrosa, deixando atrás de si rastros de mágoas e ressentimentos.

Isso seria bastante minimizado se as pessoas buscassem além da paixão, a compatibilidade de gênios e objetivos em suas relações amorosas. Este seria o primeiro requisito para um relacionamento duradouro e feliz.

No entanto, o que observamos é que os casais só se dão conta da incompatibilidade depois de efetivarem suas uniões. Deixam a paixão inicial falar mais alto e não buscam nutrir seus relacionamentos por interesses comuns.

Ao contrário, entram em disputa e jogos que atiçam o rancor, a mágoa e até mesmo o ódio entre si. Isto acontece porque essas pessoas ainda não aprenderam a amar incondicionalmente e tentam driblar sua frustração, jogando para o outro a responsabilidade pela sua felicidade ou infelicidade.

Se tivessem investido seus sentimentos em alguém com objetivos semelhantes, certamente esses interesses em comum nutririam a relação até que a paixão inicial fosse substituída pelo amor real, o amor que ama o outro aceitando-o como é, sem procurar mudar a pessoa, na crença equivocada de que se o outro mudasse poderia te-lo feito feliz.

É essa a razão, meus queridos, do fim de muitas relações em seu mundo polarizado. Onde as diferenças podem se equilibrar e minimizar quando os relacionamentos buscam prazeres e objetivos em comum.

Nós lamentamos quando observamos o quanto vocês se frustam e se machucam em seus relacionamentos íntimos, familiares e sociais, porque se esquecem de buscar e compartilhar relações com pessoas compatíveis com seus interesses.

A compatibilidade é um imã eficiente de prazer, de relaxamento e de aceitação do outro. É um caminho seguro para a realização e satisfação em suas relações, inclusive espirituais.

Quando vocês se reúnem em grupos compatíveis espiritualmente, certamente terão melhor desenvolvimento de suas faculdades psíquicas e emocionais. Isto porque, aliada à empatia, a compatibilidade é o combustível para o sucesso de toda e qualquer relação humana.

Orientem-se pela intuição e usem e abusem dos diálogos para descobrir a compatibilidade em qualquer área de relacionamentos que vocês desejam construir. Fujam daqueles onde vocês percebem que os interesses e os objetivos diferem daquilo que vocês realmente desejam atrair para suas vidas.

A compatibilidade é uma ferramenta que deve ser observada e cuidada para garantir a sua felicidade conjugal, social, profissional e espiritual. Ela pode e deve ser exercitada em todas as áreas de sua vida.

Essa ferramenta agrupa e reúne os seres em interesses compatíveis, minimizando as frustrações e os fins rancorosos e perniciosos de relacionamentos.

Usem a vossa intuição, ela é a mais perfeita bússola para leva-los a descobrir relações duradouras e felizes.

Nós somos os Arcturianos e nos juntamos em grupos de seres compatíveis para criar e realizar os nossos desejos e é desta forma que estamos construindo a nossa relação com a humanidade, nos comunicando com pessoas compatíveis com as nossas intenções e nossas áreas de atuação.

Estamos lembrando-lhes desta ferramenta para que vocês meditem sobre ela e a usem daqui por diante para atrair para si o mundo de paz e alegria que todos nós desejamos para vocês.

Somos Um.

Os Arcturianos.

Cuiabá/MT – 29.10.2016


Via: A compatibilidade e os relacionamentos – Acturianos » Coração Avatar

O CAMINHO DA ASCENSÃO PODE SER DOLOROSO PARA ALGUNS…

spiritual-growing-pains

5 DORES DE CRESCIMENTO COMUNS DA ASCENSÃO ESPIRITUAL

Por Steven Bancarz

 

Para aqueles de nós que nos encontramos viajando em um caminho espiritual, pode ser muito comum a experiência de algumas “dores de crescimento” em nossa jornada.

As coisas que ferem apartando-nos de crenças, mas que sempre resultam em mais clareza, sabedoria e uma perspectiva mais profunda. A identificação dessas lutas comuns do caminho espiritual pode ser útil. Isso nos faz perceber que não estamos sozinhos, e que há certas energias arquetípicas que todas as pessoas em um caminho espiritual acabam encontrando.

Se você estiver enfrentando algumas destes lutas, tenha fé.
A mudança está ocorrendo porque você está tornando-se uma pessoa mais autêntica e conectada.

