RELAÇÕES CÁRMICAS, RELACIONAMENTOS CURADORES E UNIÃO DE ALMAS GÊMEAS…

Almas Gemeas_Nequitz

Relacionamentos na Nova Era

Jesus

Jeshua

Através de Pamela Kribbe

 

Esta canalização foi apresentada ao vivo, no dia 5 de fevereiro de 2006, em Oisterwijk, Holanda. O texto falado foi ligeiramente modificado para facilitar a leitura.

Queridos amigos,

É com muita alegria e felicidade que estou hoje aqui com vocês. Minha energia flui entre vocês e, como vocês podem sentir, isto não é uma palestra no sentido tradicional. Eu estou passando uma certa energia (além das informações) e vocês fazem parte disto, tanto quanto Pamela e Guerrit. Aos estarmos juntos aqui, nós criamos um campo ou vórtice de energia nesta sala, nesta abertura para a Terra. Portanto, este lugar é sagrado. Qualquer lugar onde pessoas – anjos em corpos humanos – se reúnem e se unem na intenção de semear sua luz na Terra, o solo torna-se sagrado.

Eu gostaria de falar brevemente alguma coisa sobre o fenômeno da “canalização”, que se tornou tão popular ultimamente. Todos vocês conhecem o conceito de “prana”, que é empregado na ioga e na filosofia oriental. Prana é uma energia espiritual que vocês levam para dentro de si a cada inspiração. A idéia é que vocês não respiram simplesmente oxigênio quando inspiram, mas também uma energia de força vital, uma energia cósmica que ultrapassa o físico e que os capacita a viver. Agora, o que eu queria pontuar é o seguinte: assim como todo mundo inala prana junto com o oxigênio ao respirar, todo mundo canaliza continuamente a seu próprio modo. A canalização não é reservada para poucas pessoas com dons especiais. A canalização é a coisa mais natural do mundo. Vejam, vocês não podem viver sem a energia cósmica. Vocês não podem existir, viver e se desenvolver sem inspirar a energia cósmica. Assim como vocês não podem viver apenas com oxigênio, vocês também não podem funcionar – nem mesmo de uma forma básica – sem alguma conexão com a energia cósmica, que é o seu lar. Terra e cosmos, oxigênio e prana, ambos são necessários para que vocês se manifestem completamente como seres humanos na realidade terrena.

Na primeira canalização desta nova série, Eu os chamei de porteiros, aqueles que abrem a porta para que mais Luz entre na Terra. Mas vocês também são os construtores de pontes, aqueles que fazem a intermediação entre os reinos cósmico e terreno, aqueles que canalizam a energia cósmica para a Terra. Isto é uma coisa que vocês realmente fazem e que vocês precisam fazer para se sentirem felizes, úteis e saudáveis. Vocês estão canalizando sempre que usam a sua intuição, sempre que se aprofundam em si mesmos e percebem como as coisas são para vocês e como vocês gostariam de modificá-las. Nesses momentos, vocês formam um canal com o seu Eu Superior, e conectam-se com a sabedoria dos reinos não terrenos, cósmicos, que poderão ampará-los para que alcancem seus objetivos aqui na Terra. Todos vocês canalizam de alguma forma para se re-alinharem com seu Eu Superior que está fora do espaço e do tempo.

Hoje vamos compartilhar nossas energias e nos unir para canalizar a energia cósmica que está tentando encontrar seu caminho para a Terra nesta Nova Era. A Nova Era não é mais uma visão do futuro. Ela já está se manifestando na vida diária de inúmeros indivíduos. Se vocês lerem os jornais e observarem as notícias, poderá parecer que o momento ainda não está maduro. Mas o despertar proporcionado pela Nova Era começa no nível individual, não no nível dos governos, instituições e organizações. É no dia-a-dia de cada um que um novo fluxo de energia se apresenta. É o fluxo do seu coração que os convida e lhes pede que vivam e ajam de acordo com a sua luminosidade e sabedoria. É assim que se dá o nascimento da Nova Era, através de indivíduos comuns que prestam atenção aos sussurros do seu coração. Espiritualmente, as fundações de qualquer mudança ou transformação são sempre construídas no nível individual. A energia que é despertada em seus corações gradualmente encontrará seu caminho para as instituições e organizações que ainda conservam o velho paradigma da consciência baseada no ego. Velhas fortalezas de poder ruirão, não pela violência mas pela suave energia do coração. Se o coração tomar o comando, haverá um colapso do velho, não sob a pressão do poder e da violência, mas sob a pressão do amor.

RELACIONAMENTOS NA NOVA ERA

Nesta Nova Era, os relacionamentos passam por uma grande transformação. Os relacionamentos quase sempre são a fonte das suas emoções mais profundas, indo desde a maior alegria até a profunda agonia. Nos relacionamentos, vocês podem se conscientizar de uma dor interna que é essencialmente muito mais antiga do que o próprio relacionamento, mais antiga até que a sua existência humana.

Nesta era, vocês são convidados, e muitas vezes desafiados, a chegar a uma autocura na área dos relacionamentos. Graças à nova energia que agora se apresenta, é possível transformar os elementos destrutivos de um relacionamento em um fluxo de energia positivo, equilibrado, entre vocês e a outra pessoa. No entanto, cura e transformação pessoal também podem significar que vocês terão que abandonar relacionamentos nos quais vocês não possam se expressar apropriadamente. Com freqüência isto significa que, mesmo que vocês amem muito uma pessoa, vocês terão que lhe dizer adeus, porque o caminho interior de cada um leva-o para um lugar diferente. Quer isso leve à renovação ou à dissolução de um relacionamento, todos vocês são desafiados a encarar as questões mais profundas na área das ligações pessoais. O chamado do coração, da energia baseada no coração que caracteriza a Nova Era, entrou no seu dia-a-dia e vocês não podem mais evitar a nova energia.

Para explicar porque os relacionamentos podem machucá-los tanto e virar a vida de vocês de cabeça para baixo, Eu gostaria de falar algumas coisas a respeito de uma dor antiga que vocês carregam dentro da sua alma. É uma dor muito antiga, muito mais antiga do que esta vida, mais antiga ainda do que as suas vidas anteriores na Terra. Quero levá-los de volta à dor original do seu nascimento como alma.

Houve um tempo em que tudo era inteiro e indiviso. Vocês podem imaginar isto? Permitam que a sua imaginação viaje livremente por uns instantes. Simplesmente imaginem: vocês não estão num corpo, vocês são pura consciência e fazem parte de um vasto campo energético que os envolve de um modo confortável. Vocês sentem que são parte desta unidade e são tratados carinhosa e  incondicionalmente. Sintam como este campo de energia os envolve como um manto imensamente confortável, como uma energia abundantemente amorosa, que lhes permite explorar e se desenvolver livremente, sem jamais duvidar de vocês nem do seu direito intrínseco de ser quem vocês são. Nenhuma ansiedade, nenhum medo. Esta sensação de conforto e segurança constituiu as condições pré-natais, das quais vocês emergiram como almas individuais. Era um útero cósmico. Mesmo que isto esteja remotamente longe do seu atual estado, seus corações ainda anseiam por esta sensação de completude e inteireza, pelo sentimento de absoluta segurança que vocês vivenciaram sob aquele manto de amor e benevolência. A sensação de unidade da qual vocês se lembram era Deus. Juntos, naquele manto de amor, vocês constituíam Deus.

Num determinado momento, dentro dessa consciência divina ou “manto de amor”, decidiu-se criar uma nova situação. É muito difícil colocar isto em palavras humanas, mas talvez vocês possam imaginar que em Deus, essa consciência una, havia um desejo de “algo diferente”, algo além da unidade. Havia, por assim dizer, um desejo de experiência. Quando se está completamente assimilado pela totalidade do puro ser, não se experiencia nada… simplesmente se é. Devido ao êxtase e à total segurança desse estado de ser, havia uma parte de Deus, uma parte dessa consciência cósmica, que queria explorar e evoluir. Esta parte “separou-se de si mesma”.

Vocês são uma parte de Deus. Certa vez a sua consciência concordou com esta experiência de sair da unidade e tornar-se um “eu”, uma entidade em si mesma, uma consciência individual definida. Este foi um grande passo. Do fundo do seu ser, vocês sentiram que isto era uma coisa boa. Sentiram que o anseio por criatividade e renovação era uma aspiração positiva e valiosa. No entanto, no momento em que vocês realmente se separaram do campo da unidade, houve muita dor. Pela primeira vez na sua lembrança, pela primeira vez na sua vida, vocês sentiram uma dor profunda. Vocês foram arrancados de um reino de amor e segurança que tinha sido completamente incontestável para vocês. Esta é a dor do nascimento, à qual Eu me referi. Mesmo nas primeiras experiências intensas de desolação, alguma coisa nas profundezas de si mesmos, lhes dizia que “tudo estava bem”, que esta era a sua própria escolha. Mas a dor era tão profunda, que nas camadas mais externas do seu ser, vocês ficaram confusos e desorientados. E ficou difícil manter-se em contato com o seu conhecimento interior mais profundo, com o nível interno no qual vocês são Deus e sabem que “tudo está bem”.

Eu chamo essa parte atormentada, que surgiu nesse momento, de criança interior. A sua alma, a sua individualidade única, carrega dentro de si os dois extremos – de um lado, o puro conhecimento divino e, de outro lado, uma criança cósmica traumatizada. Esta união de Deus e Criança, de conhecimento e experiência, começou uma longa jornada. Vocês começaram como almas individuais. Vocês começaram a investigar e experienciar como é ser um “eu”, um indivíduo definido.

Deus tinha transformado uma parte dele mesmo em Alma. A alma precisa de experiência para reencontrar as suas origens divinas. A alma precisa estar viva, experimentar, descobrir, autodestruir-se e recriar… sentir quem ela verdadeiramente é, ou seja, Deus. A manifestação como  um ser uno e completo tinha se despedaçado e precisava ser reconquistada pela experiência. Isto, por si mesmo, era uma grande proeza de criatividade. O nascimento da consciência do Eu foi uma espécie de milagre! Ela nunca tinha existido antes.

Com freqüência vocês procuram transcender os limites da individualidade do Eu, para experienciar a integridade e a profunda unidade outra vez. Pode-se dizer que este é o verdadeiro objetivo da sua jornada espiritual. Mas, pensem um pouco: do ponto de vista de Deus, a individualidade do Eu, a separação, é  que constitui o milagre! O estado de ser UM era a situação normal, “como sempre tinha sido”. No milagre de ser uma alma individual, oculta-se uma grande beleza, alegria e poder espiritual. O motivo de vocês não experienciarem isto desta forma, é que vocês ainda estão lutando com a dor do seu nascimento como almas. Em algum lugar nas profundezas do seu ser, ainda ressoa o grito primordial de angústia e sentimento de traição; é a lembrança de ter sido arrancado da sua Mãe/Pai, do onipresente manto de amor e segurança.

Na jornada através do tempo e da experiência, vocês passaram por muitas coisas. Vocês experimentaram todos os tipos de formas. Houve várias encarnações nas quais vocês não tinham a forma de um corpo humano, mas isto não é relevante agora. O que me importa, neste contexto, é que, através de toda essa longa história, vocês foram guiados por dois motivos diferentes. Por um lado, havia o prazer da exploração, criação e renovação, e, por outro, havia a saudade, a sensação de ter sido expulso do paraíso, e uma solidão insuportável.

Através da parte aventureira e progressiva de vocês, da energia que os empurrou para fora do útero cósmico, vocês vivenciaram e criaram muitas coisas. Mas, devido à saudade e à dor do nascimento que vocês carregam dentro de si, vocês também tiveram que lidar com muito trauma e desilusão. Assim, as suas criações nem sempre foram benevolentes. Durante a sua jornada através do tempo e do espaço, vocês fizeram coisas das quais se arrependeram mais tarde. Coisas que vocês poderiam chamar de “ruins” (entre aspas). Da nossa perspectiva, estas ações foram simplesmente o resultado da sua determinação de mergulhar na experiência e se aventurar no desconhecido. Vejam, a partir do momento em que vocês decidem tornar-se um indivíduo, separar-se da unidade incontestável, vocês não podem experienciar apenas a luz. Vocês têm que descobrir tudo de novo. Então, vocês vão experienciar inclusive a escuridão. Vocês vão experienciar tudo que existe, em todos os extremos.

No ponto de evolução em que vocês se encontram atualmente, vocês começam a entender que tudo se mantém ou cai com o poder que adquirem ao abraçarem verdadeiramente o seu Eu. É uma questão de abraçar verdadeiramente a sua própria divindade e, a partir dessa autoconsciência, vivenciar alegria e abundância. No instante do seu nascimento cósmico, no momento em que vocês foram envolvidos pela desolação e a dor, vocês começaram a se sentir pequeninos e insignificantes. A partir desse momento, vocês começaram a procurar alguma coisa que pudesse salvá-los – um poder ou força fora de vocês, um deus, um líder, um parceiro, um filho, etc… No processo de despertar que vocês estão vivenciando agora, vocês compreendem que a segurança essencial que vocês estão buscando não vai ser encontrada em nada que esteja fora de vocês, seja num dos pais, num amante, ou em um deus. Por maior que seja a intensidade com que esse desejo ou saudades seja disparado em um determinado relacionamento, vocês não encontrarão esta segurança básica nele, nem mesmo no seu relacionamento com Deus.

Pois o Deus no qual vocês acreditam – o Deus que lhes foi legado pela sua tradição e que ainda influencia intensamente a sua percepção – é um Deus que está fora de vocês. É um Deus que programa as coisas por vocês, que traça o caminho para vocês. Mas este Deus não existe. Vocês são Deus, vocês são a parte criativa de Deus que decidiu seguir o seu próprio caminho e experienciar as coisas de uma forma totalmente diferente. Vocês tinham certeza que conseguiriam curar-se da sua ferida primordial do nascimento.

Pode-se dizer que essa energia expansiva de exploração e renovação é uma energia masculina, enquanto a energia da unificação, da união, a energia do Lar, é feminina. Estas duas energias pertencem à essência de quem vocês são. Como almas, vocês não são nem masculinos nem femininos. Essencialmente, vocês são ambos – masculino e feminino. Vocês começaram a sua jornada com esses dois ingredientes. E agora chegou o momento de permitir que eles trabalhem juntos em harmonia, o que significa vivenciar verdadeiramente a totalidade no seu ser. Depois de terem negado a sua própria grandeza por tanto tempo, finalmente vocês vão começar a tomar consciência de que não há outra alternativa senão a de ser o Deus que vocês estão procurando.

Este é o último passo que vocês têm que dar em direção à iluminação: compreender que vocês são o Deus pelo qual vocês imploram. Não existe nada fora de vocês que possa levá-los ao âmago do seu próprio poder, à sua totalidade. Só vocês mesmos podem fazer isso; vocês são Deus e sempre foram! Vocês sempre estiveram esperando por vocês mesmos.

Acender esta chama de autoconsciência dentro de vocês lhes traz tanta alegria, uma sensação tão profunda de volta ao lar, que põe todos os seus relacionamentos dentro de uma nova perspectiva. Por exemplo, vocês se preocupam menos com o que as outras pessoas lhes dizem. Se alguém os critica ou duvida de vocês, vocês não consideram isso como algo pessoal. Vocês se sentem menos atingidos ou ansiosos para reagir. Vocês deixam isso passar com mais facilidade, e desaparece a necessidade de se defenderem – tanto para si mesmos quanto para a outra pessoa. Se vocês são facilmente abalados emocionalmente pelo que outra pessoa pensa de vocês, isso indica que existe uma desconsideração por si mesmos, que faz com que vocês dêem crédito às opiniões negativas dos outros. Este falta de apreço por si mesmos não se resolve procurando um conflito com os outros, mas só voltando-se para o seu próprio interior e entrando em contato com suas feridas emocionais internas, pois elas são muito mais antigas do que esse momento específico de rejeição.

De fato, todas as dores de rejeição, todas as dores de relacionamentos, têm origem na dor primordial, na dor ainda não curada do nascimento. Pode parecer que Eu estou dando um passo muito grande aqui, pois existem vários tipos de situações complexas nos relacionamentos, que parecem indicar que a causa está mais próxima. Pode lhes parecer que a sua dor é causada por algo que o seu parceiro/a fez ou não fez. Pode lhes parecer que alguma coisa externa a vocês está causando a dor. Mas deixem que Eu lhes diga: basicamente vocês estão trabalhando na cura de uma dor antiga que está dentro de vocês mesmos. Se vocês não estiverem conscientes disto, vocês podem facilmente se enredar em problemas de relacionamentos, que podem ser extremamente dolorosos.

Especialmente em relacionamentos entre homem e mulher (relacionamentos amorosos), vocês freqüentemente tentam forjar uma espécie de unidade e segurança entre ambos, que lembra o estado primordial de unidade do qual vocês têm uma vaga lembrança. Subconscientemente, vocês tentam recriar a sensação de estar confortavelmente envolvidos em um manto de amor e aceitação incondicionais. Existe uma criança dentro de cada um de vocês, que está chorando por essa aceitação incondicional. No entanto, se essa criança coloca seus braços ao redor da (parte) criança do seu parceiro/a, isto muito freqüentemente resulta num controle sufocador, que bloqueia a auto-expressão genuína de ambos os parceiros.

O que acontece é que vocês se tornam emocionalmente dependentes e sempre vão precisar do amor ou da aprovação de outra pessoa para o seu bem estar. Dependência sempre acaba se transformando em questões de poder e controle, pois precisar de uma pessoa é o mesmo que querer controlar o comportamento dela. Este é o começo de um relacionamento destrutivo. Desistir da sua própria individualidade num relacionamento, guiados por um anseio subconsciente pela unidade absoluta, é destrutivo tanto para vocês mesmos quanto para a outra pessoa.

O verdadeiro amor entre duas pessoas mostra dois campos de energia que podem funcionar em completa independência um do outro. Cada um deles é uma unidade em si mesmo e se conecta com o outro na base da unidade. Em relacionamentos nos quais os parceiros dependem um do outro, encontramos um esforço não coordenado por uma “totalidade orgânica”: um não querendo ou não sendo capaz de funcionar sem o outro. Isto leva a um entrelaçamento de energias que pode ser observado no campo áurico de ambos como cordões, através dos quais os parceiros alimentam um ao outro. Eles se alimentam com as energias adicionais de dependência e controle. Este tipo de entrelaçamento de energia indica que vocês não se responsabilizam por si mesmos, que vocês não encaram a antiga ferida da alma que só vocês mesmos podem curar. Se vocês simplesmente se voltassem para essa dor mais profunda e assumissem a responsabilidade por si mesmos, veriam que vocês não precisam de ninguém mais para ser completos, e se libertariam do aspecto destrutivo do relacionamento.

RELAÇÕES CÁRMICAS

Neste contexto, Eu gostaria de dizer alguma coisa sobre “relacionamentos cármicos”. Com isso, Eu me refiro a relacionamentos entre pessoas que se conheceram em outras vidas e que experimentaram emoções intensas, um em relação ao outro. A característica de um relacionamento cármico é que os parceiros carregam emoções não resolvidas dentro de si, tais como culpa, medo, dependência, ciúme, raiva ou algo do tipo. Devido a essa “carga” de emoções não resolvidas, eles se sentem atraídos um ao outro em uma outra encarnação. O objetivo do reencontro é proporcionar uma oportunidade para se resolver o problema em questão. Isto acontece recriando-se o mesmo problema em um curto espaço de tempo. Quando eles se conhecem, os “jogadores” cármicos sentem uma compulsão de estar mais perto um do outro, e depois de algum tempo, eles começam a repetir os padrões emocionais dos seus antigos papéis. Então, o palco está armado para que ambos enfrentem um antigo problema de novo e talvez lidem com ele de uma forma mais iluminada. O propósito espiritual do reencontro, para ambos os parceiros, é que eles façam escolhas diferentes das que fizeram naquela vida passada.

Vou lhes dar um exemplo. Imaginem uma mulher que, numa vida passada, teve um marido que era muito possessivo e dominador. Ela aceitou isso durante algum tempo, mas chegou um ponto em que ela decidiu que já era o bastante e terminou o relacionamento. Um pouco mais tarde, o marido se suicida. A mulher sente remorsos. Ela acredita que é culpada – será que ela não deveria ter lhe dado mais uma chance? Ela carrega essa sensação de culpa consigo pelo resto da sua vida.

Então eles se encontram de novo em uma outra vida. Existe uma estranha atração entre eles. No começo, o homem é excepcionalmente charmoso e ela é o centro das atenções dele. Ele a adora. Eles começam um relacionamento. Desse momento em diante, ele se torna cada vez mais ciumento e possessivo. Ele suspeita de adultério por parte dela. Ela fica brava e aborrecida por ser acusada de algo que ela não fez, mas também sente uma estranha obrigação de ser tolerante e lhe dar uma outra chance. “Ele é um homem ferido” – ela pensa – “e não pode evitar esse medo de ser abandonado. Talvez eu possa ajudá-lo a superar isso.” Ela justifica seu próprio comportamento desta forma, mas na verdade ela permite que os seus limites pessoais sejam violados. O relacionamento afeta negativamente a sua auto-estima.

A escolha mais libertadora para essa mulher seria romper esse relacionamento, nesse instante, e seguir seu próprio caminho sem sentimentos de culpa. A dor e o medo que o seu marido sente não são responsabilidade dela. A dor dele e o sentimento de culpa dela levam-nos a um relacionamento destrutivo. O relacionamento deles já estava emocionalmente carregado por causa de uma outra vida. A razão para um novo encontro é que a mulher deve aprender a deixar as coisas acontecerem sem sentimentos de culpa, e que o homem deve aprender a se sustentar emocionalmente por si só. Então, a única solução verdadeira é romper o relacionamento. A solução para o carma da mulher é abandonar o seu sentimento de culpa finalmente. O “erro” que ela cometeu na sua vida passada não foi ter abandonado o marido, mas ter se sentido responsável pelo suicídio dele. A partida da sua esposa, nesta vida, faria o marido se confrontar outra vez com a sua própria dor e medo e lhe ofereceria a oportunidade de encarar suas emoções em vez de fugir delas.

Um encontro carmático pode ser reconhecido pelo fato de que a outra pessoa imediatamente lhes parece estranhamente familiar. Com muita freqüência há também uma atração mútua, uma urgência “no ar”, que os impulsiona a estar juntos e descobrir um o outro. Se a oportunidade estiver disponível, essa forte atração poderá se transformar num relacionamento amoroso ou numa intensa paixão. As emoções que vocês experimentam podem ser tão avassaladoras, que vocês pensam que encontraram a sua alma gêmea. No entanto, as coisas não são o que parecem. Sempre haverá problemas em uma relação como essa, que virão à tona mais cedo ou mais tarde. Geralmente os parceiros acabam se envolvendo num conflito psicológico, cujos ingredientes principais são poder, controle e dependência. Desta forma, eles repetem uma tragédia que o seu subconsciente reconhece de uma vida anterior. Numa vida passada, eles podem ter sido amantes, pai e filho, patrão e funcionário, ou algum outro tipo de relacionamento. Mas sempre eles tocaram uma ferida interna profunda do outro, através de atos de infidelidade, abuso de poder ou, de um outro lado, uma afeição muito forte. Houve um encontro emocional profundo entre eles, que provocou cicatrizes profundas e trauma emocional. É por isso que as forças de atração, assim como as de repulsão, podem ser tão violentas quando eles se encontram novamente em uma outra encarnação.

