OS DESASTRES NATURAIS TRAZEM A MUDANÇA ATRAVÉS DAS DIFICULDADES…

OS VENTOS E AS ÁGUAS DA MUDANÇA – ENTENDENDO AS CATÁSTROFES

inundacao

Arcanjo Metatron
Através de James Tyberonn,
setembro de 2017

Saudações, Mestres!

Eu Sou Metatron, Anjo da Luz, acompanhado por Tyberonn do Serviço Cristalino.
Nós acolhemos cada um de vocês em um vetor de amor incondicional.

Hoje falaremos sobre um tema muito oportuno – os desastres naturais.

Entendemos o trauma e a tristeza profunda, bem como a grande dor e angústia que acompanham eventos catastróficos, como os furacões, incêndios florestais, super tornados e terremotos que ocorreram nos últimos anos. Uma supertempestade aconteceu muito recentemente no Golfo do México, atingindo desastrosamente o Texas e Louisiana.

MOMENTO DE MUDANÇAS

Ser um humano, neste momento de mudanças na Terra, é extremamente difícil para muitas pessoas, e pedimos a todos vocês que ofereçam suas preces àqueles que estão sofrendo perdas angustiantes.

Nós, do Reino Angélico, estamos com vocês.

Embora tenha havido uma perda trágica de vidas, assim como devastação da terra e de estruturas, estas catástrofes não têm nenhuma intenção de castigo.

Mestres, o que está acontecendo precisa acontecer. É um realinhamento necessário; é a mudança da Terra para uma nova energia… e, na verdade, este tipo de ocorrência continuará em nível regional por todo o planeta.

A ENERGIA DA MUDANÇA

Sentimos a dor de vocês por essas perdas e os respeitamos muito por sustentarem a mudança através das dificuldades que estão enfrentando. Nós realmente compreendemos a tristeza dos reinos de dualidade. E os envolvemos com amor nestes tempos de transição. Mas entendam que tudo está acontecendo com um propósito, e o propósito corajoso e sagrado escolhido pela humanidade é o de Ascender.

Toda alma, cuja vida física termina em tais eventos, fez essa escolha livremente e com uma intenção elevada. Também lhes dizemos que, apesar de difíceis, esses eventos unem as pessoas e realmente trazem à tona o melhor dos seres humanos, que se juntam para ajudar uns aos outros.

E, de fato, essa união foi vista nas áreas do Texas e Luisiana atingidas pelo furacão e tempestade tropical. Por outro lado, embora o aspecto purificador dos furacões, tornados, terremotos e tsunamis seja uma necessidade natural do planeta, estas ocorrências mais recentes têm também o efeito de renovação das prioridades.

Temos compartilhado com vocês informações a respeito do aprimoramento e purificação da Terra em sua busca de equilíbrio e preparação para mudanças. Entretanto, muitos de vocês não percebem que também existem relacionamentos muito intrincados entre o ambiente psicológico do fluxo de pensamento humano coletivo e o subsequente efeito no tempo e nos padrões climáticos.

Estamos lhes dizendo que os pensamentos coletivos das pessoas podem e realmente desempenham um papel fundamental. As emoções, os pensamentos e sentimentos coletivos da humanidade fluem para o campo de “consciência” da Terra Viva, influenciando-o em diversos níveis.

Na verdade, é do campo de consciência dos padrões naturais da Terra que emergem todos os efeitos no seu clima e nas suas estações anuais. Consequentemente, a humanidade, coletivamente, pode e de fato desempenha um papel na formação e efeito daquilo que vocês consideram “desastres naturais”… principalmente em tempos de polarização e medo.

POLARIZAÇÃO E REEQUILÍBRIO

Desta forma, os desastres naturais geralmente acabam “corrigindo” um desequilíbrio existente ou emergente, e criando condições para maior realização do propósito real da vida – que é o de amar e ajudar verdadeira e incondicionalmente uns aos outros.

Quando ocorre uma polarização radical no campo humano, ela cria um desequilíbrio frequencial, baseado em atitudes divisórias, que é capaz de afetar negativamente o caminho da ascensão e impedir a qualidade de vida desejada e seus objetivos mais elevados.

Assim, desastres naturais muitas vezes criam um cenário que altera as prioridades, eleva o nível do pensamento coletivo e traz um bem superior, promovendo uma necessidade de unidade, de cuidados e ajuda mútua, diante da catástrofe.

É verdade que quando seres humanos sofrem grandes perdas em desastres devastadores, por mais excruciantes e dolorosos que sejam, os sobreviventes sempre expressam sua gratidão por ainda estarem vivos.

Pois tais eventos traumáticos trazem um sentido de prioridade renovada, uma compreensão da “dádiva da vida”. E, na maioria dos casos, essas pessoas passam a viver a vida com um sentido renovado de harmonia e amor uns pelos outros, e com um entendimento cada vez maior que os modifica para melhor.

O planeta físico que vocês conhecem é altamente consciente; na verdade, mais consciente do que a humanidade neste momento. A Terra Viva está sintonizada com as necessidades, ressonância e padrões de energia vibratória do pensamento humano, e está alinhada com o caminho da Ascensão da humanidade em uma “NovaTerra”.

Não se enganem, os padrões climáticos naturais de limpeza não são apenas necessários, mas também contêm vastos padrões geológicos e códigos imprimíveis. Estes padrões são “fluidos”, de modo que enquanto existem, sua expressão final é geralmente um formato de possibilidades e probabilidades, impresso e dirigido pela consciência. Os próprios padrões podem ser “ativados” em maneiras e efeitos específicos.

Pergunta de Tyberonn para Metatron: “Pelas informações dadas nos últimos anos, entendemos que estas catástrofes são necessárias para a Ascensão. Poderia falar um pouco mais sobre isto?”

Arcanjo Metatron: Furacões, tempestades, terremotos, inundações, etc… são sempre necessários para o equilíbrio e bem-estar da Terra. Consequentemente, o balanceamento eletromagnético do planeta, assim como os propósitos sucintos da humanidade, são “naturalmente” servidos quando acontecem tais eventos.

A Terra é sempre dinâmica. É preciso entender que o equilíbrio do planeta vivo é um processo “natural” constante. A mudança de equilíbrio que sempre ocorreu vai continuar ocorrendo conforme necessário; é um processo contínuo.

Mas, neste momento, estas tempestades servem também para despertar a humanidade para uma verdade maior, um propósito superior. Pois é na difícil arena experiencial dos desastres e catástrofes, que a vida humana é drástica e permanentemente alterada.

Assim como o corpo físico humano e o corpo “áurico” passam por ajustes necessários, de acordo com experiências e forças externas, assim também o corpo do planeta vivo Terra passa por mudanças para se reequilibrar.

Até certo ponto, as atitudes, emoções e desejos coletivos da humanidade se misturam e se fundem com os aspectos físicos da natureza, de modo que tais tempestades e desastres, em determinadas circunstâncias, são o resultado das atividades psicológicas tanto quanto das condições climáticas físicas.

As catástrofes promovem um choque social bastante drástico. Essa confrontação imediata rompe padrões de comportamento habituais institucionalizados e rapidamente leva as pessoas a reagirem no “agora”, abrindo-as para ações mais sensíveis, de ajuda e sobrevivência. Esse efeito pode trazer mudança social, política e pessoal.

INFLUÊNCIA EMOCIONAL COMO UM “EVENTO HUMANO”

A humanidade em massa considera tempestades, furacões, chuvas, terremotos, etc… como eventos naturais, no entanto não considera pensamentos e emoções como eventos naturais nas mesmas condições. Nós lhes dizemos que existe uma interação real e válida entre atitudes emocionais e os eventos físicos da terceira dimensão.

Embora a maioria dos seres humanos perceba que o clima afeta suas emoções e humor, muito poucos percebem e entendem profundamente que seu humor e atitudes resultantes podem ter um efeito total sobre o clima.

Embora isto possa parecer obscuro e até inacreditável para muitas pessoas, saibam que vocês nunca são vítimas inconscientes de desastres naturais.

À primeira vista, pode parecer que sim, mas é preciso que entendam que, em um nível superior, vocês mesmos prepararam o roteiro dos eventos de suas próprias vidas, portanto voluntariamente contribuíram para criá-los… para o bem maior e crescimento superior.

De fato, suas vidas são pré-planejadas pelo eu superior. Vocês estão individualmente, coletivamente e cocriativamente envolvidos em todos os eventos e ciclos da Terra. Entendem?

UM EVENTO GLOBAL

A crescente polarização e consequentes acessos de violência têm influenciado bastante a longevidade e intensidade dos furacões e inundações que vêm ocorrendo nos Estados Unidos.

Não pensem que isto é um castigo específico para uma região determinada. Isto não é uma punição, mas uma oportunidade para a elevação da consciência e a mudança das prioridades. E também não é realmente regional, mas um evento global, no sentido de ser o foco da atenção da mídia do mundo todo.

O que aconteceu diante da catastrófica inundação, e como consequência dela, proporcionou uma oportunidade única e perfeita para mudanças, servindo como um despertar – um desejo unificador de que o ser humano ajude seus companheiros humanos.

Se a qualidade de vida que é considerada espiritual e biologicamente necessária falhar, os ajustes precisam acontecer. Problemas sociais e políticos podem de fato ser modificados, reformulados e reformados por uma catástrofe natural, se os meios políticos falharem.

RESPOSTA CRIATIVA

As catástrofes proporcionam uma liberação temporária do status quo no cotidiano. Preocupações, agressões, preconceitos, inibições e ansiedades associadas ao passado e futuro imediatos são temporariamente deixadas de lado. Isto acontece claramente porque esses desastres literalmente forçam as pessoas a concentrarem toda a atenção na sobrevivência, nas necessidades do momento imediato, dentro do contexto da realidade presente.

Desta forma, as catástrofes estimulam o despertar da coragem e das energias criativas da população. Em situações emergenciais de sobrevivência, os seres humanos tendem a enxergar uns aos outros como companheiros humanos necessitados, não categorizados por raça, religião ou classe econômica. Ajuda é oferecida com base na necessidade comum a todos.

De fato, isto foi exemplificado nas ações altruísticas e heroicas de tantas pessoas nas consequências do recente furacão no Texas. Pessoas de todas as partes dos Estados Unidos, Canadá e México se uniram para oferecer ajuda. Muitos resgates corajosos não vieram de agências governamentais ou militares, mas daqueles aos quais sua mídia se referiu como “As Forças Navais de ‘Cajun e Cowboy’”.

Indivíduos barbudos, tatuados e rudes, prontos e altamente capazes de dirigir seus barcos pela correnteza furiosa até os bairros isolados pelas inundações, para heroicamente resgatarem pessoas de todas as idades, religiões e raças. Esta ação inspirou outros a desempenharem vários papéis, abrindo suas casas, oferecendo alimento e roupas de cama para os menos afortunados.

Conseguem ver o lado bom deste drama?

Percebem que tais ações nobres não teriam acontecido sem o cenário das inundações catastróficas?

Nós lhes dizemos que as ações, tanto dos resgatadores quanto dos resgatados, mudaram as atitudes e o foco de milhões de pessoas, afetando não apenas aquelas das áreas atingidas, mas também de centenas de milhares de almas por todo o planeta, que assistiram os eventos pela televisão, internet e outros meios de comunicação.

SER HUMANO E NATUREZA

O ser humano não pode separar-se, divorciar-se da natureza, nem das intenções experienciais coletivas da natureza. Embora, nesses momentos de expressões violentas, vocês possam considerá-la uma adversária, em um nível superior estão conscientes de que desempenharam, coletivamente, um papel na cocriação do trauma doloroso da experiência… e que este mesmo trauma fez emergir o melhor lado da humanidade.

Desta forma, vocês são forçados a procurar as razões fora de si mesmos para explicar o que parece estar acontecendo. Os sistemas de crenças e a luta pela sobrevivência, sobre os quais vocês baseiam suas vidas, realmente condicionam e programam sua existência de tal modo que vocês negam externamente o que sabem internamente.

Vocês criaram determinadas divisões devido à sua programação cultural e às crenças que tornam este tipo de explanação extremamente importante, mas igualmente difícil de contemplar ou assimilar verdadeiramente num contexto mais elevado.

Vocês pensam nas inundações e terremotos como eventos totalmente naturais, mas não consideram pensamentos ou emoções como tais… nem consideram que seus medos, preconceitos ou pensamentos emocionalmente carregados desempenharam um papel na manifestação de qualquer catástrofe. E que a própria catástrofe os ajuda a elevar sua consciência a um âmbito mais atencioso e nobre.

ENCERRANDO

Mestres, nós enfatizamos que cada um de vocês participou de cada experiência que vivencia. A Universidade da Terra é uma ilusão proposital, mas se não parecesse real, vocês não aprenderiam.

A vida pode ser difícil, e esta é uma grande Verdade. Mas, é geralmente nos momentos muito difíceis, que vocês enfrentam a situação e transcendem as prisões e limites do passado. Pois, é enfrentando seus próprios “projetos”, que vocês dominam as lições de amor oferecidas pelo currículo da dualidade.

Paradoxalmente, os desastres naturais revelam o aspecto altruísta da humanidade, na qual o ser humano se torna um ser amável, e os vizinhos tornam-se verdadeiramente prestativos. As lições aprendidas nessas experiências, apesar de devastadoras na terceira dimensão, também modificam as pessoas para melhor, revelando uma verdade maior, a verdade do Amor.

Eu Sou Metatron, acompanhado por Tyberonn do Serviço Cristalino.
E compartilhamos estas verdades com vocês.

Vocês são profundamente amados.

E Assim É… E É Assim

 

…………………………………………………………………………………………………………….

Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – http://www.decoracaoacoracao.blog.br
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – https://lecocq.wordpress.com
© 2016 – Todos os Direitos Reservados a James Tyberonn e Earth-Keeper – http://www.earth-keeper.com/

Texto original em inglês: AA Metatron via James Tyberonn: The Winds and Waters of Change – Understanding Disasters
Tradução: Vera Corrêa veracorrea46@gmail.com

Via:♥ De Coração a Coração ♥: OS VENTOS E AS ÁGUAS DA MUDANÇA – ENTENDENDO AS CATÁSTROFES

 


Anúncios

AO EXPANDIR BOAS ENERGIAS À TERRA, VOCÊ SE ELEVA AINDA MAIS…

expandindo energia

A INSPIRAÇÃO DA HUMANIDADE

 

Por: Owen K. Waters

O universo é projetado para ser reflexivo. Tudo o que você manifestar, voltará a você. Isto é chamado de Lei da Ação e Reação, a Lei do Karma, ou como é simplesmente referido ao usar a frase: “O que vai, volta.”

No entanto, no trabalho espiritual, há uma maneira de aumentar o que vem por aí.

O que vem pode realmente retornar como mais do que você deu, e isto envolve um paradoxo.

Em suas práticas espirituais, você pode gerar um profundo sentimento de paz e de inspiração, podendo trazer para si mesmo uma maravilhosa sensação de elevação espiritual. Por exemplo, em sua meditação, você pode ficar inspirado por uma visão de um mundo futuro cheio de paz e de liberdade para todos.

Você pode ver, no olho de sua mente, um mundo futuro onde todos no planeta estão seguros, e onde você pode viajar para qualquer lugar no planeta com facilidade. Neste futuro, você vê que todos estão conscientes da sua conexão do coração com o coração de cada ser humano no planeta. Neste ambiente de apoio, todos têm completa liberdade para expressar a sua exclusiva criatividade como a sua contribuição para uma sociedade amorosa.

Quando você respira profundamente o ar puro e fresco nesta visão do futuro, você sente a sua conexão com a Mãe Terra e com o Sol, doador da vida, que brilha incessantemente em seu mundo. Então, envie o seu amor e gratidão à Terra e ao Sol, e espere em silenciosa expectativa, enquanto estes seres grandes e conscientes enviam em troca, o seu amor e inspiração para você.

Enquanto estiver neste estado de profunda inspiração, ocorre-lhe que a maior parte da humanidade precisa desesperadamente deste tipo de elevação, que a maior parte das almas neste planeta hoje está passando fome, em uma disposição desnorteadora espiritual e autocriticada. Isto lhe traz a percepção de que você tem a oportunidade de ser útil à humanidade através de um ato de autossacrifício, através de um ato de dar aquilo que você tem, a fim de ajudar outros que, de outra forma, não seriam ajudados.

Enquanto neste estado, o sentimento do amor incondicional que você tem pela humanidade praticamente lhe implora que ajude aqueles que ainda não estão preparados para fazer isto por si mesmos. Se você entregar agora este estado, esta energia, este sentimento de inspiração à consciência de grupo da humanidade, então terá criado um vácuo dentro de si mesmo.

Através da Lei da Ação e Reação, este vácuo deve ser preenchido. Entretanto, um ato de autossacrifício em serviço aos outros tem um efeito colateral. Ele eleva a frequência de sua consciência ainda mais do que antes. Assim, quando o vácuo fica preenchido com inspiração e elevação do universo, é preenchido com uma frequência da consciência ainda mais elevada do que antes.

Por causa disto, você se tornará mais elevado e inspirado do que antes.

Através do ato de sacrificar aquilo que você tinha, você realmente irá ganhar mais do que tinha antes.

Este é o paradoxo do amor em ação.

É também a base do antigo caminho do Karma Yoga – o caminho para Deus através da ação e serviço.

Ao dar a energia espiritual à humanidade, você trilha um caminho de ação espiritual. Este poderoso caminho de dar o que você tem, a fim de inspirar outros, é aquele que o leva a estados continuamente mais elevados de inspiração ao longo do seu próprio caminho espiritual.

 


Fontes: Spiritual Dynamics    /    Spirit Library | Owen Waters | The Inspiration of Humanity
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Via: Sementes das Estrelas: OWEN K. WATERS – “A INSPIRAÇÃO DA HUMANIDADE”

YOGANANDA E SEU ECLÉTICO TRABALHO DE CONSCIENTIZAÇÃO ESPIRITUAL…

mestres e gurus

MEDITANDO COM YOGANANDA

Paramahansa Yogananda

 

Por: Paulo R. Simões


“O Homem não é importante pelo seu ego ou pela sua personalidade.
O Homem é importante porque, como alma, ele é parte de Deus.”


Amigos, Yogananda é um supremo amante de Deus. Este homem divino, hoje um Mestre Ascenso, deixou-nos um caminho trilhado para o coração de Deus.

“Aquele que nos criou deseja o nosso amor. Ele quer que nós o ofereçamos espontaneamente, sem o Seu pedido. Nosso amor é a única coisa que Deus não possui, a menos que nós o ofereçamos a Ele. Portanto, até mesmo o Senhor tem algo a conquistar, o nosso amor. E jamais seremos felizes enquanto não o dermos a Ele.”

– Paramahansa Yogananda

Vejam que Sabedoria: Deus, o Todo Poderoso, Aquele que a tudo possui, não tem o nosso amor, nem o de muitos de seus filhos neste mundo! Amar a Deus acima de tudo, é mais complexo do que podemos imaginar. Isto envolve pensarmos em Deus como se Ele fosse o nosso próprio ar, ao nos afogarmos no fundo do mar… Isto é amar a Deus. Querer a Deus mais do que qualquer coisa neste mundo!

Leia e estude cada palavra do Mestre Yogananda nesta página inteiramente dedicada a este adorador de nosso Deus Pai. Vamos aprender a amar ao Pai com quem soube amar e ensinar este amor como poucos neste mundo, o mestre Paramahansa Yogananda.

Vitória Sempre na Luz

 


MEDITANDO COM PARAMAHANSA YOGANANDA


VIVENDO NA TERRA

– Sua verdadeira personalidade começará a se desenvolver quando você, através da intuição profunda, for capaz de sentir que não é este corpo sólido, mas sim a divina e eterna corrente de Vida e Consciência que  flui dentro do corpo.

– Quando você olhar a criação, que parece tão sólida e tão real, lembre-se sempre de que são idéias na mente de Deus, cristalizadas em formas físicas.

– Não é necessário viver todo tipo de experiências humana para se alcançar a sabedoria suprema. Você deve ser capaz de aprender com a experiência dos outros. Por que envolver-se em um panorama de infindáveis experiências para enfim descobrir que nada neste mundo jamais poderá fazê-lo feliz?

– O mais sábio é aquele que busca a Deus. O mais bem-sucedido é aquele que o encontrou.


 A LIBERDADE

– Liberdade significa a capacidade de agir guiado pela alma, e não compelido por desejos e hábitos. Obedecer ao ego leva à escravidão; obedecer à alma leva a libertação.

– Até você agir, você é livre, mas depois que agiu, o efeito da ação o perseguirá, quer queira ou não. Essa é a lei do karma. Você é uma pessoa que pode agir com liberdade, mas quando realiza determinado ato, deverá colher os frutos desse ato. 

– A libertação do homem pode ser definitiva e imediata, se ele assim o quiser; não depende de vitórias externas, mas internas.

– O caminho que leva à libertação é o caminho do serviço, ajudando os outros. O caminho para a felicidade é o caminho da meditação e da sintonia com Deus. Derrube as limitações que seu ego lhe impõe; livre-se do egoísmo; liberte-se da consciência do corpo; esqueça-se de si mesmo; ponha fim a esta cadeia de encarnações; embeba o seu coração em tudo, seja uno com toda criação.

– Você nem sabe quão privilegiado é por ter nascido na forma de um ser humano. Nisso você é mais abençoado do que qualquer outro ser vivente. O animal não é capaz de meditar e comungar com Deus. Você tem a liberdade de procurar o Senhor e não a utiliza.

– A alma está presa ao corpo por uma corrente de desejos, tentações, problemas e preocupações, mas está sempre tentando libertar-se. Se você ficar puxando essa corrente que o prende à consciência mortal, qualquer dia a invisível Mão Divina intervirá, partirá os grilhões e você estará livre.

– Poder fazer de tudo o que se queira não é o verdadeiro sentido da liberdade de ação. Você deve examinar até que ponto  é livre e até que ponto está sendo influenciado pelos maus hábitos. Ser bom porque isto se tornou um hábito, também não é liberdade. Sentir uma tentação não é pecado, mas ser capaz de resistir e vencer a tentação é força. Isto é liberdade, porque você está agindo por livre vontade e livre escolha.

– Quando pelo discernimento e  ação correta o homem torra todas as sementes das más tendências acumuladas na mente, cada célula microscópica do cérebro torna-se um trono para um brilhante rei de sabedoria, inspiração e saúde, que canta e proclama a glória de Deus para as células inteligentes do corpo. Os homens que alcançaram este estado são realmente livres. Estes seres liberados não serão tocados pelo karma nas futuras encarnações. Quando reencarnam, fazem-no exclusivamente para enxugar as lágrimas daqueles que ainda estão presos ao karma. Estes mestres liberados estão aureolados por uma invisível luz curativa. Eles espargem, por onde passam, a luz da prosperidade e da saúde.

– Swami Sri Yukteswar disse a Paramahansa Yogananda: “liberdade da vontade não consiste em praticar ações de acordo com os ditames de hábitos pré-natais ou pós-natais, nem de acordo com os caprichos da mente. Ter uma vontade livre é agir de acordo com as sugestões da sabedoria e da livre-escolha. Se você sintonizar sua vontade com a minha (a vontade guiada pela sabedoria do guru), você achará a liberdade.”

–  Resolva que você não será mais afetado pelos problemas; que não será mais tão sensível; que  não será mais vítima de hábitos e humores; resolva que você será livre como um pássaro.

– Você não poderá ser livre enquanto não queimar as sementes das más ações passadas no fogo da sabedoria e no fogo da meditação.


A PRÁTICA DA PRESENÇA DE DEUS

– Certa vez, quando estava meditando, ouvi Sua voz sussurrando: “Tu dizes que Eu estou distante, mas é porque não te interiorizas.  É por isso que dizes que estou longe. Eu estou sempre aqui. Espia o teu interior e Me verás.  Estou sempre aqui, pronto para te saudar.”

– Quando meditares, mergulha tua mente em Deus. E quando estiveres trabalhando faze-o com todo o coração.  Mas assim que terminares, põe tua mente no Senhor. Quando aprenderes a praticar a Presença de Deus em todos os momentos em que estiveres livre para pensar Nele, então, mesmo no meio do trabalho, estarás consciente da comunhão divina. 

– Por onde quer que a tua mente perambule no labirinto das miríades de pensamentos mundanos, pacientemente leva-a de volta à lembrança do Deus interno. Com o tempo tu O acharás sempre contigo – um Deus que fala contigo na tua própria linguagem, um Deus que te observa de cada flor ou folha de grama.  E então dirás:  “Sou livre! Estou vestido com o manto diáfano do Espírito; estou voando da terra ao céu nas asas de luz”.  E que alegria consumirá o teu ser! 

– Deus é acessível. Falando com Ele e ouvindo Suas palavras nas Escrituras, pensando Nele, sentindo Sua presença na meditação, verás que gradualmente o irreal se torna real e o mundo que te parece real será percebido como irreal. Não há alegria igual a esta percepção.

– Embora eu esteja planejando e fazendo coisas neste mundo, tudo tem por objetivo agradar o Senhor.  Eu me ponho à prova, mesmo trabalhando, murmuro interiormente: “Onde estás, Senhor?” e o mundo inteiro se transforma.  Não existe nada mais além de uma grande Luz e eu sou uma pequena bolha naquele Oceano de Luz. Tal é a alegria da existência em Deus.

– Como é fácil preencher o dia com tolices e como é difícil ocupá-lo com atividades e pensamentos que valham a pena. Contudo, Deus não está muito interessado no que estamos fazendo, mas no que estamos pensando. Cada um tem uma dificuldade diferente, no entanto Deus não aceita desculpas. Ele quer que a mente do devoto esteja absorta Nele, apesar de quaisquer circunstâncias adversas.

– Reze a Ele: “Senhor, Tu és o Mestre da criação, por isto eu venho a Ti. Não desistirei jamais, até que fales comigo e me faças perceber a Tua presença.  Não viverei sem Ti.”

– Não pode haver desculpas para não pensar em Deus. Dia e noite, sussurrando por trás dos pensamentos, Deus! Deus! Deus!… Quer estejas lavando pratos, cavando uma valeta, trabalhando num escritório ou num jardim – qualquer que seja a tua atividade – diz internamente: “Senhor, manifesta-Te a mim! Tu estás aqui mesmo. Tu estás no sol. Tu estás na relva. Tu estás na água. Tu estás nesta sala.  Tu estás no meu coração”.

– Qualquer que seja a direção em que gires uma bússola, seu ponteiro indicará sempre o norte.  Assim é o verdadeiro yogue. Ele pode estar imerso em muitas atividades, mas a sua mente está sempre no Senhor. Seu coração canta sempre: “Meu Deus, meu Deus, o mais querido de todos!”.

– Quando vires um lindo por do sol, pensa contigo mesmo: “É Deus pintando o céu”. Ao fitar o rosto de cada pessoa que encontrares pensa interiormente: “É Deus que assumiu esta forma”. Aplica esta linha de pensamento a todas as experiências: “O sangue no meu corpo é Deus, a razão na minha mente é Deus, o amor em meu coração é Deus, tudo o que existe é Deus”.


PAZ E SABEDORIA

– Todos os dias, você deve sentar-se calmamente e afirmar com profunda  convicção: “Nascimento, nem morte, nem casa eu tenho; pai e mãe, não tenho também. Santo Espírito, Eu sou Ele. Eu sou a Felicidade Infinita.” Se você repetir sempre essas palavras, dia e noite, finalmente perceberá o que você realmente é: uma alma imortal.

– Tristeza, doença e fracasso são conseqüências naturais de transgressões das leis de Deus.  A sabedoria consiste em evitar tais violações e encontrar paz e felicidade em si mesmo, através de pensamentos e ações que estejam em harmonia com o seu verdadeiro Ser. Controle a sua mente com sabedoria, direcionando-a para os aspectos positivos da vida. Não se satisfaça com as gotas de sabedoria das escassas fontes terrenas; antes, busque a sabedoria desmedida das mãos de Deus, tão generosas e que tudo possuem.

– A paz é encontrada quando nos rendemos ao bem através da devoção. As pessoas que são amáveis, que praticam a quietude interior e que se deleitam com a meditação e com as boas ações, são realmente pacíficas. A paz é o altar de Deus; a condição na qual a felicidade existe.

– Concentre sua mente interiormente no ponto entre as sobrancelhas (como na meditação), no ilimitado lago de paz. Sinta o eterno círculo de paz ondulante à sua volta. Quanto mais você observar atentamente, mais sentirá as ondulações de paz se expandindo das sobrancelhas para a testa, da testa para o coração e do coração para cada célula do seu corpo. Agora as águas de paz transbordam as margens do seu corpo e inundam o vasto território da sua mente. A torrente de paz flui além dos limites da sua mente e se move em infinitas direções.

– O indivíduo pacífico permanece calmo até quando necessita trabalhar; então ele passa à ação. E tão logo termina, volta ao seu centro de calma. Seja sempre calmo, como o pêndulo, que é imóvel, mas pronto para agir sempre que necessário.

– Se você quer viver em paz e harmonia, afirme a divina calma e paz, e irradie somente pensamentos de amor e boa vontade. Viva você mesmo uma vida de plenitude divina, de modo que todo aquele que cruzar o seu caminho seja ajudado só pelo fato de estar perto de você.

– Ser controlado pelas oscilações de humor é ser parte da matéria. Se você fixar a sua mente na resolução de nunca mais perder a paz, então você poderá alcançar a graça divina. Mantenha no seu íntimo um santuário secreto de silêncio, onde não será permitida a entrada das oscilações de humor, das aflições, das lutas ou da desarmonia. Todos os sentimentos de ódio, vingança e desejos em geral, devem ser deixados do lado de fora. Neste refúgio de paz, Deus lhe visitará.

– Quando você tiver paz em todos os movimentos do seu corpo, e paz em seus pensamentos e na sua força de vontade, e paz no seu amor, e paz e Deus em suas ambições, lembre-se: você conectou Deus à sua vida.

– Sê honesto contigo mesmo.  O mundo não é honesto contigo.  O mundo adora a hipocrisia. Quando fores honesto contigo mesmo encontrarás o caminho da paz interna.

– Quando nos tornarmos impregnados com a alegria de fazer os outros felizes, dando-lhes a paz Divina, saberemos então que Deus está Se expressando através de nós.

– Quando um enxame de preocupações invadir a sua mente, não se deixe afetar. Espere calmamente enquanto procura o remédio. Pulverize as preocupações com o poderoso antídoto da sua paz.


ATITUDE CORRETA

– Enquanto estivermos imersos na consciência do corpo, seremos como estranhos num país desconhecido. Nossa terra natal é a onipresença.

– Eu sabia o que queria, muito antes de ingressar na ordem monástica da SRF. Eu não vim por honrarias, nem por prazeres, nem por favores. Eu vim em busca de Deus.

– Algumas coisas me surpreenderam e até me desapontaram, mas eu continuei, passo a passo, até que um dia eu entendi completamente a relação Guru-discípulo. Eu entendi que se o Mestre não tivesse me disciplinado, mas ao contrário, houvesse me tratado com o que se chama de bondade, eu nunca teria me conhecido, nem teria conhecido as minhas necessidades espirituais.

– Evite olhar a vida de modo negativo. Por que baixar o seu olhar para os esgotos quando há encanto por todos os lados? Pode-se sempre achar alguma falha, mesmo nas maiores obras de arte, da música e da literatura. Mas não é bem melhor gozar seu encanto e grandiosidade? A vida tem um lado claro e outro escuro, pois o mundo da relatividade é composto de luz e sombras. Se você deixar que os seus pensamentos se ocupem com a maldade, você se tornará feio. Veja o bem em tudo e você absorverá a qualidade da beleza.

– Eu nada espero dos outros; logo, suas ações não podem se opor aos meus desejos.

– Quando disserem que você é bom, não relaxe, mas procure tornar-se melhor ainda. A sua evolução constante dará felicidade a você, para aqueles que estão a sua volta e a Deus.

– Não se ocupe com os defeitos dos outros. Use o pó mágico da sabedoria para manter limpas e impecáveis as dependências da sua própria mente. Pelo seu exemplo, outras pessoas sentir-se-ão inspiradas a fazerem sua própria faxina.

– Viva somente no presente e não no futuro. Faça hoje o melhor possível. Não se preocupe com o amanhã.

– Paramahansa Yogananda numa homenagem póstuma à Irmã Gyanamata: “Nunca presenciei nem ouvi a Irmã Gyanamata criticar alguém; nunca ouvi uma palavra áspera de seus lábios. Os discípulos que tiveram a felicidade de conhecê-la, sentiram uma nova inspiração e todos disseram: Ela realmente é uma santa.”


RENDER-SE  A DEUS

– A maior de todas as tarefas é lembrar-se de Deus. A primeira coisa a ser feita pela manhã é meditar Nele e pensar como você tem dedicado sua vida ao Seu serviço, de forma tal que, durante todo o dia, você estará cheio de Sua alegria.

– Não há outro caminho para alcançar o amor de Deus senão entregar-se a Ele. Domine a sua mente para que você possa oferecê-la a Deus.

– Amado Pai, quaisquer que sejam as provações que eu tenha que enfrentar, sei que representam o próximo degrau no meu desenvolvimento. Aceitarei de bom grado todos os testes, porque sei que tenho dentro de mim a inteligência para entender e a capacidade para vencer.

– Se Deus me dissesse hoje: “Volte para casa!”- sem qualquer hesitação eu deixaria todas as minhas tarefas aqui – organização, construções, metas pessoais – e me apressaria a obedecer-lhe. Tomar conta do mundo é responsabilidade de Deus. Ele é o fazedor, não você nem eu.

– No silêncio da noite, do âmago do meu coração clamarei: – “Fala Senhor, pois o Teu servo escuta”. Quando soar o toque para uma tarefa desagradável, eu responderei: – “Aqui estou Senhor, dá-me Tuas ordens.”

– Que cada ato da minha vontade seja impregnado com Tua vitalidade divina. Ornamenta com Tua bondade cada conceito pessoal, cada opinião, cada ambição. Ó divino escultor, molda a minha vida segundo o Teu plano!

– O Senhor sabe o curso dos nossos pensamentos. Ele não Se revelará enquanto não Lhe tivermos entregue o nosso último desejo terreno; enquanto não Lhe tivermos dito: “Pai, guia-me e possui-me”.

– Quando alguém me diz o quanto tem trabalhado para Deus, vejo a pobre situação em que se encontra o seu espírito. Aqueles que trabalham para o Senhor com a atitude correta, nunca pensam em termos de quanto eles estão fazendo para o Pai Celestial. Ao contrário, pensam apenas sobre quanto Deus está fazendo por eles ao dar-lhes um corpo com o qual podem prestar serviços aos outros, uma mente para pensar Nele e nas Suas maravilhas, e um coração para amá-Lo como seu Pai, seu Criador e único Benfeitor.

– Não importa quão duro seja o seu trabalho, nunca vá dormir sem dar a Deus uma profunda atenção. Você não morrerá; mas morra pelo Senhor, se necessário.

– Senhor, minhas mãos e meus pés estão trabalhando para Ti. Recebi um determinado programa de serviço para executar neste mundo, e tudo o que faço é para Ti. Entregue-se a Deus e você verá a sua vida transformar-se numa doce melodia. Se você procurar fazer tudo com a sua consciência voltada para Deus, você verá com alegria que cada dia Ele estará escolhendo determinadas tarefas para você executar.


PURIFICAÇÃO

– Renuncie à escravidão dos desejos da matéria. Enquanto você não tiver estabelecido seu domínio espiritual sobre o corpo, este será seu inimigo. Lembre-se disto sempre! Não tenha outro desejo senão o de proclamar o nome do Senhor, pensar Nele e cantá-lo todo o tempo. Que alegria! Poderá o dinheiro proporcionar-nos tal alegria? Não! Essa alegria vem somente de Deus.

– O reino da minha mente está enegrecido com a ignorância. Possa eu através de constantes chuvas de diligente auto-disciplina, remover do meu reinado de descaso espiritual os antigos escombros da desilusão.