A dor que você sente é apenas um catalisador temporário que irá impulsioná-lo para o seu novo eu.

Como você muda, é natural lamentar-se da perda de aspectos do seu eu anterior. Não se apegue à sua velha identidade em sua mente. A chave para lidar com as dores do crescimento no caminho da ascensão espiritual é aceitar o fluxo da vida e trabalhar com a realidade, e não contra ela.

Aqui estão 5 dores de crescimento comuns de ascensão espiritual que todos nós experimentamos:

1) Perda de amigos

Isso pode ser especialmente traumático para essas pessoas. Tornando-se mais espiritualmente conectado pode mudar muita coisa sobre você muito rapidamente, e isso pode afetar algumas de suas amizades mais próximas. Isso pode causar que alguns de seus amigos azedem com você, distanciem-se de você e, mesmo, até lhe humilhem.

Antes,  talvez você estivesse disposto a se envolver em comportamentos que agora parecem errados, como fofocar, reclamar, ou discutir alguns temas com o seu grupo de amigos. Também é provável que os temas que você discutiu com os seus amigos agora fazem você se sentir vazio e você prefere discutir questões que os seus amigos não entendem ou não estão interessados em. Eles podem até chamá-lo de louco por elas.

Infelizmente, estas diferenças de perspectiva e comportamento às vezes podem ser o suficiente para romper amizades que significaram muito para você ao longo dos anos. Perceba que tudo o que você pode fazer é ser fiel a si mesmo e permitir que as fichas caiam. Você não tem o poder de converter ninguém ao seu modo de pensar, e nem deve. Tudo o que você pode fazer é ser genuíno e sincero, e o Universo irá conectá-lo com as pessoas que estão em maior sintonia com a sua nova vibração.

2) Os mal-entendidos na família

A maioria dos membros da família são pouco propensos a se afastarem porque você está num caminho espiritual, mas provavelmente estão muito confusos por sua mudança de perspectiva. Se você tem pais que são religiosos, eles podem até acusá-lo de ter se perdido e separado de Deus.

Seja autêntico, e assuma a responsabilidade pela energia que você traz em cada conversa. Basta continuar sendo você mesmo, e o “novo você” vai se tornar mais familiar para os seus entes queridos.

Na minha própria jornada, meus familiares, na verdade, começaram a tornar-se curiosos e a me fazer perguntas, e agora suas mentes estão muito mais abertas do que costumavam ser. Lembre-se, é melhor ser mal interpretado por ser quem você é do que esconder-se por medo do que sua família possa pensar. É a sua vida para viver, não a deles.

3) Sendo escarnecido e ridicularizado pela sociedade

Enquanto muitas pessoas estão em um caminho espiritual consciente no mundo de hoje, há muitas pessoas que permanecem na escuridão sobre sua verdadeira natureza.

Tornando-se mais ocupado espiritualmente pode expô-lo a um pouco de ridículo por ser diferente. Sendo zombado, ridicularizado e maltratado é apenas uma parte de estar distante de um mundo que está dormindo. Esta é provavelmente a dor de crescimento mais comum de ascensão espiritual.

Isso porque muitas vezes você ouve as pessoas fazendo piadas sobre as pessoas que comem alimentos orgânicos, meditam, têm sonhos lúcidos, carregam pedras (cristais), ou falam sobre questões e filosofias espirituais.

Se você tivesse que falar sobre essas coisas há milhares de anos, as multidões se reuniriam na rua e as pessoas estariam animadas para compartilhar suas experiências. Por causa das consequências emocionais de não ir junto com o rebanho no nosso dia e época, pode ser difícil até mesmo sair do armário com suas crenças espirituais.

O julgamento que você pode sentir de ser “out” (fora) pode ser desconfortável no início, mas confie que com o avançar do tempo ele se tornará menos frequente e mais fácil de lidar. À medida que se tornam mais confortáveis com nossas diferenças, nós projetamos o conforto para o mundo, e nós recebemos menos julgamento como resultado da nossa confiança.

O Universo pára de enviar as experiências que se abatem sobre os nossos pontos fracos, uma vez que transforma-os em nossos pontos fortes. Seja autêntico, sincero e na integridade. E quando as pessoas zombarem de você num espaço como esse, isso os fará parecerem bobos.