O convite espiritual para todas as almas que estão enredadas desta forma é que cada um deixe o outro ir e se torne uma “entidade em si mesma”, livre e independente. Relacionamentos cármicos, como os que acabo de mencionar, quase nunca são duradouros, estáveis e amorosos. São relacionamentos muito mais destrutivos do que curadores. Com muita freqüência, o propósito básico do encontro é que ambos consigam se desapegar do outro. Isto é algo que não pôde ser feito em uma ou mais vidas passadas, mas agora existe uma nova oportunidade para que cada um libere o outro com amor.

Se vocês se encontram em um relacionamento caracterizado por emoções intensas e que evoca muita dor e tristeza, mas do qual vocês não conseguem se libertar, por favor entendam que nada os obriga a ficar com a outra pessoa. Inclusive, percebam que é muito mais freqüente que as emoções intensas estejam relacionadas com dor profunda do que com amor mútuo. A energia do amor é essencialmente calma e pacífica, alegre e inspiradora. Não é pesada, cansativa nem trágica. Se um relacionamento adquire estas características, é hora de abandoná-lo, ao invés de tentar “trabalhar nele” mais uma vez.

Algumas vezes, vocês se convencem de que precisam ficar juntos porque “compartilham o mesmo carma” e precisam “resolver algumas questões juntos”. Vocês utilizam a “natureza do carma” como um argumento para prolongar o relacionamento, enquanto vocês dois estão sofrendo imensamente. Na verdade, vocês estão distorcendo o conceito de carma aí. Vocês não resolvem um carma juntos: o carma é uma coisa individual. O carma que está em jogo em relacionamentos, como os mencionados anteriormente, geralmente requer que vocês se desapeguem completamente um do outro, que vocês se afastem de tais relacionamentos, para que possam experienciar que vocês são completos em si mesmos. Repito: resolver um carma é algo que cada um faz sozinho. Uma outra pessoa pode tocar ou disparar algo em vocês que cria bastante drama entre ambos. Mas a tarefa e o desafio exclusivos de cada continuam sendo lidar com a sua própria ferida interna e não com as questões da outra pessoa. Cada um tem responsabilidade apenas por si mesmo.

É importante entender isto, porque esta é uma das principais armadilhas nos relacionamentos. Vocês não são responsáveis pelo seu parceiro e ele não é responsável por vocês. A solução dos seus problemas não está no comportamento da outra pessoa. Muitas vezes, vocês ficam tão ligados à criança interior do seu parceiro – à parte emocionalmente ferida de dentro dele – que sentem que vocês é que têm que resgatá-la. Ou o seu parceiro pode estar tentando fazer o mesmo com vocês. Mas isto não vai funcionar, porque vocês estarão reforçando a sensação de impotência e o sentimento de vítima da outra pessoa, quando, em última análise, seria mais proveitoso se vocês fixassem os limites e cada um se mantivesse por si mesmo. Esta é a condição mais importante para um relacionamento verdadeiramente satisfatório.

RELACIONAMENTOS CURADORES

Existem relacionamentos curadores e destrutivos. Uma característica dos relacionamentos curadores é que os parceiros respeitam um ao outro como ele é, sem que um tente mudar o outro. Eles sentem muito prazer na companhia do outro, mas não se sentem inquietos, desesperados ou sós quando o outro não está por perto. Neste tipo de relacionamento, cada um oferece compreensão, amparo e encorajamento ao seu ente querido, sem tentar resolver os problemas dele. Existe liberdade e paz nesse relacionamento. É lógico que pode haver desentendimentos, de vez em quando, mas as emoções que eles provocam têm vida curta. Os dois parceiros estão preparados para perdoar. Existe uma conexão entre seus corações e, como resultado disso, eles não tomam as emoções e os erros do outro como algo pessoal. Como isso não atinge uma camada mais profunda de dor, eles não lhe dão tanta importância. Emocionalmente, ambos os parceiros são independentes. Eles não retiram sua força e bem-estar da aprovação ou da presença do seu parceiro. Um não preenche um vazio na vida do outro, mas lhe acrescenta algo novo e vital.

Em um relacionamento curador, os parceiros podem inclusive se conhecer de uma ou mais vidas passadas. Mas, nestes casos, raramente existe uma carga emocional cármica como a descrita acima. Essas duas almas podem ter se conhecido numa vida passada de uma forma essencialmente encorajadora e sustentadora. Como amigos, parceiros ou como pai e filho, eles reconheceram um ao outro como companheiros de alma. Isso cria um laço indissolúvel entre ambos através de várias vidas.

Darei um outro exemplo. Um jovem cresce numa família pobre em algum lugar na Idade Média. Ele é bondoso e sensível por natureza e não se adapta muito bem ao seu ambiente. Sua família é formada por pessoas que trabalham duro, pessoas um tanto rudes, que dão pouca importância à sua natureza sonhadora e nada prática. Quando ele já está crescido, ele entra para um mosteiro. Ele também não é feliz lá, porque a vida é rigidamente regulamentada e não existe calor humano nem companheirismo entre as pessoas que vivem lá. No entanto, há um homem ali que é um pouco diferente. É um padre, que tem um posto elevado, mas que não tem nenhum ar de autoridade e que está realmente interessado nele. De vez em quando, ele lhe pergunta como as coisas estão indo e lhe dá algumas tarefas agradáveis, como jardinagem. Cada vez que eles olham um para o outro, existe uma sensação de reconhecimento, algum tipo de afinidade entre eles. Há uma conexão silenciosa que vem do coração. Embora eles não se encontrem sempre nem conversem muito, o padre é uma fonte de esperança e encorajamento para o jovem.

Numa encarnação posterior a essa, esse homem é uma mulher. Mais uma vez, ela tem uma natureza bondosa e sonhadora. Ela tem dificuldade para se manter sozinha. Quando se torna adulta, ela se vê atolada num casamento com um homem muito autoritário e dominador. No começo, ela foi atraída pelo seu notável e poderoso carisma, mas mais tarde ela percebe o quanto o domínio dele a restringe e oprime. Entretanto, ela acha muito difícil libertar-se dele. No seu trabalho, algumas vezes ela menciona essa questão para um colega, um homem um pouco mais velho que ela. Ele a encoraja a se manter por si mesma e permanecer fiel às suas próprias necessidades. Cada vez que ela conversa com ele, ela sabe intuitivamente que ele está certo. Aí, depois de muito conflito interior, ela acaba se divorciando do marido. Então, o contato com aquele colega muda. Ela sente afeição por ele. Ela descobre que ele é solteiro. Ela se sente tão à vontade com ele, que parece que eles se conhecem há séculos. Eles começam um relacionamento, que é afetuoso, relaxado e encorajador para ambos. A simpatia que fluía entre eles numa vida passada, agora toma a forma de um relacionamento satisfatório como marido e mulher.

Isto é um relacionamento curador. A mulher tomou uma decisão essencial ao abandonar o marido e escolher por si mesma. Com isso, ela afirmou a sua independência emocional. Isto criou a base para um relacionamento equilibrado e amoroso com uma alma afim.

ALMAS GÊMEAS

Neste ponto, Eu gostaria de falar alguma coisa sobre o conceito de almas gêmeas, que provavelmente é familiar para vocês. A idéia de almas gêmeas exerce uma profunda atração sobre vocês. No entanto, ele é potencialmente muito perigoso, porque pode ser interpretado de forma a reforçar a dor do nascimento e a dependência emocional em cada um de vocês, em vez de solucioná-las. Isto acontece quando vocês concebem o conceito de almas gêmeas de forma que exista uma outra pessoa que se adapte perfeitamente a vocês e que os torne “completos”. Esta idéia concebe a alma gêmea como a sua “outra metade”. Então vocês assumem que a unidade e a segurança, que vocês tanto desejam, serão encontradas em outra pessoa que combina perfeitamente com vocês.

De acordo com esta noção “imatura” de almas gêmeas, as almas são consideradas como duas metades que, juntas, formam uma unidade. Geralmente, as duas metades são respectivamente masculina e feminina. Então, esta idéia sugere, não só que vocês são incompletos em si mesmos, mas que também são essencialmente “masculinos” ou “femininos”. Provavelmente vocês podem perceber que esta noção de almas gêmeas não é saudável nem curadora, do ponto de vista espiritual. Ela torna vocês dependentes de algo fora de vocês. Ela nega a sua origem divina, que pressupõe que vocês são TUDO, masculino e feminino, e que vocês são inteiros e completos em si mesmos. Ela cria todo tipo de ilusão que os leva para muito longe do Lar. E por “Lar”, Eu quero dizer o seu próprio ser, a divindade do seu Eu. Nenhuma alma é a metade de qualquer outra pessoa.

Almas gêmeas realmente existem, e elas são literalmente o que essa palavra sugere: elas são gêmeas. Elas são almas com a mesma “tonalidade de sentimento” ou vibração, ou – pode-se dizer – com o mesmo momento de nascimento, como é o caso dos gêmeos biológicos. O momento particular de nascimento, esse momento único no tempo e no espaço, contribui para uma carga única de tonalidade de sentimento dentro das almas que nascem. Elas não dependem uma da outra de nenhum modo. Elas não são nem masculinas nem femininas. Mas elas certamente estão sintonizadas uma com a outra, como espíritos aparentados.

Qual é o motivo para a criação de almas gêmeas? Por que elas existem? Ah… vocês geralmente pensam que a razão de ser de alguma coisa é o processo de aprendizado e seus efeitos. Mas este não é o caso das almas gêmeas. O motivo da existência de almas gêmeas não é aprender alguma coisa. O propósito é simplesmente alegria e criatividade. As almas gêmeas não têm nenhuma função na dualidade. Vocês encontrarão suas almas gêmeas quando estiverem transcendendo a dualidade, quando se identificarem novamente com o Deus dentro de vocês, que é inteiro e indivisível e que é capaz de tomar qualquer forma ou aparência. As almas gêmeas se reencontram na sua jornada de volta ao Lar.

Vamos voltar um pouco ao começo da jornada. No momento em que vocês abandonam o estado de unidade e se tornam indivíduos, vocês entram na dualidade. De repente passa a existir escuridão e luz, grande e pequeno, doente e saudável, etc… A realidade se dissocia. Vocês não têm mais ponto de referência para o que vocês realmente são. No começo, vocês se identificavam como “uma parte do todo”. Agora, vocês são uma parte isolada do todo. Mas, sem o seu conhecimento consciente, vocês são acompanhados por alguém que é igual a vocês, que se parece com vocês tão exatamente como nada mais poderia parecer. Vocês ocupavam o “mesmo lugar” no manto da unidade, tão próximos um do outro, que vocês não sabiam que eram dois, até que nasceram. O que os conecta é algo além da dualidade, algo que antecede a história da dualidade. Isto é difícil de se expressar apropriadamente em palavras, porque desafia a sua definição corrente de identidade, segundo a qual vocês ou são um ou são dois e não podem ser ambos ao mesmo tempo.

Então, vocês dois empreenderam uma viagem, uma longa viagem, através de muitas experiências. Ambos experienciaram os extremos da dualidade, para descobrir gradualmente que a sua essência não se encontra na dualidade, mas fora dela, em algo que é subjacente a ela. Logo que vocês se tornam profundamente conscientes dessa unidade implícita, a sua jornada de volta começa. Pouco a pouco, vocês se tornam menos ligados a coisas externas, como poder, fama, dinheiro ou prestígio. Cada vez mais, vocês compreendem que a chave não é o que vocês experienciam, mas como o experienciam. Vocês criam sua própria felicidade ou infelicidade através do seu estado de consciência. Vocês descobrem o poder da sua própria consciência.

Depois de passarem por todos os altos e baixos da dualidade, há um momento em que vocês encontram a sua alma gêmea. Na energia e aparência da sua alma gêmea, vocês reconhecem uma parte muito profunda de si mesmos, sua essência além da dualidade e, através desse mesmo reconhecimento, vocês começam a entender melhor a si mesmos e tornam-se conscientes de quem vocês realmente são. O seu gêmeo é um ponto de referência para vocês, que os leva para fora das crenças limitadoras com as quais vocês foram alimentados e que vocês assumiram nesta vida e em outras vidas passadas. Vocês se libertam ao enxergarem esse reflexo de si mesmos no seu gêmeo. Isto é como um lembrete e não tem nada a ver com dependência emocional. O encontro entre vocês dois ajuda cada um de vocês a se tornar um indivíduo mais forte e autoconsciente, expressando a sua criatividade e amor na Terra. Esse encontro acelera a sua jornada de volta, já que os ajuda a se elevar a um nível superior de unidade, enquanto conservam e expressam completamente o seu eu, a sua individualidade única.

Em última instância, todos nós somos um. Somos sustentados por uma energia que é universal e está em todos nós. Mas, ao mesmo tempo, existe individualidade em todos nós. A alma gêmea é a ligação entre a individualidade e a unidade. É como um degrau para a unidade. Se vocês se conectam com suas almas gêmeas, consciente e materialmente, vocês provocam a criação de uma coisa nova:- uma terceira energia é gerada a partir da combinação das suas ações. Essa energia sempre ajuda a ampliar a consciência da unidade, numa escala maior do que se fossem somente as duas. Como as almas gêmeas estão no seu caminho de volta ao Lar, elas sentem-se inspiradas a ancorar as energias de amor e unidade na Terra, e fazem isso de uma forma que está de acordo com seus talentos e habilidades únicas. Deste modo, as almas gêmeas adoram construir degraus entre “ser um” e “ser Um”.

Existe uma ligação profunda entre almas gêmeas, mas isto não altera o fato de que elas são unidades completas em si mesmas. A sua união gera amor e alegria e o seu encontro aumenta a criatividade e a auto-realização. Elas apóiam uma à outra, sem cair na armadilha da dependência emocional ou do hábito. O amor entre almas gêmeas não é para que um complete o outro, mas para criar algo novo: em vez de os dois se tornarem um, os dois devem se tornar três.

CURA DA DOR DO NASCIMENTO CÓSMICO

Em algum momento, vocês encontrarão a sua alma gêmea. Por favor, permitam que este conhecimento seja o suficiente para vocês. Tentem não se envolver com esperanças e expectativas que poderiam tirá-los do aqui e agora. O que importa, neste preciso momento, é que vocês compreendam completamente que o amor e a segurança, que vocês tanto desejam, está presente dentro de si mesmos. A chave é compreender que esta absoluta auto-aceitação nunca lhes poderá ser dada por mais ninguém, nem mesmo por sua alma gêmea.

Não apenas nos relacionamentos amorosos, mas também nos relacionamentos entre pais e filhos, existe a tentação de encontrar a unidade absoluta ou a segurança um no outro. Pensem num pai que secretamente deseja que seu filho realize todos os sonhos que ele mesmo não conseguiu concretizar; ou num filho que, já adulto, ainda se prende aos seus pais e os considera como seu porto absolutamente seguro.

É importante que vocês se conscientizem das dinâmicas e motivos por trás dos seus relacionamentos, e curá-los à luz da sua consciência. As suas saudades cósmicas não serão curadas por um relacionamento nem em um relacionamento. Isto será feito apenas por vocês mesmos, através da completa conscientização de quem vocês são, através da percepção da sua própria luz, beleza e divindade. Este é o destino da sua jornada.

Inclusive, vocês não retornarão ao estado de unidade do qual vocês vieram. O “manto de amor” do qual vocês nasceram constituiu o seu estágio embrionário. Agora, vocês estão se tornando deuses amadurecidos. Vocês criarão campos de absoluta segurança e amor a partir dos seus próprios corações e permitirão que outros participem disto, sem nenhuma condição. Esta é a essência de Deus: amor incondicional que irradia, cria e cuida sem nenhuma programação, nem nenhum cálculo.

Agora Eu gostaria de pedir a cada um de vocês que fique em silêncio por alguns instantes e sinta verdadeiramente o seu Eu, o seu ser único em você mesmo. Se estiver rodeado de pessoas, então sinta mais intensamente o seu “Eu”. Incondicionalmente, você é essa parte de Deus. Não é algo que possa ser tirado de você, mas uma presença inegável que É.

E agora sinta como o fato inegável da presença do seu Eu pode ser uma fonte de alegria e força para você. Diga sim para o milagre do seu próprio ser e abrace-o. “Sim, Eu sou Eu. Eu sou separado e único, meu próprio ser. Eu posso me conectar profundamente com outros, mas também me conservar sempre um ‘Eu’.” Você pode pensar que há solidão e desolação, por trás deste fato, mas por favor vá além destes pensamentos e sinta o poder e vitalidade dentro de você. Se você realmente disser “sim” para a sua individualidade, você experimentará confiança e fé em si mesmo. Com base nisto, você criará relacionamentos amorosos, e a solidão e a desolação se dissolverão.

Quando sentimentos de solidão e desolação tomarem conta de você, pegue a sua criança interior no colo. Observe a dor dessa criança. Ela anseia pela total segurança que ela conheceu um dia, como um embrião. Ela quer ver essa segurança refletida no rosto do seu parceiro, no rosto do seu filho, no rosto da sua mãe ou do seu pai, no rosto do seu terapeuta… Então, mostre a essa criança o seu rosto. Para essa criança, você tem o rosto de um anjo. Você tem o poder de curar essa criança da forma mais absoluta que você pode sonhar. Nem Eu, nem nenhum “mestre” é capaz de fazer isto por você. Nós só podemos lhe mostrar a direção. Você mesmo é o seu próprio salvador.

Finalmente, Eu gostaria de convidar todos vocês a sentir a união de todos nós juntos, por uns instantes. Mesmo se vocês não estiverem presentes, se estiverem lendo este material, sintam a nossa conexão. Não focalizem o Eu agora, mas a nossa união, de uma forma bem livre e tranqüila. Sintam a energia, sintam aquilo que nos une. É um anseio pelo estado de totalidade. Agora, imaginem que nós estamos rodeados pela energia mais poderosa que existe, a energia dos seus seres despertos, a energia do anjo dentro de vocês. Vamos inspirar esta energia e vamos nos dar uns minutos para senti-la profundamente dentro de nós.

Obrigado pela sua presença.


Fonte: http://www.jeshua.net/por/ / Jeshua Channelings| Relationships in the New Era
Tradução: Vera Corrêa
Revisão: Luiz Corrêa

Via: Jeshua Channelings Português | Relacionamentos na Nova Era

Anúncios

O TANTRA LEVA VOCÊ DE VOLTA ÀS SUAS ORIGENS, PORQUE É AMOR PURO…

Tantra and Kundalini Activation

OS CAMINHOS DO TANTRA

les femmes jumelles a 800x765.jpg

Por: Prama Shanti

 

O Tantra tem apenas um propósito: a sua Liberdade.

Sim a ideia é que você seja livre de tudo e de todos, e principalmente de você mesmo.

Ninguém pode ser livre se não for livre antes de si mesmo.

Você nasce livre, mas é forjado desde cedo em um molde que a sociedade lhe impõe. É a maior das tiranias, porque lhe forçam a construir sua própria prisão, sem que você se de conta.

Isso é feito porque a sociedade não tolera homens livres, a liberdade é uma ameaça.

Liberdade e felicidade são muito próximas, uma leva à outra.

Na sociedade você também não pode ser feliz, porque aí vai querer ser livre e vai se tornar uma ameaça.

Uma pessoa livre e feliz, não precisa consumir, não precisa de carros ou tênis novos, não suporta trabalhar onde não goste, não interessa à sociedade.

O Tantra lhe leva de volta às suas origens em um trabalho de desconstrução de toda esta opressão.

Tantra é Amor puro, porque o Amor é a energia da Felicidade.

Assim, o Tantra também é uma ameaça à sociedade, e é combatido e deturpado.

Seu primeiro chacra é o raiz ou Muladhara, é a sua base, é por onde você capta a energia magnética da Terra. Está ligado à energia vital, à sobrevivência e ao sexo.

Este é o primeiro alvo da sociedade para lhe manter cativo. Como ele é bloqueado pelo medo, a mídia lhe vende medo em todos os seus veículos, você liga a televisão e recebe medo, em toda parte lhe jogam medo.

Como este chacra é ligado ao sexo, e o sexo é uma das formas de acesso ao divino, a sociedade também deturpa o sexo, para que você não possa usá-lo em liberdade, mas apenas com culpa.

Por isso um dos caminhos do Tantra também passa pelo sexo. São várias fases de aprendizado e prática.

Primeiro você deve conhecer o sexo, pois a sociedade o deturpou e ele não é mais conhecido. Esta é a fase da libertação, onde você aprende a se conhecer, a praticar o sexo sem culpa e com base no amor, até satisfazer os desejos. Vai aprender a se amar verdadeiramente, sozinho e acompanhado.

Na segunda fase você vai aprender a não precisar mais do sexo, vai aprender técnicas superiores que vão lhe permitir atingir estados orgásticos apenas pelo controle da kundalini. Você vai conhecer o sexo não físico, em muito superior ao sexo carnal. Você vai se reconhecer e se amar em muitas dimensões. Não terá mais necessidade do sexo físico, nem de um par.

Na próxima fase você vai voltar ao físico, mas sem precisar dele. Vai voltar pelo afeto, vai aprender que o sexo é apenas uma extensão do amor incondicional. Aqui você poderá praticar o sexo em outras dimensões, será apenas o observador e o ato sexual será entre um Deus e uma Deusa. Vai conhecer o outro e o Todo em uma dimensão diferente de tudo que você já imaginou. Uma dimensão acessada pelo amor incondicional.

Mas porque você precisa do outro e porque voltar ao físico, se já chegou a um estágio tão elevado?
Por que o outro vai lhe permitir a entrega, será o objeto de sua entrega, e quando os dois se fundirem nas dimensões superiores, a entrega será ao Todo. A entrega é importante porque representa a dissolução do Ego, e ela é mais completa quando é feita dentro da dimensão do Ego. A entrega é feita a outro Ego, que depois também se dissolve.

Depois desta fase o casal poderá praticar sem o contato físico, pois já houve a dissolução do ego.
Mais adiante a presença do outro será apenas imaginária, e finalmente será novamente dispensada.

Este é apenas um dos caminhos do Tantra, é um caminho de meditação orgástica centrada no amor, e após estas etapas, o caminhante estará totalmente liberto das amarras tridimensionais. É a liberdade real, do mundo dos desejos, onde o véu das ilusões se dissipa e nos deparamos com o mundo como ele realmente é.

 .

Prama Shanti
Ano da Semente Cristal Amarela
dia 6 da Lua do Desafio
28/08/2017
(sobre a autoria …)

.