– Ninguém poderá forjar o aço sem que o ferro tenha ficado incandescente. Do mesmo modo, as dificuldades da vida não são feitas para nos magoar. Todo aborrecimento e doença contém uma lição para nós. Nossas experiências dolorosas não são para nos destruir, mas sim para queimar as nossas impurezas, a fim de que a nossa volta ao Lar seja apressada. Ninguém está mais esperançoso pela nossa libertação do que Deus.

– A disciplina é a mesma, tanto para o aspirante iogue do ocidente, como para o do oriente. Ele deve vigiar-se para não dar uma atenção exagerada a assuntos da matéria. Se constatar que tem tempo para tudo, menos para Deus, deverá usar a vara da auto-discilpina. Por que ter medo? Você só terá a lucrar. Se o próprio homem não gritar e lutar pela sua salvação, você acha que outra pessoa o fará por ele?

– Ao praticar o bem, devemos sofrer às vezes. Para encontrar Deus, precisamos estar dispostos a sofrer. O que é suportar o desconforto da carne e a disciplina da mente para ganhar o consolo eterno do Espírito? A felicidade de Cristo em Deus era tão grande que ele não se importou em sacrificar seu corpo por Ele. O propósito da vida é alcançar essa imensa felicidade, que é encontrar Deus.

– Eu vim para medir o avanço espiritual, não somente pela luz que cerca o indivíduo quando ele medita ou pelas  visões que ele tem dos santos, mas pelo que ele é capaz  de suportar no dia a dia. A grandeza do Cristo não era apenas que Ele podia entrar em meditação e gloriosamente realizar sua unidade com o Pai, sua absoluta unidade, mas também aquilo que Ele podia suportar.

– Yoga é definido e científico. Yoga significa união da alma com Deus, através de métodos gradativos com resultados conhecidos e específicos. Ele ergue a prática da religião acima das diferenças dogmáticas. Meu guru, Sri Yukteswar, exaltava o Yoga; ele não indicava, entretanto, que a realização divina ocorreria imediatamente. “Você deve trabalhar duro por ela”, ele me contou. Eu trabalhei, e quando os resultados prometidos chegaram, eu vi que o Yoga é maravilhoso.

– Kriya Yoga é o verdadeiro “rito do fogo”, muitas vezes enaltecido no Gíta. O iogue arroja seus anseios humanos numa fogueira monoteísta consagrada ao Deus incomparável. Nesta autêntica cerimônia do fogo, todos os desejos passados e presentes são o combustível consumido pelo amor divino. A Flama Última recebe em holocausto a derradeira loucura humana e o homem se vê livre de escórias. Seus ossos metafóricos despojados de toda carne sensual, seu esqueleto carmico branqueado pelos sóis -sépticos da sabedoria, sem ofensas ao homem e ao Criador, ele se encontra limpo.


MENSAGEM PARA DEZEMBRO

– A celebração real do Natal é a realização interior da Consciência Crística. É de extrema importância para todo homem, qualquer que seja sua religião, que ele experimente dentro de si mesmo este “nascimento” do Cristo Universal.

– O universo é o corpo de Cristo: interiormente presente em toda parte, sem limitação, é a Consciência Crística. Quando você puder fechar os olhos e, através da meditação, expandir sua consciência até sentir o universo inteiro como seu próprio corpo, então Cristo terá nascido em você. Você concluirá que sua mente é uma pequena onda do oceano de Consciência Cósmica, no qual o Cristo habita. 

– A Self-Realization Fellowship iniciou a prática de dedicar um dia inteiro no Natal para adoração meditativa de Cristo, e essa idéia nunca morrerá. Do mesmo modo que nós, na Sede Central em Los Angeles, celebramos espiritualmente o nascimento de Jesus, dedicando um dia de meditação em 23 de dezembro, que todos os devotos do Cristo possam também dedicar esse dia  para a celebração do Natal Espiritual em profunda meditação.

Dediquem o dia 25 de dezembro como o Natal Social, participando das festividades natalinas com parentes e amigos. Um dos sinais mais encorajadores de um renascimento espiritual no mundo hoje é a boa-vontade dos cristãos em observar o nascimento de Jesus através de encontros para meditação longa. Com o tempo, esse costume deverá ser generalizado e adotado por todos os Cristãos – eu profetizo.


A MEDITAÇÃO

– O universo é o corpo de Cristo: interiormente presente em toda parte, sem limitação, é a Consciência Crística. Quando você puder fechar os olhos e, através da meditação, expandir sua consciência até sentir o universo inteiro como seu próprio corpo, então Cristo terá nascido em você. Você concluirá que sua mente é uma pequena onda do oceano de Consciência Cósmica, no qual o Cristo habita. 

– Pela meditação nós unimos a pequena alegria da alma com a grande alegria do Espírito. O ato da meditação não deve ser confundido com o ato da concentração comum. A concentração consiste em retirar a atenção de distrações e focalizá-la em qualquer pensamento em que estejamos interessados. A meditação é uma forma especial de concentração na qual libertamos a atenção da inquietude em nós e a focalizamos em Deus. A meditação é, portanto, a concentração que usamos para conhecer Deus.
– Lembre-se de que, quanto mais longa for a sua meditação, tanto mais você estará próximo do jubiloso contato com o silencioso Deus. A intensidade consiste em tornar a meditação de hoje mais profunda que a de ontem, e a meditação de amanhã mais profunda que a de hoje.

– Não diga: “Amanhã meditarei mais longamente”. De repente você verá que se passou um ano e você não realizou suas boas intenções. Ao contrário, diga: “Isto pode esperar, aquilo pode esperar, mas minha busca por Deus não pode esperar”.

– A mais destrutiva flecha da desilusão de Maya é a resistência à meditação, pois esta atitude nos impede de entrarmos em sintonia com Deus e com o Guru.

– As coisas essenciais devem ser postas em primeiro lugar. Ao acordar de manhã, medite. Se não fizer assim, o mundo o absorverá e você esquecerá Deus. À noite, medite, antes que o sono o convide. Estou tão fortemente enraizado no hábito de meditar que, mesmo deitado, estou meditando. Não durmo de forma usual. O hábito de estar com Deus tomou o primeiro lugar.

– Mesmo quando encontrar Deus faça uma meditação curta, mas tão intensa, que terá a impressão que passou muitas horas com Ele.

– Quanto mais você medita, mais pode ajudar os outros e mais profundamente estará em sintonia com Deus. As pessoas egoístas permanecem espiritualmente estagnadas, mas os altruístas expandem sua consciência. Quando achar a sua onipresença na meditação, você encontrará a Deus. Se Ele estiver satisfeito, toda a natureza trabalhará em harmonia com você. Aprenda a falar com Ele com toda sua alma.

– Por que Deus se revelaria facilmente a você? Você que trabalha duramente por dinheiro e tão pouco por Realização Divina! Os santos hindus dizem que se dedicássemos um período de 24 horas em contínua e ininterrupta oração, o Senhor apareceria a nossa frente ou se revelaria a nós de algum modo. Se devotarmos pelo menos uma hora diária em profunda meditação Nele, com o tempo Ele virá a nós.

– Não importa o que possa acontecer ao seu corpo, medite. Nunca se deite à noite sem antes ter comungado com Deus. O seu corpo lhe lembrará que você trabalhou bastante e necessita de repouso, mas quanto mais você ignorar as suas solicitações e concentrar-se no Senhor, tanto mais a sua vida será vibrante de alegria, como um globo incandescente. Então saberá que você não é o corpo.

– Não se lamente se você não vir luzes ou imagens na meditação. Aprofunde-se na percepção da Bem-Aventurança porque é nela que você encontrará Deus. Não procure só uma parte, mas o Todo.

– Quanto mais adoçante você puser na água, tanto mais doce ela ficará. Do mesmo modo, quanto mais você meditar com intensidade, maior será o seu progresso espiritual.

– Nenhum idioma humano será capaz de descrever a alegria que você descobrirá no silêncio, atrás dos portais da sua mente. Mas você precisa se converter; você precisa meditar e criar esse ambiente.


O ESFORÇO

– Tudo melhorará no futuro se você estiver fazendo um esforço espiritual agora.

– Praticar yoga é meio caminho andado. Mesmo que você não se sinta entusiasmado no início, se persistir na prática virá a sentir aquele enorme desejo por Deus, que é necessário se você quiser encontrá-lo.

– Por que não fazer o esforço? De onde vêm as coisas belas da criação que nunca cessam de se manifestar? De onde vem a inteligência das grandes almas, senão do reservatório do espírito Infinito? E se todos esses milagres que você vê à sua volta não bastarem para induzi-lo a procurá-lo, por que haveria Ele de revelar-se a você?

– Deus lhe deu a capacidade de amar para que você anseie por Ele, acima de tudo. Não faça mal uso do seu amor e do seu raciocínio. Não desperdice a sua concentração e inteligência em falsos objetivos.

– Muitas vezes ficamos sofrendo sem fazer uma tentativa para mudar as coisas; é por isso que não achamos paz e contentamento permanentes. Se perseverarmos no esforço, certamente seremos capazes de vencer todas as dificuldades. Precisamos fazer o esforço para sairmos da miséria para a felicidade e do desânimo para a coragem.

– Para persuadir Deus a dar-Se é necessário zelo firme, incessante. Ninguém pode ensinar este zelo a você. Você tem que desenvolvê-lo por si próprio. “Você pode levar um cavalo para a água, mas não pode fazê-lo beber.” Porém, quando o cavalo está com sede, ele procura a água com zelo. Então, quando tiver uma imensa sede pelo Divino, quando não der importância a nada mais – nem ao teste do mundo, nem ao teste do corpo – então Ele virá.

– Aqueles que não reservam tempo à sua religião não podem esperar saber tudo de uma só vez sobre Deus e sobre o futuro. Normalmente as pessoas não fazem o esforço, ou se fazem, o esforço não é profundo e sincero o suficiente. A noite deveria ser passada com Deus. Você dorme mais que o necessário, e assim desperdiça muitas horas valiosas. A noite foi feita para esconder todas as atrações do mundo e você deve, o mais atenciosamente possível, explorar o Reino de Deus.

– Todas as almas são iguais. A única diferença entre eu e vocês é que eu fiz o esforço. Eu mostrei para Deus que eu O amo, e Ele veio a mim. O amor é o ímã do qual Deus não pode escapar.

– Eu sempre acreditei que se eu tentasse com um pouco mais de esforço, poderia causar as circunstâncias que parecem estar acima do meu alcance. Saiba que ninguém, nem mesmo um mestre, pode fazer tudo por você . Você tem que fazer mais por si mesmo.

– Lembre-se: se você não encontra Deus é porque não está fazendo bastante esforço na sua meditação. Se, com um ou dois mergulhos, você não encontra a pérola, não culpe o oceano por isso. Culpe os seus mergulhos, pois você não está mergulhando bastante fundo. Se mergulhar bem fundo, encontrará a pérola da presença de Deus.

– Você deve aumentar a força do seu corpo e, em seguida, aumentar a força de sua mente. A melhor maneira para aumentar o poder mental é tentar realizar, cada dia, algo que valha à pena. Escolha alguma tarefa digna ou um projeto que lhe disseram ser impossível você fazer, e tente fazê-lo. Esforce-se, todos os dias, para realizar algo que você sempre pensou que não poderia realizar.

– Você deve fazer um grande esforço. Esqueça o passado e confie mais em Deus. Nosso destino não é predestinado por Ele; nem o carma é o único fator, apesar de nossas vidas serem afetadas pelos nossos pensamentos do passado e pelas nossas atividades do passado. Se você não está feliz com a maneira que a vida está se tornando, mude o padrão. Eu não gosto de ouvir pessoas atribuindo o fracasso do presente a erros do passado; fazer isto é preguiça espiritual. Ocupe-se e capine o jardim da sua vida.

– Todas as experiências sobre as quais eu lhes falei são cientificamente atingíveis. Se você seguir as leis espirituais, o resultado é certo. Se o resultado não vier, procure as falha do seu esforço. A intensidade em todas as suas práticas religiosas é o único caminho. Aqueles que não meditam regular e profundamente são impacientes quando meditam, e desistem depois de um curto esforço. Mas se você fizer um esforço maior dia após dia, a habilidade de aprofundar-se chegará. Eu não tenho que fazer nenhum esforço agora; o mundo inteiro some instantaneamente quando eu fecho meus olhos e olho fixamente no Centro Crístico (o olho espiritual, na testa, entre as sobrancelhas).


A CORRETA ATIVIDADE

– Se a sua mente está plenamente identificada com suas atividades, você não poder estar consciente do Senhor. Mas se você estiver interiormente calmo e receptivo a Ele enquanto está ativo exteriormente, então você está corretamente ativo.

– Somente você é responsável por si mesmo. Ninguém mais pode responder por seus deveres quando o ajuste final chegar. O seu trabalho no mundo – na esfera onde o seu karma, sua própria atividade passada, colocou você – pode ser realizado somente por uma pessoa: você mesmo. E o seu trabalho pode ser denominado um “sucesso” somente quando, de alguma maneira, servir aos seus semelhantes.

– Antes de iniciar um importante empreendimento, sente-se quietamente, acalme seus sentidos e pensamentos e medite profundamente. Você então será guiado pela grande força criativa do Espírito.

– Cumpra as pequenas e grandes tarefas com profunda atenção, lembrando que Deus o está guiando e orientando a cada esforço feito, visando alcançar um nobre objetivo.

– Eu assumo mais e mais tarefas, mas nunca me sinto sobrecarregado, porque eu faço tudo para Deus.

– Você nasceu para realizar uma missão divina, a sua reunificação com Deus. Entenda como isto é tremendamente importante. Não permita que o seu pequeno ego seja um obstáculo à conquista de sua meta divina.

– Se tivermos equilíbrio interno, poderemos desempenhar harmoniosamente os nossos deveres mesmo no mundo dos negócios. Poderemos realizar coisas admiráveis no mundo, sem necessariamente entrarmos em choque com os outros. Quando o nosso dia de trabalho terminar, poderemos voltar para dentro de nós mesmos a fim de estarmos novamente com Deus. Por fim, poderemos, com total consciência da presença Dele, cumprir os nossos deveres no mundo dos negócios. Se formos calmos e serenos, aconteça o que acontecer, sucesso ou aparente fracasso, nós continuaremos tranqüilos, tendo a certeza que a vontade de Deus está sendo feita.

– A sua nova atividade deverá ser a sua única preocupação agora. Não fique preso ao passado. Aceite as mudanças com equilíbrio e execute num espírito de liberdade divina quaisquer obrigações que surgirem no seu caminho.

– Primeiro medite e sinta a Presença Divina. Impregnado com a consciência de Deus, faça o seu trabalho. Agindo assim, você nunca se sentirá cansado. Se você trabalhar para o seu Querido Divino, a sua vida será plena de amor e energia.

– Seremos vistos neste palco da vida tantas vezes quantas forem necessárias, até nos tornarmos tão bons atores que seremos capazes de representar nossa parte com perfeição, e de acordo com a Vontade Divina. Então o Supremo Diretor dirá: “Você não mais precisará sair!” (Apocalipse 3:12). Você realizou de acordo com a minha vontade e cumpriu bem o seu papel. Você não perdeu a coragem. Agora você voltou para Mim, para ser uma coluna de imortalidade na mansão da minha Eterna Existência.


A PERFEIÇÃO

– Você está maltratando a alma ao mantê-la imersa na matéria, vida após vida, assustada com os pesadelos do sofrimento e da morte. Entenda que você é a alma. Lembre-se de que o Sentimento por trás do seu sentimento, a Vontade por trás da sua vontade, a Força por trás da sua força, a Sabedoria por trás da sua sabedoria, são o Senhor Infinito.Unifique o sentimento do coração com a razão da mente em perfeito equilíbio. No castelo de paz, afaste de si, sempre, a identificação com a posição no mundo e mergulhe na meditação profunda para entender a sua divina realeza.

– Não use seu tempo procurando coisas pequenas. Naturalmente é mais fácil obter outras dádivas de Deus do que a suprema dádiva dEle mesmo. Mas não se satisfaça com algo que seja menos do que o maior.

– Se os outros gastam o tempo com tolices, fique você refugiado em Deus. Você progredirá. Deixe o seu exemplo modificar a vida dos outros. Reforme-se a si mesmo e você reformará milhares.

– “Usando a chave de Kriya*, pessoas que não crêem na divindade de homem algum, contemplarão, por fim, a plena divindade de si mesmas.” * Kriya é uma palavra em sânscrito, cuja raiz é a mesma de kri (fazer, agir, reagir); a mesma raiz se encontra na palavra karma, o princípio natural de causa e efeito. Assim, Kriya Yoga é “união (yoga) com o Infinito por meio de certa ação ou rito (Kriya)”.

– A lua dissipa a escuridão do céu. Da mesma forma, uma alma que é treinada para conhecer Deus, uma alma na qual há a verdadeira devoção e busca sincera e intensa, dissipará a escuridão espiritual dos outros, onde quer que vá.

– Você deve transferir sua atenção do fracasso ao sucesso, da preocupação à calma, da agitação mental à concentração, da inquietude à paz, e da paz à divina felicidade interior. Quando você alcançar esse estado de Auto-Realização, o propósito da sua vida terá sido gloriosamente cumprido.

– Medite incessantemente e logo contemplar-se-á como a Essência Infinita, livre de todo tipo de sofrimento. Deixe de ser um prisioneiro do corpo; usando a chave secreta de Kriya, aprenda a escapar para o Espírito. 


O EQUILÍBRIO

– Os milhões de seres sobrecarregados por laços familiares e pesados deveres mundanos receberão nova inspiração de você, um chefe de família como eles. Mesmo levando vida mundana, o iogue que fielmente cumpre suas responsabilidades, sem apego ou motivação pessoal, trilha firmemente o caminho da iluminação. (…) Novo e doce alento de divina esperança penetrará nos áridos corações dos homens mundanos. Pelo exemplo de seu equilíbrio, eles compreenderão que a libertação depende mais de renúncias internas do que externas.

– Não é através de uma vida inconstante, mas através de uma vida regular e equilibrada, que você receberá as bênçãos dos Mestres. Assim, o mal nunca o usará como um instrumento.

– Trabalhar para Deus, não para si mesmo, é tão positivo quanto a meditação. Então, o trabalho auxilia sua meditação e a meditação auxilia seu trabalho. Você necessita do equilíbrio. Apenas com meditação, você se torna preguiçoso. Apenas em atividades, a mente se torna mundana e você se esquece de Deus.

– Para não impedir sua marcha para o progresso, não transforme coisas banais em importantes, nem se concentre em ninharias em detrimento daquilo que é realmente essencial. Ações meramente impulsivas, incompatíveis com tarefas verdadeiras, são indesejáveis.

– Quer esteja sofrendo nesta vida ou sorrindo em meio à opulência e o poder, a sua consciência deverá permanecer imutável. Se você conseguir alcançar o equilíbrio mental, nada poderá jamais feri-lo. A vida de todos os grandes Mestres mostra que eles alcançaram esse estado abençoado.

– Eu serei calmamente ativo, ativamente calmo. Não me tornarei preguiçoso, nem mentalmente fossilizado. Tampouco serei superativo, capaz de conquistar riquezas, mas incapaz de desfrutar a vida. Meditarei regularmente a fim de manter o verdadeiro equilíbrio.

– O material e o espiritual são duas partes de um único universo e de uma única verdade. Ao enfatizar uma parte ou outra, o homem falha em alcançar o equilíbrio necessário a um desenvolvimento harmonioso… Pratique a arte de viver neste mundo sem perder sua paz interior. Siga o caminho do equilíbrio para alcançar o maravilhoso jardim interior da Auto-Realização.

– Não confunda compreensão com um vasto vocabulário. Os escritos sagrados são benéficos para estimular o desejo de realização interna, se um versículo de cada vez for lentamente assimilado. Do contrário, estudos intelectuais contínuos podem resultar em vaidade, satisfação falsa e conhecimento indigesto.

– Embora você tenha que estar no mundo, não seja do mundo. Os verdadeiros iogues podem falar e se misturar com as pessoas, contudo suas mentes estão sempre absortas em Deus.

– “Milhões de pessoas vivem uma vida unilateral e morrem em estado imperfeito. Deus deu a cada um de nós uma alma, uma mente e um corpo, os quais devemos procurar desenvolver harmoniosamente. Se você viveu até hoje dominado pelas influências mundanas, não permita que o mundo continue lhe impondo as suas ilusões. Daqui por diante controle você mesmo a sua vida; seja o soberano do seu próprio reino mental. Medos, preocupações, descontentamento e infelicidade são resultados de uma vida não governada pela sabedoria.”


A CORAGEM

– Encare o medo de frente e ele deixará de perturbá-lo.

– Ensina-me a ser tenaz e prudentemente corajoso, em vez de freqüentemente amedrontado. Nada temerei além de mim mesmo, quando tento enganar minha consciência.

– Em educação, não se dá bastante ênfase à necessidade por coragem no caráter. Nós temos que aprender a suportar. E o único modo de aprender é suportando. Tendo coragem, vê-se o triunfo brilhante da alma sobre a carne.

– Não leve as experiências da vida tão a sério. Não deixe principalmente que elas o magoem, pois na realidade, nada mais são do que experiências de sonho… Se as circunstâncias forem ruins e você precisar suportá-las, não faça delas uma parte de você mesmo. Desempenhe o seu papel no palco da vida, mas nunca esqueça de que se trata apenas de um papel. O que você perder no mundo não será uma perda para sua alma. Confie em Deus e destrua o medo, que paralisa todos os esforços para ser bem sucedido e atrai exatamente aquilo que você receia.

– Eu rio de todos os medos, pois meu Pai-Mãe, amado Deus, está atentamente desperto e presente em toda parte, com o propósito deliberado de me proteger das tentações do mal.

– Ausência de medo significa fé em Deus: fé na Sua proteção, na Sua justiça, na Sua sabedoria, na Sua misericórdia, no Seu amor e na Sua onipresença… Para alcançar a Auto-realização, o homem tem que estar livre de medos.

– O devoto sábio deve ser prudente, nunca temeroso. Deve cultivar um espírito corajoso, sem contudo se expor imprudentemente a situações que possam despertar apreensões.

– Por Teu nome eu derramei meu sangue, e por Teu nome estarei sempre disposto a derramá-lo. Como um poderoso guerreiro, com os membros ensangüentados, o corpo machucado, a honra ferida e uma coroa de espinhos de escárnio, continuo a lutar sem desanimar. Minhas cicatrizes representam as rosas da coragem, incentivando-me a perseverar na batalha contra o mal. Posso continuar a sofrer golpes nos meus braços estendidos para ajudar os outros, e sofrer perseguição em vez de amor, mas minha alma aquecer-se-á sempre com os raios de sol das Tuas bênçãos, ó Senhor. És Tu quem comandas as batalhas do Teu soldado que conquista para Ti as regiões dos corações humanos oprimidos pela tristeza.

– Não tema nada, mas tente amedrontar o medo… Lembre-se, sejam quais forem os seus testes, você já tem dentro de si a força necessária para enfrentá-los. Deus não permitirá que você seja tentado além da sua capacidade de suportar.

– Agora eu sei que sou um leão de força cósmica. Em vez de rugir, sacudirei a floresta dos erros com reverberações da Tua voz onipotente. Em liberdade divina saltarei pela selva das ilusões terrenas e devorarei tanto as pequenas criaturas das preocupações, das incertezas, quanto as hienas selvagens da descrença. Ó Leão da Libertação, lança sempre através de mim o Teu rugido de coragem que tudo conquista.


COMO SUPERAR A TENTAÇÃO?

– A pior de todas as tentações é a inquietude. Ela é um mal porque mantém a sua atenção no mundo e faz com que você continue ignorando Deus. Se você meditar com regularidade, estará com Deus o tempo todo.

– O mal tem sua força. Se você aderir ao mal, ele tomará conta de você. Se você cometer um deslize, volte imediatamente para o caminho da retidão.

– Quando você permite que a tentação tome conta de você, sua sabedoria se torna uma prisioneira. O meio mais rápido de banir a tentação é dizer de imediato um “não” e sair daquele ambiente em particular; então raciocine mais tarde quando a calma e a sabedoria lhe voltarem.

– Os desejos são os mais infatigáveis inimigos do homem, pois ele não pode satisfazê-los. Tenha apenas um desejo: conhecer a Deus. Atender aos desejos dos sentidos não pode lhe trazer satisfação, porque você não é os seus sentidos. Eles são apenas os seus servos, não o seu Eu.

– A tentação não é nossa própria criação; ela pertence ao mundo de maya (ilusão), e todos os homens estão sujeitos a ela. Mas para poder nos tornamos livres, Deus nos deu a razão, consciência e força de vontade.

– Fazer algo moralmente ou materialmente errado não é a única forma de tentação. Esquecer a alma para se tornar muito envolvido com o corpo e seus confortos também é tentação.

– A tentação é um veneno coberto com açúcar; tem sabor delicioso, mas a morte é certa. A felicidade que as pessoas procuram neste mundo não dura muito. A Alegria Divina é eterna. Anseie pelo que é duradouro, e seja firme em rejeitar os inconstantes prazeres desta vida. Você precisa ser assim. Não deixe que este mundo o controle. Nunca se esqueça que o Senhor é a única realidade… Sua verdadeira felicidade está na sua experiência dEle.

– Você lutará melhor amanhã contra os maus hábitos do que hoje? Por que adicionar os erros de hoje aos de ontem? Você vai ter que se voltar para Deus alguma hora, então não seria melhor fazê-lo agora? Apenas se entregue a Ele e diga: “Senhor, sendo mal ou bom eu sou Seu filho. Você deve cuidar de mim.” Se você continuar tentando, você fará progressos. “Um santo é um pecador que nunca desistiu.”

– Lembre-se que, como um filho de Deus, você está dotado de uma grande força, maior do que jamais precisará para superar todas as provas que Deus lhe enviar.

– O antigo método ortodoxo é negar a tentação, suprimi-la. Mas você deve aprender a dominá-la. Não é pecado ser tentado. Mesmo que você esteja transbordando na tentação, você não é mau; mas se você ceder a tentação, você estará temporariamente preso nos poderes do mal. Você deve erguer em sua volta uma proteção de sabedoria. Não existe força maior para resistir à tentação do que a sabedoria. O completo entendimento colocará você numa posição em que nada poderá tentá-lo para aquelas situações que prometem prazer, mas que, no final, trazem apenas mágoa.

– Quando, devido aos nossos pensamentos errados, caímos no abismo do erro, devemos rezar: “Pai, não nos abandones aqui, mas ergue-nos através da força da nossa razão e da nossa vontade. E quando estivermos fora, se for a Tua vontade continuar a nos testar, faze-Te primeiro conhecido a nós, para que possamos entender que Tu és muito mais tentador que a tentação.


A SIMPLICIDADE

– Tudo tem seu lugar, mas não é bom quando você perde tempo à custa de sua verdadeira felicidade. Eu eliminei todas as atividades desnecessárias a fim de meditar e tentar conhecer Deus, de forma a poder estar dia e noite em Sua Divina Consciência.

– Na vida espiritual a pessoa se torna como uma criança – sem ressentimentos, sem apegos, cheia de vida e alegria.

– Não está errado dizer ao Senhor que desejamos algo, mas demonstramos maior fé dizendo simplesmente: “Pai Celestial, sei que Tu sempre Te antecipas às minhas necessidades. Sustenta-me de acordo com a Tua Vontade.”

– Eu canto um hino jamais entoado por nenhuma outra voz…  A Ti, Ó Espírito, eu não canto nenhuma ária intelectual, premeditada e disciplinada; somente a melodia espontânea do meu coração. A Ti não ofereço nenhuma flor de estufa, regada por emoções cuidadosas; somente as flores raras que crescem espontaneamente nos mais altos píncaros de minha alma.

– “Por que considerar importantes as coisas não essenciais? A maioria das pessoas se concentra no café da manhã, no almoço, no jantar, no trabalho, nas atividades sociais, etc. Simplifiquem a vida e coloquem a mente no Senhor.”

– Pensas que precisas disto e daquilo para ser feliz. Mas independentemente de quantos desejos sejam satisfeitos, jamais terás felicidade através deles. Quanto mais tiveres, mais haverás de querer. Aprende a viver com simplicidade. O Senhor Krishna disse: “Está plena de satisfação a mente daquele cujos desejos fluem para dentro de si mesmo. Este homem é como um oceano imutável, mantido cheio até as bordas pelos rios constantemente ali desaguando. Aquele que abre furos de desejos no seu reservatório de paz, deixando escapar suas águas, não é um muni”

– Meu Guru Sri Yukteswarji relutava em discutir os reinos superfísicos. Sua única aura ‘prodigiosa’ era a da perfeita simplicidade. Na conversação, evitava fazer referências surpreendentes; na ação era expressivo e livre.

– Deus provou que quando Ele está comigo todas as “necessidades da vida” tornam-se desnecessárias. Nesse estado de consciência tu te tornas mais saudável do que a maioria das pessoas, mais alegre, mais próspero sob todos os aspectos. Não procure as pequeninas coisas, elas te desviarão de Deus. Começa imediatamente as tuas experiências: simplifica a vida e sê um rei.

– Nós damos muita importância aos sentimentos, mesmo admitindo que os sentimentos certos são muito agradáveis. Que importância tem o que sentes? Aguenta a parte que te cabe desde que esta seja a vontade de Deus. Age corretamente e no devido tempo os sentimentos corretos de paz e alegria virão.

– É muito maravilhoso estar em sintonia com Deus e confiar implicitamente nEle, estando contente onde quer que Ele o coloque e o que quer que Ele lhe faça, aceitando tudo com humildade e devoção.


A “DEVOÇÃO”

– Desperte a devoção! Lembre-se das palavras de Jesus: “Graças te dou, ó  Pai, Senhor do céu e da terra, porque ocultaste estas coisas aos sábios e aos instruídos e as revelaste aos pequeninos”.

– Deus diz: “Ao apelo devocional daquele que luta, reza e medita no sentido de Me conhecer em corpo, mente, e alma como Alegria penetrante e sempre nova – como a Felicidade sempre crescente da meditação – Eu respondo silenciosa e profundamente.”

– O Conquistador de Corações deseja apenas seu amor sincero. Ele é como uma criança: alguém oferece a Ele toda riqueza e Ele não se interessa; outro chora por Ele, “Oh Deus, eu Te amo!” e para o coração desse devoto Ele vai correndo.

– Não busque Deus com segundas intenções, mas ore a Ele com devoção – devoção incondicional, orientada, precisa. Quando seu amor por Ele for tão grande quanto o seu apego ao seu corpo mortal, Ele virá a você.

– Lembre-se, em sua vontade está a vontade de Deus. No seu coração, você não precisa amar nada além de Deus, que é um Deus “ciumento”. Se você O quiser, tem que ter a vontade para repelir de seu coração todo desejo, exceto o desejo por Ele.

– Oração na qual sua alma está ardendo de desejo por Deus é a única  oração efetiva. Você já orou assim, sem dúvida; talvez quando desejou algo muito gravemente ou urgentemente precisou de dinheiro – então você incendiou o éter com seu desejo. É assim que você deve desejar Deus. Fale com Ele dia e noite; você verá que Ele responderá.

– Ame-o, fale com Ele em todos os segundos de sua vida, em atividade e em silêncio, com sentimento de profunda oração, com o desejo incessante de seu coração; e você verá as imagens das ilusões se dissolvendo. Ele que está jogando esconde-esconde na beleza de flores, em almas, em paixões nobres, em sonhos, virá adiante e dirá: “Você e Eu fomos separados por muito tempo, porque Eu desejei que você me desse seu amor com toda boa vontade. Você é feito à Minha imagem, e eu quis ver se você usaria sua liberdade para Me dar seu amor.”

– Você não deveria se concentrar no pensamento de que existe carência de devoção, mas deveria se esforçar para desenvolvê-la. Por que ficar  triste pelo fato de que Deus não se apresentou a você? Pense no longo tempo que você O ignorou. Medite mais; aprofunde-se … mudando seus hábitos você despertará em seu coração a memória do Ser Maravilhoso que Ele é; e, conhecendo-O, não há nenhuma dúvida que você O amará.

– O coração do verdadeiro devoto sempre está dizendo: “Meu Deus, meu Deus, eu não quero ser enlaçado no ilusório drama de Tua criação. Não desejo participar disso, exceto para ajudar a estabelecer Teu templo nas almas dos homens. Meu coração, minha alma, meu corpo e mente – tudo Te pertence.” Tal devoção alcança Deus. Esse devoto conhece Deus.

– Não permita que mais ninguém conheça a profundidade do seu sentimento por Deus. O Mestre do Universo conhece o seu amor; não o exiba perante os outros, ou você o perderá.

– O Senhor é encontrado por meio de incessante devoção. Quando você desejar apenas o Doador, e não os presentes Dele, então Ele virá a você.


A GRATIDÃO

– Dar graças e louvar, abrem em sua mente o caminho para que o crescimento  e o alimento espiritual venham até você. O Espírito manifesta-Se em forma visível tão logo um canal seja aberto por onde Ele possa fluir. Você deve ser grato por tudo todo o tempo. Perceba que todo o poder de pensar, falar e agir vem de Deus, e que Ele está com você agora, guiando e inspirando.

– Todos os dias deveriam ser dias de ação de graças pelos presentes da vida: o brilho do sol, a água e as deliciosas frutas e verduras que são presentes indiretos do Grande Doador. Deus nos faz trabalhar, pois talvez assim mereçamos receber Seus presentes. O Todo-Suficiente não precisa de nosso agradecimento; mesmo que sincero, mas quando somos gratos a Ele, nossa atenção está concentrada, para nosso mais elevado benefício, na Grande Fonte de toda a provisão.

– As pessoas queridas prometem nos amar sempre; uma vez que, quando submergem no Formidável Sono, suas recordações telúricas são abandonadas, qual o valor de suas promessas? Quem, sem nos falar em palavras, nos ama eternamente? Quem lembra de nós quando todos os outros esquecem? Quem ainda estará conosco quando tivermos que deixar os amigos deste mundo? Somente Deus.

– Quando o verão da boa fortuna aquecer minha árvore da vida, ela  facilmente abrirá botões, com um perfumado desabrochar de agradecimento. Durante os meses invernais de desfortuna, Ó Pai, possam meus ramos desnudados continuarem exalando para ti uma secreta fragrância de gratidão.

– Em um de Seus aspectos, um aspecto muito tocante, o Senhor pode ser  colocado como um pedinte. Ele anseia por nossa atenção. O Mestre do Universo, ao qual o olhar de todas as estrelas, sóis, luas e planetas vibram, está correndo atrás do homem e dizendo: “Você não vai Me dar sua afeição? Você não vai Me amar? amar o Doador mais do que as coisas que Eu criei para você? Você não vai Me buscar?” Mas o homem diz: “Estou muito ocupado agora; tenho trabalho a fazer. Não posso gastar tempo a Te procurar”. E o Senhor diz: “Eu esperarei”.

– Nós estendemos nossas mãos para receber os presentes de Deus: a vida, o sol, o alimento e todas as outras coisas que Ele nos concede; mas mesmo quando as recebemos, não estamos conscientes do Doador. Se você amavelmente oferta presentes a alguém e então descobre que essa pessoa nunca pensa em você, quão magoado você se sentiria! Deus se sente dessa forma, também.

– Nada no mundo é tão divinamente embriagador quanto o meu amado Deus. Eu bebo incessantemente este Néctar. “Oh Vinho envelhecido de minha alma, bebendo-Te no oceano que há dentro de mim, percebo que És inesgotável. Tu és um céu repleto de felicidade que exibe todas as estrelas do universo, sempre pulsante no meu coração.”

– Sempre sussurre, no fundo de sua mente, uma silenciosa canção devocional de amor ao seu amado Pai Celestial e lembre-se que todas as suas habilidades são presentes dEle.