4) Mudanças de carreira

Quando há mudanças de perspectiva, o seu trabalho simplesmente pode não ser uma boa opção para você. De repente, o trabalho que você tem ficou pequeno/encolhido e você se sente vazio, ou ainda pior, prejudica a sua alma. Durante um despertar espiritual, você pode chegar à conclusão de que seu trabalho não está funcionando como uma extensão de sua alma.

Para alguns, uma mudança de carreira pode ser intencional e planejada, mas para outros, pode vir na forma de ser de repente demitido. Quando você é incompatível vibracionalmente com a forma como você está gastando a maior parte de suas horas durante a semana, é apenas uma questão de tempo antes que você ou seu empregador decida que, no melhor interesse de todos, você deixe o seu trabalho.

Pode ser muito doloroso ter uma transição repentina assim. Mas acredito que isso aconteceu por uma razão. Muito mais felicidade e satisfação está à frente para você. A vida é muito curta para passar por qualquer coisa diferente de fazer com o que sua alma viva.

Renda-se ao Universo, e Ele irá levá-lo exatamente onde você precisa estar espiritualmente, bem como profissionalmente.

5) Solidão

A solidão é um subproduto natural de ascensão espiritual. Naturalmente, como nossos relacionamentos, empregos e estilos de vida mudam, assim a nossa capacidade de confiar nas coisas que costumávamos confiar.

Em tempos como estes, é bom aproximar-se de uma comunidade espiritual. Ter uma aula de yoga, ou participar de um retiro de meditação. O Universo irá prepará-lo com um novo cenário para apoiar o seu novo estilo de vida, mas você tem que fazer um esforço para criar isso para si e para satisfazer o Universo no meio do caminho.

A boa notícia aqui é que quando você encontrar pessoas no mesmo caminho, você pode ter certeza que irão fornecer amizades e conhecimentos que são genuínos e edificantes.

Você pode notar que você tem menos amigos, mas mais do tipo certo.
Um aumento na qualidade e uma diminuição na quantidade.

Nesse meio tempo treine ficar com você mesmo.
Comece a praticar meditação e aprender a estar confortável consigo próprio.

Aprender a estar sozinho é essencial para lidar com qualquer sentimento de perda que surgiu desde que começou a perseguir seu novo caminho.

Apesar de que encontrar seu Eu espiritual possa ser uma experiência gratificante e esclarecedora, haverá algumas mudanças que vão ser um desafio para ajustar-se.

Nem todo mundo vai experimentar todos esses ajustes, mas se algum destes se aplicam a você, você não está sozinho. Seja paciente com o Universo e fique na integridade para a nova versão de si mesmo. O resto vai cuidar de si.

Se você está tendo dores de crescimento espiritual, perceba que no final do dia, elas são simplesmente sinais de que você está crescendo e evoluindo. Todas as coisas que estão listadas neste artigo são, na verdade, sinais de que está no caminho certo.

Portanto, não pense que você tem feito algo de errado, ou que você está fazendo escolhas inadequadas através da adoção de um novo estilo de vida que parece tornar confusas as pessoas ao seu redor.

Mantenha-se fiel a si mesmo e com o tempo, você vai amadurecer em uma posição mais confortável e estável. Quando você alinha suas emoções, pensamentos e intenções com melhorar a si mesmo e explorar a sua verdadeira natureza, o Universo sempre conspira para que você possa dar-lhe a vida que você precisa.

Seja paciente e confie no Universo.
A fim de crescer em uma nova pele, você tem que primeiro perder a antiga.

Obrigado pela leitura!

Steven Bancarz

 


Fonte: The Spirit Science | 5-common-growing-pains-of-spiritual-ascension/
Tradução – Vilma Capuano

http://www.decoracaoacoracao.blog.br/2015/03/5-dores-de-crescimento-comuns-da.html
http://stelalecocq.blogspot.com/2015/03/5-dores-de-crescimento-comuns-da.html

 

Via: ♥ De Coração a Coração ♥: 5 DORES DE CRESCIMENTO COMUNS DA ASCENSÃO ESPIRITUAL

QUANDO A BUSCA PELA PAZ INTERIOR REQUER OUTRAS ESCOLHAS…

tumblr_nckhhue5P21qflcfao1_1280

Como lidar com a solidão no caminho espiritual

Equipe Despertar Coletivo

Para aqueles que são orientados espiritualmente não é incomum se sentir um pouco desconectado das outras pessoas, a experiência de solidão é quase um subproduto natural do despertar espiritual. Embora possamos estar conectados ao nosso sistema de orientação interna, também podemos nos sentir um pouco deslocados na sociedade moderna onde o materialismo, o consumismo e a negatividade reinam supremos. Se você está passando por um processo de despertar, ou se já passou, então você certamente vai saber o que se sente ao ser rejeitado pelo rebanho.