Veja mais em: Os Caminhos do Tantra | Prama Shanti

 

SUA EVOLUÇÃO ESPIRITUAL É ESTAGNADA, ATÉ VOCÊ SUPERAR SEUS MEDOS…

vencendo o medo

As 5 Estratégias Mais Perigosas do Medo

pavor extremo

Por: Dylan Charles

 

Parece que o medo está assumindo o controle. Afinal, ele tem sido uma parte integrante de nossas vidas há tanto tempo até agora, que infelizmente não sentimos a vida normal sem ele.

Costuma-se dizer que se sangrava, queria dizer que o proxeneta do medo era de alguma forma uma parte aceitável do crescimento econômico. Mas, sabemos que existe mais nesta história. Sabemos que o medo é uma ferramenta usada para o controle social. É uma arma de destruição em massa e deterioração em massa da saúde mental. É uma técnica usada para levar a nossa consciência para baixo, nos manter cantarolando e satisfeitos em uma vibração inferior. Ele mantém o cérebro reptiliano no banco do motorista e costuma criar conflitos e caos.

Mais importante ainda, o medo, seja real ou imaginário, nos mantém focados na sobrevivência e segurança, esquecendo que abundância e cooperação são possíveis e muito mais agradáveis.

“O medo começa e termina com o desejo de se sentir seguro. Segurança interna e externa, com o desejo de ter certeza, de permanecer. A continuidade da permanência é procurada em todas as direções, na virtude, no relacionamento, na ação, na experiência, no conhecimento, nas coisas externas e internas. Encontrar segurança e se sentir seguro é o grito eterno. É esta demanda insistente que cria o medo”.
~Jiddu Krishnamurti

Os que ocupam cargos de poder no governo e na mídia sabem disso muito bem. Eles usam o medo para influenciar o comportamento das massas. Eles o apresentam como uma oferta difícil de recusar, dizendo-nos que é bom ter medo, porque, nós temos que nos proteger. Eles usam isto como justificativa para manter o complexo industrial militar sempre em expansão e a guerra Orwelliana permanente. Eles o usam para fabricar o consentimento político e fabricar a tolerância aos incessantes ataques à privacidade e à liberdade.

Este é um beco sem saída: Quanto mais cedemos à tirania do medo, menos seguros estamos. O medo é uma armadilha, a seguir estão cinco truques usados para escravizar você.

1. O Medo Diz Para Você se Indignar e Ceder a Raiva e ao Ódio

Isto é amplamente compreendido, mas vale a pena repetir. Se você não consegue superar o medo, então você está aberto à raiva e ao ódio, o que vemos muito em nosso mundo atualmente. O que raramente é discutido, no entanto, é que o medo é que alimenta a raiva e o ódio e este medo é que desencadeia a agitação e o caos que vemos em nosso mundo.

Yoda, é claro, disse o que é melhor:

“O medo leva à raiva. A raiva leva ao ódio. O ódio leva ao sofrimento”.
~Yoda

2. O Medo Espera que Você Abandone a Racionalidade

Existe uma diferença entre o medo e a cautela. O cuidado é um processo funcional que ocorre no momento presente para nos manter fora do perigo imediato. O medo em questão aqui, é mais como uma forma de arte, um tipo de capacidade refinada da imaginação humana. E a imaginação não precisa de racionalidade.

O medo nos diz para ignorar fatos, estatísticas e experiência direta, e focarmos no hiper, no sensacionalismo e nas mentiras confortadoras. Chama a atenção para o pior dos cenários, por mais ridículos que sejam. Nesta perspectiva, soluções sensíveis aos problemas são praticamente invisíveis, e as opções são mínimas.

3. O Medo Quer Que Você Tente Controlar Coisas Que Estão Além do Seu Controle

“Nós pensamos que estamos fazendo coisas. Mas, a menos que conciliemos nossos medos e motivações inconscientes e subconscientes, somos apenas uma criança em um ônibus com um volante de brinquedo fazendo sons “vroom vroom” com nossa boca. Não temos controle de nada”.
~Aubrey Marcus

Como indivíduo, existe apenas uma coisa neste mundo que controlamos: nós mesmos. Não temos absolutamente nenhum controle sobre os pensamentos e julgamentos de outras pessoas, não temos controle sobre as ações dos outros e não temos controle sobre o desenvolvimento ou o curso dos eventos mundiais. Nós só temos a capacidade de controlar nossos próprios pensamentos, ações e reações, embora, o medo tente nos fazer acreditar de outra forma.

4. O Medo Condiciona a Escolher um Lado ou Seguir um Movimento

Dividir e conquistar funciona como uma estratégia política porque capitaliza o medo ao empurrar as pessoas para grupos e movimentos na tentativa de encontrar segurança. Percebemos isto de uma forma marcante na sociedade atualmente, e à medida que os corações se endurecem e a guerra da retórica se aquece, as pessoas vão achar cada vez mais reconfortante se juntar a um grupo e participar da ação de movimentos. O medo está nos levando a um novo feudalismo, a uma nova divisão.

“Não é preciso nada para se juntar à multidão. Precisa muito para ficar sozinho”.
~Hans F. Hansen

Você tem coragem de ficar sozinho ?

5. O Medo Ordena Que Você Feche o Seu Coração

O ser centrado no coração expressa tudo, menos um sinal de fraqueza. Pelo contrário, é a maneira mais corajosa de ser, pois exige que você seja vulnerável, uma façanha que só é possível quando você abandona totalmente o medo. Mas o medo ordena que você mantenha o coração fechado. Isto lhe diz para fechar o amor em um lugar seguro e protegê-lo com a ferocidade de um leão enjaulado.

Quando o medo subjuga o amor, os seres humanos tornam-se animais selvagens, incapazes de sentir empatia ou de mostrar compaixão.

“Não ceda aos seus medos. Se você fizer isto, não poderá falar com o seu coração”.
~Paulo Coelho

Pensamentos Finais

O medo certamente pode ser um mestre perigoso, mas o que é exatamente isto? Você pode tocá-lo? Você pode vê-lo? Que cor ele tem? É mesmo real, ou realmente é apenas um lapso na disciplina da mente?

O crescimento espiritual fica estagnado até que o medo seja confrontado e superado, no caminho do autodomínio, o medo é a primeira coisa a deixar ir. É a primeira parte desnecessária de você que é afastada da psique e arrastada para a luz das escuras cavidades da mente subconsciente. Ele não serve para o seu bem, e a sua alma sabe disto. Você realmente entendeu isto?

“Como você se reconcilia com o seu subconsciente? Reserve um tempo para ouvi-lo sussurrar para você, e depois levá-lo a expandir sua consciência. Como você pode ficar quieto? Meditação, yoga, respiração, dança extática, plantas medicinais, tempo na natureza… existem muitas maneiras, até caminhar na montanha”.
~Aubrey Marcus

©Dylan Charles
WAKING TIMES

 


Fonte: WAKING TIMES | THE 5 MOST DANGEROUS DEMANDS OF FEAR
Tradução e Divulgação: A Luz é Invencível ☼

Via: As 5 Estratégias Mais Perigosas do Medo | A Luz é Invencível

 

COM AS ONDAS DE LUZ CHEGANDO AO PLANETA, O AMOR ESTÁ RETORNANDO…

Digital Fractal on Black

O RETORNO DO AMOR E A CURA CÓSMICA

Spirit-of-Motherhood-letter1(edited)

Por: Maiana Lena

 

A quantidade de luz na terra nunca foi maior do que nesse momento. As vibrações estão mudando. A relação com a consciência está mudando. O despertar se deu início aflorando a conexão do corpo físico com a energia da alma e desta com o corpo de luz. Com as ondas de frequências de luz se aterrando no planeta o amor está retornando. E com ele a cura. O amor nas dimensões superiores se expressa na energia da luz e se corporifica nas vibrações da cura. Toda vibração de amor nas esferas superiores tem o potencial de curar. Muitos dos trabalhadores da luz que agora estão despertando e relembrando de quem são vieram com a missão de se tornarem “corpos de luz” nesta esfera física e a partir do ano de 2021 manifestarão isso materialmente trazendo a cura planetária em grande escala. Para um corpo de luz vibrar nesta dimensão é necessário que o plano terrestre esteja até certo grau em estado vibracional que possa acolhê-lo e protege-lo, por isso a necessidade da limpeza planetária em todos os níveis.

Estamos neste momento vivendo uma profunda limpeza planetária onde todo tipo de energia vibracional obscura está sendo trazida a consciência para ser liberada e transmutada. Todo padrão de comportamento que já não nos serve deve ser liberado agora. Por isso a necessidade do encontro de vibrações contrárias e adversas estarem operando cosmicamente neste momento. Trazer a consciência crenças que criam medo em todas as áreas da vida vai criar resistência que poderá prolongar a experiência pretendida. Recomenda-se que se peça orientação interior para seguir adiante. Entender que é necessário liberar estas programações e seguir o fluxo da cura se faz necessário a cada ser que optou de livre consciência passar por este processo de limpeza e purificação.

A humanidade terrena está passando em nível coletivo por uma ativação em massa de códigos de abertura de consciência. Nem todos conseguirão processar esta ativação, mas não o fazendo agora o farão em momento oportuno em outra esfera dimensional. Muitos dos “despertos” já conseguem sentir o fluxo da energia curativa através das vibrações do amor divino que começa a envolver o seu campo vibracional. E com este crescimento de vibração serão capazes de acessar frequências mais altas que exigirão uma limpeza mais profunda em programações que vem se agregando ao longo de muitas vidas.

Toda vez que você liberar os seus medos, suas limitações, suas crenças que não lhe servem mais, e seu medo de amar a si mesmo completamente, o caminho para a ativação da energia amorosa estará mais perto. É você quem detêm a chave para libertar-se da escuridão que o rodeia. É você quem tem o poder de transformar tudo em torno de você simplesmente por estar em um estado de amor para todos ao seu redor, mas especialmente para si mesmo. O amor por si mesmo nunca foi tão importante do que é neste momento.

Este processo é o retorno para o nosso corpo de luz que vibra a partir da quinta dimensão nos incorporando com o nosso aspecto mais elevado. É o retorno para o amor divino que estamos tendo a graça de receber em um corpo físico vibrando em um plano tridimensional. Tudo isso faz parte de um grande movimento que estamos experienciando neste contexto tridimensional de ampliar a nossa consciência e concretizar em um plano tridimensional o que estamos experienciando em planos superiores de consciência. Declare sua intenção de ativar sua consciência em dimensões superiores onde parte de você já habita.

Esta é a nossa missão e nosso destino divino. Nós somos amor, e nós somos um em unidade e graça.

Maiana Lena, consciência unificada na missão de servir à luz!

 


Via: O RETORNO DO AMOR E A CURA CÓSMICA – Maiana Lena

AME INCONDICIONALMENTE! VOCÊ É APENAS AMOR…

Magic_Colorful_Wallpapers_laba.ws

AMOR

10941865_10202672661852249_2922601385172899124_n.jpg

Por: Prama Shanti

Sua estadia neste planeta não é para ser nem agradável, nem monótona. Os dias não serão iguais, você estará constantemente recebendo influências externas, naturais e inteligentes.

Mesmo que você se estabilize, estará sendo tentado por outras inteligências que são contrárias ao seu desenvolvimento.

Deixamos que isso aconteça porque isto o fortifica. Da mesma forma as dificuldades materiais tem um propósito. Você está aqui para aprender a superar estes obstáculos, precisa entender que eles são Maya, não são o que realmente interessa. São apenas pequenas distrações interpostas para os que não acreditam em seu poder.

Na medida em que você se apoderar de seu Eu verdadeiro, terá consciência do que realmente interessa. Quando isto ocorre, as dificuldades materiais se desfazem como a fumaça que são.

Os apegos precisam ser desfeitos e isto só pode ser feito pela dificuldade. Entendemos o quão difícil é para vocês desapegarem de certas coisas.

Não existe uma ordem correta de desapego, por isto as dificuldades ocorrem em todos os campos, materiais e emocionais.

Para que o desapego ocorra é necessário que ele esteja no centro de sua mente, precisa ser um problema para que seja trabalhado. Pegue o problema e entre nele como um bom Vipassana, penetre o seu núcleo, analise-o, separe cada pedaço, enfrente o pior pedaço e novamente refaça sua análise até não sobrar nada.

É como seus cientistas fazem com a análise da matéria, chegam até o átomo, às suas partículas elementares, ao núcleo de uma pequena partícula, aos seus pedaços e enfim chegam à energia pura. E se soubessem ir adiante, chegariam à consciência.

Da mesma forma é preciso que você chegue à consciência do problema, ao seu propósito. Entenda-o, decifre-o e ele deixará de existir.

Assim ocorre com tudo em seu mundo, porque nada existe, e quando você penetra no âmago, você desfaz. Você se entrega, se dissolve e assimila. E passa a ser um com Ele.

Então, silencie seu coração e ame incondicionalmente cada coisa, e pelo amor você se torna um com Ele e o compreende.

Ame incondicionalmente, pois você é apenas Amor.

Através de Prama Shanti, em 04/02/2016

(sobre a autoria …)

 


Via: Amor | Prama Shanti

A IMPORTÂNCIA DO AMOR NAS TROCAS DE ENERGIAS SEXUAIS E ESPIRITUAIS…

Lovers

O Melhor da Energia Sexual

Por: Selma Flávio

 

A energia sexual desempenha um papel importantíssimo no nosso bem-estar mental, emocional e físico. E para as pessoas empenhadas em seguir um caminho espiritual, a compreensão do que significa energia sexual e o ato de fazer amor é mais preciosa ainda, pois eles são recursos de que dispomos para elevar nossa consciência e avançar para níveis mais altos de energia.

Se estamos com alguém que amamos, o ato de fazer amor e o orgasmo provocam uma expansão de energia nos nossos campos energéticos e a energia sexual se funde com a energia mais profunda do amor. Essas duas energias se tornam então uma só energia, poderosa, criativa, transformadora, que pode operar a cura, a renovação e, se for conduzida até um nível suficientemente elevado, o que alguns chamam de “milagres”.

Mas o que acontece quando usamos a força vital e a energia sexual num relacionamento íntimo em que não existe amor? Simplesmente os nossos centros de energia ficam bloqueados e a energia “não flui”. Isso acontece porque a intimidade sexual, quando não existe amor, cria o que poderia ser descrito como “impressões negativas” nos nossos centros de energia, bloqueando o movimento e o fluxo energético.

Essas impressões negativas e os bloqueios podem ser sentidos energeticamente e alterar as nossas atitudes e os nossos comportamentos. Elas podem nos fazer sentir “travados” sexualmente causando em nós uma perda de vitalidade sexual ou então podem disparar um anseio compulsivo por sexo, num esforço inconsciente para desbloquear as energias sexuais.

Se as nossas energias sexuais não estão ligadas ao amor, elas podem como células cancerígenas, adquirir “vida própria” e acabar nos afastando do amor. E em nossas tentativas de satisfazer nossos impulsos sexuais, acabamos ferindo a nós mesmos e a outras pessoas. Atos meramente sexuais nunca são inofensivos. As energias sexuais são forças poderosas!

Quando utilizadas com amor, elas promovem a nossa expansão como seres humanos. Quando usadas sem amor, elas causam o acúmulo de impressões e energias “escuras” e negativas na nossa aura, que nos mantêm em níveis baixos de percepção, ofuscam a nossa perspectiva mental e só criam obstáculos à nossa experiência da felicidade. Esse é um preço muito alto a pagar por um prazer momentâneo.

Outro efeito da troca de energias sexuais sem amor é o que poderia ser descrito como “buracos ou perfurações” no campo energético dos parceiros. Sem a energia vital do amor, a troca de energias cria lacunas que enfraquecem a aura. Quando, ao contrário, o amor está presente, a mistura ou fusão das energias fortalece o campo energético, porque, nesse caso, mais amor e mais energia são produzidos no ato de fazer amor.

Isso é igualmente verdadeiro para casais casados e não-casados. Não se trata aqui de uma questão moral. Pessoas casadas que não se amam e fazem sexo estão causando prejuízos uma a outra da mesma maneira que casais não casados, quando se entregam ao sexo sem amor.

Quando existe intimidade sexual entre duas pessoas, ocorrem as trocas de energia entre elas. Quando temos intimidade sexual, nós, por habito, nós abrimos energeticamente de uma maneira muito profunda, que permite a cada parceiro carregar a energia do outro. Desse modo, quando somos sexualmente íntimos a alguém, carregamos a “vibração energética” do campo e dos centros de energia da outra pessoa.

Essa vibração inclui, num grau maior ou menor, os pensamentos e emoções do parceiro, que podem ser positivos ou negativos. Por exemplo, se estamos zangados ou tristes, a vibração de nossa raiva ou de nossa tristeza pode ser transferida para o nosso parceiro sexual juntamente com a troca de outras energias, e o parceiro receptor irá adquirir essa energia de raiva ou tristeza.

O grau em que somos afetados pela energia do parceiro depende da força de nosso próprio campo energético e da intensidade vibracional dos pensamentos e emoções do parceiro. Às vezes, depois de fazer amor com alguém que não amamos, sentimos como se estivéssemos carregando alguma coisa “suja” ou que na realidade não é nossa. Podemos até sentir a necessidade de tomar banho – uma experiência de purificação ritual – para nos livrar dessa sensação.

Por outro lado, quando a experiência é de amor, cada parceiro se sente banhado na energia do amor e no brilho remanescente do ato de fazer amor, e quer conservar esses sentimentos durante o máximo de tempo possível. Os parceiros geralmente carregam as energias um do outro por seis meses ou mais. Na verdade, eles podem carregar essas energias indefinidamente, a menos que se limpem e se libertem delas.

Visualizações, orações, rituais podem ser utilizados, isolada ou conjuntamente, para este propósito. Pessoas sexualmente ativas, portanto, transferem suas próprias energias e a de todos parceiros anteriores e atuais a qualquer novo parceiro. Essa é uma das razões porque elas perdem o senso de identidade.

Quanto mais carregamos as energias de outras pessoas, menos sentimos as energias que são especificamente nossas. Nós também extraímos e carregamos aspectos da personalidade do parceiro, pois as energias que são trocadas carregam a vibração das emoções, dos pensamentos e das experiências das pessoas.

Em outras palavras, nós começamos a sentir a vibração da energia das pessoas como nossa própria energia. Quando isso acontece, também ficamos mais suscetíveis à força e personalidade dessa pessoa, particularmente se ela tiver um campo de energia mais forte do que o nosso. Portanto, cada vez que temos relações sexuais com alguém, estamos criando consequências douradoras que nós nunca tínhamos imaginado para nós mesmos e para as outras pessoas.

As pessoas nunca aprenderam, com os pais, a escola ou quem quer que seja, que a energia sexual é uma força poderosa que deveríamos usar apenas para manifestar mais plenamente a vida em nós e expandir os nossos campos de energia. Portanto “como” e “com quem” nós usamos essas energias estão entre as decisões mais importantes que podemos tomar na vida.

 

…………………………………………………………………………………………………………………

Compilado do livro: Sexo: Verdadeiro ou Falso?

De Michelle Rios Rice Hennelly e R. Keven Hennelly

Selma Flávio – Terapeuta – selmaflavio@gmail.com


Via: O Melhor da Energia Sexual | Seja Esteja Sorria!

A UNICIDADE NOS RELACIONAMENTOS, COM A ALMA COMO GUIA, E NÃO O EGO…

best friends forever

OS RELACIONAMENTOS E A SUA UNIÃO SAGRADA

Arcanjo Miguel_Claudio Gianfardoni

Arcanjo Miguel

Canalizado por Ronna/Escriba Sagrada

 

Amados mestres, as frequências refinadas da Nova Era estão tendo um efeito profundo sobre como vocês se veem. À medida que aprendem a recuperar o seu poder, estabelecer limites e reivindicar um sentido de autoestima, isso também terá um efeito intenso em seus relacionamentos com os outros, principalmente nos relacionamentos românticos.

No passado, vocês tiveram muitas questões não resolvidas, que criaram aquilo que se poderia chamar de “manchas desequilibradas ou vulneráveis”, em seu corpo emocional e no sistema de chacra, principalmente nos primeiros quatro chacras. Vocês tiveram muitas questões não resolvidas internamente, sob a forma de culpa, medo, raiva, uma sensação de abandono, e de não serem amados. Todas essas formas-pensamento possuem uma frequência vibratória, e vocês irradiaram essas frequências de desmerecimento para o mundo. Vejam essas frequências se irradiando em sua frente e ao seu redor, em um Sinal do Infinito, em que elas são captadas por aqueles que estão ressoando com os mesmos níveis de frequência, e, assim, são atraídos para a sua vida de uma maneira ou de outra. Inconscientemente, vocês atraíram também aqueles que vieram sob uma perspectiva de “necessidade”. Vocês esperavam que eles pudessem consertar tudo para vocês e fazê-los felizes, mas, na realidade, toda essa espécie de relacionamento cria mais fricção, por meio dos sentimentos de carência e de uma sensação interna de desmerecimento. No passado, a maioria dos relacionamentos era baseada na atração física, o que normalmente se desvanece um tanto rapidamente se não houver maior profundidade na atração.

Havia outros componentes incapacitantes, tais como dependência, um desejo por segurança ou uma tentativa de encontrar validação da autoestima fora de si mesmos. Questões não resolvidas e problemas são ampliados, quando alguém que entra em sua vida reflete essas situações negativas de volta para vocês. Essas questões e esses problemas invariavelmente criam fricção, o que não é necessariamente algo ruim, se vocês os reconhecem, se estão dispostos a reconhecê-los e concordam em fazer um esforço combinado para mudá-los para melhor.

A ênfase agora está no retorno à totalidade interna, ao assumir responsabilidade pessoal por suas ações, e pela construção da autoestima e de um sentido de dignidade, por meio do centro do seu coração solar, em cooperação com o Eu da Alma e o Eu Superior. A verdade e a integridade serão as bases de qualquer relacionamento do futuro. Primeiramente, devem aceitar quem vocês são no momento presente, enquanto se esforçam para se tornar as melhores pessoas que possam ser, por examinar suas atitudes, crenças, hábitos e fraquezas. Vocês aprenderão que a base de um relacionamento duradouro com outras pessoas é, em primeiro lugar, ter um “caso de amor” consigo mesmos, em que vocês se esforçam para se tornar mais amorosos e amáveis. Finalmente, percebem que “vocês são o amor personificado”, e que não precisam de mais ninguém para validar essa verdade, porque vocês, bem lá no fundo, reivindicaram isso. Vocês conectam o seu Coração Sagrado e essa fonte de amor incondicional à própria Centelha Divina, e se lembram de que existe um suprimento infinito de Amor/Luz à disposição de vocês, através da sua conexão com a Fonte. Essa é a sua Herança Divina, queridos corações. Por que não a reivindicam?

Requer um compromisso forte e mútuo, sem culpa, julgamento ou acusações egoicas para se trabalhar diferenças pessoais, e chegar a conclusões que sejam mutuamente benéficas, que sejam justas para todas as partes envolvidas. Em um relacionamento que cresce, e evolui não haverá mais ênfase em quem está “certo” ou em quem está “errado”, mas no compromisso, e em um desejo de satisfazer as necessidades de todos os envolvidos de uma maneira mais equitativa.