– Oh, Pai, quando eu era cego não encontrava nenhuma porta que levasse a Ti. Tu curaste meus olhos; agora descubro portas em todos lugares: os corações das flores, as vozes de amizade, as recordações de experiências adoráveis. A cada prece proferida, abre-se em mim uma nova entrada ao vasto templo da Tua presença.


OS HÁBITOS

– As suas inspirações passageiras, ou idéias brilhantes, não controlam tanto a sua vida como o fazem seus hábitos mentais diários.

– Bons hábitos são seus melhores amigos; preserve a força deles com estímulos de boas ações. Maus hábitos são seus piores inimigos; contra sua vontade eles lhe obrigam a fazer coisas que lhe machucam mais e mais. Eles são prejudiciais a sua felicidade física, social, mental, moral e espiritual. Deixe de nutrir os maus hábitos recusando-se a dar a eles qualquer tipo de alimento adicional de más ações.

– Bons ou maus hábitos precisam de tempo para adquirirem força. Maus hábitos poderosos poderão ser destronados pelos bons hábitos opostos se estes forem cultivados com paciência.

– Um mau hábito pode ser rapidamente modificado. Um hábito é o resultado da concentração da mente. Você tem pensado de uma certa forma. Para formar um novo e bom hábito basta concentrar-se na direção oposta.

– Através das dificuldades das lições do dia-a-dia, você verá claramente que os maus hábitos nutrem a árvore dos infindáveis desejos materiais, enquanto os bons hábitos nutrem a árvore das aspirações espirituais. Você deve concentrar os seus esforços, cada vez mais, no desenvolvimento saudável da árvore espiritual, para que um dia você possa colher os frutos maduros da realização do seu Eu divino.

– Seja cuidadoso com o que você decidir fazer conscientemente, pois, a não ser que sua força de vontade seja muito forte, será isto que você terá de fazer repetida e compulsivamente através da força influenciadora dos hábitos da mente subconsciente.

– Hábitos de pensamentos são magnetos mentais que atraem para você certas coisas, pessoas e condições. Enfraqueça um mau hábito, evitando tudo aquilo que o ocasionou ou que o estimulou, porém, sem se concentrar nele. Dirija então sua mente para bons hábitos e, firmemente, cultive-os até que passem a fazer parte de você.

– A verdadeira liberdade consiste no desempenho de todas as ações – na alimentação, leitura, trabalho e assim por diante – de acordo com o julgamento correto e escolha da vontade, e não compelido pelos hábitos. Coma o que deve comer e não necessariamente o que está habituado a comer. Faça o que deve fazer e não o que seus maus hábitos ditarem.

– Você só será uma pessoa realmente livre quando conseguir descartar-se dos maus hábitos. Você só será uma alma livre quando for um verdadeiro mestre capaz de comandar a si mesmo a fazer as coisas que devem ser feitas, mesmo sem querer fazer. Nessa força de auto-controle está a semente da liberdade eterna.

– Não continue a viver sempre do mesmo jeito antigo. Trabalhe a sua mente para que alguma coisa seja feita para melhorar sua vida, e então faça. Mudar sua consciência; é tudo o que é necessário fazer.

– Se você for capaz de se libertar de todos os tipos de maus hábitos e de fazer o bem porque quer fazer o bem e não meramente porque o mal traz tristeza, então você está verdadeiramente progredindo espiritualmente.


SOBRE A PACIÊNCIA E A PAZ

– Quando aramos o solo para o cultivo, precisamos de paciência para arrancar todas as ervas daninhas imprestáveis e esperar, mesmo que o solo pareça estéril, até que as boas sementes escondidas possam germinar e se transformar em plantas. Precisamos de mais paciência ainda para limpar  o campo de nossa consciência, coberto com as ervas daninhas dos apegos inúteis aos prazeres sensoriais, que são muito difíceis de serem erradicados. Porém, quando o campo da consciência estiver limpo e semeado com as sementes das boas qualidades, as plantas das nobres atividades brotarão, produzindo abundantemente os frutos da verdadeira felicidade. Acima de tudo, tenha paciência para buscar a comunhão com Deus através da meditação profunda e tornar-se consciente da sua alma indestrutível, escondida no seu perecível corpo físico.

– A verdade é que aquilo que você procura está com você o tempo todo, mais próximo que as mãos ou os pés. A qualquer momento você poderá ser elevado acima da matéria e da limitação pessoal. Espere pacientemente por Ele. 

– Não procure por uma flor no seu jardim espiritual todo dia. Plante a semente, regue-a com preces e com o empenho correto. Quando ela brotar, cuide da planta, arrancando as ervas daninhas da dúvida, da indecisão e  da indiferença que possam crescer em volta. Então, numa manhã você verá surgir, repentinamente, a sua tão esperada flor espiritual da Realização.

– Você é o seu próprio inimigo e não sabe. Você não aprende a sentar-se quietamente. Você não aprende a dedicar um tempo a Deus. E você é impaciente e espera alcançar o céu imediatamente. Você não consegue  isso lendo livros, ouvindo sermões ou praticando a caridade. Você só consegue isso se dedicar o seu tempo a Ele em meditação profunda.

– Concentre sua mente interiormente no ponto entre as sobrancelhas (como na meditação), no ilimitado lago de paz. Sinta o eterno círculo de paz ondulante à sua volta. Quanto mais você observar atentamente, mais sentirá as ondulações de paz se expandindo das sobrancelhas para a testa, da testa para o coração e do coração para cada célula do seu corpo. Agora as águas de paz transbordam as margens do seu corpo e inundam o vasto território da sua mente. A torrente de paz flui além dos limites da sua mente e se move em infinitas direções.

– A paz é encontrada quando nos rendemos ao bem através da devoção. As pessoas que são amáveis, que praticam a quietude interior e que se deleitam com a meditação e com as boas ações, são realmente pacíficas. A paz é o altar de Deus; a condição na qual a felicidade existe.

– Viva integralmente cada momento presente e o futuro cuidará de si mesmo. Desfrute plenamente o milagre e a beleza de cada instante. Pratique a presença da paz. Quanto mais você fizer isto, mais você sentirá a presença desta força na sua vida.

– O indivíduo pacífico permanece calmo até quando necessita trabalhar; então ele passa à ação. E tão logo termina, volta ao seu centro de calma. Seja sempre calmo, como o pêndulo, que é imóvel, mas pronto para agir sempre que necessário.

– Se você quer viver em paz e harmonia, afirme a divina calma e paz, e irradie somente pensamentos de amor e boa vontade. Viva você mesmo uma vida de plenitude divina, de modo que todo aquele que cruzar o seu caminho seja ajudado só pelo fato de estar perto de você.

– Ser controlado pelas oscilações de humor é ser parte da matéria. Se você fixar a sua mente na resolução de nunca mais perder a paz, então você poderá alcançar a graça divina. Mantenha no seu íntimo um santuário secreto de silêncio, onde não será permitida a entrada das oscilações de humor, das aflições, das lutas ou da desarmonia. Todos os sentimentos de ódio, vingança e desejos em geral, devem ser deixados do lado de fora. Neste refúgio de paz, Deus lhe visitará.

– Quando você tiver paz em todos os movimentos do seu corpo, e paz em seus pensamentos e na sua força de vontade, e paz no seu amor, e paz e Deus em suas ambições, lembre-se: você conectou Deus à sua vida.

– Seja honesto consigo mesmo. O mundo não é honesto com você. O mundo adora a hipocrisia. Somente quando você for honesto consigo mesmo encontrará o caminho da paz interna.

– Quando nos tornarmos impregnados com a alegria de fazer os outros felizes, dando-lhes a paz Divina, saberemos então que Deus está Se expressando através de nós.

– Quando um enxame de preocupações invadir a sua mente, não se deixe afetar. Espere calmamente enquanto procura o remédio. Pulverize as preocupações com o poderoso antídoto da sua paz.


UM POUCO DE ESFORÇO

– Aqueles que não reservam tempo à sua religião não podem esperar saber tudo de uma só vez sobre Deus e sobre o futuro.

– Normalmente as pessoas não fazem o esforço, ou se fazem, o esforço não é profundo e sincero o suficiente.

– A noite deveria ser passada com Deus.

– Você dorme mais que o necessário, e assim desperdiça muitas horas valiosas.

– A noite foi feita para esconder todas as atrações do mundo e você deve, o mais atenciosamente possível, explorar o Reino de Deus.


A SOLIDÃO E O SILÊNCIO

– O caminho espiritual é como o fio de uma lâmina. Não é simples, na verdade. O isolamento é o preço da grandeza e da auto-realização. Quando estou só, estou com Deus. É o modo como você deve ser.

– Não se misture com outros tão estreitamente. Amizades não nos satisfazem, a menos que estejam enraizadas em amor mútuo ao Pai. Nosso desejo humano por atendimento amoroso por parte dos outros é, na verdade, o desejo da alma por unidade com Deus. Quanto mais procurarmos satisfazer esse desejo exteriormente, menos será provável encontrarmos o Companheiro Divino.

– Mantenha um diário da sua vida espiritual. Eu costumava registrar quanto tempo meditava e quão profundamente me concentrava. Busque a solidão tanto quanto possível. Não passe suas horas de lazer com outras pessoas em propósitos meramente sociais. O amor de Deus é difícil de se achar em companhia.

– “Estou indo às montanhas para estar sozinho com Deus”, informou um estudante a Paramahansa Yogananda. “Você não avançará espiritualmente dessa maneira”, Paramahansaji respondeu. “Sua mente ainda não está preparada para se concentrar profundamente no Espírito. Seus pensamentos irão se concentrar principalmente em recordações de pessoas e acontecimentos mundanos, mesmo que você permaneça numa caverna. O alegre cumprimento dos seus deveres mundanos, juntamente com a meditação diária, é o melhor caminho”.

– Enquanto você não tiver encontrado Deus, é melhor não se interessar por distrações. Buscar diversão significa esquecê-Lo. Primeiro aprenda a amá-Lo e conhecê-Lo. Então você pode fazer o que quiser, pois Ele nunca deixará os seus pensamentos.

– Não graceje o tempo todo com os outros. Seja feliz e jovial por dentro. Por que dissipar em conversa inútil as percepções que você ganhou? Palavras são como balas: quando você gasta sua força em conversas frívolas, seu estoque de munição interna é desperdiçado. Sua consciência é como um balde de leite: quando você a enche com a paz da meditação, deve mantê-la assim. Gracejos geralmente são falsas diversões que perfuram buracos nas laterais do seu balde e fazem com que todo o leite de sua paz seja derramado.

– Esteja só interiormente. Não siga vivendo a vida sem propósitos que tantas pessoas levam. Medite mais e leia mais bons livros… De vez em quando não há problemas em assistir filmes e ter um pouco de vida social, mas, na maior parte das vezes, permaneça sozinho e viva dentro de si mesmo… Aprecie a solidão; mas quando quiser misturar-se com outros, faça-o com todo o seu amor e amizade, de modo que essas pessoas não se esqueçam de você, mas sempre se lembrem que conheceram alguém que os inspirou e dirigiu suas mentes em direção a Deus.

– A verdadeira prática da religião é sentar-se quieto em meditação e falar com Deus. Mas você não atinge tal ponto de intensidade se não se concentrar o bastante, e é por isso que você permanece na ilusão.

– O silêncio habitual de Sri Yukteswar* era causado por suas profundas percepções do Infinito. Não lhe sobrava tempo para as inúmeras “revelações” que ocupam os dias dos instrutores sem percepção interna e externa de Deus. Dizem as Escrituras hindus: “Nos homens superficiais, o peixe dos pequeninos pensamentos provoca imenso tumulto. Nas mentes oceânicas, as baleias da inspiração mal encrespam a superfície.”

– Esteja com as pessoas em silêncio; não gaste tempo e energia preciosos em conversas frívolas. Coma em silêncio; trabalhe em silêncio. Deus ama o silêncio.

– Construa o seu ambiente interno. Pratique o silêncio! Eu me lembro da disciplina maravilhosa dos Grandes Seres. Quando nós falávamos e tagarelávamos, eles diziam: “Voltem-se para seu castelo interno”. Era muito difícil compreender isso, mas agora eu entendo o caminho de paz que nos foi mostrado.

– Meu silêncio, como uma esfera em expansão, propaga-se por toda parte. Meu silêncio propaga-se como uma canção de rádio, acima e abaixo, à esquerda e à direita, dentro e fora. Meu silêncio se espalha como um incêndio de bem-aventurança; os sombrios arbustos da tristeza e os altos carvalhos do orgulho estão todos se consumindo nas chamas. Meu silêncio, como o éter, tudo permeia, levando as canções da terra, dos átomos e das estrelas aos salões da Sua mansão infinita.

– Você deve sentar-se em silêncio antes de decidir sobre qualquer assunto importante, pedindo ao Pai as Suas bênçãos. Então, por trás do seu poder estará o poder de Deus; por trás da sua mente estará a mente dEle; por trás da sua vontade estará a vontade dEle.

– Das profundezas do silêncio, a fonte da bem-aventurança de Deus jorra  infalivelmente e flui sobre o ser humano.


O GURU E A OBEDIÊNCIA DO DISCÍPULO

– “Guru” do sânscrito “gu”, trevas; “ru”, o que dissipa. Aquele que dissipa as trevas.

– No início da nossa busca espiritual, é sábio comparar os vários caminhos e os vários mestres. Mas, uma vez que você encontrou o seu Guru, aquele cujos ensinamentos poderão conduzi-lo à Divina Meta, então a busca inquieta deve cessar. Uma pessoa espiritualmente sedenta não deve continuar procurando indefinidamente novas fontes; é preferível que ela vá à melhor nascente e beba diariamente de suas águas vivificantes.

– Se eu não estiver vendo vocês, lembrem-se que estou trabalhando por vocês em algum outro lugar. Estarmos juntos fisicamente não os ajudarão necessariamente. Vocês receberão mais meditando profundamente e regularmente. Eu não estou aqui para ajudá-los somente nesta vida, mas também além dela.

– Quero navegar o meu barco, muitas vezes Atravessar o golfo pós-morte, E retornar do meu lar no Céu para as praias da terra. Quero encher o meu barco Com aqueles que esperam, os sedentos que foram esquecidos, E conduzi-los ao opalino reservatório de alegria iridescente Onde meu Pai distribui A Sua paz liquefeita que sacia a sede de todos os desejos.

– Ó meu Guru! Se todos os deuses estão irados, e ainda assim tu estás satisfeito comigo, eu estou seguro na fortaleza do teu deleite. E se todos os deuses me protegem através das trincheiras de suas bênçãos, e ainda assim eu não receba a tua graça, sou um órfão, abandonado para definhar espiritualmente nas ruínas do teu desgosto.

– É porque Deus quer vocês que estou aqui, chamando-os a retornar ao Lar, onde meu Amado está, onde Cristo, Krishna, Babaji, Lahiri Mahasaya, Sri Yukteswarji e os outros santos estão. “Venham”, o Senhor está dizendo, “todos eles estão se regozijando em Mim. Nenhuma alegria mundana – o sabor do alimento, a beleza das flores, o passageiro prazer do amor material – pode se comparar às alegrias divinas do Meu Lar”. Há somente uma Realidade. É Ele. Esqueça tudo o mais.

– Quando alguém encontra seu guru deve haver devoção incondicional, porque ele é o veículo de Deus. O único propósito do guru é conduzir o discípulo à Auto-realização; o amor que um guru recebe de um devoto é oferecido a Deus.

– Eu nunca sentirei saudades de vocês quando partir, porque intimamente vocês todos estão comigo agora, e será assim para todo o sempre. Quer estejamos vivendo aqui ou na travessia dos portais da morte, estaremos sempre juntos em Deus.

– Sem um guru, o devoto comum não pode encontrar Deus. São necessários 25% de prática dedicada a técnicas de meditação, 25% de bênçãos do guru e 50% de graça de Deus. Se você permanecer firme em seus esforços até o fim, Ele aparecerá diante de você.

– O verdadeiro discípulo obedece ao seu guru implicitamente em tudo porque o guru é um homem de sabedoria e pureza.

– Quando permitimos que nossa vontade seja conduzida pela sabedoria de um mestre, cuja vontade está sintonizada com a vontade de Deus, o mestre busca guiar nossa vontade de tal modo que viajamos rapidamente no caminho de volta à divindade. A diferença principal entre um homem mundano e um santo é que o sábio sintonizou sua vontade à Vontade Divina.

– Às vezes estudantes me dizem: “Tal pessoa está fazendo melhor progresso espiritual do que eu. Por quê?” Eu respondo: “Ela sabe escutar.” Todos os homens seriam capazes de transformar suas vidas se ouvissem com profunda atenção as recomendações simples dispostas nos códigos éticos de todas as religiões. É o caroço de egoísmo presente no coração da maioria das pessoas que impede a atenta observação da sabedoria de todas as eras.

– Para estar em sintonia com a sabedoria do guru, a obediência é necessária. Não é escravidão seguir o desejo de um guru realizado em Deus, porque o desejo dele dá independência e liberdade. Um guru verdadeiro é o servo Divino, levando a cabo o plano de Deus para sua libertação. Perceba isto, e você sempre obedecerá, até que encontre a liberdade perfeita no Espírito.

– Sem realização em Deus sua liberdade é mínima. Sua vida é governada por impulsos, caprichos, humores, hábitos e pelo ambiente. Seguindo o conselho de um verdadeiro guru, e aceitando a disciplina dele, você emergirá gradualmente da escravidão dos sentidos.

. – É fácil para mim plantar a semente de amor ao Divino naqueles que estão sintonizados comigo. Aqueles que obedecem meus desejos estão em realidade obedecendo não a mim, mas ao Pai em mim. Deus não fala ao homem diretamente, mas usa o canal do guru e seus ensinamentos.

– Até mesmo os grandes mestres escutam humildemente os seus gurus, porque este é o caminho da retidão.

– Quando está pouco disposto a cumprir uma tarefa, você fica cansado desde o princípio e, quando está disposto, fica cheio de energia. Trabalhe sempre com boa vontade e você descobrirá que está sustentado pelo infatigável poder de Deus.


A INTROSPECÇÃO

– Um segredo para o progresso é a auto-análise. A introspecção é um espelho no qual se vê os recônditos da mente que, de outra forma, permaneceriam ocultos. Faça o diagnóstico de suas falhas e separe as suas boas e más tendências. Analise o que você é, o que deseja tornar-se e quais são as fraquezas que estão obstruindo o seu progresso.

– Todo o mundo deveria aprender a se analisar de forma desapaixonada. Anote diariamente seus pensamentos e aspirações. Descubra o que você é – não o que imagina ser ! – porque você quer se transformar no que deve ser. A maioria das pessoas não muda porque não vê as próprias falhas.

– Empenhe-se para transformar-se no que deve e quer ser. Mantendo a mente em Deus e em sintonia com a vontade dEle, você progredirá cada vez mais seguramente em seu caminho.

– É uma boa idéia ter um diário mental. A cada noite, antes de ir dormir, sente-se um pouco e rememore o dia. Veja no que você está se tornando. Você aprova o rumo que sua vida está tomando? Se ele não lhe agrada, modifique-o!

– Muitas pessoas desculpam suas próprias faltas mas julgam os outros severamente. Nós deveríamos inverter esta atitude, desculpando os erros dos outros e examinando severamente os nossos próprios erros.

– Tudo o que você percebe tem uma vibração relativa dentro de você. Quem é rápido em ver e julgar o mal em outras pessoas, tem a semente do mal dentro de si mesmo. O buscador de Deus, com o seu puro e alto tom vibracional, está sempre atento à fagulha divina em tudo aquilo que entra em contato, e a vibração de sua alma magnética gera uma maior intensidade vibracional àqueles que estão ao alcance do seu campo de vibração.

– Se você percebe que o seu dia está se tornando irritante, entediante ou agitado, então você sabe que está regredindo. O melhor teste é analisar a si mesmo e descobrir se você está mais feliz hoje do que esteve ontem. Se você se sentir mais feliz hoje, então você está progredindo; e este sentimento de felicidade deve continuar.

– É normalmente mais ou menos fácil analisar os outros e os classificar de acordo com a personalidade. É freqüentemente mais difícil virar a pesquisa para o interior com estrita honestidade, mas isso é o que você deve fazer para poder descobrir qual aperfeiçoamento ou mudança é necessária. Um dos propósitos em descobrir sua própria personalidade é saber como você afeta os outros. Consciente ou inconscientemente, as pessoas sentem sua personalidade, e a reação delas é uma pista.

– Olhe para dentro de si mesmo. Lembre-se, o Infinito está em todo lugar. Mergulhando profundamente na superconsciência, você pode acelerar sua mente através da eternidade; pelo poder da mente, você pode ir mais longe do que a mais longínqua estrela. O holofote da mente está plenamente equipado para lançar os seus raios de superconsciência até o mais interno recôndito canto no coração da Verdade. Use-o para fazer isso.

– Você sabe quando está agindo errado: todo seu ser lhe fala isso, e tal sentimento é a voz de Deus. Se você não O ouve, Ele fica quieto; mas quando você desperta espiritualmente, Ele o guiará novamente. Ele vê os seus bons e maus pensamentos e ações, mas o que quer que você faça, ainda assim você é filho Dele da mesma maneira.

– Ao seguir constantemente a voz interna da consciência, que é a voz de Deus, você se tornará uma pessoa verdadeiramente moralizada, um ser altamente espiritual, um homem de paz.


A RENÚNCIA INTERNA

– A renúncia é o sábio caminho trilhado pelo devoto que voluntariamente troca o menor pelo maior. Ele desdenha dos transitórios prazeres sensoriais pela posse das alegrias eternas. A renúncia não é um fim em si mesmo, mas prepara o terreno para o florescimento das qualidades da alma. Ninguém deveria temer os rigores da auto-negação; as bênçãos espirituais que se seguem são enormes e incomparáveis” 

– Engajar-se em ações sem o desejo pelos seus frutos é a verdadeira “tyaga” (renúncia). Deus é o Renunciante Divino, porque Ele conduz todas as atividades do universo sem apego a elas. Qualquer um que aspire à Auto-Realização seja um monge ou um chefe de família – deve agir e viver para o Senhor, sem ficar emocionalmente envolvido em Seu drama da criação. 

– Os santos dão ênfase à renúncia para que um forte apego material não nos venha a impedir de obter o reino de Deus. Renúncia não significa desistir de tudo; significa abandonar pequenos prazeres pela eterna bem-aventurança.

– A renúncia não é um fim, é um meio para se atingir um fim. O verdadeiro renunciante é aquele que vive primeiro para Deus, independentemente do aspecto exterior de sua vida. Amar a Deus e conduzir sua existência para satisfazê-Lo – isso é o que importa. Quando você proceder assim, conhecerá o Senhor.

– De coração renuncie a tudo, e perceba que você está apenas representando um papel no intrincado Filme Cósmico, um papel que mais cedo ou mais tarde deverá terminar. Você então o esquecerá como a um sonho. O nosso ambiente produz em nós a ilusão de aparente importância para os nossos testes e representações atuais. Levante-se acima dessa consciência temporal. Então perceba Deus interiormente para que Ele se torne a única influência na sua vida.

– Uma pessoa preguiçosa nunca encontra Deus. Uma mente frívola se torna a oficina do diabo. Mas pessoas que trabalham por uma vida sem desejos pelos frutos da ação, desejando apenas Deus, são verdadeiros renunciantes.

– Não há problema em aproveitar a vida; o segredo da Felicidade é não ser apegado à nada. Sinta o cheiro da flor, mas veja Deus nela. Eu mantive a consciência dos sentidos somente até o ponto em que, utilizando-a, eu possa sempre perceber e pensar em Deus. “Meus olhos foram feitos para observar tua beleza em todo lugar. Meus ouvidos foram feitos para ouvir tua voz onipresente”. Isso é yoga. União com Deus. Não é necessário ir até a floresta para encontrá-Lo. Hábitos mundanos nos deterão rapidamente onde quer que possamos estar, até que nos libertemos deles. O yogi aprende a encontrar Deus na caverna do seu coração. Onde quer que ele vá, ele carrega consigo a extática consciência da presença de Deus.

– O que eu não podia entender era por que todas as coisas que eram certas, que eram minhas, que não incomodavam ninguém, todos os pequenos e queridos direitos e privilégios, deveriam ser tirados de mim. Mas eles foram tirados assim por Deus. Ele estava me retirando de uma vida de dependência a pequenos confortos e me empurrando para uma vida que deveria ser vivida só para Ele.

– A renúncia não é negativa, mas sim positiva. Não significa desistir de nada, exceto a miséria. Ninguém deve encarar a renúncia como caminho de sacrifício. Ao invés, é um investimento divino, pelo qual nossos poucos centavos de auto-disciplina irão render um milhão de dólares espirituais. Não é sabedoria gastar as moedas de nossos velozes dias para comprar Eternidade?


O AMOR DIVINO

– O Senhor quer que nos libertemos desse mundo ilusório. Ele clama por nós, porque sabe quão difícil é para nós obter Sua libertação. Mas você tem apenas que lembrar-se que é Seu filho. Não tenha dó de si mesmo. Você é amado por Deus tanto quanto Jesus e Krishna. Você tem que buscar o Seu amor, pois isso traz a liberdade eterna, alegria sem fim e imortalidade.

– O maior romance é com o Infinito. Você não tem idéia de quão bela a vida pode ser. Quando você de repente encontra Deus em todo o lugar, quando Ele vem e fala com você e o guia, o romance do amor divino começou.

– O amor de Deus é a única Realidade. Nós devemos perceber esse amor de Deus  tão grande, tão alegre, que eu não poderia nem mesmo começar a lhe contar o quão grande ele é! As pessoas no mundo pensam, “eu faço isso, eu desfruto daquilo”. Todavia, qualquer coisa que estejam fazendo e desfrutando inevitavelmente chega a um fim. Mas o amor e a alegria de Deus que eu sinto não têm fim. Ninguém pode esquecer isso uma vez que tenha provado; é tão grande que ninguém pode querer nada além disso. O que todos nós realmente queremos é o amor de Deus. E você o terá quando alcançar profunda realização.

– Deus não nos diz que devemos querê-Lo acima de tudo porque Ele deseja que o nosso amor seja dado espontaneamente, e não sob “coação”. Ai está todo o segredo do jogo deste universo. Aquele que nos criou deseja o nosso amor. Ele quer que nós o ofereçamos espontanemente, sem Seu pedido. Nosso amor é a única coisa que Deus não possui, a menos que nós o ofereçamos. Portanto, até mesmo o Senhor tem algo a conquistar, o nosso amor. E jamais seremos felizes enquanto não o dermos a Ele.

– Ele é o mais próximo dos próximos, o mais querido dos queridos. Ame-O como um avarento ama o dinheiro, como um homem apaixonado ama sua amada, como um afogado anseia respirar. Quando você ansiar por Deus com intensidade, Ele virá a você.

– Todas as minhas perguntas foram respondidas, não pelos homens, mas por Deus. Ele é, Ele é. É o espírito dEle que fala a você através de mim. É do Seu amor que eu falo. Vibração após vibração! Como delicados zéfiros, Seu amor vem sobre a alma. Dia e noite, semana após semana, ano após ano, ele continua aumentando, você não sabe onde termina. E isso é o que vocês procuram, cada um de vocês. Você pensa que quer amor humano e prosperidade, mas por trás dessas coisas é o seu Pai quem está lhe chamando. Se você perceber que Ele é maior que todos os Seus presentes, você O encontrará.

– Desenvolva o amor de Deus de tal modo que eu possa ver em seus olhos que você está embriagado de Deus, e não perguntando, “quando eu terei Deus?” Quando você pergunta isso, você não é um devoto. O devoto diz: “Eu O tenho, Ele está me escutando; meu Amado está sempre comigo. Ele está movendo minhas mãos; Ele está digerindo minha comida; Ele está me observando através das estrelas.”

– Se, na escuridão, a mente nunca vacila, se o amor e a saudade nunca enfraquecem, então você provou a si mesmo que tem o amor de Deus.

– Quando o Senhor ordenou: “Não terás outros deuses além de mim, não farás para ti nenhum ídolo” (Ex. 20:3-4), Ele quis dizer que nós não devemos exaltar os objetos da criação acima do criador. Nosso amor pela natureza, família, amigos, deveres e posses não devem ocupar o trono supremo em nossos corações. Esse lugar pertence a Deus.

– O amor de Deus é tão envolvente que, não importa quais erros tenhamos cometido, Ele nos perdoa. Se nós o amarmos com todo o nosso coração, Ele limpa nosso karma.

– Deus entende você quando ninguém mais entende. Ele é o amante que sempre cuida de você, não importa quais os seus erros. Os outros dão afeição a você por um instante e depois o abandonam, mas Ele nunca o abandona. Em maneiras incontáveis, diariamente Deus busca o seu amor. Ele não lhe pune se você O recusa, mas você pune a si mesmo. Você percebe que “todas as coisas traem aquele que Me trai”.

– O amor de Deus não pode ser descrito com palavras, mas pode ser sentido quando o seu coração for puro e estável. Quando a sua mente e o seu sentimento se voltarem para o interior, você começará a sentir a Sua alegria. Os prazeres materiais são efêmeros, mas a alegria de Deus é eterna. É incomparável!


A HUMILDADE

– A humildade cresce com o entendimento de que Deus é o Executor, não você. Depois que você tiver percebido isso, como poderá orgulhar-se de qualquer feito? Guarde sempre em sua mente que, qualquer que seja o trabalho que você estiver fazendo, é o Senhor quem está agindo através de você.

– Conforme Jesus ensinou, “o maior homem é aquele que se considera o menor”. O verdadeiro líder é aquele que primeiramente aprendeu a obedecer aos outros, aquele que quer ser o servo de todos, aquele que nunca se coloca num pedestal. Aqueles que querem ser enaltecidos, não merecem a nossa admiração, mas aqueles que nos servem têm direito ao nosso amor. Não é Deus o servo de todos os seus filhos e, no entanto, pede Ele louvores? Não! Ele é grande demais para ser tocado por isto.

– Se o seu trabalho nesta vida é modesto, não se desculpe por isso. Orgulhe-se, porque você está executando a tarefa que lhe foi dada pelo Pai. Ele precisa de você exatamente nesse lugar; as pessoas não podem desempenhar, todas elas, o mesmo papel. Quando você trabalhar com o único objetivo de agradar a Deus, as forças cósmicas harmoniosamente lhe assistirão.

– Pouco conhecimento é algo perigoso, pois o devoto poderá sentir-se envaidecido, satisfeito consigo mesmo, falsamente supondo que Deus é aquilo que ele sabe. Há um provérbio que diz que antes da queda vem o orgulho. Uma pessoa que se admira dos próprios feitos tende a se privar de continuar seus esforços. (…)  Aquele que está livre da sensação de valor pessoal torna-se cada vez mais espiritualizado, até tornar-se um com Deus.

– A humildade é a manifestação de um coração compreensivo, e serve de exemplo de grandeza a ser seguido pelos outros.

– As chuvas da misericórdia Divina não se acumulam no topo das montanhas do orgulho, mas fluem facilmente para os vales da humildade.


O RELACIONAMENTO GURU-DISCÍPULO

–  Os Mestres, os Bons Pastores deste mundo, descem de seus altos planos espirituais e dedicam suas vidas à busca de discípulos que estão perdidos nas trevas. Eles os encontram em lugares desolados e perigosos, despertam-nos, erguem-nos em seus ombros divinos e os conduzem com alegria para um lugar seguro no aprisco divino. Eles os nutrem com alimento celestial e lhes dão para beber a água vivificante de tal forma que, se o homem comer desse alimento e beber dessa água, viverá para sempre. Eles lhes dão a força para se tornarem filhos de Deus. Eles dão suas próprias vidas, até o último grama de carne, até a última gota de sangue, para a redenção das ovelhas que atendem o seu chamado.

– É dever do guru e do discípulo serem leais um ao outro, não somente numa vida, mas em quantas vidas que se fizerem necessárias até o discípulo alcançar Deus. Aqueles que são cem por cento leais ao guru, podem estar certos da libertação e ascensão finais. Pode-se ter muitos professores, mas apenas um guru, que permanecerá como nosso guru mesmo em vidas futuras, até que o discípulo alcance a meta final da emancipação em Deus. Você deve sempre lembrar-se disso, uma vez que este relacionamento foi estabelecido.

– O treinamento espiritual que o Mestre me deu foi e é perfeito. O Guru não pode ser julgado (se é que ele é julgado) pelas regras que se aplicam a uma amizade entre iguais. Sempre estive consciente disto.

– A amizade que existe entre o guru e o discípulo é eterna. Há uma completa entrega, não existe coação, quando um discípulo aceita o treinamento do guru.  

– O meu corpo deixará de existir, mas o meu trabalho continuará. E meu espírito continuará vivo. Mesmo após a minha transição para o outro plano, continuarei trabalhando com vocês pela libertação do mundo com a mensagem de Deus. Preparem-se para a glória de Deus. Fortaleçam-se com a chama do Espírito.

– De Swami Sri Yukteswar ao seu discípulo Paramahansa Yogananda: “Serei seu amigo agora e por toda a Eternidade, quer esteja você no mais baixo plano mental ou no mais alto plano da sabedoria. Serei seu amigo mesmo se você errar, pois é ai que precisará da minha amizade mais do que em qualquer outra ocasião.”

– De Swami Sri Yukteswar a Paramahansa Yogananda, a quem apareceu em corpo físico no dia 19 de junho de 1936, mais de três meses após seu mahasamadhi (a última saída consciente do corpo de um grande iogue): “Não se lamente por mim (…) Você e eu sorriremos juntos, enquanto nossas duas figuras forem diferentes no sonho-maya* de Deus. Finalmente, mergulharemos unificados no Bem-Amado Cósmico; nossos sorrisos serão o Seu sorriso, nosso cântico de alegria, em uníssono, vibrará por toda a eternidade, irradiando às almas sintonizadas com Deus!”

– Meu guru me mostrou como usar o cinzel da sabedoria para fazer de mim um templo digno de receber a Presença de Deus. Cada homem pode fazer o mesmo, seguindo os preceitos de mestres divinamente iluminados.


A FORÇA DE VONTADE

– O homem, como imagem de Deus, possui dentro de si essa divina força de vontade que tudo realiza. Descobrir, através da meditação correta, como estar em harmonia com a Vontade Divina é a suprema obrigação do homem.

– Para criar a força de vontade dinâmica, proponha-se a fazer na vida algumas das coisas que você achava que não podia fazer. Tente tarefas simples primeiro. À medida que a confiança se fortalecer e a vontade tornar-se mais dinâmica, você poderá almejar realizações mais difíceis. Certifique-se de que escolheu bem, depois recuse se submeter ao fracasso. Empregue toda a sua força de vontade para dominar uma coisa de cada vez; não disperse suas energias, nem deixe algo pela metade para iniciar um novo empreendimento.

– Quando guiado pelo erro, a vontade humana nos ilude, mas quando guiada pela sabedoria ela está sintonizada com a Vontade Divina. O plano que Deus nos reserva é frequentemente obscurecido pelos conflitos da vida humana, e assim perdemos a orientação interna que nos salvaria dos abismos do sofrimento.

–  Você deve sempre ter a certeza, dentro da calma região do seu Eu interior, de que é correto possuir o que deseja e que está de acordo com os propósitos de Deus. Você pode então usar toda a sua força de vontade para alcançar o objetivo, mantendo, entretanto, a sua mente concentrada no pensamento em Deus –  a Fonte de todo poder e realização.

– A mente é a criadora de Tudo. Portanto, você deve guiá-la para criar apenas o bem. Se você se apega a um certo pensamento com força de vontade dinâmica, este finalmente adquire uma forma exterior tangível. Quando você é capaz de empregar sua vontade sempre para propósitos construtivos, torna-se o controlador de seu destino.

– Se você usar todos os recursos externos disponíveis, assim como suas aptidões naturais para vencer cada obstáculo em seu caminho, desenvolverá os poderes que Deus lhe deu — poderes ilimitados que fluem das forças mais recônditas do seu ser. Você possui o poder do pensamento e o poder da vontade. Utilize ao máximo essas dádivas divinas. 