Dessa forma, como podemos manter um sentimento de unidade com todos se estamos nos sentindo emocionalmente separados? Aqui estão algumas maneiras úteis de lidar com a solidão do caminho espiritual:

1) A própria realidade é apenas uma peça de teatro na consciência. É tudo um sonho.

Você está sonhando agora. Você não está sonhando no sentido de que o seu corpo está dormindo, mas você está sonhando no sentido de que, quando você morrer, você vai acordar em uma nova dimensão. Você vai perceber que a sua vida e sua jornada foram tudo um grande jogo que foi instalado para que você pudesse evoluir como uma alma. Alimentar e ganhar uma perspectiva como esta, realmente ajuda a lidar com a solidão, porque permite lembrar que a vida é uma projeção de nossa consciência.

Não leve as coisas tão a sério! Aprenda com o sonho, ouça e explore-o, mas não deixe que o conteúdo do sonho segure você.

2) Agir através do amor e não do medo

Não deixe que pensamentos como “Eu sempre vou ficar sozinho”, “Eu nunca vou encontrar um bom grupo de amigos” ou “Eu nunca vou ter alguém com quem me relacionar” dominar sua consciência. O problema de usar o medo como um motivador na vida é que a tomada de decisões através do medo empurra as coisas que queremos para longe. Por exemplo, se temos medo de ficarmos sozinhos, nós realmente atrairemos mais solidão em nossas vidas.

Será que alguém realmente quer ser energeticamente atraído por um campo de energia de medo e auto-piedade? Crie um espaço de autoconfiança e amor em sua vida, pois o Universo responde àquilo que você transmite.

3) Seguir o fluxo

A vida na sociedade moderna é sempre muito frenética. Mas não há necessidade de pressa e de tentar ganhar a corrida dos ratos. Lembre-se, não há nenhum lugar que você precisa estar, nada que você precisa fazer e ninguém para impressionar. Às vezes causamos ansiedade a nós mesmos mantendo-nos à altura das expectativas que a sociedade nos impõe. Você não precisa de um grupo de 10 amigos que se reúnem a cada fim de semana. Você não precisa de um relacionamento brilhante. Criar expectativas de conseguir uma vida assim só gera estresse e frustração.

Aprender a deixar fluir e relaxar será uma das melhores coisas que você pode fazer para criar uma vida feliz para si mesmo. Siga sua intuição e faça as coisas que vêm naturalmente para você. A vida é sobre uma jornada. Trabalhe com o universo, siga seu coração e mantenha-se aberto às possibilidades.

4) Buscar outras alternativas

Lembre-se sempre, há muitas pessoas espiritualizadas lá fora. Não desanime se você ainda não encontrou nenhuma dentro do seu círculo. Tome uma atitude para com a vida que você quer e procure por novas experiências através de caminhos diferentes. Faça uma aula de yoga ou um curso de terapia alternativa. Junte-se a uma comunidade espiritual local ou até mesmo online. Faça um trabalho voluntário em algum projeto que você acredite que vale a pena. Enfim, deixe todas as suas portas abertas para o novo.

Não é incomum se sentir sozinho ou excluído em nossa sociedade, especialmente se você tem visões e crenças alternativas. Não se sinta mal por isso, a auto-piedade é inútil. Sinta-se feliz por você ter coragem de ser você mesmo em um mundo onde a individualidade é suprimida. Sinta-se animado, contando que seja íntegro você só terá relacionamentos incríveis, há milhões de pessoas que se sentem dessa mesma maneira. Se você estiver disposto a dar um passo pra fora da zona de conforto e fazer essas conexões acontecerem, o universo fornecerá o apoio que você precisa.

(Texto de Steven Bancarz | Traduzido e adaptado por Despertar Coletivo | Via: The Spirit Science)

Fonte: DESPERTAR COLETIVO – Como lidar com a solidão no caminho espiritual