Nenhuma área de sua vida pode ficar estagnada, principalmente para aqueles que estão dedicados ao caminho espiritual e à evolução da Alma. Nem sempre é possível, para os que estão em um relacionamento, crescer ou evoluir no mesmo ritmo. Todavia, é possível não se sentir ameaçado, permanecer em um papel coadjuvante e deixar que aqueles ao redor se desenvolvam no próprio ritmo, se vocês hão de estabelecer uma “união sagrada” internamente. Essa “união sagrada” está retornando ao equilíbrio e à harmonia os seus corpos físico, mental, emocional e espiritual, assim como recuperando os atributos e virtudes da sua natureza masculina e feminina. Os papéis estritamente definidos de machos e fêmeas estão, aos poucos, sendo alterados, por meio de que uma combinação de papéis sexualmente definidos está se tornando mais a norma. Mais uma vez, o poderoso brilho da Deusa está sendo emanado sobre a Terra e sobre a humanidade. O status das mulheres está mudando rapidamente, e a igualdade masculina/feminina se tornará a norma, quando, tanto os homens quanto as mulheres reivindicarem sua natureza intrínseca masculina/feminina. A batalha entre os sexos tem suas origens internamente, porque a humanidade lutou durante eons para reunir o deus e a deusa internos. As mulheres estão aprendendo a resgatar o seu poder; no entanto, elas sabem que precisam utilizar essa dádiva com amor e compaixão como envoltórios. Os que estão em um corpo masculino estão, paulatinamente, aprendendo a permitir que o amor incondicional da Deusa “Ilumine o fogo da compaixão e da gentileza internas”. Estão aprendendo que existe força na criatividade, na intuição e na disposição de se permitir ser gentil e franco.

Conforme vocês se empenham em obter a maturidade espiritual, muitos aspectos de sua vida mudarão. Haverá um forte desejo de apoiar-se mutuamente, juntamente a um intenso anseio de crescer e expandir-se, mesmo que às vezes os seus caminhos possam tomar direções diferentes. Vocês vão reivindicar a verdade de que estão ligados em um nível de Alma, e que nunca podem realmente estar separados.

A verdadeira união sexual é e pode ser uma experiência espiritual incrível, não apenas a junção de dois corpos. A sexualidade divina exige uma total abertura do coração, uma combinação dos aspectos mental, emocional e físico do seu Ser, o que resulta em uma experiência profunda e duradoura. Esse tipo de união pode redundar em um verdadeiro sentido de unidade, se vocês estiverem harmonizados em um profundo nível de Alma um com o outro.

Vocês devem remover as barreiras ou filtros etéricos que colocaram ao redor do seu coração e das suas emoções, se hão de conseguir receber e irradiar amor incondicional. Devem confrontar seus medos acerca de perder aqueles a quem amam, e das decepções e traições do passado, que muitas vezes se manifestam como um medo da intimidade ou de assumir um compromisso com o outro. À medida que aprendem a acreditar e a confiar em si mesmos, vocês desenvolverão uma confiança fundamental nos demais, e os outros colocarão sua fé e confiança em vocês, porque confiança gera confiança.

Não é apropriado sacrificar os seus sonhos e desejos pelo outro – ou que as pessoas em sua vida façam sacrifícios por vocês. Deve haver um objetivo comum entre todos os envolvidos, ao participarem da maneira combinada – compartilhando a carga e colhendo as recompensas.

Cada um de vocês pertence a uma enorme e complexa família de Alma, e vocês certamente desempenharam muitos e diversos papéis uns com os outros, através das eras. As pessoas com quem vocês estão envolvidos nesta existência, ou que entraram em sua vida, de modo que vocês pudessem aprender as “lições da vida”, fazem parte de um drama cósmico maior em progresso. Quando julgarem o outro, vocês precisam se conscientizar de que, na verdade, estão apenas julgando a si mesmos. Vocês desempenharam todos os papéis durante a sua jornada através deste universo: amantes, amigos, mãe, pai, irmã, irmão, filho e filha. Vocês estão integrando todos os atributos dos múltiplos papéis que desempenharam: a força e a sabedoria de um pai; o acolhimento suave e o cuidado amoroso de uma mãe; a paixão, o compromisso e o companheirismo de um amante; a lealdade firme de um amigo; e as interações alegres e joviais entre uma irmã, um irmão, um filho ou uma filha.

É o momento de reunir-se, de se juntarem – o início do retorno à UNICIDADE. Vocês não podem mais se esconder atrás de um manto de medo ou isolamento, amados. Chegou a hora de assumir um compromisso consciente, em primeiro lugar, com consigo mesmos e com o seu Eu Divino, e, em seguida, com aqueles ao seu redor com quem vocês estão destinados a experimentar a “dança da nova vida”. Vocês devem fazer um acordo detalhado consigo mesmos acerca do que desejam e esperam dos que os cercam, e, então, devem abrir-se para examinar seus desejos e expectativas com todas as pessoas com quem interagem.  No futuro, à medida que os relacionamentos se revelarem, níveis cada vez mais profundos de compreensão e de compromisso florescerão, porque todos estarão dispostos a falar a partir do coração, com o Espírito como o seu guia, e não o ego.

Conforme muitos de vocês sabem, fui honrado em dar-lhes muitas “leituras galácticas” pessoais durante anos. Foi um grande prazer e devo afirmar que também foi uma benção e uma dádiva da minha amada mensageira, porque isso tomou muito do seu tempo e energia, para lhes trazer essas mensagens. Durante estes momentos de grande mudança e de grandes oportunidades, estou enviando uma leitura galáctica aberta para todos vocês, de modo que possam saber como são especiais, e as maravilhosas dádivas que os aguardam.

Bem-amado: É maravilhoso observar, à medida que você se lembra e traz à tona todos os dons e sabedoria que guardou em sua estrutura cerebral. Você possui uma experiência tão vasta para utilizar, querido, não apenas provinda das suas residências provisórias nos reinos superiores, mas das suas experiências terrenas, também. Chegou a hora de você se lembrar de que a Terra não é o seu lar. Você planou por todo este Universo, e você sempre se adiantou avidamente para se voluntariar para uma nova tarefa, independentemente de quão difícil fosse. Suas experiências terrenas têm sido uma maravilhosa variedade de empreendimentos cocriativos, e você fez progressos lentos, porém firmes, em direção à sua verdadeira identidade como um Ser de Luz. Chegou o momento de perceber que você é muito mais do que apenas a identidade que você escolheu nesta existência. Você e aqueles semelhantes a você estão recebendo a oportunidade de integrar as múltiplas Facetas de si mesmos, e, ao assim fazer, você começará a ver como você é verdadeiramente poderoso e sábio. Todas as provas, testes e aparentes fracassos fizeram-lhe o Ser humano/Espírito brilhante e belo que é hoje. Quando você ensina, o faz a partir da experiência, e você demonstrará, pelo seu exemplo, como quaisquer obstáculos podem ser superados – que outros, como você, podem triunfar sobre a adversidade.

Este é o momento em que a sua Alma alcançou o ponto mais distante da sua jornada de separação, e está agora pronta para começar a jornada da “Reunião e Integração”, mais uma vez. A sua Alma, aos poucos, foi infundida com um descontentamento divino, que lentamente se infiltra em sua mente consciente e em suas emoções, e você começa a voltar-se para dentro, a fim de domesticar o ego e reconectar-se à Alma, à  Superalma e às múltiplas Facetas do Eu Superior. Você agora tem o potencial de conectar-se às muitas Facetas da sua família de Alma, seu Eu Superior, suas muitas Superalmas, e finalmente, o seu Átomo-Semente Divino (Presença Eu Sou). Em um nível cósmico, o Criador Supremo está agora enviando o seu brilho via o Grande Sol Central. Essa energia está sendo infundida na Terra em grandes rajadas da Chama Viva da Vida, via o Sol de seu sistema.

O seu maior desejo para esta existência foi integrar as muitas Facetas da seu Ser; contudo, primeiramente, elas precisam ser curadas e harmonizadas, de modo que possam ser preenchidas com Luz. Dessa forma, você não terá que enfrentar o desconforto, os desafios ou as interações cármicas da experiência da terceira e quarta dimensões, porque essa é a forma antiga. À medida que você permite que o seu Eu Divino o ilumine intensamente e o oriente, cada vez mais pensamentos inspirados virão até você. Existem muitas maneiras de permitir que o Espírito se manifeste por seu intermédio; apenas deixe que isso aconteça naturalmente, meu querido.

O que lhe traz alegria e satisfação? Como você deseja servir? Existem muitas maneiras e você possui muitos talentos (mais do que poderá reconhecer), mas a escolha é sua. Apenas se lembre de que isso deve trazer-lhe alegria e fazer com que o seu coração cante, enquanto você oferece aos outros as dádivas que você recebeu. Sua recompensa será a Luz nos olhos deles, e a alegria que eles expressam, à medida que também permitem a integração do Espírito para criar os milagres em suas vidas.

Chegou a hora de abrir mão do passado doloroso. Chegou a hora de reivindicar a sua mestria, criar a própria versão do paraíso, e, então, ensinar aos outros a fazer o mesmo. Ajude aqueles que vêm a você para curar suas feridas emocionais e seus corpos físicos, e, em seguida, eles estarão prontos para escutar as advertências do Espírito. Nós todos estamos nos tempos da grande mudança, que foi predita por milhares de anos. Você carrega internamente as frequências vibratórias refinadas do futuro, e você PODE fazer a diferença. Atraia o Amor/Luz da Criação do seu Eu Divino, utilize o que você precisar para trazer para si harmonia e saúde vibrante, e, então, permita que o seu gentil coração irradie o belo brilho da energia amorosa aos demais.

Concentre-se no que está certo em seu mundo, olhe para o melhor naqueles ao seu redor, e isso é o que você reforçará e ajudará a criar. Você pode mudar o mundo que o rodeia, um pensamento de cada vez.

Você tem guias angélicos maravilhosos, apenas esperando-o para ajudá-lo. Invoque-os e, juntos, vocês podem criar milagres para compartilhar com as outras pessoas. Permita que o ajudemos a realizar sua missão e acolhê-lo com o nosso amor.

EU SOU ARCANJO MIGUEL.


Direitos Autorais:

Transmitida por Ronna /Escriba Sagrada * Como a pessoa que transmite este artigo, eu, Ronna, reivindico os direitos autorais universais em nome do Arcanjo Miguel. A publicação em sites é permitida, contanto que a informação não seja alterada, suprimida ou acrescentada, e o crédito da autoria, o meu e-mail e o endereço do site sejam incluídos. Pode ser publicado em jornais, revistas ou impressão pública com a permissão de: RonnaStar@earthlink.net.

N.T.: O mesmo procedimento deve ser seguido no caso de se publicar a presente tradução, isto é, dar os créditos à tradutora.

Texto em inglês: StarQuest Archangel Michael Through Ronna | RELATIONSHIPS AND YOUR SACRED UNION
Tradução: Ivete Adavaí Brito adavai@me.com  /  www.adavai.wordpress.com

Via: ADAVAI | ARCANJO MIGUEL – junho de 2017

EXPERIENCIANDO O ESTAR SOZINHO COM A SOLIDÃO…

sozinho consigo mesmo

O PESO – SOZINHO COM A SOLIDÃO

Por:  Alexandrian Kosmos
em 29 de maio de 2017

“Sem a remoção do Peso, cada alma individual na Terra falhará individualmente na experiência de estar Sozinha com a Solidão!

Estar Sozinho com a Solidão é a experiência direta de ser único/individual na Presença de Deus, que é a experiência absoluta da Unidade com Deus sem a experiência do Tempo!”

A influência das experiências de nossa Alma dentro da 3ª e 4ª Dimensões da Mãe Terra ainda é uma grande parte de nossas memórias individuais e coletivas do passado. A maioria de nossas memórias serviu para aumentar o crescimento e expansão da Alma no passado, mas agora, queridos, estamos nos movendo para aperfeiçoar nosso aprendizado, para expandir e aumentar nossas experiências dentro da 5ª D da Mãe Terra. Embora nem todos aprendam no mesmo ritmo, todos têm uma habilidade inata e aprendizado para Deixar Ir o passado e avançar em um futuro previsível.

Estamos agora dentro da influência da 5ª D da Mãe Terra, já que Ela completou sua própria Transição em 27 de março de 2017.

Agora é a vez de cada Alma fazer a transição por ser e se tornar uma parte proficiente e plena na 5ª D. A maneira mais eficiente de ser uma parte habilitada/capaz será Soltando o passado.

E aí reside o problema, o Peso que cada Alma suportará por hesitar em cumprir sua própria transição para experimentar plenamente a 5ª D da Mãe Terra – o Peso de deixar ir o passado para a transição para o PRESENTE!

Ao hesitar e esperar para a transição da experiência da 4ª D da Mãe Terra em sua 5ª D, muitos prolongarão o Fardo/Peso de sua Alma, e isso só servirá para produzir experiências de aprendizado individuais e coletivas ainda mais exagradas para a evolução de uma Alma na 5ª D!

O Peso de nossos dias atuais – a Transição com a Mãe Terra para a 5ª D do Universo – se origina pelo avanço de cada Alma de um estado de Separação de Deus para Unificar dentro da Presença Divina.

A experiência de cada Alma dentro da 3ª e 4ª Dimensões da Mãe Terra serviu para individualizar a sua Alma, para que ele ou ela possa desvendar a sua verdadeira identidade no Universo.

Se a Separação de Deus não acontecesse, cada Alma simplesmente “replicaria” Deus, como uma inteligência artificial, sem qualquer alteração, para permitir que seu poder contribuísse individualmente com seus dons e talentos exclusivos projetados para ela: O Propósito de toda Alma – ajudar Deus a incrementar e expandir o Universo!

Muitas Almas na Terra, queridos, ainda permanecerão dentro da fase de individualização de sua alma, algumas por escolha e outras pela falta de compreensão sobre a Transição atual da Mãe Terra.

Em 15 de junho de 2017, a humanidade começará a sentir a razão pela qual o Peso de não passar do passado para a transição para o PRESENTE será uma escolha tão crítica para cada Alma na Terra, assim como nossos dias de estar em um aparente estado de Separação de Deus sobre a Mãe Terra começará a atingir seu ponto final de conclusão.

Sem a remoção do Peso, cada alma individual na Terra falhará individualmente na experiência de estar Sozinho com a Solidão!

Estar Sozinho com a Solidão é a experiência direta de ser único/individual na Presença de Deus, que é a experiência absoluta da Unidade com Deus sem a experiência do Tempo!

Embora vocês já tenham uma multiplicidade dessas experiências diretas de estar Sozinho com a Solidão, queridos, são muitos os que evoluem como Almas do Homem de Luz na Terra que não possuem a experiência direta de se diferenciar entre estar em um Estado de Separação e estar em um estado de Unidade com Deus.

Sem a experiência de saber como sequer diferenciar as grandes diferenças desses dois estados, muitas das Almas do Homem da Luz em evolução continuarão a carregar o Peso de não se moverem do passado para o PRESENTE. Este estágio evolutivo é esperado, mas não será em detrimento do Propósito de sua própria Alma: ensinar, orientar, demonstrar e modelar cada faceta da Vida dentro da 5ª D da Mãe Terra!

Ao longo prazo, esta é apenas uma parte da transição da Humanidade para a 5ª D da Mãe Terra, e será um sinal para demonstrar quanto o seu valioso serviço dentro da 5ª D estará em demanda, conforme a Mãe Terra está agora dentro da “Grande Fusão” de sua frequência vibratória de 4ª D, que durará até 27 de dezembro de 2018.

Nossa direção individual dentro da 5ª D da Mãe Terra será totalmente percebida e concebida através do Chakra do Coração da nossa Alma.

O Chakra do Coração da Alma está a serviço da nossa conexão direta com Deus dentro de todo o espectro Universal. Profundamente dentro de seus corações, queridos, estão TODAS AS RESPOSTAS, TODO O AMOR QUE VOCÊ DÁ E RECEBE, e o mais importante, o plano inteiro do Propósito Espiritual de sua Alma dentro da 5ª D da Mãe Terra!

Para acessá-lo completamente, todos nós precisaremos remover a carga do Peso sobre a nossa Alma passando do passado para a transição para o PRESENTE!

Em nossas experiências passadas dentro da 3ª e 4ª Dimensões da Mãe Terra, geralmente precisávamos confiar nos nossos cinco sentidos físicos de audição, visão, tato, olfato, e provas para manobrar dentro de nosso mundo físico. Mesmo que todos nós tenhamos um Sistema de 7 Chakras Associados intacto dentro de nós, não precisamos de todos os Sete Chakras para experimentar nosso mundo.

Só precisamos permanecer saudáveis, produzir prole e ter a capacidade de ganhar uma renda, e tudo pareceria bem. Esses dias acabaram e agora foram convertidos para o passado em nossas experiências de 3ª 4ª D – o Chakra do Coração da Alma agora fará todo o trabalho atribuído aos nossos cérebros nas nestas Dimensões.

E aí haverá o problema, o Peso que cada alma suportará ao hesitar em realizar sua própria transição para experimentar completamente a 5ª D da Mãe Terra – não passar do passado para a transição para o PRESENTE. Se cada Alma na Terra pudesse entender que estamos todos passando de um estado de Separação de Deus para Unificação dentro da Presença de Deus!

Em 15 de junho de 2017, nossas Almas começarão a emergir do que aparentemente se sentiu como eons para cumprir, a transição de um estado de Separação de Deus para estar Unificada mais uma vez com a Presença de Deus.

Considerando que todas as Almas de Trabalhador da Luz se sentirão mais como festejando, cada desenvolvimento do Homem da Luz se intensificará com um sentimento de pavor e medo. Mas por que alguém se sentiria temerário e medroso de acabar com uma fase da evolução da Mãe Terra para alcançar toda sua Transição para a 5ª D do Universo – movendo cada Alma de um estado de Separação de Deus para Unificar dentro da Presença de Deus?

O pavor e o medo de nossos dias atuais derivam do medo do desconhecido e só prolongará a experiência do Peso – o fracasso de passar do passado para a transição para o PRESENTE, como farão muitas das Almas do Homem de Luz em evolução na Terra.

A Mãe Terra concluiu inteiramente sua própria Transição da 5ª D e agora é a vez da Humanidade fazer a passagem COM Ela para o Universo!

Não há mais tempo disponível para experimentar a 4ª D, pois tudo se foi, exceto em nossas memórias.

Estamos agora dentro de um grande deslocamento da Realidade mais uma vez. A Realidade chamando para que todos nós avancemos para além do passado, para a transição para o PRESENTE – experimentar estar Sozinho com a Solidão como a experiência absoluta da Unidade com Deus sem a experiência do Tempo!

 


Fonte: Alexandrian Kosmos | The Weight – Alone with the Alone
Tradução: Vilma Capuano
https://www.facebook.com/vilma.capuano

Publicado por: Fátima dos Anjos em 1 junho 2017 – Portal Arcoíris – Núcleo de Integração Cósmica

Via: Portal Arco Íris-Núcleo de Integração e Cura Cósmica | O PESO – SOZINHO COM A SOLIDÃO

VOCÊS ESTÃO COCRIANDO TUDO QUE VEEM EM SEU PLANETA…

empath-challenges

VOCÊS SÃO AS ALMAS MAIS MAGNÍFICAS QUE JÁ PISARAM NO PLANETA TERRA

Arcanjo Miguel_Cláudio Gianfardoni

Arcanjo Miguel

Canalizado por: Leslie-Anne Menzies

Meus queridos,

Abençoados sejam.

Acolham-se mutuamente e a si mesmos à medida que transitam por essas mudanças energéticas. Os seus belos corpos, seus veículos físicos, estão se aclimatando às novas energias. Isso é exaustivo, tanto mental quanto fisicamente falando, porque muita coisa está mudando e vocês não possuem pontos de referência para tudo o que está se revelando.

CONFIEM, meus queridos, vocês são sempre orientados e monitorados para tudo o estão transmutando. Vocês e a sua Família Cósmica estão cocriando tudo o que está se transformando diante de vocês.

Um momento como este no Planeta Terra NUNCA foi experimentado antes, e vocês são os formadores de opinião para tudo o que está se desenvolvendo. Nós, nos Reinos Superiores de Iluminação, estamos em ÊXTASE devido ao que está evoluindo.

Cada um de vocês, como um Ser Soberano, está avançando e reivindicando sua Mestria em incrementos maiores a cada dia.

Seus corações (coração superior) estão abertos de modo mais amplo, portanto, permitam que mais partículas de AMOR/LUZ entrem em seu Planeta diariamente.

É uma alegria contemplar e testemunhar o Quociente de Luz aumentar todos os dias. Permitam que a energia do seu coração flua e incorpore TUDO que entrar em sua esfera de influência. Basta um sorriso, um abraço, um toque amoroso ou uma palavra de incentivo para fazer toda diferença na vida daqueles ao seu redor, e essa energia, então, flui exponencialmente, trazendo para mais perto da concretização o AMOR/LUZ e a paz ao seu próximo e à sua amada Terra.

Se VOCÊS pudessem ver a diferença que VOCÊS fazem, quando oferecem um gesto tão pequeno de gentileza ao outro… É multiplicado dez vezes mais pela vibração, ao sair e tocar tudo o que estiver no campo. Uma coisa tão simples de se fazer, meus queridos, e VOCÊS estão criando tudo o que está acontecendo, ao permitir que um maior desenvolvimento continue em seu Planeta.

Vocês estão cocriando TUDO que veem em seu Planeta. À medida que VOCÊS elevam a sua vibração, e, em seguida, oferecem-na sob a forma de um sentimento, uma intenção… a ampliação é incrível.

Meus queridos, continuem a segurar as mãos uns dos outros, a apoiar-se mutuamente, durante esta transição. VOCÊS são as Almas mais magníficas que JÁ pisaram no Planeta Terra. Vocês escolheram este momento. VOCÊS escolheram esta experiência. Vemos alguns estremecerem, quando ouvem essas palavras, MAS SIM, meus queridos, vocês escolheram TUDO isto! Para aqueles que sentem como se a vida os derrubasse, reiteradas vezes, podem olhar para trás, para quem vocês foram antes de tais experiências? Quanto cresceram como Alma? Quanto aprenderam acerca de si mesmos e dos outros, por meio de suas experiências? Vocês não são as mesmas pessoas que vocês foram – sua Alma cresceu, seu coração é mais amplo, sua capacidade de compreensão estendida pela compaixão é maior do que jamais foi.

Isto é ASCENSÃO, meus queridos. Vocês não chegaram a esta existência para um “passeio fácil”. Tudo pelo qual vocês passaram foi-lhes permitido para que acessassem a Mestria, e o Crescimento da Alma é enorme. Exatamente o que vocês concordaram para este momento/espaço.

Em breve, vocês irão RELEMBRAR tudo o que concordaram em fazer, e irão se regozijar pelo tanto que evoluíram e vocês vão perceber que todos os “vilões” em seu espaço de vida, todos representaram seus papéis perfeitamente para permitir que vocês concluíssem as suas atribuições.