– Qualquer que seja o que decidas fazer, tu és capaz de fazê-lo. Deus é a essência de tudo que existe e a Sua imagem está dentro de ti. Ele pode fazer qualquer coisa e tu também, desde que aprendas a te identificar com a Sua natureza inexaurível.

– Fortalece a tua força de vontade para que não sejas controlado pelas circunstâncias, mas sim capaz de controlá-las.

– O teu papel é despertar o desejo de realizar os teus objetivos legítimos. Aí então, põe a tua vontade em ação até que ela siga o caminho da sabedoria que te é indicado.

– Lembra-te: em tua vontade está a força toda-poderosa de Deus. Quando vem uma avalanche de dificuldades e tu te recusas a desistir, apesar de todos os obstáculos; quando a tua mente não vacila, aí então perceberás Deus te respondendo.

“Se queres sentir a orientação de Deus na tua vida, não percas tempo desperdiçando conversa com os outros. O silêncio é o altar do Espírito.”

“Se você pensar em Deus enquanto executa os seus deveres neste mundo, estará mentalmente unido a Ele.”


A COMPAIXÃO

– Para a realização divina, é necessária a compaixão para com todos os seres (daya), uma vez que o próprio Deus é transbordante desta qualidade. Aqueles que possuem um coração sensível podem colocar-se no lugar dos outros, sentir o seu sofrimento e tentar aliviá-lo.

– Ó Senhor de Compaixão, ensina-me a derramar lágrimas de amor por todos os seres. Possa eu vê-los como sendo o meu próprio ser – expressões diferentes de meu Eu divino.

– Eu desculpo facilmente as minhas faltas; deixa-me portanto, perdoar rapidamente as falhas dos outros. Abençoa-me, ó Pai, para que eu não inflija aos meus companheiros críticas inoportunas. Se eles pedirem o meu conselho, na tentativa de reformarem-se, possa eu oferecer-lhes sugestões inspiradas por Ti.

– Cada dia, tente ajudar a se reerguer, assim como você ajudaria a si mesmo ou a sua família, qualquer pessoa à sua volta que esteja física, mental ou espiritualmente enferma. Assim, seja qual for o seu papel no palco da vida, você saberá que o interpretou corretamente, sob a orientação do Diretor de cena de todos os destinos.

– A Tua divina luz está oculta, mesmo na criatura mais viciada e mergulhada nas trevas, esperando para brilhar quando surgirem as condições adequadas: andar em boas companhias e possuir o ardente desejo de auto-aperfeiçoamento.

– Nós Te agradecemos por nenhum pecado ser imperdoável, nenhum mal ser insuperável, pois o mundo de relatividade não contém absolutos.

– Inspira-me, ó Pai Celestial, para que eu possa despertar os Teus filhos desorientados para a consciência de sua pureza inerente, imortalidade e filiação celestial.

– Eu tratarei aquele que se considera meu inimigo como um divino irmão, escondido sob um manto de algum mal-entendido. Eu chorarei sinceramente ao lado desse manto com uma lança de amor, de forma tal que, vendo minha humildade, clamando por compreensão, ele não mais desprezará a oferta da minha boa-vontade.

– Que a feiúra da indelicadeza dos outros possam me impelir a me fazer belo com a bondade. Possam os modos grosseiros dos meus companheiros lembrar-me de usar palavras doces, sempre. Se pedras de mentes pecadoras forem arremessadas contra mim, permita-me enviar de volta apenas mísseis de boa-vontade. Assim como o jasmim deixa cair suas flores sobre as mãos que portam machados e que golpeiam suas raízes, assim, sobre todos aqueles que agem hostilmente contra mim, possa eu derramar flores de perdão.

– Que eu não aumente a ignorância dos pecadores com minha intolerância ou vingança. Inspira-me a ajudá-los com meu perdão, minhas orações e lágrimas de amor fraterno.

– Procure fazer coisas corajosas e amáveis que deixam de ser feitas pela maioria das pessoas. Dê presentes de amor e paz àqueles que os outros ignoram.

– Assim como os raios vitais do sol tudo vivificam, assim deve você também levar raios de esperança aos corações dos pobres e esquecidos, despertar a coragem nos corações dos desesperados e dar novo ânimo aos corações daqueles que se julgam vencidos.

– Se Deus não responde às suas preces é porque você não está sendo fervoroso. Se você Lhe oferece orações mecânicas, não pode esperar prender a atenção do Pai Celestial. O único modo de tocar Deus através da prece é pela persistência, regularidade e profundo fervor. Limpe a sua mente de toda negatividade, como o medo, a preocupação, a raiva. Então, encha-a com pensamentos de amor, serviço aos outros e alegre expectativa. No santuário do seu coração deverá reinar um poder, uma alegria, uma paz – Deus.


A ORAÇÃO

– Assim como você não pode transmitir uma mensagem através de um microfone danificado, também não poderá enviar preces ao Pai Celestial através de um microfone mental que esteja desarmonizado pela inquietação. É através da profunda tranqüilidade que você pode consertar seu microfone mental, aumentando a receptividade de sua intuição. Aí então você será capaz de efetivamente irradiar para Ele e receber as Suas respostas.

– A demanda pela resposta de Deus deve ser forte; preces não muito convincentes são insuficientes. Se você decide: “Ele vai falar comigo!”; se você se recusa a pensar diferentemente, sem se importar com os muitos anos em que Ele não respondeu; se continuar a confiar nEle, um dia Ele responderá.

– Se você conseguir, uma vez que seja, “quebrar o gelo” com o Senhor, e quebrar o Seu silêncio, Ele lhe falará freqüentemente. Mas no começo é muito difícil. Não é fácil travar relações com Deus porque Ele quer ter a certeza de que você realmente deseja conhecê-Lo. Ele envia testes para saber se o devoto quer realmente a Ele ou alguma outra coisa. Ele não lhe falará até que você O tenha convencido de que seu coração não abriga nenhum outro desejo. Por que deveria Ele se revelar a alguém cujo coração está cheio de desejos pelas Suas dádivas?

– Uma resposta satisfará todas as suas perguntas. Volte-se para Deus e impregne a sua consciência com a realização da Sua perfeição. Deixe sua fraqueza dissolver-se no pensamento reverente de Sua força. Não é necessário explicar as coisas a Deus, porque Ele sabe o que você precisa antes mesmo que você fale, e está mais pronto para dar do que você para pedir. Quando você estiver meditando, isole-se de tudo, exceto do pensamento absorvedor de Sua Presença super-protetora. Deste modo você tornar-se-á receptivo, e a cura fluirá através do seu corpo, mente e alma.

– A lei superconsciente do sucesso é ativada pelas preces do homem e pela sua compreensão da onipotência do Senhor. Não interrompa os seus esforços conscientes, nem confie totalmente nas suas habilidades naturais, mas peça ajuda divina em tudo o que você fizer.


A FELICIDADE

– Senhor, numa época de infortúnio ouvi a Tua voz dizendo: “O sol da Minha proteção brilha igualmente nas tuas horas mais brilhantes e nas mais sombrias. Tende fé e sorri! A tristeza é uma ofensa para com a natureza do Espírito, cheia de bem-aventurança. Deixa que a Minha luz, que transforma a vida, apareça através da transparência dos sorrisos. Se fores feliz, Meu filho, tu me agradas”.

– Lembre-se de que quando você está infeliz é geralmente porque não visualiza claramente as grandes coisas que decididamente deseja realizar na vida, e também porque não usa, com a perseverança necessária, a sua força de vontade, a sua habilidade criativa e a sua paciência, até que os seus sonhos sejam materializados.

– A felicidade depende até certo ponto de condições externas, mas principalmente de atitudes mentais. Para ser feliz é preciso ter boa saúde, uma mente equilibrada, uma vida próspera, o trabalho certo, um coração agradecido e, acima de tudo, sabedoria ou conhecimento de Deus.

– O riso do Deus infinito deve vibrar através do seu sorriso. Deixe que a brisa do Seu amor espalhe seus sorrisos nos corações dos homens. O seu fervor será contagioso.

– Você tem o poder de se ferir ou de se beneficiar. Se você não decide ser feliz, ninguém poderá fazê-lo feliz. Não culpe Deus por isto! E se decide ser feliz, ninguém poderá fazê-lo infeliz… Somos nós que fazemos da vida o que ela é.

– Uma forte determinação de ser feliz o ajudará. Não espere que as circunstâncias mudem, pensando falsamente que nelas reside o problema.

– Não faça da infelicidade um hábito crônico, afligindo assim você mesmo e os que o cercam. Sua felicidade é uma bênção para você e para outros.

– Se você possui felicidade, tem tudo; ser feliz é estar em sintonia com Deus. Esse poder de ser feliz vem através da meditação.

– Em vez de estar sempre esforçando-se por obter a felicidade pessoal, tente fazer os outros felizes. Servindo aos outros espiritual, mental e materialmente, você verá as suas próprias necessidades satisfeitas. Ao esquecer-se de si próprio no serviço aos outros, você verá que, sem procurar, a sua própria taça da felicidade estará cheia.

– Não pense que uma pequena alegria no silêncio é suficiente. Alegria é mais do que isso. Por exemplo, imagine que você está sendo punido, não lhe sendo permitido dormir quando está desesperadamente necessitado de descanso; e de repente alguém diz: “Está bem, pode dormir agora”. Pense na alegria que você sentiria no momento em que estivesse entrando no sono. Multiplique isto por um milhão! Nem mesmo isto descreveria a alegria sentida na comunhão com Deus.

– A verdadeira felicidade vem somente quando a sua vontade, guiada pelo discernimento da alma, escolher o bem ao invés do mal, a qualquer momento, em qualquer lugar, porque na verdade você quer o bem pelo bem. Então você será realmente livre.

– Buscarei diariamente a felicidade cada vez mais dentro da minha mente e cada vez menos nos prazeres materiais.


A LEALDADE

– A única forma de conquistar a salvação é ter completa lealdade a Deus. Este sonho da vida um dia será tirado de você; neste sonho, a única coisa real é o amor de Deus. Tudo o mais são falsos sonhos. Afaste-se deles. A cada minuto eu vejo o quanto isso é necessário. Ele me atou às tarefas da SRF, e então eu digo a Ele: “Eu trabalharei apenas para Ti.” Então eu me sinto dentro do Seu Supremo gozo.

– Vocês estão nesta casa de Deus e este é o seu lar. Deveriam se orgulhar do trabalho e ser leais a esse lar, para que a bênção de Deus possa fluir através de vocês. Aquele que não é leal à sua própria organização e ao trabalho que Deus lhe designou, não é leal a Deus. Embora eu seja bastante tolerante, mesmo assim vocês percebem que regularmente menciono somente a minha linha de Gurus: Babaji, Lahiri Mahasaya e Sri Yukteswar.

– Associem-se sempre àqueles que são leais a Deus e aos Grandes Gurus, e verão as suas vidas transformarem-se no mais elevado tipo de vida. Sejam sinceros às verdades dos ensinamentos da Auto-Realização e verão as suas vidas transbordarem com a glória do Espírito, com o fulgor do Todo-poderoso.

– Faço agora um voto sagrado: Jamais o sol do meu amor descerá abaixo do horizonte do meu pensamento em Ti. Jamais baixarei meus olhos para pousá-los em coisa alguma além de Ti. Nunca farei algo que não me faça lembrar de Ti.

– Verdadeiros devotos podem ser chamados de fanáticos em virtude da devoção a Ele. A única espécie correta de fanatismo é a lealdade a Deus – noite e dia, dia e noite, pensando nEle. Sem este tipo de lealdade é impossível encontrar Deus. Aqueles que não deixam de praticar a Kriya, que meditam longamente e oram intensamente a Deus encontrarão o cobiçado Tesouro.

– Deus está sempre te chamando através da flauta do meu coração. Eu te suplico – não O esqueça ! Nossos corpos podem perecer, mas permita que nossas almas cintilem para sempre como estrelas eternas no coração de Deus.

– Você descobrirá que tudo irá traí-lo se você trair sua lealdade a Deus. Portanto, não deixe nem uma gota de óleo cair da lâmpada da sua atenção no santuário do silêncio interior ao meditar diariamente, e ao cuidadosamente realizar suas tarefas no mundo.

– Deus está igualmente presente em todos, mas Ele está mais expresso no coração dos espiritualizados, pessoas leais que pensam apenas Nele. Através da sua lealdade a Deus você pode estabelecer sua unidade com Ele. Lealdade atrai a Atenção Divina. Assim, quando as tempestades da vida chegarem, e as ondas dos desafios baterem, você pode guiar o barco da sua vida até as praias divinas ao perceber Sua onipresença.


O PAI NOSSO DE YOGANANDA

Pai, Mãe, Amigo e Bem Amado Deus. . .

Que a pronunciação incessante e silenciosa do Teu
Sagrado nome, conduza-nos à Tua semelhança.

Inspira-nos, para que a nossa adoração as coisas materiais,
se transforme em adoração a Ti.

Que através da pureza de nossos corações,
possa Teu reino de perfeição vir
à terra e liberar todas as nações do sofrimento.

Que a nossa vontade se torne mais forte ao vencer os desejos mundanos e
sintonize-se afinal com Tua vontade perfeita.

Dá-nos o pão de cada dia, alimento, saúde e prosperidade
para o corpo; eficiência para a mente e sobretudo,
Teu amor e sabedoria para a alma.

É tua lei que diz:
“Com a mesma medida com que medirdes, também vos medirão”.

Que possamos perdoar aqueles que nos ofendem,
sempre atentos à nossa própria necessidade
de Tua imerecida misericórdia.

Não nos abandones no abismo das tentações em que caímos,
pelo mal uso que temos feito da razão que nos concedeste.

E quando for Tua vontade submeter-nos à prova, oh Espírito,
permite-nos compreender que Tu és muito mais fascinante
do que qualquer tentação terrena.

Ajuda-nos a livrar-nos das tenebrosas
cadeias do nosso único mal: não conhecer-Te.

Porque Teu é o Reino, o Poder e a Glória
pelos séculos e séculos.

Amém


O DISCERNIMENTO

– Lembre-se que encontrar Deus irá significar o funeral de todas as tristezas.

– A santidade não é estupidez! As percepções divinas não são incapacitadoras. A expressão ativa da virtude promove a mais aguda inteligência.

– O apego cega; ele empresta um halo imaginário de atração ao objeto de desejo.

– Seus bons hábitos ajudam-no nas situações habituais e familiares mas podem não ser suficientes para guiá-lo quando um novo problema surge. Então o discernimento é necessário.

– O homem não é um autômato, e portanto nem sempre pode viver sabiamente apenas seguindo regras fixas e rígidos preceitos morais. Na grande variedade dos problemas e eventos diários, nós achamos oportunidade para o desenvolvimento do bom julgamento.

– Não anuncie todos os seus segredos em seu desejo de ser honesto. Se você conta sobre suas fraquezas a pessoas inescrupulosas, elas vão zombar de você se em alguma ocasião futura desejarem feri-lo. Por que você deveria fornecer ‘munição’? Fale e haja de um modo que traga felicidade duradoura para você e para os outros.

– Lealdade a uma prática espiritual sem sinceridade e convicção é hipocrisia. Lealdade ao espírito de uma prática, mesmo sem se apegar à forma, é sabedoria. Mas não ter lealdade nem a uma prática espiritual, nem a um princípio, nem a um mestre, é degeneração espiritual. Submeta-se a Deus e ao Seu servo, e você verá a mão dEle trabalhando através de todas as coisas.

– Mantenha sempre vivo o seu discernimento. Evite aquelas coisas que não lhe trazem benefícios e nunca passe o seu tempo em ociosidade.

– Não fique mentalmente revisando seus problemas constantemente. Deixe-os descansar um pouco e eles podem se resolver sozinhos; mas cuide para não descansar muito, de modo que o seu discernimento se perca. Em vez disso, utilize esses períodos de descanso para ir fundo nas calmas regiões do seu Eu interior.

– Quando o homem se torna um pouco iluminado, compara as suas experiências relacionadas à criação material, reunidas no estado desperto, com suas experiências no sonho; e, entendendo estas últimas como meras idéias, começa a duvidar da existência substancial das primeiras. Seu coração então se torna propenso a conhecer a real natureza do universo e, lutando para clarear suas dúvidas, ele procura por evidências para determinar o que é a verdade. Nesse estado o homem é chamado Kshattriya*, ou um membro da classe militar, e o conflito descrito anteriormente torna-se seu dever natural, por meio do qual ele pode obter uma visão da natureza da criação e alcançar o real conhecimento dela.


A SABEDORIA

– O mais sábio é aquele que busca a Deus. O mais bem-sucedido é aquele que O encontrou.

– A sabedoria não é injetável de fora para dentro. A força e a extensão da sua receptividade interior determinam o quanto você poderá absorver do verdadeiro conhecimento e quão rapidamente.

– Não é necessário viver todo tipo de experiências humana para se alcançar a sabedoria suprema. Você deve ser capaz de aprender com a experiência dos outros. Por que envolver-se em um panorama de infindáveis experiências para enfim descobrir que nada neste mundo jamais poderá fazê-lo feliz?

– Esta vida é uma novela magistral escrita por Deus, e o homem ficaria louco se tentasse entendê-la apenas pela razão. É por isso que eu lhes digo para meditarem mais. Expandam a taça mágica da intuição, e então vocês serão capazes de reter o oceano da sabedoria infinita.

– O melhor que você poderá fazer para cultivar a verdadeira sabedoria é praticar a consciência de que o mundo é um sonho. Se houver fracasso, diga: “Isto é um sonho”. A seguir apague de sua mente a idéia do fracasso. Em meio a condições negativas, pratique o “oposto”, pensando e agindo de um modo positivo e construtivo.

– Quando você olhar a criação, que parece tão sólida e tão real, lembre-se sempre de que são idéias na mente de Deus, cristalizadas em formas físicas.

– Sua verdadeira personalidade começará a se desenvolver quando você, através da intuição profunda, for capaz de sentir que não é este corpo sólido, mas sim a divina e eterna corrente de Vida e Consciência que flui dentro do corpo.

– Numa única sentença, os rishis* escreveram coisas tão profundas que os comentadores eruditos se ocupam delas geração após geração. Controvérsias literárias intermináveis são para as mentes vagarosas. Qual pensamento seria mais rapidamente libertador que “Deus é” ou simplesmente “Deus”?

– Tristeza, doença e fracasso são consequências naturais de transgressões das leis de Deus. A sabedoria consiste em evitar tais violações e encontrar paz e felicidade em si mesmo, através de pensamentos e ações que estejam em harmonia com o seu verdadeiro Ser. Controle a sua mente com sabedoria, direcionando-a para os aspectos positivos da vida.

Não se satisfaça com as gotas de sabedoria das escassas fontes terrenas; antes, busque a sabedoria desmedida das mãos de Deus, tão generosas e que tudo possuem.

– Portanto, aquele que ouvir estas minhas palavras e segui-las, eu o compararei ao homem sábio que construiu a sua casa sobre uma rocha: E veio a chuva, subiram as marés, o vento soprou e se abateu sobre aquela casa e não a derrubou, porque estava construída sobre uma rocha. – Jesus Cristo, “Novo Testamento”

– Todos os dias, você deve sentar-se calmamente e afirmar com profunda convicção: “Nascimento, nem morte, nem casta eu tenho; pai e mãe, não tenho também. Santo Espírito, Eu sou Ele. Eu sou a Felicidade Infinita.” Se você repetir sempre essas palavras, dia e noite, finalmente perceberá o que você realmente é: uma alma imortal.


A EXPANSÃO:

– Cada minuto é uma eternidade porque a eternidade pode ser experimentada em cada minuto. Cada dia, hora ou minuto é uma janela através da qual você pode ver a eternidade.

– A vida é breve e, entretanto, sem fim. A alma é eterna, mas na curta estação desta vida você deve colher o máximo da imortalidade.

– Tudo é Deus. Tanto esta sala quanto todo o universo estão flutuando como num filme na tela da minha consciência… Eu olho para esta sala e vejo nada mais do que Espírito puro, Luz pura, Alegria pura. A figura de meu corpo e de seus corpos – e de todas as coisas desse mundo – são apenas raios de luz provenientes daquela única Luz Sagrada. Olhando esta Luz, não vejo nada além do Espírito puro.

– A eternidade se estende à minha volta, embaixo, acima, à esquerda, à direita, à frente, atrás, dentro e fora. De olhos abertos, vejo-me como um pequeno corpo. De olhos fechados, percebo-me como o centro cósmico ao redor do qual gira a esfera da eternidade, da bem-aventurança do onisciente espaço vivente.

– Enquanto estivermos imersos na consciência do corpo, seremos como estranhos num país desconhecido. Nossa terra natal é a onipresença.

– Eu O sinto transbordando em meu coração e em todos os corações, através dos poros da terra, do céu, de todas as coisas criadas. Ele é o eterno movimento da alegria. Ele é o espelho de silêncio no qual está refletida toda a criação.

– Aprenda a ver Deus em todas as pessoas, de qualquer raça ou credo. Somente quando começar a sentir sua unidade com todos os seres humanos é que você saberá o que é o amor divino; não antes.

– O Oceano do Espírito se transformou na pequena bolha da minha alma.  Seja flutuando no nascimento ou desaparecendo na morte, a pequena bolha da minha alma não pode morrer no oceano da percepção cósmica.  Eu sou consciência indestrutível, protegida no seio imortal do Espírito.

– Certo dia vi uma pequenina formiga subindo um monte de areia.  E pensei:  “A formiga deve estar pensando que está escalando os Himalayas!”  O montinho deve ter parecido gigantesco para a formiga, mas não para mim.  Analogamente, um milhão de anos solares podem representar menos de um minuto na mente de Deus.

– Devemos aprender a pensar em grandes termos: Eternidade! Infinito!

– Ó Espírito, ensina-nos a curar o corpo, revitalizando-o com Tua energia cósmica; a curar a mente com a concentração e alegria; a curar a doença da ignorância da alma com o bálsamo divino da meditação em Ti..

– O método mais eficaz para uma cura instantânea é a fé em Deus, absoluta e incondicional.
Fazer um esforço constante para despertar este tipo de fé é a maior e mais gratificante obrigação do homem.

– A Fonte Infinita é um dínamo infinito que embebe a alma sem cessar, com força, felicidade e poder. É por isto que é tão importante você confiar o máximo que puder na fonte infinita.


A CURA

– A mente é o comandante que governa o corpo. Devemos sempre evitar sugerir à mente pensamentos de limitações humanas, como doença, velhice e morte. Mais que isso, a mente deveria ser alimentada constantemente  com essa verdade: “Eu sou o infinito, que se tornou um corpo. O corpo como manifestação do Espírito, é o Espírito sempre cheio de juventude.”

– Obedeça as leis de Deus sobre higiene. A higiene mental que conserva a mente pura é superior à higiene física, mas esta última é importante e não deverá ser negligenciada. Mas não viva de modo tão rígido que, ao precisar sair dos seus hábitos costumeiros, você fique abalado.

– O corpo é um amigo traiçoeiro. Dê-lhe o que é devido; nada mais. Dor e prazer são transitórios; suporte todas as dualidades com calma, tentando, ao mesmo tempo, colocar-se acima do poder de ambas. A imaginação é a porta pela qual penetram tanto a enfermidade quanto a cura. Não acredite na realidade da doença, mesmo quando estiver doente; um visitante inadmitido baterá em retirada!

– Doenças físicas ou mentais renitentes tem sempre uma raiz profunda no subconsciente. A doença poderá ser curada ao arrancar-se suas raízes escondidas. É por isso que todas as afirmações da mente consciente devem ser suficientemente impressivas para permear o subconsciente, o qual, de volta, automaticamente influencia a mente consciente. As fortes afirmações conscientes têm assim uma reação sobre a mente e o corpo através do agente do subconsciente. As afirmações ainda mais fortes alcançam, não somente o subconsciente, mas também a mente super-consciente – o depósito mágico dos poderes miraculosos.

– “Devem os médicos proceder à sua missão de curar, aplicando à matéria as leis de Deus”, dizia Sri Yukteswar. Mas exaltava a superioridade da terapia mental e repetia com freqüência: “A sabedoria é o maior depurativo”.

– Reconhecerei toda doença como resultado das minhas transgressões contra as leis da saúde, e procurarei consertar o mal através da alimentação correta, comendo menos, jejuando, movimentando-me mais e pensando corretamente.


O ANO NOVO

– Escolha quais são os hábitos que você vai se desfazer neste Ano Novo. Decida-se sobre eles e siga a sua decisão. Determine-se a dedicar mais tempo a Deus: medite regularmente todos os dias e, uma noite a cada semana, pratique uma meditação mais longa, para sentir o seu progresso espiritual em Deus. Determine-se a praticar Kriya Yoga* diariamente e a controlar seus desejos e emoções. Seja um Mestre!

– Para o Ano Novo, meu maior desejo e prece é que você abandone os hábitos errados de pensar e agir. Não carregue os seus maus hábitos no Ano Novo. Você não precisa levá-los consigo. A qualquer momento você poderá ter que desprender-se do seu invólucro mortal e esses hábitos desaparecerão. Eles não lhe pertencem agora. Não os aceite! Deixe pra trás todos os pensamentos inúteis, tristezas passadas e maus hábitos. Comece uma nova vida!

-Com o alvorecer do Ano Novo, todos os portais fechados das limitações serão totalmente abertos, e eu passarei através deles para alcançar os vastos campos onde os meritórios sonhos da minha vida serão realizados. 


A ORAÇÃO DO ALIMENTO

“Pai Celestial, abençoa este alimento e santifica-o. Não deixes que a impureza da gula o macule. O alimento vem de Ti; e é para manter Teu templo. Espiritualiza-o. O Espírito ao Espírito volta. Nós somos as pétalas de Tua manifestação; mas Tu és a flor – sua vida, beleza e encanto. Permeia nossas almas com a fragrância de Tua presença!”

PARAMAHANSA YOGANANDA


 

Os Livros de Paramahansa Yogananda podem ser adquiridos em todo o Brasil através da livraria virtual Omnisciência Distribuidora.
http://www.omnisciencia.com.br/


Via: Grupo de Estudos Virtual – Eu Sou Luz – MEDITANDO COM PARAMAHANSA YOGANANDA

UMA VISÃO ESPIRITUALISTA SOBRE O VEGETARIANISMO…

A Vegetariana_Magda Francot

PORQUE DEVEMOS SER VEGETARIANOS?

Elaborado por A. Cavalcanti

 

Devemos diminuir gradativamente a volúpia de comer carne dos animais. O cemitério na barriga é um tormento, após deixarmos a vida material.

Os animais são nossos irmãos, eles também como nós, vêm de longe, através de lutas incessantes e redentoras, e são como nós, candidatos a uma posição brilhante na espiritualidade.

À medida que a alma progride, é necessário, também, que o vestuário de carne se lhe harmoniza ao progresso espiritual já alcançado. Percebam que, a nutrição varia conforme a delicadeza e sensibilidade das espécies. Enquanto a poética figura do beija-flor sustenta-se com o néctar das flores, o abutre delicia-se a saborear o cadáver em decomposição do animal.

Mediante os esclarecimentos espirituais ditados por mentores credenciados no labor mediúnico espírita, evidencia-se que muito grave é a responsabilidade daqueles que possuem conhecimentos, quanto os malefícios da alimentação carnívora, não havendo desculpas que lhe suavize a culpa de terem devorado seus irmãos.

O vegetarianismo deve ser a alimentação dos homens civilizados, principalmente daqueles que já são conscientes da realidade reencarnatória e da marcha ascensional que também os animais estão obrigados. A culpa começa exatamente onde começa a consciência quando já se pode distinguir o justo do injusto e o certo do errado.

Quando o bruto devora o seu irmão, para matar a fome, trata-se de um espírito sem culpa e sem malícia perante a suprema Lei do Alto. Sua consciência não é capaz de extrair lições morais ou verificar qual o caráter superior ou inferior da alimentação vegetal ou carnívora.

Mas o homem, que sabe implorar piedade e clamar por Deus, em suas dores; que distingue a desgraça da ventura; que distingue o criminoso do santo; o ignorante do sábio; e o bem do mal, esse homem também deve saber o erro que comete diante da pratica da alimentação zoofágica diária.

Esse homem também há de compreender o equívoco da matança dos pássaros e da mutilação incessante nos matadouros, e será um delinqüente perante a Lei de Deus se, depois dessa consciência desperta, ainda persistir no erro que já é condenado no subjetivismo da alma e que desmente a Lei superior.

O direito de destruição acha-se regulado pela necessidade que o homem tem de prover ao seu sustento e a sua segurança. O abuso jamais estará contido em seu direito. O homem é culpado de matar animais, portanto não lhe assiste esse direito, uma vez que, não lhe falta a fruta ou o legume para seu sustento; nem carece da morte do irmão para a sua segurança biológica.

No âmbito da fisiologia humana podemos constatar que: A produção da toxidade causa a superação renal e do fígado, que se vêem obrigados a atender a necessidade extra da filtragem super dosada. O pâncreas esgota-se produzindo o fornecimento excessivo de fermento. As ilhas de Lanson atrofiam-se, reduzindo-se a produção de insulina, ocasionando a diabete. O movimento peristáltico do intestino é perturbado, pela ação das toxinas produzidas pelas vísceras animais, ingeridas, causando o aumento da viscosidade sangüínea causando a apoplexia. O ácido úrico se dissemina pelo sangue, causando o artritismo.

No aspecto esotérico, os homens são fornecedores da substância vital através do trucidamento de bois, carneiros, suínos, vitelas, cabritos, coelhos, galinhas e gansos.

Seus sangues inocentes são vertidos nos pisos de matadouros e frigoríficos. E depois sucumbem aos processos de obsessões, vampirismo e vingança dos magos das sombras, alimentados por essa energia vital.

“Enquanto o homem assassinar animais e comer sua carne, vamos continuar tendo guerras”

“Não há injustiça na Lei Divina, portanto, a lei cármica não permitirá que os homens sejam felizes, enquanto massacrarem seus irmãos menores, indefesos e serviçais, que também têm almas e sentem dores!”

“Quantas tragédias, angústias e sofrimentos que há séculos afligem a humanidade, são resgates cármicos provenientes da culpa espiritual de verter o sangue do irmão menor, a serviço do Vampirismo da terra e do espaço.”

Os líderes da Sombra, fortalecidos pelo derramamento diário dos rios de sangue animal, promovem então, com sucesso, as guerras, para o fornecimento de sangue humano, de melhor vitalismo para eles.

“Sob a justiça implacável da Lei do Carma, a quantidade de sangue vertida pelos animais e aves resulta em quantidade igual de sangue humano jorrado nos morticínios das guerras e guerrilhas!”

Infeliz humanidade terrena, escrava de um circulo vicioso, em que os vivos dotados de razão trucidam os vivos irracionais para devorar-lhes as carnes, e depois enfrentam o sofrimento de verem os filhos ou parentes irem para o massacre dos campos de batalhas!

É de conhecimento de muitos, que há pessoas extremamente bondosas, preocupadas com a caridade e que normalmente alimentam-se de carne.

Por outro lado, ocorre o oposto, alguns egoístas, maldosos e que somente agem dentro do padrão extremista do egocentrismo, são vegetarianos.

Devemos observar que, nem sempre o homem vegetariano é evoluído, mas, todo homem evoluído fatalmente será vegetariano.

Temos provas irrecusáveis de que podemos viver e gozar de boa saúde sem recorrermos a alimentação carnívora. Basta considerar a existência de animais corpulentos e de um vigor extraordinário em nosso mundo, tais como o cavalo, o elefante, o boi, o camelo e outros que são rigorosamente vegetarianos.

Quanto ao condicionamento pelo hábito da alimentação carnívora, devemos compreender que nosso orgulho, a vaidade ou a crueldade assim como outros tantos defeitos, são estigmas que se forjaram através de séculos, mas que teremos que eliminá-los definitivamente do nosso psiquismo.

Assim como os vícios de fumar e o uso imoderado do álcool também se estratificam na nossa memória etérica; no entanto, nem por isso nos os justificamos como necessidades imprescindíveis das nossas almas invigilantes.

O Comando Sideral está empregando todos os esforços a fim de que o terrícola se afaste, pouco a pouco, da repugnante preferência zoofágica.

A humanidade atual deve reconhecer que já ultrapassa os prazos espirituais demarcados para a continuidade suportável dessa alimentação mórbida e cruel. Na técnica evolutiva sideral, o estado psicológico do homem atual exige urgente aprimoramento no gênero de alimentação; ela deve corresponder, também às próprias transformações progressistas que já se sucederam na esfera da ciência, da filosofia, da arte, da moral e da religião.

Chegará o dia em que a Terra será promovida a um mundo regenerado. Situação onde o Planeta Terra, somente abrigará espíritos portadores dos bons hábitos.

Quando isso ocorrer, não haverá mais espaços para os matadouros. Essa futura humanidade terá a consciente despertada e saberá dar o devido valor ao sentido real da vida material, não somente para seu semelhante humano, mas também a vida do seu irmão, os animais.

Nessa ocasião, todos os terráqueos serão vegetarianos. Os espíritos que não se ajustarem á nova forma de vida, mais saudável e amorosa, deverão seguir para outro mundo mais inferior condizente com sua condição primitiva no tocante a alimentação carnívora e demais vícios danosos à evolução espiritual.

…………………………………………………………………………………………………………………..

Obras Consultadas:
[1]Fisiologia da Alma – Ramatís – Capítulo A Alimentação Carnívora e a Vegetariana – Páginas 15 á 78.
[2]Paz e Amor Bicho! (A Alimentação á Luz do Cosmo) – Grupo de Estudos Ramatís de Porto Alegre – Mariléa de Castro
[3]Elaborado por A. Cavalcanti – GRUPO RAMATÍS – GRAE-CA


Via: Despertar de Gaia: PORQUE DEVEMOS SER VEGETARIANOS?

VOCÊS ESTÃO COCRIANDO TUDO QUE VEEM EM SEU PLANETA…

empath-challenges

VOCÊS SÃO AS ALMAS MAIS MAGNÍFICAS QUE JÁ PISARAM NO PLANETA TERRA

Arcanjo Miguel_Cláudio Gianfardoni

Arcanjo Miguel

Canalizado por: Leslie-Anne Menzies

Meus queridos,

Abençoados sejam.

Acolham-se mutuamente e a si mesmos à medida que transitam por essas mudanças energéticas. Os seus belos corpos, seus veículos físicos, estão se aclimatando às novas energias. Isso é exaustivo, tanto mental quanto fisicamente falando, porque muita coisa está mudando e vocês não possuem pontos de referência para tudo o que está se revelando.

CONFIEM, meus queridos, vocês são sempre orientados e monitorados para tudo o estão transmutando. Vocês e a sua Família Cósmica estão cocriando tudo o que está se transformando diante de vocês.

Um momento como este no Planeta Terra NUNCA foi experimentado antes, e vocês são os formadores de opinião para tudo o que está se desenvolvendo. Nós, nos Reinos Superiores de Iluminação, estamos em ÊXTASE devido ao que está evoluindo.

Cada um de vocês, como um Ser Soberano, está avançando e reivindicando sua Mestria em incrementos maiores a cada dia.

Seus corações (coração superior) estão abertos de modo mais amplo, portanto, permitam que mais partículas de AMOR/LUZ entrem em seu Planeta diariamente.

É uma alegria contemplar e testemunhar o Quociente de Luz aumentar todos os dias. Permitam que a energia do seu coração flua e incorpore TUDO que entrar em sua esfera de influência. Basta um sorriso, um abraço, um toque amoroso ou uma palavra de incentivo para fazer toda diferença na vida daqueles ao seu redor, e essa energia, então, flui exponencialmente, trazendo para mais perto da concretização o AMOR/LUZ e a paz ao seu próximo e à sua amada Terra.