Os acordos entre as Almas são apenas uma parte da sua RECORDAÇÃO. Onde vocês conseguirem ver o AMOR/LUZ nos “outros”, vocês vão reconhecer isso como um reflexo seu. Chegará um momento em que cada um de vocês vai cumprimentar o “outro” com o conhecimento e o reconhecimento de quem eles são, de por que vieram em sua vida, e o papel que desempenharam, ao permitir que vocês concluíssem a jornada de sua Alma nesta existência.

Sem mais carma, meus queridos, está sendo concluído agora no Espaço do Sonho. Vocês não estão vendo e reconhecendo as Almas com quem não tiveram contato durante anos, de repente, surgindo em seus sonhos, como se vocês estivessem completando as últimas peças dos seus contratos?

Meus queridos, muita coisa está acontecendo interna e externamente. Sejam gentis consigo mesmos e uns com os outros.

RIAM de si mesmos com frequência – isso permite uma grande alteração energética e o seu corpo vai agradecer-lhes, à medida que as células são acionadas pelo riso.

Como sempre, meus queridos, queiram lembrar-se de nosso Contrato com vocês. Temos caminhado cada passo com vocês, os apoiamos na escuridão e no desespero, mantendo a Luz elevada para que vocês reconhecessem o caminho do LAR – o caminho de volta para QUEM VOCÊS VERDADEIRAMENTE SÃO.

Seres de Luz e Amor divinos.

Nós comemoramos com vocês, meus queridos.

E assim é.

EU SOU ARCANJO MIGUEL.

 


Direitos Autorais:

Ao compartilhar esta mensagem, favor respeitar os créditos, sem acrescentar, modificar ou extrair nada do texto publicado.

Fonte: leslie-anne@angelstoinspire.com.auwww.angelstoinspire.com.au / ANGELS TO INSPIRE NEWSLETTER | Monday Message 1st May, 2017 | Archangel Michael

Tradução de Ivete Brito – adavai@me.comwww.adavaiwordpress.com

Via: ADAVAI | VOCÊS SÃO AS ALMAS MAIS MAGNÍFICAS QUE JÁ PISARAM NO PLANETA TERRA – ARCANJO MIGUEL (LAM) – 01/05/17

ESTA É A LUTA PELA LIBERDADE DE SER QUEM VOCÊ É…

womanstanding-facingsun

Os Desafios dos Transformadores da Nova Era

 

untitled (edited)

 

Por: Prama Shanti

Vocês estão em uma época de mudanças intensas, Gaia acelera e aumenta a frequência de suas mentes. Vocês tornam-se cada vez mais inquietos, seus corações angustiam-se por não conseguir acompanhar as mudanças que estão acontecendo. Esta angustia é o anseio de sua alma, que é barrada pelas resistências de seus Egos.

Vocês têm milênios de educação repressora, cuja finalidade era apenas de mantê-los infelizes para que pudessem ser escravizados. Vocês são escravos que agora estão vislumbrando uma pequena Luz que os levará à Liberdade.

Suas almas clamam por este caminho de liberdade e suas mentes racionais enchem-se de medo e procuram desesperadamente um caminho de volta que não existe mais. Uma mente que experimenta o gosto da liberdade nunca mais será igual.

A luta para desaprender todos estes conceitos errados que lhe impuseram nestes dois milênios de trevas.

Aqueles de vocês que conseguem libertar-se um pouco mais de toda esta repressão, enfrentam todas as resistências possíveis. De seus pares, familiares, amigos e da sociedade como um todo. É necessário um profundo desapego e uma profunda certeza de seu caminho para enfrentar estas dificuldades. Esta certeza é possível apenas para aqueles que conseguem escutar sua alma, vibrar no amor e desapegar-se das amarras tridimensionais.

Além de toda a resistência social, vocês enfrentarão também as forças trevosas que lutam para manter a humanidade na escravidão. E cada Luz que puder ser apagada representa uma grande vitória para estas forças. Vocês são os transformadores da nova Era, e como os antigos Mestres Solares, estão sendo caçados pelas forças trevosas. É preciso que vocês estejam constantemente atentos e em contato com seu Eu superior. Procurem manter-se o maior tempo possível no estado de atenção plena. Basta uma pequena queda, um pensamento ruim para que a porta se abra e vocês sejam assolados pelas forças trevosas.

Quando as coisas parecerem fugir de seu controle, sejam humildes. Reconheçam sua condição humana, suas possíveis falhas e não se culpem, procurem apenas aprender a lição que está sendo passada. Aprendam, transformem-se e saiam desta situação melhor do que antes.

É difícil quebrar sozinho o ciclo vicioso que os deprime e os leva cada vez mais para abaixo. Reconheçam sua fraqueza e solicitem ajuda. Procurem de preferência submeter-se à tratamentos apométricos, e na falta destes à passes, energizações, sessões de Reiki. Na falta de tudo isto, passem o maior tempo possível em locais sagrados. Igrejas antigas possuem uma grande proteção espiritual e são um ótimo local para que possam recuperar-se. Entrem em um local sagrado e meditem, respirem, fiquem em atenção plena e recarreguem suas energias.

A humildade é muito importante. Não existe liberdade sem humildade. Sejam humildes para procurar ajuda, para não se culparem e principalmente para entender que estão aqui errando e aprendendo. E cada falha superada os tornará mais fortes para que possam seguir sua missão.

Lembre-se que não existe pedra no caminho, você é sua própria pedra.
Transmute cada pedra dentro de você, agradeça por cada aprendizado e faça com que eles apenas reafirmem seus propósitos no caminho que se dispôs a seguir.

Sejam abençoados e tenham a certeza que estamos sempre lhes acompanhando.

Somos muitos e não deixaremos nenhum de vocês desamparados

Sigam em Paz !

através de Prama Shanti, em 27/04/2017

(sobre a autoria …)


Via: Os Desafios dos Transformadores da Nova Era | Prama Shanti

ESSA É A NATUREZA DA PESSOA DE CARÁTER…

ame

O CARÁTER

 

Por:  Ralph Waldo Emerson

 

Pessoas com caráter são tão fáceis de detectar, como se fossem uma cor diferente. A autoconfiança e a percepção de que a virtude é o suficiente é o combustível do caráter.

É a tendência natural para desafiar a falsidade e o incorreto. Elas falam a verdade, e são justas, generosas hospitaleiras, moderadas, desprezam mesquinhez, e desdenham o fato de serem desprezadas.

O Caráter persiste quando a decisão de agir foi feita. O caráter exibe coragem destemida e uma fortaleza que não se reduzem ou desgastam.

Quando a alma não é o mestre das reações para o mundo, então essa alma está enganando a todos.

A pessoa de caráter não está à venda. Ela não pede para jantar bem e dormir aquecida. Ela não precisa de muita provisão; ela pode perder com honra/elegância.

O caráter é persistente.

A pessoa de caráter faz uma escolha com base em considerações honrosas e engaja-se nelas e, não importa o quê, não tenta debilmente se reconciliar com o mundo.

A pessoa de caráter sabe que nasceu em um estado de guerra e seu próprio bem-estar requer que não deveria dançar para a paz. Sabendo disso, ela se recolhe e não desafia nem teme o trovão, toma em sua mão sua reputação e sua própria vida e, com perfeita calma e cortesia, enfrenta o carrasco e a turba pela verdade absoluta do seu discurso, e a correção de seu comportamento.

Em relação a todo mal externo, a pessoa de caráter afirma sua capacidade de lidar sozinha com um exército infinito de inimigos. A esta atitude bélica da alma damos o nome de Heroísmo.

Nenhuma mudança de circunstâncias pode reparar um defeito de caráter. O personagem heróico não aceita as opiniões e práticas convencionais. Ele é um inconformista. Aquiescência ao “convencionado” indica falta de caráter, que deve ver a “casa construída” antes que possa compreender o plano.

Há uma classe de indivíduos que são dotados de caráter, o heroísmo, conhecimento e virtude. Eles são geralmente recebidos com má-vontade pelas massas. Ninguém que pode utilizar crenças comuns compreende estes caracteres.

Eles não podem ser julgados a partir de vislumbres.

Eles precisam de perspectiva, como um panorama.

Você não pode entendê-los pela ética popular nem por mera observação de suas ações.

Diz-se que Ele que enfrenta os deuses conhece o céu. Esta é a natureza da pessoa de caráter.

O caráter heróico é uma pessoa de verdade, mestre de suas próprias ações, e expressa essa mestria em seu comportamento, de modo algum dependente e servil, seja por pessoas, seja em opiniões ou bens.

Pessoas de caráter são uma classe energética, cheia de coragem e de tentativas que intimidam os seus irmãos mais pálidos. Ocupam-se das exigências de sua própria espécie, eles podem orar para santos e ofuscar toda a amabilidade. Eles estão confortáveis com os piratas e estudiosos.

Os tempos do heroísmo são geralmente épocas de terror, mas o dia nunca alvorece no qual este elemento esteja sem mérito.

O poder interno latente é o que chamamos de Caráter, uma força destinada agindo diretamente pela presença e sem intermediários. É concebido como uma certa força indestrutível, uma conhecida do Gênio, por cujos impulsos o Herói é guiado, mas cujos conselhos ele não pode transmitir.

O caráter é de uma grandeza estelar e impossível de ser subtraído.


Compartilhado de Bernhard Guenther
Tradução de Vilma Capuano
Texto publicado por: Vilma Capuano em 18 de abril de 2017

Via: Facebook | Vilma Capuano | O CARÁTER

EU NÃO SOU ISTO, EU NÃO SOU AQUILO, SIMPLESMENTE “EU SOU”…

paz

A paz que excede todo o entendimento

eckhart-tolle

Eckhart Tolle

Publicado por Roberto Legey

Há muitos relatos de pessoas que experienciaram o surgimento desta nova dimensão da consciência como um resultado da perda trágica em algum momento de suas vidas.

Alguns perderam todos os seus bens, outros os seus filhos ou cônjuges, sua posição social, reputação ou habilidades físicas. Em alguns casos, através de desastres ou da guerra, eles perderam todos estes, simultaneamente, e se encontraram com “nada”.

Podemos chamar a isto de uma “situação limite”. Seja o que for com que eles tenham se identificado, seja o que for que lhes davam o seu próprio sentido, foi-lhes tirado.

Então, súbita e inexplicavelmente, a angústia ou o medo intenso que eles sentiam inicialmente, deu lugar a um sentimento sagrado da Presença, uma paz profunda e serenidade e a completa libertação do medo.

Este fenômeno deve ter sido familiar a São Paulo, que usou a expressão: “A Paz de Deus que excede todo o entendimento.”

É realmente uma paz que não parece ter sentido e as pessoas que vivenciaram a experiência se perguntaram: “Diante de tudo isto, como pode ser que eu sinta esta paz?”

A resposta é simples, uma vez que você compreenda o que é o ego e como ele opera, quando as formas com que você tinha se identificado, que lhe davam o seu próprio sentido, entram em colapso ou desaparecem, isto pode levar a um colapso do ego, desde que o ego é uma identificação com a forma.

Quando não há nada mais com que se identificar, quem é você?

Quando as formas ao seu redor morrem ou a morte se aproxima, seu sentido de Ser, o EU SOU, é liberto do seu entrelaçamento com a forma. O Espírito é libertado de sua prisão na matéria.

Você percebe a sua identidade essencial como amorfa, como uma Presença que a tudo permeia, do Ser anterior a todas as formas e identificações. Você percebe a sua verdadeira identidade como a própria consciência, e não com o que a consciência tinha se identificado.

Esta é a Paz de Deus.

A verdade suprema de que eu não sou isto, ou eu não sou aquilo, mas EU SOU.

 ……………………………………….

Mensagem de Eckhart Tolle

Extraído do livro de Eckhart Tolle: “Uma Nova Terra (A New Earth), páginas 56 e 57.


Via:  PENSO POSITIVO | A paz que excede todo o entendimento

VERDADEIRO PROPÓSITO DA ALMA É O DE CONEXÃO TOTAL COM O UNIVERSO…

Experiencia 5D

NOSSA EXPERIÊNCIA DE 5ª DIMENSÃO

Por: Alexandrian Kosmos
em 22 de março, 2017

 

O Propósito Espiritual da nossa Alma é definido como a experiência de conectar nossa Alma à totalidade do Universo. Na maior parte do tempo em nossas experiências passadas dentro da 3ª e 4a Dimensões da Mãe Terra, podemos ter sentido que o Propósito Espiritual da nossa Alma era um tanto passivo, subjugado ou até limitado em alcançar tudo o que nossas Almas de Trabalhadores de Luz eram plenamente capazes de realizar.

Isto não é completamente verdadeiro, queridos, pois vocês, como uma das Almas dos Trabalhadores da Luz de Deus na Terra estavam de fato em Serviço para ajudar as muitas Almas aspirantes do Homem da Luz a cumprirem seu próprio dever para com Deus – ser e tornarem-se Guardiões da Mãe Terra como Co-Criadores e Co-Facilitadores através da Unidade com Deus para a progressão da Mãe Terra nas Dimensões de Quinta, Sexta, Sétima e Oitava Dimensões do Universo!

A partir de 27 de março de 2017, quando a Mãe Terra completar a totalidade da sua Transição, todos nós seremos aliviados de nosso dever mais desafiador, já que cada indivíduo da Alma da Luz na 5ª D da Mãe Terra será exclusivamente Responsável pela realização do Propósito Espiritual da sua própria Alma – a experiência de conectar sua Alma na totalidade do Universo!

Não haverá sinais ou símbolos imediatos “visíveis” que demonstrem que a Mãe Terra completou sua Transição, somente a Abundância “invisível” da Luz, Amor e Harmonia da 5ª D do Universo estará disponível para iniciar o processo de ReCriação da Mãe Terra.

A Abundância “invisível” da Luz, Amor e Harmonia da 5ª D do Universo estará acessível para cada Alma que escolheu participar com ela.

Enxergar a diferença entre o progresso da nossa Alma e o progresso do nosso corpo consciente na 5ª D da Mãe Terra será difícil para muitas Almas, já que a Ascensão da Mãe Terra é uma experiência da Alma e não do corpo!

Até 10 de abril de 2017, nossas Almas começarão a nos fazer conscientes das sutis diferenças entre nossas experiências passadas na 4a D da Mãe Terra e a Nova Realidade evoluindo dentro da sua 5ª D.

Haverá três sinais dominantes “invisíveis” que demonstram a disponibilidade da abundante presença da Luz, Amor e Harmonia da 5ª D do Universo na Mãe Terra.

• O primeiro sinal “invisível” será manifestado através das Novas Opções de 5ª D que nossas Almas receberão por escolherem participar e manifestarem a ReCriação da Mãe Terra.

• O segundo sinal será resultado de nossa nova experiência com o Tempo na 5ª Dimensão;

• Enquanto o terceiro sinal “invisível” se manifestará em grande parte através do processo de nossas Almas manifestarem nossos novos corpos. O que em grande parte é agora um mundo “invisível” aos cinco sentidos físicos do corpo do ver, ouvir, tocar, paladar, olfato, se tornará muito mais claro e aparente através de nossas Novas Escolhas de 5ª D!

As Escolhas de 5ª D que nossas Almas acolherão depois de 27 de março de 2017 irão inicialmente envolver nossas decisões baseadas na participação da nossa Alma na ReCriação da Mãe Terra.

Toda Alma dos Trabalhadores da Luz estará diretamente envolvida neste processo, já que cada uma é líder designada na Terra para ensinar, guiar, demonstrar e modelar cada aspecto da Vida na 5ª D da Mãe Terra!

Para que nossas Escolhas de 5ª D manifestem nossa nova direção na 5ª D da Mãe Terra devemos ter liberado todo o nosso condicionamento da 4ª Dimensão, assim como não podemos, e não vamos, mover-nos mais longe do que o medo nos permitirá!

Ao liberar o nosso condicionamento da 4ª D, nossas Escolhas de 5ª D estarão servindo para nos guiar na determinação do nosso retorno ao papel que verdadeiramente temos no Universo de Deus – NOSSO RETORNO COMO VERDADEIRAS ALMAS DOS TRABALHADORES DA LUZ NA TERRA PARA REVELAR O VERDADEIRO PROPÓSITO ESPIRITUAL DA ALMA – de CONECTAR NOSSA ALMA À TOTALIDADE DO UNIVERSO!

Embora algumas Almas do Trabalhador da Luz possam encontrar dificuldade em liberar seu condicionamento passado das experiências passadas na 4ª D, liberar o passado será a Chave em nosso retorno como verdadeiras Almas dos Trabalhadores da Luz na Terra!

O papel que nossas Escolhas de 5ª D revelarão será a capacidade inata de nossa Alma de não apenas perceber, sentir e intuir a presença real da Luz, Amor e Harmonia, mas ver sua presença real através de tudo o que manifestaremos e Criaremos na Mãe Terra!

A liberação do nosso condicionamento passado também servirá grandemente na realização de nossa nova experiência com o Tempo na 5ª D, o TEMPO DEFINIDO COMO O MOVIMENTO DA ALMA!

Nossa nova experiência com o Tempo na 5ª D da Mãe Terra estará mudando de uma mera observação do movimento diário da Terra da noite e do dia para uma experiência triplicada do Tempo!

Embora a Mãe Terra ainda estará girando em sua rotação diária para produzir o efeito da noite e do dia, nosso dia da 5ª D estará realmente deslocando-se conforme o Dia Universal – três dias da Terra são iguais a um Dia Universal!

Avaliando nosso dia da 5ª D através da unidade do Dia Universal, nossa experiência da 5ª D da Mãe Terra revelará uma intensidade triplicada do Propósito Espiritual de nossa Alma – a experiência de conectar nossa Alma à totalidade do Universo!

Desta forma, a experiência da Alma na Alegria e Felicidade é intensificada em magnitude ou exatamente o mesmo: nossas experiências de tristeza, miséria e depressão também se intensificam!

Nossa experiência do Tempo da 5ª D apanhará/amparará muitos inconscientes e resultará em uma grande mudança de valores sociais para promover nossa experiência da Alegria e da Felicidade!

Por isso, então, nunca foi a evolução de nosso corpo consciente, o “quem pensamos que somos”, mas a evolução da Alma para viver a Experiência da Luz da 5ª D: Amor e Harmonia em tudo o que pensamos, dizemos e fazemos para experimentar a conexão da nossa Alma à totalidade do Universo!

Nossa Experiência de 5ª D , queridos, será revelada inteiramente a cada um e todos quando cada Alma na Terra identificar e reconhecer a presença da Luz, Amor e Harmonia do Universo para Criar tudo o que pensamos, dizemos, e fazemos!

A Mãe Terra está agora em processo de metamorfose e transformando-se em um Ser de Corpo de Luz, e da mesma forma, também estamos manifestando nossos novos corpos da 5ª D através do nosso próprio estado de metamorfose e transformação.

Haverá apenas mais um obstáculo a percorrer e isso se manifestará através do período da “Grande Fusão” de 19 de abril de 2017 até 27 de dezembro de 2018, quando a Frequência Vibratória da 4a D da Mãe Terra avançar para um processo da “fusão” da Alma do Homem da Luz experimentando um processo intensivo de aprendizagem para que ele ou ela possa atingir a Maturidade Espiritual para experimentar a conexão de sua Alma na totalidade do Universo!

Vivenciamos todo o nosso mundo de uma perspectiva interna – nosso mundo interno percebe, interpreta, julga e escolhe a experiência de todo o nosso mundo externo. No passado, podemos ter encontrado nossas experiências para produzir tristeza, miséria e depressão, enquanto outras vezes experimentamos Alegria e Felicidade.

A experiência da 5ª D da nossa Alma é totalmente projetada para a Criação e manifestação da nossa Alegria e Felicidade, mas cabe a cada um de nós assegurar que estamos realmente experimentando a conexão da nossa Alma na totalidade do Universo!

Alexadrian Kosmos

Alexandrian Kosmos usa a Astrologia do Futuro, Metastrologia, para prever o Fluxo das Energias Universais para o Trabalhador da Luz. A Metastrologia irá surpreendê-lo com a sua precisão e insight para a nossa entrada na 5 ª D e Comunidade Universal.


Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – http://www.decoracaoacoracao.blog.br
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – https://lecocq.wordpress.com

Fonte: Alexandrian Kosmos | Our Fifth Dimension Experience
Tradução Vilma Capuano – vilmacapuano@yahoo.com.br

Via: NOSSA EXPERIÊNCIA DE 5ª DIMENSÃO – De Coração a Coração

PREENCHENDO O MUNDO COM AMOR E LUZ ATRAVÉS DA INTENÇÃO CONSCIENTE…

universal-love-julie-jensen

A NATUREZA DO CINTURÃO DA CONSCIÊNCIA

Por: Owen K. Waters

 

Como peixes no mar, nós existimos em um meio que mal percebemos. No nosso caso, é um meio de pensamentos e sentimentos compartilhados.

O Cinturão da Mente é uma atmosfera do pensamento e do sentimento humano que envolve o mundo.

Ele fica, como um nevoeiro, na superfície da Terra e é mais intenso em áreas de densa população.

Se a sua mente fosse totalmente telepática, você seria capaz de ouvir a atividade nesta faixa de frequência mental como um ruído, como milhares de pessoas falando ao mesmo tempo. Em tal caso, você poderia se sintonizar inteiramente com o ruído, ou apenas entrar em sintonia com uma pessoa ou um grupo específico de pessoas, a fim de trocar pensamentos com elas.

Sua mente subconsciente é totalmente telepática. Está ciente dos pensamentos daqueles ao seu redor e ela também usa a comunicação telepática no nível da alma para ajudar a estabelecer interações entre você e as pessoas que seriam do interesse aos seus atuais objetivos e propósito de vida. Isto resulta em reuniões oportunas e coincidentes que atribuímos ao fenômeno da sincronicidade.

No mundo elétrico, os sons da fala e da música podem ser transmitidos de uma antena de rádio para um aparelho de rádio. Este sistema usa uma onda portadora para tornar possível a transmissão do som. O cinturão da mente também usa uma onda portadora. Seus pensamentos e sentimentos são transportados por uma atmosfera de energia etérica.

A energia etérica é energia vital. Enquanto a eletricidade é uma energia densa secundária, a energia etérica é uma energia primária sutil. A energia etérica é a principal energia que nos é fornecida pelo Sol. Ela é levada do Sol até nós como uma das energias da luz física. Quando a luz atinge a atmosfera e a superfície do mundo, a parte etérica dela é removida e ela permanece na atmosfera a fim de apoiar a vida no planeta. Ela também atua como uma energia local portadora para as energias mentais do cinturão da mente.

Esta informação fornece a chave para a forma com que você pode afetar o mundo da melhor maneira, em seu papel como um buscador espiritual com um senso de propósito. Quando você usa a Técnica do Amor e da Luz para criar um estado de harmonia para si mesmo e os outros, você envia a energia vital condicionada espiritualmente ao mundo. Esta energia etérica é exatamente a mesma que a substância do cinturão da mente.

É assim que a Técnica do Amor e da Luz muda o mundo, fortalecendo a sua capacidade de criar a Nova Realidade do Amor, da Luz e da Liberdade do Espírito.

A TÉCNICA DO AMOR E DA LUZ

Várias vezes ao dia – sempre que for necessário – faça uma pausa para revigorar o seu estado de consciência. A qualquer momento que tenha uma oportunidade, entre em um espaço interior silencioso por alguns momentos, sem distração. Comece a se concentrar em sua respiração.

Imagine, a cada inspiração, que o ar que você inspira está repleto de uma luz brilhante, carregada de energia. Inspire esta energia da luz na área do coração, no centro do seu peito.

Então, a cada expiração, concentre-se mentalmente nas palavras:

“Amor e Luz para o mundo”.

Inspire luz e a envie para o mundo, condicionada com a intenção de amor e de luz. Repita pelo menos por mais duas vezes… e muitas mais vezes quando puder.

Faça a sua parte para preencher o mundo com amor e com luz. Isto muda o seu próprio estado de consciência e ajuda a curar o mundo nestes tempos  desesperados de crise.

Com a crise chega a oportunidade. A oportunidade de se tornar quem você realmente é, para manifestar a verdadeira missão de sua alma na vida.

É para isto que nós, trabalhadores da luz, estamos aqui. Para mudar o mundo. A Técnica do Amor e da Luz fortalece a sua habilidade de ajudar a humanidade, de inaugurar a Nova Realidade do Amor, da Luz e da liberdade do espírito.

 


Autor: Owen K. Waters 

Fontes: Spiritual Dynamics |  Love and Light to the World  /  CRYSTAL WIND | Owen Waters | THE NATURE OF THE MIND BELT
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

Via: SEMENTES DAS ESTRELAS | OWEN K. WATERS – “A NATUREZA DO CINTURÃO DA CONSCIÊNCIA” – 12.03.2017

VOCÊS TODOS SÃO UM, E SE MUDAREM, MUDAM O MUNDO…

change

SÓ PODEM MUDAR A SI MESMOS, MAS QUANDO O FAZEM, O MUNDO INTEIRO MUDA!

 

Jesus

Jesus

 Mensagem canalizada por: John Smallman
em 27 de fevereiro de 2017

Na medida em que avançarem em 2017, as mudanças que estão acontecendo em todo o mundo, irão se intensificar e aumentar em quantidade, porque enormes alterações na forma de como os seres humanos interagem entre si, estão em andamento, enquanto se preparam para seus despertares.

Parte do processo, é o reconhecimento de que as maneiras pelas quais interagiam, deveriam mudar dramaticamente, se quisessem evitar a autodestruição numa escala maciça e planetária.

Mas a humanidade optou por despertar e, portanto, essa autodestruição em grande escala não mais acontecerá, por causa dessa escolha. No entanto, isso não significa que todos devem sentar, relaxar e assumir que tudo estará bem, que tudo estará divinamente cuidado. São vocês, a humanidade, que cuidará divinamente do mundo de questões importantes que devem ser resolvidas e tratadas, para que seus despertares possam continuar a progredir até o estágio em que ninguém seja deixado para trás, ignorado, julgado negativamente e depois abandonado.

Cada um de vocês – todos os seres humanos, independentemente de raça, religião, etnia, cultura, política, inteligência, saúde física ou psicológica, riqueza, competência no local de trabalho ou de fato quaisquer aspectos pessoais que possam ser usados para diferenciar qualquer um de vocês, são Filhos amados de Deus, criados perfeitos para desfrutarem da vida eterna em Unidade com o Criador.

O que Deus cria é eterno, perfeito e tem valor infinito. O que a humanidade fez, foi inventar o julgamento, numa tentativa insana de construir uma hierarquia de valores variáveis entre cada indivíduo, permitindo uma separação entre o bem e o mal ou do certo e errado e, então, tentar levantar alguns privilegiados ao nível de um deus – Um deus irreal que imaginou ter algo como uma forma humana superior a quem vocês pudessem aspirar a torná-lo – um juiz todo-poderoso e honrá-lo grandiosamente, enquanto descartando aqueles julgados de valor inferior ou inaceitáveis em qualquer escala de valor que escolheram para construir como um meio para fazerem essas avaliações.

Fizeram isso por infindáveis eras, desde que estabeleceram uma ordem social em suas sociedades tribais, sempre os levando à discordância, competição (como a história bíblica de Caim e Abel) e, em seguida, de violento conflito. Agora que vocês têm a habilidade técnica de tornarem seu belo planeta inabitável, devido ao despejo de toxinas em seus lagos, rios e oceanos, ou pelo uso destrutivo de explosivos nucleares na guerra global, é essencial que sejam tomadas medidas urgentes para assegurar que essas atividades insanas sejam levadas a um fim.

A grande maioria de vocês deseja viver em paz e cooperação, sem qualquer desejo de uma hierarquia de valores que os separe em grupos artificiais e díspares que competem entre si. No entanto, atualmente, devido à aceleração de seus processos de despertar, cada um de vocês tem enormes quantidades de “coisas” que surgem de uma só vez e que precisam ser reconhecidas pelo que são – antigas memórias de maus-tratos, amargura e ressentimentos que nunca lhes serviram, mas que têm insistido em levá-las consigo vida após vida e que parecem separá-los numa multidão de campos opostos.

Esse comportamento fez com que essas memórias ficassem profundamente enterradas dentro de vocês, muito abaixo do nível de suas consciências afloradas e, de lá surgem repentina e poderosamente, muitas vezes, fazendo com que reajam de forma impensada e talvez, também, violentamente em suas interações com os outros.

A maioria de vocês tem experimentado sentimentos poderosos e inesperados de intensa raiva, surgindo sem razão aparente e agido em conformidade no momento em que surgiram. Mais tarde, ao tomarem consciência de que eram inadequadas, foram envolvidos por um sentimento de culpa e, possivelmente, mais raiva do que aquela que sentiram então, novamente, serão descarregadas.

No entanto, agora, sabendo disso, quando essa raiva surgir dentro de vocês, apenas a reconheçam: “Estou sentindo (uma grande) ou (intensa)” raiva e deixem que ela flua através de vocês sem expressá-la. No início, isso pode ser muito difícil e, poderão se sentir incapazes de se conterem de expressá-la, todavia, na medida em que suas consciências crescem, verão que é apenas um sentimento ou uma emoção, verão que pode se tratar de nada externo, verdadeiramente, seja responsável por tais sentimentos e, então, poderão optar por apenas deixá-los ir porque não é de vocês, são apenas sentimentos que jamais e nunca puderam controlá-los.

Anteriormente, teriam rapidamente e seriamente procurado fora de si uma causa – o resultado da eleição, um projeto de lei inesperadamente grande, um comentário feito por alguém naquele momento ou anteriormente – e então justificado e culpado seus sentimentos sobre esse evento. E é claro que todos vocês tiveram a experiência de estarem zangados com algo que não afetou ninguém da mesma maneira, demonstrando claramente que toda a raiva é oriunda de suas próprias perturbações internas e, realmente, não tem nada a ver com eventos externos.

Quando surgir ira ou raiva, não procurem por uma causa, nem fora de si, nem de velhas lembranças – são apenas pensamentos em suas mentes – em vez disso simplesmente reconheçam-nos e observem como eles fluirão e se dissiparão. Todos vocês estão bem cientes de que a raiva não dura indefinidamente mas, também, estão conscientes de que podem prolongar esse sentimento de raiva, insistindo na sua causa aparente.

No entanto, a causa estará sempre dentro de vocês, surgindo como resultado de um autojulgamento negativo, doloroso e, possivelmente, completamente, inaceitável de um pensamento, palavra ou ação que, quase automaticamente projetaram para outra pessoa ou numa situação externa, a fim de escaparem dela.

A liberação de emoções ou sentimentos indesejáveis é conseguida reconhecendo-as: “Uau, isso é interessante… Intrigante… Perturbador… assustador… ” E descartá-los sem agir sobre eles ou julgá-los.

Como sabem, o Amor é completo em si mesmo e, não tem absolutamente nenhuma necessidade e não sustenta a raiva, a amargura, o ódio, ressentimento ou o desejo de restituição ou vingança. Na verdade, essas características extremamente divisórias do ambiente ilusório em que habitam fecham seus corações ao Amor. É por isso que é absolutamente essencial que, diariamente, vão para seus altares sagrados interiores, e abram seus corações para o Amor que lá reside a todo o momento e convidá-Lo a dissolver tudo aquilo a que estiverem apegados e que não esteja em perfeito alinhamento e harmonia com Ele.

Fazendo isso todos os dias com intenção e integridade, deixando ir todo julgamento e condicionalidade, trará grandes mudanças interiores a vocês. Ao fazerem isso, encontrarão a paz e contentamento na medida em que o Amor próprio e a auto aceitação crescem dentro de vocês. E, claro, porque todos são UM, ao se mudarem, mudam o mundo, que é o que tantos de vocês têm tentado fazer, exigindo ou forçando outros a mudarem.

Só podem mudar a si mesmos, mas quando fazem isso, o mundo inteiro muda!

Seu irmão amoroso,

Jesus.

 


Fonte: John Smallman | You can only change yourselves, but when you do the whole world changes!
Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge

Via: Sementes das Estrelas: JESUS – “SÓ PODEM MUDAR A SI MESMOS, MAS QUANDO O FAZEM, O MUNDO INTEIRO MUDA!” – 27.02.2017#more#more

ENCONTRANDO A LUZ DO AMOR ATRAVÉS DOS CONFLITOS FAMILIARES…

familia-tarsila-do-amaral-1925

Compreendendo as relações familiares

Mãe Maria-Chama Trina_Cláudio Gianfardoni

Mãe Maria

Canalizado por: Thiago Strapasson e Michelinha OM

 

Que as bênçãos do amor tragam paz aos seus corpos, mentes e corações.

Amados filhos, hoje trago a vocês a mensagem da humildade e da simplicidade como exemplo a ser observado nas manifestações de amor em volta de vocês diariamente.

Observem por breve instante em volta de vocês, todas as manifestações de entrega abnegada a serviço da sua paz e do seu equilíbrio.

Àqueles que são agraciados com a companhia de animais de estimação em seus lares, observem o amor que esses animais dedicam a vocês de forma a trazer o exemplo da simplicidade e da humildade, simplesmente estando presentes para os dedicarem o amor que vocês buscam dentro de vocês mesmos.

E aos filhos que possuem crianças em seus lares, que possuem outras pessoas em convívio, observem de forma atenta, meus filhos, o amor que esses também enviam a vocês diariamente, estando presentes em suas vidas, mostrando tantas lições para que vocês observem a si mesmos e sejam levados cada vez mais a se transformarem em pessoas melhores, mais compassivas e mais compreensivas.

Venho aqui lembrar a vocês de que estão rodeados de manifestações de amor e paz, de oportunidades de olhar para vocês mesmos através dessas relações, que trazem a vocês os exemplos de dedicação e inspiração para que possam ver em todas essas companhias, aquilo que falta em vocês, filhos.

A energia do amor está presente em todas as relações. Vocês não conseguem observar com os olhos físicos, amados, mas sentem os impulsos emocionais que são os avisos de que o coração está sendo tocado a despertar o chamado para o amor.

Nas relações que trazem aprendizados, lições e também lágrimas de superação de seus aspectos inferiores, todas estão presentes nas vidas de vocês para abrirem os seus corações à conexão com o amor.

É através das relações mais próximas que vocês são chamados a olhar para aquele Eu que vocês tentam esconder, dentro das aparências aceitas pela sociedade, filhos.

Eu, como mãe de Jesus, estive inserida nessa experiência, a observar a transformação de meu filho, que desde pequeno fora chamado pelas pessoas de nosso convívio de O Messias, daquele que veio para despertar a humanidade, para salvar a humanidade. Mas filhos, ele ainda estava fechado à essa realidade no coraçãozinho dele. Mas os chamados estavam presentes na vida dele, como repetições incessantes aos ouvidos dele já cansados de ouvir. Ele ainda não estava pronto para essa verdade, e assim saiu em busca de estabelecer outras relações, que acabaram por mostrá-lo o verdadeiro caminho a que veio a esse planeta.

Mas filhos, aquelas relações familiares mais próximas, dos irmãos, do pai e da mãe dentro do lar, estão sempre presentes para nos mostrar os aspectos que devemos superar, os quais muitas vezes ainda não estamos prontos a olhar. Mas que, depois da caminhada pela vida, retornamos para então podermos absorver aquele ensinamento, e então olharmos para dentro de nós a superar os últimos aspectos que nos prendem à vida de sofrimento.

Ao retornar ao lar, após a experiência no deserto, meu amado filho já era outro em personalidade, em atitudes e relacionamento com os irmãos no lar. A experiência que teve ao retornar de sua caminhada em busca do encontro com ele mesmo, foi transformadora na sua vida. Mas ainda era necessário algum período de convívio no lar, no berço da sua essência na vida material, e foi onde teve a oportunidade de ouvir essa mãe que tanto tentava falar-lhe ao coração. Foi quando ouviu os irmãos. Foi quando transmutou todas as relações familiares estabelecidas na matéria, para então seguir ao que foi destinado naquela encarnação. Foi onde encontrou forças e transmutou os aspectos que o mantinham preso ao velho Eu. E então saiu em sua jornada levando a palavra de Deus e a Verdade para todos em sua caminhada.

As relações dentro do lar, com os animais, com as pessoas, quando observadas com gratidão, com o sentimento de despertar do coração aberto a absorver todo esse amor, são simplesmente maravilhosas fontes de luz e aprendizado, que estão sempre presentes a nos dar o suporte necessário na nossa caminhada, mas que, para conseguirmos realmente absorver todo o amor contido nessas formas de energia presentes em nossas vidas, devemos abrir o chamado do coração, devemos estar despertos e com o sentimento de simplicidade, humildade e gratidão dentro de nós, a brotar para se tornar aquele novo ser que, com muita atenção, observará a absorverá a energia amorosa dessas relações.

É através das experiências que obtemos na caminhada pela vida, filhos, que estaremos preparados a observar, a sentir e a agradecer pelas nossas relações do lar, a sentir as energias benéficas que surgem desses aprendizados do lar e da transmutação dessas relações, do olhar às diferenças e do trabalho para que essas sejam aceitas com muito amor, transmutando aqueles aspectos que ainda restam dentro de nós após tantos aprendizados pela vida.

Eu os digo que de todas as relações que vivenciamos no berço familiar estão os indícios a nossa superação, aqueles aspectos que trouxemos com a missão de transmutar, de nos elevar em amor.

Pois o momento, filhos amados, é de transcender as relações familiares que por tanto tempo os mantiveram presos ao ciclo de encarnações. Relações essas que foram trazidas a vocês justamente para que pudessem aprender mutuamente como ter um olhar compassivo a partir de tudo aquilo que os restringia.

Eu sei meus filhos, que na família há muito amor, há muito carinho, mas há também muitos vínculos enérgicos que nos prendem a antigos hábitos, que nos colocam no círculo de restrição da matéria. Pois é no círculo familiar que estão os principais aspectos de nossa própria superação. Ali, apesar do amor que existe, estão os pontos que justamente nos prendem ao círculo de vidas.

O que necessitamos fazer é nos superar nesse círculo, transcender, para que possamos ao final nos encontrar livres de todo e qualquer aspecto que esteja vinculado a nossa memória cósmica e de vidas passadas. Superando as lições que nos impõe o círculo familiar estaremos a transcender os aspectos que nos vinculam à matéria e à antiga grade de sofrimento.

Cada encarnação, cada vida, é cuidadosamente planejada para que possa nos trazer um pouco mais de nossa própria restrição. Porque quando vieram a esse mundo vocês se estudaram, se analisaram, e concluíram justamente os pontos, os vínculos que necessitavam romper para se libertar da roda de vidas e vidas.

E na família, justamente, foi onde decidiram agregar um pouco mais dessa energia que necessitam superar em vocês mesmos, dos vícios interiores, para que justamente eles se sobressaiam, se ressaltem, e então todos possam conjuntamente se ajudar a superar aquilo que já era uma restrição interior, mas que agora necessita ser trabalhado para a liberação.

Atentem-se, filhos, aos costumes, as maiores restrições que afligem seu círculo familiar, pois ali terão um indício daquilo que precisam transcender dentro de vocês mesmos. Por isso, meus filhos, a compaixão, a paciência, o amor é tão exigido dentro da família de nascimento ou de criação, pois ali há espelhos a refletir seus próprios vícios interiores.

No âmbito familiar, amados, há, além do amor, tantas disputas entre os membros porque ali há justamente os irmãos que são capazes de tocar no nosso ponto mais profundo de dor, naquilo que nos recusamos a olhar dentro de nós mesmos. Há espelhos a nos apontar, são os mestres de nossa vida que, por isso, precisamos ancorar o entendimento, a compaixão, o olhar amoroso tão necessários, amados.

Foi, por isso, então, que meu filho Jesus voltou ao Lar após a peregrinação no deserto, pois ele veio se buscar, observar onde estava suas maiores dificuldades interiores. Mas teve humildade de o fazer com simplicidade, com compaixão, reconhecendo que as dores e dificuldade que vivenciava eram suas e não de seus irmãos. E nesse olhar ele se libertou para seguir seu caminho purificado, liberto de suas próprias restrições.

Ancorem esse exemplo, meus amados, e sempre que retornarem ao seu lar familiar, aproveitam a oportunidade de buscar suas aflições, seus medos, suas dores, mas, acima de tudo, busquem o amor, a compaixão, sempre conscientes que todo desafio, toda disputa, jamais é externa, mas sempre será interior no sentido de encontrarmos nossa própria libertação.

Estejam em paz, filhos, sou sua Mãe Maria e derramo sobre vós as minhas bênçãos de mãe amorosa estendendo o meu manto de proteção a iluminar os vossos caminhos.

Sou Maria sua Mãe

 


Canais: Thiago Strapasson e Michelinha OM – 18 de fevereiro de 2017
Fonte: http://coracaoavatar.blog.br/ e http://verdadetransmutadora.blogspot.com.br/

Via: Verdade Transmutadora: Compreendendo as relações familiares – Mãe Maria

HÁ MOMENTOS EM QUE PARECE IMPOSSÍVEL IR ADIANTE…

momentos-dificeis

11 coisas para lembrar quando passar  por tempos difíceis

11 Things To Remember When Going Through Tough Times

Por:  Katherine Hurst

Todas pessoas passam por períodos em que se sentem empacados, frustrados e para baixo. Entretanto, encontrar um modo de emergir a partir do outro lado dessas experiências é vital para você, finalmente, manifestar a vida que quer. Aqui seguem 11 coisas inspiradoras e estimulantes para você se lembrar, quando  estiver atravessando tempos difíceis.

  1. Tudo muda – sua história está evoluindo constantemente. Então, mesmo que você não tenha certeza do que fazer para melhorar as coisas de imediato, apenas saiba que você não irá se sentir empacado sempre.
  1. Você já superou desafios no passado.  Você tem o poder, a engenhosidade e as habilidades com a solução problemas para superar este também.
  1. Mesmo quando você se sente empacado, existe algo de valioso para aprender com a sua situação. O que você pode aprender com ela?
  1. Se você olhar para trás, poderá se lembrar de alguma vez em que não conseguir o que você queria o levou a um caminho para algo ainda melhor. Algumas vezes, não conseguir o que acredita que quer pode ser uma benção disfarçada.
  1. Dê-se a permissão e simplesmente divirta-se algumas vezes. Faça algo que o faça rir, seja brincalhão e infantil e passe o tempo com pessoas que sabem como colocar um sorriso em seu rosto.
  1. Cuidar de si mesmo é essencial para o seu bem estar geral. Ser gentil com si mesmo é a melhor maneira de estimular a cura física e psicológica. Algumas vezes, apenas um dia longe das suas obrigações é o que você precisa para reforçar a sua resiliência e ficar “descolado”.
  1. Tente se fechar para a negatividade das outras pessoas – seja ela direcionada a você ou ao mundo em geral, não vale a pena se preocupar. A negatividade é tóxica, então feche o seu coração para ela e foque-se em suas próprias reservas de positividade.
  1. Você possui dúzias de aptidões excepcionais como pessoa. Pergunte a um amigo próximo ou membro da família o que ele aprecia em você ou, simplesmente, faça uma breve lista dos pontos fortes que você sabe que tem. Esses são os atributos exatos, que o ajudarão a sair de qualquer impasse.
  1. Tudo é possível. O mundo encerra recursos ilimitados, com os quais você pode trabalhar e a única coisa a limitá-lo é a sua imaginação e autoconfiança. Acredite na vida que você quer criar, e saiba que você pode, realmente, manifestar o que deseja.
  1. As coisas verdadeiramente grandiosas, geralmente, levam tempo para chegar ou serem alcançadas. Se você está se sentindo empacado porque está ansioso por alcançar um objetivo, tente ser paciente. Haverá uma boa razão para você estar empacado agora e, com o tempo, tudo lhe será revelado.
  1. Finalmente, há sempre algo para agradecer. Até mesmo passar uns poucos minutos, agradecendo 3 a 5 coisas ocorridas no seu dia, pode lhe mostrar que você não está tão empacado quanto pensava estar. E mesmo que ainda esteja, praticar a gratidão o faz lembrar que aquele breve período de frustração, na realidade, não é a pior coisa do mundo. Seja positivo quanto ao que você tem, e você atrairá mais coisas positivas para a sua vida como resposta.

…………………………………………………………………………………………………………………………..

Katherine Hurst

Katherine Hurst é uma mulher normal, que costumava viver uma vida normal, até que algo aconteceu e mudou sua vida para sempre. Ela descobriu a Lei da Atração e começou um novo capítulo de mudança em sua vida. Ela agora administra a maior comunidade da Lei da Atração do mundo, com milhões de pessoas. Sua missão é compartilhar suas próprias experiências com o uso da Lei da Atração, para inspirar mudança e felicidade nas vidas de todos.


Fonte: THE LAW OF ATTRACTION | 11 Things To Remember When Going Through Tough Times

Tradução e Divulgação: Cida PereiraAFINIDADES ESPIRITUAIS

 

QUANDO VOCÊ SE ACEITA, VOCÊ É CAPAZ DE ACEITAR OS OUTROS…

natureza56

NÃO JULGAMENTO

Por:  Osho

Amado Osho,

Eu estou constantemente me criticando e julgando as outras pessoas. Isso me faz sentir-me dividido e tenso, e eu não posso estabelecer um contacto verdadeiro com as pessoas, ou a natureza. Eu quero abrir o meu coração e não sei como fazer isso.

Por favor, Você pode dizer algo sobre isso?

Toda a nossa educação é tão feia, todo o nosso desenvolvimento é tão errado, que ele joga fora toda a possibilidade do seu crescimento interior e lhe dá idéias estúpidas que não têm nenhuma relevância no que tange à sua alegria, à sua compreensão e à sua maturidade.