Se VOCÊS pudessem ver a diferença que VOCÊS fazem, quando oferecem um gesto tão pequeno de gentileza ao outro… É multiplicado dez vezes mais pela vibração, ao sair e tocar tudo o que estiver no campo. Uma coisa tão simples de se fazer, meus queridos, e VOCÊS estão criando tudo o que está acontecendo, ao permitir que um maior desenvolvimento continue em seu Planeta.

Vocês estão cocriando TUDO que veem em seu Planeta. À medida que VOCÊS elevam a sua vibração, e, em seguida, oferecem-na sob a forma de um sentimento, uma intenção… a ampliação é incrível.

Meus queridos, continuem a segurar as mãos uns dos outros, a apoiar-se mutuamente, durante esta transição. VOCÊS são as Almas mais magníficas que JÁ pisaram no Planeta Terra. Vocês escolheram este momento. VOCÊS escolheram esta experiência. Vemos alguns estremecerem, quando ouvem essas palavras, MAS SIM, meus queridos, vocês escolheram TUDO isto! Para aqueles que sentem como se a vida os derrubasse, reiteradas vezes, podem olhar para trás, para quem vocês foram antes de tais experiências? Quanto cresceram como Alma? Quanto aprenderam acerca de si mesmos e dos outros, por meio de suas experiências? Vocês não são as mesmas pessoas que vocês foram – sua Alma cresceu, seu coração é mais amplo, sua capacidade de compreensão estendida pela compaixão é maior do que jamais foi.

Isto é ASCENSÃO, meus queridos. Vocês não chegaram a esta existência para um “passeio fácil”. Tudo pelo qual vocês passaram foi-lhes permitido para que acessassem a Mestria, e o Crescimento da Alma é enorme. Exatamente o que vocês concordaram para este momento/espaço.

Em breve, vocês irão RELEMBRAR tudo o que concordaram em fazer, e irão se regozijar pelo tanto que evoluíram e vocês vão perceber que todos os “vilões” em seu espaço de vida, todos representaram seus papéis perfeitamente para permitir que vocês concluíssem as suas atribuições.

Os acordos entre as Almas são apenas uma parte da sua RECORDAÇÃO. Onde vocês conseguirem ver o AMOR/LUZ nos “outros”, vocês vão reconhecer isso como um reflexo seu. Chegará um momento em que cada um de vocês vai cumprimentar o “outro” com o conhecimento e o reconhecimento de quem eles são, de por que vieram em sua vida, e o papel que desempenharam, ao permitir que vocês concluíssem a jornada de sua Alma nesta existência.

Sem mais carma, meus queridos, está sendo concluído agora no Espaço do Sonho. Vocês não estão vendo e reconhecendo as Almas com quem não tiveram contato durante anos, de repente, surgindo em seus sonhos, como se vocês estivessem completando as últimas peças dos seus contratos?

Meus queridos, muita coisa está acontecendo interna e externamente. Sejam gentis consigo mesmos e uns com os outros.

RIAM de si mesmos com frequência – isso permite uma grande alteração energética e o seu corpo vai agradecer-lhes, à medida que as células são acionadas pelo riso.

Como sempre, meus queridos, queiram lembrar-se de nosso Contrato com vocês. Temos caminhado cada passo com vocês, os apoiamos na escuridão e no desespero, mantendo a Luz elevada para que vocês reconhecessem o caminho do LAR – o caminho de volta para QUEM VOCÊS VERDADEIRAMENTE SÃO.

Seres de Luz e Amor divinos.

Nós comemoramos com vocês, meus queridos.

E assim é.

EU SOU ARCANJO MIGUEL.

 


Direitos Autorais:

Ao compartilhar esta mensagem, favor respeitar os créditos, sem acrescentar, modificar ou extrair nada do texto publicado.

Fonte: leslie-anne@angelstoinspire.com.auwww.angelstoinspire.com.au / ANGELS TO INSPIRE NEWSLETTER | Monday Message 1st May, 2017 | Archangel Michael

Tradução de Ivete Brito – adavai@me.comwww.adavaiwordpress.com

Via: ADAVAI | VOCÊS SÃO AS ALMAS MAIS MAGNÍFICAS QUE JÁ PISARAM NO PLANETA TERRA – ARCANJO MIGUEL (LAM) – 01/05/17

VIVENDO SEGUNDO O TAO…

Vivendo o Tao

Quatro regras espirituais para a vida – Lao Tzu

Por: Power of Positivity

 

Lao Tzu, um dos maiores mestres chineses que viveu muitos séculos atrás, criou as Quatro Virtudes Cardinais, ou regras de vida.

Quando praticadas, elas podem proporcionar uma vida de verdadeira paz e propósito. Lao Tzu acreditava que centrar a própria vida em torno dessas virtudes permitiria o acesso à verdadeira sabedoria do universo e o alinhamento com a energia da Fonte.

“Quando você conseguir conectar sua energia com o reino divino por meio da alta consciência e da prática da virtude sem discernimento, a transmissão das verdades sutis mais finitas acontecerá.” –Lao Tzu

Lao Tzu literalmente significa “Velho Mestre”, e muitos acreditavam que ele tinha atingido o mais alto estado de consciência disponível para o homem. Você pode encontrar as Quatro Virtudes Cardinais no Tao Te Ching, um texto religioso cheio de ensinamentos e princípios taoistas. O Tao (também conhecido como o Caminho ou o Dao) contém antiga sabedoria universal disposta em um formato muito críptico, mas profundo, que convida os buscadores de sabedoria a ir fundo e encontrar a espiritualidade através de suas próprias interpretações do livro.

Se você se encontra buscando respostas para as perguntas da vida e quer iniciar uma jornada espiritual, pode querer conhecer os antigos ensinamentos de Lao Tzu, para ajudar a guiá-lo através do caos do mundo em um lugar de paz verdadeira.

Aqui estão as regras espirituais de Lao Tzu para a vida:

“Perceber a constância e estabilidade em sua vida é perceber a natureza profunda do universo. Esta realização não depende de nenhuma condição transitória interna ou externa, é uma expressão da própria natureza espiritual imutável. A única maneira de alcançar o Caminho Universal é manter as virtudes integrais da constância, firmeza e simplicidade na vida diária.” –Lao Tzu

____

1. Reverência para toda forma de vida

A primeira regra cardinal afirma que devemos respeitar todas as formas de vida na criação, e não procurar dominá-las ou controlá-las. Primeiro devemos amar e honrar a nós mesmos, e então este amor fluirá para fora em direção a todos os seres. Neste mundo, dependemos de outras formas de vida para a sobrevivência pura, e isso significa que devemos tratá-las com respeito, bondade e gratidão. Lao Tzu acreditava que todos nós poderíamos viver em paz e harmonia, se nos lembrássemos dessa regra espiritual.

____

2. Sinceridade natural

Esta virtude manifesta-se como honestidade, simplicidade e autenticidade. É basicamente permanecer fiel a quem você realmente é, e não permitir que as forças externas te influenciem. Possua sua verdadeira natureza, e não deixe que os outros lhe digam quem ser. Uma vez que chegamos a um lugar de realidade e sinceridade, podemos começar a entender o que precisamos para permanecermos felizes e pacíficos, e podemos estender isso para incluir outros que podem estar com dificuldades, também. Viva em sua verdade, e todo o resto cairá no lugar. Além disso, você vai inspirar outros ao longo do caminho a também mostrarem o seu verdadeiro eu e viverem autenticamente. Permita que seus pensamentos e ações se alinhem, e você conhecerá o significado da sinceridade.

____

3. Gentileza

No mundo em que vivemos hoje, precisamos muito que essa virtude seja praticada com mais frequência. Gentileza significa simplesmente ser bondoso com toda forma de vida, e não agir com base em desejos egoístas. Quando praticamos a gentileza, desistimos da necessidade de estar certos, porque ser bondoso é mais importante do que estar certo. Quando somos sensíveis às necessidades de outras pessoas e jogamos fora o desejo de controlá-las ou dominá-las, podemos viver em harmonia uns com os outros. Muitas pessoas erram confundindo ser gentil com ser fraco, mas é só porque vivemos em um mundo cheio de egos inflados. Pratique a doçura, e você despertará a si mesmo e ao mundo para o que realmente importa.

“Gentileza geralmente implica que você não tem um desejo forte baseado no ego dominando ou controlando outro, o que permite que você se mova em um ritmo com o universo. Você coopera com ele. Gentileza significa aceitar a vida e as pessoas como elas são, ao invés de insistir que elas sejam como você. Conforme você pratica viver desta maneira, a culpa desaparece e você desfruta de um mundo pacífico.” –Wayne Dyer

“Minha religião é muito simples, minha religião é gentileza.” – Dalai Lama

____

4. Apoio

Essa virtude implica que precisamos apoiar todas as formas de vida, inclusive nós mesmos. Quando primeiro atendemos a apoiamos a nós mesmos, podemos mais facilmente ajudar os outros. Esta virtude significa amar e servir a todos, independentemente do que podemos obter em troca. Esta virtude vem naturalmente a nós, mas o mundo nos diz que nos centrarmos em nós mesmos é a única maneira de sermos felizes. Na realidade, muitas pessoas não se sentem satisfeitas seguindo este caminho.

Assim, ajudando os outros, podemos encontrar uma vida de verdadeiro propósito e alegria, esforçando-nos para tornar a vida de outras pessoas um pouco mais fáceis.

“A maior alegria vem de dar e servir, então substitua o seu hábito de se concentrar exclusivamente em si mesmo. Quando você faz uma mudança para apoiar os outros em suas vidas, sem esperar nada em troca, você pensa menos sobre o que quer e encontra conforto e alegria no ato de dar e servir.” – Wayne Dyer

Deixe estas quatro virtudes perfumarem sua vida, e observe a graça e a facilidade que virão em seu caminho.

“As quatro virtudes cardinais são um roteiro para a simples verdade do universo. Venerar toda a vida, viver com sinceridade natural, praticar a doçura e estar no serviço de outros é replicar o campo de energia de onde você se originou.” – Dr. Wayne Dyer

____

 

Fonte: Power of Positivity | Lao Tzu’s Four Spiritual Rules Of Living
Traduzido pela equipe de O Segredo
Publicado por: Luiza Fletcher • 8 de março de 2017


Via: O Segredo | Quatro regras espirituais para a vida – Lao Tzu

COMO O REIKI ATUA ATRAVÉS DOS CHAKRAS…

chakras-in-hand

Sabe qual é a relação entre os Chakras e o Reiki?

Reiki2a

Por: VidaLusa T.L.

 

Chakra é uma palavra sânscrita que significa “roda”. Baseados na filosofia de vida Yogi, os Chakras são centros de energia espiritual do corpo. De acordo com as praticas curativas da parte oriental da India, os Chakras existem na vertente esotérica do homem, que é a parte espiritual do ser humano. A nossa essência espiritual espelha nosso corpo físico.

O que são os Chakras?

Os Chakras são centros de energia girando como vórtices que irradiam energia a partir de um ponto correspondente no corpo físico. Eles são compostos por camadas que se espalham na forma de um coração. Os Chakras pode dar e receber energia. Embora não haja virtualmente Chakras em todo o corpo, há sete principais. Esses sete chakras principais emitem energia luminosa e acredita-se residem no nosso corpo subtil ou espiritual. Podemos ver imagens de Chakras representados por uma roda, que lembra um pouco uma flor. Cada um tem um número específico de pétalas relevantes para cada Chakra em particular.

reiki chakra hands

Os sete chakras principais estão localizados numa linha ao longo da coluna vertebral; cada uma composta por fios de alta frequência que consistem em energia vital. É através do Reiki que a energia vital universal é canalizada para dentro e para fora do corpo subtil e físico. A energia Reiki percorre através dos “Nadis” condutores de energia com a ajuda dos Chakras.

yogi

Os canais de energia para a Energia Universal também incluem os Nadis  “Ida”, “Sushuma” e “Pingala”, que desempenham papel de inteligação entre os chakras.

Qual é o objetivo do Reiki?

O objetivo do Reiki é para curar, purificar e proteger o corpo físico, emocional, mental e espiritual, equilibrando-o e energizando-o com a Energia Universal. Se um Chakra está danificado ou bloqueado, não pode canalizar a Energia Universal corretamente. Acredita-se que o bloqueio provoca desequilíbrios corporais e contribui para aparecimento de problemas, tais como doenças ao nível físico, emocional, mental e espiritual do ser humano. Poderão ocorrer doenças combinadas e interligadas nos vários “corpos” do ser humano, o subtil, o emocional, o psicológico, o espiritual e o físico.

Como funciona o fluxo de energia vital reiki para aplicação?

Os Chakras das palmas das mãos podem canalizar a Energia Universal para outros através do Reiki.  No Reiki, a força vital universal entra através dos chakras da coroa e do coração, e é dirigido para as palmas das mãos para tratar o destinatário do Reiki.

last page

No Reiki, Chakras são os pontos focais para enviar e receber energia. A ideia é equilibrar a energia em cada Chakra através do Reiki, de tal forma que o receptor de  Reiki  vai sentir melhorias a nível físico, emocional, mental e espiritual. Quando os Chakras estão equilibrados, eles emitem vibrações e energia para dar ao destinatário uma ótima saúde, a todos os níveis.

Obrigado por ler este artigo e espero que o ajude, a melhorar a sua prática, a manter sua fé e a sua crença no Reiki. Ajude a divulgar o Reiki, registrando-se no nosso site, fazendo um like na nossa pagina do Facebook e principalmente partilhando os nossos artigos com o seus amigos.

Namastê

VidaLusa T.L.


Via: VidaLusa | Sabe qual é a relação entre os Chakras e o Reiki?

ESTAMOS AQUI NA TERRA PARA TRANSCENDER A ILUSÃO DA SEPARAÇÃO…

friendsholdinghands

Distinguindo o propósito de alma

Ashtar Sheran

Canalizado por: Thiago Strapasson

 

Saudações nobres almas,

Sou seu irmão, Ashtar, e venho hoje a lhes dizer uma simples palavra de amor, para que continuem a jornada de luz a que se propuseram a trilhar.

São vocês, meus irmãos, que passam seus dias a se enfrentar, a trazer ao seu mundo tudo aquilo que lhes foi pedido e que aceitaram que o fariam. Eu sei que nesse trajeto enfrentam as dores humanas, a confusão que a mente os causa quando entram em conflito com o coração. Sei sim meus irmãos, pois já estive onde estão, já me utilizei de uma veste física em tempos longínquos. Foi necessário que assim o fizesse, pois como poderia lhes confiar uma missão se eu mesmo não tivesse passado pelas provas que a matéria nos impõe.

Assim como vocês suportei duros desafios da alma, a ponto de muitas vezes negar a existência de um Deus, ou até mesmo da unidade e da irmandade. Sei do que é feita a vida, de dúvidas que nos levam e arrastam o coração, que nos colocam diante de nós mesmos a duvidar do caminho a prosseguir. Na vida física confundimos o amor, que muitas vezes se torna apego por aqueles que necessitamos ao nosso lado, deixamos a coragem de lado para dar vazão a medos inimagináveis em ambientes mais sutis. Mas tudo isso é aquilo que nos enobrece a alma, pois se somos capazes de nos encontrar nesse ambiente onde permeiam as mais variadas energias, esquecidos de nosso propósito de alma, longe de nossos dons sagrados, diante da ilusão da separação e da luta para sobrevivência diária, o que se dirá da força de nossa luz, do resplandecer de nossa essência em ambientes onde a regra é o amor incondicional.

Passar pelas trilhas da alma pela vida física é a consolidação de tudo aquilo que somos, livres de todas as restrições e cristalinos no propósito. Pois, meus irmãos, viver em um ambiente tridimensional, em tempos de grandes mudanças de paradigmas é para os fortes e valentes, aqueles que sabem da paz de seus corações e confiaram que a encontrariam onde quer que fosse.

Por esse motivo é que não devem adentrar ao jogo ilusório da separação, onde focam naquilo que advém do ego, da mente, que os coloca como seres separados que brigam entre si para se manterem em um planeta. Não é isso meus irmãos, pois esse é o jogo ilusório da separação que vieram justamente a transcender em seus dias. Ao assim fazerem, adentrando aos medos coletivos, afastam-se da maior armadura de luz que possuem, a paz de seus corações, a maior proteção dada pelo Pai/Mãe a todos os seus filhos.

Devem separar tudo aquilo que sentem que são daquilo que disseram que são. Precisam ancorar o real propósito de elevação, da busca de si mesmos, do autoconhecimento, do abandonar os apegos materiais. Somente assim encontram a paz e o amor que são, independentemente de onde estiverem. Porque o propósito maior não é egóico, de se elevar para se livrar de todas as restrições e então seguir de maneira solitária. Não, meus irmãos, vocês vieram para algo mais, para deixar um legado por onde passarem, para deixarem um recado de amor. Esse é o propósito de cada um de vocês. E fazem assim ao encontrar essa paz do coração, pois dela é que parte tudo que são. Ao saírem da crítica, do julgamento, da imposição, do querer, sendo capazes de apenas se manterem em sua verdade sem discussões inúteis.

É por isso que não devem deixar se adentrar na ilusão, no revanchismo, em colocar sua consciência no julgamento, seja ele de que forma for: político, religioso, ideológico, pois vieram a aprender, mas como já trazem um conhecimento, vieram a mostrar que cada ser humano nesse planeta é livre para tomar suas decisões, sejam elas de que espécie forem, não importa. Cada ser possui o livre arbítrio de ancorar suas próprias lições. A vocês cabe seguir a vida, ancorando um propósito maior de elevação, mostrando o que é amar as diferenças, não aceitando as desigualdades impostas pelo mundo, porém mostrando a forma como deve ser feito através de atitudes e não de palavras lançadas que podem ferir outros corações os quais desconhecem a dor.

A cada palavra dita há um coração a escutar e não cabe a vocês distinguir de qualquer maneira esse irmão, julgando como sendo da luz ou não, da verdade ou não, cabe apenas buscarem a si próprios, sempre reconhecendo o conceito maior de irmandade e bem-aventurança que lhe entregamos nesses recados. Cada qual que lança uma palavra de crítica, de julgamento, de menosprezo está em verdade negando a si próprio por deixar ir mais uma oportunidade de buscar por sua verdade.

Quando se lançam no mundo a dizer a quem quer seja uma intenção de julgamento estão novamente a se espelharem, a se compararem, a se mostrarem mais sábios no caminho e no trajeto e isso quem faz é o ego, jamais o coração. Qualquer que seja a escolha deve ser honrada e permitida, ancorada num propósito maior de nós mesmos e jamais como imposição daquilo que pensamos ser o correto.

Então talvez se perguntem se devem aceitar tudo passivamente. E eu lhes digo que um coração puro e verdadeiro não aceita muito daquilo que abrigam em seus dias, pois ele sabe da sua verdade e ela é inabalável. Ele confia e a partir dessa certeza ancora o propósito maior de si mesmo e toma as providências para que a verdade de seu coração se manifeste no mundo, ele conduz com equilíbrio, com confiança, passando sobre o jogo da ilusão com a paz interior que os grandes de coração trazem dentro de si.

Sei bem que nem sempre é fácil tomarmos as decisões que necessitam ser tomadas estando em um ambiente de restrições, mas se ouvirem sua quietude interior, sua paz, ela sempre prevalecerá. Quando deixam de ouvir o medo e passam a pensar no planeta, em tudo que está a nossa volta, encontram essa paz que os digo agora e então podem ser verdadeiros com vocês mesmos.

O caminho do coração sempre será o da unidade plena e jamais da divisão, da disputa, seja ela qual for. Aqueles que adentram na disputa de palavras, do ego, por necessitarem se mostrar certos estão no fundo em grande conflito interior. Pois aquele que conhece sua verdade sabe, confia, não necessita de nada mais senão daquilo que traz dentro de si.

E foi para isso que vieram, para encontrarem esse sentimento da certeza do que são, daquilo que vieram a fazer. Não há outro motivo de estarem nesse ambiente, senão de mostrarem a si mesmos do que são feitos. Tudo o mais, meus irmãos, é a ilusão da vida, da falta de propósito e de confiança em si mesmo.

Estejam certos dessa verdade.

Sou seu irmão Ashtar Sheran.


 

Canal: Thiago Strapasson – 23 de março de 2017.

Fonte: www.pazetransformacao.com.br

Via: Congregação de Paz e Transformação: Distinguindo o propósito de alma – Ashtar Sheran

SENTIMENTOS E PENSAMENTOS SE MATERIALIZAM…

voce_e_o_que_pensa

SUA VIDA NÃO ESTÁ PERFEITA?

Mestre Saint Germain_Claudio Gianfardoni 171 x 240

SAINT GERMAIN EXPLICA O POR QUÊ

Trechos do livro: Mistérios Desvelados

 

1. Você foi criado a Imagem e Semelhança de Deus!

“É muito importante compreender plenamente que o desígnio de Deus para com cada um de Seus filhos é a abundância de todas as coisas boas e perfeitas. Ele criou a Perfeição e investiu cada um de Seus filhos exatamente com o mesmo poder. Também eles podem criar e manter Perfeição, expressar a Sabedoria de Deus sobre a Terra e tudo quanto nela existe.”

“O ser humano foi criado, originariamente, à Imagem e Semelhança de Deus. A única razão pela qual nem todos manifestam Seu Domínio e Majestade é pelo fato de não usarem sua Herança Divina – aquilo de que todo indivíduo é dotado e com que é destinado a governar seu próprio mundo. Então, não estão obedecendo à Lei do Amor, através da qual se derramam bênçãos e paz a toda Criação.”

2. A Grande Lei da Atração:

“Amor e glorificação ao Grande Eu Interior e a atenção mantida focalizada sobre a Verdade, a saúde, a liberdade, a paz, a fartura, ou qualquer outra coisa que desejardes para correto uso, trarão à manifestação para o vosso proveito e de vosso mundo – se com persistência os conservardes em vossa consciência (pensamento e sentimento). Isto é tão certo como existe uma Grande Lei de Atração Magnética no Universo”.

“A Eterna Lei da Vida é: o que pensais e sentis atraireis para o mundo da forma. Onde está vosso pensamento, aí estais, porque sois vossa própria Consciência e vos tomareis naquilo sobre que meditais”.

3. Sentimentos e Pensamentos se tornam coisas!

“Quanto mais intenso for o sentimento contido no desejo, tanto mais depressa este se realizará. Se, entretanto, alguém for tão insensato a ponto de desejar alguma coisa que possa prejudicar a outro filho de Deus, ou a qualquer outra parte de Sua Criação, então essa pessoa pagará a penalidade com discórdia e fracasso, em alguma experiência de sua vida.”

“Quando alguém permite que sua mente se demore em pensamento de ódio, condenação, concupiscência, inveja, ciúme, crítica, medo, dúvida ou desconfiança, e admite que esses sentimentos de irritação sejam gerados dentro dele, certamente terá discórdia, fracasso e infortúnios em sua mente, corpo e mundo.”

4. Para onde vai a sua atenção?

“Enquanto ele permanecer consentindo que sua atenção se prenda a tais pensamentos negativos – tenham eles por objeto nações, pessoas, lugares, condições ou coisas – está absorvendo aquelas atividades na substância de sua mente, de seu corpo e de seus negócios. De fato, ele está induzindo – forçando-as – a que entrem em sua experiência.”

“A atividade de Vida designada como sentimento, é o ponto menos resguardado da consciência humana. É a energia acumuladora, pela qual os pensamentos são impelidos para dentro da substância atômica, e assim, pensamentos se tornam coisas.”

5. Alertas!

“Advirto-vos: a necessidade de vigilância sobre o sentimento nunca será demasiadamente enfatizada, porque o controle das emoções desempenha o papel mais importante em tudo na Vida, mantendo o equilíbrio da mente, a saúde do corpo, sucesso e realização nos negócios e no círculo social do eu-pessoal de todo indivíduo. Pensamentos nunca poderão se converter em coisas, enquanto não se revestirem de sentimento.”

“O maior crime no Universo contra a Lei do Amor é a emissão quase incessante, pela humanidade, de toda espécie de sentimentos negativos e destrutivos.”

“Aquele que não quer controlar seus pensamentos e sentimentos está em mau caminho, porque todas as portas de sua consciência estão abertas de par em par às atividades desintegradoras projetadas pelas mentes e emoções de outras personalidades. Não é preciso nem força, nem sabedoria, nem treinamento, para dar passagem a impulsos malévolos e destrutivos, e os seres humanos adultos que fazem isto, não passam de crianças no desenvolvimento de seu autodomínio.”

6. Sentimentos negativos geram doenças e velhice?

“Assim como o barulho de uma súbita explosão causa um choque no sistema nervoso de quem ouve, imprimindo uma sensação de tremor na estrutura celular do corpo — exatamente do mesmo modo as labaredas do sentimento irritado chocam, perturbam e desordenam as substâncias mais finas da estrutura atômica da mente, do corpo e do ambiente da pessoa que as emite, consciente ou inconscientemente, intencionalmente ou não.”

“O Sentimento discordante é o causador das condições a que chamamos desintegração, velhice, falta de memória e qualquer outra falha no mundo da experiência humana.”[

“Manifestar pensamentos e sentimentos discordantes que brotam de si mesmo, é proceder dentro do menor esforço e constitui uma atividade habitual do indivíduo pouco desenvolvido, rebelde e obstinado, que recusa compreender a ”Lei do seu próprio Ser” e trazer sua personalidade – que é apenas instrumento de expressão – à obediência a ‘Essa Lei’.”

7. Você tem o hábito de criticar, condenar e julgar?

“O tempo que o comum das pessoas gasta criticando, condenando e censurando criaturas, condições e coisas, por não serem algo diferente do que são, se empregado nesse reconhecimento e uso da ‘Luz’, faria o Céu manifestar-se na Terra, para quem ousar experimentar e tiver determinação para perseverar.”

8. Sua mente no Comando!

Cada elétron e átomo no Universo obedece ao nosso desejo e comando, em consequência do Poder Divino pelo qual o controlamos – tendo adquirido o direito de ser seus Dirigentes.”

“Todo Desejo Construtivo é, realmente, o Próprio Deus Interior impulsionando a Perfeição a manifestar-se, para uso e proveito do eu externo.”

“A Grande Energia de Vida está fluindo através de nós, constantemente. Se a dirigirmos para realizações construtivas, Ela nos trará alegria e felicidade. Se a dirigirmos para a satisfação dos sentidos, não pode haver senão miséria como – uma Vida-Energia Impessoal.”

9. As instruções de Saint Germain:

“Conservai diante da atividade externa de vossa mente a lembrança constante de que sois ‘Vida’ — ‘Deus em Ação’ em vós mesmos e em vosso mundo. O eu-pessoal está constantemente clamando pela posse de bens materiais e poder, quando a própria Energia, mediante a qual existe, lhe é cedida pelo seu Deus Interno. A externa atividade humana pessoal não possui nem mesmo a própria pele. Até os átomos de seu corpo lhe são emprestados pela ‘Suprema Presença de Deus’ do Grande Oceano de Substância Universal.”

“Exercitai-vos em fazer voltar todo o poder e autoridade para a ‘Grande e Gloriosa Chama Divina’, que é vosso ‘Eu Real’, e a ‘Fonte’ da qual tendes recebido sempre tudo o que é bom”.

“Nada é impossível! A ‘Luz’ jamais falha.”

 

Trechos do livro: “Mistérios Desvelados”,
Ponte para a Liberdade

 


Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
http://stelalecocq.blogspot.com/2015/10/saint-germain-sua-vida-nao-esta-perfeita.html
Fonte – Anima Mundhy

via ♥ De Coração a Coração ♥: SAINT GERMAIN – SUA VIDA NÃO ESTÁ PERFEITA?

O DESAFIO DE MANTER-SE EM EQUILÍBRIO ENQUANTO AINDA ESTÁ DESPERTANDO…

vida-em-equilibrio

Como se equilibrar em meio a grandes mudanças vibracionais

Por: Raoni Duarte

 

Pedimos uma sugestão de tema para os que acompanham o Despertando, e, pela maioria, hoje vamos falar sobre como se equilibrar em meio a grandes mudanças vibracionais.

Então antes de mais nada, vamos compreender o que é estar equilibrado.

Algo só está em equilíbrio, quando está em seu estado natural. Por mais que você não aceite isso, por mais que negue a realidade com todas as forças, és Deus, o Todo, e só estará realmente equilibrado, quando se sentir Ele.

E entenda: qualquer sentimento que alude a felicidade, a plenitude, se não oriundo da unificação com o Todo, não passa de um estado de falsa felicidade, fruto do cumprimento das exigências do ego, que por sua vez, não cansará de criar mais e mais exigências.

Nós somos uma nação planetária regida pelo ego. Em algum momento das nossas existências nos esquecemos da realidade, nos esquecemos do amor, e, assim, criamos todos os tipos de traumas, todo sofrimento, todo medo.

Então para se equilibrar, é preciso se autoconhecer. Somente olhando para si, somente se observando, é que se pode ter clareza das origens do seu não-amor, do momento no qual você se equivocou e deixou que o medo fizesse frente à realidade, dando ouvidos ao ego.

Agora vamos entrar na outra parte da questão, que diz respeito as grandes mudanças vibracionais.

Nosso querido planeta, a mãe Terra, foi criado para servir de escola primária para consciências que estão no início de sua jornada espiritual. E foi com esse propósito que ela serviu ao Todo durante esses bilhares de anos.

Acontece que tudo que existe está em evolução, e, com nossa casa, não é diferente. Isso quer dizer que a Terra está em ascensão, o que, tecnicamente falando, significa um salto dimensional. O período de escola primária, a permanência na terceira dimensão, dará lugar a um novo patamar evolutivo, uma nova escola, agora de ensino médio, de quarta e quinta dimensões.

Tudo que existe é feito de átomo, e, todo átomo, tem uma frequência de vibração. Nossa realidade está estruturada em dimensões, sendo que, cada dimensão, corresponde a uma faixa de frequência de vibração. A única maneira de aumentar a frequência, é o amor. Então quanto menor a dimensão, mais densa ela será, e, os seres que a compõe, menos evoluídos. Quanto maior, mais sútil, logo, mais evoluídos.

Para quem tem olhos de ver, é perceptível que estamos passando por um momento histórico. Estamos vivenciando o que Jesus, o Cristo cósmico, denominou de fim dos tempos. E o fim dos tempos nada mais é que o salto dimensional que tá rolando a todo vapor.

É de extrema necessidade que se entenda isto: há dois mil anos não dava para falar de átomo, dimensões, faixas de frequência, etc. Foi preciso usar metáforas, parábolas, formas de se comunicar que transmitisse a informação. Tudo que foi dito por Jesus é pura mecânica quântica, com uma roupagem, um linguajar, compatível com a época.

Temos sete corpos, todos formados por átomos, ou seja, estamos vibrando e temos uma frequência. O tão famoso separar o joio do trigo nada mais é que a separação eletromagnética que haverá entre os habitantes da Terra. São nossos pensamentos e sentimentos que determinam nossa frequência, e, quem manter seus pensamentos e sentimentos nas faixas da quarta e quinta dimensões, irá permanecer na Terra. Quem estiver vibrando na faixa da terceira dimensão, irá continuar sua jornada na terceira dimensão de outro planeta, já que a vida na Terra da terceira dimensão está com seus dias contados.

Esse é o cenário em que você se encontra: com alguns traumas, medos e culpas que te impedem de lembrar quem realmente é, e, de pano de fundo, a transição planetária potencializando todo esse momento.

Só que existe um detalhe, você está despertando.

Vivemos em uma sociedade onde para ser aceito, para ser considerado normal, você deve viver dentro de um “cercadinho” composto por uma série de crenças que dão origem ao paradigma vigente. Acontece que toda limitação, todo “cercadinho”, é um não-amor, pois, no amor, não existem limitações, não existem imposições, e, você, percebeu isso.

A partir do momento que se toma essa consciência, automaticamente, você estará rompendo as barreiras do “cercadinho”. Assim que isso acontecer, todas as luzes serão voltadas para você. A forma como a sociedade está estruturada, o “cercadinho”, é mantido pelas crenças das pessoas que o compõe, são elas as polícias do paradigma não-real que vivemos.

Isso quer dizer que: assim que você iniciar seu despertar, assim que você romper as barreiras, é praticamente inevitável que exista um julgamento por parte de alguém que esteja do lado de dentro da cerca, seja ele um amigo, parente, ou a própria sociedade como coletivo.

E é nesse momento que precisamos agir com calma, com muita paciência, e, acima de tudo, com compaixão.

É preciso compreender que, dentro da cabeça deles, ainda existe o paradigma velho rodando. Eles não estão te julgando por “maldade”, eles apenas ainda ignoram a realidade, ignoram o amor. E para mudarmos esse cenário, não existe outra solução a não ser amor incondicional.

A reação natural do recém desperto é querer mudar todas as pessoas ao seu redor. O que é compreensível, pois, ao termos a real noção do quanto estamos vivendo fora do amor incondicional, ao se enxergar minimamente isso, a vontade que impera é a de levar essa informação, e mais, esse sentimento, aos nossos entes queridos.

E é nesse excesso de vontade que acabamos forçando a barra, o que, muitas vezes, acaba gerando um afastamento do assunto que está sendo transmitido. Por isso é preciso ter paciência, é preciso compreender que cada um tem seu tempo, cada um assimilará a informação na sua hora. Mantenha a certeza do amor dentro de você e aguarde, o despertar é inevitável, apenas tenha paciência, apenas desfrute o caminhar.

É preciso que se entenda isso: existe entre nós e as pessoas que mais gostamos, as mais próximas mesmo que não fisicamente, um intenso duto energético onde trocamos informações. Sempre que você pensa em uma determinada pessoa, a partir desse momento, o que você estiver sentindo será enviado ao remetente.

Agora imaginem a situação: a pessoa está despertando, logo, seus assuntos de interesse estão mudando, o foco está sendo direcionado para outras frentes. De futebol, novela, relacionamentos e trabalho, passamos para transição planetária, meditação, autoconhecimento e extraterrestres.

Esses são seus assuntos do momento, então é normal que você queira abordá-los no seu dia-a-dia. Assim que surge a primeira oportunidade, você comenta com alguém da sua família sobre seus novos estudos, seus novos interesses. A chance dessa pessoa pensar que você está ficando louco é muito grande. E mesmo que não te ache louco, a probabilidade de emanar medo nesse momento é praticamente 100%.

Agora vamos a realidade: assim que o ente querido pensar em você e emanar medo, ele estará te oferecendo medo através do duto energético. É óbvio que ele não faz isso de propósito, isso nunca mais será repetido assim que ele tomar consciência.

Uma vez que isso ocorre, é com você. Se você aceitar o medo, se você pegá-lo para si, além de abaixar sua vibração, você estará respondendo ao seu familiar com medo, o que fará com que aumente ainda mais o medo dele, gerando assim um ciclo exponencial de medo.

Se você se manter consciente, observando, irá compreender que o medo dele é do desconhecido, pois, na maioria dos casos, as pessoas não possuem conhecimento nenhum sobre o assunto, elas são completas ignorantes sobre o tema. Pratique a compaixão, perdoe, sirva como fonte de informação para o próximo, esteja disponível para ajudá-lo, sem forçar, e mais importante, sem mudar sua opinião, sem trocar o medo do desconhecido pelo medo de não ser aceito.

É preciso viver o amor incondicional. É fácil enviarmos sentimentos positivos a quem nos envia sentimentos positivos, não exige esforço, não exige atenção. Contra você estará a mente, sempre que alguém lhe enviar algo de negativo ela falará: não deixa quieto não, deseje coisas ruins para ele também, você não pode deixar barato.

É nessa hora que temos que nos manter atento, nos mantermos no amor. Todo sentimento negativo que nos é enviado, é fruto de uma ignorância ao amor. Se respondermos esse sentimento com outro negativo, estaremos sendo tão ignorantes quanto. Se nos mantermos no amor, estaremos elevando nossa vibração, e, consequentemente, enviando bons sentimentos para todos ao nosso redor, isso é amar incondicionalmente.

E além da compaixão, é hora de desapegar, é hora de soltar.