A toda criança se diz, de mil modos, para criticar a si mesma, assim, isso não é apenas um problema seu. Se diz sempre a ela que ela está errada em tudo. Devagar, devagarinho, ela pega a doença de criticar a si mesma. E uma pessoa que se critica não pode perdoar os outros.

Como você pode perdoar? – pelas mesmas razões, ela critica os outros. Toda a sua vida simplesmente se torna uma condenação – condenar-se, condenar os outros.

Então, o amor se torna impossível, a amizade se torna impossível, e ela simplesmente sofre. E o que ela está criticando é tão absurdo!

Uma criança entrou correndo apressada em casa, foi diretamente para a cozinha e disse para a mãe: “Meu Deus! Deve ser pela graça de Deus que eu estou salva. Um leão estava me seguindo da escola até aqui. Ele está parado lá fora.”

A mãe disse: “Quantos milhões de vezes eu já lhe disse para não exagerar?” – ela está dizendo “Quantos milhões de vezes eu lhe disse para não exagerar?” – “Onde você pode encontrar um leão na cidade?”.

O garoto disse: “Talvez, por medo, parecesse grande. Mas é certamente um cão muito perigoso.”

A mãe disse: “Agora você está voltando ao senso. Se ele fosse perigoso, você não estaria aqui.”

Ele disse: “É verdade. De fato, é um cachorrinho.”

Mas a criança fez o comentário: “Eu estava exagerando, e isso é errado. E você? Você disse: ‘Quantos milhões de vezes você me disse…’.”

Eu estava em Calcutá, na casa de um amigo, de onde eu estava indo para uma conferência. Eu estava sentado com ele em seu carro e nós esperávamos sua esposa. Ele estava tocando a buzina. Ela veio muito brava até a janela e disse: “Já lhe disse mil vezes que estou indo em um minuto!”.

Eu disse ao meu amigo: “Isto é algo… – um milagre! Ela já lhe disse mil vezes que está vindo em um minuto. Na verdade, em um minuto, não se pode dizer isso mil vezes. E ela tornou a desaparecer no banheiro.”

O homem disse: “Você não sabe o quanto ela exagera. E essa doença me pegou também. De vez em quando eu, de repente, vejo que estou exagerando; e é exatamente a minha esposa…”

Os pais vivem fazendo tudo aquilo que eles criticam no filho. E ele fica observando – e a observação dele é muito mais clara. Sua inteligência ainda está aumentado: ele pode ver que a mesma coisa pela qual ele está errado, os pais estão certos. Eles estão vendo televisão até tarde da noite – eles estão certos -, e ele deve ir dormir antes das nove horas. Pouco a pouco ele fica acostumado a essas coisas e começa a sentir: “Eu sou um errado. Tudo que eu faço é errado.”

Certa vez, eu perguntei ao meu pai: “Você me dirá uma vez, algum dia, só uma vez: ‘O que você está fazendo está certo.’? Será que você não pode ver que é impossível se fazer tudo errado durante vinte e quatro horas por dia, trezentos e sessenta e cinco dias por ano… tudo errado? Se isso é verdade, eu realmente estou realizando algo miraculoso. Faça uma exceção – só uma vez, diga-me: ‘O que você está fazendo está certo.’”

Ele ficou chocado, porque ele compreendeu o significado do que eu estava dizendo, que é impossível que eu pudesse fazer tudo errado.

Mas os pais gostam da ideia, porque ela é muito preenchedora: é a sede de poder.

Sempre que você diz “Não.” para alguém, sempre que você diz “Você está errado.” para alguém, você se sente poderoso. Alimenta o seu ego e alimenta o ego de todo mundo – dos professores, dos vizinhos. Onde quer que a criança vá, todo mundo usufrui da sede de poder, e a criança é esmagada. E quando tanta gente está dizendo que ela é errada, naturalmente, ela tem de acreditar.

Mas lembrem-se de que, como uma reação, ela começa a julgar os outros. Quando todos a estão julgando, não há nenhuma razão para que ela não julgue os outros. Você a está ensinando a julgar, a julgar a todos – e, tanto quanto possível, a julgar negativamente. Então, ela começa a julgar que os outros estão errados.

E este é o nosso mundo… onde todos estão se julgando errados e julgando aos demais como errados. Como você pode ser amoroso, amigável, confiante? Como você pode abrir o seu coração? Você ficará isolado, ficará completamente fechado, viverá em um mundo que você condena e o mundo o condenará.

Não é esta uma bela situação, mas você tem que compreender; perguntar-me “Como abrir o meu coração?” não é a pergunta verdadeira. A verdadeira pergunta é saber como você conseguiu fechá-lo.

Pare de julgar.

Seja o que for que esteja fazendo, se você gosta do que faz, faça-o. Não existe a questão do julgamento: nenhuma outra pessoa tem o direito de dizer que o que você está fazendo está errado. Se você gosta de fazê-lo, não está ferindo ninguém, não está perturbando ninguém… Mas este é um mundo esquisito…

Desde a minha infância, eu sempre gostei de sentar-me num canto, silenciosamente. Todo mundo que passasse ali, dizia: “O que você está fazendo?”

Eu dizia: “Nada.”

E todo mundo dizia: “Isso não é bom.”

Eu disse: “Isto é estranho: eu não estou fazendo nada, não estou fazendo mal a ninguém – estou sentado neste canto – e você diz ‘Isto não está certo.’. Parece que se tornou um puro hábito seu, condenar, criticar. Mas eu estou desfrutando sentar aqui sem fazer nada, e vou continuar, a despeito do seu julgamento. Não lhe pedi conselho, e dar conselho sem que seja pedido é insensato.”

Pouco a pouco a pessoa tem de se afirmar, deixar claro sua posição.

A menos que eu passe por cima do direito de outra pessoa… – se eu estou fazendo algo de que estou gostando e que não veja ser prejudicial de modo algum, então, eu não permitirei a ninguém julgar-me, porque não se trata apenas da questão deste ato, trata-se de uma questão de toda a minha vida. “Você está me ensinando uma muito sutil doença de julgamento.” E, quando eu condeno a mim mesmo, como posso deixar alguém sem condenação?

Dizem que Mulla Nasruddin chegava em casa e todo dia tinha confusão. Sua esposa suspeitava – e todas as esposas suspeitam… – de que ele estivesse tendo um caso com outra mulher, porque, ao sair de casa, ele parecia tão feliz e saía tão depressa… Ao voltar, ele parecia triste. Certamente, havia algo fora de casa que o atraía. Então, quando ela pendurava seu casaco no cabide, ela olhava no casaco, na camisa, para ver se descobria algum fio de cabelo ou qualquer coisa para provar que ele tinha estado com outra mulher.

Certo dia – durante sete dias ela esteve procurando e não pôde descobrir um único fio -, no sétimo dia, ela desatou a chorar e a berrar: “Isto é demais! Agora você deu para andar com carecas!”

Ora, é muito difícil descobrir uma mulher careca – quase impossível. Eu só vi uma única mulher que era meio careca, não careca. Mas… durante sete dias, nenhum cabelo…!? A conclusão era clara, que ele tinha caído tão baixo que agora estava saindo com carecas. “Não pode encontrar uma mulher com cabelo?”

Se um marido está sentado silenciosamente, então, a esposa fica com raiva. Se ele está lendo os jornais, a esposa fica com raiva – ela toma o jornal e diz: “Eu estou aqui e você está lendo o jornal como se eu não existisse.”

Todo mundo é tão infeliz que quer descobrir alguma razão em algum lugar para explicar a ele mesmo por que ele é infeliz, por que ela é infeliz. E a sociedade lhe deu uma boa estratégia: julgue.

Primeiro, naturalmente, você julga a si mesmo de todo modo. Nenhum homem é perfeito, e nenhum homem jamais pode ser perfeito – a perfeição não existe -, assim, o julgamento é muito fácil. Você é imperfeito, assim, há coisas que mostram sua imperfeição. E, depois, você fica com raiva, com raiva de si mesmo, com raiva do mundo todo: “Por que eu não sou perfeito?”

Depois, você olha apenas com uma só ideia: descobrir imperfeições em todo mundo. E depois, você quer abrir o seu coração… – naturalmente… porque, a menos que você abra o seu coração, não há nenhuma celebração em sua vida; sua vida é quase morta. Mas você não pode fazê-lo diretamente: você terá de destruir toda essa educação, desde suas verdadeiras raízes.

Assim, a primeira coisa é esta: pare de se julgar. Ao invés de julgar, comece a aceitar-se com todas as suas imperfeições, todas as suas debilidades, todos os seus erros, todos os seus fracassos. Não peça a si mesmo para ser perfeito – isso é, simplesmente, pedir pelo impossível e, depois, você se sentirá frustrado. Você é um ser humano, afinal de contas.

Olhe para os animais, para os pássaros; nenhum deles está preocupado, nenhum deles está triste, nenhum deles está frustrado. Você não vê um búfalo dando fricote. Ele está perfeitamente contente, mascando a mesma grama todos os dias. Ele é quase iluminado. Não há nenhuma tensão: há um tremenda harmonia com a natureza, com ele mesmo, com tudo como é. Os búfalos não criam partidos para revolucionar o mundo, para tornar os búfalos em superbúfalos, para tornar os búfalos religiosos, virtuosos. Nenhum animal está interessado nas idéias humanas.

E eles todos devem estar rindo: “O que aconteceu a vocês? Por que você não pode ser apenas você mesmo, como você é? Qual é a necessidade de ser uma outra pessoa?”

Assim, a primeira coisa é uma profunda aceitação de você mesmo.

Eu era constantemente questionado pelos meus professores: “Você nunca sente que você é nocivo?”

Eu dizia: “Eu estou perfeitamente contente. É desse modo que eu sou e eu não quero ser nenhuma outra pessoa.”

Eles diziam: “Isso é esquisito, porque as coisas que você faz deveriam fazê-lo sentir-se culpado.”

Eu perguntava: “Para quê?”

Um dos meus professores estava constantemente falando de intrepidez – que ele era um homem de intrepidez, que ele podia ir na noite escura, dentro da mais densa floresta. Ouvindo-o sempre repetindo isso, eu disse: “Eu desconfio… – porque o senhor está falando muito do seu destemor. E que destemor é esse de ir na noite escura, dentro da mais densa floresta? Isso não é grande bravura. Meu sentimento é que o senhor é um perfeito covarde.”

Ele ficou com muita raiva; ele disse: “Você terá de prová-lo.”

Eu disse: “Provarei. Quando eu digo isso, significa que eu o provarei”. E eu pude ver que ele começou a transpirar imediatamente.

Naquela mesma noite eu tirei a prova. Ele morava numa casinha com telhas de barro – eu sabia onde ele dormia -, assim, eu apenas fui ao telhado da casa, removi uma telha e deixei cair uma falsa cobra amarrada numa corda, devagarinho, até que ela tocasse seu rosto.

Uma ou duas vezes ele empurrou-a para longe, e novamente a cobra tornava a voltar. Então, ele abriu os olhos, meio dormindo no meio da noite… e uma cobra comprida e perto do rosto… e ele gritou. Eu jamais tinha ouvido tal grito! Aquilo era realmente um grito primal. Tive que puxar a minha cobra e sair correndo.

No dia seguinte, ele chegou à classe, mas suas pernas ainda estavam tremendo; o medo da cobra tocando seu rosto… Ele começou a ensinar e eu disse: “Antes, as primeiras coisas.”

Ele perguntou: “Que primeiras coisas?

Eu disse: “Que diz da noite passada? O senhor queria que algo fosse provado.”

Ele disse: “Então, você estava por trás daquilo?”

Eu disse: “Eu não estava por trás daquilo, eu apenas olhava o que a cobra estava fazendo ao senhor.”

Ele disse: “Você estava lá!?”

Eu disse: “Eu sei de toda a história; o senhor não pode escondê-la. Sei até sobre o seu grito que acordou toda a vizinhança; todo mundo sabe.”

“Mas” – ele disse – “você está dizendo isso tão definitivamente – porque eles devem ter ouvido um grito; mas quando eles todos entraram, a cobra tinha sumido. Nós vimos que uma telha tinha sido afastada, assim, a cobra devia ter fugido.”

Eu disse: “O senhor está certo: aquele foi o local por onde ela veio e por onde ela saiu. E, se o senhor realmente quer a prova…” – eu puxei a cobra da minha mala e mostrei a ele que aquela era a cobra. “O senhor é um homem tão destemido… e esta é uma cobra de borracha. E ela apenas tocou o seu rosto – duas, três vezes, não mais – e um tamanho grito veio do senhor. Eu não esperava que isso criasse tanto medo no senhor.”

Ele ficou tão envergonhado que naquele mesmo dia ele se demitiu e saiu da cidade, porque todos estavam perguntando a ele: “O que aconteceu com a cobra? Ela era de verdade? – porque alguém disse que era uma cobra de borracha e que um certo garoto da sua turma aceitou seu desafio.” A cidade inteira estava falando, e ficou tão difícil para ele, que ele foi embora.

Ele me encontrou dez anos mais tarde, numa estação ferroviária. Ele tentou não me reconhecer. Eu disse: “Não tente não me reconhecer, porque eu ainda tenho a cobra na minha mala. Tenho estado a sua cata durante dez anos. Guardei-a comigo. Onde o senhor esteve durante dez anos?”

Ele disse: “Fale baixo. Não fale tão alto, porque neste lugarejo eu tornei-me um professor e eu não quero que a mesma história se espalhe aqui. E por que você veio aqui?”

Eu disse: “Eu não vim aqui, estou apenas passando por aqui de trem, e o trem está esperando que um outro trem passe. Vendo o senhor, eu saí. Mas, e sobre o seu destemor?”

Ele disse: “Eu abandonei aquela idéia. Uma coisa boa que você fez foi me fazer abandonar uma falsa idéia, de que eu sou destemido. Você deixou isso claro para mim, que é o meu medo que eu estou reprimindo com a idéia de destemor. Eu fiquei com raiva de você, mas agora eu me sinto agradecido. Você fez bem.”

Eu disse: “Eu me diverti bastante. Não preciso de nenhuma gratidão, de nenhum agradecimento do senhor.”

Ele também perguntou: “Você não sente às vezes que está fazendo coisas que não são corretas?”

Eu disse: “Eu jamais senti isso. Eu simplesmente faço as coisas que gosto. Nesta vida curta, quem vai se incomodar e perder tempo imaginando se é certo ou não? Eu apenas não faço mal a ninguém. Eu não lhe fiz mal. Aquele grito que saiu de você, foi bom – ele deve ter limpado todo o seu ser. Ele deve ter tirado muita sujeira de dentro de você com ele.”

Eu jamais julguei, assim, eu não sei a experiência exatamente. Quando você diz que você se julga, isso é tomado emprestado. As pessoas julgaram-no, e você deve ter aceito suas idéias sem nenhuma investigação. Você está sofrendo de todas as espécies de julgamento das pessoas, e você está jogando esses julgamentos nas outras pessoas. E todo esse jogo desenvolveu-se além da proporção – a humanidade inteira está sofrendo disso.

Se você quiser livra-se disso, a primeira coisa é esta: não se julgue. Aceite humildemente sua imperfeição, seus fracassos, seus erros, suas faltas. Não há nenhuma necessidade de fingir outra coisa. Seja você mesmo: “É assim mesmo que eu sou, cheio de medo. Eu não posso andar na noite escura, não posso ir lá na densa floresta”.

O que há de errado nisso? – é humano.

Uma vez que você se aceite, você será capaz de aceitar os outros, porque você terá um clara visão interior de que eles estão sofrendo da mesma doença. E a sua aceitação deles, os ajudará a aceitarem-se.

Nós podemos reverter todo o processo: aceite-se. Isso o torna capaz de aceitar os outros. E porque alguém os aceita, eles aprendem a beleza da aceitação pela primeira vez – quanta tranquilidade se sente! – e eles começam a aceitar os outros.

Se a humanidade inteira chegar ao ponto onde todo mundo é aceito como é, quase noventa por cento da infelicidade simplesmente desaparecerá – ela não tem fundamentos – e os seus corações se abrirão por conta própria e o seu amor estará fluindo.

Neste exato momento, como você pode amar? Quando você vê tantos erros, tantas fraquezas… – como você pode amar? Você quer alguém perfeito. Ninguém é perfeito, assim, você tem de aceitar um estado de não-amor, ou aceitar que não importa se alguém não é perfeito. O amor pode ser compartilhado, compartilhado com todas as espécies de pessoas. Não faça exigências.

O julgamento é feio – ele fere as pessoas. Por um lado, você vai machucando, ferindo-as; e por outro lado, você quer o amor delas, seu respeito. Isso é impossível.

Ame-as, aceite-as e, talvez, seu amor e respeito possa ajudá-las a mudar muitas de suas fraquezas, muitas de suas falhas – porque o amor lhes dará uma nova energia, um novo significado, uma nova força. O amor lhes dará novas raízes para se erguerem contra os ventos fortes, um sol quente, a chuva forte.

Se apenas uma única pessoa o ama, isso o faz tão forte, que você nem pode imaginar. Mas, se ninguém o ama neste vasto mundo, você fica simplesmente isolado; então, você pensa que é livre, mas você está vivendo numa cela isolada em uma cadeia. É que a cela isolada é invisível; você a carrega consigo.

O coração abrirá por si mesmo.

Não se preocupe com o coração.

Faça o trabalho preparatório.

 
______________________________________
OSHO, The Transmission of the Lamp, # 1
FONTE: http://www.oshosukul.com/nao_julgamento.htm


VIDEO: JULGAMENTO…

LINK YOUTUBE


Via: ♥ De Coração a Coração ♥: OSHO – NÃO JULGAMENTO

A ESCALA DA CONSCIÊNCIA HUMANA…

escala-da-consciencia-humana

A ESCALA HAWKINS DA CONSCIÊNCIA

Por: muito alem

 

01

A medição e a determinação matemática de níveis de consciência dos seres humanos é um dos trabalhos pioneiros e mais interessantes do médico psiquiatra americano David R. Hawkins (1927-2012), trazidos ao público em grande parte no livro “Poder contra Força: Uma Anatomia da Consciência – Os Determinantes ocultos do comportamento humano” (Power vs Force: The Hidden Determinantes of Human Behaviour), de 1995.

Hawkins realizou várias pesquisas usando a Cinesiologia e relacionou os níveis de consciência em estratificações que contém algumas semelhanças com, por exemplo, as estruturas dos chakras do Yoga e dos latiaf do Sufismo (ou de outras escolas espirituais e abordagens psico-espirituais).

“No livro “Poder vs Força: Os Determinantes Escondidos no Comportamento Humano”, David Hawkins revela algumas propriedades fascinantes da consciência humana. Neste trabalho, ele criou e calibrou um mapa enormemente útil da consciência humana, um mapa que deveria, muito apropriadamente ser chamado de “Escala Hawkins da Consciência”.

Hawkins começou a sua prática de psiquiatria em 1952, e então descobriu o poder da Cinesiologia, a ciência que obtém respostas diretamente da mente subconsciente de uma pessoa através de um teste muscular.

A MENTE SUBCONSCIENTE

A mente subconsciente (ou inconsciente) é um segmento da sua gama total de consciência. A mente subconsciente armazena recordações e questões emocionais. Ela controla o sistema nervoso involuntário que administra sistemas como respiração, digestão e metabolismo.

Também está em comunicação com o universo como um todo. Em particular, está conectada com a mente global, ou inconsciente coletivo da humanidade.

Com a Cinesiologia, as mentes conscientes das pessoas são isoladas para que se recebam respostas claras diretamente das suas mentes subconscientes. Os testes são mecanicamente muito simples. Os indivíduos testados deixam um braço estendido horizontalmente ao lado do corpo enquanto a pessoa designada como testadora lhes diz para resistirem aos esforços para baixar o braço com cada pergunta. Se o braço permanece forte e fica horizontal, então a resposta da mente subconsciente do indivíduo é afirmativa. Se o braço se move para baixo devido à fraqueza, então a resposta é negativa.

Por exemplo, se testar um indivíduo para que resista enquanto alguém lhe diz: “Você tem um corpo humano”, o seu braço permanecerá forte. Se mudar a declaração para: “Você é um corpo humano” o braço ficará fraco, pois esta é uma declaração incorreta.

MAIS DO QUE UM CORPO FÍSICO

A razão para isto é que nós, como espíritos, apenas habitamos os nossos corpos físicos. Nós não somos os nossos corpos, embora o nosso ego tenda a considerar-nos apenas como aquele que nós vemos no espelho. A mente subconsciente sabe que a verdadeira resposta é: “Você tem um corpo humano”.

OS DOIS HEMISFÉRIOS

John Diamond, M.D., outro antigo investigador em Cinesiologia, observou casos onde os hemisférios direito e esquerdo do cérebro de uma pessoa  trabalhavam. O hemisfério esquerdo do cérebro normalmente é usado para pensamento analítico e atividade verbal, enquanto o hemisfério direito é usado para atividades intuitivas e artísticas e para a orientação espacial.

OS CAMPOS DE ATRAÇÃO DO SUBCONSCIENTE

Nos casos raros onde ambos os hemisférios estavam trabalhando igualmente juntos, John Diamond descobriu que a pessoa exibia uma criatividade que ele denominou como a funcionalidade mais alta de um ser humano.

O trabalho do Hawkins centra os níveis de consciência ao redor de valores-chaves fundamentais da vida humana, principalmente a Integridade e a Verdade, sinônimos entre si e capazes de carregar o ser humano por todos os níveis, até o da iluminação e o da não-dualidade — como os de Buda, que, segundo ele, sustentava o nível 1000.

Segue um trecho do livro, onde Hawkins faz relações entre supostos níveis de consciência e seus efeitos:

“Embora apenas 15% de toda a população do mundo esteja acima do nível crítico 200 de consciência, a força coletiva desses 15% tem o peso para contrabalancear a negatividade dos 85% restantes da população mundial. Devido ao fato da escala de força avançar logaritmicamente, um simples Avatar em um nível de consciência de 1.000 pode, na verdade, contrabalancear totalmente a negatividade coletiva de toda a humanidade. Um indivíduo que vive e vibra na energia do otimismo e da disposição de não julgar os outros (nível 300) irá contrabalancear a negatividade de 90 mil pessoas que estão calibradas nos níveis mais baixos de força. Um indivíduo que vive e vibra na energia do puro amor por toda a vida (nível 500) irá contrabalancear a negatividade de 750 mil pessoas que estão calibradas nos níveis mais baixos de força. Um indivíduo que vive e vibra na energia da iluminação, graça e paz infinita (nível 600) irá contrabalancear a negatividade de 10 milhões de pessoas que estão calibradas nos níveis mais baixos de força (aproximadamente 22 desses sábios estão vivos hoje). Um indivíduo que vive e vibra na energia da graça, do espí­rito puro além do corpo, num mundo de não-dualidade e unidade completa (nível 700), irá contrabalancear a negatividade de 70 milhões de pessoas que estão calibradas em níveis mais baixos de forca (aproximadamente 10 desses sábios estão vivos hoje).”  -Dr David R. Hawkins, em “Força e Poder”

David Hawkins descobriu que a Cinesiologia poderia ser uma avenida fascinante para o desconhecido, e ele começou a intuir o que ele chamou de “campos de atração no subconsciente”.

Campos de Atração são aquilo a que Carl Jung chamou arquétipos. Eles são criados pelos esforços de grupo de milhões de mentes no inconsciente coletivo e geram uma fascinação para as pessoas por causa do seu tamanho cumulativo.

O POTENCIAL DA CINESIOLOGIA

Justamente quando a sua atividade terapêutica se tornou excessiva, com cinquenta terapeutas e outros empregados trabalhando para ele, Hawkins abandonou tudo por uma vida de pesquisa. Em vez de tratar um paciente de cada vez, Hawkins quis descobrir como todos poderiam ser ajudados pela promessa e pelo potencial da Cinesiologia.

A sua pesquisa, durante vários anos, provou conclusivamente a mesma coisa que as novas físicas teóricas estão a começar a dizer: que tudo no universo está conectado. Com a Cinesiologia, ele confirmou que, para qualquer pergunta que for feita, se houver uma resposta em algum lugar do universo, ela chegará até si.

CALIBRAR OS NÍVEIS DE CONSCIÊNCIA

Ele também montou um sistema de calibração dos níveis de consciência humana. Atribuindo os números de 1 ao infinito como uma possível escala de valores de consciência, ele logo percebeu que teria que utilizar o logaritmo dos números, em vez dos números simplesmente. Isto é porque o poder da consciência a níveis mais altos é muito vasto se comparado com o poder da consciência a níveis mais baixos.

Quando se utiliza um sistema logarítmico de base-dez, o número 4 não é apenas duas vezes maior que o número 2. O logaritmo de 4 é 10.000 contra o valor do logaritmo de 2 que é só 100. Um nível de consciência de 300 não é apenas duas vezes maior que o nível de 150, o nível de 300 significa 10 elevado a 300; ou seja, o número 1 com 300 zeros depois dele!

O NÍVEL CRÍTICO DE CONSCIÊNCIA

Além disso, Hawkins descobriu que o nível de consciência de 200 é um nível crítico. Uma média global de 200 ou mais é necessário para sustentar a vida neste planeta sem que ele afunde em uma eventual autodestruição.

Desde meados dos anos 80, ele informa que a média global da humanidade na sua escala, subiu um pouco acima do nível 200 crítico. Isto, é claro, representa outra descoberta que confirma a existência de uma mudança em curso no nosso nível de consciência.

Ele começou então a cogitar sobre quantas pessoas de mais alto nível de consciência estariam compensando as pessoas que vivem abaixo do nível crítico de 200. Por exemplo, considere que 800 milhões de pessoas no mundo têm fome, com muitas delas vivendo num nível próximo da miséria total. A consciência num estado de desespero atinge apenas um nível de 50 na escala. Até mesmo a raiva e o ódio atingem um nível mais alto de frequência que a depressão profunda experimentada por aqueles que vivem sem perspectivas de esperança.

“Portanto, aqui estamos, no planeta Terra, uma humanidade coletiva, nadando duramente através da vida para tentar manter o nosso queixo coletivo acima do nível crítico de 200, trabalhando pelo dia em que a fome e o desespero serão erradicadas de uma vez por todas do nosso mundo.” (…)

SERVIR É ELEVAR O NOSSO NÍVEL DE CONSCIÊNCIA

“O que podemos fazer para ajudar? Conforme elevamos o nosso nível de consciência, contribuímos cada vez mais para a qualidade espiritual da mente global. Portanto, o nosso maior serviço à humanidade é, paradoxalmente, o desenvolvimento da nossa própria consciência.

Como exatamente é que isso pode ajudar o mundo? Voltando à ciência moderna e aos seus sistemas de numeração, juntamente com a preferência de hoje para resumos explicativos muito práticos, aqui está o resultados dos testes. 

Um indivíduo com um nível mais alto de consciência compensa o peso de muitos, muitos indivíduos que estão abaixo do nível crítico de 200. Abaixo do nível 200 estão os campos de atração da vergonha, culpa, apatia, aflição, medo, desejo, raiva e orgulho. Bem no nível 200 crítico vem a coragem e a sua habilidade para fortalecer o ego, para retirá-lo da condição de vítima inerente às mais baixas frequências.

A um nível de 300, uma pessoa elevou-se acima de muitas emoções de conflito para alcançar um certo estado de não-julgamento e sentir otimismo. Ao nível de 300, uma pessoa, dentro da mente global, compensa o peso de um total incrível de 90.000 pessoas que estão abaixo do nível 200. Tal é o poder de estados mais altos de consciência.

A um nível de 400, o indivíduo alcança uma atitude um pouco mais harmoniosa que traz aceitação e perdão. Além disso, ele ganha um raciocínio mais aperfeiçoado que traz compreensão e significado para a vida. Este não é um nível difícil de alcançar. Por exemplo, a perseguição do objetivo de um ensino superior e de uma profissão funciona ao nível 400, onde uma pessoa compensa o incrível peso de umas 400.000 pessoas que estão abaixo do nível 200.

Para alcançar o nível de 500, uma pessoa precisa de estar espiritualmente consciente. A este nível, o amor incondicional e o perdão incondicional ficam mais vivos e bem mais encaixados na nossa realidade. Aqui, uma pessoa contrabalança 750.000 pessoas que são abaixo do nível 200.

Quando uma pessoa praticou meditação longa e diligentemente o suficiente para atingir consciência de felicidade ao nível 600, ela está, naquele momento, contrabalançando 10 milhões de pessoas abaixo do nível 200.

Será preciso uma razão mais forte para desenvolvermos as nossas faculdades interiores? Veja apenas o nível maravilhoso de serviço que cada avanço no nível de consciência traz ao nosso mundo. E tudo isto apenas por ser o que se é, e por aquilo em que nos podemos tornar. Antes mesmo de começar a ajudar as pessoas fisicamente, ajudemos a fazer do mundo um lugar melhor através do nosso apoio e ação direta. Este nível maravilhoso de serviço é o efeito direto do nosso nível de consciência num mundo que tem sentido uma enorme fome, por tanto tempo, de pensamento espiritual e de energia espiritual.”

Um excerto do livro, “The Shift: The Revolution in Human Consciousness” de autoria de Owen Waters, Editora Infinite Being News.

“Todos nós caminhamos pela vida como um pacote constituído de corpo e mente. Enquanto todos nós estamos conscientes, o nível das nossas funções da consciência (que são subjetivas) variam de pessoa para pessoa. A realidade é imensamente complexada com sistemas solares, galáxias, luas e sóis, mas também com reações químicas, partículas, bactérias e ecologia. A vida esta toda em torno de nós, grandes e pequenos. Todos nós somos uma criação e nós estamos de alguma forma vivos em uma galáxia que é aparentemente sem vida. Sua consciência é um dom, ou um pouco de sorte como você pode achar. Consciência é sua capacidade de vigília para participar na vastidão da vida em vez de apenas ficar operando internamente, dentro de sua própria mente.”

-Mikey O’Connell

Nível de consciência é o estado em que o ser humano toma suas decisões diferente de emoções que são passageiras. Todos nós passamos por esses estados durante situações diferentes. Todos os dias. Em determinadas situações nós comportamos de maneiras diferentes.

Conforme o nível do ser humano, há níveis onde ele toma MAIS decisões na sua vida, tem um determinado comportamento, o que revela o seu verdadeiro nível de consciência NO MOMENTO.

Dr David Hawkins, médico psiquiatra, espiritualista, autor de inúmeros livros identifica três níveis de consciência: “consciência do medo, consciência moral-ética e consciência espiritual.

Por esses três níveis passam os sentimentos de vergonha, culpa, apatia, tristeza, medo, desejo, raiva, orgulho, coragem, confiança, neutralidade, vontade, aceitação, compaixão, prazer, razão, amor, alegria, paz, iluminação espiritual.” Especificamente no nível de consciência espiritual onde  atingimos intimidade com Deus, e o que Ele quer que façamos.

VERGONHA: É o estado mais baixo de consciência do ser humano, é o que tem menos energia. Uma pessoa com vergonha não toma decisões, não interage com outros seres humanos, e não tem experiências na vida, o que dificulta essa pessoa de aprender, por conta própria o que funciona ou o que não funciona.

Em seu nível mais sutil se manifesta como timidez, num nível extremo de vergonha a pessoa quer desaparecer, até suicidar-se. Pense nesse nível como o nível do extremo ódio pessoal.

CULPA: É um estado um pouco mais elevado que a vergonha, já que, para sentir culpa a pessoa tem que fazer alguma coisa. Uma pessoa com esse nível de consciência cria muito pouco, normalmente faz papel constantemente de vitima, culpa todos pelo seu fracasso,etc. Raramente tenta fazer alguma coisa nova, vive de recordações passadas de culpa e sente-se muito mal com isso. Pessoas extremamente religiosas vivem em culpa. Você pensa em si mesmo como um pecador, incapaz de se perdoar por transgressões do passado.

APATIA:   Vitimização e  ausência de esperança. O estado do desamparo aprendido. Muitos sem-teto estão presos aqui. Além de ser o estado que representa uma visão muito conveniente da sociedade, quando descrita como a sociedade da vitimização. As pessoas no estado de apatia, encontram-se paralisadas diante das circunstancia da vida.

DOR/SOFRIMENTO: É um estado de tristeza e perda perpétua. Normalmente você cai aqui quando enfrenta uma enorme perda na vida. Depressão.  Só está acima da apatia pois aqui você está começando a se livrar da paralisia pesada que existe na escalada. O sofrimento mexe e muda as pessoas, e muitas vezes lhe tira do estado de total apatia.

MEDO: Você vê o mundo como perigoso e inseguro. Você pode existir em um estado de paranoia, sob constante preocupação e estresse de sua realidade atual. Para subir acima deste nível geralmente requer algum tipo de ajuda. Superar o medo é algo que todos nós temos de lidar. Níveis de medo diferem de segurança geral ao medo da rejeição da sociedade. O medo é apenas uma crença interna. Cria-se medo de si mesmo quando você perceber as situações e eventos sendo uma ameaça para o seu bem-estar geral.

DESEJO: Uma pessoa nesse nível só tem ambições na vida. Vive de vícios, desejo, luxúria e consumismo. Nunca está satisfeita. Esses vícios e desejos pode ser por dinheiro, aprovação, poder ou mesmo a fama. Você pode ficar preso em um estado de materialismo e consumismo. Materialismo significa que você conecte-se a objetos físicos. Você é feliz quando tem o que quer, mas fica desesperado para adquirir o que quer quando não tem. Bens físicos têm um efeito sobre o bem-estar ou mal-estar emocional se você permitir.

RAIVA: A raiva é um nível de frustração, muitas vezes de não ter seus desejos cumpridos nos níveis mais baixos. Junto com a vergonha, e a culpa, formam uma tríplice aliança conhecida. Nesses níveis baixos as pessoas só criam alguma coisa na vida, se tiverem algum inimigo imaginário pra jogar sua raiva. Isso é uma motivação pra elas.
Este nível pode estimulá-lo à ação em níveis mais elevados, ou pode mantê-lo preso em ódio.
Haverá eventos em que nos sentiremos infelizes. Lidar com eles em um estado de raiva geralmente resulta em tornar-se ainda mais infeliz. Combater a resistência com mais resistência tende a condicionar a pessoa em uma espiral levando a níveis ainda mais baixos de consciência (retrocesso).

ARROGÂNCIA/ORGULHO: Esse é o estado de consciência predominante da humanidade atualmente. É totalmente dependente de circunstâncias externas (dinheiro, prestígio, etc), ou seja: é altamente vulnerável. Esse é o estado que leva ao nacionalismo, racismo e guerras religiosas.
Um estado totalmente irracional de negação e defesa.  Você se torna tão intimamente ligado as suas crenças que um ataque a elas se torna um ataque a você.

CORAGEM/OTIMISMO: Aqui o ego ainda existe mas há uma visão diferente sobre a vida, o individuo começa a olhar pra fora de si. Começa a se alinhar com a verdade, já não tem mais medo, está mais atento a situações da vida, mas está mais otimista, entende mais a verdade, o sofrimento dá um descanso. É o começo de um despertar espiritual. O primeiro nível de força real.
É aqui que você começa a ver a vida como desafiante e emocionante ao invés de opressora.  Você começa a ver seu futuro como uma melhoria sobre o passado ao invés de simplesmente a continuação do mesmo.

NEUTRALIDADE: Neutralidade é um nível de sistemas de crenças flexíveis, descontraídos, e desapegado. Aconteça o que acontecer, você vai estar firme em sua posição. Você não tem nada a provar. Você se sente seguro e convive muito bem com outras pessoas. Um monte de pessoas autônomas estão neste nível que é um lugar muito confortável. É também um nível de complacência e “preguiça”. Você está cuidando de suas necessidades, mas você não se esforça demais.

COMPLACÊNCIA: Neste nível, você começa a usar sua energia de forma mais eficaz.  Agora que você está seguro e confortável, você começa a usar sua energia de maneira mais eficiente. Só viver e deixar viver não é mais o suficiente. Pense nesse aqui como o nível do desenvolvimento da força de vontade e da autodisciplina. As pessoas daqui são os “soldados” da sociedade: eles fazem as coisas bem e não reclamam sobre quase nada.  É exatamente aqui que sua consciência se torna mais organizada e disciplinada.

ACEITAÇÃO/PERDÃO/COMPREENSÃO: Níveis elevados de espirito. Aqui já há um entendimento muito maior dos processos da vida, e da verdade, aqui há a verdadeira mudança, deixar de lado os velhos dogmas, viver com propósito.
Aqui acontece um movimento poderoso de energias e você acorda para as possibilidades de se viver proativamente. No nível da complacência você se torna competente e aqui você quer colocar suas habilidades para fazer algo bom. É aqui que você define e alcança metas.
Você começa a aceitar sua responsabilidade pelo seu papel no mundo. Você começa a ver a “grande figura” da sua vida mais claramente.

RAZÃO/CONTEMPLAÇÃO: Neste nível, você transcende os aspectos emocionais dos níveis mais baixos e começa a pensar mais claramente e racionalmente. Hawkins define este nível como a nível da medicina e da ciência. É o nível de consciência dos mestres. Os realmente desapegados. Os que estão em completa sintonia com a verdade, tem o corpo a mente e o espirito totalmente resguardado das desilusões da vida e do sofrimento dos níveis baixos. Olha-se o mundo como um todo para começar a fazer contribuições significativas.

Nesse nível  vive-se em estado de apreciação com tudo o que é. Não há guerra, não há sobrevivência, não há luta. Aceita-se o mundo e a sua realidade e a transformam através da experiência.

AMOR: A nível do amor incondicional há um entendimento permanente de sua conexão com tudo o que existe. No nível do amor você coloca sua cabeça e todos os seus outros talentos e habilidades a serviço de seu coração, e não suas emoções.
Esse é o estado em que você realiza seu verdadeiro propósito. Suas motivações nesse nível são puras e incorruptíveis pelos desejos do ego. É aqui o estado do serviço para a humanidade. Nesse nível você também começa a ser guiado por uma força maior do que você. É um sentimento de se deixar levar. Sua intuição se torna extremamente ‘forte’. Hawkins diz que esse nível é alcançado apenas por uma em 250 pessoas durante todo o seu tempo de vida.

Uma parcela mínima como 0,0001% vive nesse estado.

HUMOR/ALEGRIA: Este é um estado de felicidade penetrante e inabalável. Em outras palavras, o humor é o estado de consciência maior que o ego consegue atingir. É o inicio do desapego com a vida, de reconhecer como o mundo é e fazer piada com isso.
É o nível dos santos e dos mais ‘avançados professores de espiritualidade’. Só de estar perto de pessoas nesse nível faz com que você se sinta incrível. Nesse nível a vida é totalmente guiada pela intuição e sincronicidade (as coisas começam a acontecer por relação de significado). Não existe mais a necessidade de declarar metas ou de criar planos detalhados – a expansão da sua consciência permite que você opere sobre um nível muito mais elevado.

PAZ: Total transcendência. Hawkins diz que esse nível só é alcançado por uma pessoa em 10 milhões.

ILUMINAÇÃO: O nível mais alto da consciência humana, onde a humanidade se confunde com a divindade.
Iluminação como dizia os antigos mestres, é a união do ser com o todo. O fim do individualismo. O fim do eu. Fim do ego. O homem transcendental.
Extremamente raro. Só o fato de pensar sobre pessoas desse nível pode fazer com que você aumente seu nível de consciência. É aqui que acontece o estado da “Consciência Elevada” tão bem conhecido como “Super Consciência”. Você vê o mundo como ele realmente é. Indescritível.

Fonte:
http://saberdesi.blogspot.com.br/
http://worldgarbage.wordpress.com/2012/10/03/aprendendo-a-conhecer-sua-consciencia/

Postado por: muito alem em 17/05/2014


Via: MUITO ALÉM DAS PALAVRAS E SENTIDOS: A ESCALA HAWKINS DA CONSCIÊNCIA

COMO A NEGATIVIDADE E AS RECLAMAÇÕES AFETAM NOSSAS VIDAS…

whysosad_pringles32

Ciência explica porque reclamar altera negativamente o cérebro

Por: Eliana Rocca

 

Este é um artigo que traz informações científicas de como o cérebro pode ser reprogramado a partir da Consciência. A ciência ainda não é capaz de explicar o que gera um pensamento compulsivo ou o que dispara na vida de alguém determinadas obsessões. Na visão holística, podemos observar diversos fatores causadores de pensamentos e emoções negativas, como a memória celular, histórico encarnacional, implantes e chips e tantos outros fatores que normalmente agem em conjunto, fazendo com que o indivíduo repita sempre os mesmos erros. Independente de quantas encarnações ele já tenha vivido, o aprendizado não se sobrepõe ao apego a velhos padrões, o que acaba impedindo o ser humano de ascensionar e retornar à sua Fonte, mantendo-o preso à velha Roda de Samsara.

Unir ciência e espiritualidade só nos ajuda a entender, sem misticismos, como podemos alterar padrões e melhorar a cada dia, nos tornando criadores de nossa própria realidade.

Se quiser saber mais como a Cura Quântica Estelar e as técnicas de harmonização podem ser úteis no despertar de consciência e alteração de padrões indesejados, marque um atendimento.

Ciência explica porque reclamar altera negativamente o cérebro

Ouvir alguém reclamar, mesmo que seja você mesmo, nunca fez bem. Algumas pessoas dizem que reclamar pode agir como uma catarse, uma maneira de descarregar emoções e experiências negativas. Mas olhar com mais atenção ao que o ato de reclamar realmente faz para o cérebro nos dá motivos reais para lutar por um estado de espírito mais positivo e eliminar o mimimi de nossas vidas.

“Sinapses que disparam juntas, se mantém juntas”

O cérebro é um órgão complexo que de alguma forma funciona em conjunto com a consciência para criar a personalidade de um ser humano, sempre aprendendo, sempre recriando e se regenerando. É ao mesmo tempo o produto da realidade e o criador da realidade, e a ciência está finalmente começando a entender como o cérebro cria realidade.

Autor, cientista da computação e filósofo, Steven Parton, examinou como as emoções negativas na forma de reclamações, tanto expressas por você mesmo ou vindas de outros, afetam o cérebro e o corpo, nos ajudando a entender por que algumas pessoas parecem não conseguir sair de um estado negativo.

Sua teoria sugere que a negatividade e a reclamação realmente alteram fisicamente a estrutura e função da mente e do corpo.

“Sinapses que disparam juntas, se mantém juntas”, diz Parton, que é uma maneira concisa de compreender a essência da neuroplasticidade, a ciência de como o cérebro constrói suas conexões com base em tudo a que é repetidamente exposto. Negatividade e reclamações irão reproduzir mais do mesmo, como esta teoria destaca.

Parton explica ainda:

“O princípio é simples: em todo o seu cérebro há uma coleção de sinapses (responsáveis por transmitir as informações de uma célula para outra) separadas por espaços vazios chamados de fenda sináptica. Sempre que você tem um pensamento, uma sinapse dispara uma reação química através da fenda para outra sinapse, construindo assim uma ponte por onde um sinal elétrico pode atravessar, carregando a informação relevante do seu pensamento durante a descarga.

… toda vez que essa descarga elétrica é acionada, as sinapses se aproximam mais, a fim de diminuir a distância que a descarga elétrica precisa percorrer …. o cérebro irá refazer seus próprios circuitos, alterando-se fisicamente para facilitar que as sinapses adequadas compartilhem a reação química e, tornando mais fácil para o pensamento se propagar. “

Além disso, a compreensão deste processo inclui a ideia de que as ligações elétricas mais utilizadas pelo cérebro se tornarão mais curtas, portanto, escolhidas mais frequentemente pelo cérebro. Isto explica como a personalidade é alterada.

No entanto, como seres conscientes, temos o poder de modificar este processo, simplesmente ao nos tornarmos conscientes de como o jogo universal da dualidade atua no momento em que surgem os pensamentos. Nós temos o poder de escolher criar pensamentos conscientes de amor e harmonia, garantindo assim que o cérebro e a personalidade sejam positivamente alterados.

A empatia e o efeito em grupo

Vamos além do efeito que a reclamação tem sobre o próprio indivíduo. Esta linha de raciocínio científico se estende até a dinâmica entre duas pessoas, explicando cientificamente como a reclamação joga outras pessoas para baixo.

Os “neurônios-espelho” garantem que aprendamos com o meio ambiente, e são também os elementos bioquímicos essenciais da empatia. O cérebro relaciona-se com o que outra pessoa está expressando, e a nossa porção empática responde “experenciando” essa emoção como uma tentativa de se relacionar e compreender o drama externamente.

Assim, quando alguém derrama um caminhão de fofocas, de negatividade e drama em cima de você, você pode ter certeza que está sendo afetado bioquimicamente, diminuindo as suas chances ser feliz. A exposição a este tipo de explosão emocional realmente provoca stress. E já sabemos que o estresse mata, portanto reclamação e negatividade podem estar contribuindo seriamente para a sua morte precoce.

Parton refere-se a essa perspectiva como “a ciência da felicidade”, e este comportamento de reclamação contínua oferece um estudo propício para a ligação entre o poder do pensamento e a capacidade de controle que uma pessoa pode ter sobre a criação de sua realidade tridimensional.

“… Se você está sempre reclamando e menospreza o seu próprio poder sobre a realidade, você não pensa que tem o poder de mudar. E assim, você nunca vai mudar.“

Eliana Rocca

…….…………….…………………………………………………………………………………………………

Fontes:
http://www.wakingtimes.com/2016/03/03/science-explains-how-complaining-is-negatively-altering-your-brain/
http://www.apa.org/monitor/oct05/mirror.aspx
http://www.curiousapes.com/the-science-of-happiness-why-complaining-is-literally-killing-you/

 


Via: Terapeutas Quânticos & Holísticos | Ciência explica porque reclamar altera negativamente o cérebro