Toda vez que você não estiver atento, toda vez que você não estiver observando, suas decisões serão tomadas pelo inconsciente. E no seu inconsciente, estarão “rodando” os padrões que compõem o local.

Nas grandes cidades como São Paulo, por exemplo, muitas pessoas trabalham muitas horas por dia, isso faz com que elas se sintam cansadas, estressadas, logo, todo esse estresse fica registrado no campo energético da cidade. Existe muito trânsito, assim, muitas pessoas acabam entrando nas energias da raiva, da impaciência, que também ficam registradas no campo. É um lugar com um histórico de violência, dessa forma, a energia do medo e da insegurança são emanadas o tempo todo, mais vibrações negativas pro inconsciente coletivo.

O que quero dizer é: se você não estiver consciente, estará vulnerável ao inconsciente coletivo, e, nesse caso, os sentimentos que serão oferecidos serão os de baixa frequência como: medo, raiva, insegurança, etc.

É preciso se manter vigilante, é preciso questionar o tempo inteiro as origens dos seus sentimentos. São frutos dos seus pensamentos, ou dos pensamentos sugeridos pelo inconsciente coletivo? Fique atento!

Agora se observe, você não está feliz em seu trabalho, muitas vezes não pelo que se está fazendo, e sim, como está fazendo. As energias da competição, do interesse pessoal, da injustiça, não fazem mais parte do hall de frequências que você quer cultivar.

Sua roda de amigos não tem mais aquele brilho, os assuntos lá debatidos, os objetivos que eles estão buscando, não condizem mais com o que seu coração está dizendo.

Você se sente um peixe fora da água. A forma de pensar das pessoas ao seu redor, a visão de mundo que elas possuem, não te representam mais. Você está despertando, compreendendo que, na verdade, você nunca foi peixe, e, a água, nunca foi sua casa. Chegou a hora da mudança, de dizer não para o velho e abraçar o novo, um novo mundo, uma Nova Era.

É hora de soltar o trabalho, soltar os amigos, soltar a família.

Não caia na tentação da mente de associar o soltar com algum tipo de abandono, com algo ruim. Você só conseguirá enviar amor ao próximo, quando deixar o amor se fazer em você. E para isso acontecer, é preciso que exista um ambiente favorável.

Se reconecte com a mãe Terra, busque novamente uma vida alinhada com a natureza. Procure a vida em comunidade, procure os movimentos que já estão ocorrendo. Existem muitas ecovilas e comunidades nascendo e se sustentando a todo tempo. Vá dividir seu momento com quem está na mesma busca que você, vá procurar sua turma.

A vida na cidade grande foi estruturada para te limitar, para te deixar cansado, vibrando baixo, doando sua energia vital para propósitos negativos. E entenda: eu não estou dizendo que é impossível evoluir na cidade, o que quero dizer é que você estará em um local que foi pensado, planejado, para abaixar sua vibração. Se você estiver consciente disso e ser capaz de observar cada pensamento que vem em sua mente, verificar sua origem, se veio da consciência ou do inconsciente coletivo, será possível se manter no amor, mas para isso, terá um custo energético extremamente elevado.

Para enviarmos amor para nossa família, nossos amigos, é preciso que estejamos vibrando o amor. E isso independe da proximidade física que nos encontremos. Se para estar bem, para estar vibrando alto, for necessária a separação física dos entes queridos, faça-a já.

Nessas horas a mente irá jogar sujo. Ela irá lhe propor sentimentos como a ingratidão, o abandono, fazendo com que você, ao acreditar, se mantenha onde está, em uma vida que não lhe traz felicidade, enviando a todos ao seu redor, sentimentos de baixa vibração. Esse é o objetivo dela.

Não caia na conversa da mente, mantenha-se na lógica do amor. Faça o necessário para estar bem, crescendo, evoluindo, pois, somente assim, será possível presentear quem amamos com nosso verdadeiro amor, o amor incondicional.

Queridos trabalhadores de Luz, vocês chegaram ao Despertando e isso quer dizer que vocês estão acordando. Serão vocês os habitantes da nova Era, da quarta e quinta dimensões.

Não tenham medo da mudança, vocês já sentiram o chamado. Sigam vossas intuições, sigam o coração.

Busque conhecimento, emita amor, seja Luz.

 


Via: Despertando | Como se equilibrar em meio a grandes mudanças vibracionais

ENCONTRANDO A LUZ DO AMOR ATRAVÉS DOS CONFLITOS FAMILIARES…

familia-tarsila-do-amaral-1925

Compreendendo as relações familiares

Mãe Maria-Chama Trina_Cláudio Gianfardoni

Mãe Maria

Canalizado por: Thiago Strapasson e Michelinha OM

 

Que as bênçãos do amor tragam paz aos seus corpos, mentes e corações.

Amados filhos, hoje trago a vocês a mensagem da humildade e da simplicidade como exemplo a ser observado nas manifestações de amor em volta de vocês diariamente.

Observem por breve instante em volta de vocês, todas as manifestações de entrega abnegada a serviço da sua paz e do seu equilíbrio.

Àqueles que são agraciados com a companhia de animais de estimação em seus lares, observem o amor que esses animais dedicam a vocês de forma a trazer o exemplo da simplicidade e da humildade, simplesmente estando presentes para os dedicarem o amor que vocês buscam dentro de vocês mesmos.

E aos filhos que possuem crianças em seus lares, que possuem outras pessoas em convívio, observem de forma atenta, meus filhos, o amor que esses também enviam a vocês diariamente, estando presentes em suas vidas, mostrando tantas lições para que vocês observem a si mesmos e sejam levados cada vez mais a se transformarem em pessoas melhores, mais compassivas e mais compreensivas.

Venho aqui lembrar a vocês de que estão rodeados de manifestações de amor e paz, de oportunidades de olhar para vocês mesmos através dessas relações, que trazem a vocês os exemplos de dedicação e inspiração para que possam ver em todas essas companhias, aquilo que falta em vocês, filhos.

A energia do amor está presente em todas as relações. Vocês não conseguem observar com os olhos físicos, amados, mas sentem os impulsos emocionais que são os avisos de que o coração está sendo tocado a despertar o chamado para o amor.

Nas relações que trazem aprendizados, lições e também lágrimas de superação de seus aspectos inferiores, todas estão presentes nas vidas de vocês para abrirem os seus corações à conexão com o amor.

É através das relações mais próximas que vocês são chamados a olhar para aquele Eu que vocês tentam esconder, dentro das aparências aceitas pela sociedade, filhos.

Eu, como mãe de Jesus, estive inserida nessa experiência, a observar a transformação de meu filho, que desde pequeno fora chamado pelas pessoas de nosso convívio de O Messias, daquele que veio para despertar a humanidade, para salvar a humanidade. Mas filhos, ele ainda estava fechado à essa realidade no coraçãozinho dele. Mas os chamados estavam presentes na vida dele, como repetições incessantes aos ouvidos dele já cansados de ouvir. Ele ainda não estava pronto para essa verdade, e assim saiu em busca de estabelecer outras relações, que acabaram por mostrá-lo o verdadeiro caminho a que veio a esse planeta.

Mas filhos, aquelas relações familiares mais próximas, dos irmãos, do pai e da mãe dentro do lar, estão sempre presentes para nos mostrar os aspectos que devemos superar, os quais muitas vezes ainda não estamos prontos a olhar. Mas que, depois da caminhada pela vida, retornamos para então podermos absorver aquele ensinamento, e então olharmos para dentro de nós a superar os últimos aspectos que nos prendem à vida de sofrimento.

Ao retornar ao lar, após a experiência no deserto, meu amado filho já era outro em personalidade, em atitudes e relacionamento com os irmãos no lar. A experiência que teve ao retornar de sua caminhada em busca do encontro com ele mesmo, foi transformadora na sua vida. Mas ainda era necessário algum período de convívio no lar, no berço da sua essência na vida material, e foi onde teve a oportunidade de ouvir essa mãe que tanto tentava falar-lhe ao coração. Foi quando ouviu os irmãos. Foi quando transmutou todas as relações familiares estabelecidas na matéria, para então seguir ao que foi destinado naquela encarnação. Foi onde encontrou forças e transmutou os aspectos que o mantinham preso ao velho Eu. E então saiu em sua jornada levando a palavra de Deus e a Verdade para todos em sua caminhada.

As relações dentro do lar, com os animais, com as pessoas, quando observadas com gratidão, com o sentimento de despertar do coração aberto a absorver todo esse amor, são simplesmente maravilhosas fontes de luz e aprendizado, que estão sempre presentes a nos dar o suporte necessário na nossa caminhada, mas que, para conseguirmos realmente absorver todo o amor contido nessas formas de energia presentes em nossas vidas, devemos abrir o chamado do coração, devemos estar despertos e com o sentimento de simplicidade, humildade e gratidão dentro de nós, a brotar para se tornar aquele novo ser que, com muita atenção, observará a absorverá a energia amorosa dessas relações.

É através das experiências que obtemos na caminhada pela vida, filhos, que estaremos preparados a observar, a sentir e a agradecer pelas nossas relações do lar, a sentir as energias benéficas que surgem desses aprendizados do lar e da transmutação dessas relações, do olhar às diferenças e do trabalho para que essas sejam aceitas com muito amor, transmutando aqueles aspectos que ainda restam dentro de nós após tantos aprendizados pela vida.

Eu os digo que de todas as relações que vivenciamos no berço familiar estão os indícios a nossa superação, aqueles aspectos que trouxemos com a missão de transmutar, de nos elevar em amor.

Pois o momento, filhos amados, é de transcender as relações familiares que por tanto tempo os mantiveram presos ao ciclo de encarnações. Relações essas que foram trazidas a vocês justamente para que pudessem aprender mutuamente como ter um olhar compassivo a partir de tudo aquilo que os restringia.

Eu sei meus filhos, que na família há muito amor, há muito carinho, mas há também muitos vínculos enérgicos que nos prendem a antigos hábitos, que nos colocam no círculo de restrição da matéria. Pois é no círculo familiar que estão os principais aspectos de nossa própria superação. Ali, apesar do amor que existe, estão os pontos que justamente nos prendem ao círculo de vidas.

O que necessitamos fazer é nos superar nesse círculo, transcender, para que possamos ao final nos encontrar livres de todo e qualquer aspecto que esteja vinculado a nossa memória cósmica e de vidas passadas. Superando as lições que nos impõe o círculo familiar estaremos a transcender os aspectos que nos vinculam à matéria e à antiga grade de sofrimento.

Cada encarnação, cada vida, é cuidadosamente planejada para que possa nos trazer um pouco mais de nossa própria restrição. Porque quando vieram a esse mundo vocês se estudaram, se analisaram, e concluíram justamente os pontos, os vínculos que necessitavam romper para se libertar da roda de vidas e vidas.

E na família, justamente, foi onde decidiram agregar um pouco mais dessa energia que necessitam superar em vocês mesmos, dos vícios interiores, para que justamente eles se sobressaiam, se ressaltem, e então todos possam conjuntamente se ajudar a superar aquilo que já era uma restrição interior, mas que agora necessita ser trabalhado para a liberação.

Atentem-se, filhos, aos costumes, as maiores restrições que afligem seu círculo familiar, pois ali terão um indício daquilo que precisam transcender dentro de vocês mesmos. Por isso, meus filhos, a compaixão, a paciência, o amor é tão exigido dentro da família de nascimento ou de criação, pois ali há espelhos a refletir seus próprios vícios interiores.

No âmbito familiar, amados, há, além do amor, tantas disputas entre os membros porque ali há justamente os irmãos que são capazes de tocar no nosso ponto mais profundo de dor, naquilo que nos recusamos a olhar dentro de nós mesmos. Há espelhos a nos apontar, são os mestres de nossa vida que, por isso, precisamos ancorar o entendimento, a compaixão, o olhar amoroso tão necessários, amados.

Foi, por isso, então, que meu filho Jesus voltou ao Lar após a peregrinação no deserto, pois ele veio se buscar, observar onde estava suas maiores dificuldades interiores. Mas teve humildade de o fazer com simplicidade, com compaixão, reconhecendo que as dores e dificuldade que vivenciava eram suas e não de seus irmãos. E nesse olhar ele se libertou para seguir seu caminho purificado, liberto de suas próprias restrições.

Ancorem esse exemplo, meus amados, e sempre que retornarem ao seu lar familiar, aproveitam a oportunidade de buscar suas aflições, seus medos, suas dores, mas, acima de tudo, busquem o amor, a compaixão, sempre conscientes que todo desafio, toda disputa, jamais é externa, mas sempre será interior no sentido de encontrarmos nossa própria libertação.

Estejam em paz, filhos, sou sua Mãe Maria e derramo sobre vós as minhas bênçãos de mãe amorosa estendendo o meu manto de proteção a iluminar os vossos caminhos.

Sou Maria sua Mãe

 


Canais: Thiago Strapasson e Michelinha OM – 18 de fevereiro de 2017
Fonte: http://coracaoavatar.blog.br/ e http://verdadetransmutadora.blogspot.com.br/

Via: Verdade Transmutadora: Compreendendo as relações familiares – Mãe Maria

QUANDO VOCÊ SE ACEITA, VOCÊ É CAPAZ DE ACEITAR OS OUTROS…

natureza56

NÃO JULGAMENTO

Por:  Osho

Amado Osho,

Eu estou constantemente me criticando e julgando as outras pessoas. Isso me faz sentir-me dividido e tenso, e eu não posso estabelecer um contacto verdadeiro com as pessoas, ou a natureza. Eu quero abrir o meu coração e não sei como fazer isso.

Por favor, Você pode dizer algo sobre isso?

Toda a nossa educação é tão feia, todo o nosso desenvolvimento é tão errado, que ele joga fora toda a possibilidade do seu crescimento interior e lhe dá idéias estúpidas que não têm nenhuma relevância no que tange à sua alegria, à sua compreensão e à sua maturidade.

A toda criança se diz, de mil modos, para criticar a si mesma, assim, isso não é apenas um problema seu. Se diz sempre a ela que ela está errada em tudo. Devagar, devagarinho, ela pega a doença de criticar a si mesma. E uma pessoa que se critica não pode perdoar os outros.

Como você pode perdoar? – pelas mesmas razões, ela critica os outros. Toda a sua vida simplesmente se torna uma condenação – condenar-se, condenar os outros.

Então, o amor se torna impossível, a amizade se torna impossível, e ela simplesmente sofre. E o que ela está criticando é tão absurdo!

Uma criança entrou correndo apressada em casa, foi diretamente para a cozinha e disse para a mãe: “Meu Deus! Deve ser pela graça de Deus que eu estou salva. Um leão estava me seguindo da escola até aqui. Ele está parado lá fora.”

A mãe disse: “Quantos milhões de vezes eu já lhe disse para não exagerar?” – ela está dizendo “Quantos milhões de vezes eu lhe disse para não exagerar?” – “Onde você pode encontrar um leão na cidade?”.

O garoto disse: “Talvez, por medo, parecesse grande. Mas é certamente um cão muito perigoso.”

A mãe disse: “Agora você está voltando ao senso. Se ele fosse perigoso, você não estaria aqui.”

Ele disse: “É verdade. De fato, é um cachorrinho.”

Mas a criança fez o comentário: “Eu estava exagerando, e isso é errado. E você? Você disse: ‘Quantos milhões de vezes você me disse…’.”

Eu estava em Calcutá, na casa de um amigo, de onde eu estava indo para uma conferência. Eu estava sentado com ele em seu carro e nós esperávamos sua esposa. Ele estava tocando a buzina. Ela veio muito brava até a janela e disse: “Já lhe disse mil vezes que estou indo em um minuto!”.

Eu disse ao meu amigo: “Isto é algo… – um milagre! Ela já lhe disse mil vezes que está vindo em um minuto. Na verdade, em um minuto, não se pode dizer isso mil vezes. E ela tornou a desaparecer no banheiro.”

O homem disse: “Você não sabe o quanto ela exagera. E essa doença me pegou também. De vez em quando eu, de repente, vejo que estou exagerando; e é exatamente a minha esposa…”

Os pais vivem fazendo tudo aquilo que eles criticam no filho. E ele fica observando – e a observação dele é muito mais clara. Sua inteligência ainda está aumentado: ele pode ver que a mesma coisa pela qual ele está errado, os pais estão certos. Eles estão vendo televisão até tarde da noite – eles estão certos -, e ele deve ir dormir antes das nove horas. Pouco a pouco ele fica acostumado a essas coisas e começa a sentir: “Eu sou um errado. Tudo que eu faço é errado.”

Certa vez, eu perguntei ao meu pai: “Você me dirá uma vez, algum dia, só uma vez: ‘O que você está fazendo está certo.’? Será que você não pode ver que é impossível se fazer tudo errado durante vinte e quatro horas por dia, trezentos e sessenta e cinco dias por ano… tudo errado? Se isso é verdade, eu realmente estou realizando algo miraculoso. Faça uma exceção – só uma vez, diga-me: ‘O que você está fazendo está certo.’”

Ele ficou chocado, porque ele compreendeu o significado do que eu estava dizendo, que é impossível que eu pudesse fazer tudo errado.

Mas os pais gostam da ideia, porque ela é muito preenchedora: é a sede de poder.

Sempre que você diz “Não.” para alguém, sempre que você diz “Você está errado.” para alguém, você se sente poderoso. Alimenta o seu ego e alimenta o ego de todo mundo – dos professores, dos vizinhos. Onde quer que a criança vá, todo mundo usufrui da sede de poder, e a criança é esmagada. E quando tanta gente está dizendo que ela é errada, naturalmente, ela tem de acreditar.

Mas lembrem-se de que, como uma reação, ela começa a julgar os outros. Quando todos a estão julgando, não há nenhuma razão para que ela não julgue os outros. Você a está ensinando a julgar, a julgar a todos – e, tanto quanto possível, a julgar negativamente. Então, ela começa a julgar que os outros estão errados.

E este é o nosso mundo… onde todos estão se julgando errados e julgando aos demais como errados. Como você pode ser amoroso, amigável, confiante? Como você pode abrir o seu coração? Você ficará isolado, ficará completamente fechado, viverá em um mundo que você condena e o mundo o condenará.

Não é esta uma bela situação, mas você tem que compreender; perguntar-me “Como abrir o meu coração?” não é a pergunta verdadeira. A verdadeira pergunta é saber como você conseguiu fechá-lo.

Pare de julgar.

Seja o que for que esteja fazendo, se você gosta do que faz, faça-o. Não existe a questão do julgamento: nenhuma outra pessoa tem o direito de dizer que o que você está fazendo está errado. Se você gosta de fazê-lo, não está ferindo ninguém, não está perturbando ninguém… Mas este é um mundo esquisito…

Desde a minha infância, eu sempre gostei de sentar-me num canto, silenciosamente. Todo mundo que passasse ali, dizia: “O que você está fazendo?”

Eu dizia: “Nada.”

E todo mundo dizia: “Isso não é bom.”

Eu disse: “Isto é estranho: eu não estou fazendo nada, não estou fazendo mal a ninguém – estou sentado neste canto – e você diz ‘Isto não está certo.’. Parece que se tornou um puro hábito seu, condenar, criticar. Mas eu estou desfrutando sentar aqui sem fazer nada, e vou continuar, a despeito do seu julgamento. Não lhe pedi conselho, e dar conselho sem que seja pedido é insensato.”

Pouco a pouco a pessoa tem de se afirmar, deixar claro sua posição.

A menos que eu passe por cima do direito de outra pessoa… – se eu estou fazendo algo de que estou gostando e que não veja ser prejudicial de modo algum, então, eu não permitirei a ninguém julgar-me, porque não se trata apenas da questão deste ato, trata-se de uma questão de toda a minha vida. “Você está me ensinando uma muito sutil doença de julgamento.” E, quando eu condeno a mim mesmo, como posso deixar alguém sem condenação?

Dizem que Mulla Nasruddin chegava em casa e todo dia tinha confusão. Sua esposa suspeitava – e todas as esposas suspeitam… – de que ele estivesse tendo um caso com outra mulher, porque, ao sair de casa, ele parecia tão feliz e saía tão depressa… Ao voltar, ele parecia triste. Certamente, havia algo fora de casa que o atraía. Então, quando ela pendurava seu casaco no cabide, ela olhava no casaco, na camisa, para ver se descobria algum fio de cabelo ou qualquer coisa para provar que ele tinha estado com outra mulher.

Certo dia – durante sete dias ela esteve procurando e não pôde descobrir um único fio -, no sétimo dia, ela desatou a chorar e a berrar: “Isto é demais! Agora você deu para andar com carecas!”

Ora, é muito difícil descobrir uma mulher careca – quase impossível. Eu só vi uma única mulher que era meio careca, não careca. Mas… durante sete dias, nenhum cabelo…!? A conclusão era clara, que ele tinha caído tão baixo que agora estava saindo com carecas. “Não pode encontrar uma mulher com cabelo?”

Se um marido está sentado silenciosamente, então, a esposa fica com raiva. Se ele está lendo os jornais, a esposa fica com raiva – ela toma o jornal e diz: “Eu estou aqui e você está lendo o jornal como se eu não existisse.”

Todo mundo é tão infeliz que quer descobrir alguma razão em algum lugar para explicar a ele mesmo por que ele é infeliz, por que ela é infeliz. E a sociedade lhe deu uma boa estratégia: julgue.

Primeiro, naturalmente, você julga a si mesmo de todo modo. Nenhum homem é perfeito, e nenhum homem jamais pode ser perfeito – a perfeição não existe -, assim, o julgamento é muito fácil. Você é imperfeito, assim, há coisas que mostram sua imperfeição. E, depois, você fica com raiva, com raiva de si mesmo, com raiva do mundo todo: “Por que eu não sou perfeito?”

Depois, você olha apenas com uma só ideia: descobrir imperfeições em todo mundo. E depois, você quer abrir o seu coração… – naturalmente… porque, a menos que você abra o seu coração, não há nenhuma celebração em sua vida; sua vida é quase morta. Mas você não pode fazê-lo diretamente: você terá de destruir toda essa educação, desde suas verdadeiras raízes.

Assim, a primeira coisa é esta: pare de se julgar. Ao invés de julgar, comece a aceitar-se com todas as suas imperfeições, todas as suas debilidades, todos os seus erros, todos os seus fracassos. Não peça a si mesmo para ser perfeito – isso é, simplesmente, pedir pelo impossível e, depois, você se sentirá frustrado. Você é um ser humano, afinal de contas.

Olhe para os animais, para os pássaros; nenhum deles está preocupado, nenhum deles está triste, nenhum deles está frustrado. Você não vê um búfalo dando fricote. Ele está perfeitamente contente, mascando a mesma grama todos os dias. Ele é quase iluminado. Não há nenhuma tensão: há um tremenda harmonia com a natureza, com ele mesmo, com tudo como é. Os búfalos não criam partidos para revolucionar o mundo, para tornar os búfalos em superbúfalos, para tornar os búfalos religiosos, virtuosos. Nenhum animal está interessado nas idéias humanas.

E eles todos devem estar rindo: “O que aconteceu a vocês? Por que você não pode ser apenas você mesmo, como você é? Qual é a necessidade de ser uma outra pessoa?”

Assim, a primeira coisa é uma profunda aceitação de você mesmo.

Eu era constantemente questionado pelos meus professores: “Você nunca sente que você é nocivo?”

Eu dizia: “Eu estou perfeitamente contente. É desse modo que eu sou e eu não quero ser nenhuma outra pessoa.”

Eles diziam: “Isso é esquisito, porque as coisas que você faz deveriam fazê-lo sentir-se culpado.”

Eu perguntava: “Para quê?”

Um dos meus professores estava constantemente falando de intrepidez – que ele era um homem de intrepidez, que ele podia ir na noite escura, dentro da mais densa floresta. Ouvindo-o sempre repetindo isso, eu disse: “Eu desconfio… – porque o senhor está falando muito do seu destemor. E que destemor é esse de ir na noite escura, dentro da mais densa floresta? Isso não é grande bravura. Meu sentimento é que o senhor é um perfeito covarde.”

Ele ficou com muita raiva; ele disse: “Você terá de prová-lo.”

Eu disse: “Provarei. Quando eu digo isso, significa que eu o provarei”. E eu pude ver que ele começou a transpirar imediatamente.

Naquela mesma noite eu tirei a prova. Ele morava numa casinha com telhas de barro – eu sabia onde ele dormia -, assim, eu apenas fui ao telhado da casa, removi uma telha e deixei cair uma falsa cobra amarrada numa corda, devagarinho, até que ela tocasse seu rosto.

Uma ou duas vezes ele empurrou-a para longe, e novamente a cobra tornava a voltar. Então, ele abriu os olhos, meio dormindo no meio da noite… e uma cobra comprida e perto do rosto… e ele gritou. Eu jamais tinha ouvido tal grito! Aquilo era realmente um grito primal. Tive que puxar a minha cobra e sair correndo.

No dia seguinte, ele chegou à classe, mas suas pernas ainda estavam tremendo; o medo da cobra tocando seu rosto… Ele começou a ensinar e eu disse: “Antes, as primeiras coisas.”

Ele perguntou: “Que primeiras coisas?

Eu disse: “Que diz da noite passada? O senhor queria que algo fosse provado.”

Ele disse: “Então, você estava por trás daquilo?”

Eu disse: “Eu não estava por trás daquilo, eu apenas olhava o que a cobra estava fazendo ao senhor.”

Ele disse: “Você estava lá!?”

Eu disse: “Eu sei de toda a história; o senhor não pode escondê-la. Sei até sobre o seu grito que acordou toda a vizinhança; todo mundo sabe.”

“Mas” – ele disse – “você está dizendo isso tão definitivamente – porque eles devem ter ouvido um grito; mas quando eles todos entraram, a cobra tinha sumido. Nós vimos que uma telha tinha sido afastada, assim, a cobra devia ter fugido.”

Eu disse: “O senhor está certo: aquele foi o local por onde ela veio e por onde ela saiu. E, se o senhor realmente quer a prova…” – eu puxei a cobra da minha mala e mostrei a ele que aquela era a cobra. “O senhor é um homem tão destemido… e esta é uma cobra de borracha. E ela apenas tocou o seu rosto – duas, três vezes, não mais – e um tamanho grito veio do senhor. Eu não esperava que isso criasse tanto medo no senhor.”

Ele ficou tão envergonhado que naquele mesmo dia ele se demitiu e saiu da cidade, porque todos estavam perguntando a ele: “O que aconteceu com a cobra? Ela era de verdade? – porque alguém disse que era uma cobra de borracha e que um certo garoto da sua turma aceitou seu desafio.” A cidade inteira estava falando, e ficou tão difícil para ele, que ele foi embora.

Ele me encontrou dez anos mais tarde, numa estação ferroviária. Ele tentou não me reconhecer. Eu disse: “Não tente não me reconhecer, porque eu ainda tenho a cobra na minha mala. Tenho estado a sua cata durante dez anos. Guardei-a comigo. Onde o senhor esteve durante dez anos?”

Ele disse: “Fale baixo. Não fale tão alto, porque neste lugarejo eu tornei-me um professor e eu não quero que a mesma história se espalhe aqui. E por que você veio aqui?”

Eu disse: “Eu não vim aqui, estou apenas passando por aqui de trem, e o trem está esperando que um outro trem passe. Vendo o senhor, eu saí. Mas, e sobre o seu destemor?”

Ele disse: “Eu abandonei aquela idéia. Uma coisa boa que você fez foi me fazer abandonar uma falsa idéia, de que eu sou destemido. Você deixou isso claro para mim, que é o meu medo que eu estou reprimindo com a idéia de destemor. Eu fiquei com raiva de você, mas agora eu me sinto agradecido. Você fez bem.”

Eu disse: “Eu me diverti bastante. Não preciso de nenhuma gratidão, de nenhum agradecimento do senhor.”

Ele também perguntou: “Você não sente às vezes que está fazendo coisas que não são corretas?”

Eu disse: “Eu jamais senti isso. Eu simplesmente faço as coisas que gosto. Nesta vida curta, quem vai se incomodar e perder tempo imaginando se é certo ou não? Eu apenas não faço mal a ninguém. Eu não lhe fiz mal. Aquele grito que saiu de você, foi bom – ele deve ter limpado todo o seu ser. Ele deve ter tirado muita sujeira de dentro de você com ele.”

Eu jamais julguei, assim, eu não sei a experiência exatamente. Quando você diz que você se julga, isso é tomado emprestado. As pessoas julgaram-no, e você deve ter aceito suas idéias sem nenhuma investigação. Você está sofrendo de todas as espécies de julgamento das pessoas, e você está jogando esses julgamentos nas outras pessoas. E todo esse jogo desenvolveu-se além da proporção – a humanidade inteira está sofrendo disso.

Se você quiser livra-se disso, a primeira coisa é esta: não se julgue. Aceite humildemente sua imperfeição, seus fracassos, seus erros, suas faltas. Não há nenhuma necessidade de fingir outra coisa. Seja você mesmo: “É assim mesmo que eu sou, cheio de medo. Eu não posso andar na noite escura, não posso ir lá na densa floresta”.

O que há de errado nisso? – é humano.

Uma vez que você se aceite, você será capaz de aceitar os outros, porque você terá um clara visão interior de que eles estão sofrendo da mesma doença. E a sua aceitação deles, os ajudará a aceitarem-se.

Nós podemos reverter todo o processo: aceite-se. Isso o torna capaz de aceitar os outros. E porque alguém os aceita, eles aprendem a beleza da aceitação pela primeira vez – quanta tranquilidade se sente! – e eles começam a aceitar os outros.

Se a humanidade inteira chegar ao ponto onde todo mundo é aceito como é, quase noventa por cento da infelicidade simplesmente desaparecerá – ela não tem fundamentos – e os seus corações se abrirão por conta própria e o seu amor estará fluindo.

Neste exato momento, como você pode amar? Quando você vê tantos erros, tantas fraquezas… – como você pode amar? Você quer alguém perfeito. Ninguém é perfeito, assim, você tem de aceitar um estado de não-amor, ou aceitar que não importa se alguém não é perfeito. O amor pode ser compartilhado, compartilhado com todas as espécies de pessoas. Não faça exigências.

O julgamento é feio – ele fere as pessoas. Por um lado, você vai machucando, ferindo-as; e por outro lado, você quer o amor delas, seu respeito. Isso é impossível.

Ame-as, aceite-as e, talvez, seu amor e respeito possa ajudá-las a mudar muitas de suas fraquezas, muitas de suas falhas – porque o amor lhes dará uma nova energia, um novo significado, uma nova força. O amor lhes dará novas raízes para se erguerem contra os ventos fortes, um sol quente, a chuva forte.

Se apenas uma única pessoa o ama, isso o faz tão forte, que você nem pode imaginar. Mas, se ninguém o ama neste vasto mundo, você fica simplesmente isolado; então, você pensa que é livre, mas você está vivendo numa cela isolada em uma cadeia. É que a cela isolada é invisível; você a carrega consigo.

O coração abrirá por si mesmo.

Não se preocupe com o coração.

Faça o trabalho preparatório.

 
______________________________________
OSHO, The Transmission of the Lamp, # 1
FONTE: http://www.oshosukul.com/nao_julgamento.htm


VIDEO: JULGAMENTO…

LINK YOUTUBE


Via: ♥ De Coração a Coração ♥: OSHO – NÃO JULGAMENTO

A VERDADE, DESVINCULADA DA ILUSÃO, PARA O ENRIQUECIMENTO DA ALMA…

verdade-sem-ilusao

O DESPERTAR DA RIQUEZA INTERIOR

 

Lakshmi

Canalizado por: Thiago Strapasson e Michelinha OM

 

Recomendamos ouvir com o mantra abaixo: Om (Bem vindo por Deus), Shreem (Graciosidade), Maha (Grandioso) Lakshimi (Força Feminina da Riqueza), Namaha (Minha saudação).

 

Amados, estou trazendo a vocês nesse dia abençoado, a energia da riqueza interior.

Estamos vivenciando algo inédito na história da humanidade, pois é um momento onde vocês começarão a abrir o seu interior para o externo  trazendo toda a riqueza guardada por tantas encarnações.

Ao passarem por tantas experiências de limpeza e transformação, estavam fazendo a remoção das proteções que foram criando com o tempo. Essas proteções impediam que a riqueza brilhasse para o externo de todo o seu Ser.

Essa riqueza, amados, não é aquela material, mas sim aquela que traz a possibilidade de serem os seres mais realizados em todo o universo.

Pois têm a benção de viver nesse planeta, berço de experiências únicas, e a elevação proporcionada por essas experiências é uma riqueza que não poderiam obter nem em milhares de barras de ouro, meus queridos.

Eu sou Lakshmi, a energia feminina que traz a riqueza, mas não a riqueza em forma material, mas sim aquela em forma de brilho irradiado dos seus corações.

Eu trago a possibilidade de cura através de todos os escudos de proteção.

Eu trago o amor irradiado do interior do poder feminino, o amor incondicional, que irradiado no externo, derrama as moedas douradas da fartura em todos os sentidos imagináveis.

Lakshmi, eu sou, a energia que vocês ancoram no coração para trazer o amor incondicional por vocês mesmos, e por toda a experiência encarnacional na Terra. Pois estou com vocês aqui nesse planeta trazendo isso.

Carrego vocês todos em meus braços amorosos de mãe, mostrando a vocês como é sentir esse amor incondicional, essa riqueza que não pode ser tocada com as mãos, mas que pode ser sentida.

Envolvo todos em amor. E venho trazer a possibilidade de trabalhar com o nono aspecto do seu Ser ou 9º chacra. Da sua existência nesse planeta, mas já conectado à Fonte.

Os aspectos trabalhados na aglutinação trouxeram você para o nível da experiência. Que corresponde ao 9° aspecto da sua existência, que reflete no seu corpo físico e irradia para cima em conexão partindo do coronário, o 8º chacra. vocês elevam as experiências ao seu corpo de luz e ele os mostra a verdade fora da rede de ancoramento planetário. é como se nesse ponto estivessem com uma visão superior de si mesmos e essa visão irradia à sua vida, permitindo a expansão de seus dons ao mundo em que vivem.

Esse exercício de experiência, meus filhos, nada mais é que incorporar o sentimento amoroso de mãe, aquele amor incondicional que venho ancorar em vocês nesse momento. As experiências deixam de ser dolorosas e passam a ser olhadas sob um prisma elevado, mais alto e amoroso, e esse comportamento permite que a verdade, desvinculada da ilusão, preencha seus corpos a os trazer paz e aceitação. As experiências se tornam mais suaves e complacentes, pois o ponto de vista é alterado, é suavizado com a energia do amor da grade búdica. Nesse estado, os chacras básicos são preenchidos desse amor e as experiências simplesmente são liberadas a um ponto mais elevado de irradiação, de ancoramento, liberando as energias densas acumuladas em seus pontos de energia, tornando seus dias mais leves e suaves.

Trazendo todo o pacote de experiências ancoradas no seu 8° chacra, trabalhamos agora com a experiência para que leve todos esses conhecimentos, essa mestria, essa possibilidade de elevação também para todos ao seu redor. Pois é a partir de um olhar benevolente das experiências que ancorarão o amor a tudo que os circunda e os irradiarão a todos aqueles que cruzam seu caminho. As experiências são elevadas ao corpo de luz, pois deixam o presídio energético da velha matriz e há um olhar superior da experiência, que agora é visto como um enriquecimento da alma, e não mais como uma prova ou dificuldade da matéria.

Essa experiência desperta a sua riqueza interior, irradiando todo esse aprendizado. Ancorando cada possibilidade de levar o conhecimento adiante nesse 9º chacra. Pois aquilo que era a restrição agora é o zelo, o cuidado, o transcendente. Vocês se tornam aves que possuem uma visão panorâmica da vida. A vida é vista de cima, não mais do solo, e esse olhar os preenche de amor, tornando-os sabedores da caridade para com todos, da irmandade, da doação. A vida não é restrita à matéria, mas é alta e gloriosa e isso traz paz ao seu ser, traz complacência e compaixão.

Vocês trazem experiências para as suas vidas. Mostram a que vieram, meus filhos, e foi para elevarem-se em amor e reluzir dourados, na riqueza do aprendizado e da caridade. A elevação da experiência ao 9° chacra os proporcionará justamente isso, essa expansão de si mesmos, a compreensão e a permissão para que irradiem tudo aquilo que são e que desejam ser. Vocês se permitem, assim como compreendem aqueles que não alcançam o panorama mais elevado do amor, da compreensão e da expansão, que traz o contato com seu corpo de luz.

Para elevar todo o seu aprendizado ao 9° chacra, deve trazer para os seus dias, experiências vividas, no entanto, observadas sob uma nova ótica, trazendo a informação do seu registro como uma consulta a uma enciclopédia de estudo. Essas informações já estão armazenadas nos seus registros akáshicos, e depois de aglutinadas no seu 8° chacra, permanecem disponíveis para que vocês possam utilizar esse conhecimento nas suas experiências de vida. Mas essa é uma nova biblioteca de experiências, pois ela não se restringe à matéria, à grade planetária. Ela é superior, é amor, é expansão, é cósmica. É como o pássaro que lá do alto observa a grande cena, numa paz de um voo silente e calmo, num amor profundo, no silêncio da imensidão, sem o ruído do solo. Há só o voo e a observação daquilo que está ao seu redor, nessa paz de um planador compreensivo do amor.

E não há melhor oportunidade, filhos, do que trazer todo esse conhecimento através da caridade, do auxilio ao próximo. Àquele que está ao seu lado também está carente de amor e de aprendizado. E a elevação das experiências ao nono corpo de luz reluz a tudo que os circunda, expande os dons do coração, pois permite a verdade da vida eterna, da purificação que os tornará os maiores seres desse universo, seres de amor e de luz que demonstram todas suas emoções guardadas em seus corações.

Essa conexão somente será possível a partir do momento em que aglutinarem as experiências. A partir desse momento, elas podem ser acessadas para trabalhar o 9° chacra, uma a uma. E será isso que trará essa visão diferenciada, cada aspecto da sua vida trabalhado, individualmente, dentro do ambiente do corpo de luz, do nono corpo, num ambiente elevado de paz e amor que o trará uma visão superior de tudo que os rodeia.

Vocês continuam trabalhando a aglutinação de outros aspectos. Mas já iniciam o trabalho de experiência daquelas informações que já foram aglutinadas, para alimentar a sua conexão com o seu Eu Superior. O entendimento maior é ancorado, reluzente a tudo que está ao seu redor. E esse entendimento se expandirá, crescerá, irradiando aos corações curiosos por essa paz, carentes desse amor, chamando-os a esse trajeto de luz. Esse estado despertará a curiosidade de tantos corações carentes da vida superior, da vida mais elevada, que resplandecerá a partir do contato com seu corpo de luz.

Os registros de outras encarnações vão se abrindo aos poucos. Percebem-se conectados com mais serenidade àquelas informações que antes não tinham. Pois a partir do momento que iniciam o trabalho do 9° chacra, começam a trabalhar com a experiência aglutinada de outras encarnações. Podem perceber como já têm mais facilidade com línguas diferentes, começam a ter visões e experiências, que por um momento podem não entender, mas logo perceberão que é simplesmente o ajuste inicial do trabalho de trazer todas as informações aglutinadas para a experiência.

Durante o sono começam a perceber que chegam lembranças de experiências que já foram aglutinadas, para que sejam relembradas e trabalhadas na vivência do 9° chacra. E tudo isso  É trazido não sob a visão da velha matriz, mas de seus corpos superiores ligados à grade búdica planetária, à grade de limpeza, à transmutação e à purificação. Tudo é aglutinado sob uma visão expansiva de si mesmos, que passam a se observar como seres de luz e de amor em meio à ilusão da vida. É um estado onde as graças divinas surgem em nossa vida como mágicas, pois essa visão superior nos abre a tudo que existe e nos conecta aos reinos de luz, proporcionando as curas das experiências.

Comecem a perceber tudo o que ocorre com vocês, filhos, pois a partir desse momento trabalham como pequenos mestres, que já se tornaram mestres de si mesmos, mas que agora trazem AO o treino da mestria para as suas vidas, no presente, levando também o conhecimento para outras pessoas. Mas não o conhecimento seco e duro da ilusão, mas o conhecimento reluzente, do tesouro mais precioso de todos, o da vida eterna, do contato com a criação e todo o seu amor.

Sou Lakshmi, a energia ancorada do amor incondicional de mãe. A riqueza em forma de amor.


Canais: Thiago Strapasson (http://coracaoavatar.blog.br/) e Michelinha OM (http://verdadetransmutadora.blogspot.com.br/) – dezembro/2016
Colaboração: Rebeca Crivelaro Campos

Via:  CORAÇÃO AVATAR | O DESPERTAR DA RIQUEZA INTERIOR – LAKSHMI

PERCEBENDO A VIDA ATRAVÉS DE UMA VISÃO SUPERIOR…

uzenet

A elevação das experiências

 

Mestre Jesus

Canalizado por: Thiago Strapasson

 

Saudações minhas crianças,

Consideramos-vos os guardiões do novo tempo e da nova era, do amor de Deus a irradiar pelo planeta. Pois vocês foram aqueles que vieram para lembrar a todos desse sentimento e, assim, levantar a bandeira da humildade e da caridade aqueles corações que se fecharam aos meandros da matéria.

Mas hoje gostaria de lhes falar sobre uma experiência transcendental, que é a irradiação de sua cura a partir de si mesmo, para que possam se curar e a todos aqueles que se encontram ao seu redor. A partir desse contato interior profundo vocês irradiam a paz, a cura e o amor a todos os corações desejosos do acalentar maternal.

Eu sei que muitos de vocês simplesmente se questionam sobre os motivos de tantos percalços na vida, de tantas aventuras e desafios que se apresentam. Vocês olham ao lado e se perguntam onde se encontra esse amor que alguns vieram a falar? E eu vos digo que esse amor não se encontra nesse mundo, mas em seu coração. Embora repetitiva essa expressão vamos tentar compreendê-la.

Todo o amor parte de seu interior, por isso vocês não o veem externamente. É a partir de uma visão compassiva e superior que esse amor irradia ao mundo e transforma sua visão. Mas quando vocês imergem nesse mundo material, caindo nos vícios da matéria esse amor simplesmente se esvaia. Pois do mundo material não se vê uma visão amorosa da própria experiência. É um mundo limitado, circunscrito por aspectos que vocês não se identificam, não se encaixam.

Esse mundo de tantas restrições é o que possuem do solo, da imersão da consciência na matéria. Um mundo menor, onde o amor se reduz. Mas quando vocês elevam as mesmas experiências que os restringem, são as mesmas e elas não mudaram, mas sim a visão, o ponto do observador se altera. Vocês se elevam com a visão superior e então começam a ter vislumbres de quão bela é a vida na matéria, quão rica.

Nesse ponto vocês param e começam a observar a partir de um silêncio interior os conflitos existentes, o caos, as disputas e entendem o quão pequeno é esse mundo. Mas ao compreenderem isso vocês se elevam. É como se houvesse uma forte névoa no mundo que os bloqueia a visão e você imergem os olhos sobre essa cerração. Nesse momento são capazes de ter um vislumbre do atordoamento que grande parte das almas que vivem na terra se encontram. Elas estão atordoadas com a ilusão da vida, esqueceram-se de sua natureza divina. A névoa encobre seus olhares e então elas começam a se trombarem umas com as outras, a se empurrarem nesse jogo da ilusão.

Mas ao levantarem todas essas experiências por uma ótica mais elevada, vocês simplesmente não trombam mais porque estão acima dessa névoa. E acima dela você poderá observar quanto amor existe em meio dela. Pois quando olham ao meio desse nevoeiro a visão é curta, mas acima dele ela se estende e se amplifica, cresce, e o mundo fica mais belo. Pois meus amados há muito amor, há muito aprendizado, há purificação, há crescimento, há um entendimento superior que plaina a partir desse ponto mais elevado da vida.

Então vocês elevam essas experiências para acima de seu chakra coronário, elas são entregues ao seu eu superior e mais acima ele os apresenta uma visão superior da vida que se converterá na cura de suas experiências. E vocês descobrem algo mágico, que são a cura de sua própria vida. Vocês não precisam orar a Deus, aos santos, vocês são o próprio Deus, os santos dos milagres, aqueles que mudam a perspectiva da vida e então ela simplesmente se altera e resplandece na cura.

Vamos tentar os apresentar isso: quando entram nesse jogo da ilusão, imergem nessa névoa, a visão é curta e vocês só conseguem ver o caos e toda a dificuldade que aparece logo ali na sua frente. Mas quando elevam essas experiências ao seu corpo de luz ele os mostra a névoa e vocês passam a compreender porque tantos choques, tantos empurrões nessa vida. E eu os garanto que a vida se torna até um pouco engraçada, vocês têm aquele relâmpago mental de: como não vi isso antes?

Por qual motivo estamos trazendo tantos exercícios para que aprendam a elevar suas próprias experiências? Para receberem a visão superior da vida. E nesse ângulo ela se torna amorosa, compassiva de amor. Essa é a visão que traz a elevação das experiências ao seu nono chakra, após a aglutinação no oitavo.

Nós já lhes explicamos o significado da aglutinação, mas na projeção todas as suas experiências são vistas com alegria, aceitação e gratidão. Vocês elevam as experiências ao Ser de Luz e elas já não se apresentam sob a mesma ótica anterior. Já aglutinaram todos os comportamentos e experiências que já fazem parte da sua evolução e da sua história ascensional. Projetam, dessa forma, todas essas experiências para o seu corpo de luz divino que os mostrará de uma forma amorosa e compassiva a riqueza da experiência da vida.

É uma visão mágica da vida. E a partir dessa breve explicação vocês compreendem porque algumas pessoas são capazes de reconhecer a beleza da vida, enquanto outras se trombam em meio ao caos. Alguns privilegiados já se elevaram, já reconhecem esse amor a partir de seu corpo divino. E a vida se torna bela, amorosa, mas não porque ela se modificou, mas sim porque o olhar traz aceitação, compassividade, fluxo, confiança e fé em seu próprio Deus interior. Outras estão ali se trombando em meio a névoa, mas esses que elevam sua visão compreendem do que falamos nesse agora, da elevação das experiências em projeção ao corpo de luz.

E nesse aspecto cada restrição, cada aspecto da sua vida recebe esse processo de elevação individualmente e, assim, vocês o abrem à cura da vida. A cura da vida não está em nenhum tratamento, mas na abertura ao entendimento maior, à expansão, é que a vida se irradia de beleza e então tudo aquilo se cura, pois se modifica. Ela ainda está lá, da mesma forma, mas o fluxo, a permissão começa a os conduzir para algo mais suave simplesmente porque saíram da névoa e deixaram de resistir.

Em cada aspecto da sua vida já curado, já aglutinado e projetado em seu corpo de luz, vocês se tornam mais amorosos e compassivos e então o mundo ao seu redor também é visto assim porque seu foco se modifica. Quanto amor, quanta caridade, quanta ajuda existem em seu mundo. Mas o que vocês observam é o caos. Se discordarem peça uma simples informação a um desconhecido e veja como ele para a te ajudar. Chame um amigo a ir conhecer uma casa de caridade e veja a reação dele naquele local. Vocês percebem que é a visão que muda a vida?

Por isso meus filhos, a caridade é tão importante na vida, pois ela os conduz a essa visão para acima da névoa, onde passam a olhar o amor que existe. Mas não porque o mundo se tornou amoroso, mas sim porque descobriram o amor que guardam em seus corações.

Estejam em paz meus amados irmão, na paz profunda da elevação.

Sou seu irmão amoroso

Jesus

Canal: Thiago Strapasson – 07/01/2017
Fonte: http://coracaoavatar.blog.br/
Colaboração: Ilza Barreto


Via: A elevação das experiências – Mestre Jesus » CORAÇÃO AVATAR

UNIFICANDO O SEU CORAÇÃO À SUA CONSCIÊNCIA CÓSMICA…

meditatorheartblue_danielbholeman

 

O efeito da aglutinação: teoria e exercício

Mestras Kuan Yin e Rowena

Canalizado por: Thiago Strapasson e Michelinha OM

Queridos, vocês me perguntam o que seria esse nome completamente novo, e ficam tentando encontrar explicações a essa palavra, mas todas conectadas à sua mente.

A aglutinação, como trazemos aqui, é sim a primeira entre as 5 novas camadas as quais devem superar, mais um do que entendem como chacra, mas dessa vez, algo que está ligado não ao seu corpo físico, mas sim no seu campo áurico.

O seu campo áurico possui camadas de conexão com Eu Superior, e a primeira conexão é a da aglutinação.

Esse ponto, ou vórtice, é chamado dessa forma pois é aquele que une o sétimo chacra (da coroa), ao primeiro plano mais sutil de sua consciência.

E por isso, a primeira etapa a trabalhar para transcender a materialidade do corpo físico, é justamente estabelecer essa conexão, pois é a que abrirá as portas para o novo.

Vocês me perguntam então se a partir de agora poderiam considerar que já superaram todos os demais aspectos que os unem à malha energética, que estão ligados aos 7 pecados capitais e aos 7 chacras principais. Mas a resposta, filhos, é de que não estabeleceram ainda a desconexão completa desses aprendizados.

Conforme já trouxemos em outras canalizações, a sua experiência na matéria será sempre acompanhada de diversas oportunidades de trabalhar esses aspectos ligados ao corpo físico, até o momento do seu desencarne. Independente do estado ao qual já atingiu de ascensão.

Essa primeira etapa onde começamos a trabalhar um novo aspecto do seu Ser, é onde levará todos os demais já trabalhados, por isso, vimos novamente um breve resumo de todos os 7 já superados, mas que agora serão levados a um estado de compreensão diferente.

Eles todos serão elevados ao novo nível de experiência, onde trabalharemos a aglutinação.

Essa experiência trará a completa desconexão em sentidos físicos ao que estão até agora trabalhando dos 7 chacras. Já não sentirão mais os impulsos da matéria que vem sentindo. A limpeza torna-se completa.

Unimos todos eles à aglutinação para que sejam trabalhados em uma dimensão de compreensão diferente. Ainda faz parte de vocês, mas serão iluminados e elevados ao seu chacra que já está desconectado do corpo físico. Mas ainda assim ligado ao seu fio energético onde há todas as suas experiências, que é o seu DNA. Por isso, faz parte de você ainda, mas não do físico que é somente a sua experiência na matéria.

Com esse trabalho, desenvolveremos a aglutinação para que eleve todos os demais aspectos, para que passe a observar todas as reações ligadas aos 7 chacras como naturais do ser humano, mas já com a sensação de que não faz mais parte de vocês.

Esse é somente o início desse novo trabalho, mas é uma etapa muito importante, pois é a que desconecta você das sensações físicas, impulsividades, que permitirá que não seja mais levado com a onda energética que carrega tantas consciências todos os dias nesse planeta.

Passará a se perceber como um ser de luz, como parte do todo, mas não como uma marionete dessas energias que percorrem o planeta e que são criadas pelas formas pensamento de toda a humanidade.

Agregará em seu campo áurico uma nova energia, mas que deve ser praticada sempre com o coração aberto e muito amor. Elevando cada aspecto a esse nível de consciência.

Queridos, ao observar os comportamentos externos ligados aos 7 chacras de forma isolada e perceberem como eles funcionam, ao escolherem o não se envolver, e olhar amorosamente tudo isso como experiências, já estão desconectando-se dessas energias. Vocês já têm feito isso, colocado em pratica diariamente. Esses momentos são justamente quando já estão trabalhando a aglutinação.

A aglutinação nada mais é do que a união de todos os demais 7 aspectos em uma percepção só, aquela percepção de que tudo é somente uma experiência, e que desse ponto de vista, todos os demais aspectos são completamente iguais. Já não se identificam mais a nenhum deles, passam a observar somente como aspectos que fazem parte da vida na matéria, mas que juntos formam uma esfera energética que vibra mais ou menos em certos pontos dependendo da energia da pessoa que o carrega ou do ambiente.

Essa visão do todo, fará você perceber que já não se identifica mais com essas sensações, com esses comportamentos. Já está ligado e trabalhando a aglutinação.

Esse é somente o primeiro estágio e importante pois carrega toda essa bagagem, e portanto, nunca deve ser colocado em esquecimento. É um chacra que deve ser trabalhado sempre, praticando essa visualização de como tudo funciona. Treinando esse olhar de que todos os demais 7 aspectos estão unos em um só e representam algo já superado que é a experiência na matéria.

Em cada sinal que observarem nas suas mentes de conexão com algum dos 7 primeiros chacras, como já aprenderam no material publicado, que estão relacionados a comportamentos específicos, devem trazer a conexão da aglutinação e observar como um todo e não mais cada comportamento de forma isolada. Quando observarem e identificarem um pensamento relacionado aos 7 de forma isolada, simplesmente una-o à esfera de aglutinação, e lembre-se do que ele representa, que na verdade ele somente representa um dos comportamentos da matéria, que não é diferente dos demais e faz parte de toda essa experiência encarnacional já superada e unificada na aglutinação.

Traga esse pensamento a sua mente. Trabalhe sempre essa mentalização. Essa primeira etapa será de prática, onde poderá observar várias experiências acontecerem e onde será treinado a colocar tudo nessa ótica da esfera unificadora dos 7 aspectos que é a aglutinação.

Compreendem, meus amados filhos? Pois o ambiente que vivem é suplantado dia a dia, experiência a experiência. Mas a medida que se sutilizam, algo vai os deixando mais suaves ao próprio desenvolvimento. Vocês incorporam as bênçãos do amor as suas vidas e assim aglutinam as experiências.

Os pontos energéticos em seus corpos foram separados por corpos sutis, cada um ligado a um aspecto da experiência. Mas esses corpos energéticos foram vistos como se fosse cada qual único é distinto. É na verdade eram.

Pois vocês não os conectavam ao amor, a fala, a alimentação, o sexo, a própria alegria foram atividades desconectadas do amor, destruídas da ligação ao seu chacra cardíaco. Vocês não unificam seus corpos e pontos de energia a energia amorosa do coração, pois ele permanecia inerte, fechado, reprimido do propósito de alma.

Esses pontos de energia destruídos da ligação ao centro amoroso levavam à agressividade, a sensualidade, aos excessos na alimentação, à desconexão espiritual, pois se tratava de corpos em desequilíbrio.

Mas a medida que vocês unificam esses pontos de luz e seus corpos a energia amorosa do coração e se abrem ao sentir do propósito de alma vocês aglutinam a experiência na matéria a um único sentimento, o amor. É através do amor do coração que aglutinação ocorre é então vocês suplantam os vícios da matéria. Nesse estado a soberba se transforma na sabedoria e humildade, o tecnicismo no questionamento através do conhecimento, a luta em paz, a ira em fluxo e leveza e assim por diante.

Através do contato com o coração, com as emoções e sentimentos vocês conectam as experiências ao cardíaco, à chama de Deus guardada em seus corações e então as experiências se unificam progressivamente em completo entendimento.

A fala e destituída do revanchismo e é preenchida pela aceitação, a alimentação se tornará mais equilibrada e assim os vícios da matéria vão sendo integrados e iluminados pelo amor do coração. A vida se torna mais leve nesse estado.

A aglutinação é o primeiro passo à consciência cósmica porque através do amor estarão a elevar as experiências. Serão as mesmas experiências, mas agora sobre o enfoque da brandura, da autenticidade, da verdade interior. A luta fica mais leve e o coração se torna mais receptivo aos acontecimentos exteriores.

A aglutinação é a unificação dos pontos energéticos ao amor, ao coração.

Para isso sente-se, respire calmamente. Se puder coloque uma música suave em um ambiente bem calmo. Vá respirando e se aquietando.

Agora centre toda sua atenção em seu coração. Ele está se expandindo a ponto de irradiar seu estômago e sua laringe. Respire novamente e permaneça nesse estado irradiando de amor o plexo solar e o laríngeo. Você está mais suave.

Essa expansão continua agora atingindo o chacra frontal na testa e o ponto sacro abaixo do estômago. Nessa expansão atingimos o chacra coronário no centro de sua cabeça e a base. Permaneça por alguns minutos nesse estado de irradiação. Todos seus corpos são irradiadores por essa chama de amor, de paz. É uma grande luz que adentra ao seu coração a envolver seus corpos sutis. Vocês estão agora todos envolvidos por essa energia que parte do coração e unifica sua vibração. Sinta o alívio que essa aglutinação o traz. Você unificou suas energias e poderá se manter assim pelo tempo que for necessário.

E a medida que as experiências vierem você fará essa irradiação, sempre que sentir um desajuste interior procure se aquietar e se irradiar com a própria luz de seu coração.

Ao final unifique seu coração a um ponto de luz situado a um palmo de seu coronário, de seu coro cabeludo. Você está unindo o seu coração a seu corpo de luz deixando com que seu Eu Superior irradie todos seus corpos com amor. Você permite a unificação de seu coração à sua consciência cósmica e as experiências na matéria se tornam mais suaves. Elas continuam a existir, estão ali ainda mais agora você as vê sob uma ótica transcendente, irradiados pelo amor. Elas já não te arrastam, você as preenche de amor.

Unifique o seu coração a esse ponto de luz sob sua cabeça e deixe que ele purifique seu coração de toda magoa, de toda culpa, do rancor. Todos esses sentimentos inferiores estão sendo entregues ao seu eu superior para que ele os purifique, para que haja a transmutação de tudo a os aliviar.

Entregue e se vierem as lágrimas deixem as vir e o sinal da purificação, do desapego, da limpeza. E diga, eu permito a transmutação de todos meus medos, dos meus receios e te entrego de coração aberto meus sentimentos mais duros, mais escuros para que sejam preenchidos de amor.

Somos Kuan Yin e Rowena e os abençoamos nesse instante.

Canais: Thiago Strapasson e Michelinha OM – 28.Dez.2016

Colaboração: Lara Rosa Branca

Fontes: http://coracaoavatar.blog.br/ e http://verdadetransmutadora.blogspot.com.br/.


 

Veja mais em: CORAÇÃO AVATAR | O efeito da aglutinação: teoria e exercício – Mestras Kuan Yin e Rowena »

QUANDO NOS PERMITIMOS SER CONDUZIDOS PELA NOSSA ALMA…

no-comando-da-alma

5  Sinais  de  que  sua  alma  está  no  comando  da  sua vida

Por: Luciana Lara

 

Aprender a ouvir nossa alma não é uma tarefa fácil em um mundo onde as aparências contam mais do que a real felicidade. Mas muitos já estão buscando a felicidade real, aquela que coloca um sorriso radiante no rosto e aquele calor gostoso no peito. Quem experimenta ser guiado pela própria alma, consegue se desprender de convenções sociais, sentimentos de carência e abandono e dedicam sua existência a fazer a diferença por onde passam, pois isso cria um vínculo forte com as energias positivas mais fortes que existem.

Alguns sinais são bem típicos em pessoas que encontraram o caminho até suas almas e as deixaram falar mais alto.

1 – É feliz na vida profissional

Já conseguiu sentir orgulho em terminar um projeto de sua autoria?

Quando a alma se propõe a fazer algo, não aceita nada que não seja o melhor. Geralmente é reconhecida e elogiada pela maioria das pessoas a sua volta. Críticas negativas não tem nenhum poder, nada desmotiva uma pessoa guiada pelo amor e pela alma na vida profissional.

2 – Luta para realizar seus sonhos

A alma não permite que você abandone os sonhos, por isso você traça metas, guarda dinheiro e faz o que for preciso para realizar o que quer na vida. O bom é que a alma sempre consegue realizar os sonhos, mesmo que demore ou seja difícil, ela sempre consegue.

3 – Sente gratidão por tudo que possui e pelos problemas que o ajudaram a se tornar quem é!

Você enxerga que as pessoas ruins e as rasteira que você tomou na vida foram aprendizados importantes e sente que a força e a fé em si mesmo que você adquiriu foram graças aos tropeços e golpes que tomou.

4 – Críticas de pessoas tóxicas não te abalam.

Algumas pessoas se sentem incomodadas com seu equilíbrio diante de situações difíceis. Sua força e determinação vez ou outra causam um certo incômodo, e algumas vezes tentam te atacar com fofocas. Mas isso não chega nem perto de te abalar, e você chega muitas vezes a rir do incômodo gratuito que causa em pessoas tóxicas e invejosas.

5 – Você é calmo e trata os outros com gentiliza.

Aquela necessidade de brigar e provar seu valor já não existe mais. Você já sabe o seu valor, do que é capaz e suas atitudes demonstram isso. Por isso não é necessário provar nada a ninguém, nem ficar na defensiva o tempo todo. Ansiedade você já aprendeu a controlar, medo não faz mais parte do seu mundo.

Sua energia positiva já é mais forte do que qualquer negatividade ao seu redor.

Todos nós somos capazes de atingir altos níveis de positividade, não existem limitações para a alma, o que existem são transtornos mentais causados por diversos fatores que nos impedem de encontrar nossa verdadeira essência, nosso equilíbrio e nossa felicidade.

Que Deus te abençoe sempre!

Luciana Lara


Via: 5 Sinais de que sua alma está no comando da sua vida – Terapias & Coaching

MAHATMA GANDHI, O USO DA SABEDORIA ATRAVÉS DA PAZ…

mahatma-gandhi

20  frases  ditas  por  Gandhi  que  vão  mover  seu  coração

Por Tara MacIsaac

 

Mahatma Gandhi, um homem que inspirou o mundo com sua coragem e convicção (Wikimmedia Commons)

Mahatma Gandhi, um homem que inspirou o mundo com sua coragem e convicção  (Wikimmedia Commons)

 

Mahatma Gandhi inspirou inúmeras gerações, deixando um impacto significativo na vida das pessoas mesmo décadas após sua existência. Abaixo estão algumas palavras sobre coragem, trabalho, não-violência, aprimoramento pessoal e convicção ditas por Gandhi, um homem capaz de tocar o coração de milhares de cidadãos.
1. “O melhor modo de encontrar a si próprio é perder-se à serviço de outros.”
2. “Você pode me acorrentar, pode me torturar, pode inclusive destruir este corpo, mas jamais aprisionará minha mente.”
3. “Seja a mudança que você gostaria de ver no mundo.”
4. “A diferença entre o que nós fazemos e do que somos capazes de fazer seria suficiente para resolver a maioria dos problemas deste mundo.”
5. “Uma pitada de prática vale mais do que toneladas de pregações.”
6. “Nós podemos jamais ter força suficiente para ser completamente não-violentos nos pensamentos, palavras e atos. Porém precisamos manter a não-violência como nosso objetivo e progredir fortemente em direção a este objetivo.”
7. “A força não provém da capacidade física. Vem de um desejo indomável.”
8. “Um ‘Não’ advindo da mais forte convicção é melhor do que um ‘Sim’  apenas dito para agradar, ou pior, para evitar confusão.”
9. “Felicidade é quando o que se fala, o que pensa e o que se faz estão em plena harmonia.”
10. “Primeiro eles lhe ignoram, depois lhe ridicularizam, depois lutam com você, e então você vence.”
11. “Olho por olho somente tornará o mundo inteiro cego.”
12. “Viva como se fosse morrer amanhã. Aprenda como se fosse viver eternamente.”
13. “Você pode nunca saber quais resultados virão de suas ações, mas se você não tomar uma atitude, nenhum resultado virá.”
14. “Se acredito que posso fazê-lo, provavelmente adquirirei a capacidade para isso, mesmo não a tendo no começo.”
15. “A liberdade não vale a pena se não inclui a liberdade de se cometer erros.”
16. “Há inúmeras causas as quais estou disposto a morrer, mas nenhuma a qual estou disposto a matar.”
17. “A prece não é um pedido, é um anseio da alma. É admitir diariamente as suas fraquezas. É melhor possuir um coração sem palavras em meio à prece, do que palavras sem coração.”
18. “A não-violência é a maior força disponível da humanidade. É mais poderosa do que a arma mais poderosa de destruição já criada pela ingenuidade do homem.”
19. “Não precisamos converter uns aos outros por meio de nossos discursos ou pelas nossas palavras. Só podemos fazê-lo com nossas próprias vidas. Que nossas vidas sejam um livro aberto para que os outros possam estudá-lo.”
20. “A não-violência é a arma dos fortes.”

 

Gandhi trabalhando com roca (Wikimedia Commons)

Gandhi trabalhando com a roca (Wikimedia Commons)

 


 

Fonte: Epoch Times

Via:20 frases ditas por Gandhi que vão mover seu coração • Epoch Times PT

O COMANDO ASHTAR FORMA COM SUAS NAVES UMA BARREIRA PROTETORA AO REDOR DA TERRA…

naves-ao-redor-do-planeta

Semearemos o Novo Mundo com a semente do Amor e da Misericórdia

Comando Ashtar através de Vinícius Francis

 

Recebam nossas intenções de amor em raios de luz azul prateada. Estamos sempre perto, ajudamos sempre que possível e interferimos quando necessário. Assistimos o desenvolvimento de sua espécie, acompanhamos cada passo do progresso da humanidade, auxiliando em tudo o que nos é permitido, dentro das leis que regem o nosso Comando, que são de profunda e incompreensível justiça, para vocês.

Pois nossa justiça não está baseada em vossos valores morais. Nossa justiça se baseia no funcional, de acordo com a necessidade de evolução e expansão do todo. Queremos dizer que estamos atentos a tudo o que ocorre no orbe azul. Ouvimos seus apelos, entretanto, não agiremos conforme eles, mas segundo o plano que nos foi estabelecido por forças superiores. Pois visamos o bem, não somente de vosso planeta, como de todo sistema do qual ele faz parte.

Um mínimo deslize na operação aí, pode gerar resultados desagradáveis em outros planetas, cujo ciclo cármico coincide com o vosso, por isso estão ligados. Agimos conforme orientações dos Senhores do Carma, como aí nomeiam, vossos Mestres espirituais e mentores de vossos processos evolutivos. Que vos amam incondicionalmente e trabalham de forma incansável para que despertem e compreendam a Verdade do Espírito.

Amamos a vida em seu planeta e trabalhamos pelo desenvolvimento dela, mas sem interferência direta, pois o Criador trabalha em cada Ser, individual e coletivamente, de forma perfeita. Não interferimos nas leis do Criador, não interferimos na forma como a natureza Dele move a própria vida, nós somos guardiões das leis da Vida e não seus inimigos e opositores.

Estes existem e infligem constantemente as leis da Espiritualidade Superior que visa manter o cosmos em perfeito equilíbrio e fluxo de expansão. Esses opositores tentaram desviar o objetivo primórdio. E desde então, estamos trabalhando para que o equilíbrio espiritual, moral e tecnológico andem de mãos dadas na Terra. Estamos sempre atentos.

Mas vale recordar-vos de que toda ação de vossos opositores do progresso sempre encontra funcionalidade no arranjo evolutivo do Todo, do contrário, não aconteceria. Aceitamos que muitas vezes o crescimento vem pela opressão e como resposta ao sofrimento. Através da injusta dominação à qual foram submetidos por ignorância, brota em cada Ser consciente o senso de transformação. E isso, no final, gera a evolução e mudança que são precisos.

E acompanhamos cada parte desse processo. Não existem forças do mal, existem irmãos ignorantes que agem conforme seu desvio das Leis de Amor do Criador em beneficio deles mesmos, visando somente o próprio bem. Essas forças intentam em interferir nos processos evolutivos de mundos que estão em fase semelhante à que a Terra estava, há centenas de milhares de anos. E alguns casos, permitimos sua ação, pois esta acaba por acelerar o processo de amadurecimento dos espíritos, conferindo-lhes habilidades que precisam ser externadas em situações de sobrevivência.

Porém, em cada passo desse caminho, nada sai dos planos maiores do Criador. E desde então, viemos semeando conforme as possibilidades, a perfeita justiça e verdade na humanidade. Não é uma tarefa fácil, pois os homens de seu mundo, embora clamem por mudança, rejeitam a Verdade, pelo fato de que ela se contrapõe aos seus interesses egocêntricos.

E isso tem sido assim por dezenas de milhares de anos. Não pudemos nos comunicar diretamente por muito tempo. Então, nossa estratégia foi renascer entre os humanos, de tempos em tempos, em pequenos grupos e com isso, provocar alguma alteração, não somente na estrutura energética do planeta, como na civilização de modo geral.

E precisávamos ir à determinadas regiões astrais inferiores, às quais só se tem acesso através do portão do desencarne e do reencarne. Resgatamos muitos, desfizemos planos hediondos de destruição e dominação em massa de maneira ainda mais cruel do que houve até hoje. Despertamos muitos ao amor. E nosso trabalho continua. Somos muitos, vocês nos classificariam por legiões ou podem chamar de frotas.

Nosso trabalho tem sido constante. Nossas mensagens são cuidadosamente enviadas à Terra, embora atualmente muitas sejam disseminadas em nosso nome, mas não procederam de nós. Todo conteúdo que não vos projeta ao progresso espiritual e que não se baseia nas leis do Universo e na perfeita Justiça que já é sobre tudo, de nós não procede.

Não temos como objetivo apenas nos comunicar para com isso, nos tornarmos conhecidos por vocês. Não buscamos reconhecimento, mas o progresso. O progresso de vossa civilização fundamentado no Amor e na Paz do Cristo Interno é o que nos apraz. Nada mais é de nosso interesse, não estamos envolvidos em causas egoicas, não atuamos em planos humanos, não concordamos com o vosso sistema, porém não pretendemos destruí-lo, pois nossas forças não são utilizadas para a destruição, somente para edificação.

Tem-se espalhado em vosso meio muita mentira sobre nós. E muitas falsas promessas de intervenção. Queremos que saibam que nada fazemos sem que vocês permitam e assim, se abram e desejem com todo Ser. Não somos invasores, não somos inimigos de vossos inimigos, somos irmãos de todos, dos que amam e dos que odeiam, portanto, não usaremos nunca de violência sobre qualquer Ser deste arranjo.

Foi dito a vocês que é necessária misericórdia, não sacrifício. Trilhamos pelo caminho da misericórdia e da compaixão. Temos compaixão dos que dominam o próximo e vivem baseados no egocentrismo, não ódio ou desejo de destruí-los. Não sentimos tais coisas, pois nossa escolha é por viver baseados no Amor, porque é ele que nos torna fortes. E é dele que procede toda boa solução.

Nossa política é baseada nesse Amor, da não resistência ao mal. Da Paz e nunca da guerra. Impedimos ações hostis de mal intencionados, contudo, nunca através da guerra. Nossas forças são de defesa e não de ataque. Neste momento, nossas frotas estão ancoradas junto à atmosfera de seu planeta e vos garantimos que nenhuma força que intente vos fazer mal atravessará nossa barreira. Nosso trabalho será cumprido, cuidadosamente cumprido no tempo determinado.

E esse tempo quem determina são vocês e as forças superiores. Nós apenas trabalhamos segundo as leis, não determinamos nada. Desejamos unicamente que vocês evoluam, progridam, cresçam. Que se interessem mais e mais pela Espiritualidade e pelas Leis de Amor e Paz de vosso Criador.
Sigam as pegadas do Cristo e façam da bondade a vossa melhor ação. Cessem de nos buscar entre as nuvens, não nos verão assim. Querem ser notados por nós? Façam o bem e o reconheceremos em vossas atitudes.

Não pensem que implantaremos um Novo Mundo pela força, não o faremos. Semearemos o Novo Mundo pela semente do Amor e da misericórdia. Não podemos interferir em vossas escolhas, podemos minimizar os efeitos dela, mas nunca retirar de vocês um direito que o Criador vos conferiu.

Tudo é sempre perfeito, nada está errado. Enxergam erros porque veem a vida com os olhos de vossas crenças humanas. Vejam além e entenderão a perfeita funcionalidade em cada circunstância e acontecimento. Ainda nos comunicaremos mais, temos muito a vos passar dentro de nosso propósito. Permaneçam firmes em vossas intenções de Bem e de Paz.

Vos protegeremos no caminho, mas nunca livraremos vocês de seus próprios desacertos, isso é tarefa unicamente vossa. Que o Amor vos impulsione na jornada. Que o perdão seja a vossa resposta ao mal. Que o Cristo resplandeça em vossos corações. Estamos aqui em vosso auxílio.

Somos Ashtar, a serviço do Cristo e imersos no Amor do Eu Sou

 


 

Via: OS FILHOS DA ALVA – UMA ALIANÇA ENTRE O HOMEM E O REINO DE DEUS: Comando Ashtar – Semearemos o Novo Mundo com a semente do Amor e da misericórdia

SAINDO DAS TREVAS DA ILUSÃO DE SEPARATIVIDADE…

consciencia-universo

A ilusão da separatividade

Por: Krishnamurti

Palestra realizada em Londres – 1931 – Do livro: Coletânea de Palestras

 

Vós, homens, como indivíduos, desenvolveis vossos sentidos pela luta social, pela auto-preservação e dais inicio, assim, à consciência de separação. Desde a infância que vos foi incutida a idéia de que sois uma entidade separada; e desta ilusão provem a divisão entre “vosso” e “meu”, no que pensais e no que sentis, no que possuis e em todas as cosias.

Daí surge também a idéia de que vos deveis tornar algo de grande no futuro e a de que fostes já algo no passado. Um contraste contínuo. E desta consciência separada surgem – cobiça, a inveja, o ódio, o sentimento de posse, a preocupação da vaidade, as alegrias passageiras, as tristezas transitórias e os transitórios prazeres. Esta é uma civilização grosseira baseada na competição, na qual cada um trata de si, sem benevolência, sem equanimidade. É um mundo de conflito, de corrupção, de contenda, que a seu tempo conduzirá à guerra.

Em virtude de tal entendimento de separatividade, o “Eu” torna-se todo poderoso; dessa consciência de separação nasce o medo. E onde quer que exista o medo, manifesta-se imediatamente o desejo de buscar o conforto, em lugar do entendimento que dissipa todo o temor. Pois o conforto adormece o vosso temor inato de perder vossa identidade separada.

O conforto produz tão somente um ajuste temporário, mas não uma harmonia e equilíbrio permanentes; produz um alivio imediato em vez de um entendimento compreensivo, contínuo; produz o adiamento do esforço, uma evasão contínua em lugar da luta para compreender no presente. Por causa desse temor, buscais o consolo no culto, na prece, no erguimento de imagens, por intermédio de ritos e cerimônias. Essa ilusão de separação vos leva à preocupação da morte, e do que vai acontecer no futuro, isto é, sobre se tereis de vos reencarnar e sobre o que haveis de ter sido no passado. Por outras palavras, são o passado e o futuro que empolgam o homem que se acha atemorizado; a compreensão do presente, nunca. Enquanto o presente não for compreendido, o futuro jamais vos proporcionará seu verdadeiro significado, pois que o futuro, na realidade, não existe.

Todos esses problemas – o de porque nasci, ou o que acontecerá após a morte, o da sobrevivência da alma, o da reencarnação, o de como posso tornar-me algo mais e de como posso adquirir mais qualidades afim de encontrar a verdade – todas essas coisas nascem da consciência da separação.

Quando é compreendida a idéia de que a verdade, essa realidade viva, existe em todas as coisas e em todos os instantes, em toda a sua integridade, então não mais existirá o pensamento de progresso, ou seja – tornar o que é ilusório, o “Ser”, em algo permanente. Em todas as fases da vida dá-se importância ao individuo – não a individualidade que, tornada plenamente consciente, dissipa sua própria consciência, para o engrandecimento do “Eu”.

Observe a maioria das pessoas, e verificareis que todas pensam que, por tornarem-se maiores, por ampliarem sua consciência, mediante uma série de experiências, pelo fato de retroceder, avançar e reencarnar, se estão aproximando cada vez mais da verdade.

Para mim, essa concepção é inteiramente ilusória, pois a realidade, em sua inteireza, em sua plenitude, em sua riqueza, existe em tudo e, portanto, é eterna. O que é permanente, eterno em tudo, não pode progredir. O que denominamos progresso somente pode ser aplicado a determinado fato, não à realidade.

Nossa principal preocupação deverá ser, então, a de por qual maneira cada um se poderá tornar apercebido desse eterno, dessa viva realidade que sustenta, nutre e eleva todas as coisas e que se acha em nós mesmos. Enquanto criardes um mundo exterior e um mundo interior e vos esforçardes por produzir um ajustamento entre ambos, jamais, encontrareis a realidade.

Quando o homem está consciente de si próprio como entidade separada, continuamente busca o exterior para encontrar auxilio, para sua subsistência, para seu bem-estar; e desse modo cria ele desordem em lugar de ordem, e por causa dessa desordem surgem as superstições, as ilusões, as cerimônias.

Trata-se, portanto, da maneira, do processo mediante o qual cada um pode realizar essa realidade interior que assegura a tranqüilidade da vida, não a estagnação, não a paz que obscurece, que destrói, porém essa tranqüilidade que é a fonte da compreensão viva e eterna.

É somente por meio do esforço individual que a verdade pode ser realizada, não por meio de associações de qualquer espécie que sejam. Não podereis, por via de uma instituição, encontrar a verdade, pois a verdade habita em vós mesmos e as instituições não podem ajudar o indivíduo a encontrar a verdade. Não importam quais sejam elas. Todas tendem a tornarem-se cada vez mais formalistas e a verdade cada vez mais delas se distancia. Precisais buscar a verdade por vós mesmos, como indivíduos; visto que ela mora em vós, não no exterior. Quando o individuo se houver compreendido a si mesmo, viverá num ambiente de perfeita harmonia e não contribuirá para a desordem do mundo.

A partir do momento em que vós, como indivíduos, tende resolvido vosso problema particular, tenhais realizado a verdade por vós mesmos, não mais contribuireis para a crueldade, para as guerras, para a espantosa tirania e desgraça que imperam no mundo.

É importante que cada individuo compreenda, não os adornos superficiais da vida, mas como, pelo continuamente deixar de parte a consciência que cria a separação, se pode ele tornar apercebido dessa realidade interior que reside em todas as coisas.

Se quiserdes verificar isto, vós, como indivíduos, tendes que inteiramente vos desapegar de todos os sistemas tradicionais, convencionados e socializados, de pensamento e de conduta. Verificareis, então, quão necessário é não confiar, quer em autoridades de tradição, quer na conduta sistematizada. Antes que possais compreender a verdade, é preciso que vos torneis plenamente conscientes de vossa própria separatividade e, assim, de todas as qualidades e seus respectivos opostos. Isto é, tendes que vos tornar tão consciente de vós mesmos que todos os vossos desejos, propósitos e conflitos ocultos sejam trazidos à evidência, examinados e compreendidos por vós. Por vos tornardes intensamente conscientes, consumireis toda a subconsciência, pois que, quando estiverdes plenamente cônscios de vossas ações, de vossos pensamentos e emoções, a hipocrisia cessará de existir, cessarão as ilusões, os desejos secretos e as fantasias não mais terão ascendência sobre vós. E então, quando estiverdes assim, limpos e cheios de propósito, podereis chegar à esse estado em que não existem pretensas qualidades e, portanto, não há conflitos.

Quando introduzis o elemento pessoal em vosso julgamento, inevitavelmente perverteis vossa compreensão. Necessitais distinguir entre o que é pessoal e o que é individual. O pessoal é acidental, e por acidental entendo eu, as circunstancias de nascimento, o ambiente em que fostes criados, vossa educação, vossas tradições, vossas superstições, vossas distinções de nacionalidade e classe, e todos os preconceitos que por este processo se desenvolvem. O que é pessoal somente se relaciona com o acidental, com o que é momentâneo, ainda que esse momento possa durar o período inteiro de uma existência. A educação moderna conduz à perversão do pensamento e o espírito de nacionalidade, de classe, de tradição aumentada pelo medo. Quando ajuizardes de um fato não o façais partindo do ponto de vista pessoal: julgai-o sob o ponto de vista do individuo, que é o do eu.

Pois as qualidades – as virtudes e os pecados, o bom e o mau, as alegrias e as tristezas – pertencem a consciência do “Eu”. Quando estou consciente de mim mesmo, invento virtudes e pecados, o bom e o mau, o céu e o inferno, para me proporcionarem equilíbrio em minha luta com os opostos.

Enquanto houver tal consciência da separação, do eu, da personalidade, não pode existir a realização da verdade; antes, porém, que possais transcender essa consciência, tendes que vos tornar plena e vitalmente auto-conscientes. Tal significa que necessitais vos tornar conscientes de vós próprios como indivíduos, não como uma máquina, não como um mero dente da engrenagem desta rude civilização onde impera a competição.

Antes que vos possais tornar plenamente conscientes, e, dessa forma, perder a auto-consciência, há três condições a passar, relativas à consciência. Na primeira delas, o individuo é escravo dos sentidos e de seus anseios. Para satisfazê-los, torna-se ele simplesmente egoísta, dependendo, inteiramente, para a sua felicidade, das coisas exteriores, das sensações e excitações e, desse modo, fica cada vez mais emaranhado na tristeza e na dor. Sua conduta é encaminhada pelo egoísmo. Toma cada vez maiores responsabilidades sobre si e torna-se, por essa forma, um simples escravo da ação. Tal homem não tem tempo nem inclinação para a quietação do pensamento, para a reflexão, para o exame. Pois a verdadeira reflexão cria a dúvida, as investigações que levam ao isolamento, ao afastamento, o que ele cuidadosamente evita.

Depois, vem o segundo estágio em que o homem se apercebe de suas faltas, de seus defeitos, de suas ilusões, de suas crueldades. Tornando-se, assim, consciente de sua própria natureza, tenta desembaraçar-se, livrar-se do domínio dos sentidos e começa a libertar a mente e o coração. Começa por diminuir, gradualmente as próprias responsabilidades, sem abandonar sua vida na torrente do mundo. A ação, nascida da consciência de si mesmo, e na qual existe a separatividade, é embaraçante, limitadora, pesada; porém a ação, que é o resultado da liberdade, da individualidade, é libertação.

O indivíduo que possui, agora, o forte desejo de libertar-se, começa a disciplinar-se. Essa disciplina não lhe é imposta pelo exterior, não é o resultado da repressão; antes, em virtude do seu desejo de ser livre, de realizar a verdade, impõe ele a si próprio uma disciplina oriunda do entendimento – não oriunda do medo, não coagido pelas circunstâncias sociais ou pelo ambiente. Deseja então libertar a mente, o coração e, desse modo, viver em harmonia. Impõe a si mesmo, por isso, uma disciplina maior do que qualquer das disciplinas provindas do exterior.

Em seguida vem o terceiro estágio de consciência, em que o homem está completamente senhor dos sentidos, completamente senhor do seu corpo. Isso não significa ser desenvolvido muscularmente, nem que o corpo não sinta dores, nem tão pouco que ele morra; será senhor do corpo, no sentido de não mais se emaranhar em seus anseios, suas sensações e excitações.

Começa ele, então, a libertar-se do medo e das ilusões que ele próprio cria.

Uma vez que estejais libertos das ilusões, do temor, de todas as outras qualidades, haverá para vós, um como retiro interior nascido da alegria, retiro nascido não do tédio, nem do retraimento, nem do intuito de fugir a este mundo de conflito, porém um retiro interno de alegria em meio da ação.

Quando tal acontecer, a reflexão e a analise virão dar lugar a uma concentração tremenda; não a concentração sobre um objeto, mas a concentração em que não há sujeito nem objeto, o pleno conhecimento em que não há mais contrastes.

Ulteriormente, proveniente deste retiro, manifesta-se uma harmonia interior, a equanimidade entre a razão e o amor – o pensamento liberto das fantasias e teorias pessoais, o amor liberto da especialização, amor que é como o perfume de uma flor.

Quando existe esta harmonia, não mais se inquire a respeito de futuro e de passado.

Não mais terá lugar a pergunta de – se continuarei “Eu” a viver como entidade separada.

O passado com suas faltas e tristezas, desaparece, e o futuro, com suas esperanças, anseios e antecipações, desaparece também: oriunda desses dois termos, nasce a harmonia do presente, a qual é a realização dessa inteireza que existe em todas as coisas.

Quando ela for realizada, haverá tranqüilidade, haverá a realidade viva da felicidade.


Via: A ilusão da separatividade – Jardim dos Mestres

SENTINDO O CORAÇÃO APERTADO? PODE SER O TIMO, REAGINDO A UMA EMOÇÃO…

timo

A GLÂNDULA TIMO E A ESPIRITUALIDADE

 

Na anatomia humana, o timo é um órgão linfático que está localizado na porção antero-superior da cavidade torácica. Limita-se superiormente pela traquéia, a veia jugular interna e a artéria carótida comum, lateralmente pelos pulmões e inferior e posteriormente pelo coração. É vital contra a autoimunidade. Ao longo da vida, o timo involui (diminui de tamanho) e é substituído por tecido adiposo nos idosos, o que acarreta na diminuição da produção de linfócitos T.

Histologia

Externamente, o timo é envolto por uma cápsula de tecido conjuntivo, de onde partem septos que dividem o órgão em numerosos lóbulos. Cada lóbulo apresenta uma capa, o córtex, que é mais escura, e uma polpa interior, a medula, que é mais clara. A zona cortical, mais periférica, é onde se encontram pró-timócitos, timócitos e linfócitos T em diferenciação e maturação; nesta área os capilares são mais fechados para impedir a saída de linfócitos T não maduros para o organismo. A zona medular, mais interna, é onde se encontram pro-linfócitos T e linfócitos T maduros, prontos para se dirigir a órgãos linfóides secundários onde completarão sua ativação, também encontra-se corpúsculo de Hassall.

Fisiologia

Em termos fisiológicos, o timo elabora várias substâncias: timosina alfa, timopoetina, timulina e o fator tímico circulante. A timosina mantém e promove a maturação de linfócitos e órgãos linfóides como o baço e linfonodos. Existe ainda uma outra substância, a timulina, que exerce função na placa motora (junção dos nervos com os músculos) e, portanto, nos estímulos neurais e periféricos, sendo considerada grande responsável por uma doença muscular chamada miastenia grave.

Extraído de: Wikipédia | Timo

 


Glândula TIMO – A chave da imunidade e da energia vital.

Por: Sonia Hirsch

No meio do peito, bem atrás do osso onde a gente toca quando diz “eu”, fica uma pequena glândula chamada timo.

Seu nome em grego, thýmos, significa energia vital. Precisa dizer mais?

Precisa, porque o timo continua sendo um ilustre desconhecido. Ele cresce quando estamos contentes, encolhe pela metade quando estressamos e mais ainda quando adoecemos.

Essa característica iludiu durante muito tempo a medicina, que só conhecia através de autópsias e sempre o encontrava encolhidinho.

Supunha-se que atrofiava e parava de trabalhar na adolescência, tanto que durante décadas os médicos americanos bombardeavam timos adultos perfeitamente saudáveis com megadoses de raios X achando que seu “tamanho anormal” poderiam causar problemas.

Mais tarde a ciência demonstrou que, mesmo encolhendo após a infância, continua totalmente ativo; é um dos pilares do sistema imunológico, junto com as glândulas adrenais e a espinha dorsal, e está diretamente ligado aos sentidos, à consciência e à linguagem. Como uma central telefônica por onde passam todas as ligações, faz conexões para fora e para dentro.

Se somos invadidos por micróbios ou toxinas, reage produzindo células de defesa na mesma hora.

Mas também é muito sensível a imagens, cores, luzes, cheiros, sabores, gestos, toques, sons, palavras, pensamentos.

Amor e ódio o afetam profundamente.

Idéias negativas têm mais poder sobre ele do que vírus ou bactérias.

Já que não existem em forma concreta, o timo fica tentando reagir e enfraquece, abrindo brechas para sintomas de baixa imunidade, como herpes.

Em compensação, idéias positivas conseguem dele uma ativação geral em todos os poderes, lembrando a fé que remove montanhas.

O teste do pensamento


Um teste simples pode demonstrar essa conexão.

Feche os dedos polegar e indicador na posição de o.k, aperte com força e peça para alguém tentar abri-los enquanto você pensa “estou feliz”.

Depois repita pensando “estou infeliz”.

A maioria das pessoas conserva a força nos dedos com a idéia feliz e enfraquece quando pensa infeliz. (Substitua os pensamentos por uma bela sopa de legumes ou um lindo sorvete de chocolate para ver o que acontece…)

Esse mesmo teste serve para lidar com situações bem mais complexas.

Por exemplo, quando o médico precisa de um diagnóstico diferencial, seu paciente tem sintomas no fígado que tanto podem significar câncer quanto abcessos causados por amebas. Usando lâminas com amostras, ou mesmo representações gráficas de uma e outra hipótese, testa a força muscular do paciente quando em contato com elas e chega ao resultado.

As reações são consideradas respostas do timo e o método, que tem sido demonstrado em congressos científicos ao redor do mundo, já é ensinado na Universidade de São Paulo (USP) a médicos acupunturistas.

O detalhe curioso é que o timo fica encostadinho no coração, que acaba ganhando todos os créditos em relação a sentimentos, emoções, decisões, jeito de falar, jeito de escutar, estado de espírito…

“Fiquei de coração apertadinho”, por exemplo, revela uma situação real do timo, que só por reflexo envolve o coração.

O próprio chacra cardíaco, fonte energética de união e compaixão, tem mais a ver com o timo do que com o coração- e é nesse chacra que, segundo os ensinamentos budistas, se dá a passagem do estágio animal para o estágio humano.

“Lindo!”, você pode estar pensando, “mas e daí?”.

Daí que, se você quiser, pode exercitar o timo para aumentar sua produção de bem estar e felicidade.

Como? Pela manhã, ao levantar, ou à noite, antes de dormir.

a).. Fique de pé, os joelhos levemente dobrados. A distância entre os pés deve ser a mesma dos ombros. Ponha o peso do corpo sobre os dedos e não sobre o calcanhar, e mantenha toda a musculatura bem relaxada.

b).. Feche qualquer uma das mãos e comece a dar pancadinhas contínuas com os nós dos dedos no centro do peito, marcando o ritmo assim: uma forte e duas fracas.
Continue entre três e cinco minutos, respirando calmamente, enquanto observa a vibração produzida em toda a região torácica.

O exercício estará atraindo sangue e energia para o timo, fazendo-o crescer em vitalidade e beneficiando também pulmões, coração, brônquios e garganta. Ou seja, enchendo o peito de algo que já era seu e só estava esperando um olhar de reconhecimento para se transformar em coragem, calma, nutrição emocional, abraço.

Ótimo, íntimo, Cheio de estímulo. Bendito Timo.

Da jornalista e pesquisadora naturista Sonia Hirsch

Postado por: Mìck Bèrnard
EXTRAÍDO DE: Observatório Cósmico | Glandula TIMO: A chave da imunidade e da energia vital.


A GLÂNDULA TIMO E AS TÉCNICAS DE CURA DA MEDICINA HOLÍSTICA TRADICIONAL (PARTE I)

Por: Bernardo Melgaço

Desde 1988 venho me questionando sobre a relação entre o Amor metafísico (que vivenciei uma única – e inesquecível! – vez) e o Amor físico (que experimentei centenas de vezes!). E já se passaram mais de 20 anos da minha experiência mística e holística com o Amor Cósmico e de lá para cá sempre me indaguei sobre aquele fenômeno maravilhoso e misterioso que se manifestou no centro do meu peito em 1988. Eu sabia desde o primeiro dia da experiência que tive, que havia pelo menos dois planos de experiência/vivência acontecendo simultaneamente: o físico e o metafísico. E que o plano metafísico (dos chacras) era a raiz da energia humana – o nosso lado transcendente. E o plano físico era o meio, o caminho de realização física e material – o nosso lado imanente. Mas, o que me intrigava era saber qual parte do plano físico estava de fato ligado ao plano metafísico do chacra cardíaco. Hoje, após todos esses longos anos de incertezas e questionamentos tenho que admitir que a resposta está nas glândulas, principalmente a glândula TIMO. Ela tem um papel vital no processo de regulação do humor; no processo imunológico e; no processo de refinamento das emoções entre tantas outras funções.

Gostaria de sugerir um desafio acadêmico aos médicos e pesquisadores em geral que possuem mentes abertas: pesquisem a relação entre a glândula timo, o chacra cardíaco e o sistema imunológico. Acredito que nessa relação estão as respostas para várias doenças tais como a AIDs, o Câncer, etc. Essa hipótese está baseada numa vivência mística que tive em 1988. Eu vivenciei em meu peito o fenômeno da interligação dos planos energéticos sutil (dos chacras) e concreto (glândulas timo, pineal e outras). Assim, parto de uma experiência íntima para a formulação de uma hipótese e não o caminho contrário (da hipótese para o teste ou experiência) que é muito comum nos processos de pesquisa científica. Sugiro aos médicos e todas as pessoas (pesquisadoras ou não) ligadas às áreas de saúde que estudem o conteúdo do livro MEDICINA VIBRACIONAL: A MEDICINA DO FUTURO do médico-pesquisador Dr. Richard Gerber. Nesse livro vocês encontrarão subsídios técnicos e científicos para buscarem uma conexão entre a TIMO, o CHACRA e o SISTEMA IMUNOLÓGICO.

A ciência precisa alargar seus horizontes como já vem fazendo muito bem nos campos de conhecimento da genética, física quântica e a astrofísica. Mas, mesmo assim precisamos urgentemente de hipóteses metafísicas para descortinarmos um mundo de fenômenos sutis responsáveis por boa parte das doenças crônicas. Sinto intuitivamente que quando os cientistas decidirem testar a hipótese da causalidade descendente (do plano metafísico para o plano físico, ou do plano qualitativo para o plano quantitativo) daremos um passo gigantesco fenomenal para explicarmos uma série de doenças de origem ainda desconhecida. A ciência moderna ainda não sabe penetrar no mundo essencial qualitativo das energias sutis das emoções humanas. Essa crítica foi realizada em minha monografia de dissertação de mestrado defendida em 1992 na COPPE/UFRJ. Em outras palavras, as energias descobertas pela ciência ainda são insuficientes para identificarem um conjunto de fenômenos causadores de anomalias no campo energético do sistema complexo e multidimensional da consciência e das transformações que ocorrem na relação entre psique e corpo físico.

Uma coisa eu descobri e constatei em minhas experiências íntimas (vivências): a forma como vemos um objeto (seja ele físico ou metafísico) afeta o objeto observado (essa tese é também uma afirmativa da física quântica moderna). Isso implica dizer que o universo guarda segredos no próprio modo e ato de se observar um fato ou fenômeno. Ou seja, não existe neutralidade no campo científico e nem no campo do senso comum. O tempo todo estamos afetando o mundo e somos afetados pelos outros a nossa volta. Existe uma fronteira invisível entre o que nos é desconhecido e o que já é conhecido. A transição de um lado para o outro acontece em planos da percepção em que estamos agindo ou construindo – de um modo geral estamos inconscientes na ocasião da transição. As doenças, enquanto fenômenos naturais são também criadas pela forma como nos conduzimos na relação que temos com as multidimensionalidades das energias que circulam entre o homem e a natureza. Somos seres extremamentes sensíveis, plurais e abertos para o cosmos. Nesse contexto, todos os fenômenos nos afetam (direta ou indiretamente) sem que tenhamos sensibilidade para vermos as suas origens no nascimento deles. Por exemplo, as explosões solares (muito comuns na superfície do sol) afetam os sistemas de radar dos pássaros, baleias, seres humanos, celulares, satélites etc.

Então a nossa realidade nos guarda o maior mistério que é a essência ou qualidade dos fenômenos. O essencial é invisível porque não se mede quantitativamente. As doenças são visíveis pelos seus efeitos, o princípio delas é desconhecido na sua origem. Nesse sentido, precisamos adotar uma nova abordagem científica que seja compatível com o objeto ou fenômeno observado. Pois, só vemos o que nos é compatível com o nosso nível de consciência. O comum é o centro da curva normal (na área da estatística), os extremos são incompreensíveis e invisíveis para o nosso olhar viciado.

Eu vou revelar aqui uma descoberta que fiz em 1988: o que chamamos de impressões digitais são na verdade centros de energia (chacras (ou chakras) menores), verdadeiros receptores ou antenas captadoras de energias sutis cósmicas. Pergunto, então: quantos dos meus leitores alcançarão essa verdade vivenciada por mim em 1988? O Amor tão falado por Jesus Cristo está situado no centro do peito e tem uma relação direta com a glândula TIMO. Por isso, que alguns autores e pesquisadores afirmam que a falta de amor no mundo é a maior desgraça que afeta a paz e a saúde humana em todos os tempos. Ou seja, quando esse chacra principal não está funcionando bem a glândula timo também não está em sua potencialidade nos resguardando na sua relação com o sistema imunológico. E ai ficamos vulneráveis – sem defesa!

Bernardo Melgaço da Silva
Prof. e Pesquisador do Núcleo de Estudos Sobre Ciência, Espiritualidade e Filosofia – NECEF/URCA (Universidade Regional do Cariri)

Extraído de: TUDO QUE NECESSITAMOS É AMOR: MINHAS EXPERIÊNCIAS ESPIRITUAIS INEXPLICÁVEIS E EXTRAORDINÁRIAS | A GLÂNDULA TIMO E AS TÉCNICAS DE CURA DA MEDICINA HOLÍSTICA TRADICIONAL (PARTE I)


 

EXERCÍCIOS ESPECÍFICOS PARA O TIMO

Por: Paulo e Lauro Raful

EXERCÍCIO 1 [Estimulação do Timo]

•  Fazer pequenas “batidinhas’ com a polpa dos dedos no esterno (localizado aproximadamente a 2 dedos abaixo da clavícula)

Faça estas “batidinhas” ao redor desta região, explorando e sentindo estas vibrações. Sinta o aquecimento produzido nesta região.

EXERCÍCIO 2 [Abraçar o ombro]

•  Em pé, tronco ereto, com o braço direito “abrace” o ombro esquerdo [ver fig.].

•  Coloque a mão um pouco abaixo do ombro esquerdo e vá “caminhando” com os dedos em direção à escápula esquerda o máximo que puder. Faça o mesmo com o braço esquerdo.
Sinta a presença do Timo.

EXERCÍCIO 3 [Contraindo e expandindo o Timo]

•  De pé, braços soltos ao longo do corpo, volte as palmas das mãos para fora e girando os braços, una o dorso das mãos em frente ao abdômen e expire todo o ar dos pulmões.

•  A seguir, desfaça a posição e abrindo os braços leve-os para trás, abrindo o peito e inspirando. Abra os braços até que as palmas das mãos se encontrem atrás [nas costas], e se unam na altura do osso sacro.

Faça algumas vezes este movimento.

EXERCÍCIO 4 [Mãos na nuca e cotovelos abertos]

•  Erga os braços e coloque as mãos entrelaçadas sobre a nuca, os cotovelos abertos. Abra o peito inspirando e levando os cotovelos para trás, sem tirar as mãos da nuca.

•  Sinta a expansão produzida por este movimento simples, permita-se saborear a sensação de espaço, liberdade, desobstrução.

•  Ao expirar, junte os cotovelos à frente suavemente. Coloque sua atenção no timo. Faça algumas vezes. Quando perceber que alguém próximo a você se encontra acabrunhado, comprimido por problemas, aconselhe este movimento.

FINALIZAÇÃO [Garras de urso e movimento da gangorra]

 

•  Enganche suas mãos [como garras de urso] em frente ao peito. Abra bem os braços deixando-os paralelos ao peito

•  Inicie um movimento com os cotovelos, levando um em direção ao “Céu” (pra cima) e outro em direção à “Terra” (pra baixo). Eleve primeiro o cotovelo direito (o esquerdo desce em direção à Terra), depois suba o esquerdo (lembra uma gangorra) e o direito desce em direção à Terra.

•  Faça com os músculos das costas relaxados, não aplique força. Não permita nenhuma tensão muscular.

Estimule o timo o máximo que puder, faça amizade com esta glândula. Ela produz alegria e dependemos dela para equilibrar o sistema imunológico.

Trecho extraído de: A Glândula Timo – funções, saúde e exercícios – Escola Gurdjieff São Paulo


Ativação da Glândula Timo – O chacra Cardíaco

Por: Marinez Tito Salgado

O Timo é a Glândula das “maravilhas” situada ao nível do coração, atrás do esterno (osso achatado, situado na parte anterior da caixa torácica e que está ligado às costelas). No feto ela é grande, estende-se da região do pescoço até o diafragma (região de abdômen); durante a infância ela começa diminuir e após a puberdade ela diminui mais ainda. Possui a forma piramidal, mesmo ao atrofiar-se, e sua falta afeta a Glândula Pineal (o Pai cerebral).

É o Chakra da expressão do Amor e da compaixão, no entanto, seu giro energético divergente acarreta ao coração de carne e pulmões prejuízos, assim como às artérias coronárias. Quando esta glândula está ativa, o organismo não envelhece.

São exercícios importantes para estimular o Timo e também para que ele não petrifique em idade avançada, perdendo assim o estímulo da amorosidade. Ela é intimamente ligada à música, favorecendo assim a pessoa que canta e a que emite sons mântricos.

1º) Exercício: feche a mão totalmente e role as juntas (as falanges proximais e médias) por sobre o Timo, na região central do peito, entre os mamilos e em sua direção, com certa pressão para ativar este centro energético e sua Glândula. Esses movimentos ativam o Timo e liberam a estagnação do Coração.

2º) Exercício: a pronúncia da vogal “A” muito lentamente e aberta, com consciência, trabalha a amorosidade no ser e faz vibrar a Glândula e a região ao redor, como o Chakra laríngeo, transformando todas as estagnações que neles houver. É o Cardíaco sendo acionado e elevando-se ao seu Chakra superior, o Chakra do verbo.

Esses são exercícios terapêuticos que favorecem o coração de carne , o Timo, a Tireoide, as Paratireoides, assim como seus Chakras correspondentes: Chakra Cardíaco e Chakra laríngeo.

Extraído de: Somos Todos Um | Artigo de Marinez Tito Salgado: Ativação da Glândula Timo – O chacra Cardíaco – | Artigos do Clube


 

Chacra Cardíaco 4º Chacra

Por: Redação M de Mulher

 

Compaixão

Localiza-se bem no centro do peito, entre os mamilos

É associado ao timo e é nele que se concentra a energia do Amor Incondicional, a nossa fonte vital.

É responsável também pela saúde e vitalidade do corpo físico, o coração e os pulmões.

Desenvolvido, cria um canal de amor que pode ser utilizado para o trabalho assistencial.

Nome Sânscrito: ANAHATA (“Invicto”; “Inviolado”, intocado ou inaudível.)

Mantra: Yam.

Localização: Coração. Centro do peito.

Cor: Verde (cura e energia vital); Rosa (Amor).

Glândula: Timo.

Elemento: Ar.

Zodíaco: Leão e Balança.

Planetas: Vênus, Saturno e o astro Sol.

Massagem: Para as mulheres, no sentido horário e para os homens no sentido anti horário.

Funções: Energiza o sangue e o corpo físico. Estimular a imunidade e o bom funcionamento do coração e dos pulmões, desenvolver a capacidade de amar, perdoar e sentir compaixão.

Disfunções: Problemas respiratórios e cardíacos, medos ou ilusões a respeito do amor.

Cristais: Esmeralda, Jade verde, Quartzo e Turmalina verde ou rosa.

Qualidades Positivas: Amor incondicional, Compaixão, Equilíbrio, Harmonia e Paz.

Qualidades Negativas: Desequilíbrio, Instabilidade emocional, Problemas de coração e circulação.

Temas: Elo entre os três primeiro chacras (ligados a matéria, sexo e relacionamentos) e os três últimos (ligados à espiritualidade), o quarto centro deve integrá-los, elevando nosso grau de consciência e de auto-estima.

Para isso, precisamos reconhecer e tratar dores decorrentes de ciúmes, ressentimentos e abandonos.

Como Ativar: Terapias voltadas para as curas emocionais e meditações dirigidas.

Para Refletir: Liberte-se da idéia de que você ou os outros deveriam ser diferentes para merecer amor. Aceite o que cada um é.

Extraído de: Chacra Cardíaco 4º Chacra | CLAUDIA

 


ESPIRITUALIDADE E CONSCIÊNCIA

Por: Wagner Borges

 

Espiritualidade é um estado de consciência; não é doutrina, não!
É o que se leva dentro do coração.
É o discernimento em ação!
É o amor em profusão.
É a luz nas idéias e equilíbrio na senda.
É o valor consciencial da alegria na jornada.
É a valorização da vida e de todos os aprendizados.
É mais do que só viver; é sentir a vida que pulsa em todas as coisas.
É respeitar a si mesmo, para respeitar o próximo e a natureza.
É ter a plena noção de que nada acaba na morte do corpo, pois a consciência segue além, algures, na eternidade…
É saber disso – com certeza -, e não apenas crer nisso.
É viver isso – com clareza -, sem fraquejar na senda.
É ser um presente, para si mesmo, para os outros e para a própria vida.
Espiritualidade é brilho nos olhos e luz nas mãos.
E isso não depende dessa ou daquela doutrina; depende apenas do próprio despertar espiritual; depende do discernimento consciencial se unir aos sentimentos legais, no equilíbrio das próprias energias, nos atos da vida.
Ah, espiritualidade é qualidade perene; não se perde nem se ganha; apenas é!
É valor interno, que descerra o olhar para o infinito… para além dos sentidos convencionais. É janela espiritual que se abre, dentro de si mesmo, para ver a luz que está em tudo!
Espiritualidade é essa maravilha: o encontro consigo mesmo, em paz.
Espiritualidade é ser feliz, mesmo que ninguém entenda por quê.
É quando você se alegra, só pelo fato de estar vivo!
É quando o seu chacra* do coração se abre igual a uma rosa, e você se sente possuído por um amor que não é condicionado a coisa alguma, mas que ama tudo.
É quando você nem sabe explicar porque ama; só sabe que ama.
Espiritualidade não depende de estar na Terra ou no Espaço; de estar solteiro ou casado; de pertencer a esse ou aquele lugar; ou de crer nisso ou naquilo.
É valor de consciência, alcançado por esforço próprio e faz o viver se tornar sadio.
Espiritualidade é apenas isso: SER FELIZ!
Ou, como ensinavam os sábios celtas de outrora: SER UM PRESENTE

Paz e Luz.

* Chacras – do sânscrito – são os centros de força situados no corpo energético e que tem como função principal a absorção de energia (prana, chi) do meio ambiente para o interior do campo energético e do corpo físico. Além disso, servem de ponte energética entre o corpo espiritual e o corpo físico.

O Chacra Cardíaco – é o chacra responsável pela energização do sistema cardiorrespiratório. É considerado o canal de movimentação dos sentimentos. Por isso é o chacra mais afetado pelo desequilíbrio emocional. Bem desenvolvido, torna-se um canal de amor para o trabalho de assistência espiritual. Está ligado à glândula timo.

Extraído de: 760 – ESPIRITUALIDADE E CONSCIÊNCIA – Instituto de Pesquisas Projeciológicas e Bioenergéticas

 


 

Fontes consultadas:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Timo
http://mickbernard.blogspot.com/2007/09/glandula-timo-chave-da-imun
http://www.followscience.com/article/science/a-glandula-timo-e-as-t
http://www.ogrupo.org.br/glandula_timo.asp
http://somostodosum.ig.com.br/clube/artigos.asp?id=21513
https://www.ippb.org.br/textos/760-espiritualidade-e-consciencia
http://claudia.abril.com.br/materias/2091/?pagina2
http://portaldosanjos.ning.com/group/reikiaenergiaespiritual/forum/topic/show?id=3406316%3ATopic%3A401724&xgs=1&xg_source=msg_share_topic

Origem: CURA E ASCENSÃO – Solange Christtine Ventura

Via: A GLÂNDULA TIMO E A ESPIRITUALIDADE>>CURA E ASCENSÃO